SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 38
Reflexologia
PRISCILLA RIBAS
Este Manual tem como objetivo auxiliar e complementar a atividade
formativa, permitindo consolidar os conhecimentos adquiridos por via
da formação.
Pretende-se que seja um instrumento e uma ferramenta de apoio aos
formandos do curso. Foi elaborado tendo em conta as características
do público-alvo, bem como as suas necessidades formativas.
Não é permitida a sua reprodução
Objetivos do Módulo:
Adequar as condições ambientais do local
de trabalho á reflexologia 
Aplicar o protocolo de instalação do
cliente.
Identificar as indicações e contra-
indicações da reflexologia
Introdução
Reflexoterapia é a utilização terapêutica da Reflexologia.
É uma técnica de tratamento por meio de estímulos em uma
área reflexa.
Reflexologia é o estudo das delimitações destas áreas, assim
como as suas funções e ações diante das patologias
humanas.
Ela baseia-se na premissa de que os nervos em seus pés,
mãos e orelhas estão ligados a certas partes do seu corpo. A
aplicação de pressão a determinadas zonas desses nervos
pode aliviar os sintomas que aparecem nas respectivas partes
do corpo.
Por exemplo, apertar um nervo específico no seu dedão do pé
pode reduzir a tensão em sua cabeça e aliviar a dor nessa
parte do corpo. Apertando o ponto certo no seu calcanhar
pode ajudar na digestão.
A reflexologia tem sido usada até mesmo para auxiliar no
tratamento de doenças cardíacas e outras graves como o
câncer e o diabetes. Pesquisas têm demonstrado cada vez
mais que a reflexologia tem quatro efeitos principais:
Ela pode estimular órgãos específicos, como por exemplo,
aumentando o fluxo sanguíneo para os rins.
Essa técnica também pode ajudar a melhorar o
funcionamento dos órgãos em geral, aliviando sintomas
específicos.
A reflexologia também ajuda a relaxar e a diminuir a
ansiedade.
Sabe-se que a dor por todo o corpo pode ser aliviada por
meio dessa arte conhecida há séculos.
Conheça as zonas de reflexologia do seu corpo:
Visualize o seu corpo dividido em um sistema de zonas
longitudinais e transversais. Tente imaginar 5 zonas em cada
lado do seu corpo, começando pela ponta de cada dedo do
pé, atravessando o comprimento do seu corpo até o alto de
sua cabeça.
As zonas transversais (semelhantes às linhas longitudinais)
dividem as áreas de seus pés em zonas que correspondem da
cabeça ao pescoço, ao peito, abdômen e à área da pélvis. Este
conceito é também referido como terapia por zona de
reflexo.
Saiba quais são os reflexos nos pés que correspondem a cada
membro, órgãos e glândulas do corpo. Quando aplicar
pressão nesses pontos específicos, você estimulará o
membro, órgão ou glândula correspondente a eles.
Use a reflexologia para induzir o relaxamento profundo, o
qual aliviará a tensão e o estresse.
Quando o seu corpo está sob estresse, as suas reservas de
energia vão se esgotando e são menos capazes de combater
infecções.
Quando o seu corpo está em um estado de profundo
relaxamento, induzido pela reflexologia, o poder de cura
natural dele é ativado.
Considerações Gerais:
Toque:
Tocar o corpo como se fosse um templo
onde reside o sopro divino;
O toque com amor e compaixão: pode levar
a uma cura, trazer conforto;
Cuidar com a postura do doador e do
receptor; com a vestimenta, indicando
roupas frouxas; o primeiro contato deve ser
suave, porém com uma pressão firme mas
não desconfortável;
Falta de sensibilidade indica bloqueio
energético.
O que revelam os pés:
· Arcos altos: hiperlordose;
· Pele dura, calosidades: reflexo no local
pode estar for a de equilíbrio;
· Granulações: indicam agentes tóxicos
no organismo;
· Pés frios, azulados ou vermelhos: má
circulação;
· Pés suarentos: desequilíbrio hormonal ou
tensão nervosa;
· Pele seca: má circulação.
· Inchaço: problemas circulatórios, renais
ou cardíaco;
· Pés tensos: tensão no corpo;
· Pés flácidos: problemas com tônus muscular;
· Manchas de pigmentação: mau funcionamento do órgão
cujo reflexo está
abaixo da pigmentação;
· Quanto mais o corpo retiver material residual, mais o pé irá
transpirar e ter
odorde queijo;
· Cheiro de acetona: sistema urinário comprometido;
A refllexo!ogi1a é uma. terapia. de pressão que
actua em pontos reflexo.s e preciisos do.s pés
ou das mãos, que_ conrespondem a todas as
parte.s do corpo. É uma. ciência porgue se
base ia num estudo fisiológico e ne u ro~ógico e
é uma arte porgue depeinide bastante da
habilidade e do conhecimento do terapeuta e
da dinâmica que ocorre entre este e o
cliente.
► Consiste em dar e receber. : a energia
é transmitida ao paciente através das
mãos do terapeuta, e este, por sua
vez recebe informação através dos
pés do cliente.
Um terapeuta ao efectuar um tratamento
completo, vai estimular todos reflexos do corpo,
de forma a que os orgãos, glândulas, sistemas, e a
mente, tentem chegar a um estado de equilíbrio.
Mecanismos da reflexologia
1 - Reflexo / Estímulo
2 - Reacção anormal
3- Duplo efeito do ~reflexo
Tratamento das doenças mais comuns
1- Comece com a área básica (rins, canal urinário,
bexiga) pressionando de 3 a 5 minutos.
2- Sobre a quantidade de vezes que se pressiona a área:
a) Se for um paciente que está doente à pouco tempo e
que a doença não esteja muito grave e que tenha um
ritmo de vida regular; pressione de 10 a 20 vezes todas
as áreas, uma vez por dia, em sessões de 30 a 40
minutos, durante 7 a 10 dias;
b) Se for um paciente que está doente à já muito
tempo, portador de uma doença complicada, pressione
as áreas de 10 a 50 vezes, duas vezes por dia, durante 10
a 20 dias;
3- Após uma sessão deve de beber 500 a 700 ml de
água, dentro de um espaço de 30 minutos. O paciente
que sofre dos rins deve beber 150 a 300 ml de água;
4- Procure pressionar a região certa. O paciente deve de
confiar no terapeuta e neste tipo de manipulação.
É importante confiar no tratamento, visto que, no
mínimo,
não provoca nenhum efeito colateral.
Doenças que apresentam bons resultados com o
tratamento da reflexologia podal
Sistema nervoso – paralisia, gota, epilepsia, dor de
cabeça, insónia, desequilíbrio nervoso.
Doenças relativas às glândulas endócrinas e capacidade
de defesa – doenças da glândula tiroide, desequilíbrio
na função da pituitária, mau desenvolvimento infantil,
obesidade infantil, falta de cálcio devido ao
desequilíbrio da paratiroide, espasmos e outros
sintomas provocados por hipersensibilidade.
Disfunção do aparelho digestivo e do seu metabolismo –
falta de apetite, soluço, acidez estomacal, vómito,
inchaço no abdómen, prisão de ventre, disfunção do
estômago e intestino, diabete.
Doenças do aparelho circulatório – disfunção do coração,
arritmia, pressão alta, pressão baixa, anemia.
Doenças do aparelho respiratório – constipação, bronquite, etc
Doenças do aparelho urinário – urinar frequentemente,
enurese, bloqueamento do canal urinário, desequilíbrio na
função dos rins.
Doenças dos orgão sensitivos – miopia, zumbido no ouvido,
etc
Doenças do aparelho motor – espasmos, artrite
Doenças da pele – acne, eczema, dermatite
Uma sessão geral de reflexologia pode aliviar dores
generalizadas e específicas.
A maioria dos pontos de reflexo devem ser
pressionados durante cerca de 10 segundos de
cada vez. Não tenha pressa na hora de apertar
todos os pontos reflexos em cada um dos pés.
Aperte de leve e fique atento a qualquer área que
esteja dolorida. Isso pode ser um sinal de que o
órgão ou membro correspondente está com
"problemas".
Trate todos os pontos reflexos em cada pé, a fim de
encontrar todas as áreas que apresentam
problemas.
Ao terminar de trabalhar com os pontos reflexos de
seus pés, volte aos pontos doloridos e aperte-os
com cuidado até que o cliente já não sinta mais
dor ou desconforto na região.
Alivie dores em geral
Benefícios da reflexologia
Através da estimulação dos pontos de pressão ou
zonas de reflexo, o reflexólogo trata os diferentes
órgãos e estruturas internas corporais como se
estivesse massajando e pressionando cada uma
destas zonas diretamente. Desta forma, a
reflexologia trás benefícios tanto físicos como
psicológicos.
1. A libertação do estresse e a estabilidade de
desequilíbrios no sistema nervoso, como a insônia
e a ansiedade, são os benefícios mais populares da
reflexologia. Esta técnica terapêutica ajuda-nos a
libertar as tensões emocionais acumuladas e a
diminuir a ansiedade psicossomática,
transportando-nos, assim, a um nível de
relaxamento máximo. Regula as funções de vigília
e sono, proporcionando-nos um descanso
completo.
2. Além de aliviar o estresse, a reflexologia podal
ativa a circulação sanguínea e energética. Ao tratar
todo o sistema nervoso do corpo através dos
pontos de pressão do pé, a reflexologia influencia
nas funções linfáticas fundamentais de forma
direta e melhora as defesas do organismo.
3. Outro dos benefícios da reflexologia é a
regulação do sistema digestivo. Esta técnica
terapêutica melhora o metabolismo e favorece a
eliminação de toxinas. A reflexologia ajuda-nos a
libertar todas aquelas substâncias que constituem
uma ameaça para o organismo e, no geral, para a
nossa saúde. É um método de depuração
excelente.
4. Graças aos seus efeitos analgésicos e preventivos,
a reflexologia permite aliviar a dor de uma
determinada zona e evitar que volte a aparecer.
Assim, esta técnica terapêutica é ideal para todas
aquelas pessoas que sofrem de enxaqueca ou dor
de cabeça. Trás benefícios no tratamento de
condições mais comuns como as já mencionadas,
os transtornos respiratórios, digestivos, cardíacos,
