SlideShare uma empresa Scribd logo
Vontade de deus
Quatro Perguntas Para serem respondidas:
1.   O que é a vontade de Deus?
2.   O que é estar na vontade de Deus?
3.   O que é não estar na vontade de Deus?
4.   O que Deus tem para mim hoje?
O centro da vontade de Deus é o melhor lugar para se
estar. Deus quer o melhor para nós. Os amigos,
pais, família, eu mesmo, todos querem o melhor para
nós. Porém Deus é quem conhece o melhor mesmo.
A Vontade De Deus Pode Ser Expressa Ou Específica.
A vontade expressa de Deus está escrita na Palavra e é para todos.
Exemplos: ser e fazer discípulos, a santidade, amar, proclamar,
sujeitarem-se as autoridades, viver em fé, orar, o marido amar a esposa.
Resumindo: são todos os mandamentos. Por isto não precisa de
interpretação. A vontade específica de Deus é diferente para cada um e
Deus fala individualmente.
Atos 16:1-12
 Qual o pecado Paulo e os irmãos irem para a Ásia?
 Qual o pecado de irem para a Macedônia?
 Não havia nada ilícito em ir para uma localidade ou outra. Mas qual
  o centro da vontade e Deus para eles?
 Se Deus falou, esta passou a ser sua vontade. Imagine a dificuldade
  de Paulo ao falar para os outros irmãos. Será que eles entenderam
  imediatamente?
Caso não tenham buscado ao Senhor, poderiam pensar que Paulo estava
com medo de ir para a Ásia, ou que pudesse haver algum interesse
pessoal para ele na Macedônia. É preciso obedecer e agir por fé, às
vezes não se entende no momento o porquê de Deus mandar algo,
depois é que vem o entendimento.
“Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os
vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso
culto racional. E não sede conformados com este mundo, mas sede
transformados pela renovação do vosso entendimento, para que
experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.”
Rm 12:1-2
Deus é perfeito.
A vontade Dele para nós hoje pode não ser a mesma para amanhã.
É preciso estar atento.
Hoje Deus pode querer que o conheçamos mais, que estude a Palavra.
Amanhã que eu cresça espiritualmente nos dons, que manifeste um
dom específico.
Depois pode ser se humilhar.
Depois para lutar.
Depois para ficar quieto.
 E o que temos para saber se estamos ou não no centro da vontade de
Deus?
A paz em nossos corações e a confirmação das autoridades (pais,
pastores). Deixar de fazer o que Deus fala traz falta de paz.
O coração (sentir), é enganoso.
 É preciso cuidado com o que temos no coração.
 Quando temos algum desejo no coração é possível que misturemos
  nosso sentimento com o que achamos ser a vontade de Deus.
 E podem aparecer algumas situações em que aparentemente Deus
  está confirmando aquela nossa vontade, quando na verdade não
  está.
 Os planos de Deus são diferentes dos nossos.
 É preciso humildade para separar o que é de Deus e o que é do
  coração enganoso.
Autoridades sobre nós.
Deus também expressa sua vontade através dos relacionamentos de
autoridade e comunhão. Se algo é de Deus ele confirma através das
autoridades em nossa vida, daqueles que estão perto.
 Quem rejeita as autoridades rejeita o próprio Deus.
Todos devem sujeitar-se às autoridades governamentais, pois não há autoridade que
não venha de Deus; as autoridades que existem foram por ele estabelecidas.
Portanto, aquele que se rebela contra a autoridade está se colocando contra o que
Deus instituiu, e aqueles que assim procedem trazem condenação sobre si mesmos.
Romanos 13:1-2
Obedeçam aos seus líderes e submetam-se à autoridade deles. Eles cuidam de vocês
como quem deve prestar contas. Obedeçam-lhes, para que o trabalho deles seja uma
alegria e não um peso, pois isso não seria proveitoso para vocês.
Hebreus 13:17
Não é simples achar a vontade específica de Deus, mas é uma
experiência maravilhosa. O que temos se estamos na vontade de Deus?
Temos paz, garantia, segurança e promessa.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atributos de deus
Atributos de deusAtributos de deus
Atributos de deus
Jessé Lopes
 
