SlideShare uma empresa Scribd logo
Os seres vivos e
o ambiente
Os seres vivos e o ambiente
O que a Ecologia estuda?
• Que relações há entre os seres vivos e o ambiente?
• Por que essas relações são importantes?
ZERO
CREATIVES/CULTURA/GETTY
IMAGES
2
Os seres vivos e o ambiente
AMBIENTE
3
Os seres vivos e o ambiente
Espécie: conjunto de indivíduos muito semelhantes que, na
natureza, são capazes de cruzar entre si e gerar filhos férteis.
Tangara seledon Turdus rufiventris
A saíra-de-sete-cores e o sabiá-laranjeira são aves, mas de espécies
diferentes.
FABIO
COLOMBINI/ACERVO
DO
FOTÓGRAFO
4
Os seres vivos e o ambiente
• Habitat: lugar em que uma espécie vive.
A Mata Atlântica é o
habitat da jaguatirica e
do mico-leão-dourado,
mas esses animais
ocupam nichos
ecológicos diferentes.
• Nicho ecológico: conjunto de condições em que uma espécie
vive e se reproduz.
ANDY
POOLE/SHUTTERSTOCK/GLOW
IMAGES
FABIO
COLOMBINO/ACERVO
DO
FOTÓGRAFO
ERIC
GEVAERT/SHUTTERSTOCK/GLOW
IMAGES
5
Os seres vivos e o ambiente
Os seres vivos e o ambiente
• Os indivíduos de uma mesma espécie que vivem em determinada
região formam uma população.
• Os indivíduos de diferentes populações que mantêm relações
entre si formam uma comunidade.
• O jardim é um
ecossistema formado
pelos seres vivos que
o habitam (pássaros,
borboletas, flores,
etc.) e pelos
elementos não vivos
que o compõem
(água, solo, ar, Sol).
ALEX
ARGOZINO/ARQUIVO
DA
EDITORA
7
Os seres vivos e o ambiente
• A biosfera é a soma de todas as regiões do planeta em que é possível
existir vida.
Mapa-múndi
TOM
VAN
SAINT/GP/SPL/LATINSTOCK
8
Os seres vivos e o ambiente
Espécie
População
Comunidade
Ecossistema
Biosfera
Relações ecológicas
9
Os seres vivos e o ambiente
A teia alimentar
• De que forma os seres
vivos dependem uns
dos outros?
• E de que forma eles
dependem do Sol?
FABIO
COLOMBINI/ACERVO
DO
FOTÓGRAFO
10
Os seres vivos e o ambiente
O esquema a seguir mostra, em uma sequência de
organismos, quem se alimenta de quem, formando uma
cadeia alimentar.
INGEBORG
ASBACH/ARQUIVO
DA
EDITORA
11
Os seres vivos e o ambiente
Como as plantas e as algas se alimentam?
ALEX
ARGOZINO/ARQUIVO
DA
EDITORA
gás oxigênio
para o ar
energia
da luz
gás carbônico
do ar
açúcar
água
e sais
minerais
do solo
12
Os seres vivos e o ambiente
As plantas e as algas são chamadas PRODUTORES porque produzem,
através da fotossíntese, açúcares e outras substâncias.
Os herbívoros e os carnívoros, que se alimentam de outros seres vivos,
são chamados CONSUMIDORES.
capim
(produtor)
ALEX
AGORZINO/ARQUIVO
DA
EDITORA
gafanhoto
(consumidor
primário)
serpente
(consumidor
terciário)
sapo
(consumidor
secundário)
13
Os seres vivos e o ambiente
Bactérias e fungos são responsáveis pelo processo de decomposição e,
por isso, são chamados DECOMPOSITORES.
Plantas e animais
mortos
(matéria orgânica)
Gás carbônico, água
e outras substâncias
Fungos
ADILSON
SECCO/ARQUIVO
DA
EDITORA
Bactérias
14
Os seres vivos e o ambiente
Produtores e consumidores obtêm energia dos alimentos pelo processo de
respiração celular.
Glicose
Oxigênio
Água
Gás carbônico
ENERGIA
FOTOSSÍNTESE
OXIGÊNIO
RESPIRAÇÃO
CELULAR
GÁS CARBÔNICO
libera
libera
utilizado na
utilizado na
15
Os seres vivos e o ambiente
O cruzamento de diversas cadeias alimentares forma uma teia alimentar.
OSVALDO
SEQUETIN/ARQUIVO
DA
EDITORA
Várias
espécies de
plantas
preguiça
arara
Borboleta
-azul
fungos
bactérias
capivara
rato
onça
perereca
jiboia
morcego
gavião-real
16
Os seres vivos e o ambiente
capim
• Nas teias alimentares, certos organismos podem ser, ao mesmo
tempo, consumidores primários, secundários, etc., dependendo da
cadeia alimentar que for selecionada.
RESULTADO: sem predadores naturais, as populações de
sapos e bem-te-vis cresceriam. A população de gafanhotos,
por sua vez, diminuiria porque o número de predadores
desses animais seria maior. Dessa forma, as plantações de
capim aumentariam porque existiriam menos gafanhotos
para comê-las.
Ex.: gafanhoto serpente
sapo
bem-te-vi
• A eliminação de alguns organismos de uma teia alimentar acaba