circulatórios, transtornos hormonais, urinários, do
sistema reprodutivo, depressão, dores de costas,
musculares, a artrite e inclusive alergias.
5. A reflexologia podal é a técnica mais utilizada
pelos reflexólogos, não obstante, as zonas de
reflexo do nosso corpo não se encontram nos pés,
mas também as temos nas mãos e no rosto. Assim,
desta técnica resultaram duas ramificações: a
reflexologia facial e a reflexologia das mãos.
Dicas
Se o dia estiver frio, mantenha uma toalha ou um
cobertor pequeno por perto para que você possa
cobrir e manter aquecido o pé que não está sendo
tratado.
A reflexologia aumenta o fluxo de fluidos do  corpo;
por isso, não se esqueça de beber bastante água
após uma sessão.
Crie um ambiente propício ao relaxamento para a
sua sessão de reflexologia.
Use uma iluminação suave e coloque uma música
com uma melodia calma para tocar.
Reflexologia das mãos
É o método de pressão através dos dedos nas
áreas das mãos, onde cada área corresponde a
orgãos, glândulas e estrutura do corpo. A vantagem
da reflexologia das mãos é que pode ser praticada
em qualquer lugar ou situação: em pé, na pausa
para o café, etc. Além disso, a reflexologia das mãos
é extremamente benéfica: induz ao relaxamento,
estimula o sistema imunológico, auxilia na
eliminação de toxinas, melhora a circulação e as
funções mentais, aumenta os níveis de energia.
Nos tempos primitivos as pessoas não faziam
distinção entre corpo, mente e espírito,
consequentemente, as práticas adotadas para
cuidar do corpo promoviam naturalmente a
integridade física, emocional e espiritual. A saúde
dependia do equilíbrio de elementos
aparentemente distintos. Cada ser humano dispõe
dos instrumentos mais simples para produzir um
equilíbrio harmonioso: a respiração e as mãos.
Estes instrumentos são tudo o que precisamos
para aumentar a nossa vitalidade física e mental, a
qual, por sua vez nos ajuda a eliminar causas
básicas de doença ou “desarmonias”.
Apertar a mão é apresentar-se, é afirmar um
conhecimento. Através das mãos comunicamos a
nossa energia, o nosso coração.
A reflexologia dos pés é a forma mais popular de
reflexologia. Geralmente, recomenda-se a
reflexologia das mãos como um tratamento de
autoajuda, para reforçar o trabalho do
reflexologista.
Nos níveis mais evidentes, as mãos e os pés
apresentam semelhanças impressionantes na
forma: o corpo da mão e o tarso do pé; o polegar e
o halux. Os antigos curadores viram essas
semelhanças com o resultado de padrões de
energia correspondentes. Consequentemente, as
mãos e os pés estão ligados energeticamente.
O primeiro contacto entre as mãos do terapeuta e
do/a cliente é muito importante, antes de se iniciar
o tratamento propriamente dito, é fundamental
examinar as mãos visualmente.
Uma pessoa saudável terá mãos que apresentam
boa cor, pele sem manchas e um bom tónus
muscular.
As mãos devem mostrar-se agradavelmente
aquecidas, mas sem humidade e viscosidade
excessivas. As unhas devem ter uma aparência
forte e saudável. Qualquer anomalia indica um
desequilíbrio de uma ou mais zonas reflexas. Se
houver uma verruga ou alguma pele dura
localizada sobre a face externa do polegar, isso
poderá indicar um problema no pescoço. Inchaço
em torno dos punhos indica um desequilíbrio do
sistema linfático, já que a área reflexa pélvica
linfática se localiza em torno do punho.
As técnicas de relaxamento ajudarão a colocar o
terapeuta e o/a cliente à vontade e a
estabelecerem uma relação de confiança. Quando
a confiança entre os dois aumentar, o profissional
pode tornar-se criativo e desenvolver as suas
próprias técnicas.
Precauções da massagem da reflexologia
1- Quando houver hemorragia de qualquer tipo (vómito
com sangue provocado por doenças do aparelho
respiratório ou digestivo, fezes com sangue, hemorragia
cerebral, hemorragia no estômago, hemorragias
internas).
A reflexologia melhora a circulação do sangue, mas
pode aumentar a hemorragia.
2- Durante o período menstrual (se tiver com um fluxo
muito abundante) ou durante a gravidez (por uma
questão de precaução, pois pode influenciar o
desenvolvimento do feto).
3- Tuberculose.
4- Enfarto do miocárdio (a menos que seja
acompanhado de cuidados médicos de emergência e
com consentimento médico.
5- Doenças graves dos rins, coração e fígado (por
precaução).
6- Não estimular os pontos reflexos correspondentes
aos orgãos sexuais em crianças com menos de 15 anos.
7- Cancro localizado nos pés ou qualquer outra lesão
grave na pele do pé.
8- Pés com calos e calosidades, devem primeiro
removê-los e/ou tratá-los.
9- Com micoses, deve calçar luvas finas que lhe
permitam ter sensibilidade.
10- As pressões praticadas nos idosos e nas crianças
devem ser mais moderadas.
11- Não praticar a reflexologia durante mais ou menos
uma hora após as refeições, pois toda a energia está
voltada para a digestão.
12- Fraturas e entorses, não deve fazer as mobilizações e
ter especial atenção à pressão na zona que está dorida.
13- No caso de pedra nos rins, não estimular a
paratiroide, pois interfere no metabolismo do cálcio.
Preparação do ambiente e da massagem
Tornar o ambiente o mais confortável possível de
forma a que o cliente consiga descontrair e
abstrair-se dos problemas exteriores.
Ter atenção a aspetos como: a luz, o som, as cores,
a instalação do cliente, quer na cadeira, quer na
marquesa, este deve estar o mais confortável
possível.
O banho de pés não é obrigatório antes de iniciar a
massagem de reflexologia, no entanto trata-se de
um ritual de spa que traz muitos benefícios e que
pode aliar a esta terapia.
A utilização de óleos essenciais com propriedades
descongestionantes, relaxantes, revitalizantes, no
banho de pés vai com certeza potencializar o
tratamento além contribuir para o raleamento
muscular do pé e desta forma, facilitar o trabalho
do terapeuta.
A massagem deve iniciar pelo pé esquerdo, tendo
em conta o fluxo de energia, da linfa e sistema
circulatório, desta forma estamos a primeiro a
limpar para depois encaminhar.
Devemos iniciar por fazer manobras de
aquecimento e mobilizações para relaxar o pé.
Sequência dos pontos a trabalhar:
Planta do pé – pontos da cabeça, até chagar aos
pontos do pavilhão pélvico
- passa depois aos pontos laterais e finalmente,
dorso do pé
Seguidamente segue para o pé direito e segue a
mesma lógica.
Deve ir registando na ficha de cliente as reações
encontradas para que possa dar continuidade ao
tratamento.
Poderá usar óleo ou creme mas em pouca
quantidade para que não lhe tire a sensibilidade.
As pressões são feitas com o polegar
maioritariamente, com os nós dos dedos ou com as
digitais dos dedos, também pode ser usado um
bastão próprio para fazer as pressões nos pontos
reflexos.
A pressão deve idêntica à necessária para esmagar
um bago de uva.
Deve finalizar com alguns afloramentos.
Não esquecer do questionário da ficha de cliente
antes de iniciar a massagem.
REFLEXOLOGIA
NOME: _____________________________________________
________________________________IDADE: _____________
MORADA: __________________________________________
SEXO: FEMININO _________ MASCULINO _________
TELF: _________________ PROFISSÃO: ________________
EXERCICIO FISICO: SIM ___ NÃO ___
FREQUÊNCIA: ______________________________________
PRECAUÇÕES:
HEMORRAGIA: SIM NÃO
SE SIM DE QUE TIPO? HEMATEMESE (VÓMITO COM
SANGUE - DOENÇAS DO APARELHO RESPIRATÓRIO OU
DIGESTIVO)
MELENA (FEZES COM SANGUE)
PERÍODO MESTRUAL ABUNDANTE _________________
OUTRA: _______________________________________
TUBERCULOSE: SIM ___ NÃO ___
ENFARTE MIOCÁRDIO: SIM ___ NÃO ___
HEMODIÁLISE: SIM ___ NÃO ___
DOENÇAS GRAVES DO FÍGADO E CORAÇÃO: SIM NÃO
_CANCRO LOCALIZADO NOS PÉS OU OUTRA LESÃO GRAVE:
SIM ___ NÃO ___
QUAL: ___________________________________________
PATOLOGIAS:
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
OBSERVAÇÃO GERAL:
DEFORMAÇÕES ÓSSEAS: SIM NÃO ZONA: ____
CALOSIDADES: SIM NÃO ZONA: ____________
MICOSES: SIM NÃO ZONA: _________________
LESÕES NA PELE: SIM NÃO ZONA: __________
DIAGNÓSTICO/REACÇÕES ANORMAIS:
Zona (pé direito) :
Dor ao estímulo
Nódulo
cristais
Concavidade
Zona (pé esquerdo) :
Dor ao estímulo
Nódulo
Cristais
Concavidade
REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO:
SESSÃO Nº ______
DATA ____/____/________
PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________
ZONA :
DOR A ESTÍMULO :
NÓDULOS :
CRISTAIS/AREIAS :
MUDANÇA COR :
ZONA :
DOR A ESTÍMULO :
NÓDULOS :
CRISTAIS/AREIAS :
MUDANÇA COR :
REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO:
SESSÃO Nº ______
DATA ____/____/________
PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________
REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO:
SESSÃO Nº ______
DATA ____/____/________
PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________
ZONA :
DOR A ESTÍMULO :
NÓDULOS :
CRISTAIS/AREIAS :
MUDANÇA COR :
ZONA :
DOR A ESTÍMULO :
NÓDULOS :
CRISTAIS/AREIAS :
MUDANÇA COR :
REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO:
SESSÃO Nº ______
DATA ____/____/________
PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________
REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO:
SESSÃO Nº ______
DATA ____/____/________
PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________
ZONA :
DOR A ESTÍMULO :
NÓDULOS :
CRISTAIS/AREIAS :
MUDANÇA COR :
ZONA :
DOR A ESTÍMULO :
NÓDULOS :
CRISTAIS/AREIAS :
MUDANÇA COR :
REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO:
SESSÃO Nº ______
DATA ____/____/________
PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________
REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO:
SESSÃO Nº ______
DATA ____/____/________
PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________
ZONA :
DOR A ESTÍMULO :
NÓDULOS :
CRISTAIS/AREIAS :
MUDANÇA COR :
ZONA :
DOR A ESTÍMULO :
NÓDULOS :
CRISTAIS/AREIAS :
MUDANÇA COR :
REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO:
SESSÃO Nº ______
DATA ____/____/________
PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________
REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO:
SESSÃO Nº ______
DATA ____/____/________
PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________
ZONA :
DOR A ESTÍMULO :
NÓDULOS :
CRISTAIS/AREIAS :
MUDANÇA COR :
ZONA :
DOR A ESTÍMULO :
NÓDULOS :
CRISTAIS/AREIAS :
MUDANÇA COR :
REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO:
SESSÃO Nº ______
DATA ____/____/________
PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________
REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO:
SESSÃO Nº ______
DATA ____/____/________
PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________
ZONA :
DOR A ESTÍMULO :
NÓDULOS :
CRISTAIS/AREIAS :
MUDANÇA COR :
ZONA :
DOR A ESTÍMULO :
NÓDULOS :
CRISTAIS/AREIAS :
MUDANÇA COR :
REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO:
SESSÃO Nº ______
DATA ____/____/________
PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________
Força e pressão
Comece com pouca pressão e vá aumentando aos
poucos, é natural doer um pouco em alguns
pontos, no entanto não deve ser uma dor
insuportável.
Ajusta a força de acordo com a idade e o estado da
doença do paciente, mas também não deve ser de
tal forma leve que não passe nenhum sinal de dor
ao cérebro, pois não teria nenhum efeito.
Quando encontrar um ponto que apresente uma
reação anormal (nódulo, areias, dor, etc) deve
trabalhar bem sobre esse ponto. O objetivo é
diminuir esses sintomas para levar a que o
organismo procure o seu equilíbrio e se
restabeleça.
Há medida que as sessões vão decorrendo, há a
possibilidade de o organismo do paciente criar
habituação à dor e desta forma é necessário ir
aumentando a pressão para que o organismo vá
continuando a responder aos estímulos das
pressões.
A manipulação deve ser lenta e a força exercida
deve ser igual em cada ponto desde o início da
massagem até ao fim, se fizer uma massagem
muito rápida, não consegue ter a mesma
sensibilidade para encontrar os pontos a trabalhar.
São necessárias várias sessões de reflexologia para
que possa ver as melhorias através desta terapia,
pois com apenas uma ou duas sessões não é o
suficiente para estimular o sistema de recuperação
do organismo.
Deverão ser feitas pelo menos 6 sessões diárias ou
de dois em dois dias, e depois, o ideal deveria ser,
fazer pelo menos uma vez por semana, para
situações mais graves terá que fazer com mais
frequência.
Cada sessão deverá ter no mínimo cerca de 30
minutos de duração, podendo ir até 1 hora,
dependendo da situação.
A reflexologia é uma terapia que poderá ser
praticada como:
prevenção
“diagnóstico de reflexologia”
tratamento
Como prevenção poderá ser praticada pelo menos
uma vez por semana de forma a estimular o
organismo a encontrar o seu equilíbrio,
Restabelecer o seu sistema imunitário, sistema de
drenagem, relaxamento muscular, e regular o
funcionamento de todos os outros orgão e
glândulas.
Ao estimular todo o corpo, estimula a circulação
sanguínea e linfática, os orgão de absorção e
eliminação trabalham com mais precisão
atrasando a velhice e conservando uma mente sã.
Poderá acontecer receber clientes que não sabem
ao certo quais os desequilíbrios do seu organismo,
como sabe, esses desequilíbrios manifestam-se sob
a forma de reações anormais, ao fazer o registo
dessas reações numa primeira sessão, poderá
avaliar com que frequência deve fazer a terapia.
Quantos mais nódulos tiver, maior a frequência da
massagem.
Tratamento das doenças mais comuns
1- Comece com a área básica (rins, canal urinário,
bexiga) pressionando de 3 a 5 minutos.
2- Sobre a quantidade de vezes que se pressiona a
área:
a) Se for um paciente que está doente à pouco
tempo e que a doença não esteja muito grave e
que tenha um ritmo de vida regular; pressione de
10 a 20 vezes todas as áreas, uma vez por dia, em
sessões de 30 a 40 minutos, durante 7 a 10 dias;
b) Se for um paciente que está doente à já muito
tempo, portador de uma doença complicada,
pressione as áreas de 10 a 50 vezes, duas vezes por
dia, durante 10 a 20 dias;
3- Após uma sessão deve de beber 500 a 700 ml de
água, dentro de um espaço de 30 minutos. O
paciente que sofre dos rins deve beber 150 a 300
ml de água;
4- Procure pressionar a região certa. O paciente
deve de confiar no terapeuta e neste tipo de
manipulação. É importante confiar no tratamento,
visto que, no mínimo, não provoca nenhum efeito
colateral.
Doenças que apresentam bons resultados
com o tratamento da reflexologia podal
Sistema nervoso – paralisia, gota, epilepsia, dor de
cabeça, insónia, desequilíbrio nervoso.
Doenças relativas às glândulas endócrinas e capacidade
de defesa : doenças da glândula tiroide, desequilíbrio na
função da pituitária, mau desenvolvimento infantil,
obesidade infantil, falta de cálcio devido ao
desequilíbrio da paratiroide, espasmos e outros
sintomas provocados por hipersensibilidade.
Disfunção do aparelho digestivo e do seu metabolismo –
falta de apetite, soluço, acidez estomacal, vómito,
inchaço no abdómen, prisão de ventre, disfunção do
estômago e intestino, diabete.
Doenças do aparelho circulatório – disfunção do
coração, arritmia, pressão alta, pressão baixa, anemia.
Doenças do aparelho respiratório – constipação,
bronquite, etc
Doenças do aparelho urinário – urinar frequentemente,
enurese, bloqueamento do canal urinário, desequilíbrio
na função dos rins.
Doenças dos orgão sensitivos – miopia, zumbido no
ouvido, etc
Doenças do aparelho motor – espasmos, artrite
Doenças da pele – acne, eczema, dermatite
Terapia zonal / Modo de tratar :
Falta de apetite
Área básica – estômago – intestino delgado – cólons –
fígado – vesícula – baço – tiroide – área básica
Doenças gástricas provocadas pelos nervos
Área básica – plexo solar – área básica
Má digestão
Área básica – rins- pâncreas – intestino delgado – baço –
linfa – área básica
Desnutrição
Área básica – estômago – intestino delgado – intestino
grosso – fígado, vesícula – área básica
Dor de dentes, gengivite
Área básica – maxilar superior – mandíbula – estômago -
duodeno – cólons
Doenças do esófago
Área básica – faringe – laringe - traqueia – estômago –
glândula linfática – peito – área básica
Acidez estomacal
Área básica – estômago – pâncreas – duodeno – cólons –
plexo solar – glândulas linfáticas – área básica
Opressão no peito, soluço
Área básica – plexo solar – estômago – duodeno –
diafragma – tiroide – área básica
Vómito e diarreia
Área básica – estômago – baço – cólons - plexo solar –
glândulas linfáticas – área básica
Obstipação
Área básica – estômago – pâncreas – duodeno – intestino
delgado – cólons – reto – ânus – pulmão – osso sacro –
cóccix – tiroide
Bronquite
Área básica – suprarrenal – paratiroide – tiroide – pulmão
– coração – diafragma – glândulas linfáticas – pâncreas
Arritmia (leve)
Área básica – coração – pituitária – pulmão – intestino
delgado – vértebras cervicais – vértebras torácicas –
vertebras lombares
Pressão alta
Área básica – fronte – pituitária – cérebro – pescoço –
paratiroide – tiroide – coração – útero, próstata –
estômago – intestino delgado – cólons – fígado – rins –
área básica
Enurese
Área básica – pituitária – cérebro – pescoço – baço –
plexo solar – vértebras lombares – cóccix – próstata,
útero – virilha – coração – área básica
Obesidade
Área básica – suprarrenal – pituitária – paratiroide –
tiroide – esófago – coração – baço – área básica
Menopausa
Área básica – cérebro – pescoço – cóccix – aparelho
genital – útero, próstata – coluna vertebral – tiroide –
paratiroide – suprarrenal – plexo solar – área básica
Problemas nas articulações
Área básica - ombro – trapézio – joelho – anca – coluna
vertebral
Existe uma relação muito precisa entre as diversas
articulações, perante um transtorno numa articulação,
devem controlar-se os reflexos de todas as articulações
e não apenas o reflexo da articulação afetada. Um
problema da anca pode ser consequência de um
desequilíbrio no ombro correspondente ou de um
desnível nas vértebras.
Orgãos do sentido
Área básica - nariz – olhos – ouvidos – auxiliares dos
olhos e ouvidos – área básica
Avisos:
Evite beber álcool antes, durante e depois de um
tratamento de reflexologia.
Como você pode vir a descobrir, o tratamento, por
si só, aumenta o efeito do álcool. Além disso, o uso
de álcool combinado à reflexologia pode
sobrecarregar os órgãos do corpo, pois o mesmo é
obrigado a lidar com o estímulo que o tratamento
proporciona com o organismo cheio de toxinas.
A reflexologia é uma técnica de cura
complementar, e não substitui nenhum
profissional da área médica.
Embora haja muitos pontos de pressão que podem
tratar e aliviar problemas comuns durante a
gravidez, há alguns pontos reflexos que, se
pressionados com muita força, podem induzir o
parto.
Eles estão localizados dentro do calcanhar, no arco
do pé e entre o polegar e o dedo médio do pé.
Estes são excelentes pontos reflexos que podem
ser trabalhados durante o parto. DURANTE, e NÃO
ANTES do parto.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Reflexologia guia prático
Reflexologia   guia práticoReflexologia   guia prático
Reflexologia guia prático
 