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do ObreiroCETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
Ednilson do Valle
 
Lição 6 – Quem Domina a sua Mente
Lição 6 – Quem Domina a sua MenteLição 6 – Quem Domina a sua Mente
Lição 6 – Quem Domina a sua Mente
Éder Tomé
 
A Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter CristãoA Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter Cristão
Márcio Martins
 
A doutrina do pecado
A doutrina do pecadoA doutrina do pecado
A doutrina do pecado
Marcianno Teofilo
 
Lição 8 aprovados por deus em cristo jesus 3º trimestre de 2015
Lição 8   aprovados por deus em cristo jesus 3º trimestre de 2015Lição 8   aprovados por deus em cristo jesus 3º trimestre de 2015
Lição 8 aprovados por deus em cristo jesus 3º trimestre de 2015
Andrew Guimarães
 
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser SuestimadaLição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Éder Tomé
 
As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do EspiritoAs Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
Márcio Martins
 
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristãoLição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
Erberson Pinheiro
 
A armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completaA armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completa
Anderson Silvério
 
Regeneração
RegeneraçãoRegeneração
Regeneração
Pr Neto
 
Lição 11 - Alerta Contra os Falsos Mestres e Suas Heresias
Lição 11 - Alerta Contra os Falsos Mestres e Suas HeresiasLição 11 - Alerta Contra os Falsos Mestres e Suas Heresias
Lição 11 - Alerta Contra os Falsos Mestres e Suas Heresias
Éder Tomé
 
Lição 13 – Orando sem Cessar
Lição 13 – Orando sem CessarLição 13 – Orando sem Cessar
Lição 13 – Orando sem Cessar
Éder Tomé
 
Lição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novoLição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novo
Éder Tomé
 
Soteriologia: Aspectos Fundamentais da Salvação
Soteriologia: Aspectos Fundamentais da SalvaçãoSoteriologia: Aspectos Fundamentais da Salvação
Soteriologia: Aspectos Fundamentais da Salvação
Dilean Melo
 
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristãLição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Joanilson França Garcia
 
Estudo Dízimos e Ofertas
Estudo Dízimos e OfertasEstudo Dízimos e Ofertas
Estudo Dízimos e Ofertas
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretasLição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
Éder Tomé
 
Doutrina de deus
Doutrina de deusDoutrina de deus
Doutrina de deus
Gcom digital factory
 
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nósLição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Éder Tomé
 

Mais procurados (20)

Atributos de deus
Atributos de deusAtributos de deus
Atributos de deus
 
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do ObreiroCETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
 
Lição 6 – Quem Domina a sua Mente
Lição 6 – Quem Domina a sua MenteLição 6 – Quem Domina a sua Mente
Lição 6 – Quem Domina a sua Mente
 
A Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter CristãoA Formação do Caráter Cristão
A Formação do Caráter Cristão
 
A doutrina do pecado
A doutrina do pecadoA doutrina do pecado
A doutrina do pecado
 
Lição 8 aprovados por deus em cristo jesus 3º trimestre de 2015
Lição 8   aprovados por deus em cristo jesus 3º trimestre de 2015Lição 8   aprovados por deus em cristo jesus 3º trimestre de 2015
Lição 8 aprovados por deus em cristo jesus 3º trimestre de 2015
 
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser SuestimadaLição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
 
As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do EspiritoAs Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
 
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristãoLição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
 
A armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completaA armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completa
 
Regeneração
RegeneraçãoRegeneração
Regeneração
 
Lição 11 - Alerta Contra os Falsos Mestres e Suas Heresias
Lição 11 - Alerta Contra os Falsos Mestres e Suas HeresiasLição 11 - Alerta Contra os Falsos Mestres e Suas Heresias
Lição 11 - Alerta Contra os Falsos Mestres e Suas Heresias
 
Lição 13 – Orando sem Cessar
Lição 13 – Orando sem CessarLição 13 – Orando sem Cessar
Lição 13 – Orando sem Cessar
 
