SlideShare uma empresa Scribd logo
ESTRUTURA GEOLÓGICA
ESTRUTURA GEOLÓGICA
AGENTES INTERNOS DO RELEVO ,[object Object],[object Object],[object Object]
Teoria da Tectônica de Placas As placas que compõem a litosfera deslocam-se horizontal e verticalmente devido a forças oriundas do interior da Terra Tectonismo
Horizontais : orogênese. Originam grandes cadeias de montanhas Verticais : epirogênese. Originam rebaixamentos e soerguimentos de porções da crosta (falhamentos)
 
 
Topografia do Atlântico Norte
Teoria da Deriva Continental - Alfred Wegener (1915)
Teoria da Tectônica de Placas - Harry Hess (1960)
 
 
Oceânico/Continental Ex.: Placa sul-americana e placa de Nazca (Cordilheira dos Andes)
Continental/Continental Ex.: Placa Indiana e placa Euro-asiática (Cordilheira do  Himalaia e Planalto do Tibet)
Oceânico/Oceânico Ex.: Japão e Ilhas Aleutas.
 
 
Sismos A conseqüência do choque entre placas tectônicas são chamadas de  abalos sísmicos ou terremotos
Ondas Sísmicas
Terremotos
Terremoto na Ásia - Dez./2004
Terremoto na Ásia - Dez./2004 – Número de Vítimas ~1,5 milhão ~51498 ~125.000 ~193.623 174.542 Total +1000 — — — — Madagascar — — — 1 1 Iêmen — — 2 2 1 Quênia — — — 2 2 4 África do Sul — — — 2 2 Bangladesh — — — +10 10 Tanzânia — — — 3 1–  3 Seychelles 12000–  22000 26 — 108 82 Maldivas — — 299 74 68–  74 Malásia 3200 confirmados 200 45 290–  600] 61 Myanmar  ( Burma ) 5000 — — 298 298 Somália — 2932 8457 11000 5395 3 Tailândia 380.000 5640 — 16413 10749 Índia ~573.000 5637 2 15686 38195 30957 Sri Lanka 400.000 - 700.000 37063 ~100.000 +126.915 126.915 Indonésia Estimado 1 Confirmado Desabrigados Desaparecidos Feridos Mortes Países onde as mortes ocorreram
 
 
 
A Escala Richter  – Elaborada em 1935, por Charles Francis Richter e Beno Gutemberg. Maior registro: 9,5 na escala Richter, Chile (1960). 1 a cada 20 anos Devasta zonas num raio de milhares de quilómetros. 9,0 < Excepcional 1 por ano Pode causar danos sérios em zonas num raio de centenas de quilómetros. 8,0-8,9 Importante 18 por ano Pode provocar danos graves em zonas mais vastas. 7,0-7,9 Grande 120 por ano Pode ser destruidor em zonas num raio de até 180 quilómetros em áreas habitadas. 6,0-6,9 Forte 800 por ano Pode causar danos maiores em edifícios mal concebidos em zonas restritas. Provoca danos ligeiros nos edifícios bem construídos. 5,0-5,9 Moderado ~ 6200 por ano Tremor notório de objectos no interior de habitações, ruídos de choque entre objectos. Danos importantes pouco comuns. 4,0-4,9 Ligeiro ~49000 por ano Frequentemente sentido mas raramente causa danos. 3,0-3,9 Pequeno ~1000 por dia Geralmente não se sente mas é detectado/registado. 2,0-2,9 Muito pequeno ~ 8000 por dia Micro tremor de terra, não se sente [1] . < 2,0 Micro Frequência Efeitos Magnitude Descrição
Vulcanismo Expulsão de magna, rocha e gás do interior da Terra.
 