Apostila reflexologia - Edduc
Apostila reflexologia - EdducApostila reflexologia - Edduc
Apostila reflexologia - Edduc
 
Apresentação - Curso de Reflexologia
Apresentação - Curso de ReflexologiaApresentação - Curso de Reflexologia
Apresentação - Curso de Reflexologia
 
CONTRATURAS
CONTRATURASCONTRATURAS
CONTRATURAS
 
Reflexologia Podal
Reflexologia PodalReflexologia Podal
Reflexologia Podal
 
aula meridianos e shiatsu.pdf
aula meridianos e shiatsu.pdfaula meridianos e shiatsu.pdf
aula meridianos e shiatsu.pdf
 
Massagens de Pedras Quentes
Massagens de Pedras QuentesMassagens de Pedras Quentes
Massagens de Pedras Quentes
 
Reflexologia
ReflexologiaReflexologia
Reflexologia
 
Curso reflexologia
Curso reflexologiaCurso reflexologia
Curso reflexologia
 
Curso reflexologia podal
Curso reflexologia podal Curso reflexologia podal
Curso reflexologia podal
 
Massagens corporal
Massagens corporalMassagens corporal
Massagens corporal
 
Técnicas em MTC
Técnicas em MTCTécnicas em MTC
Técnicas em MTC
 
Reflexologia
ReflexologiaReflexologia
Reflexologia
 
As massagens e os seus benefícios
As massagens e os seus benefíciosAs massagens e os seus benefícios
As massagens e os seus benefícios
 
Massagem Desportiva
Massagem DesportivaMassagem Desportiva
Massagem Desportiva
 
Acupuntura aula
Acupuntura aulaAcupuntura aula
Acupuntura aula
 
Fascias e pompages impressao
Fascias e pompages impressaoFascias e pompages impressao
Fascias e pompages impressao
 
Ventosaterapia
VentosaterapiaVentosaterapia
Ventosaterapia
 
Manual de Reflexologia Integral Aplicada (CURSO ONLINE INDIVIDUAL - Aprenda u...
Manual de Reflexologia Integral Aplicada (CURSO ONLINE INDIVIDUAL - Aprenda u...Manual de Reflexologia Integral Aplicada (CURSO ONLINE INDIVIDUAL - Aprenda u...
Manual de Reflexologia Integral Aplicada (CURSO ONLINE INDIVIDUAL - Aprenda u...
 
Apresentação Spa Do Pe
Apresentação Spa Do PeApresentação Spa Do Pe
Apresentação Spa Do Pe
 

Semelhante a A reflexologia e seus benefícios para a saúde e o bem-estar

reflexologiapodal-131004081731-phpapp02.pdf
reflexologiapodal-131004081731-phpapp02.pdfreflexologiapodal-131004081731-phpapp02.pdf
reflexologiapodal-131004081731-phpapp02.pdfclaud38
 
Reflexologiapodal 131004081731-phpapp02
Reflexologiapodal 131004081731-phpapp02Reflexologiapodal 131004081731-phpapp02
Reflexologiapodal 131004081731-phpapp02Dra Daliana Silva
 
DO -IN 216680216 do-in-auto massagem
DO -IN 216680216 do-in-auto massagemDO -IN 216680216 do-in-auto massagem
DO -IN 216680216 do-in-auto massagemAnnalethycia Siqueira
 
Palestra alongamento x flexionamento.pptx
Palestra alongamento x flexionamento.pptxPalestra alongamento x flexionamento.pptx
Palestra alongamento x flexionamento.pptxLinda Moreira
 
Reflexologia e equilíbrio
Reflexologia e equilíbrioReflexologia e equilíbrio
Reflexologia e equilíbrioIeda Perez
 
Shiatsuslides1 140623173524-phpapp01
Shiatsuslides1 140623173524-phpapp01Shiatsuslides1 140623173524-phpapp01
Shiatsuslides1 140623173524-phpapp01Lucia Gaspar
 
Massagem para cães e gatos
Massagem para cães e gatosMassagem para cães e gatos
Massagem para cães e gatosCynara Campanati
 
