SlideShare uma empresa Scribd logo
8ª ano-Atividade pag. 82 e 83 
Q 1) Pessoal; 
Q 2a)Remontam às corporações de oficio da Idade Média; 
Q 2b) Foi o primeiro movimento da classe operária inglesa a reivindicar direitos políticos e a 
adquirir um caráter nacional. O voto secreto e sufrágio universal masculino 
Q 2c)Sim. Aos poucos as lutas dos operários trouxeram melhorias na vida dos trabalhadores. 
Q 3a)A multidão seria formada por pessoas que perderam a sua humanidade e os laços que as 
identificam como membros de um grupo. 
Q 3b)pessoas de todos os grupos sociais; 
Q 3c)Porque apesar de todos buscarem a felicidade, a natureza humana conduz as pessoas ao 
isolamento ao distanciamento em relação ao outro. 
Q4a) O crescimento das atividades industriais e comerciais que atraem as pessoas da zona 
rural para as cidades. 
Q4b)ele quis dizer que os moradores de Londres não tinham uma relação solidária entre si, 
embora seus interesses fossem comuns. 
Q4c)Sim é uma tendência das grandes cidades a falta de solidariedade e as pessoas se isolarem 
Q4d Sim. Segundo o texto é uma tendência das multidões as pessoas se isolarem; 
Q5a)As vilas eram construídas próximas das fábricas, as ruas eram estreitas e sujas. As casas 
eram de andar e o banheiro ficava do lado de fora e era uma espécie de fossa. 
Q5b) Sim. Elas têm umas arquiteturas muito parecidas; 
Q5c) Sim, os trabalhadores tiveram que se adaptarem ao relógio e a vida corrida das cidades. 
Q5d) Era pobre composta basicamente de batata, arenque, tripa de animais, etc. 
Q5e) Sim, os operários bolivianos e os trabalhadores de algumas fazendas que são obrigados a 
trabalham num sistema semelhante à escravidão. 
Q6a) Um homem de gravata que pode ser o dono ou o gerente, um robô e um operário; 
Q6b)A charge faz uma crítica ao modelo de trabalho introduzido pela industrialização que transformou 
o trabalhador num operador de máquinas; 
Q6c) O ludismo, movimento de operários ingleses que quebravam as máquinas como forma se 
protesto. 
Q6d) Os sistemas de atendimento ao público de varias empresas. As linhas de montagem de fábricas 
de carros, etc;

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Grosso e fina
Grosso e finaGrosso e fina
Grosso e finamyespaco
 
SEA
SEASEA
Listas de calificaciones blog e
Listas de calificaciones blog eListas de calificaciones blog e
Listas de calificaciones blog e
sexualidadyequidad
 
Apresentação portal cs
Apresentação portal csApresentação portal cs
Apresentação portal cs
fabioladaiane
 
Perdoai me outra-vez_senhor
Perdoai me outra-vez_senhorPerdoai me outra-vez_senhor
Perdoai me outra-vez_senhor
xandaoferreirarcc
 
Cartaz agrupamento
Cartaz agrupamentoCartaz agrupamento
Cartaz agrupamento
bibliotecasmp
 
Eventos
EventosEventos
SóLo Sé Que No Seo Nada
SóLo Sé Que No Seo NadaSóLo Sé Que No Seo Nada
SóLo Sé Que No Seo Nada
Carlos Chacon
 
Html Y Javascript
Html Y JavascriptHtml Y Javascript
Html Y Javascript
oswchavez
 
A nova competência
A nova competênciaA nova competência
A nova competência
Alexander Leal
 
PAISAJES DE ARGENTINA
PAISAJES DE ARGENTINAPAISAJES DE ARGENTINA
PAISAJES DE ARGENTINA
Ale Gordillo
 
Cantos para santo expedito
Cantos para santo expeditoCantos para santo expedito
Cantos para santo expedito
Erlandia Elias Cardoso
 