prejudicando outros seres vivos que fazem parte dela.
17
Os seres vivos e o ambiente
Poluição nas cadeias alimentares
O ser humano pode causar alterações no ambiente ao lançar produtos
nocivos que prejudicam a si próprio e a outros seres vivos.
A população de mergulhões (aves
que se alimentam de peixes) do
lago Clear, nos Estados Unidos,
começou a diminuir depois que as
autoridades decidiram aplicar no
lago um inseticida para eliminar
os mosquitos.
STEVE
MASLOWSKI/VISUALS
UNLIMITED/CORBIS/LATINSTOCK
18
Os seres vivos e o ambiente
O mercúrio é absorvido
por algas microscópicas
(produtores).
Substâncias tóxicas tendem a se acumular ao longo da cadeia alimentar,
uma vez que um ser vivo se alimenta do outro.
O mercúrio chega aos
peixes (consumidores
secundários)
CASA
DE
TIPOS/ARQUIVO
DA
EDITORA
Ao se alimentar de peixes, o ser
humano pode ingerir mercúrio e
desenvolver doenças
As algas servem de
alimento para
pequenos crustáceos
(animais do grupo do
camarão) e seres
microscópicos
(consumidores
primários)
19
Os seres vivos e o ambiente
As relações entre os seres vivos
• Quais relações os seres vivos mantêm entre si?
FABIO
COLOMBINI
/
ACERVO
DO
FOTÓGRAFO
20
• I – RELAÇÕES ECOLÓGICAS HARMÔNICAS
•Ao menos um dos indivíduos é beneficiado e
nenhum deles é prejudicado .
II – RELAÇÕES ECOLÓGICAS DESAMÔNICAS
Ao menos um dos indivíduos é prejudicado. Ex:
predação
I) Colônia:
São associações entre indivíduos da mesma espécie, unidos fisicamente entre si,
podendo ou não ocorrer divisão de trabalho.
Ex: Corais, caravela,bactérias
Relações Harmônicas
Colônias de fungos e bactérias
Os seres vivos e o ambiente
2- Sociedades
Uma sociedade é uma associação de indivíduos da mesma espécie que vivem
juntos e cooperam entre si.
Muitos insetos vivem em sociedades em que os indivíduos se especializam
em certas funções, como as formigas, as abelhas e os cupins.
MICHAEL
&
PATRICIA
FOGDEN
/
CORBIS
/
LATINSTOCK
24
Os seres vivos e o ambiente
Entre os cupins, além de machos e fêmeas férteis (responsáveis pela
reprodução), há operários ou soldados, com a função de defender a
sociedade.
Um cupinzeiro
pode atingir até
6 m de altura.
Cupim soldado.
THOMAS
VITA
NETO
/
PULSAR
IMAGENS
FABIO
COLOMBINI
/
ACERVO
DO
FOTÓGRAFO
25
Sociedade: Abelhas
Relações Harmonicas
Os seres vivos e o ambiente
Também há vários exemplos de sociedade entre os mamíferos: os
morcegos-vampiros, os castores, os gorilas e a própria espécie humana.
Os morcegos-vampiros (6 cm a 10 cm de comprimento) auxiliam uns aos outros
quando um dos indivíduos não consegue se alimentar.
MICHAEL
&
PATRICIA
FOGDEN
/
CORBIS
/
LATINSTOCK
27
Os seres vivos e o ambiente
3 - Mutualismo
É a associação entre indivíduos de espécies diferentes, necessária
à sobrevivência dos participantes e que beneficia ambos.
A borboleta-monarca se alimenta do néctar das flores e
promove a polinização.
DOUG
LEMKE
/
SHUTTERSTOCK
/
GLOW
IMAGES
28
o Líquens: associação entre algas e fungos.
o Micorrizas: associação entre fungos e vegetais
mutualismo
Fungos e vegetais
o Cupins e Protozoários.
o Boi e bactérias.
Os seres vivos e o ambiente
Lobo guara e fruto da lobeira
4 - Protocooperação:
É a associação entre indivíduos de espécies diferentes em que ambos se
beneficiam, mas a existência não é obrigatória.
Ex:
o Paguro e anêmonas do mar
o Boi e pássaro anu
o Pássaro palito e jacaré
Relações Ecológicas
Os seres vivos e o ambiente
5 - Comensalismo
Comensalismo é a associação entre organismos em que um se beneficia sem
que o outro tenha algum ganho ou prejuízo.
JEFFREY
L.
ROTMAN
/
CORBIS
/
LATINSTOCK
A rêmora alimenta-se de restos deixados pelo tubarão, que não é
prejudicado por isso. 33
Os seres vivos e o ambiente
Hiena se alimentando de uma carcaça deixada por um leão
Os seres vivos e o ambiente
Epifitismo / Inquilinismo: Bromélias,orquídeas e samambaias habitam as
partes mais altas das árvores para buscar luz, sem prejudica-las
Os seres vivos e o ambiente
Os seres vivos e o ambiente
1- Predatismo
Predatismo é a relação entre animais em que um, o consumidor carnívoro,
mata e devora o outro animal.