Vulcão Santa Helena
 
FORMAS DO RELEVO BRASILEIRO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Petróleo: formação
 
 
Subdivisão do Relevo Brasileiro ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],CLASSIFICAÇÕES DO RELEVO
 
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
 
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estrutura Geologica
Estrutura GeologicaEstrutura Geologica
Estrutura Geologica
Ademir Aquino
 
Asteróides, cometas e meteoritos
Asteróides, cometas e meteoritosAsteróides, cometas e meteoritos
Asteróides, cometas e meteoritos
Greifell Santos
 
6 a aula geo cpvem geologia-aula-1
6 a aula geo cpvem  geologia-aula-16 a aula geo cpvem  geologia-aula-1
6 a aula geo cpvem geologia-aula-1
Wellington Moreira
 
As marcas do tempo geológico: Estrutura geológica e formas do relevo terrestre.
As marcas do tempo geológico: Estrutura geológica e formas do relevo terrestre.As marcas do tempo geológico: Estrutura geológica e formas do relevo terrestre.
As marcas do tempo geológico: Estrutura geológica e formas do relevo terrestre.
Jones Godinho
 
Estrutura geológica do brasil
Estrutura geológica do brasilEstrutura geológica do brasil
Estrutura geológica do brasil
Alexandre Sampaio
 
Teoria Da Tectónica De Placas
Teoria Da Tectónica De  PlacasTeoria Da Tectónica De  Placas
Teoria Da Tectónica De Placas
Tânia Reis
 
A dinâmicas do Planeta Terra - Geografia
A dinâmicas do Planeta Terra - GeografiaA dinâmicas do Planeta Terra - Geografia
A dinâmicas do Planeta Terra - Geografia
Positivo e Sesi
 
Tectonica Placas
Tectonica PlacasTectonica Placas
Tectonica Placas
Sérgio Luiz
 
Dinâmica da crosta terrestre
Dinâmica da crosta terrestreDinâmica da crosta terrestre
Dinâmica da crosta terrestre
nielimaia
 
Dinâmica da terra
Dinâmica da terraDinâmica da terra
Dinâmica da terra
Raquel Avila
 
DinâMica Interna Da Terra
DinâMica Interna Da TerraDinâMica Interna Da Terra
DinâMica Interna Da Terra
ceama
 
Estrutura Geológica do Brasil
Estrutura Geológica do BrasilEstrutura Geológica do Brasil
Estrutura Geológica do Brasil
Marco Santos
 
A dinâmica da litosfera
A dinâmica da litosfera A dinâmica da litosfera
A dinâmica da litosfera
Prefeitura de Santana de Parnaíba
 
Estrutura geológica
Estrutura geológicaEstrutura geológica
Estrutura geológica
João José Ferreira Tojal
 
Terra estrutura geológica i
Terra   estrutura geológica iTerra   estrutura geológica i
Terra estrutura geológica i
João José Ferreira Tojal
 
Aula dinamica interna tectônica
Aula dinamica interna tectônicaAula dinamica interna tectônica
Aula dinamica interna tectônica
Leonardo Alves
 
Eras geologicas placas_tectonicas
Eras geologicas placas_tectonicasEras geologicas placas_tectonicas
Eras geologicas placas_tectonicas
Maicon Evilazio Silva
 
Mat geo 1ºem_geologia_03-06-2013
Mat geo 1ºem_geologia_03-06-2013Mat geo 1ºem_geologia_03-06-2013
Mat geo 1ºem_geologia_03-06-2013
daniboy7lag
 
Movimentos das Placas Litosfericas
Movimentos das Placas LitosfericasMovimentos das Placas Litosfericas
Movimentos das Placas Litosfericas
marco :)
 

Mais procurados (19)

Estrutura Geologica
Estrutura GeologicaEstrutura Geologica
Estrutura Geologica
 
Asteróides, cometas e meteoritos
Asteróides, cometas e meteoritosAsteróides, cometas e meteoritos
Asteróides, cometas e meteoritos
 
6 a aula geo cpvem geologia-aula-1
6 a aula geo cpvem  geologia-aula-16 a aula geo cpvem  geologia-aula-1
6 a aula geo cpvem geologia-aula-1
 
As marcas do tempo geológico: Estrutura geológica e formas do relevo terrestre.
As marcas do tempo geológico: Estrutura geológica e formas do relevo terrestre.As marcas do tempo geológico: Estrutura geológica e formas do relevo terrestre.
As marcas do tempo geológico: Estrutura geológica e formas do relevo terrestre.
 
