SlideShare uma empresa Scribd logo
Redes de quarta geração
CONTEXTO HISTÓRICO
- Evolução da internet na década de 90.
- Ascensão das tecnologias 2G, 2.5G e 3G
- Maior necessidade de tráfego de dados do que de voz
- Evolução tecnológicas dos aparelhos e técnicas de modulação de sinal
- Dispositivos móveis de grande poder tecnológico: Smartphones, Tablet, Netbooks, etc.
- Mercado com grande crescimento:
* Lançamento de novos aparelhos quase que diariamente;
* Agregação de serviços e produto;
* Forte apelo às redes sociais.
- Necessidade das pessoas sempre ficarem conectadas
O QUE É 4G?
- Não está totalmente definida, mas há serviços ofertados
- Veio para refinar o uso do espectro do sinal, dando maior eficiência ao sistema
- É baseada na tecnologia IP, com preocupação voltada para rede de pacotes
- Flexibilidade de banda, facilitando as integrações de roaming internacionais
- Compatível com a família 2G, 3G
- Melhor experiência do usuário, enriquecido com a interatividade com multimídias
digitais e serviços em tempo real
- Maior cobertura da célula, diminuindo os custos com infraestrutura
- Maiores taxas de transmissão, atingindo a escala dos Gigabits
- Oferecer serviços de qualquer tipo, a qualquer momento e em qualquer lugar.
ECOSSISTEMA 4G
Ecossistema diversificado baseados na tecnologia IP:
- Celular 4G;
- Serviços e Aplicações
- WLAN
- Tecnologias Wireline
- Digital Broadcast – HDTV, IPTV, VoD, etc
- IMT - 2000
TECNOLOGIAS ENVOLVIDAS
SDR – Software Defined Radio
OFDM – Orthogonal frequency-division mutiplexing - Multiportadora
MIMO – Multiple Input and Mutiple Output
UMTS como padrão
TD-SCDMA – padrão desenvolvido na China
LTE – Long Term Evolution
WiMax
LTE e WiMax
LTE é o padrão desenvolvido pela 3GPP, juntamente com grandes empresas. Promete
curar o GSM/CDMA que fragmentou a industria.
Usa OFDM e MIMO. Primeiro serviço LTE foi oferecido pela TeliaSonera em dez/2009
na Escandinávia. Há grande interesse pelo uso dessa tecnologia em grandes empresas
de telefonia móvel e de serviços de telecomunicações
WiMax é um padrão da IEEE (802.16e) e do WiMax Forum. O início de seu uso
comercial teve início em 2006 na Coréia do Sul.
O PODER DO LTE
Tecnologia em forte expansão
Interesse de oferta de serviço em mais de 150 operadoras em todo mundo
Melhor custo benefício para tráfego de dados
Tempo de resposta em 10 milissegundos
Área de cobertura da célula de 100Km, algumas operadoras cogitam até
200Km.
Custo do bit trafegado é menor que nas gerações anteriores
ESTRUTURA LTE
ELEMENTOS PRESENTE NA ESTRUTURA LTE
MME – Mobile Managenment Entity: é o plano de controle e gerencia de estados,
autenticador.
SGW – Service Gateway: encaminha e reteia pacotes;
PGW – Package Data Network Gateway: atua como interface entre as redes LTE e a rede
de pacotes com a Internet. Responsável pela atribuição do IP, melhor esforço e inspeção
dos pacotes.
EPDG – Evolved Package Data Gateway: responsável pela interligação entre EPC e as
redes não-3GPP
WiMax x LTE
WiMax x LTE
WiMax x LTE
As duas tecnologias podem trabalhar em conjunto para oferecer ótimos serviços 4G.
Uma arquitetura mista é viável e estimulada, já que o WiMax saiu na frente do LTE.
ARQUITETURA LTE + WiMax
Redes de quarta geração
4G NO BRASIL
- Há previsão de leilão para abril de 2014 na faixa de 700Mhz
- Exigências:
* Cobertura de sinal nas rodovias federais e construção de redes de fibras ópticas
para cerca de 1.500 municípios brasileiros sem infraestrutura.
- Previsão de instalação nas cidades-sedes da Copa até 31/12/2013.
- Primeira a utilizar foi Recife em 2012 e Curitiba em fevereiro/2013.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Computação móvel i unidade aula 05
Computação móvel i unidade  aula 05Computação móvel i unidade  aula 05
Computação móvel i unidade aula 05
João Freire Abramowicz
 
