A resposta

211 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

A resposta

  1. 1. Welington José Ferreira
  2. 2. Well,A Nova Jerusalém terá 2.220km de altura (12 mil estádios)!!! ???Como sobreviveremos lá com estas características da atmosfera daTerra?Eduardo Gomes! Está me lembrando um texto que (segue no final)que é o texto que mais leram lá no blog...mas antes...Notou que a cidade não se "Colapsa" sobre ela mesma....Não temos com construir prédios dessa altura...não num mundo com a nossa gravidade.E concordo que se uma cidade com 2220 km de altura fosse colocada na terra ficaria com pelomenos com 2215 kmacima de uma atmosfera respirável.MAS EU FICO REALMENTE IMPRESSIONADO COM ESSA SUA OUSADIA de interrogar apoderosa Welington CorporationSobre uma questão como essas. É muita coragem. Você não daria um chute num leão faminto,não enfrentaria desarmado a um dragão... não chamaria o Rickson Gracie pra um embate notatame.Mas ainda assim enfrenta corajosa e destemidamente acom questões tão elementares.Então...que seja a ticoncedida
  3. 3. 21:1 – Vi novo céu e nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terrapassaram, e o mar já não existe.21:2 – Vi também a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, daparte de Deus, ataviada como noiva adornada para o seu esposo.21:5 – E aquele que está assentado no trono disse: Eis que faço novas todasas coisas. E acrescentou: Escreve, porque estas palavras são fiéis everdadeiras.21:10 – e me transportou, em espírito, até a uma grande e elevada montanhae me mostrou a santa cidade, Jerusalém, que descia do céu, da parte deDeus,Há um pequeno detalhe. Pequeno porém importante. O que respiram os anjos? Que energia fazsuas asas se abrireme voarem...é importante saber esse pequeno detalhe...porque uma das razões do Céu se chamarCéu é justamenteo fato de que nós estaremos livres do casamento (piadinha):Mestre, Moisés disse: Se morrer alguém, não tendo filhos, casará o seu irmão com a mulherdele, e suscitará descendência a seu irmão.25Ora, houve entre nós sete irmãos; e o primeiro, tendo casado, morreu e, não tendodescendência, deixou sua mulher a seu irmão.26Da mesma sorte o segundo, e o terceiro, até ao sétimo;27Por fim, depois de todos, morreu também a mulher.28Portanto, na ressurreição, de qual dos sete será a mulher, visto que todos a possuíram?29Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poderde Deus.30Porque na ressurreição nem casam nem são dados em casamento; mas serão como osanjos de Deus no céu.
  4. 4. E porque seremos SEMELHANTES AOS ANJOS.Magníficos em Poder, qualquer que seja o significado disso"Bendizei ao Senhor, anjos Seus, magníficos em poder, que cumpris as Suas ordens,obedecendo à voz da Sua palavra.” Salmo 103:20.As leis físicas não são um empecilho para quem fez o que fez com Sodoma e Gomorra. São osanjos que realizam a destruição.Eles afirmam para Ló:"Porque nós vamos destruir este lugar, porque o seu clamor tem aumentado diante da facedo SENHOR, e o SENHOR nos enviou a destruí-lo"E eles PERMANECEM na esfera da destruição, no alcance dela, do poder de destruição por elesmanifesto, não se preocupam com eles mesmosem nenhum momento. Mas se preocupam com a fragilidade humana de Ló e possuem aconsciência de que nem ele e sua família resistirão senão estiverem numa distancia suficiente.Apressa-te, escapa-te para ali; porque nada poderei fazer, enquanto não tiveres alichegado. Por isso se chamou o nome da cidade Zoar.Se seremos semelhantes aos anjos as limitações impostas aos humanos não serão um grandiosoproblema, porque as leis que regemo COSMOS ATUAL não os afetam. Pressão, temperatura, aceleração, inércia, calor, gravidade,espaço, tempo e energia. Eles acessama realidade física do mesmo modo que tem acesso aos nossos sonhos. Transitam entre os doisuniversos com risível facilidade.E nós seremos assim SEMELHANTES...num sentido FÍSICO...afinal JÁ NÃO PODEM MAISMORRER...disse Jesus...Quando acontecer a ressurreição, na transformação da IGREJA, ainda haverá um mundoem que se possa MORRER.Ainda há o universo do modo que se conhece, as mesmas leis, gravidade, entropia, etc. Por isso émuito interessanteJesus afirmar o que diz...(gente ele as vezes esnoba nas respostas...como se soubesse que umdia alguém iria perguntar o que vc perguntou)Ou seja, a Igreja ressurreta, acontece nessa nossa realidade. O fantástico caminhará sobre ovisível.Mas o texto em que você vê a pequena cidade não acontece nessa nossa terra. E nem nessenosso universo.21:1 – Vi novo céu e nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terrapassaram, e o mar já não existe.Essa Terra é uma nova terra. E esse Céu no qual a Nova Jerusalém desce é um novo céu. Porquepois o primeiro céu e a primeira terra passaramVocê está vendo algo que ocorre depois do DIA DO SENHOR.O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas élongânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venhama arrepender-se.Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus
  5. 5. passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obrasque nela há, se queimarão. Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vosconvém ser em santo trato, e piedade,Aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo sedesfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão.2 Pedro 3:1-12”Todo o universo físico deixará de existir. TODO ELE. Todas asestrelas, todas as galáxias, todas as constelações, a terra é destruídanuma hecatombe cósmica, quando Deus deixar de sustentar aexistência, ela deixa de existir. O universo envelhecido, é rasgado,para que dê lugar a um novo universo.Essa Cidade mágica, agora desce num NOVO e ABSURDAMENTEMÀGICO UNIVERSO(é que essa semana estou assistindo Upon Once Time)Note que a Cidade Celestial é medida.Apc 21:15 E aquele que falava comigo tinha uma cana de ouro, para medir a cidade, e assuas portas, e o seu muro.Mas não é medida a Nova Terra.Não temos a mínima noção do tamanho da terra que será criada.Parece que já não possuímos sistemas solares, ou estrelas comoconcebemos.. significa que não é uma lei gravitacional que sustentaessa nova terra nesse novo universo...Eu não tenho escuridão ou o
  6. 6. vácuo...ou matéria escura... ou antimatéria...na verdade não sabemosse haverá matéria no sentido que convencionamos.Não haverá mais noite: ninguémmais vai precisar da luz dalâmpada, nem da luz do Sol. Porqueo Senhor Deus vai brilhar sobreeles, e eles reinarão para sempre.O que você está vendo é uma cidade celestial de extensão considerável...em termos DESTATERRA e DESTE UNIVERSO....Dizem que não há modelo físico anterior ao BIG BANG que dê suporte a especulação de como secomportava o espaço-tempo--matéria-energia.nessa situação.Digo o mesmo do universo após o Dia do Senhor.Então, sim Eduardo Gomes Santos....RESPOSTA: Nós sobreviveremos...Mesmo porque ele prometeu que nós viveríamos para sempre...Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; e todoaquele que vive e crê em mim nunca morrerá. Crês tu isso?E também porque nessa época...a morte...morreu.Justamente no capitulo anterior. No capitulo 20 ela édestruída, no tal lago de fogo e enxofre.
  7. 7. SEM MAIS...Apresentou
  8. 8. ADENDOSSobre certo muro feito de jaspePorque uma cidade cujo Guardiães são os anjos de Deus,necessita de muro?Porque Deus necessita de uma cidade celestial, se habita as dimensões?Porque ela possui pedras preciosas?Porque o muro não tem nome, mas os fundamentos do muro, que normalmentenão podem ser visto, são nomeados?Porque vemos os fundamentos de modo tão claro se eram para estaremOCULTOS?Porque necessita possuir uma variedade tamanha de cristais, jóias preciosíssimas,os mais belos minerais apresentados pela naturezase é para estar OCULTO?E porque no final de toda a história da salvação, no livro dos fechamentos de todasas profecias, imeditamente antes do iníciode uma Nova Criação, tendo tanta coisas grandiosas para serem MOSTRADAS, odesfile das hostes angelicais, o fim do universo, a chegadada Nova Criação, etc, Deus me mostra uma construção? UM MURO?PORQUE QUE EU QUERO VER UM MURO NO CÉU? PORQUE DEUS DENTRETANTAS COISAS INDISCRITIVEIS, ME MOSTRA UMMUROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO?E qual o significado de eu homenagear alguém dando seus nomes para umfundamento de uma muralha? Note que não é o muro que recebe os nomes.Veja que não são os edifícios da cidade que recebem os nomes dos apóstolos. Vejaque eles não nomeiam nada do INTERIOR da dita cidade.APOCALIPSE 21.12-18E tinha um grande e alto muro com doze portas, e nas portas doze anjos, enomes escritos sobre elas, que são os nomes das doze tribos dos filhos de Israel.Do lado do levante tinha três portas, do lado do norte, três portas, do lado do sul,três portas, do lado do poente, três portas.E o muro da cidade tinha doze fundamentos, e neles os nomes dos dozeapóstolos do Cordeiro.E aquele que falava comigo tinha uma cana de ouro, para medir a cidade, e assuas portas, e o seu muro.E a cidade estava situada em quadrado; e o seu comprimento era tanto como a sualargura. E mediu a cidade com a cana até doze mil estádios; e o seu comprimento,largura e altura eram iguais.