Predador
Presa
Predadores contribuem para o equilíbrio do
ambiente, pois controlam o tamanho das
populações de outros animais.
A eliminação de predadores de uma
comunidade pode resultar em
desequilíbrio ecológico.
FABIO
COLOMBINI
/
ACERVO
DO
FOTÓGRAFO
37
Predação
Os seres vivos e o ambiente
Os seres vivos e o ambiente
Predadores têm recursos que facilitam
a captura de suas presas.
Ex.: Os dentes do gato-do-
-mato-pequeno.
Presas possuem recursos para
se defender dos predadores.
Ex.: Os espinhos do ouriço-do-mar.
FABIO
COLOMBINI
/
ACERVO
DO
FOTÓGRAFO
NATALIE
JEAN
/
SHUTTERSTOCK
/
GLOW
IMAGES
41
a) Camuflagem: Forma de adaptação na qual um organismo se parece com o
ambiente, confundindo-se com ele na cor e/ou na forma.
Formas Especiais de Adaptação à Predação
Camuflagem: Forma de adaptação na qual um organismo se parece com o
ambiente, confundindo-se com ele na cor e/ou na forma.
Relações Ecológicas
Camuflagem
b) Mimetismo: Forma de adaptação na qual uma espécie se beneficia por
assemelhar-se a outras
Relações Ecológicas
b) Mimetismo
Relações Ecológicas
c) Aposematismo: Forma de adaptação na qual uma espécie exibe cores
chamativas para advertir seus possíveis predadores quanto a seu paladar
desagradável ou pelo veneno que possui.
Relações Ecológicas
2 - Canibalismo
• Um indivíduo da mesma espécie mata o outro
para devorá-lo
• Fêmea do louva a Deus devorando o macho após a cópula
Fêmea da viúva negra matando e devorando o macho
após acasalar
Os seres vivos e o ambiente
3 - Parasitismo
Parasita é um organismo que se instala no corpo de outro organismo,
chamado hospedeiro.
A relação entre um parasita e seu hospedeiro é chamada parasitismo.
Muitas doenças são causadas
por parasitas: resfriado, gripe,
sarampo, raiva, pneumonia,
tuberculose, malária.
A lombriga (Ascaris lumbricoides)
é um exemplo de parasita.
FABIO
COLOMBINI
/
ACERVO
DO
FOTÓGRAFO
50
Erva-de-passarinho Cipó chumbo
Pernilongo
Parasitismo
Os seres vivos e o ambiente
4 - Competição
Competição é a relação de disputa entre os seres vivos por alimento ou
outros recursos do ambiente (território, fêmeas, etc.).
A disputa pode ocorrer entre indivíduos da mesma espécie ou indivíduos
de espécies diferentes.
Competição entre machos de
raposas vermelhas.
Diferentes espécies de plantas competem por
água e luz.
RONALD
WITTEK
/
MAURITTIUS
/
LATINSTOCK
NICHOLAS
SMYTHE
/
PHOTO
RESEARCHERS,
INC.
/
LATINSTOCK
52
Os seres vivos e o ambiente
Competição
Paramécios cultivados isolados
apresentam elevada densidade
populacional
Cultivados juntos a espécie de
Paramecium caudatum tem sua
população reduzida devido à intensa
competição com Paramecium aurelia.
5) Amensalismo:
Também chamado de antibiose, uma espécie denominada inibidora
libera substâncias que impedem o crescimento e a reprodução de
outra denominada amensal.
Ex: Algas pirrófitas e animais marinhos (Maré vermelha).
Algas Pirrófitas
Os seres vivos e o ambiente
Relações entre os seres vivos
+ espécie/indivíduo beneficiado pela relação
- espécie/indivíduo prejudicado pela relação
0 espécie não afetada pela relação
+ +
+
0
-
-
-
-
+
+
+
+
[1]
[2]
[3]
[4]
[5]
[6]
56
Os seres vivos e o ambiente
É importante notar que os seres vivos participam
de várias relações ao mesmo tempo.
Abelhas vivem em sociedade e
mantêm uma relação mutualística com
várias plantas.
As plantas, por sua vez,
competem entre si por diversos
recursos, como água e luz.
BULDA / SHUTTERSTOCK / GLOW IMAGES
KONRAD
WOTHE
/
MINDEN
PICTURES
/
LATINSTOCK
57
Os seres vivos e o ambiente
A biodiversidade
Biodiversidade é a variedade de seres vivos que habitam determinado lugar
(ou o planeta como um todo).
Qualquer espécie faz parte de uma teia alimentar e, portanto, sua
extinção pode provocar desequilíbrios ecológicos sérios.
Últimos 500 anos
600 espécies extintas, a maioria
por ação do ser humano.
tigre-de-báli
lobo-das-malvinas
gazela-do-iêmen
tigre-da-tasmânia
arara-de-cuba
pato-do-labrador
coruja-risonha
Exemplos de espécies extintas:
58
Resumo
Relações Ecológicas
(+) espécie beneficiada
(-) espécie prejudicada