Gsm curso
Gsm cursoGsm curso
Gerações de celulares
Gerações de  celularesGerações de  celulares
Gerações de celulares
Denise Vilardo
 
DE 1G A 4G E TENDÊNCIAS
DE 1G A 4G E TENDÊNCIASDE 1G A 4G E TENDÊNCIAS
DE 1G A 4G E TENDÊNCIAS
Tais Mendes
 
Tudo sobre as Redes de Celular 2G
Tudo sobre as Redes de Celular 2GTudo sobre as Redes de Celular 2G
Tudo sobre as Redes de Celular 2G
Rafael Berto
 
Tecnologia 1 g, 2g e 3g
Tecnologia 1 g, 2g e 3gTecnologia 1 g, 2g e 3g
Tecnologia 1 g, 2g e 3g
Bárbara Pessata
 
Redecelular
RedecelularRedecelular
Redecelular
Leonilton Meireles
 
Sistemas Celulares
Sistemas CelularesSistemas Celulares
Sistemas Celulares
Mayara Mônica
 
Telefonia Móvel
Telefonia MóvelTelefonia Móvel
Telefonia Móvel
Mauricio Volkweis Astiazara
 
Introdução rede- I unidade
Introdução rede- I unidadeIntrodução rede- I unidade
Introdução rede- I unidade
João Freire Abramowicz
 
Tutorial WiMAX
Tutorial WiMAXTutorial WiMAX
Tutorial WiMAX
Antonio Marcos Alberti
 
Monografia rede wimax
Monografia rede wimaxMonografia rede wimax
Monografia rede wimax
Oscarlino Silva
 
Artigo a evolução da telefonia Celular
Artigo a evolução da telefonia CelularArtigo a evolução da telefonia Celular
Artigo a evolução da telefonia Celular
Manoel Felipe Ramos
 
Metro Ethernet - MBTI-e
Metro Ethernet - MBTI-eMetro Ethernet - MBTI-e
Metro Ethernet - MBTI-e
Felipe Plattek
 
Rede 3G - 3º geração
Rede 3G - 3º geraçãoRede 3G - 3º geração
Rede 3G - 3º geração
José Silva
 
Tarefa 2 grupo 4 (3G e 4G)
Tarefa 2   grupo 4 (3G e 4G)Tarefa 2   grupo 4 (3G e 4G)
Tarefa 2 grupo 4 (3G e 4G)
Raylaine Moreira Gualandi
 
Internet via radio anexo ii
Internet via radio  anexo iiInternet via radio  anexo ii
Wimax
WimaxWimax
Fttx NA FIBRA ÓPTICA
Fttx NA FIBRA ÓPTICAFttx NA FIBRA ÓPTICA
Fttx NA FIBRA ÓPTICA
WELLINGTON MARTINS
 
Rede óptica passiva pon
Rede óptica passiva   ponRede óptica passiva   pon
Rede óptica passiva pon
Adriano Ramos
 

Mais procurados (20)

Computação móvel i unidade aula 05
Computação móvel i unidade  aula 05Computação móvel i unidade  aula 05
Computação móvel i unidade aula 05
 
Gsm curso
Gsm cursoGsm curso
Gsm curso
 
Gerações de celulares
Gerações de  celularesGerações de  celulares
Gerações de celulares
 