Health & Beauty Clinic - Beleza e bem-estar ao seu alcance - hbclinic
Health & Beauty Clinic - Beleza e bem-estar ao seu alcance - hbclinicHealth & Beauty Clinic - Beleza e bem-estar ao seu alcance - hbclinic
Health & Beauty Clinic - Beleza e bem-estar ao seu alcance - hbclinicNuno Costa
 
Palestramassagem 111023082650-phpapp01
Palestramassagem 111023082650-phpapp01Palestramassagem 111023082650-phpapp01
Palestramassagem 111023082650-phpapp01luciagaspar
 
Palestramassagem 111023082650-phpapp01 (1)
Palestramassagem 111023082650-phpapp01 (1)Palestramassagem 111023082650-phpapp01 (1)
Palestramassagem 111023082650-phpapp01 (1)Lucia Gaspar
 
Apostila terapias de SPA - Edduc
Apostila terapias de SPA - EdducApostila terapias de SPA - Edduc
Apostila terapias de SPA - Edducedduc
 

Semelhante a A reflexologia e seus benefícios para a saúde e o bem-estar (20)

86832236 guia-para-massagem-nos-pes
86832236 guia-para-massagem-nos-pes86832236 guia-para-massagem-nos-pes
86832236 guia-para-massagem-nos-pes
 
Trabalho
TrabalhoTrabalho
Trabalho
 
Reflexologia
ReflexologiaReflexologia
Reflexologia
 
reflexologiapodal-131004081731-phpapp02.pdf
reflexologiapodal-131004081731-phpapp02.pdfreflexologiapodal-131004081731-phpapp02.pdf
reflexologiapodal-131004081731-phpapp02.pdf
 
Reflexologiapodal 131004081731-phpapp02
Reflexologiapodal 131004081731-phpapp02Reflexologiapodal 131004081731-phpapp02
Reflexologiapodal 131004081731-phpapp02
 
75007738 reflexologia
75007738 reflexologia75007738 reflexologia
75007738 reflexologia
 
75007738 reflexologia
75007738 reflexologia75007738 reflexologia
75007738 reflexologia
 
DO -IN 216680216 do-in-auto massagem
DO -IN 216680216 do-in-auto massagemDO -IN 216680216 do-in-auto massagem
DO -IN 216680216 do-in-auto massagem
 
06p reflexologia
06p   reflexologia06p   reflexologia
06p reflexologia
 
Palestra alongamento x flexionamento.pptx
Palestra alongamento x flexionamento.pptxPalestra alongamento x flexionamento.pptx
Palestra alongamento x flexionamento.pptx
 
Reflexologia e equilíbrio
Reflexologia e equilíbrioReflexologia e equilíbrio
Reflexologia e equilíbrio
 
Terapias Naturais
Terapias NaturaisTerapias Naturais
Terapias Naturais
 
124596584 curso-de-do
124596584 curso-de-do124596584 curso-de-do
124596584 curso-de-do
 
124596584 curso-de-do
124596584 curso-de-do124596584 curso-de-do
124596584 curso-de-do
 
Shiatsuslides1 140623173524-phpapp01
Shiatsuslides1 140623173524-phpapp01Shiatsuslides1 140623173524-phpapp01
Shiatsuslides1 140623173524-phpapp01
 
Massagem para cães e gatos
Massagem para cães e gatosMassagem para cães e gatos
Massagem para cães e gatos
 
Health & Beauty Clinic - Beleza e bem-estar ao seu alcance - hbclinic
Health & Beauty Clinic - Beleza e bem-estar ao seu alcance - hbclinicHealth & Beauty Clinic - Beleza e bem-estar ao seu alcance - hbclinic
Health & Beauty Clinic - Beleza e bem-estar ao seu alcance - hbclinic
 
Palestramassagem 111023082650-phpapp01
Palestramassagem 111023082650-phpapp01Palestramassagem 111023082650-phpapp01
Palestramassagem 111023082650-phpapp01
 
Palestramassagem 111023082650-phpapp01 (1)
Palestramassagem 111023082650-phpapp01 (1)Palestramassagem 111023082650-phpapp01 (1)
Palestramassagem 111023082650-phpapp01 (1)
 
Apostila terapias de SPA - Edduc
Apostila terapias de SPA - EdducApostila terapias de SPA - Edduc
Apostila terapias de SPA - Edduc
 

Último

ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptxENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptxcontatofelipearaujos
 
Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery  after surgery in neurosurgeryEnhanced recovery  after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery after surgery in neurosurgeryCarlos D A Bersot
 
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICASAULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICASArtthurPereira2
 
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdfManual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdfClivyFache
 
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.pptPSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.pptAlberto205764
 
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjdMedicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjdClivyFache
 
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOeMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOMayaraDayube
 
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfSistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfGustavoWallaceAlvesd
 
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASERTERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASERCarlaDaniela33
 
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptxCONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptxWenderSantos21
 

Último (10)

ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptxENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
 
Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery  after surgery in neurosurgeryEnhanced recovery  after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
 
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICASAULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
 
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdfManual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
 
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.pptPSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
 
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjdMedicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
 
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOeMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
 
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfSistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
 
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASERTERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
 
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptxCONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
 