  9. 9. E mediu o seu muro, de cento e quarenta e quatro côvados, conforme a medidade homem, que é a de um anjo.E a construção do seu muro era de jaspe, e a cidade de ouro puro,semelhante a vidro puro.E os fundamentos do muro da cidade estavam adornados de toda apedra preciosa. O primeiro fundamento era jaspe; o segundo, safira; o terceiro,calcedônia; o quarto, esmeralda;O quinto, sardônica; o sexto, sárdio; o sétimo, crisólito; o oitavo, berilo; o nono,topázio; o décimo, crisópraso; o undécimo, jacinto; o duodécimo, ametista.
  10. 10. Em primeiro lugar a eternidade não é fruto da imaginação humana. Não é criaçãofundamentada em arquétipos ancestrais da alma. Todas as imagens de coisascelestiais não são fruto de porres monumentais de profetas suburbanos misturadasa lembranças vívidas de imagens religiosas de seus tempos de infância. Profetasbêbados não tem carteira. A profecia não é de origem humana. Não épsicologicamente induzível por drogas alucinógicas ou fruto de alterações nafábrica química das percepções do tecido cerebral. Deus propôs coisas espirituaiscom autoria, feitas do jeito que imaginou com razões especiais. Não há umaeternidade na qual não haja uma cidade celestial, não há como se aproximar dafonte do universo e da origem de todas as coisas sem ser impactado pela beleza demuros que parecem ser feitos de jaspe. Porque do mesmo modo que imaginou obentevi e o uirapuru, assim Deus imaginou as coisas invisíveis. Do mesmo modoque doou a cor aos olhos de aishwarya,assim no lugar das coisas essenciais, no mundo de significados plenos, na terrasonhada por sonhos maiores que os sonhos dos anjos, Ele encheu o lugar de SuaHabitação de coisas que são plenas de evocações, lembranças, alegorias,representações e substancia. Essencialmente plenas de significados e de mistériosque abrangem aquilo que DEUS mais preza, mais ama, mais considera. No lugarmais sublime, ele sublimou os significados, no lugar mais divino, tudo resplandeceo que em Deus é mais importante. Ele está refletido nas obras da Criação, mas nocéu, são os segredos mais íntimos e as coisas mais profundas que estão manifestas.O céu mostra Deus desnudando sua alma, revelando seu interior.E o muro de jaspe é uma das peças desta revelação.
  11. 11. Ele é a chave para os mistérios dos propósitos anteriores a criação. Ele é guardadopor anjos, ele envolve o bem mais precioso do universo, ele envolve, circunda oamanhã de um lugar onde só habitará a alegria e onde filhos e filhas festejarão avitória contra a morte, a dor e a perda. Onde o pecado não possui espaço oumemorial, onde os demônios não entram e nem podem entrar, onde a essência doshomens é plena de luz.O muro é feito de jaspe, uma pedra semipreciosa vermelha como o sangue, dematizes e sombras, de texturas que jamais se repetem. Nele ficam portas por ondese acessará a cidade. Ele não possui um nome. Mas aquilo que lhe sustenta possui onome dos que um dia testemunharam o ministério de Cristo na terra e foram poreles separados para serem suas testemunhas.O muro se assemelha a um tecido que lembra um coração real, e o sangue que correneles, de um vermelho vivo. O muro representa a vida de milhares que viveram ecreram, que morreram e perseveraram. O muro fala da fé no coração humano, cujabase é o testemunho de doze enviados, que representam a todos os que foramenviados por Deus para pregar sua Palavra, para falar de seu Evangelho.Ele circunda a cidade, porque não há como acessar tal lugar, tal dimensão, talpatamar de vida, tal esfera de coisas, tal esperança sublime, sem passar por aquelesque fazem parte deste muro. Moisés, Davi, Isaias, João, Jesus, Maria, Paulo.Barnabé. Gláucia. Amanda. Felipe. José. Manuela. Ivan. Caio.Nenhum ser humano entrará pelas portas sem ser impactado pela vida de outro,que derramou um dia seu coração diante de tamanha esperança. Que sofreu poramar ao próximo, que lutou pelo direito de ser digno diante daquele que vive paratodo sempre.Esse muro é um memorial eterno, diante de Deus, nada é mais vistoso, nada se vêmais longe, nada é tão impactante quanto avistá-lo. Porque nada é maior dentro deDeus. Não existe coisa mais cheia de