Feridas e CurativosFeridas e Curativos
Professora: Adriana Rodrigues do Carmo
Graduada e licenciada em Biologia e Enfermag...
Classificação de Feridas
5. Outras:
A) Ferida asséptica: Não contaminada. Ex: Ferida
cirúrgica.
B) Ferida séptica: Contami...
Classificação de Feridas
5. Outras:
Denominamos de: 
* Ferimento aberto - Solução de continuidade.
Ex: Incisão cirúrgica, ...
Avaliando a ferida
Localização
Tempo
Exsudato
Odor
Borda
Avaliando a ferida
Tamanho
Leito da ferida
Pele ao redor
Tipo de curativo
Infectada ?
Avaliando a ferida
Sadio Doente
Tecido de Granulação
 Vermelho vivo
 Brilhante
 Não sangra facilmente
ou muito pouco
 ...
Avaliando a ferida
Dificuldades na identificação
de feridas infectadas
 Os sintomas de inflamação da fase inicial
podem s...
Avaliando a ferida
Dificuldades na identificação
de feridas infectadas
 Uma ferida que não cicatriza pode ser o único
sin...
Avaliação do estado da ferida
 Mensuração,
 Extensão do tecido envolvido,
 Localização anatômica,
 Tipo de tecido no l...
Avaliação do estado da ferida
Mensuração
Comprimento ProfundidadeLargura
Avaliação do estado da ferida
Extensão do tecido envolvido
Estruturas envolvidas
Estadiamento
Avaliação do estado da ferida
Localização anatômica
Potencial de contaminação
Documentação
Avaliação do estado da ferida
Tipo de tecido no leito da ferida
Tecidos viáveis
Tecidos inviáveis
Granulação e epitelizaçã...
Avaliação do estado da ferida
Cor do tecido (Vermelho Amarelo Preto
Granulação
Fibrina
Rosa, vermelho pálido, vermelho viv...
Avaliação do estado da ferida
Exsudato
Volume
ConsistênciaOdor
Cor
Avaliação do estado da ferida
Exsudato
Sanguinolento: Fino, vermelho brilhante;
Serosanguinolento: Fino, aguado, de vermel...
Avaliação do estado da ferida
Bordas da ferida
Epitalização
Macerada
Necrose
Isquemia
Irregular
Contaminação
Infecção
Colo...
Avaliação do estado da ferida
Bordas da ferida
Indistinta, difusa: Não há possibilidade de distinguir
claramente o contorn...
Avaliação do estado da ferida
Bordas da ferida
Indistinta, difusa Aderida Não-aderida
Enrolada para baixo, espessada / grossa: De macia
para firme e flexível ao toque;
Hiperqueratose: Formação de tecido calos...
Avaliação do estado da ferida
Bordas da ferida
Enrolada para baixo,
espessada / grossa
Hiperqueratose Fibrótica, com cicat...
Avaliação do estado da ferida
Infecção
Sinais clínicos de infecção: dor, calor,
hiperemia, mudança na cor do exsudato, odo...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Tratamento de feridas - Aula 02

3.676 visualizações

Publicada em

Tratamento de feridas - 02

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.676
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
65
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tratamento de feridas - Aula 02