Estrutura geológica do brasil
Estrutura geológica do brasilEstrutura geológica do brasil
Estrutura geológica do brasil
 
Teoria Da Tectónica De Placas
Teoria Da Tectónica De  PlacasTeoria Da Tectónica De  Placas
Teoria Da Tectónica De Placas
 
A dinâmicas do Planeta Terra - Geografia
A dinâmicas do Planeta Terra - GeografiaA dinâmicas do Planeta Terra - Geografia
A dinâmicas do Planeta Terra - Geografia
 
Tectonica Placas
Tectonica PlacasTectonica Placas
Tectonica Placas
 
Dinâmica da crosta terrestre
Dinâmica da crosta terrestreDinâmica da crosta terrestre
Dinâmica da crosta terrestre
 
Dinâmica da terra
Dinâmica da terraDinâmica da terra
Dinâmica da terra
 
DinâMica Interna Da Terra
DinâMica Interna Da TerraDinâMica Interna Da Terra
DinâMica Interna Da Terra
 
Estrutura Geológica do Brasil
Estrutura Geológica do BrasilEstrutura Geológica do Brasil
Estrutura Geológica do Brasil
 
A dinâmica da litosfera
A dinâmica da litosfera A dinâmica da litosfera
A dinâmica da litosfera
 
Estrutura geológica
Estrutura geológicaEstrutura geológica
Estrutura geológica
 
Terra estrutura geológica i
Terra   estrutura geológica iTerra   estrutura geológica i
Terra estrutura geológica i
 
Aula dinamica interna tectônica
Aula dinamica interna tectônicaAula dinamica interna tectônica
Aula dinamica interna tectônica
 
Eras geologicas placas_tectonicas
Eras geologicas placas_tectonicasEras geologicas placas_tectonicas
Eras geologicas placas_tectonicas
 
Mat geo 1ºem_geologia_03-06-2013
Mat geo 1ºem_geologia_03-06-2013Mat geo 1ºem_geologia_03-06-2013
Mat geo 1ºem_geologia_03-06-2013
 
Movimentos das Placas Litosfericas
Movimentos das Placas LitosfericasMovimentos das Placas Litosfericas
Movimentos das Placas Litosfericas
 

Destaque

Slides de-tectonismo-vulcc3b5es-e-abalos-sc3admicos FEITO PELOS ALUNOS DO I...
Slides de-tectonismo-vulcc3b5es-e-abalos-sc3admicos FEITO  PELOS  ALUNOS DO I...Slides de-tectonismo-vulcc3b5es-e-abalos-sc3admicos FEITO  PELOS  ALUNOS DO I...
Slides de-tectonismo-vulcc3b5es-e-abalos-sc3admicos FEITO PELOS ALUNOS DO I...
IFES Campus Itapina
 
Simulado Enem 2009 Tema Cartografia
Simulado Enem 2009 Tema CartografiaSimulado Enem 2009 Tema Cartografia
Simulado Enem 2009 Tema Cartografia
ProfMario De Mori
 
Geologia2010 11
Geologia2010 11Geologia2010 11
Geologia2010 11
alfredo1ssa
 
Aula 3 - Estrutura geológica parte 1
Aula 3 - Estrutura geológica parte 1Aula 3 - Estrutura geológica parte 1
Aula 3 - Estrutura geológica parte 1
Gerson Coppes
 
Geologia = apf
Geologia = apfGeologia = apf
Divisao celular
Divisao celular Divisao celular
Divisao celular
Renata de Castro
 
Enem na sala de aula
Enem na sala de aulaEnem na sala de aula
Enem na sala de aula
telasnorte1
 
Processos internos e externos responsáveis por mudanças na
Processos internos e externos responsáveis por mudanças naProcessos internos e externos responsáveis por mudanças na
Processos internos e externos responsáveis por mudanças na
Prefeitura Municipal de São José do Rio Preto
 