A reflexologia e seus benefícios para a saúde e o bem-estar

  • 2. Este Manual tem como objetivo auxiliar e complementar a atividade formativa, permitindo consolidar os conhecimentos adquiridos por via da formação. Pretende-se que seja um instrumento e uma ferramenta de apoio aos formandos do curso. Foi elaborado tendo em conta as características do público-alvo, bem como as suas necessidades formativas. Não é permitida a sua reprodução Objetivos do Módulo: Adequar as condições ambientais do local de trabalho á reflexologia  Aplicar o protocolo de instalação do cliente. Identificar as indicações e contra- indicações da reflexologia
  • 3. Introdução Reflexoterapia é a utilização terapêutica da Reflexologia. É uma técnica de tratamento por meio de estímulos em uma área reflexa. Reflexologia é o estudo das delimitações destas áreas, assim como as suas funções e ações diante das patologias humanas. Ela baseia-se na premissa de que os nervos em seus pés, mãos e orelhas estão ligados a certas partes do seu corpo. A aplicação de pressão a determinadas zonas desses nervos pode aliviar os sintomas que aparecem nas respectivas partes do corpo. Por exemplo, apertar um nervo específico no seu dedão do pé pode reduzir a tensão em sua cabeça e aliviar a dor nessa parte do corpo. Apertando o ponto certo no seu calcanhar pode ajudar na digestão. A reflexologia tem sido usada até mesmo para auxiliar no tratamento de doenças cardíacas e outras graves como o câncer e o diabetes. Pesquisas têm demonstrado cada vez mais que a reflexologia tem quatro efeitos principais: Ela pode estimular órgãos específicos, como por exemplo, aumentando o fluxo sanguíneo para os rins. Essa técnica também pode ajudar a melhorar o funcionamento dos órgãos em geral, aliviando sintomas específicos. A reflexologia também ajuda a relaxar e a diminuir a ansiedade. Sabe-se que a dor por todo o corpo pode ser aliviada por meio dessa arte conhecida há séculos.
  • 4. Conheça as zonas de reflexologia do seu corpo: Visualize o seu corpo dividido em um sistema de zonas longitudinais e transversais. Tente imaginar 5 zonas em cada lado do seu corpo, começando pela ponta de cada dedo do pé, atravessando o comprimento do seu corpo até o alto de sua cabeça. As zonas transversais (semelhantes às linhas longitudinais) dividem as áreas de seus pés em zonas que correspondem da cabeça ao pescoço, ao peito, abdômen e à área da pélvis. Este conceito é também referido como terapia por zona de reflexo. Saiba quais são os reflexos nos pés que correspondem a cada membro, órgãos e glândulas do corpo. Quando aplicar pressão nesses pontos específicos, você estimulará o membro, órgão ou glândula correspondente a eles. Use a reflexologia para induzir o relaxamento profundo, o qual aliviará a tensão e o estresse. Quando o seu corpo está sob estresse, as suas reservas de energia vão se esgotando e são menos capazes de combater infecções. Quando o seu corpo está em um estado de profundo relaxamento, induzido pela reflexologia, o poder de cura natural dele é ativado.
  • 5. Considerações Gerais: Toque: Tocar o corpo como se fosse um templo onde reside o sopro divino; O toque com amor e compaixão: pode levar a uma cura, trazer conforto; Cuidar com a postura do doador e do receptor; com a vestimenta, indicando roupas frouxas; o primeiro contato deve ser suave, porém com uma pressão firme mas não desconfortável; Falta de sensibilidade indica bloqueio energético.
  • 6. O que revelam os pés: · Arcos altos: hiperlordose; · Pele dura, calosidades: reflexo no local pode estar for a de equilíbrio; · Granulações: indicam agentes tóxicos no organismo; · Pés frios, azulados ou vermelhos: má circulação; · Pés suarentos: desequilíbrio hormonal ou tensão nervosa; · Pele seca: má circulação. · Inchaço: problemas circulatórios, renais ou cardíaco; · Pés tensos: tensão no corpo; · Pés flácidos: problemas com tônus muscular; · Manchas de pigmentação: mau funcionamento do órgão cujo reflexo está abaixo da pigmentação; · Quanto mais o corpo retiver material residual, mais o pé irá transpirar e ter odorde queijo; · Cheiro de acetona: sistema urinário comprometido;
  • 7. A refllexo!ogi1a é uma. terapia. de pressão que actua em pontos reflexo.s e preciisos do.s pés ou das mãos, que_ conrespondem a todas as parte.s do corpo. É uma. ciência porgue se base ia num estudo fisiológico e ne u ro~ógico e é uma arte porgue depeinide bastante da habilidade e do conhecimento do terapeuta e da dinâmica que ocorre entre este e o cliente. ► Consiste em dar e receber. : a energia é transmitida ao paciente através das mãos do terapeuta, e este, por sua vez recebe informação através dos pés do cliente. Um terapeuta ao efectuar um tratamento completo, vai estimular todos reflexos do corpo, de forma a que os orgãos, glândulas, sistemas, e a mente, tentem chegar a um estado de equilíbrio. Mecanismos da reflexologia 1 - Reflexo / Estímulo 2 - Reacção anormal 3- Duplo efeito do ~reflexo
  • 8. Tratamento das doenças mais comuns 1- Comece com a área básica (rins, canal urinário, bexiga) pressionando de 3 a 5 minutos. 2- Sobre a quantidade de vezes que se pressiona a área: a) Se for um paciente que está doente à pouco tempo e que a doença não esteja muito grave e que tenha um ritmo de vida regular; pressione de 10 a 20 vezes todas as áreas, uma vez por dia, em sessões de 30 a 40 minutos, durante 7 a 10 dias; b) Se for um paciente que está doente à já muito tempo, portador de uma doença complicada, pressione as áreas de 10 a 50 vezes, duas vezes por dia, durante 10 a 20 dias; 3- Após uma sessão deve de beber 500 a 700 ml de água, dentro de um espaço de 30 minutos. O paciente que sofre dos rins deve beber 150 a 300 ml de água; 4- Procure pressionar a região certa. O paciente deve de confiar no terapeuta e neste tipo de manipulação. É importante confiar no tratamento, visto que, no mínimo, não provoca nenhum efeito colateral.
  • 9. Doenças que apresentam bons resultados com o tratamento da reflexologia podal Sistema nervoso – paralisia, gota, epilepsia, dor de cabeça, insónia, desequilíbrio nervoso. Doenças relativas às glândulas endócrinas e capacidade de defesa – doenças da glândula tiroide, desequilíbrio na função da pituitária, mau desenvolvimento infantil, obesidade infantil, falta de cálcio devido ao desequilíbrio da paratiroide, espasmos e outros sintomas provocados por hipersensibilidade. Disfunção do aparelho digestivo e do seu metabolismo – falta de apetite, soluço, acidez estomacal, vómito, inchaço no abdómen, prisão de ventre, disfunção do estômago e intestino, diabete. Doenças do aparelho circulatório – disfunção do coração, arritmia, pressão alta, pressão baixa, anemia. Doenças do aparelho respiratório – constipação, bronquite, etc Doenças do aparelho urinário – urinar frequentemente, enurese, bloqueamento do canal urinário, desequilíbrio na função dos rins. Doenças dos orgão sensitivos – miopia, zumbido no ouvido, etc Doenças do aparelho motor – espasmos, artrite Doenças da pele – acne, eczema, dermatite
  • 10. Uma sessão geral de reflexologia pode aliviar dores generalizadas e específicas. A maioria dos pontos de reflexo devem ser pressionados durante cerca de 10 segundos de cada vez. Não tenha pressa na hora de apertar todos os pontos reflexos em cada um dos pés. Aperte de leve e fique atento a qualquer área que esteja dolorida. Isso pode ser um sinal de que o órgão ou membro correspondente está com "problemas". Trate todos os pontos reflexos em cada pé, a fim de encontrar todas as áreas que apresentam problemas. Ao terminar de trabalhar com os pontos reflexos de seus pés, volte aos pontos doloridos e aperte-os com cuidado até que o cliente já não sinta mais dor ou desconforto na região. Alivie dores em geral
  • 11. Benefícios da reflexologia Através da estimulação dos pontos de pressão ou zonas de reflexo, o reflexólogo trata os diferentes órgãos e estruturas internas corporais como se estivesse massajando e pressionando cada uma destas zonas diretamente. Desta forma, a reflexologia trás benefícios tanto físicos como psicológicos. 1. A libertação do estresse e a estabilidade de desequilíbrios no sistema nervoso, como a insônia e a ansiedade, são os benefícios mais populares da reflexologia. Esta técnica terapêutica ajuda-nos a libertar as tensões emocionais acumuladas e a diminuir a ansiedade psicossomática, transportando-nos, assim, a um nível de relaxamento máximo. Regula as funções de vigília e sono, proporcionando-nos um descanso completo. 2. Além de aliviar o estresse, a reflexologia podal ativa a circulação sanguínea e energética. Ao tratar todo o sistema nervoso do corpo através dos pontos de pressão do pé, a reflexologia influencia nas funções linfáticas fundamentais de forma direta e melhora as defesas do organismo.
  • 12. 3. Outro dos benefícios da reflexologia é a regulação do sistema digestivo. Esta técnica terapêutica melhora o metabolismo e favorece a eliminação de toxinas. A reflexologia ajuda-nos a libertar todas aquelas substâncias que constituem uma ameaça para o organismo e, no geral, para a nossa saúde. É um método de depuração excelente. 4. Graças aos seus efeitos analgésicos e preventivos, a reflexologia permite aliviar a dor de uma determinada zona e evitar que volte a aparecer. Assim, esta técnica terapêutica é ideal para todas aquelas pessoas que sofrem de enxaqueca ou dor de cabeça. Trás benefícios no tratamento de condições mais comuns como as já mencionadas, os transtornos respiratórios, digestivos, cardíacos, circulatórios, transtornos hormonais, urinários, do sistema reprodutivo, depressão, dores de costas, musculares, a artrite e inclusive alergias. 5. A reflexologia podal é a técnica mais utilizada pelos reflexólogos, não obstante, as zonas de reflexo do nosso corpo não se encontram nos pés, mas também as temos nas mãos e no rosto. Assim, desta técnica resultaram duas ramificações: a reflexologia facial e a reflexologia das mãos.