Bicentenario
BicentenarioBicentenario
Bicentenario
Andrea Lux
 
Dia da mulher
Dia da mulherDia da mulher
Dia da mulher
piefmc
 
Benjamin a
Benjamin aBenjamin a
Benjamin a
fbcat
 
Twitter... Per a què? #Llx10
Twitter... Per a què? #Llx10Twitter... Per a què? #Llx10
Twitter... Per a què? #Llx10
Jaime Olmos
 
Estacionamento especial
Estacionamento especialEstacionamento especial
Estacionamento especial
Defesa Rio de Janeiro
 
Juvenil b
Juvenil bJuvenil b
Juvenil b
fbcat
 
Limpiando el Desastre - WebConfLatino
Limpiando el Desastre - WebConfLatinoLimpiando el Desastre - WebConfLatino
Limpiando el Desastre - WebConfLatino
Carlos Chacon
 
Tende piedade(livrais nos do-mal)
Tende piedade(livrais nos do-mal)Tende piedade(livrais nos do-mal)
Tende piedade(livrais nos do-mal)
xandaoferreirarcc
 

Destaque (20)

Grosso e fina
Grosso e finaGrosso e fina
Grosso e fina
 
SEA
SEASEA
SEA
 
Listas de calificaciones blog e
Listas de calificaciones blog eListas de calificaciones blog e
Listas de calificaciones blog e
 
Apresentação portal cs
Apresentação portal csApresentação portal cs
Apresentação portal cs
 
Perdoai me outra-vez_senhor
Perdoai me outra-vez_senhorPerdoai me outra-vez_senhor
Perdoai me outra-vez_senhor
 
Cartaz agrupamento
Cartaz agrupamentoCartaz agrupamento
Cartaz agrupamento
 
Eventos
EventosEventos
Eventos
 
SóLo Sé Que No Seo Nada
SóLo Sé Que No Seo NadaSóLo Sé Que No Seo Nada
SóLo Sé Que No Seo Nada
 
Html Y Javascript
Html Y JavascriptHtml Y Javascript
Html Y Javascript
 
A nova competência
A nova competênciaA nova competência
A nova competência
 
PAISAJES DE ARGENTINA
PAISAJES DE ARGENTINAPAISAJES DE ARGENTINA
PAISAJES DE ARGENTINA
 
Cantos para santo expedito
Cantos para santo expeditoCantos para santo expedito
Cantos para santo expedito
 
Bicentenario
BicentenarioBicentenario
Bicentenario
 
Dia da mulher
Dia da mulherDia da mulher
Dia da mulher
 
Benjamin a
Benjamin aBenjamin a
Benjamin a
 
Twitter... Per a què? #Llx10
Twitter... Per a què? #Llx10Twitter... Per a què? #Llx10
Twitter... Per a què? #Llx10
 
Estacionamento especial
Estacionamento especialEstacionamento especial
Estacionamento especial
 
Juvenil b
Juvenil bJuvenil b
Juvenil b
 
Limpiando el Desastre - WebConfLatino
Limpiando el Desastre - WebConfLatinoLimpiando el Desastre - WebConfLatino
Limpiando el Desastre - WebConfLatino
 
Tende piedade(livrais nos do-mal)
Tende piedade(livrais nos do-mal)Tende piedade(livrais nos do-mal)
Tende piedade(livrais nos do-mal)
 

Semelhante a Resp p82_8ª_Ano

QUIZ - HISTÓRIA 8º ANO - REVOLUÇÕES INDUSTRIAIS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  8º ANO - REVOLUÇÕES INDUSTRIAIS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  8º ANO - REVOLUÇÕES INDUSTRIAIS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 8º ANO - REVOLUÇÕES INDUSTRIAIS.pptx
AntonioVieira539017
 
Atividade 8 ano
Atividade 8 anoAtividade 8 ano
Atividade 8 ano
Camila Melo
 
lista de exercícios sobre Revolução Industrial.pdf
lista de exercícios sobre Revolução Industrial.pdflista de exercícios sobre Revolução Industrial.pdf
lista de exercícios sobre Revolução Industrial.pdf
RAFAELASCARI1
 
Mudanças na europa
Mudanças na europaMudanças na europa
Mudanças na europa
Alcidon Cunha
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
BiancaNogueira42
 
