SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
Baixar para ler offline
Realizar o gerenciamento
básico de arquivos
www.4linux.com.br
- 2
Sumário
Capítulo 1
Realizar o gerenciamento básico de arquivos...........................................................................3
1.1. Objetivos......................................................................................................................... 3
1.2. Mãos a obra.....................................................................................................................4
Capítulo 2
Gerenciando............................................................................................................................. 14
2.1. Objetivos....................................................................................................................... 14
2.2. Troubleshooting ........................................................................................................... 15
Índice de tabelas
Índice de Figuras
www.4linux.com.br
Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 3
Capítulo 1
Realizar o gerenciamento básico de
arquivos
1.1. Objetivos
•Comandos utilizados no dia a dia.
www.4linux.com.br
Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 4
1.2. Mãos a obra
Gerenciamento básico de arquivos
ls
Comando usado para listar arquivos e diretórios. Algumas opções usadas:
-l – Exibe a lista com detalhes;
-d – Exibe as propriedades de um diretório e não seu conteúdo;
-a – Exibe arquivos ocultos;
-s – Exibe na lista o tamanho dos arquivos em KB;
--color – Exibe a lista de arquivos e diretórios com cor.
Exemplo da listagem de arquivos com detalhes, ocultos e em KB:
# ls -lak /etc
Caracteres coringas
* - Substitui qualquer seqüência de caracteres;
? - Substitui apenas um caractere;
[ ] - Indica uma lista de caracteres;
{ } - Indica uma lista de termos separados por vírgula;
!coringa - Exclui da operação.
Veja alguns exemplos de uso:
Exemplo para listar arquivos com extensão .conf:
# ls -l /etc/*.conf
www.4linux.com.br
Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 5
Exemplo para listar arquivos retirando um caractere da operação:
# ls /dev/sda[!1]
File
Comando usado para identifcar o tipo de arquivo. Veja alguns exemplos:
Identifcação de um arquivo binário:
# fle /bin/ls
/bin/ls: ELF 32-bit LSB executable, Intel 80386, version 1 (SYSV),
dynamically linked (uses shared libs), for GNU/Linux 2.6.8, stripped
Identifcação de um arquivo shell script:
# fle /etc/init.d/networking
/etc/init.d/networking: POSIX shell script text executable
Manipulando arquivos e diretórios
Cp
Comando usado para realizar copias de arquivos e diretórios. Algumas opções
usadas:
-i - Modo interativo;
-p - Copia atributos;
-R – Copia recursivamente o conteúdo de diretórios.
Exemplo da copia interativa de todos os arquivos .conf de um diretório para
outro:
# cp -i /etc/*.conf /backup
No exemplo acima o diretório de destino estava vazio, mas se você fzer a
cópia novamente, antes de sobrescrever os arquivos você será questionado.
www.4linux.com.br
Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 6
# cp -i /etc/*.conf /backup
cp: sobrescrever `/backup/adduser.conf'?
Exemplo da copia recursiva de todos os arquivos do /etc para um outro
diretório:
# cp -R /etc/* /backup/
Mv
Move arquivos e diretórios e/ou pode ser usado para renomear. Algumas
opções usadas:
-f - Apaga destinos existentes sem perguntar ao usuário;
-i – Modo interativo;
-u - Não move arquivos e diretório que tem como destino existente a mesma
data de modifcação ou mais recente;
-v - Imprime o nome de cada arquivo antes de move-lo.
Exemplo do comando para mover um diretório de lugar:
# mv /root/logs /backup/
Exemplo do comando para renomear arquivo:
# mv -v arq1 arq1.txt
`arq1' -> `arq1.txt'
www.4linux.com.br
Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 7
Touch
Cria um arquivo vazio e/ou altera a data de um arquivo existente. Algumas
opções usadas:
-m – Altera a data de acesso;
-a – Altera a data de modifcação;
-t – Permite defnir outros valores de tempo como mês, dia, hora, minuto, etc.
Exemplo do comando para criar um arquivo vazio:
# touch 4linux
Vamos ver a data de criação do arquivo:
# ls -l 4linux
-rw-r--r-- 1 root root 0 Jul 15 12:33 4linux
Vamos alterar a data de criação para 10 de janeiro de 2009:
# touch -t 200901101233 4linux
Vamos ver a data modifcada:
# ls -l 4linux
-rw-r--r-- 1 root root 0 Jan 10 2009 4linux
Cd
Muda de diretório. Algumas opções usadas:
Muda para o diretório anterior:
# cd -
www.4linux.com.br
Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 8
Muda para o diretório atual:
# cd .
Muda para o diretório do usuário logado:
# cd~
ou
# cd
Muda para o diretório acima na hierarquia de arquivos:
# cd ..
Mkdir
Comando usado para criar diretórios, com a opção -p cria recursivamente a