DE 1G A 4G E TENDÊNCIAS
DE 1G A 4G E TENDÊNCIASDE 1G A 4G E TENDÊNCIAS
DE 1G A 4G E TENDÊNCIAS
 
Tudo sobre as Redes de Celular 2G
Tudo sobre as Redes de Celular 2GTudo sobre as Redes de Celular 2G
Tudo sobre as Redes de Celular 2G
 
Tecnologia 1 g, 2g e 3g
Tecnologia 1 g, 2g e 3gTecnologia 1 g, 2g e 3g
Tecnologia 1 g, 2g e 3g
 
Redecelular
RedecelularRedecelular
Redecelular
 
Sistemas Celulares
Sistemas CelularesSistemas Celulares
Sistemas Celulares
 
Telefonia Móvel
Telefonia MóvelTelefonia Móvel
Telefonia Móvel
 
Introdução rede- I unidade
Introdução rede- I unidadeIntrodução rede- I unidade
Introdução rede- I unidade
 
Tutorial WiMAX
Tutorial WiMAXTutorial WiMAX
Tutorial WiMAX
 
Monografia rede wimax
Monografia rede wimaxMonografia rede wimax
Monografia rede wimax
 
Artigo a evolução da telefonia Celular
Artigo a evolução da telefonia CelularArtigo a evolução da telefonia Celular
Artigo a evolução da telefonia Celular
 
Metro Ethernet - MBTI-e
Metro Ethernet - MBTI-eMetro Ethernet - MBTI-e
Metro Ethernet - MBTI-e
 
Rede 3G - 3º geração
Rede 3G - 3º geraçãoRede 3G - 3º geração
Rede 3G - 3º geração
 
Tarefa 2 grupo 4 (3G e 4G)
Tarefa 2   grupo 4 (3G e 4G)Tarefa 2   grupo 4 (3G e 4G)
Tarefa 2 grupo 4 (3G e 4G)
 
Internet via radio anexo ii
Internet via radio  anexo iiInternet via radio  anexo ii
Internet via radio anexo ii
 
Wimax
WimaxWimax
Wimax
 
Fttx NA FIBRA ÓPTICA
Fttx NA FIBRA ÓPTICAFttx NA FIBRA ÓPTICA
Fttx NA FIBRA ÓPTICA
 
Rede óptica passiva pon
Rede óptica passiva   ponRede óptica passiva   pon
Rede óptica passiva pon
 

Destaque

TV DIGITAL MÓVEL
TV DIGITAL MÓVELTV DIGITAL MÓVEL
TV DIGITAL MÓVEL
Elaine Cecília Gatto
 
IMS - IP Multimedia Subsystem
IMS - IP Multimedia SubsystemIMS - IP Multimedia Subsystem
IMS - IP Multimedia Subsystem
Sérgio Passos
 
UFPA PPGCC LPRAD 2014-02 - Edinaldo La-Roque - OPNET - Apresentacao do Simula...
UFPA PPGCC LPRAD 2014-02 - Edinaldo La-Roque - OPNET - Apresentacao do Simula...UFPA PPGCC LPRAD 2014-02 - Edinaldo La-Roque - OPNET - Apresentacao do Simula...
UFPA PPGCC LPRAD 2014-02 - Edinaldo La-Roque - OPNET - Apresentacao do Simula...
Edinaldo La-Roque
 
UFPA_Artigo_AICT_2015_Edinaldo_La-Roque_20150621
UFPA_Artigo_AICT_2015_Edinaldo_La-Roque_20150621UFPA_Artigo_AICT_2015_Edinaldo_La-Roque_20150621
UFPA_Artigo_AICT_2015_Edinaldo_La-Roque_20150621
Edinaldo La-Roque
 
IMS - IP Multimedia Subsystem
IMS - IP Multimedia SubsystemIMS - IP Multimedia Subsystem
IMS - IP Multimedia Subsystem
Frederico Madeira
 