significados, do que a vida exercida poraqueles que crêem em sua Palavra. Diante de DEUS para todo sempre ele coroou aexpressão de sua Adoração, de sua Vida, de sua Existência.O muro é a soma de todos os medos, de todas as dores, de todas as intercessões, detodas as orações, de cada gemido, de cada suspiro. De cada ai.E a dimensão da oração do coração que crê é tão extrema, é de tamanho valor aintercessão dos que oram, que o muro possui a mesma medida da cidade, cidadeesta que SIMBOLIZA a grandeza das coisas que hão de vir.O muro tem a mesma extensão da cidade.Assim Deus imaginou aquilo que representa o choro de Ana, o choro de Maria, ochoro de Jesus. Assim Deus imaginou o que significa a morte de Cristo, a morte deJoão Batista, a morte de Estevão. Assim Deus representou na visão dada a Joãoaquilo que lhe arrebata a alma. Aquilo que lhe arrebata os sonhos. Porque oApocalipse não fala dos sonhos dos homens. Mas dos sonhos de Deus. Fala de suasintenções e de suas finalidades. A história da salvação nele está representada. Porisso é coberto de pedras de valor incalculável aos olhos do apóstolo João. PorqueNADA é mais precioso para DEUS que a vida de seus filhos e filhas, nada é capaz deestremecer a Deidade como a manifestação da vida dos que nele estabeleceram suaconfiança. Que foram conectados a ele pelo vinculo da esperança e que amaramamar mais que odiar. Que amaram o bem e rejeitaram o mal.Assim se estabelece a visão final de Apocalipse.
  12. 12. Esse muro. A cidade. Representa o amor humano expressado em amor a Deus e oamor divino revelado na pessoa daquele que se fez homem e sangrou entre nós.Um muro de jaspe.Quebrada de JaspeLa cascada de la quebrada de JaspeCerca de Santa Elena de Uairén, en el kilómetro 273, se encuentra la quebrada de Jaspe. Laquebrada de Jaspe es uno de los lugares más visitados en la Gran Sabana. De fácil acceso,bien organizado y señalizado, es una parada obligada. Desde el estacionamiento, se debehacer un pequeño y fácil recorrido por la selva y se llega a la quebrada.
  13. 13. La quebrada de Jaspe, río abajoAllí se observa una gran laja de unos 300 metros de longitud, en donde el agua apenas tieneunos centímetros de profundidad. A la derecha, se encuentra una pequeña cascada que es unlugar excelente para recibir unos agradables masajes de agua, o sencillamente para disfrutardel agua con una temperatura muy agradable.Detalle de la cascadaEl nombre de la quebrada de Jaspe, se debe a que el fondo es de una piedra semi-preciosallamada Jaspe, que es en realidad un compuesto de cuarzo y sílice, con un color rojo muyfuerte.
  14. 14. El piso de la quebradaLa quebrada de Jaspe es uno de los “monumentos naturales” de Venezuela.Sobre certos recordesAssunto: Sobre certos recordesArremesso de peso: é uma modalidade olímpica de atletismo, onde osatletas competem para arremessar uma bola o mais longe possível. Asqualidades principais do atleta campeão são a força e a aceleração.A origem da modalidade encontra-se nos Highland Games, um eventodesportivo praticado durante séculos nas terras altas da Escócia, onde se
  15. 15. jogava um arremesso de pedra. O peso destes jogos era, em geral, um cuboarredondado de pedra ou de metal e de peso considerável. O lançamento depeso foi integrado no programa dos Jogos Olímpicos da era moderna desde asua primeira edição em Atenas 1896. O primeiro campeão olímpico foi RobertGarrett dos Estados Unidos.23,12 metros Estados Unidos Westwood 199022,63 metros Natalya Lisovskaya União Soviética Moscovo 1987Mó: é cada uma do par de pedras duras, redondas e planas, com as quais, nosmoinhos, se trituram grãos de trigo, cevada, centeio e outros, até se reduzirema farinha; ou, nos lagares a azeitona, até ser dela extraído todo o óleo. Uma móé formada por diversos sulcos que provém uma lâmina de corte e ajudam amanter a farinha moída fora das pedras. Quando em uso normal, a mó precisaser afiada constantemente para manter a lâmina.
  16. 16. Mó é um conjuntode duas pedras. A base, ou mão-de-mó é estacionária, não se move. Acimada mão-de-mó fica a pedra de moer, que é a peça que, na verdade, realizaa moenda quando se choca contra a mão-de-mó.