Lição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novoLição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novo
 
Soteriologia: Aspectos Fundamentais da Salvação
Soteriologia: Aspectos Fundamentais da SalvaçãoSoteriologia: Aspectos Fundamentais da Salvação
Soteriologia: Aspectos Fundamentais da Salvação
 
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristãLição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
 
Estudo Dízimos e Ofertas
Estudo Dízimos e OfertasEstudo Dízimos e Ofertas
Estudo Dízimos e Ofertas
 
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretasLição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
 
Doutrina de deus
Doutrina de deusDoutrina de deus
Doutrina de deus
 
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nósLição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
 

Destaque

Os três níveis da vontade de deus para
Os três níveis da vontade de deus paraOs três níveis da vontade de deus para
Os três níveis da vontade de deus para
Igreja Batista Memorial em Silva Jardim
 
Posições_natureza_existência_Deus
Posições_natureza_existência_DeusPosições_natureza_existência_Deus
Posições_natureza_existência_Deus
Isabel Moura
 
Romanos 7 (parte -2)
Romanos   7 (parte -2)Romanos   7 (parte -2)
Romanos 7 (parte -2)
Joel Silva
 
Revista Duda 997 gnosticismo residuos de ua secta
Revista Duda 997 gnosticismo residuos de ua sectaRevista Duda 997 gnosticismo residuos de ua secta
Revista Duda 997 gnosticismo residuos de ua secta
Abraham Perez
 
1 capa deus pai
1 capa deus pai1 capa deus pai
1 capa deus pai
Adailton Costa
 
Crisma de 27 04-13
Crisma de 27 04-13Crisma de 27 04-13
Crisma de 27 04-13
Catequese Panatis
 
No tempo de deus.pubpptx
No tempo de deus.pubpptxNo tempo de deus.pubpptx
No tempo de deus.pubpptx
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 10
E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 10E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 10
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 10
Joel Silva
 
Jov Aula15
Jov Aula15Jov Aula15
Gramática aula4-tipos-de-sujeito-acesso-marta
Gramática aula4-tipos-de-sujeito-acesso-martaGramática aula4-tipos-de-sujeito-acesso-marta
Gramática aula4-tipos-de-sujeito-acesso-marta
Flávio Ferreira
 
Deus
DeusDeus
DEUS, O PAI
DEUS, O PAIDEUS, O PAI
Argumento a favor da existência de deus
Argumento a favor da existência de deusArgumento a favor da existência de deus
Argumento a favor da existência de deus
Isabel Moura
 
LIÇÃO 09 - A NOVA VIDA EM CRISTO
LIÇÃO 09 - A NOVA VIDA EM CRISTO LIÇÃO 09 - A NOVA VIDA EM CRISTO
LIÇÃO 09 - A NOVA VIDA EM CRISTO
Lourinaldo Serafim
 
Conhecer e fazer a vontade de deus
Conhecer e fazer a vontade de deusConhecer e fazer a vontade de deus
Conhecer e fazer a vontade de deus
Sidinei Kauer
 
Rene descartes
Rene descartesRene descartes
Rene descartes
Lu_ Lu
 
Verdades Bíblicas - Valores Eternos
Verdades Bíblicas - Valores EternosVerdades Bíblicas - Valores Eternos
Verdades Bíblicas - Valores Eternos
Conectadoscomjesusiasd
 
Que amor é esse
Que amor é esseQue amor é esse
Que amor é esse
Gustavo Lima Nascimento
 
Ebd matematica na biblia
Ebd   matematica na bibliaEbd   matematica na biblia
Ebd matematica na biblia
Gustavo Ben Schwartz
 

Destaque (20)

Os três níveis da vontade de deus para
Os três níveis da vontade de deus paraOs três níveis da vontade de deus para
Os três níveis da vontade de deus para
 
Posições_natureza_existência_Deus
Posições_natureza_existência_DeusPosições_natureza_existência_Deus
Posições_natureza_existência_Deus
 