estrutura de subdiretórios e com a opção -m permite defnir permissões. Vamos ver
alguns exemplos.
Exemplo de uso do comando para criar uma estrutura de diretório e
subdiretórios:
# mkdir -p /backup/server/fles
Exemplo de uso do comando para criar um diretório com permissão de leitura,
escrita e execução para o todos os usuários e grupos.
# mkdir -m 777 /home/profles
Veja as permissões do diretório:
# ls -ld /home/profles/
drwxrwxrwx 2 root root 4096 Jul 15 13:24 /home/profles/
www.4linux.com.br
Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 9
Rmdir
Permite excluir diretórios vazios, exibe erros se o diretório conter arquivos
# rmdir /home/profles
Rm
Comando usado para excluir arquivos, com -r apaga a arvore de diretorios de
forma recursiva e -f força a remoção não perguntando por confrmações. Veja alguns
exemplos de uso do comando:
Exemplo de remoção de arquivos na forma interativa:
# rm -i /backup/*.conf
rm: remover arquivo comum `/backup/adduser.conf'?
Exemplo de remoção na forma recursiva:
# rm -rm /backup/*
Condensação de arquivos
Tar
O comando Tape Archive é usado para empacotar e compactar arquivos. Veja
algumas opções do comando:
c – Cria o arquivo;
v – Mostra os arquivos quando incluídos;
f – Caminho para o arquivo a ser criado;
t – Lista os arquivos incluídos no arquivo tar;
x – Descompacta o conteúdo do arquivo tar
www.4linux.com.br
Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 10
Exemplo de uso do comando para empacotar todos os arquivos do diretório
/etc em um arquivo tar:
# tar cvf etc.tar /etc
Exemplo do uso do comando para listar o conteúdo do arquivo tar:
# tar tf etc.tar
Exemplo de uso do comando para extrair todo o conteúdo do arquivo tar:
# tar tf etc.tar
Compactar arquivos com gzip e bzip2
Gzip
O comando gzip é usado para comprimir arquivos, e adiciona a extensão .gz
ao fnal do aquivo. Vamos a prática:
# gzip etc.tar
O comando gunzip é usado para descompactar arquivos:
# gunzip etc.tar.gz
Bzip2
O comando bzip2 é usado para comprimir arquivos, porém consome mais
memória no processo e adiciona a extensão .bz2 ao fnal do aquivo. Vamos a prática:
# bzip2 etc.tar
www.4linux.com.br
Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 11
O comando bunzip2 é usado para descompactar arquivos:
# bunzip2 etc.tar.bz2
Comando tar com gzip
O comando tar com a opção -z pode ser usado para empacotar e compactar
arquivos. Vamos a prática:
Cria um arquivo tar com compactação gzip:
# tar czvf etc.tar.gz /etc
Extrai um arquivo tar com compactação gzip:
# tar xzvf etc.tar.gz
Comando tar com bzip2
O comando tar com a opção -j pode ser usado para empacotar e compactar
arquivos. Vamos a prática:
Cria um arquivo tar com compactação bzip2:
# tar cjvf etc.tar.bz2 /etc
Extrai um arquivo tar com compactação bzip2:
# tar xjvf etc.tar.bz2
O comando dd é usado para realizar copias byte a byte, seqüencial de
qualquer origem a qualquer destino.
www.4linux.com.br
Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 12
Realiza a cópia do dispositivo byte a byte do cdrom para um arquivo .ISO:
# dd if=/dev/cdrom of=cd.iso
Cpio
O comando cpio pode ser usado para agrupar vários arquivos, e muito usado
em operações de backup.
Opções do cpio:
-o - Cria o backup;
-i - Extrai o backup;
-t - Mostra uma tabela com o conteúdo do backup;
-F - Especifca o arquivo do backup;
-d - Cria diretórios se necessários;
-v - Mostra o que esta fazendo;
-c - Ler ou escrever informações de cabeçalho em caracteres ASCII.
Exemplo de uso para agrupar arquivos do resultado de uma pesquisa:
# fnd /etc -name *.conf | cpio -o > backup.bin
916 blocks
Exemplo de uso para extrair os arquivos:
# cpio -iF backup.bin
www.4linux.com.br
Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 13
O comando fnd executa uma pesquisa em todo o disco.
Critérios:
-type - tipo do arquivo:
d - Diretório;
f - Arquivo comum;
l – Link simbólico.
Realiza a pesquisa de diretórios:
# fnd /tmp -type d
Realiza a pesquisa de links símbolos:
# fnd /etc -type l
Realiza a pesquisa de arquivos por nome:
# fnd /etc -name hosts
www.4linux.com.br
Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 14
Capítulo 2
Gerenciando
2.1. Objetivos
•Troubleshooting: Comandos cpio e dd.
www.4linux.com.br
Capítulo 2 Gerenciando - 15
2.2. Troubleshooting
Como faço para backups de arquivos e partições?
Através dos comandos cpio e dd é possível realizar backup de arquivos e
partições. Vamos aos exemplos:
Realiza o backup de todos os arquivos e diretórios para um dispositivo de fta
# fnd . -depth -print | cpio -ocBv > /dev/rStp0
Realiza o backup da MBR:
# dd if=/dev/hda of=/dev/fd0/mbr.backup bs=512 count=1
www.4linux.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Linux comandos para arquivos e diretórios
Linux   comandos para arquivos e diretóriosLinux   comandos para arquivos e diretórios
Linux comandos para arquivos e diretórios
Danilo Filitto
 