Questões história simulado enem
Questões   história simulado enemQuestões   história simulado enem
Questões história simulado enem
José Soares
 
Prova de 1 anohistoria 3 bimestre
Prova de 1 anohistoria 3 bimestreProva de 1 anohistoria 3 bimestre
Prova de 1 anohistoria 3 bimestre
Atividades Diversas Cláudia
 
Hist 8 resp
Hist 8 respHist 8 resp
Hist 8 resp
julio2012souto
 
Revisao historia
Revisao historiaRevisao historia
Revisao historia
Sarah Guimarães Portela
 
Prova bimestral 8º_ano_3 (1)
Prova bimestral 8º_ano_3 (1)Prova bimestral 8º_ano_3 (1)
Prova bimestral 8º_ano_3 (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
O Brasil na Era do Capitalismo Industrial
O Brasil na Era do Capitalismo IndustrialO Brasil na Era do Capitalismo Industrial
O Brasil na Era do Capitalismo Industrial
eduardodemiranda
 
Revolução Industrial
Revolução Industrial Revolução Industrial
Revolução Industrial
paramore146
 
Simulado de história do brasil república
Simulado de história do brasil repúblicaSimulado de história do brasil república
Simulado de história do brasil república
Ricardo Jorge
 
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckmanAspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Eliphas Rodrigues
 
O Brasil na Era do Capitalismo Industrial
O Brasil na Era do Capitalismo IndustrialO Brasil na Era do Capitalismo Industrial
O Brasil na Era do Capitalismo Industrial
eduardodemiranda
 
Ava hist8 pip
Ava hist8 pipAva hist8 pip
Unidade 8 burgueses proletários classes medias e camponeses
Unidade 8 burgueses proletários classes medias e camponesesUnidade 8 burgueses proletários classes medias e camponeses
Unidade 8 burgueses proletários classes medias e camponeses
Vítor Santos
 
As cidades se c xix final
As cidades se c xix finalAs cidades se c xix final
As cidades se c xix final
José Palma
 
Revolução industrial cruzadinha
Revolução industrial cruzadinhaRevolução industrial cruzadinha
Revolução industrial cruzadinha
Atividades Diversas Cláudia
 
lista de exercícios sobre Revolução Industrial II.pdf
lista de exercícios sobre Revolução Industrial II.pdflista de exercícios sobre Revolução Industrial II.pdf
lista de exercícios sobre Revolução Industrial II.pdf
RAFAELASCARI1
 

Semelhante a Resp p82_8ª_Ano (20)

QUIZ - HISTÓRIA 8º ANO - REVOLUÇÕES INDUSTRIAIS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  8º ANO - REVOLUÇÕES INDUSTRIAIS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  8º ANO - REVOLUÇÕES INDUSTRIAIS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 8º ANO - REVOLUÇÕES INDUSTRIAIS.pptx
 
Atividade 8 ano
Atividade 8 anoAtividade 8 ano
Atividade 8 ano
 
lista de exercícios sobre Revolução Industrial.pdf
lista de exercícios sobre Revolução Industrial.pdflista de exercícios sobre Revolução Industrial.pdf
lista de exercícios sobre Revolução Industrial.pdf
 
Mudanças na europa
Mudanças na europaMudanças na europa
Mudanças na europa
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Questões história simulado enem
Questões   história simulado enemQuestões   história simulado enem
Questões história simulado enem
 
Prova de 1 anohistoria 3 bimestre
Prova de 1 anohistoria 3 bimestreProva de 1 anohistoria 3 bimestre
Prova de 1 anohistoria 3 bimestre
 
Hist 8 resp
Hist 8 respHist 8 resp
Hist 8 resp
 
Revisao historia
Revisao historiaRevisao historia
Revisao historia
 
Prova bimestral 8º_ano_3 (1)
Prova bimestral 8º_ano_3 (1)Prova bimestral 8º_ano_3 (1)
Prova bimestral 8º_ano_3 (1)
 