Romanos 7 (parte -2)
Romanos   7 (parte -2)Romanos   7 (parte -2)
Romanos 7 (parte -2)
 
Revista Duda 997 gnosticismo residuos de ua secta
Revista Duda 997 gnosticismo residuos de ua sectaRevista Duda 997 gnosticismo residuos de ua secta
Revista Duda 997 gnosticismo residuos de ua secta
 
1 capa deus pai
1 capa deus pai1 capa deus pai
1 capa deus pai
 
Crisma de 27 04-13
Crisma de 27 04-13Crisma de 27 04-13
Crisma de 27 04-13
 
No tempo de deus.pubpptx
No tempo de deus.pubpptxNo tempo de deus.pubpptx
No tempo de deus.pubpptx
 
Doc1_ID[1]
Doc1_ID[1]Doc1_ID[1]
Doc1_ID[1]
 
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 10
E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 10E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 10
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 10
 
Jov Aula15
Jov Aula15Jov Aula15
Jov Aula15
 
Gramática aula4-tipos-de-sujeito-acesso-marta
Gramática aula4-tipos-de-sujeito-acesso-martaGramática aula4-tipos-de-sujeito-acesso-marta
Gramática aula4-tipos-de-sujeito-acesso-marta
 
Deus
DeusDeus
Deus
 
DEUS, O PAI
DEUS, O PAIDEUS, O PAI
DEUS, O PAI
 
Argumento a favor da existência de deus
Argumento a favor da existência de deusArgumento a favor da existência de deus
Argumento a favor da existência de deus
 
LIÇÃO 09 - A NOVA VIDA EM CRISTO
LIÇÃO 09 - A NOVA VIDA EM CRISTO LIÇÃO 09 - A NOVA VIDA EM CRISTO
LIÇÃO 09 - A NOVA VIDA EM CRISTO
 
Conhecer e fazer a vontade de deus
Conhecer e fazer a vontade de deusConhecer e fazer a vontade de deus
Conhecer e fazer a vontade de deus
 
Rene descartes
Rene descartesRene descartes
Rene descartes
 
Verdades Bíblicas - Valores Eternos
Verdades Bíblicas - Valores EternosVerdades Bíblicas - Valores Eternos
Verdades Bíblicas - Valores Eternos
 
Que amor é esse
Que amor é esseQue amor é esse
Que amor é esse
 
Ebd matematica na biblia
Ebd   matematica na bibliaEbd   matematica na biblia
Ebd matematica na biblia
 

Semelhante a Vontade de deus

04 licao
04 licao04 licao
04 licao
Talita Nunes
 
Como conhecer a vontade de Deus na sua vida
Como conhecer a vontade de Deus na sua vidaComo conhecer a vontade de Deus na sua vida
Como conhecer a vontade de Deus na sua vida
jairibnvt
 
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
 [EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração... [EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
José Carlos Polozi
 
3-Crescimento Espiritual.pdf
3-Crescimento Espiritual.pdf3-Crescimento Espiritual.pdf
3-Crescimento Espiritual.pdf
fernando pereira
 
Pai nosso 3 - Tema 25/05/12
Pai nosso 3 - Tema 25/05/12Pai nosso 3 - Tema 25/05/12
Pai nosso 3 - Tema 25/05/12
EBJ IPBCP
 
Capítulo II - Lei de Adoração.docx
Capítulo II - Lei de Adoração.docxCapítulo II - Lei de Adoração.docx
Capítulo II - Lei de Adoração.docx
Marta Gomes
 
Conhecendo a vontade positiva de deus
Conhecendo a vontade positiva de deusConhecendo a vontade positiva de deus
Conhecendo a vontade positiva de deus
Instituto Teológico Gamaliel
 
3.2 - Lei de Adoracao.pptx
3.2 - Lei de Adoracao.pptx3.2 - Lei de Adoracao.pptx
3.2 - Lei de Adoracao.pptx
Marta Gomes
 