Linux comandos gerais e servidores de rede
Linux   comandos gerais e servidores de redeLinux   comandos gerais e servidores de rede
Linux comandos gerais e servidores de rede
fernandao777
 
Linux comandos diversos
Linux   comandos diversosLinux   comandos diversos
Linux comandos diversos
Danilo Filitto
 
Trabalhando na Linha de comando
Trabalhando na  Linha de comandoTrabalhando na  Linha de comando
Trabalhando na Linha de comando
SoftD Abreu
 
Sistema Operacional GNU/Linux
Sistema Operacional GNU/LinuxSistema Operacional GNU/Linux
Sistema Operacional GNU/Linux
Pedro Neto
 
Apostila de comandos linux resumidos (universidade católica de brasília)
Apostila de comandos linux   resumidos (universidade católica de brasília)Apostila de comandos linux   resumidos (universidade católica de brasília)
Apostila de comandos linux resumidos (universidade católica de brasília)
SENAC RIO
 

Mais procurados (20)

Comandos Linux
Comandos LinuxComandos Linux
Comandos Linux
 
Comandos Linux Parte 2
Comandos Linux Parte 2Comandos Linux Parte 2
Comandos Linux Parte 2
 
Aula 06 comandos linux
Aula 06   comandos linuxAula 06   comandos linux
Aula 06 comandos linux
 
Comandos do linux
Comandos do linuxComandos do linux
Comandos do linux
 
Linux comandos para arquivos e diretórios
Linux   comandos para arquivos e diretóriosLinux   comandos para arquivos e diretórios
Linux comandos para arquivos e diretórios
 
Linux comandos gerais e servidores de rede
Linux   comandos gerais e servidores de redeLinux   comandos gerais e servidores de rede
Linux comandos gerais e servidores de rede
 
Linux comandos diversos
Linux   comandos diversosLinux   comandos diversos
Linux comandos diversos
 
Linux shell
Linux shellLinux shell
Linux shell
 
Certificação LPI
Certificação LPICertificação LPI
Certificação LPI
 
Introdução aos comandos Linux
Introdução aos comandos LinuxIntrodução aos comandos Linux
Introdução aos comandos Linux
 
Trabalhando na Linha de comando
Trabalhando na  Linha de comandoTrabalhando na  Linha de comando
Trabalhando na Linha de comando
 
Apostila(1)
Apostila(1)Apostila(1)
Apostila(1)
 
Sistema Operacional GNU/Linux
Sistema Operacional GNU/LinuxSistema Operacional GNU/Linux
Sistema Operacional GNU/Linux
 