O Brasil na Era do Capitalismo Industrial
O Brasil na Era do Capitalismo IndustrialO Brasil na Era do Capitalismo Industrial
O Brasil na Era do Capitalismo Industrial
 
Revolução Industrial
Revolução Industrial Revolução Industrial
Revolução Industrial
 
Simulado de história do brasil república
Simulado de história do brasil repúblicaSimulado de história do brasil república
Simulado de história do brasil república
 
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckmanAspecto culturais da colônia e revolta de beckman
Aspecto culturais da colônia e revolta de beckman
 
O Brasil na Era do Capitalismo Industrial
O Brasil na Era do Capitalismo IndustrialO Brasil na Era do Capitalismo Industrial
O Brasil na Era do Capitalismo Industrial
 
Ava hist8 pip
Ava hist8 pipAva hist8 pip
Ava hist8 pip
 
Unidade 8 burgueses proletários classes medias e camponeses
Unidade 8 burgueses proletários classes medias e camponesesUnidade 8 burgueses proletários classes medias e camponeses
Unidade 8 burgueses proletários classes medias e camponeses
 
As cidades se c xix final
As cidades se c xix finalAs cidades se c xix final
As cidades se c xix final
 
Revolução industrial cruzadinha
Revolução industrial cruzadinhaRevolução industrial cruzadinha
Revolução industrial cruzadinha
 
lista de exercícios sobre Revolução Industrial II.pdf
lista de exercícios sobre Revolução Industrial II.pdflista de exercícios sobre Revolução Industrial II.pdf
lista de exercícios sobre Revolução Industrial II.pdf
 

Mais de SEMEC

7ª Ano Und 4 Resp p116 e 117
7ª Ano Und 4 Resp p116 e 1177ª Ano Und 4 Resp p116 e 117
7ª Ano Und 4 Resp p116 e 117
SEMEC
 
unidade 2 Respostas p.66 e 67
unidade 2 Respostas  p.66 e 67unidade 2 Respostas  p.66 e 67
unidade 2 Respostas p.66 e 67
SEMEC
 
Resposta Und 2 p58 59
Resposta Und 2 p58 59Resposta Und 2 p58 59
Resposta Und 2 p58 59
SEMEC
 
9ª AnoUnd 01 Resp p34
9ª AnoUnd 01 Resp p349ª AnoUnd 01 Resp p34
9ª AnoUnd 01 Resp p34
SEMEC
 
8ª Ano Und 01 Resp p26 e_27
8ª Ano Und 01 Resp p26 e_278ª Ano Und 01 Resp p26 e_27
8ª Ano Und 01 Resp p26 e_27
SEMEC
 
7ª ano Und 01 resp p 20 e 21
7ª ano Und 01 resp p 20 e 217ª ano Und 01 resp p 20 e 21
7ª ano Und 01 resp p 20 e 21
SEMEC
 
9ª ano Und 01 Resp p22 e p270
9ª ano Und 01 Resp p22 e p2709ª ano Und 01 Resp p22 e p270
9ª ano Und 01 Resp p22 e p270
SEMEC
 
8ª Ano Und 1 Resp p15 p20 p259
8ª Ano Und 1 Resp p15 p20 p2598ª Ano Und 1 Resp p15 p20 p259
8ª Ano Und 1 Resp p15 p20 p259
SEMEC
 
8ª ano revisão unidade 4 temas 4, 5 e 6 resp
8ª ano revisão unidade 4 temas 4, 5 e 6 resp8ª ano revisão unidade 4 temas 4, 5 e 6 resp
8ª ano revisão unidade 4 temas 4, 5 e 6 resp
SEMEC
 
9ª ano revisão unidade 4 temas 4, 5 e 6 resp-
9ª ano revisão unidade 4 temas 4, 5 e 6  resp-9ª ano revisão unidade 4 temas 4, 5 e 6  resp-
9ª ano revisão unidade 4 temas 4, 5 e 6 resp-
SEMEC
 
8ª Ano Unidade 4 Resp p248
8ª Ano Unidade 4 Resp p2488ª Ano Unidade 4 Resp p248
8ª Ano Unidade 4 Resp p248
SEMEC
 