V 3[1].0 vendas multi v 02 2011
V 3[1].0 vendas multi v 02 2011V 3[1].0 vendas multi v 02 2011
V 3[1].0 vendas multi v 02 2011
Agassis Rodrigues
 
Apresentação Ericsson - Inauguracao do Laboratório IoT
Apresentação Ericsson - Inauguracao do Laboratório IoTApresentação Ericsson - Inauguracao do Laboratório IoT
Apresentação Ericsson - Inauguracao do Laboratório IoT
Ericsson Latin America
 
Ericsson: IoT em nosso dia a dia - UFSCar mini-curso
Ericsson: IoT em nosso dia a dia - UFSCar mini-cursoEricsson: IoT em nosso dia a dia - UFSCar mini-curso
Ericsson: IoT em nosso dia a dia - UFSCar mini-curso
Ericsson Latin America
 
Relatório de Mobilidade da Ericsson, Novembro 2016: Gráficos selecionados
Relatório de Mobilidade da Ericsson, Novembro 2016: Gráficos selecionadosRelatório de Mobilidade da Ericsson, Novembro 2016: Gráficos selecionados
Relatório de Mobilidade da Ericsson, Novembro 2016: Gráficos selecionados
Ericsson Latin America
 
UFPA_PPGCC_Dissertacao_de_Mestrado_Edinaldo_La-Roque_20151124_1748
UFPA_PPGCC_Dissertacao_de_Mestrado_Edinaldo_La-Roque_20151124_1748UFPA_PPGCC_Dissertacao_de_Mestrado_Edinaldo_La-Roque_20151124_1748
UFPA_PPGCC_Dissertacao_de_Mestrado_Edinaldo_La-Roque_20151124_1748
Edinaldo La-Roque
 
Ims call flow
Ims call flowIms call flow
Ims call flow
Morg
 

Destaque (11)

TV DIGITAL MÓVEL
TV DIGITAL MÓVELTV DIGITAL MÓVEL
TV DIGITAL MÓVEL
 
IMS - IP Multimedia Subsystem
IMS - IP Multimedia SubsystemIMS - IP Multimedia Subsystem
IMS - IP Multimedia Subsystem
 
UFPA PPGCC LPRAD 2014-02 - Edinaldo La-Roque - OPNET - Apresentacao do Simula...
UFPA PPGCC LPRAD 2014-02 - Edinaldo La-Roque - OPNET - Apresentacao do Simula...UFPA PPGCC LPRAD 2014-02 - Edinaldo La-Roque - OPNET - Apresentacao do Simula...
UFPA PPGCC LPRAD 2014-02 - Edinaldo La-Roque - OPNET - Apresentacao do Simula...
 
UFPA_Artigo_AICT_2015_Edinaldo_La-Roque_20150621
UFPA_Artigo_AICT_2015_Edinaldo_La-Roque_20150621UFPA_Artigo_AICT_2015_Edinaldo_La-Roque_20150621
UFPA_Artigo_AICT_2015_Edinaldo_La-Roque_20150621
 
IMS - IP Multimedia Subsystem
IMS - IP Multimedia SubsystemIMS - IP Multimedia Subsystem
IMS - IP Multimedia Subsystem
 
V 3[1].0 vendas multi v 02 2011
V 3[1].0 vendas multi v 02 2011V 3[1].0 vendas multi v 02 2011
V 3[1].0 vendas multi v 02 2011
 
Apresentação Ericsson - Inauguracao do Laboratório IoT
Apresentação Ericsson - Inauguracao do Laboratório IoTApresentação Ericsson - Inauguracao do Laboratório IoT
Apresentação Ericsson - Inauguracao do Laboratório IoT
 
Ericsson: IoT em nosso dia a dia - UFSCar mini-curso
Ericsson: IoT em nosso dia a dia - UFSCar mini-cursoEricsson: IoT em nosso dia a dia - UFSCar mini-curso
Ericsson: IoT em nosso dia a dia - UFSCar mini-curso
 