YUM, APT-GET, DPKG, RPM
YUM, APT-GET, DPKG, RPMYUM, APT-GET, DPKG, RPM
YUM, APT-GET, DPKG, RPM
 
Comandos linux
Comandos linuxComandos linux
Comandos linux
 
Aula 10 semana
Aula 10 semanaAula 10 semana
Aula 10 semana
 
Apostila de comandos linux resumidos (universidade católica de brasília)
Apostila de comandos linux   resumidos (universidade católica de brasília)Apostila de comandos linux   resumidos (universidade católica de brasília)
Apostila de comandos linux resumidos (universidade católica de brasília)
 
Comandos linux
Comandos linuxComandos linux
Comandos linux
 
Shell Script - Controle de fluxo
Shell Script - Controle de fluxoShell Script - Controle de fluxo
Shell Script - Controle de fluxo
 
Comandos CMD
Comandos CMDComandos CMD
Comandos CMD
 

Destaque

Guia de configuração de um servidor linux para utilização em uma pequena empresa
Guia de configuração de um servidor linux para utilização em uma pequena empresaGuia de configuração de um servidor linux para utilização em uma pequena empresa
Guia de configuração de um servidor linux para utilização em uma pequena empresa
SoftD Abreu
 
Automação de Ambientes com Puppet
Automação de Ambientes com Puppet Automação de Ambientes com Puppet
Automação de Ambientes com Puppet
4LinuxCursos
 
Saiba mais sobre OCS Inventory
Saiba mais sobre OCS InventorySaiba mais sobre OCS Inventory
Saiba mais sobre OCS Inventory
4LinuxCursos
 

Destaque (20)

Processar fluxos de textos usando filtros
Processar fluxos de textos usando filtrosProcessar fluxos de textos usando filtros
Processar fluxos de textos usando filtros
 
Slackbookptbr 1.0.2
Slackbookptbr 1.0.2Slackbookptbr 1.0.2
Slackbookptbr 1.0.2
 
Instalador - Arch Linux
Instalador - Arch LinuxInstalador - Arch Linux
Instalador - Arch Linux
 
BeavOps : Como o Python ajudou a integrar o mundo DevOps
BeavOps : Como o Python ajudou a integrar o mundo DevOpsBeavOps : Como o Python ajudou a integrar o mundo DevOps
BeavOps : Como o Python ajudou a integrar o mundo DevOps
 
Guia Red Hat 9
Guia Red Hat 9Guia Red Hat 9
Guia Red Hat 9
 
Samba, Squid, FTP, DHCP1
Samba, Squid, FTP, DHCP1Samba, Squid, FTP, DHCP1
Samba, Squid, FTP, DHCP1
 
Editor de Textos vim
Editor de Textos vimEditor de Textos vim
Editor de Textos vim
 
Guia de configuração de um servidor linux para utilização em uma pequena empresa
Guia de configuração de um servidor linux para utilização em uma pequena empresaGuia de configuração de um servidor linux para utilização em uma pequena empresa
Guia de configuração de um servidor linux para utilização em uma pequena empresa
 
Samba, Squid, FTP, DHCP3
Samba, Squid, FTP, DHCP3Samba, Squid, FTP, DHCP3
Samba, Squid, FTP, DHCP3
 
Rio Info 2015 - Salão da Inovação - Rio de Janeiro - Pedro Pisa - Ploog
Rio Info 2015 - Salão da Inovação - Rio de Janeiro - Pedro Pisa - PloogRio Info 2015 - Salão da Inovação - Rio de Janeiro - Pedro Pisa - Ploog
Rio Info 2015 - Salão da Inovação - Rio de Janeiro - Pedro Pisa - Ploog
 
Guia de estudo_101_-_completo
Guia de estudo_101_-_completoGuia de estudo_101_-_completo
Guia de estudo_101_-_completo
 
Redes Linux comandos gerais e servidores de redes
Redes Linux comandos gerais e servidores de redesRedes Linux comandos gerais e servidores de redes
Redes Linux comandos gerais e servidores de redes
 
Guia de Administração e Certificação Linux - 4Bios
Guia de Administração e Certificação Linux - 4BiosGuia de Administração e Certificação Linux - 4Bios
Guia de Administração e Certificação Linux - 4Bios
 
O IMPACTO DA ENGENHARIA SOCIAL NA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO
O IMPACTO DA ENGENHARIA SOCIAL NA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃOO IMPACTO DA ENGENHARIA SOCIAL NA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO
O IMPACTO DA ENGENHARIA SOCIAL NA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO
 
Inteligência Operacional utilizando a solução Elastic.
Inteligência Operacional utilizando a solução Elastic.Inteligência Operacional utilizando a solução Elastic.
Inteligência Operacional utilizando a solução Elastic.
 