9ª Ano Unidade 4 Resp p279
9ª Ano Unidade 4 Resp p2799ª Ano Unidade 4 Resp p279
9ª Ano Unidade 4 Resp p279
SEMEC
 
9ª Ano Unidade 4 Resp p276: Guerra
9ª Ano Unidade 4 Resp p276: Guerra9ª Ano Unidade 4 Resp p276: Guerra
9ª Ano Unidade 4 Resp p276: Guerra
SEMEC
 
Unidade 4 Resp p272
Unidade 4 Resp p272Unidade 4 Resp p272
Unidade 4 Resp p272
SEMEC
 
9ª Ano unidade 4 Resp p 118
9ª Ano unidade 4 Resp p 1189ª Ano unidade 4 Resp p 118
9ª Ano unidade 4 Resp p 118
SEMEC
 
8ª Ano Unidade 4 Resp p 112
8ª Ano Unidade 4 Resp p 1128ª Ano Unidade 4 Resp p 112
8ª Ano Unidade 4 Resp p 112
SEMEC
 
8ª Ano Unidade 4 Resp p100
8ª Ano Unidade 4 Resp p1008ª Ano Unidade 4 Resp p100
8ª Ano Unidade 4 Resp p100
SEMEC
 
8ª ano revisão unidade 4 tema 1 resp
8ª ano revisão unidade 4 tema 1 resp8ª ano revisão unidade 4 tema 1 resp
8ª ano revisão unidade 4 tema 1 resp
SEMEC
 
Resp p76_7ª_ano
Resp p76_7ª_anoResp p76_7ª_ano
Resp p76_7ª_ano
SEMEC
 
Resp p74
Resp p74Resp p74
Resp p74
SEMEC
 

Mais de SEMEC (20)

7ª Ano Und 4 Resp p116 e 117
7ª Ano Und 4 Resp p116 e 1177ª Ano Und 4 Resp p116 e 117
7ª Ano Und 4 Resp p116 e 117
 
unidade 2 Respostas p.66 e 67
unidade 2 Respostas  p.66 e 67unidade 2 Respostas  p.66 e 67
unidade 2 Respostas p.66 e 67
 
Resposta Und 2 p58 59
Resposta Und 2 p58 59Resposta Und 2 p58 59
Resposta Und 2 p58 59
 
9ª AnoUnd 01 Resp p34
9ª AnoUnd 01 Resp p349ª AnoUnd 01 Resp p34
9ª AnoUnd 01 Resp p34
 
8ª Ano Und 01 Resp p26 e_27
8ª Ano Und 01 Resp p26 e_278ª Ano Und 01 Resp p26 e_27
8ª Ano Und 01 Resp p26 e_27
 
7ª ano Und 01 resp p 20 e 21
7ª ano Und 01 resp p 20 e 217ª ano Und 01 resp p 20 e 21
7ª ano Und 01 resp p 20 e 21
 
9ª ano Und 01 Resp p22 e p270
9ª ano Und 01 Resp p22 e p2709ª ano Und 01 Resp p22 e p270
9ª ano Und 01 Resp p22 e p270
 
8ª Ano Und 1 Resp p15 p20 p259
8ª Ano Und 1 Resp p15 p20 p2598ª Ano Und 1 Resp p15 p20 p259
8ª Ano Und 1 Resp p15 p20 p259
 
8ª ano revisão unidade 4 temas 4, 5 e 6 resp
8ª ano revisão unidade 4 temas 4, 5 e 6 resp8ª ano revisão unidade 4 temas 4, 5 e 6 resp
8ª ano revisão unidade 4 temas 4, 5 e 6 resp
 
9ª ano revisão unidade 4 temas 4, 5 e 6 resp-
9ª ano revisão unidade 4 temas 4, 5 e 6  resp-9ª ano revisão unidade 4 temas 4, 5 e 6  resp-
9ª ano revisão unidade 4 temas 4, 5 e 6 resp-
 