Fundamentos I
Fundamentos IFundamentos I
Fundamentos I
Wanderclayson Marques
 
Namoro
NamoroNamoro
Namoro
Dilean Melo
 
Notícias gospel
Notícias gospelNotícias gospel
ÉTica cristã slides aula 4
ÉTica cristã   slides aula 4ÉTica cristã   slides aula 4
ÉTica cristã slides aula 4
Jose Ventura
 
Palestra: "No Santuário da Alma", de Paramahansa Yogananda, por Sérgio Costa ...
Palestra: "No Santuário da Alma", de Paramahansa Yogananda, por Sérgio Costa ...Palestra: "No Santuário da Alma", de Paramahansa Yogananda, por Sérgio Costa ...
Palestra: "No Santuário da Alma", de Paramahansa Yogananda, por Sérgio Costa ...
Sérgio Taldo
 
Quebranto paradigma
Quebranto paradigmaQuebranto paradigma
Quebranto paradigma
alexandrep7
 
Avaliando Como Deus Avalia
Avaliando Como Deus AvaliaAvaliando Como Deus Avalia
Avaliando Como Deus Avalia
Silvio Dutra
 
O que deus quer de nós
O que deus quer de nósO que deus quer de nós
O que deus quer de nós
Wanderley da Silva
 
51. devemos amar uns aos outros
51. devemos amar uns aos outros51. devemos amar uns aos outros
51. devemos amar uns aos outros
pohlos
 
Lição 3 "Obediência e Adoração".
Lição 3 "Obediência e Adoração".Lição 3 "Obediência e Adoração".
Lição 3 "Obediência e Adoração".
Marcus Wagner
 
Avaliando conforme Deus avalia
Avaliando conforme Deus avaliaAvaliando conforme Deus avalia
Avaliando conforme Deus avalia
Silvio Dutra
 
JORMI - Jornal Missionário nº 83
JORMI -  Jornal Missionário nº 83JORMI -  Jornal Missionário nº 83
JORMI - Jornal Missionário nº 83
Almir Rodrigues
 

Semelhante a Vontade de deus (20)

04 licao
04 licao04 licao
04 licao
 
Como conhecer a vontade de Deus na sua vida
Como conhecer a vontade de Deus na sua vidaComo conhecer a vontade de Deus na sua vida
Como conhecer a vontade de Deus na sua vida
 
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
 [EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração... [EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
 
3-Crescimento Espiritual.pdf
3-Crescimento Espiritual.pdf3-Crescimento Espiritual.pdf
3-Crescimento Espiritual.pdf
 
Pai nosso 3 - Tema 25/05/12
Pai nosso 3 - Tema 25/05/12Pai nosso 3 - Tema 25/05/12
Pai nosso 3 - Tema 25/05/12
 
Capítulo II - Lei de Adoração.docx
Capítulo II - Lei de Adoração.docxCapítulo II - Lei de Adoração.docx
Capítulo II - Lei de Adoração.docx
 
Conhecendo a vontade positiva de deus
Conhecendo a vontade positiva de deusConhecendo a vontade positiva de deus
Conhecendo a vontade positiva de deus
 
3.2 - Lei de Adoracao.pptx
3.2 - Lei de Adoracao.pptx3.2 - Lei de Adoracao.pptx
3.2 - Lei de Adoracao.pptx
 
Fundamentos I
Fundamentos IFundamentos I
Fundamentos I
 
Namoro
NamoroNamoro
Namoro
 
Notícias gospel
Notícias gospelNotícias gospel
Notícias gospel
 
ÉTica cristã slides aula 4
ÉTica cristã   slides aula 4ÉTica cristã   slides aula 4
ÉTica cristã slides aula 4
 
Palestra: "No Santuário da Alma", de Paramahansa Yogananda, por Sérgio Costa ...
Palestra: "No Santuário da Alma", de Paramahansa Yogananda, por Sérgio Costa ...Palestra: "No Santuário da Alma", de Paramahansa Yogananda, por Sérgio Costa ...
Palestra: "No Santuário da Alma", de Paramahansa Yogananda, por Sérgio Costa ...
 