Relatório de Mobilidade da Ericsson, Novembro 2016: Gráficos selecionados
Relatório de Mobilidade da Ericsson, Novembro 2016: Gráficos selecionadosRelatório de Mobilidade da Ericsson, Novembro 2016: Gráficos selecionados
Relatório de Mobilidade da Ericsson, Novembro 2016: Gráficos selecionados
 
UFPA_PPGCC_Dissertacao_de_Mestrado_Edinaldo_La-Roque_20151124_1748
UFPA_PPGCC_Dissertacao_de_Mestrado_Edinaldo_La-Roque_20151124_1748UFPA_PPGCC_Dissertacao_de_Mestrado_Edinaldo_La-Roque_20151124_1748
UFPA_PPGCC_Dissertacao_de_Mestrado_Edinaldo_La-Roque_20151124_1748
 
Ims call flow
Ims call flowIms call flow
Ims call flow
 

Semelhante a Redes de quarta geração

S.c.s.f 02 evoluções das comunicações celulares
S.c.s.f 02 evoluções das comunicações celularesS.c.s.f 02 evoluções das comunicações celulares
S.c.s.f 02 evoluções das comunicações celulares
Milione Changala
 
Tecnologia 5G
Tecnologia 5GTecnologia 5G
Tecnologia 5G
Antonino Silva
 
Tecnologia Wireless Em Processos Automatizados
Tecnologia Wireless Em Processos AutomatizadosTecnologia Wireless Em Processos Automatizados
Tecnologia Wireless Em Processos Automatizados
EVM33
 
Proposta técnica - TTH Telecom
Proposta técnica - TTH TelecomProposta técnica - TTH Telecom
Proposta técnica - TTH Telecom
Leonardo de Paula
 
Wireless
WirelessWireless
Wireless
simoesflavio
 
Trabalho final de ipd
Trabalho final de ipdTrabalho final de ipd
Trabalho final de ipd
Giulliana Marialva
 
Convergência
ConvergênciaConvergência
Convergência
Krishnamurti Ávila
 
Convergência
ConvergênciaConvergência
Convergência
Kbavila
 
Redes sem fios power point
Redes sem fios power pointRedes sem fios power point
Redes sem fios power point
André bogas
 
Redes Convergentes
Redes ConvergentesRedes Convergentes
Redes Convergentes
Mauro Ribeiro
 
Novas tecnologias e a internet
Novas tecnologias e a internet Novas tecnologias e a internet
Novas tecnologias e a internet
Bruno Montenegro
 
Panorama Geral e Tendências em Redes IP - I Workshop CPqD de Inovação Tecnoló...
Panorama Geral e Tendências em Redes IP - I Workshop CPqD de Inovação Tecnoló...Panorama Geral e Tendências em Redes IP - I Workshop CPqD de Inovação Tecnoló...
Panorama Geral e Tendências em Redes IP - I Workshop CPqD de Inovação Tecnoló...
CPqD
 
Curso completo voip
Curso completo voipCurso completo voip
Curso completo voip
Katia Ribeiro
 
PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LUÍS
PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LUÍSPREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LUÍS
PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LUÍS
ABEP123
 
A Era 3G
A Era 3GA Era 3G
Introdução LTE - Teleco EMERSON EDUARDO RODRIGUES
Introdução LTE - Teleco EMERSON EDUARDO RODRIGUESIntrodução LTE - Teleco EMERSON EDUARDO RODRIGUES
Introdução LTE - Teleco EMERSON EDUARDO RODRIGUES
EMERSON EDUARDO RODRIGUES
 
Webinar: Desenvolvendo projetos com conectividade LTE para IoT usando Quectel
Webinar: Desenvolvendo projetos com conectividade LTE para IoT usando QuectelWebinar: Desenvolvendo projetos com conectividade LTE para IoT usando Quectel
Webinar: Desenvolvendo projetos com conectividade LTE para IoT usando Quectel
Embarcados
 