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Relações ecológicas entre os seres vivos.

Cap 6 um jeito de se virar no ambiente
Cap 6 um jeito de se virar no ambienteCap 6 um jeito de se virar no ambiente
Cap 6 um jeito de se virar no ambiente
Sarah Lemes
 
Ecossistema
EcossistemaEcossistema
Ecossistema
guest2d00a0
 
Ecossistema
EcossistemaEcossistema
Ecossistema
guest2d00a0
 
Ecossistema
EcossistemaEcossistema
Ecossistema
guest2d00a0
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Teia Alimentar e Cadeia Alimentar
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Teia Alimentar e Cadeia Alimentarwww.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Teia Alimentar e Cadeia Alimentar
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Teia Alimentar e Cadeia Alimentar
AulasEnsinoMedio
 
Aula de ecologia curso completo
Aula de ecologia   curso completoAula de ecologia   curso completo
Aula de ecologia curso completo
Marcionedes De Souza
 
Cap2 teia alimentar
Cap2 teia alimentarCap2 teia alimentar
Cap2 teia alimentar
Santos Cesar Cesar
 
Os anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.ppt
Os anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.pptOs anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.ppt
Os anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.ppt
CamilaSantana300186
 
Capítulo 3 a diversidade da vida
Capítulo 3 a diversidade da vidaCapítulo 3 a diversidade da vida
Capítulo 3 a diversidade da vida
Sarah Lemes
 
Ecologia power point
Ecologia   power pointEcologia   power point
Ecologia power point
Suely namaste
 
Slide sobre fotores abioticos, bioticos e relacoes ecologicas
Slide sobre fotores abioticos, bioticos e relacoes ecologicasSlide sobre fotores abioticos, bioticos e relacoes ecologicas
Slide sobre fotores abioticos, bioticos e relacoes ecologicas
Grazi! !!
 