Quebranto paradigma
Quebranto paradigmaQuebranto paradigma
Quebranto paradigma
 
Avaliando Como Deus Avalia
Avaliando Como Deus AvaliaAvaliando Como Deus Avalia
Avaliando Como Deus Avalia
 
O que deus quer de nós
O que deus quer de nósO que deus quer de nós
O que deus quer de nós
 
51. devemos amar uns aos outros
51. devemos amar uns aos outros51. devemos amar uns aos outros
51. devemos amar uns aos outros
 
Lição 3 "Obediência e Adoração".
Lição 3 "Obediência e Adoração".Lição 3 "Obediência e Adoração".
Lição 3 "Obediência e Adoração".
 
Avaliando conforme Deus avalia
Avaliando conforme Deus avaliaAvaliando conforme Deus avalia
Avaliando conforme Deus avalia
 
JORMI - Jornal Missionário nº 83
JORMI -  Jornal Missionário nº 83JORMI -  Jornal Missionário nº 83
JORMI - Jornal Missionário nº 83
 

Mais de Pr. Ladislau Rodrigues de Jesus

Os dez mandamentos e jesus cristo
Os dez mandamentos e jesus cristoOs dez mandamentos e jesus cristo
Os dez mandamentos e jesus cristo
Pr. Ladislau Rodrigues de Jesus
 
Emoção ou razão
Emoção ou razãoEmoção ou razão
Salmos 121
Salmos 121Salmos 121
Jesus cristo o messias
Jesus cristo o messiasJesus cristo o messias
Jesus cristo o messias
Pr. Ladislau Rodrigues de Jesus
 
Ministério de louvor
Ministério de louvorMinistério de louvor
Ministério de louvor
Pr. Ladislau Rodrigues de Jesus
 
Igreja saudavel
Igreja saudavelIgreja saudavel
Aplicação da redenção
Aplicação da redençãoAplicação da redenção
Aplicação da redenção
Pr. Ladislau Rodrigues de Jesus
 
Anticristo e os anticristos
Anticristo e os anticristosAnticristo e os anticristos
Anticristo e os anticristos
Pr. Ladislau Rodrigues de Jesus
 
Catolicismo romano
Catolicismo romanoCatolicismo romano
Linguagem do corpo
Linguagem do corpoLinguagem do corpo
Significado da ressurreição de Jesus Cristo
Significado da ressurreição de Jesus CristoSignificado da ressurreição de Jesus Cristo
Significado da ressurreição de Jesus Cristo
Pr. Ladislau Rodrigues de Jesus
 

Mais de Pr. Ladislau Rodrigues de Jesus (11)

Os dez mandamentos e jesus cristo
Os dez mandamentos e jesus cristoOs dez mandamentos e jesus cristo
Os dez mandamentos e jesus cristo
 
Emoção ou razão
Emoção ou razãoEmoção ou razão
Emoção ou razão
 
Salmos 121
Salmos 121Salmos 121
Salmos 121
 
Jesus cristo o messias
Jesus cristo o messiasJesus cristo o messias
Jesus cristo o messias
 
Ministério de louvor
Ministério de louvorMinistério de louvor
Ministério de louvor
 
Igreja saudavel
Igreja saudavelIgreja saudavel
Igreja saudavel
 
Aplicação da redenção
Aplicação da redençãoAplicação da redenção
Aplicação da redenção
 
Anticristo e os anticristos
Anticristo e os anticristosAnticristo e os anticristos
Anticristo e os anticristos
 
Catolicismo romano
Catolicismo romanoCatolicismo romano
Catolicismo romano
 
Linguagem do corpo
Linguagem do corpoLinguagem do corpo
Linguagem do corpo
 
Significado da ressurreição de Jesus Cristo
Significado da ressurreição de Jesus CristoSignificado da ressurreição de Jesus Cristo
Significado da ressurreição de Jesus Cristo
 

Último

Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
mfixa3824
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptxLição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
LaerciodeSouzaSilva1
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
PIB Penha
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
PIB Penha
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
EzeirAlvesdaSilva
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
PIB Penha
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
PIB Penha
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
OBrasilParaCristoRad
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
nadeclarice
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
FranciscoAudisio2
 