Divisão celular mitose e meiose biologia
Divisão celular mitose e meiose biologiaDivisão celular mitose e meiose biologia
Divisão celular mitose e meiose biologia
Gov. Estado do Paraná
 
Geologia E Geomorfologia
Geologia E GeomorfologiaGeologia E Geomorfologia
Geologia E Geomorfologia
guestd20fb9
 
Geomorfologia Geral e do Brasil
Geomorfologia Geral e do BrasilGeomorfologia Geral e do Brasil
Geomorfologia Geral e do Brasil
Cica2010
 
Tipos de Projeções
Tipos de ProjeçõesTipos de Projeções
Tipos de Projeções
Julio Siqueira
 
CARTOGRAFIA E MAPAS
CARTOGRAFIA E MAPASCARTOGRAFIA E MAPAS
CARTOGRAFIA E MAPAS
Vitor Pereira Rodrigues
 
As placas tectônicas
As placas tectônicas As placas tectônicas
As placas tectônicas
João Monteiro
 
Placas Tectonicas
Placas Tectonicas  Placas Tectonicas
Placas Tectonicas
Lizier
 
Vulcanismo
Vulcanismo Vulcanismo
Vulcanismo
Gabriela Bruno
 
Fusos Horários
Fusos Horários Fusos Horários
Fusos Horários
Luciano Pessanha
 
III - TECTÓNICA DE PLACAS
III - TECTÓNICA DE PLACASIII - TECTÓNICA DE PLACAS
III - TECTÓNICA DE PLACAS
sandranascimento
 
Estrutura Geológica
Estrutura GeológicaEstrutura Geológica
Estrutura Geológica
Maria Olandina Machado
 
V - VULCANISMO
V - VULCANISMOV - VULCANISMO
V - VULCANISMO
sandranascimento
 

Destaque (20)

Slides de-tectonismo-vulcc3b5es-e-abalos-sc3admicos FEITO PELOS ALUNOS DO I...
Slides de-tectonismo-vulcc3b5es-e-abalos-sc3admicos FEITO  PELOS  ALUNOS DO I...Slides de-tectonismo-vulcc3b5es-e-abalos-sc3admicos FEITO  PELOS  ALUNOS DO I...
Slides de-tectonismo-vulcc3b5es-e-abalos-sc3admicos FEITO PELOS ALUNOS DO I...
 
Simulado Enem 2009 Tema Cartografia
Simulado Enem 2009 Tema CartografiaSimulado Enem 2009 Tema Cartografia
Simulado Enem 2009 Tema Cartografia
 
Geologia2010 11
Geologia2010 11Geologia2010 11
Geologia2010 11
 
Aula 3 - Estrutura geológica parte 1
Aula 3 - Estrutura geológica parte 1Aula 3 - Estrutura geológica parte 1
Aula 3 - Estrutura geológica parte 1
 
Geologia = apf
Geologia = apfGeologia = apf
Geologia = apf
 
Divisao celular
Divisao celular Divisao celular
Divisao celular
 
Enem na sala de aula
Enem na sala de aulaEnem na sala de aula
Enem na sala de aula
 
Processos internos e externos responsáveis por mudanças na
Processos internos e externos responsáveis por mudanças naProcessos internos e externos responsáveis por mudanças na
Processos internos e externos responsáveis por mudanças na
 
Divisão celular mitose e meiose biologia
Divisão celular mitose e meiose biologiaDivisão celular mitose e meiose biologia
Divisão celular mitose e meiose biologia
 
Geologia E Geomorfologia
Geologia E GeomorfologiaGeologia E Geomorfologia
Geologia E Geomorfologia
 
Geomorfologia Geral e do Brasil
Geomorfologia Geral e do BrasilGeomorfologia Geral e do Brasil
Geomorfologia Geral e do Brasil
 
Tipos de Projeções
Tipos de ProjeçõesTipos de Projeções
Tipos de Projeções
 
CARTOGRAFIA E MAPAS
CARTOGRAFIA E MAPASCARTOGRAFIA E MAPAS
CARTOGRAFIA E MAPAS
 
As placas tectônicas
As placas tectônicas As placas tectônicas
As placas tectônicas
 