Apresentação de slide 7º ano
Apresentação de slide 7º anoApresentação de slide 7º ano
Apresentação de slide 7º ano
zelia49
 
Ecologia com exercícios
Ecologia com exercíciosEcologia com exercícios
Ecologia com exercícios
helder raposo
 
Resumo Ecologia - Parte I
Resumo Ecologia - Parte IResumo Ecologia - Parte I
Resumo Ecologia - Parte I
Aline Silva
 
03 biodiversidade ii
03 biodiversidade ii03 biodiversidade ii
03 biodiversidade ii
stique
 
teia alimentar
 teia alimentar teia alimentar
teia alimentar
Rafael Faria
 
cadeia alimentar
cadeia alimentarcadeia alimentar
cadeia alimentar
guestd1c2e7
 
Aula 11 cadeia alimentar
Aula 11   cadeia alimentarAula 11   cadeia alimentar
Aula 11 cadeia alimentar
Jonatas Carlos
 
Entendendo a Ecologia
Entendendo a EcologiaEntendendo a Ecologia
Entendendo a Ecologia
Carlos Eduardo
 
Factores Bioticos
Factores BioticosFactores Bioticos
Factores Bioticos
guest43f37cf
 

Semelhante a Relações ecológicas entre os seres vivos. (20)

Cap 6 um jeito de se virar no ambiente
Cap 6 um jeito de se virar no ambienteCap 6 um jeito de se virar no ambiente
Cap 6 um jeito de se virar no ambiente
 
Ecossistema
EcossistemaEcossistema
Ecossistema
 
Ecossistema
EcossistemaEcossistema
Ecossistema
 
Ecossistema
EcossistemaEcossistema
Ecossistema
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Teia Alimentar e Cadeia Alimentar
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Teia Alimentar e Cadeia Alimentarwww.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Teia Alimentar e Cadeia Alimentar
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Teia Alimentar e Cadeia Alimentar
 
Aula de ecologia curso completo
Aula de ecologia   curso completoAula de ecologia   curso completo
Aula de ecologia curso completo
 
Cap2 teia alimentar
Cap2 teia alimentarCap2 teia alimentar
Cap2 teia alimentar
 
Os anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.ppt
Os anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.pptOs anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.ppt
Os anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.ppt
 
Capítulo 3 a diversidade da vida
Capítulo 3 a diversidade da vidaCapítulo 3 a diversidade da vida
Capítulo 3 a diversidade da vida
 
Ecologia power point
Ecologia   power pointEcologia   power point
Ecologia power point
 
Slide sobre fotores abioticos, bioticos e relacoes ecologicas
Slide sobre fotores abioticos, bioticos e relacoes ecologicasSlide sobre fotores abioticos, bioticos e relacoes ecologicas
Slide sobre fotores abioticos, bioticos e relacoes ecologicas
 
Apresentação de slide 7º ano
Apresentação de slide 7º anoApresentação de slide 7º ano
Apresentação de slide 7º ano
 
Ecologia com exercícios
Ecologia com exercíciosEcologia com exercícios
Ecologia com exercícios
 
Resumo Ecologia - Parte I
Resumo Ecologia - Parte IResumo Ecologia - Parte I
Resumo Ecologia - Parte I
 
03 biodiversidade ii
03 biodiversidade ii03 biodiversidade ii
03 biodiversidade ii
 
teia alimentar
 teia alimentar teia alimentar
teia alimentar
 
cadeia alimentar
cadeia alimentarcadeia alimentar
cadeia alimentar
 
Aula 11 cadeia alimentar
Aula 11   cadeia alimentarAula 11   cadeia alimentar
Aula 11 cadeia alimentar
 
Entendendo a Ecologia
Entendendo a EcologiaEntendendo a Ecologia
Entendendo a Ecologia
 
Factores Bioticos
Factores BioticosFactores Bioticos
Factores Bioticos
 

Relações ecológicas entre os seres vivos.