Focando no SmartGrid: Visão e Atuação da Telefonica
Focando no SmartGrid: Visão e Atuação da Telefonica Focando no SmartGrid: Visão e Atuação da Telefonica
Focando no SmartGrid: Visão e Atuação da Telefonica
Telefónica IoT
 
Redes NGN - Next Generation Networks
Redes NGN - Next Generation NetworksRedes NGN - Next Generation Networks
Redes NGN - Next Generation Networks
Frederico Madeira
 
Tecnologias de redes sem fio.
Tecnologias de redes sem fio.Tecnologias de redes sem fio.
Tecnologias de redes sem fio.
Alefe Variani
 

Semelhante a Redes de quarta geração (20)

S.c.s.f 02 evoluções das comunicações celulares
S.c.s.f 02 evoluções das comunicações celularesS.c.s.f 02 evoluções das comunicações celulares
S.c.s.f 02 evoluções das comunicações celulares
 
Tecnologia 5G
Tecnologia 5GTecnologia 5G
Tecnologia 5G
 
Tecnologia Wireless Em Processos Automatizados
Tecnologia Wireless Em Processos AutomatizadosTecnologia Wireless Em Processos Automatizados
Tecnologia Wireless Em Processos Automatizados
 
Proposta técnica - TTH Telecom
Proposta técnica - TTH TelecomProposta técnica - TTH Telecom
Proposta técnica - TTH Telecom
 
Wireless
WirelessWireless
Wireless
 
Trabalho final de ipd
Trabalho final de ipdTrabalho final de ipd
Trabalho final de ipd
 
Convergência
ConvergênciaConvergência
Convergência
 
Convergência
ConvergênciaConvergência
Convergência
 
Redes sem fios power point
Redes sem fios power pointRedes sem fios power point
Redes sem fios power point
 
Redes Convergentes
Redes ConvergentesRedes Convergentes
Redes Convergentes
 
Novas tecnologias e a internet
Novas tecnologias e a internet Novas tecnologias e a internet
Novas tecnologias e a internet
 
Panorama Geral e Tendências em Redes IP - I Workshop CPqD de Inovação Tecnoló...
Panorama Geral e Tendências em Redes IP - I Workshop CPqD de Inovação Tecnoló...Panorama Geral e Tendências em Redes IP - I Workshop CPqD de Inovação Tecnoló...
Panorama Geral e Tendências em Redes IP - I Workshop CPqD de Inovação Tecnoló...
 
Curso completo voip
Curso completo voipCurso completo voip
Curso completo voip
 
PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LUÍS
PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LUÍSPREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LUÍS
PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LUÍS
 
A Era 3G
A Era 3GA Era 3G
A Era 3G
 
Introdução LTE - Teleco EMERSON EDUARDO RODRIGUES
Introdução LTE - Teleco EMERSON EDUARDO RODRIGUESIntrodução LTE - Teleco EMERSON EDUARDO RODRIGUES
Introdução LTE - Teleco EMERSON EDUARDO RODRIGUES
 
Webinar: Desenvolvendo projetos com conectividade LTE para IoT usando Quectel
Webinar: Desenvolvendo projetos com conectividade LTE para IoT usando QuectelWebinar: Desenvolvendo projetos com conectividade LTE para IoT usando Quectel
Webinar: Desenvolvendo projetos com conectividade LTE para IoT usando Quectel
 
Focando no SmartGrid: Visão e Atuação da Telefonica
Focando no SmartGrid: Visão e Atuação da Telefonica Focando no SmartGrid: Visão e Atuação da Telefonica
Focando no SmartGrid: Visão e Atuação da Telefonica
 
Redes NGN - Next Generation Networks
Redes NGN - Next Generation NetworksRedes NGN - Next Generation Networks
Redes NGN - Next Generation Networks
 
Tecnologias de redes sem fio.
Tecnologias de redes sem fio.Tecnologias de redes sem fio.
Tecnologias de redes sem fio.
 