  17. 17. A pedra de mó era uma pedra circular que ficava sobre os moinhos, eralevantada por meio de alavancas, ou movida para moer graãosNo livro de Apocalipse (Revelação em grego) veremos um arremesso de pesosem precedentes.Numa visão, dada por Cristo, João contempla Babilônia. A Antiga Babilonia,não a moderna Babilônia, que seria representada por Roma. A capital domundo em sua época era Roma. Babilônia era só um vestígio, uma cidadeabandonada há centenas de anos. Um monte de escombros. Mas certa visãodentre as inúmeras que o livro de Apocalipse possui o conduziráespiritualmente até Babilônia. Os caldeus, fundadores ou desenvolvedores daantiga cidade vieram do norte e suplantaram diversas civilizações através daguerra. Formaram o primeiro grande império mundial.Venceram em sua época de expansão a única nação que poderia lhe fazeralguma frente na batalha, o antigo Egito. Foram os caldeus que possuíam porcapital a Babilônia que destruíram ao império egípcio.
  18. 18. Porque Deus evoca uma nação já morta, uma civilização extinta, para falar deum juízo futuro?Porque algo que procedeu de Babilônia ainda permanecia vivo. Algo que teveorigem nela e que contaminara o mundo permanecia agindo. Não era para umacidade que não existia que a profecia se dirigia. Mas contra algo que atuavacomo uma cidade invisível, uma coisa que age como uma entidade ou poderespiritual e cujos fundamentos se erguiam desde Nabucodonozor. Roma eraherdeira da filosofia, da burocracia, dos códigos legais, da religiosidade, dapluralidade de deuses, da crueldade, dos bacanais, das festividades, daastronomia. E da invocação dos mortos. E da magia. E do poderio militar, daarte da guerra. E não só Roma herdaria tais antigas tradições. Nósherdaríamos também.Os caldeus eram pródigos no uso do machado, em especial por serem seussoldados exímios lenhadores.Essa característica é exaltada numa cena de guerra, quando milhares desoldados penetram uma floresta que se situava próximo a Carquemis na partesul do rio eufrates, derrubando centenas de árvores ao mesmo tempo, porhoras a fio para encurralarem o exército egípcio, que ao ver a destruição dafloresta, é tomado de terror e se descontrola.(Livro de Isaias)A visão das árvores caindo era como se um monstro as dragasse,desorientando as tropas. Certo dia anos depois deste evento Nabucodonosorsonharia com uma gigantesca e medonha árvore cortada até sua raiz. árvoremaldita que teve até mesmo suas raízes acorrentadas. E que num dia vindourotornaria a crescer. Babilônia foi cortada. Mas sua essência cresceu até que elase tornou uma realidade espiritual cuja sombra enche toda a terra. Contudo,essa é uma outra sinistra história.Voltemos ao arremesso de peso e a tal mó.Na visão que João teve ele vê um anjo vai até a antiga e destruída cidade.Esse anjo toma em seus braços uma antiga pedra de um moinho abandonado ea lança ao mar.Só tem um pequeno detalhe. Não havia nenhum mar próximo à antiga cidade.E um forte anjo levantou uma pedra como uma grande mó, e lançou-a no mar,dizendo: Com igual ímpeto será lançada Babilônia, aquela grande cidade, e
  19. 19. não será jamais achada.Apocalipse 18:21Babilônia se situava a no mínimo 450 km do mar mais próximo. Se o anjo seencontrou em Babilônia no momento do arremesso, estaria a mais de 500 kmdo mar Cáspio, a mais de 400 km do Golfo pérsico e a mais de 700 do marmediterrâneo.Seriam, pelo menos duas toneladas arremessadas a mais de 500 km.Você pode debater sobre a literalidade do evento, dizendo que era somenteuma visão. Algo como um sonho. Uma representação. Uma abstração. Umaparábola. Uma profecia.Porém, tal sonho, tal representação, tal abstração, tal parábola e tal profecia sóteriam real valor, se um anjo verdadeiro pudesse verdadeiramente realizar talfaçanha.Porque é de um feito tremendo, um ato de tremendo poder, algo aterrador queo texto fala. O intuito da visão é de impactar a João, não de fazer cócegas nele.O ato é para ele ficar estupefato. Assustado. Com os olhos arregalados. Senãoo anjo poderia ter pego uma pedra comum e atirado no mar. O que já iria meimpressionar bastante(afinal seriam 500 km de arremesso). Mas se é pramostrar PODER...se é pra enfatizar... vamos mostrar... arrebatadoramente.Entenda isso, creatura, e trema.De onde se conclui:forte anjo é o mais fabuloso eufemismo tecido pelo ser humano. E faça astuas malas ó Babilônia, o que quer que você seja, porque a coisa vai ficarmuito feia pro teu lado...

×