  • 1. Os seres vivos e o ambiente
  • 2. Os seres vivos e o ambiente O que a Ecologia estuda? • Que relações há entre os seres vivos e o ambiente? • Por que essas relações são importantes? ZERO CREATIVES/CULTURA/GETTY IMAGES 2
  • 3. Os seres vivos e o ambiente AMBIENTE 3
  • 4. Os seres vivos e o ambiente Espécie: conjunto de indivíduos muito semelhantes que, na natureza, são capazes de cruzar entre si e gerar filhos férteis. Tangara seledon Turdus rufiventris A saíra-de-sete-cores e o sabiá-laranjeira são aves, mas de espécies diferentes. FABIO COLOMBINI/ACERVO DO FOTÓGRAFO 4
  • 5. Os seres vivos e o ambiente • Habitat: lugar em que uma espécie vive. A Mata Atlântica é o habitat da jaguatirica e do mico-leão-dourado, mas esses animais ocupam nichos ecológicos diferentes. • Nicho ecológico: conjunto de condições em que uma espécie vive e se reproduz. ANDY POOLE/SHUTTERSTOCK/GLOW IMAGES FABIO COLOMBINO/ACERVO DO FOTÓGRAFO ERIC GEVAERT/SHUTTERSTOCK/GLOW IMAGES 5
  • 6. Os seres vivos e o ambiente
  • 7. Os seres vivos e o ambiente • Os indivíduos de uma mesma espécie que vivem em determinada região formam uma população. • Os indivíduos de diferentes populações que mantêm relações entre si formam uma comunidade. • O jardim é um ecossistema formado pelos seres vivos que o habitam (pássaros, borboletas, flores, etc.) e pelos elementos não vivos que o compõem (água, solo, ar, Sol). ALEX ARGOZINO/ARQUIVO DA EDITORA 7
  • 8. Os seres vivos e o ambiente • A biosfera é a soma de todas as regiões do planeta em que é possível existir vida. Mapa-múndi TOM VAN SAINT/GP/SPL/LATINSTOCK 8
  • 9. Os seres vivos e o ambiente Espécie População Comunidade Ecossistema Biosfera Relações ecológicas 9
  • 10. Os seres vivos e o ambiente A teia alimentar • De que forma os seres vivos dependem uns dos outros? • E de que forma eles dependem do Sol? FABIO COLOMBINI/ACERVO DO FOTÓGRAFO 10
  • 11. Os seres vivos e o ambiente O esquema a seguir mostra, em uma sequência de organismos, quem se alimenta de quem, formando uma cadeia alimentar. INGEBORG ASBACH/ARQUIVO DA EDITORA 11
  • 12. Os seres vivos e o ambiente Como as plantas e as algas se alimentam? ALEX ARGOZINO/ARQUIVO DA EDITORA gás oxigênio para o ar energia da luz gás carbônico do ar açúcar água e sais minerais do solo 12
  • 13. Os seres vivos e o ambiente As plantas e as algas são chamadas PRODUTORES porque produzem, através da fotossíntese, açúcares e outras substâncias. Os herbívoros e os carnívoros, que se alimentam de outros seres vivos, são chamados CONSUMIDORES. capim (produtor) ALEX AGORZINO/ARQUIVO DA EDITORA gafanhoto (consumidor primário) serpente (consumidor terciário) sapo (consumidor secundário) 13
  • 14. Os seres vivos e o ambiente Bactérias e fungos são responsáveis pelo processo de decomposição e, por isso, são chamados DECOMPOSITORES. Plantas e animais mortos (matéria orgânica) Gás carbônico, água e outras substâncias Fungos ADILSON SECCO/ARQUIVO DA EDITORA Bactérias 14
  • 15. Os seres vivos e o ambiente Produtores e consumidores obtêm energia dos alimentos pelo processo de respiração celular. Glicose Oxigênio Água Gás carbônico ENERGIA FOTOSSÍNTESE OXIGÊNIO RESPIRAÇÃO CELULAR GÁS CARBÔNICO libera libera utilizado na utilizado na 15
  • 16. Os seres vivos e o ambiente O cruzamento de diversas cadeias alimentares forma uma teia alimentar. OSVALDO SEQUETIN/ARQUIVO DA EDITORA Várias espécies de plantas preguiça arara Borboleta -azul fungos bactérias capivara rato onça perereca jiboia morcego gavião-real 16
  • 17. Os seres vivos e o ambiente capim • Nas teias alimentares, certos organismos podem ser, ao mesmo tempo, consumidores primários, secundários, etc., dependendo da cadeia alimentar que for selecionada. RESULTADO: sem predadores naturais, as populações de sapos e bem-te-vis cresceriam. A população de gafanhotos, por sua vez, diminuiria porque o número de predadores desses animais seria maior. Dessa forma, as plantações de capim aumentariam porque existiriam menos gafanhotos para comê-las. Ex.: gafanhoto serpente sapo bem-te-vi • A eliminação de alguns organismos de uma teia alimentar acaba prejudicando outros seres vivos que fazem parte dela. 17