Placas Tectonicas
Placas Tectonicas  Placas Tectonicas
Placas Tectonicas
 
Vulcanismo
Vulcanismo Vulcanismo
Vulcanismo
 
Fusos Horários
Fusos Horários Fusos Horários
Fusos Horários
 
III - TECTÓNICA DE PLACAS
III - TECTÓNICA DE PLACASIII - TECTÓNICA DE PLACAS
III - TECTÓNICA DE PLACAS
 
Estrutura Geológica
Estrutura GeológicaEstrutura Geológica
Estrutura Geológica
 
V - VULCANISMO
V - VULCANISMOV - VULCANISMO
V - VULCANISMO
 

Semelhante a Relevo brasileiro agentes internos

Estrutura geológica
Estrutura geológicaEstrutura geológica
Estrutura geológica
Alexandre Sampaio
 
Aula 3 - estrutura geológica parte 2
Aula 3 - estrutura geológica parte 2Aula 3 - estrutura geológica parte 2
Aula 3 - estrutura geológica parte 2
Gerson Coppes
 
Geo sagrada 1 ano
Geo sagrada 1 anoGeo sagrada 1 ano
Geo sagrada 1 ano
Jose Luiz de Oliveira
 
Abalos Sismicos No Brasil E No Mundo
Abalos Sismicos No Brasil E No MundoAbalos Sismicos No Brasil E No Mundo
Abalos Sismicos No Brasil E No Mundo
Planeta Diário Online
 
Completo relevo brasileiro
Completo relevo brasileiroCompleto relevo brasileiro
Completo relevo brasileiro
Blendon Mendonça
 
Planeta terra Turmas (11 e 12)
Planeta terra Turmas (11 e 12)Planeta terra Turmas (11 e 12)
Planeta terra Turmas (11 e 12)
Jose Luiz de Oliveira
 
Formação terra
Formação terraFormação terra
Formação terra
Prof. Francesco Torres
 
Formacao terra
Formacao terraFormacao terra
Formacao terra
Prof. Francesco Torres
 
Geografia ii período 2014
Geografia ii período 2014Geografia ii período 2014
Geografia ii período 2014
Rebeca_15
 
Tectónica de Placas
Tectónica de PlacasTectónica de Placas
Tectónica de Placas
Tânia Reis
 
A formação do espaço natural
A formação do espaço naturalA formação do espaço natural
A formação do espaço natural
marivetepicinin
 
A formação do espaço natural
A formação do espaço naturalA formação do espaço natural
A formação do espaço natural
marivetepicinin
 
Relevo novo
Relevo novo Relevo novo
Relevo novo
Marcelo Caetano
 
AULA 2 - RELEVO DO BRASIL
AULA 2 - RELEVO DO BRASILAULA 2 - RELEVO DO BRASIL
AULA 2 - RELEVO DO BRASIL
CADUCOCFRENTE2
 
Litosfera
LitosferaLitosfera
Trabalho Geologia geral [2]
Trabalho Geologia geral [2]Trabalho Geologia geral [2]
Trabalho Geologia geral [2]
Marcelo Lois
 
Geologia2013
Geologia2013Geologia2013
Geologia2013
alfredo1ssa
 
Geologia2010
Geologia2010Geologia2010
Geologia2010
alfredo1ssa
 
Litosfera e sua Dinâmicas
Litosfera e sua DinâmicasLitosfera e sua Dinâmicas
Litosfera e sua Dinâmicas
Isabelegeografia
 
Estrutura geológica 2010
Estrutura geológica 2010Estrutura geológica 2010
Estrutura geológica 2010
landipaula
 

Semelhante a Relevo brasileiro agentes internos (20)

Estrutura geológica
Estrutura geológicaEstrutura geológica
Estrutura geológica
 
Aula 3 - estrutura geológica parte 2
Aula 3 - estrutura geológica parte 2Aula 3 - estrutura geológica parte 2
Aula 3 - estrutura geológica parte 2
 
