Povos indígenas do mato grosso do sul

107.917 visualizações

Publicada em

4 comentários
17 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
107.917
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15.547
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
823
Comentários
4
Gostaram
17
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Povos indígenas do mato grosso do sul

  1. 1. Povos indígenas do Mato Grosso do Sul.<br />A população indígena do estado de mato grosso do sul é a segunda em relação aos outros estados e não difere muito da problemática das demais nações de outros estados do brasil. Atualmente, esta população é de, aproximadamente, 53 mil índios. Desse total, cerca de 10 mil vivem na condição de desaldeados. <br />
  2. 2. Na aldeia, moram, atualmente, mais de cem famílias de índios que vivem na área urbana e que exercem as profissões dos não índios, ou seja, os homens são, em sua maioria, pedreiros e serventes; as mulheres trabalham como diaristas e domésticas. As índias de idade mais avançada comercializam, pelas ruas das capital ou nas mediações do mercado municipal, os produtos trazidos da aldeia como milho, feijão, caju, guavira, guariroba e outros..<br />
  3. 3. Povos indígenas.<br />
  4. 4. Guerras indígenas e antropofagia.<br />As primeiras impressões dos europeus sobre os índios brasileiros são relativas aos tupis, que habitavam principalmente a costa atlântica leste. Os povos não-tupis eram chamados de tapuias, conforme foi dito anteriormente. Os relatos afirmam que os grupos viviam em harmonia interna, mas atormentados por hostilidade entre diversos grupos.<br />
  5. 5. Povos indígenas.<br />O índio que sempre esteve em harmonia com o meio ambiente sofreu muito com a chegada do homem branco. Ele saiu do isolamento em que vivia, esse convivo trouxe novos costumes o que descaracterizou e muito a sua cultura.<br />
  6. 6. Menina indígena.<br />
  7. 7. Guatos.<br />Os guatos são um grupo de indígena que habita junto aos limites do estado brasileiro mato grosso do sul com a Bolívia, mais precisamente na área indígena guato. Eles chegaram a ser dados como extintos na década de 1960, mas habitam até os dias atuais a região do pantanal, onde se fazem presentes desde o século XVI, no passado eram também chamados de canoeiros.<br />
  8. 8. Menina kadiweu e sua pintura.<br />
  9. 9. kadiweu.<br />Kadiweu: os kadiweu pertencem a última tribo dos MBAYÁ GUAICURU, povo seminômade que habitava a região da bacia do rio Paraguai. Os kadiweu encontram-se, hoje, quase totalmente concentrados na reserva doada por D. PEDRO II ao seu povo pela participação ao lado dos militares na guerra do Paraguai.<br />
  10. 10. Guarani.<br />Guarani: Senhores dos ervais da fronteira de mato grosso do sul com o Paraguai e com a área superior a dois milhões de hectares, a nação guarani, de tronco tupi, ainda resiste as investida do homem branco e luta pela retomada de parte de seu território. Nômade e coletores que tiravam da natureza somente o necessário para a sobrevivência, eles tiveram seu território reduzido drasticamente.<br />
  11. 11. Homem indígena guarani.<br />
  12. 12. Caiuá.<br />Caiuá: eles vivem na região um do estado e no passado eram milhares ocupando 40% do território que compreende mato grosso do sul. Pertencem ao tronco lingüístico tupi e é um dos únicos grupos indígenas que tem noção de seu território. Durante a exploração da erva mate, as comunidades ficaram em pequenas reservas, e até hoje seus territórios sagrados continuam a ser invadidas por fazendeiros e agricultores.<br />
  13. 13. Guarani kayowá.<br />Até meados do século XX, o povo Guarani Kaiowá ocupava uma extensão de 3 milhões de hectares do atual território do Mato Grosso do Sul, convivendo e trabalhando nas plantações de erva mate. O processo de confinamento teve início por volta de 1920 e hoje os Guarani Kaiowá ocupam um território total de 40 mil hectares. <br />  <br />Numa perspectiva de demarcação do total de áreas demandadas atualmente, teremos uma extensão de 400 mil hectares, sendo que cada território teria em média de 5 a 15 mil hectares.<br />
  14. 14. Canibalismo<br />Algumas tribos eram canibais como, por exemplo, os tupinambás que habitavam o litoral da região sudeste do Brasil. A antropofagia era praticada, pois acreditavam que ao comerem carne humana do inimigo estariam incorporando a sabedoria, valentia e conhecimentos. Desta forma, não se alimentavam da carne de pessoas fracas ou covardes. A prática do canibalismo era feira em rituais simbólicos. <br />
  15. 15. Guarani nhandewá.<br />Muito tem se especulado sobre a trajetória dos nhandevas enquanto grupo étnico, antes e depois do estabelecimento das frentes coloniais. Algumas teorias apontam para a possibilidade deste grupo ser descendente dos carimas do século XVIII que por sua vez seriam descendentes de grupos dispersos de mbarakajus que no século XVI e início do XVII teriam se estabelecido junto a povoamentos coloniais e nas missões jesuíticas[1].<br />
  16. 16. decoração na arte Indígena.<br />
  17. 17. A arte indígena.<br />As culturas indígenas expressam-se por meio da arte de maneira diversas e muitos particulares. As mais conhecidas são as pinturas corporais, registradas em diversos documentos históricos.<br />O indígena se constituiu principalmente, pelo cano e pelo uso de instrumentos de sopro e de percussão, e é muito o utilizado em rituais.<br />
  18. 18. Nações indígenas<br />Apesar de toda dificuldade em sobreviver e resistindo aos avanços da modernidade, seis nações indígenas de mato grosso do sul ainda mantém seus costumes, tradições e sua língua nativa.<br />
  19. 19. A riqueza indígena na floresta.<br />Os indígenas do Brasil queimavam parte da floresta para<br />fazer roças de plantas. Entre as espécies fruti feras plantada são coletadas pelos indígenas. Pode citar: castanha do Pará, maracujá, ambu, jabuticaba, pitanga, goiaba e etc. <br />
  20. 20. Arte indígena.<br />
  21. 21. Indígenas.<br />
  22. 22.
  23. 23. Artesanato indígena<br />
  24. 24.
  25. 25. Dez municípios brasileiros com maior população indígena<br />1) São Gabriel da Cachoeira (AM) – 76,31%<br />2) Uiramutã (RR) – 74,41%<br />3) Normandia (RR) – 57,21%<br />4) Santa Rosa do Purus (AC) – 48,29%<br />5) Ipuaçu (SC) – 47,87%<br />6) Baía da Traição (PB) – 47,70%<br />7) Pacaraima (RR) – 47,36%<br />8) Benjamin Constant do Sul(RS) – 40,73%<br />9) São João das Missões (MG) – 40,21%<br />10) Japorã(MS) – 39,24%<br />
  26. 26. De acordo com a FUNAI, a população que vive em aldeias é de 512 mil pessoas, distribuídas em 225 etnias com 180 línguas diferentes. No Brasil, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 734 mil pessoas se auto-identificaram como indígenas.<br />
  27. 27.
  28. 28. E.E Delfina nogueira de Souza.<br />“ 7° B”<br />Prof° Adilton Sanches<br />
  29. 29. Alunas:<br />Monica<br />Bruna<br />Gesiele<br />Nilza<br />Cintia<br />
  30. 30. Provérbio Indígena<br />De todos os caminhos da vida há um que importa mais: é o caminho que nos leva ao verdadeiro ser humano.<br />“Obrigadoooooooo”<br />

×