  • 18. Os seres vivos e o ambiente Poluição nas cadeias alimentares O ser humano pode causar alterações no ambiente ao lançar produtos nocivos que prejudicam a si próprio e a outros seres vivos. A população de mergulhões (aves que se alimentam de peixes) do lago Clear, nos Estados Unidos, começou a diminuir depois que as autoridades decidiram aplicar no lago um inseticida para eliminar os mosquitos. STEVE MASLOWSKI/VISUALS UNLIMITED/CORBIS/LATINSTOCK 18
  • 19. Os seres vivos e o ambiente O mercúrio é absorvido por algas microscópicas (produtores). Substâncias tóxicas tendem a se acumular ao longo da cadeia alimentar, uma vez que um ser vivo se alimenta do outro. O mercúrio chega aos peixes (consumidores secundários) CASA DE TIPOS/ARQUIVO DA EDITORA Ao se alimentar de peixes, o ser humano pode ingerir mercúrio e desenvolver doenças As algas servem de alimento para pequenos crustáceos (animais do grupo do camarão) e seres microscópicos (consumidores primários) 19
  • 20. Os seres vivos e o ambiente As relações entre os seres vivos • Quais relações os seres vivos mantêm entre si? FABIO COLOMBINI / ACERVO DO FOTÓGRAFO 20
  • 21. • I – RELAÇÕES ECOLÓGICAS HARMÔNICAS •Ao menos um dos indivíduos é beneficiado e nenhum deles é prejudicado . II – RELAÇÕES ECOLÓGICAS DESAMÔNICAS Ao menos um dos indivíduos é prejudicado. Ex: predação
  • 22. I) Colônia: São associações entre indivíduos da mesma espécie, unidos fisicamente entre si, podendo ou não ocorrer divisão de trabalho. Ex: Corais, caravela,bactérias Relações Harmônicas
  • 23. Colônias de fungos e bactérias
  • 24. Os seres vivos e o ambiente 2- Sociedades Uma sociedade é uma associação de indivíduos da mesma espécie que vivem juntos e cooperam entre si. Muitos insetos vivem em sociedades em que os indivíduos se especializam em certas funções, como as formigas, as abelhas e os cupins. MICHAEL & PATRICIA FOGDEN / CORBIS / LATINSTOCK 24
  • 25. Os seres vivos e o ambiente Entre os cupins, além de machos e fêmeas férteis (responsáveis pela reprodução), há operários ou soldados, com a função de defender a sociedade. Um cupinzeiro pode atingir até 6 m de altura. Cupim soldado. THOMAS VITA NETO / PULSAR IMAGENS FABIO COLOMBINI / ACERVO DO FOTÓGRAFO 25
  • 27. Os seres vivos e o ambiente Também há vários exemplos de sociedade entre os mamíferos: os morcegos-vampiros, os castores, os gorilas e a própria espécie humana. Os morcegos-vampiros (6 cm a 10 cm de comprimento) auxiliam uns aos outros quando um dos indivíduos não consegue se alimentar. MICHAEL & PATRICIA FOGDEN / CORBIS / LATINSTOCK 27
  • 28. Os seres vivos e o ambiente 3 - Mutualismo É a associação entre indivíduos de espécies diferentes, necessária à sobrevivência dos participantes e que beneficia ambos. A borboleta-monarca se alimenta do néctar das flores e promove a polinização. DOUG LEMKE / SHUTTERSTOCK / GLOW IMAGES 28
  • 29. o Líquens: associação entre algas e fungos. o Micorrizas: associação entre fungos e vegetais mutualismo Fungos e vegetais
  • 30. o Cupins e Protozoários. o Boi e bactérias.
  • 31. Os seres vivos e o ambiente Lobo guara e fruto da lobeira
  • 32. 4 - Protocooperação: É a associação entre indivíduos de espécies diferentes em que ambos se beneficiam, mas a existência não é obrigatória. Ex: o Paguro e anêmonas do mar o Boi e pássaro anu o Pássaro palito e jacaré Relações Ecológicas
  • 33. Os seres vivos e o ambiente 5 - Comensalismo Comensalismo é a associação entre organismos em que um se beneficia sem que o outro tenha algum ganho ou prejuízo. JEFFREY L. ROTMAN / CORBIS / LATINSTOCK A rêmora alimenta-se de restos deixados pelo tubarão, que não é prejudicado por isso. 33
  • 34. Os seres vivos e o ambiente Hiena se alimentando de uma carcaça deixada por um leão
  • 35. Os seres vivos e o ambiente Epifitismo / Inquilinismo: Bromélias,orquídeas e samambaias habitam as partes mais altas das árvores para buscar luz, sem prejudica-las
  • 36. Os seres vivos e o ambiente