  1. 1. Feridas e CurativosFeridas e Curativos Professora: Adriana Rodrigues do Carmo Graduada e licenciada em Biologia e Enfermagem Instituto de Educação Jesus Monteiro
  2. 2. Classificação de Feridas 5. Outras: A) Ferida asséptica: Não contaminada. Ex: Ferida cirúrgica. B) Ferida séptica: Contaminada. Ex: Feridas laceradas.
  3. 3. Classificação de Feridas 5. Outras: Denominamos de:  * Ferimento aberto - Solução de continuidade. Ex: Incisão cirúrgica, laceração penetrante ou escoriação. * Ferimento fechado - Não dá solução de continuidade. Ex: Contusão ou equimose. * Ferimento acidental - Ferimento devido a um infortúnio. * Ferimento intencional - Causado por incisão cirúrgica (fins terapêuticos).
  4. 4. Avaliando a ferida Localização Tempo Exsudato Odor Borda
  5. 5. Avaliando a ferida Tamanho Leito da ferida Pele ao redor Tipo de curativo Infectada ?
  6. 6. Avaliando a ferida Sadio Doente Tecido de Granulação  Vermelho vivo  Brilhante  Não sangra facilmente ou muito pouco  Vermelho escuro  Sem brilho ou ressecado  Sangra com abundância
  7. 7. Avaliando a ferida Dificuldades na identificação de feridas infectadas  Os sintomas de inflamação da fase inicial podem ser confundidos com sintomas de infecção;  Doentes imunossupressos podem não apresentar sintomas clássicos de inflamação ou sequer de infecção;
  8. 8. Avaliando a ferida Dificuldades na identificação de feridas infectadas  Uma ferida que não cicatriza pode ser o único sintoma da presença de infecção;  Má interpretação ou desprezo de resultados microbiológicos;  Desvalorizar ou super-valorizar presença ou ausência de alguns sinais de exsudato purulento.
  9. 9. Avaliação do estado da ferida  Mensuração,  Extensão do tecido envolvido,  Localização anatômica,  Tipo de tecido no leito da ferida,  Cor da ferida,  Exsudato,  Borda da ferida,  Infecção.
  10. 10. Avaliação do estado da ferida Mensuração Comprimento ProfundidadeLargura
  11. 11. Avaliação do estado da ferida Extensão do tecido envolvido Estruturas envolvidas Estadiamento
  12. 12. Avaliação do estado da ferida Localização anatômica Potencial de contaminação Documentação
  13. 13. Avaliação do estado da ferida Tipo de tecido no leito da ferida Tecidos viáveis Tecidos inviáveis Granulação e epitelização Fibrina desvitalizada, tecidos necróticos
  14. 14. Avaliação do estado da ferida Cor do tecido (Vermelho Amarelo Preto Granulação Fibrina Rosa, vermelho pálido, vermelho vivo Amarelo, marrom Necrose Cinza, negra
  15. 15. Avaliação do estado da ferida Exsudato Volume ConsistênciaOdor Cor
  16. 16. Avaliação do estado da ferida Exsudato Sanguinolento: Fino, vermelho brilhante; Serosanguinolento: Fino, aguado, de vermelho pálido para róseo; Seroso: Fino. Aguado, claro; Purulento: Fino ou espesso, de marrom opaco para amarelo; Purulento pútrido: Espesso, de amarelo opaco para verde, com forte odor.
  17. 17. Avaliação do estado da ferida Bordas da ferida Epitalização Macerada Necrose Isquemia Irregular Contaminação Infecção Colonização
  18. 18. Avaliação do estado da ferida Bordas da ferida Indistinta, difusa: Não há possibilidade de distinguir claramente o contorno da ferida; Aderida: Plana / nivelada com o leito da ferida, sem presença de paredes; Não-aderida: Presença de paredes; o leito da ferida é mais profundo que as bordas;
  19. 19. Avaliação do estado da ferida Bordas da ferida Indistinta, difusa Aderida Não-aderida
  20. 20. Enrolada para baixo, espessada / grossa: De macia para firme e flexível ao toque; Hiperqueratose: Formação de tecido caloso ao redor da ferida e até as bordas Fibrótica, com cicatriz: Dura, rígida ao toque. Avaliação do estado da ferida Bordas da ferida
  21. 21. Avaliação do estado da ferida Bordas da ferida Enrolada para baixo, espessada / grossa Hiperqueratose Fibrótica, com cicatriz
  22. 22. Avaliação do estado da ferida Infecção Sinais clínicos de infecção: dor, calor, hiperemia, mudança na cor do exsudato, odor. Cultura Swab Aspiração Biópsia

×