Geo sagrada 1 ano
Geo sagrada 1 anoGeo sagrada 1 ano
Geo sagrada 1 ano
 
Abalos Sismicos No Brasil E No Mundo
Abalos Sismicos No Brasil E No MundoAbalos Sismicos No Brasil E No Mundo
Abalos Sismicos No Brasil E No Mundo
 
Completo relevo brasileiro
Completo relevo brasileiroCompleto relevo brasileiro
Completo relevo brasileiro
 
Planeta terra Turmas (11 e 12)
Planeta terra Turmas (11 e 12)Planeta terra Turmas (11 e 12)
Planeta terra Turmas (11 e 12)
 
Formação terra
Formação terraFormação terra
Formação terra
 
Formacao terra
Formacao terraFormacao terra
Formacao terra
 
Geografia ii período 2014
Geografia ii período 2014Geografia ii período 2014
Geografia ii período 2014
 
Tectónica de Placas
Tectónica de PlacasTectónica de Placas
Tectónica de Placas
 
A formação do espaço natural
A formação do espaço naturalA formação do espaço natural
A formação do espaço natural
 
A formação do espaço natural
A formação do espaço naturalA formação do espaço natural
A formação do espaço natural
 
Relevo novo
Relevo novo Relevo novo
Relevo novo
 
AULA 2 - RELEVO DO BRASIL
AULA 2 - RELEVO DO BRASILAULA 2 - RELEVO DO BRASIL
AULA 2 - RELEVO DO BRASIL
 
Litosfera
LitosferaLitosfera
Litosfera
 
Trabalho Geologia geral [2]
Trabalho Geologia geral [2]Trabalho Geologia geral [2]
Trabalho Geologia geral [2]
 
Geologia2013
Geologia2013Geologia2013
Geologia2013
 
Geologia2010
Geologia2010Geologia2010
Geologia2010
 
Litosfera e sua Dinâmicas
Litosfera e sua DinâmicasLitosfera e sua Dinâmicas
Litosfera e sua Dinâmicas
 
Estrutura geológica 2010
Estrutura geológica 2010Estrutura geológica 2010
Estrutura geológica 2010
 

Mais de Virgilio Nt

Populacao mundial
Populacao mundialPopulacao mundial
Populacao mundial
Virgilio Nt
 
I GUERRA MUNDIAL
I GUERRA MUNDIALI GUERRA MUNDIAL
I GUERRA MUNDIAL
Virgilio Nt
 
A crise de 1929
A crise de 1929A crise de 1929
A crise de 1929
Virgilio Nt
 
Origem e evolução do Universo
Origem e evolução do UniversoOrigem e evolução do Universo
Origem e evolução do Universo
Virgilio Nt
 
O subdesenvolvimento
O subdesenvolvimentoO subdesenvolvimento
O subdesenvolvimento
Virgilio Nt
 
Comparação dos astros
Comparação dos astrosComparação dos astros
Comparação dos astros
Virgilio Nt
 
2a. guera mundial
2a. guera mundial2a. guera mundial
2a. guera mundial
Virgilio Nt
 
Relevo brasileiro
Relevo brasileiro Relevo brasileiro
Relevo brasileiro
Virgilio Nt
 

Mais de Virgilio Nt (8)

Populacao mundial
Populacao mundialPopulacao mundial
Populacao mundial
 
I GUERRA MUNDIAL
I GUERRA MUNDIALI GUERRA MUNDIAL
I GUERRA MUNDIAL
 
A crise de 1929
A crise de 1929A crise de 1929
A crise de 1929
 
Origem e evolução do Universo
Origem e evolução do UniversoOrigem e evolução do Universo
Origem e evolução do Universo
 
O subdesenvolvimento
O subdesenvolvimentoO subdesenvolvimento
O subdesenvolvimento
 
Comparação dos astros
Comparação dos astrosComparação dos astros
Comparação dos astros
 