Configuração Ethernet Wireless Linux
Configuração Ethernet Wireless LinuxConfiguração Ethernet Wireless Linux
Configuração Ethernet Wireless Linux
 
Curso Linux Senai
Curso Linux SenaiCurso Linux Senai
Curso Linux Senai
 
Automação de Ambientes com Puppet
Automação de Ambientes com Puppet Automação de Ambientes com Puppet
Automação de Ambientes com Puppet
 
Saiba mais sobre OCS Inventory
Saiba mais sobre OCS InventorySaiba mais sobre OCS Inventory
Saiba mais sobre OCS Inventory
 
Apresentacao institucional 4Linux
Apresentacao institucional 4LinuxApresentacao institucional 4Linux
Apresentacao institucional 4Linux
 

Semelhante a Realizar o gerenciamento básico de arquivos 4Linux

Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4   linux comandosFicha de trabalho so 6 m4   linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
AndreiaOliveira94
 
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4   linux comandosFicha de trabalho so 6 m4   linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
kamatozza
 
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4   linux comandosFicha de trabalho so 6 m4   linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
AndreiaOliveira94
 
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4   linux comandosFicha de trabalho so 6 m4   linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
AndreiaOliveira94
 
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4   linux comandosFicha de trabalho so 6 m4   linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
AndreiaOliveira94
 
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4   linux comandosFicha de trabalho so 6 m4   linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
filipereira
 
Ficha de trabalho 6 so
Ficha de trabalho 6 soFicha de trabalho 6 so
Ficha de trabalho 6 so
shecklone
 
Ficha de trabalho_so_6_m4_-_linux_comandos
Ficha de trabalho_so_6_m4_-_linux_comandosFicha de trabalho_so_6_m4_-_linux_comandos
Ficha de trabalho_so_6_m4_-_linux_comandos
milanvassaramo
 
Ficha de trabalho_so_6_m4_-_linux_comandos
Ficha de trabalho_so_6_m4_-_linux_comandosFicha de trabalho_so_6_m4_-_linux_comandos
Ficha de trabalho_so_6_m4_-_linux_comandos
crespim89
 
Webcast Tutorial: Análise de dumps de memória no GNU/Linux
Webcast Tutorial: Análise de dumps de memória no GNU/LinuxWebcast Tutorial: Análise de dumps de memória no GNU/Linux
Webcast Tutorial: Análise de dumps de memória no GNU/Linux
Diego Santos
 
Procedimentos de Backup
Procedimentos de BackupProcedimentos de Backup
Procedimentos de Backup
elliando dias
 
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos(2)
Ficha de trabalho so 6 m4   linux comandos(2)Ficha de trabalho so 6 m4   linux comandos(2)
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos(2)
brunofig94PT
 
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos(2)
Ficha de trabalho so 6 m4   linux comandos(2)Ficha de trabalho so 6 m4   linux comandos(2)
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos(2)
brunofig94PT
 

Semelhante a Realizar o gerenciamento básico de arquivos 4Linux (20)

Linux Ubuntu
Linux   UbuntuLinux   Ubuntu
Linux Ubuntu
 
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4   linux comandosFicha de trabalho so 6 m4   linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
 
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4   linux comandosFicha de trabalho so 6 m4   linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
 
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4   linux comandosFicha de trabalho so 6 m4   linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
 
Comandos Linux Parte 1
Comandos Linux Parte 1Comandos Linux Parte 1
Comandos Linux Parte 1
 
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4   linux comandosFicha de trabalho so 6 m4   linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
 
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4   linux comandosFicha de trabalho so 6 m4   linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
 
Aula - Comandos Linux - Parte 1
Aula - Comandos Linux - Parte 1Aula - Comandos Linux - Parte 1
Aula - Comandos Linux - Parte 1
 
Comandos Linux Parte 1
Comandos Linux Parte 1Comandos Linux Parte 1
Comandos Linux Parte 1
 
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4   linux comandosFicha de trabalho so 6 m4   linux comandos
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos
 