Mais de Felipe Cesar Costa

Modelo de Plano de aula
Modelo de Plano de aulaModelo de Plano de aula
Modelo de Plano de aula
Felipe Cesar Costa
 
Protocolo VTP
Protocolo VTPProtocolo VTP
Protocolo VTP
Felipe Cesar Costa
 
Protocolo Ldap
Protocolo LdapProtocolo Ldap
Protocolo Ldap
Felipe Cesar Costa
 
Mpls e a engenharia de trafego
Mpls e a engenharia de trafegoMpls e a engenharia de trafego
Mpls e a engenharia de trafego
Felipe Cesar Costa
 
Proposta de avaliação de uma WLAN com padrão 802.11w sob ataques RF Jamming
Proposta de avaliação de uma WLAN com padrão 802.11w sob ataques RF Jamming Proposta de avaliação de uma WLAN com padrão 802.11w sob ataques RF Jamming
Proposta de avaliação de uma WLAN com padrão 802.11w sob ataques RF Jamming
Felipe Cesar Costa
 
Roteamento VRF
Roteamento VRFRoteamento VRF
Roteamento VRF
Felipe Cesar Costa
 
Roteamento Bgp
Roteamento BgpRoteamento Bgp
Roteamento Bgp
Felipe Cesar Costa
 
Interligações óticas
Interligações óticasInterligações óticas
Interligações óticas
Felipe Cesar Costa
 
Trabalho de Conclusão de Curso - Estudo comparativo para avaliação de sistema...
Trabalho de Conclusão de Curso - Estudo comparativo para avaliação de sistema...Trabalho de Conclusão de Curso - Estudo comparativo para avaliação de sistema...
Trabalho de Conclusão de Curso - Estudo comparativo para avaliação de sistema...
Felipe Cesar Costa
 
Sistemas Operacionais Windows e Linux
Sistemas Operacionais Windows e LinuxSistemas Operacionais Windows e Linux
Sistemas Operacionais Windows e Linux
Felipe Cesar Costa
 

Mais de Felipe Cesar Costa (10)

Modelo de Plano de aula
Modelo de Plano de aulaModelo de Plano de aula
Modelo de Plano de aula
 
Protocolo VTP
Protocolo VTPProtocolo VTP
Protocolo VTP
 
Protocolo Ldap
Protocolo LdapProtocolo Ldap
Protocolo Ldap
 
Mpls e a engenharia de trafego
Mpls e a engenharia de trafegoMpls e a engenharia de trafego
Mpls e a engenharia de trafego
 
Proposta de avaliação de uma WLAN com padrão 802.11w sob ataques RF Jamming
Proposta de avaliação de uma WLAN com padrão 802.11w sob ataques RF Jamming Proposta de avaliação de uma WLAN com padrão 802.11w sob ataques RF Jamming
Proposta de avaliação de uma WLAN com padrão 802.11w sob ataques RF Jamming
 
Roteamento VRF
Roteamento VRFRoteamento VRF
Roteamento VRF
 
Roteamento Bgp
Roteamento BgpRoteamento Bgp
Roteamento Bgp
 
Interligações óticas
Interligações óticasInterligações óticas
Interligações óticas
 
Trabalho de Conclusão de Curso - Estudo comparativo para avaliação de sistema...
Trabalho de Conclusão de Curso - Estudo comparativo para avaliação de sistema...Trabalho de Conclusão de Curso - Estudo comparativo para avaliação de sistema...
Trabalho de Conclusão de Curso - Estudo comparativo para avaliação de sistema...
 