  • 37. Os seres vivos e o ambiente 1- Predatismo Predatismo é a relação entre animais em que um, o consumidor carnívoro, mata e devora o outro animal. Predador Presa Predadores contribuem para o equilíbrio do ambiente, pois controlam o tamanho das populações de outros animais. A eliminação de predadores de uma comunidade pode resultar em desequilíbrio ecológico. FABIO COLOMBINI / ACERVO DO FOTÓGRAFO 37
  • 39.
  • 40. Os seres vivos e o ambiente
  • 41. Os seres vivos e o ambiente Predadores têm recursos que facilitam a captura de suas presas. Ex.: Os dentes do gato-do- -mato-pequeno. Presas possuem recursos para se defender dos predadores. Ex.: Os espinhos do ouriço-do-mar. FABIO COLOMBINI / ACERVO DO FOTÓGRAFO NATALIE JEAN / SHUTTERSTOCK / GLOW IMAGES 41
  • 42. a) Camuflagem: Forma de adaptação na qual um organismo se parece com o ambiente, confundindo-se com ele na cor e/ou na forma. Formas Especiais de Adaptação à Predação
  • 43. Camuflagem: Forma de adaptação na qual um organismo se parece com o ambiente, confundindo-se com ele na cor e/ou na forma. Relações Ecológicas
  • 45. b) Mimetismo: Forma de adaptação na qual uma espécie se beneficia por assemelhar-se a outras Relações Ecológicas
  • 47. c) Aposematismo: Forma de adaptação na qual uma espécie exibe cores chamativas para advertir seus possíveis predadores quanto a seu paladar desagradável ou pelo veneno que possui. Relações Ecológicas
  • 48. 2 - Canibalismo • Um indivíduo da mesma espécie mata o outro para devorá-lo • Fêmea do louva a Deus devorando o macho após a cópula
  • 49. Fêmea da viúva negra matando e devorando o macho após acasalar
  • 50. Os seres vivos e o ambiente 3 - Parasitismo Parasita é um organismo que se instala no corpo de outro organismo, chamado hospedeiro. A relação entre um parasita e seu hospedeiro é chamada parasitismo. Muitas doenças são causadas por parasitas: resfriado, gripe, sarampo, raiva, pneumonia, tuberculose, malária. A lombriga (Ascaris lumbricoides) é um exemplo de parasita. FABIO COLOMBINI / ACERVO DO FOTÓGRAFO 50
  • 52. Os seres vivos e o ambiente 4 - Competição Competição é a relação de disputa entre os seres vivos por alimento ou outros recursos do ambiente (território, fêmeas, etc.). A disputa pode ocorrer entre indivíduos da mesma espécie ou indivíduos de espécies diferentes. Competição entre machos de raposas vermelhas. Diferentes espécies de plantas competem por água e luz. RONALD WITTEK / MAURITTIUS / LATINSTOCK NICHOLAS SMYTHE / PHOTO RESEARCHERS, INC. / LATINSTOCK 52
  • 53. Os seres vivos e o ambiente
  • 54. Competição Paramécios cultivados isolados apresentam elevada densidade populacional Cultivados juntos a espécie de Paramecium caudatum tem sua população reduzida devido à intensa competição com Paramecium aurelia.
  • 55. 5) Amensalismo: Também chamado de antibiose, uma espécie denominada inibidora libera substâncias que impedem o crescimento e a reprodução de outra denominada amensal. Ex: Algas pirrófitas e animais marinhos (Maré vermelha). Algas Pirrófitas
  • 56. Os seres vivos e o ambiente Relações entre os seres vivos + espécie/indivíduo beneficiado pela relação - espécie/indivíduo prejudicado pela relação 0 espécie não afetada pela relação + + + 0 - - - - + + + + [1] [2] [3] [4] [5] [6] 56
  • 57. Os seres vivos e o ambiente É importante notar que os seres vivos participam de várias relações ao mesmo tempo. Abelhas vivem em sociedade e mantêm uma relação mutualística com várias plantas. As plantas, por sua vez, competem entre si por diversos recursos, como água e luz. BULDA / SHUTTERSTOCK / GLOW IMAGES KONRAD WOTHE / MINDEN PICTURES / LATINSTOCK 57
  • 58. Os seres vivos e o ambiente A biodiversidade Biodiversidade é a variedade de seres vivos que habitam determinado lugar (ou o planeta como um todo). Qualquer espécie faz parte de uma teia alimentar e, portanto, sua extinção pode provocar desequilíbrios ecológicos sérios. Últimos 500 anos 600 espécies extintas, a maioria por ação do ser humano. tigre-de-báli lobo-das-malvinas gazela-do-iêmen tigre-da-tasmânia arara-de-cuba pato-do-labrador coruja-risonha Exemplos de espécies extintas: 58
  • 59. Resumo Relações Ecológicas (+) espécie beneficiada (-) espécie prejudicada