2a. guera mundial
2a. guera mundial2a. guera mundial
2a. guera mundial
 
Relevo brasileiro
Relevo brasileiro Relevo brasileiro
Relevo brasileiro
 

Último

Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 

Último (20)

Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 

Relevo brasileiro agentes internos

  • 3.
  • 4. Teoria da Tectônica de Placas As placas que compõem a litosfera deslocam-se horizontal e verticalmente devido a forças oriundas do interior da Terra Tectonismo
  • 5. Horizontais : orogênese. Originam grandes cadeias de montanhas Verticais : epirogênese. Originam rebaixamentos e soerguimentos de porções da crosta (falhamentos)
  • 6.  
  • 7.  
  • 9. Teoria da Deriva Continental - Alfred Wegener (1915)
  • 10. Teoria da Tectônica de Placas - Harry Hess (1960)
  • 11.  
  • 12.  
  • 13. Oceânico/Continental Ex.: Placa sul-americana e placa de Nazca (Cordilheira dos Andes)
  • 14. Continental/Continental Ex.: Placa Indiana e placa Euro-asiática (Cordilheira do Himalaia e Planalto do Tibet)
  • 16.  
  • 17.  
  • 18. Sismos A conseqüência do choque entre placas tectônicas são chamadas de abalos sísmicos ou terremotos
  • 21. Terremoto na Ásia - Dez./2004
  • 22. Terremoto na Ásia - Dez./2004 – Número de Vítimas ~1,5 milhão ~51498 ~125.000 ~193.623 174.542 Total +1000 — — — — Madagascar — — — 1 1 Iêmen — — 2 2 1 Quênia — — — 2 2 4 África do Sul — — — 2 2 Bangladesh — — — +10 10 Tanzânia — — — 3 1–  3 Seychelles 12000–  22000 26 — 108 82 Maldivas — — 299 74 68–  74 Malásia 3200 confirmados 200 45 290–  600] 61 Myanmar ( Burma ) 5000 — — 298 298 Somália — 2932 8457 11000 5395 3 Tailândia 380.000 5640 — 16413 10749 Índia ~573.000 5637 2 15686 38195 30957 Sri Lanka 400.000 - 700.000 37063 ~100.000 +126.915 126.915 Indonésia Estimado 1 Confirmado Desabrigados Desaparecidos Feridos Mortes Países onde as mortes ocorreram
  • 23.  
  • 24.  
  • 25.  
  • 26. A Escala Richter – Elaborada em 1935, por Charles Francis Richter e Beno Gutemberg. Maior registro: 9,5 na escala Richter, Chile (1960). 1 a cada 20 anos Devasta zonas num raio de milhares de quilómetros. 9,0 < Excepcional 1 por ano Pode causar danos sérios em zonas num raio de centenas de quilómetros. 8,0-8,9 Importante 18 por ano Pode provocar danos graves em zonas mais vastas. 7,0-7,9 Grande 120 por ano Pode ser destruidor em zonas num raio de até 180 quilómetros em áreas habitadas. 6,0-6,9 Forte 800 por ano Pode causar danos maiores em edifícios mal concebidos em zonas restritas. Provoca danos ligeiros nos edifícios bem construídos. 5,0-5,9 Moderado ~ 6200 por ano Tremor notório de objectos no interior de habitações, ruídos de choque entre objectos. Danos importantes pouco comuns. 4,0-4,9 Ligeiro ~49000 por ano Frequentemente sentido mas raramente causa danos. 3,0-3,9 Pequeno ~1000 por dia Geralmente não se sente mas é detectado/registado. 2,0-2,9 Muito pequeno ~ 8000 por dia Micro tremor de terra, não se sente [1] . < 2,0 Micro Frequência Efeitos Magnitude Descrição
  • 27. Vulcanismo Expulsão de magna, rocha e gás do interior da Terra.
  • 28.  
  • 30.  
  • 31.
  • 33.  
  • 34.  
  • 35.
  • 36.
  • 37.
  • 38.
  • 39.  
  • 40.
  • 41.  
  • 42.
  • 43.