  • 13. Dicas Se o dia estiver frio, mantenha uma toalha ou um cobertor pequeno por perto para que você possa cobrir e manter aquecido o pé que não está sendo tratado. A reflexologia aumenta o fluxo de fluidos do  corpo; por isso, não se esqueça de beber bastante água após uma sessão. Crie um ambiente propício ao relaxamento para a sua sessão de reflexologia. Use uma iluminação suave e coloque uma música com uma melodia calma para tocar.
  • 14. Reflexologia das mãos É o método de pressão através dos dedos nas áreas das mãos, onde cada área corresponde a orgãos, glândulas e estrutura do corpo. A vantagem da reflexologia das mãos é que pode ser praticada em qualquer lugar ou situação: em pé, na pausa para o café, etc. Além disso, a reflexologia das mãos é extremamente benéfica: induz ao relaxamento, estimula o sistema imunológico, auxilia na eliminação de toxinas, melhora a circulação e as funções mentais, aumenta os níveis de energia. Nos tempos primitivos as pessoas não faziam distinção entre corpo, mente e espírito, consequentemente, as práticas adotadas para cuidar do corpo promoviam naturalmente a integridade física, emocional e espiritual. A saúde dependia do equilíbrio de elementos aparentemente distintos. Cada ser humano dispõe dos instrumentos mais simples para produzir um equilíbrio harmonioso: a respiração e as mãos. Estes instrumentos são tudo o que precisamos para aumentar a nossa vitalidade física e mental, a qual, por sua vez nos ajuda a eliminar causas básicas de doença ou “desarmonias”. Apertar a mão é apresentar-se, é afirmar um conhecimento. Através das mãos comunicamos a nossa energia, o nosso coração. A reflexologia dos pés é a forma mais popular de reflexologia. Geralmente, recomenda-se a reflexologia das mãos como um tratamento de autoajuda, para reforçar o trabalho do reflexologista.
  • 15. Nos níveis mais evidentes, as mãos e os pés apresentam semelhanças impressionantes na forma: o corpo da mão e o tarso do pé; o polegar e o halux. Os antigos curadores viram essas semelhanças com o resultado de padrões de energia correspondentes. Consequentemente, as mãos e os pés estão ligados energeticamente. O primeiro contacto entre as mãos do terapeuta e do/a cliente é muito importante, antes de se iniciar o tratamento propriamente dito, é fundamental examinar as mãos visualmente. Uma pessoa saudável terá mãos que apresentam boa cor, pele sem manchas e um bom tónus muscular. As mãos devem mostrar-se agradavelmente aquecidas, mas sem humidade e viscosidade excessivas. As unhas devem ter uma aparência forte e saudável. Qualquer anomalia indica um desequilíbrio de uma ou mais zonas reflexas. Se houver uma verruga ou alguma pele dura localizada sobre a face externa do polegar, isso poderá indicar um problema no pescoço. Inchaço em torno dos punhos indica um desequilíbrio do sistema linfático, já que a área reflexa pélvica linfática se localiza em torno do punho. As técnicas de relaxamento ajudarão a colocar o terapeuta e o/a cliente à vontade e a estabelecerem uma relação de confiança. Quando a confiança entre os dois aumentar, o profissional pode tornar-se criativo e desenvolver as suas próprias técnicas.
  • 16.
  • 17.
  • 18. Precauções da massagem da reflexologia 1- Quando houver hemorragia de qualquer tipo (vómito com sangue provocado por doenças do aparelho respiratório ou digestivo, fezes com sangue, hemorragia cerebral, hemorragia no estômago, hemorragias internas). A reflexologia melhora a circulação do sangue, mas pode aumentar a hemorragia. 2- Durante o período menstrual (se tiver com um fluxo muito abundante) ou durante a gravidez (por uma questão de precaução, pois pode influenciar o desenvolvimento do feto). 3- Tuberculose. 4- Enfarto do miocárdio (a menos que seja acompanhado de cuidados médicos de emergência e com consentimento médico. 5- Doenças graves dos rins, coração e fígado (por precaução). 6- Não estimular os pontos reflexos correspondentes aos orgãos sexuais em crianças com menos de 15 anos. 7- Cancro localizado nos pés ou qualquer outra lesão grave na pele do pé. 8- Pés com calos e calosidades, devem primeiro removê-los e/ou tratá-los.
  • 19. 9- Com micoses, deve calçar luvas finas que lhe permitam ter sensibilidade. 10- As pressões praticadas nos idosos e nas crianças devem ser mais moderadas. 11- Não praticar a reflexologia durante mais ou menos uma hora após as refeições, pois toda a energia está voltada para a digestão. 12- Fraturas e entorses, não deve fazer as mobilizações e ter especial atenção à pressão na zona que está dorida. 13- No caso de pedra nos rins, não estimular a paratiroide, pois interfere no metabolismo do cálcio.
  • 20. Preparação do ambiente e da massagem Tornar o ambiente o mais confortável possível de forma a que o cliente consiga descontrair e abstrair-se dos problemas exteriores. Ter atenção a aspetos como: a luz, o som, as cores, a instalação do cliente, quer na cadeira, quer na marquesa, este deve estar o mais confortável possível. O banho de pés não é obrigatório antes de iniciar a massagem de reflexologia, no entanto trata-se de um ritual de spa que traz muitos benefícios e que pode aliar a esta terapia. A utilização de óleos essenciais com propriedades descongestionantes, relaxantes, revitalizantes, no banho de pés vai com certeza potencializar o tratamento além contribuir para o raleamento muscular do pé e desta forma, facilitar o trabalho do terapeuta. A massagem deve iniciar pelo pé esquerdo, tendo em conta o fluxo de energia, da linfa e sistema circulatório, desta forma estamos a primeiro a limpar para depois encaminhar. Devemos iniciar por fazer manobras de aquecimento e mobilizações para relaxar o pé.
  • 21. Sequência dos pontos a trabalhar: Planta do pé – pontos da cabeça, até chagar aos pontos do pavilhão pélvico - passa depois aos pontos laterais e finalmente, dorso do pé Seguidamente segue para o pé direito e segue a mesma lógica. Deve ir registando na ficha de cliente as reações encontradas para que possa dar continuidade ao tratamento. Poderá usar óleo ou creme mas em pouca quantidade para que não lhe tire a sensibilidade. As pressões são feitas com o polegar maioritariamente, com os nós dos dedos ou com as digitais dos dedos, também pode ser usado um bastão próprio para fazer as pressões nos pontos reflexos. A pressão deve idêntica à necessária para esmagar um bago de uva. Deve finalizar com alguns afloramentos. Não esquecer do questionário da ficha de cliente antes de iniciar a massagem.
  • 22. REFLEXOLOGIA NOME: _____________________________________________ ________________________________IDADE: _____________ MORADA: __________________________________________ SEXO: FEMININO _________ MASCULINO _________ TELF: _________________ PROFISSÃO: ________________ EXERCICIO FISICO: SIM ___ NÃO ___ FREQUÊNCIA: ______________________________________ PRECAUÇÕES: HEMORRAGIA: SIM NÃO SE SIM DE QUE TIPO? HEMATEMESE (VÓMITO COM SANGUE - DOENÇAS DO APARELHO RESPIRATÓRIO OU DIGESTIVO) MELENA (FEZES COM SANGUE) PERÍODO MESTRUAL ABUNDANTE _________________ OUTRA: _______________________________________ TUBERCULOSE: SIM ___ NÃO ___ ENFARTE MIOCÁRDIO: SIM ___ NÃO ___ HEMODIÁLISE: SIM ___ NÃO ___ DOENÇAS GRAVES DO FÍGADO E CORAÇÃO: SIM NÃO _CANCRO LOCALIZADO NOS PÉS OU OUTRA LESÃO GRAVE: SIM ___ NÃO ___ QUAL: ___________________________________________ PATOLOGIAS: ______________________________________________________ ______________________________________________________ ______________________________________________________ OBSERVAÇÃO GERAL: DEFORMAÇÕES ÓSSEAS: SIM NÃO ZONA: ____ CALOSIDADES: SIM NÃO ZONA: ____________ MICOSES: SIM NÃO ZONA: _________________ LESÕES NA PELE: SIM NÃO ZONA: __________
  • 23. DIAGNÓSTICO/REACÇÕES ANORMAIS: Zona (pé direito) : Dor ao estímulo Nódulo cristais Concavidade Zona (pé esquerdo) : Dor ao estímulo Nódulo Cristais Concavidade
  • 24. REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO: SESSÃO Nº ______ DATA ____/____/________ PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________ ZONA : DOR A ESTÍMULO : NÓDULOS : CRISTAIS/AREIAS : MUDANÇA COR : ZONA : DOR A ESTÍMULO : NÓDULOS : CRISTAIS/AREIAS : MUDANÇA COR : REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO: SESSÃO Nº ______ DATA ____/____/________ PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________
  • 25. REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO: SESSÃO Nº ______ DATA ____/____/________ PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________ ZONA : DOR A ESTÍMULO : NÓDULOS : CRISTAIS/AREIAS : MUDANÇA COR : ZONA : DOR A ESTÍMULO : NÓDULOS : CRISTAIS/AREIAS : MUDANÇA COR : REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO: SESSÃO Nº ______ DATA ____/____/________ PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________
  • 26. REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO: SESSÃO Nº ______ DATA ____/____/________ PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________ ZONA : DOR A ESTÍMULO : NÓDULOS : CRISTAIS/AREIAS : MUDANÇA COR : ZONA : DOR A ESTÍMULO : NÓDULOS : CRISTAIS/AREIAS : MUDANÇA COR : REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO: SESSÃO Nº ______ DATA ____/____/________ PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________