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.pptPALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
FranciscoAudisio2
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 

Último (20)

Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptxLição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
 
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.pptPALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 

Vontade de deus

  • 2. Quatro Perguntas Para serem respondidas: 1. O que é a vontade de Deus? 2. O que é estar na vontade de Deus? 3. O que é não estar na vontade de Deus? 4. O que Deus tem para mim hoje?
  • 3. O centro da vontade de Deus é o melhor lugar para se estar. Deus quer o melhor para nós. Os amigos, pais, família, eu mesmo, todos querem o melhor para nós. Porém Deus é quem conhece o melhor mesmo.
  • 4. A Vontade De Deus Pode Ser Expressa Ou Específica. A vontade expressa de Deus está escrita na Palavra e é para todos. Exemplos: ser e fazer discípulos, a santidade, amar, proclamar, sujeitarem-se as autoridades, viver em fé, orar, o marido amar a esposa. Resumindo: são todos os mandamentos. Por isto não precisa de interpretação. A vontade específica de Deus é diferente para cada um e Deus fala individualmente.
  • 5. Atos 16:1-12  Qual o pecado Paulo e os irmãos irem para a Ásia?  Qual o pecado de irem para a Macedônia?  Não havia nada ilícito em ir para uma localidade ou outra. Mas qual o centro da vontade e Deus para eles?  Se Deus falou, esta passou a ser sua vontade. Imagine a dificuldade de Paulo ao falar para os outros irmãos. Será que eles entenderam imediatamente? Caso não tenham buscado ao Senhor, poderiam pensar que Paulo estava com medo de ir para a Ásia, ou que pudesse haver algum interesse pessoal para ele na Macedônia. É preciso obedecer e agir por fé, às vezes não se entende no momento o porquê de Deus mandar algo, depois é que vem o entendimento.
  • 6. “Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” Rm 12:1-2
  • 7. Deus é perfeito. A vontade Dele para nós hoje pode não ser a mesma para amanhã. É preciso estar atento. Hoje Deus pode querer que o conheçamos mais, que estude a Palavra. Amanhã que eu cresça espiritualmente nos dons, que manifeste um dom específico. Depois pode ser se humilhar. Depois para lutar. Depois para ficar quieto.  E o que temos para saber se estamos ou não no centro da vontade de Deus? A paz em nossos corações e a confirmação das autoridades (pais, pastores). Deixar de fazer o que Deus fala traz falta de paz.
  • 8. O coração (sentir), é enganoso.  É preciso cuidado com o que temos no coração.  Quando temos algum desejo no coração é possível que misturemos nosso sentimento com o que achamos ser a vontade de Deus.  E podem aparecer algumas situações em que aparentemente Deus está confirmando aquela nossa vontade, quando na verdade não está.  Os planos de Deus são diferentes dos nossos.  É preciso humildade para separar o que é de Deus e o que é do coração enganoso.
  • 9. Autoridades sobre nós. Deus também expressa sua vontade através dos relacionamentos de autoridade e comunhão. Se algo é de Deus ele confirma através das autoridades em nossa vida, daqueles que estão perto.  Quem rejeita as autoridades rejeita o próprio Deus. Todos devem sujeitar-se às autoridades governamentais, pois não há autoridade que não venha de Deus; as autoridades que existem foram por ele estabelecidas. Portanto, aquele que se rebela contra a autoridade está se colocando contra o que Deus instituiu, e aqueles que assim procedem trazem condenação sobre si mesmos. Romanos 13:1-2 Obedeçam aos seus líderes e submetam-se à autoridade deles. Eles cuidam de vocês como quem deve prestar contas. Obedeçam-lhes, para que o trabalho deles seja uma alegria e não um peso, pois isso não seria proveitoso para vocês. Hebreus 13:17
  • 10. Não é simples achar a vontade específica de Deus, mas é uma experiência maravilhosa. O que temos se estamos na vontade de Deus? Temos paz, garantia, segurança e promessa.