Ficha de trabalho 6 so
Ficha de trabalho 6 soFicha de trabalho 6 so
Ficha de trabalho 6 so
 
Intro a Sistemas Abertos - Gerenciamento de Arquivos.pdf
Intro a Sistemas Abertos - Gerenciamento de Arquivos.pdfIntro a Sistemas Abertos - Gerenciamento de Arquivos.pdf
Intro a Sistemas Abertos - Gerenciamento de Arquivos.pdf
 
Ficha de trabalho [6]
Ficha de trabalho [6]Ficha de trabalho [6]
Ficha de trabalho [6]
 
Ficha de trabalho_so_6_m4_-_linux_comandos
Ficha de trabalho_so_6_m4_-_linux_comandosFicha de trabalho_so_6_m4_-_linux_comandos
Ficha de trabalho_so_6_m4_-_linux_comandos
 
Ficha de trabalho_so_6_m4_-_linux_comandos
Ficha de trabalho_so_6_m4_-_linux_comandosFicha de trabalho_so_6_m4_-_linux_comandos
Ficha de trabalho_so_6_m4_-_linux_comandos
 
Comandos Shell
Comandos ShellComandos Shell
Comandos Shell
 
Webcast Tutorial: Análise de dumps de memória no GNU/Linux
Webcast Tutorial: Análise de dumps de memória no GNU/LinuxWebcast Tutorial: Análise de dumps de memória no GNU/Linux
Webcast Tutorial: Análise de dumps de memória no GNU/Linux
 
Procedimentos de Backup
Procedimentos de BackupProcedimentos de Backup
Procedimentos de Backup
 
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos(2)
Ficha de trabalho so 6 m4   linux comandos(2)Ficha de trabalho so 6 m4   linux comandos(2)
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos(2)
 
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos(2)
Ficha de trabalho so 6 m4   linux comandos(2)Ficha de trabalho so 6 m4   linux comandos(2)
Ficha de trabalho so 6 m4 linux comandos(2)
 

Mais de SoftD Abreu

Teste de Intrusão Em Redes corporativas
Teste de Intrusão Em Redes corporativasTeste de Intrusão Em Redes corporativas
Teste de Intrusão Em Redes corporativas
SoftD Abreu
 
Firewall Iptables - Urubatan Neto
Firewall  Iptables - Urubatan NetoFirewall  Iptables - Urubatan Neto
Firewall Iptables - Urubatan Neto
SoftD Abreu
 
O impacto da engenharia social na segurança da informaçao
O impacto da engenharia social na segurança da informaçaoO impacto da engenharia social na segurança da informaçao
O impacto da engenharia social na segurança da informaçao
SoftD Abreu
 

Mais de SoftD Abreu (20)

Documento sem título.pdf
Documento sem título.pdfDocumento sem título.pdf
Documento sem título.pdf
 
O anticristo friedrich nietzsche
O anticristo   friedrich nietzscheO anticristo   friedrich nietzsche
O anticristo friedrich nietzsche
 
Humano, demasiado humano ii friedrich nietzsche
Humano, demasiado humano ii   friedrich nietzscheHumano, demasiado humano ii   friedrich nietzsche
Humano, demasiado humano ii friedrich nietzsche
 
Detecção de intrusão em grades computacionais
Detecção de intrusão em grades computacionaisDetecção de intrusão em grades computacionais
Detecção de intrusão em grades computacionais
 
Conexão remota e segurança de rede
Conexão remota e segurança de redeConexão remota e segurança de rede
Conexão remota e segurança de rede
 
A ferramenta rpm
A ferramenta rpmA ferramenta rpm
A ferramenta rpm
 
Livro do pfsense 2.0
Livro do pfsense 2.0Livro do pfsense 2.0
Livro do pfsense 2.0
 
Manual wireshark
Manual wiresharkManual wireshark
Manual wireshark
 
Livro nmap mapeador de redes
Livro  nmap mapeador de redesLivro  nmap mapeador de redes
Livro nmap mapeador de redes
 
Um Modelo de Segurança de Redes para Ambientes Cooperativo
Um Modelo de Segurança de Redes para Ambientes CooperativoUm Modelo de Segurança de Redes para Ambientes Cooperativo
Um Modelo de Segurança de Redes para Ambientes Cooperativo
 