8ª Ano Unidade 4 Resp p248
8ª Ano Unidade 4 Resp p2488ª Ano Unidade 4 Resp p248
8ª Ano Unidade 4 Resp p248
 
9ª Ano Unidade 4 Resp p279
9ª Ano Unidade 4 Resp p2799ª Ano Unidade 4 Resp p279
9ª Ano Unidade 4 Resp p279
 
9ª Ano Unidade 4 Resp p276: Guerra
9ª Ano Unidade 4 Resp p276: Guerra9ª Ano Unidade 4 Resp p276: Guerra
9ª Ano Unidade 4 Resp p276: Guerra
 
Unidade 4 Resp p272
Unidade 4 Resp p272Unidade 4 Resp p272
Unidade 4 Resp p272
 
9ª Ano unidade 4 Resp p 118
9ª Ano unidade 4 Resp p 1189ª Ano unidade 4 Resp p 118
9ª Ano unidade 4 Resp p 118
 
8ª Ano Unidade 4 Resp p 112
8ª Ano Unidade 4 Resp p 1128ª Ano Unidade 4 Resp p 112
8ª Ano Unidade 4 Resp p 112
 
8ª Ano Unidade 4 Resp p100
8ª Ano Unidade 4 Resp p1008ª Ano Unidade 4 Resp p100
8ª Ano Unidade 4 Resp p100
 
8ª ano revisão unidade 4 tema 1 resp
8ª ano revisão unidade 4 tema 1 resp8ª ano revisão unidade 4 tema 1 resp
8ª ano revisão unidade 4 tema 1 resp
 
Resp p76_7ª_ano
Resp p76_7ª_anoResp p76_7ª_ano
Resp p76_7ª_ano
 
Resp p74
Resp p74Resp p74
Resp p74
 

Último

Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
LEANDROSPANHOL1
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 

Último (20)

Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 

Resp p82_8ª_Ano

  • 1. 8ª ano-Atividade pag. 82 e 83 Q 1) Pessoal; Q 2a)Remontam às corporações de oficio da Idade Média; Q 2b) Foi o primeiro movimento da classe operária inglesa a reivindicar direitos políticos e a adquirir um caráter nacional. O voto secreto e sufrágio universal masculino Q 2c)Sim. Aos poucos as lutas dos operários trouxeram melhorias na vida dos trabalhadores. Q 3a)A multidão seria formada por pessoas que perderam a sua humanidade e os laços que as identificam como membros de um grupo. Q 3b)pessoas de todos os grupos sociais; Q 3c)Porque apesar de todos buscarem a felicidade, a natureza humana conduz as pessoas ao isolamento ao distanciamento em relação ao outro. Q4a) O crescimento das atividades industriais e comerciais que atraem as pessoas da zona rural para as cidades. Q4b)ele quis dizer que os moradores de Londres não tinham uma relação solidária entre si, embora seus interesses fossem comuns. Q4c)Sim é uma tendência das grandes cidades a falta de solidariedade e as pessoas se isolarem Q4d Sim. Segundo o texto é uma tendência das multidões as pessoas se isolarem; Q5a)As vilas eram construídas próximas das fábricas, as ruas eram estreitas e sujas. As casas eram de andar e o banheiro ficava do lado de fora e era uma espécie de fossa. Q5b) Sim. Elas têm umas arquiteturas muito parecidas; Q5c) Sim, os trabalhadores tiveram que se adaptarem ao relógio e a vida corrida das cidades. Q5d) Era pobre composta basicamente de batata, arenque, tripa de animais, etc. Q5e) Sim, os operários bolivianos e os trabalhadores de algumas fazendas que são obrigados a trabalham num sistema semelhante à escravidão. Q6a) Um homem de gravata que pode ser o dono ou o gerente, um robô e um operário; Q6b)A charge faz uma crítica ao modelo de trabalho introduzido pela industrialização que transformou o trabalhador num operador de máquinas; Q6c) O ludismo, movimento de operários ingleses que quebravam as máquinas como forma se protesto. Q6d) Os sistemas de atendimento ao público de varias empresas. As linhas de montagem de fábricas de carros, etc;