Sistemas Operacionais Windows e Linux
Sistemas Operacionais Windows e LinuxSistemas Operacionais Windows e Linux
Sistemas Operacionais Windows e Linux
 

Redes de quarta geração

  • 2. CONTEXTO HISTÓRICO - Evolução da internet na década de 90. - Ascensão das tecnologias 2G, 2.5G e 3G - Maior necessidade de tráfego de dados do que de voz - Evolução tecnológicas dos aparelhos e técnicas de modulação de sinal - Dispositivos móveis de grande poder tecnológico: Smartphones, Tablet, Netbooks, etc. - Mercado com grande crescimento: * Lançamento de novos aparelhos quase que diariamente; * Agregação de serviços e produto; * Forte apelo às redes sociais. - Necessidade das pessoas sempre ficarem conectadas
  • 3. O QUE É 4G? - Não está totalmente definida, mas há serviços ofertados - Veio para refinar o uso do espectro do sinal, dando maior eficiência ao sistema - É baseada na tecnologia IP, com preocupação voltada para rede de pacotes - Flexibilidade de banda, facilitando as integrações de roaming internacionais - Compatível com a família 2G, 3G - Melhor experiência do usuário, enriquecido com a interatividade com multimídias digitais e serviços em tempo real - Maior cobertura da célula, diminuindo os custos com infraestrutura - Maiores taxas de transmissão, atingindo a escala dos Gigabits - Oferecer serviços de qualquer tipo, a qualquer momento e em qualquer lugar.
  • 4. ECOSSISTEMA 4G Ecossistema diversificado baseados na tecnologia IP: - Celular 4G; - Serviços e Aplicações - WLAN - Tecnologias Wireline - Digital Broadcast – HDTV, IPTV, VoD, etc - IMT - 2000
  • 5. TECNOLOGIAS ENVOLVIDAS SDR – Software Defined Radio OFDM – Orthogonal frequency-division mutiplexing - Multiportadora MIMO – Multiple Input and Mutiple Output UMTS como padrão TD-SCDMA – padrão desenvolvido na China LTE – Long Term Evolution WiMax
  • 6. LTE e WiMax LTE é o padrão desenvolvido pela 3GPP, juntamente com grandes empresas. Promete curar o GSM/CDMA que fragmentou a industria. Usa OFDM e MIMO. Primeiro serviço LTE foi oferecido pela TeliaSonera em dez/2009 na Escandinávia. Há grande interesse pelo uso dessa tecnologia em grandes empresas de telefonia móvel e de serviços de telecomunicações WiMax é um padrão da IEEE (802.16e) e do WiMax Forum. O início de seu uso comercial teve início em 2006 na Coréia do Sul.
  • 7. O PODER DO LTE Tecnologia em forte expansão Interesse de oferta de serviço em mais de 150 operadoras em todo mundo Melhor custo benefício para tráfego de dados Tempo de resposta em 10 milissegundos Área de cobertura da célula de 100Km, algumas operadoras cogitam até 200Km. Custo do bit trafegado é menor que nas gerações anteriores
  • 9. ELEMENTOS PRESENTE NA ESTRUTURA LTE MME – Mobile Managenment Entity: é o plano de controle e gerencia de estados, autenticador. SGW – Service Gateway: encaminha e reteia pacotes; PGW – Package Data Network Gateway: atua como interface entre as redes LTE e a rede de pacotes com a Internet. Responsável pela atribuição do IP, melhor esforço e inspeção dos pacotes. EPDG – Evolved Package Data Gateway: responsável pela interligação entre EPC e as redes não-3GPP
  • 12. WiMax x LTE As duas tecnologias podem trabalhar em conjunto para oferecer ótimos serviços 4G. Uma arquitetura mista é viável e estimulada, já que o WiMax saiu na frente do LTE.
  • 15. 4G NO BRASIL - Há previsão de leilão para abril de 2014 na faixa de 700Mhz - Exigências: * Cobertura de sinal nas rodovias federais e construção de redes de fibras ópticas para cerca de 1.500 municípios brasileiros sem infraestrutura. - Previsão de instalação nas cidades-sedes da Copa até 31/12/2013. - Primeira a utilizar foi Recife em 2012 e Curitiba em fevereiro/2013.