  • 27. REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO: SESSÃO Nº ______ DATA ____/____/________ PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________ ZONA : DOR A ESTÍMULO : NÓDULOS : CRISTAIS/AREIAS : MUDANÇA COR : ZONA : DOR A ESTÍMULO : NÓDULOS : CRISTAIS/AREIAS : MUDANÇA COR : REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO: SESSÃO Nº ______ DATA ____/____/________ PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________
  • 28. REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO: SESSÃO Nº ______ DATA ____/____/________ PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________ ZONA : DOR A ESTÍMULO : NÓDULOS : CRISTAIS/AREIAS : MUDANÇA COR : ZONA : DOR A ESTÍMULO : NÓDULOS : CRISTAIS/AREIAS : MUDANÇA COR : REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO: SESSÃO Nº ______ DATA ____/____/________ PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________
  • 29. REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO: SESSÃO Nº ______ DATA ____/____/________ PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________ ZONA : DOR A ESTÍMULO : NÓDULOS : CRISTAIS/AREIAS : MUDANÇA COR : ZONA : DOR A ESTÍMULO : NÓDULOS : CRISTAIS/AREIAS : MUDANÇA COR : REGISTO DE EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO: SESSÃO Nº ______ DATA ____/____/________ PRÓXIMA SESSÃO: ____/____/________
  • 30. Força e pressão Comece com pouca pressão e vá aumentando aos poucos, é natural doer um pouco em alguns pontos, no entanto não deve ser uma dor insuportável. Ajusta a força de acordo com a idade e o estado da doença do paciente, mas também não deve ser de tal forma leve que não passe nenhum sinal de dor ao cérebro, pois não teria nenhum efeito. Quando encontrar um ponto que apresente uma reação anormal (nódulo, areias, dor, etc) deve trabalhar bem sobre esse ponto. O objetivo é diminuir esses sintomas para levar a que o organismo procure o seu equilíbrio e se restabeleça. Há medida que as sessões vão decorrendo, há a possibilidade de o organismo do paciente criar habituação à dor e desta forma é necessário ir aumentando a pressão para que o organismo vá continuando a responder aos estímulos das pressões. A manipulação deve ser lenta e a força exercida deve ser igual em cada ponto desde o início da massagem até ao fim, se fizer uma massagem muito rápida, não consegue ter a mesma sensibilidade para encontrar os pontos a trabalhar.
  • 31. São necessárias várias sessões de reflexologia para que possa ver as melhorias através desta terapia, pois com apenas uma ou duas sessões não é o suficiente para estimular o sistema de recuperação do organismo. Deverão ser feitas pelo menos 6 sessões diárias ou de dois em dois dias, e depois, o ideal deveria ser, fazer pelo menos uma vez por semana, para situações mais graves terá que fazer com mais frequência. Cada sessão deverá ter no mínimo cerca de 30 minutos de duração, podendo ir até 1 hora, dependendo da situação. A reflexologia é uma terapia que poderá ser praticada como: prevenção “diagnóstico de reflexologia” tratamento
  • 32. Como prevenção poderá ser praticada pelo menos uma vez por semana de forma a estimular o organismo a encontrar o seu equilíbrio, Restabelecer o seu sistema imunitário, sistema de drenagem, relaxamento muscular, e regular o funcionamento de todos os outros orgão e glândulas. Ao estimular todo o corpo, estimula a circulação sanguínea e linfática, os orgão de absorção e eliminação trabalham com mais precisão atrasando a velhice e conservando uma mente sã. Poderá acontecer receber clientes que não sabem ao certo quais os desequilíbrios do seu organismo, como sabe, esses desequilíbrios manifestam-se sob a forma de reações anormais, ao fazer o registo dessas reações numa primeira sessão, poderá avaliar com que frequência deve fazer a terapia. Quantos mais nódulos tiver, maior a frequência da massagem.
  • 33. Tratamento das doenças mais comuns 1- Comece com a área básica (rins, canal urinário, bexiga) pressionando de 3 a 5 minutos. 2- Sobre a quantidade de vezes que se pressiona a área: a) Se for um paciente que está doente à pouco tempo e que a doença não esteja muito grave e que tenha um ritmo de vida regular; pressione de 10 a 20 vezes todas as áreas, uma vez por dia, em sessões de 30 a 40 minutos, durante 7 a 10 dias; b) Se for um paciente que está doente à já muito tempo, portador de uma doença complicada, pressione as áreas de 10 a 50 vezes, duas vezes por dia, durante 10 a 20 dias; 3- Após uma sessão deve de beber 500 a 700 ml de água, dentro de um espaço de 30 minutos. O paciente que sofre dos rins deve beber 150 a 300 ml de água; 4- Procure pressionar a região certa. O paciente deve de confiar no terapeuta e neste tipo de manipulação. É importante confiar no tratamento, visto que, no mínimo, não provoca nenhum efeito colateral.
  • 34. Doenças que apresentam bons resultados com o tratamento da reflexologia podal Sistema nervoso – paralisia, gota, epilepsia, dor de cabeça, insónia, desequilíbrio nervoso. Doenças relativas às glândulas endócrinas e capacidade de defesa : doenças da glândula tiroide, desequilíbrio na função da pituitária, mau desenvolvimento infantil, obesidade infantil, falta de cálcio devido ao desequilíbrio da paratiroide, espasmos e outros sintomas provocados por hipersensibilidade. Disfunção do aparelho digestivo e do seu metabolismo – falta de apetite, soluço, acidez estomacal, vómito, inchaço no abdómen, prisão de ventre, disfunção do estômago e intestino, diabete. Doenças do aparelho circulatório – disfunção do coração, arritmia, pressão alta, pressão baixa, anemia. Doenças do aparelho respiratório – constipação, bronquite, etc Doenças do aparelho urinário – urinar frequentemente, enurese, bloqueamento do canal urinário, desequilíbrio na função dos rins. Doenças dos orgão sensitivos – miopia, zumbido no ouvido, etc Doenças do aparelho motor – espasmos, artrite Doenças da pele – acne, eczema, dermatite
  • 35. Terapia zonal / Modo de tratar : Falta de apetite Área básica – estômago – intestino delgado – cólons – fígado – vesícula – baço – tiroide – área básica Doenças gástricas provocadas pelos nervos Área básica – plexo solar – área básica Má digestão Área básica – rins- pâncreas – intestino delgado – baço – linfa – área básica Desnutrição Área básica – estômago – intestino delgado – intestino grosso – fígado, vesícula – área básica Dor de dentes, gengivite Área básica – maxilar superior – mandíbula – estômago - duodeno – cólons Doenças do esófago Área básica – faringe – laringe - traqueia – estômago – glândula linfática – peito – área básica Acidez estomacal Área básica – estômago – pâncreas – duodeno – cólons – plexo solar – glândulas linfáticas – área básica Opressão no peito, soluço Área básica – plexo solar – estômago – duodeno – diafragma – tiroide – área básica
  • 36. Vómito e diarreia Área básica – estômago – baço – cólons - plexo solar – glândulas linfáticas – área básica Obstipação Área básica – estômago – pâncreas – duodeno – intestino delgado – cólons – reto – ânus – pulmão – osso sacro – cóccix – tiroide Bronquite Área básica – suprarrenal – paratiroide – tiroide – pulmão – coração – diafragma – glândulas linfáticas – pâncreas Arritmia (leve) Área básica – coração – pituitária – pulmão – intestino delgado – vértebras cervicais – vértebras torácicas – vertebras lombares Pressão alta Área básica – fronte – pituitária – cérebro – pescoço – paratiroide – tiroide – coração – útero, próstata – estômago – intestino delgado – cólons – fígado – rins – área básica Enurese Área básica – pituitária – cérebro – pescoço – baço – plexo solar – vértebras lombares – cóccix – próstata, útero – virilha – coração – área básica Obesidade Área básica – suprarrenal – pituitária – paratiroide – tiroide – esófago – coração – baço – área básica
  • 37. Menopausa Área básica – cérebro – pescoço – cóccix – aparelho genital – útero, próstata – coluna vertebral – tiroide – paratiroide – suprarrenal – plexo solar – área básica Problemas nas articulações Área básica - ombro – trapézio – joelho – anca – coluna vertebral Existe uma relação muito precisa entre as diversas articulações, perante um transtorno numa articulação, devem controlar-se os reflexos de todas as articulações e não apenas o reflexo da articulação afetada. Um problema da anca pode ser consequência de um desequilíbrio no ombro correspondente ou de um desnível nas vértebras. Orgãos do sentido Área básica - nariz – olhos – ouvidos – auxiliares dos olhos e ouvidos – área básica
  • 38. Avisos: Evite beber álcool antes, durante e depois de um tratamento de reflexologia. Como você pode vir a descobrir, o tratamento, por si só, aumenta o efeito do álcool. Além disso, o uso de álcool combinado à reflexologia pode sobrecarregar os órgãos do corpo, pois o mesmo é obrigado a lidar com o estímulo que o tratamento proporciona com o organismo cheio de toxinas. A reflexologia é uma técnica de cura complementar, e não substitui nenhum profissional da área médica. Embora haja muitos pontos de pressão que podem tratar e aliviar problemas comuns durante a gravidez, há alguns pontos reflexos que, se pressionados com muita força, podem induzir o parto. Eles estão localizados dentro do calcanhar, no arco do pé e entre o polegar e o dedo médio do pé. Estes são excelentes pontos reflexos que podem ser trabalhados durante o parto. DURANTE, e NÃO ANTES do parto.