Teste de Intrusão Em Redes corporativas
Teste de Intrusão Em Redes corporativasTeste de Intrusão Em Redes corporativas
Teste de Intrusão Em Redes corporativas
 
Roteadores
RoteadoresRoteadores
Roteadores
 
Hacker inside-vol.-2
Hacker inside-vol.-2Hacker inside-vol.-2
Hacker inside-vol.-2
 
Hacker inside-vol.-1
Hacker inside-vol.-1Hacker inside-vol.-1
Hacker inside-vol.-1
 
Gimp
GimpGimp
Gimp
 
Apostila linux curso_basico
Apostila linux curso_basicoApostila linux curso_basico
Apostila linux curso_basico
 
Apostila linux.lmpt
Apostila linux.lmptApostila linux.lmpt
Apostila linux.lmpt
 
Firewall Iptables - Urubatan Neto
Firewall  Iptables - Urubatan NetoFirewall  Iptables - Urubatan Neto
Firewall Iptables - Urubatan Neto
 
O impacto da engenharia social na segurança da informaçao
O impacto da engenharia social na segurança da informaçaoO impacto da engenharia social na segurança da informaçao
O impacto da engenharia social na segurança da informaçao
 
Linux Mint 17-Guia
Linux Mint 17-GuiaLinux Mint 17-Guia
Linux Mint 17-Guia
 

Último

Último (8)

Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
 
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
 
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
 
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
 
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
 
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
 
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
 

Realizar o gerenciamento básico de arquivos 4Linux

  • 1. Realizar o gerenciamento básico de arquivos www.4linux.com.br
  • 2. - 2 Sumário Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos...........................................................................3 1.1. Objetivos......................................................................................................................... 3 1.2. Mãos a obra.....................................................................................................................4 Capítulo 2 Gerenciando............................................................................................................................. 14 2.1. Objetivos....................................................................................................................... 14 2.2. Troubleshooting ........................................................................................................... 15 Índice de tabelas Índice de Figuras www.4linux.com.br
  • 3. Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 3 Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos 1.1. Objetivos •Comandos utilizados no dia a dia. www.4linux.com.br
  • 4. Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 4 1.2. Mãos a obra Gerenciamento básico de arquivos ls Comando usado para listar arquivos e diretórios. Algumas opções usadas: -l – Exibe a lista com detalhes; -d – Exibe as propriedades de um diretório e não seu conteúdo; -a – Exibe arquivos ocultos; -s – Exibe na lista o tamanho dos arquivos em KB; --color – Exibe a lista de arquivos e diretórios com cor. Exemplo da listagem de arquivos com detalhes, ocultos e em KB: # ls -lak /etc Caracteres coringas * - Substitui qualquer seqüência de caracteres; ? - Substitui apenas um caractere; [ ] - Indica uma lista de caracteres; { } - Indica uma lista de termos separados por vírgula; !coringa - Exclui da operação. Veja alguns exemplos de uso: Exemplo para listar arquivos com extensão .conf: # ls -l /etc/*.conf www.4linux.com.br
  • 5. Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 5 Exemplo para listar arquivos retirando um caractere da operação: # ls /dev/sda[!1] File Comando usado para identifcar o tipo de arquivo. Veja alguns exemplos: Identifcação de um arquivo binário: # fle /bin/ls /bin/ls: ELF 32-bit LSB executable, Intel 80386, version 1 (SYSV), dynamically linked (uses shared libs), for GNU/Linux 2.6.8, stripped Identifcação de um arquivo shell script: # fle /etc/init.d/networking /etc/init.d/networking: POSIX shell script text executable Manipulando arquivos e diretórios Cp Comando usado para realizar copias de arquivos e diretórios. Algumas opções usadas: -i - Modo interativo; -p - Copia atributos; -R – Copia recursivamente o conteúdo de diretórios. Exemplo da copia interativa de todos os arquivos .conf de um diretório para outro: # cp -i /etc/*.conf /backup No exemplo acima o diretório de destino estava vazio, mas se você fzer a cópia novamente, antes de sobrescrever os arquivos você será questionado. www.4linux.com.br
  • 6. Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 6 # cp -i /etc/*.conf /backup cp: sobrescrever `/backup/adduser.conf'? Exemplo da copia recursiva de todos os arquivos do /etc para um outro diretório: # cp -R /etc/* /backup/ Mv Move arquivos e diretórios e/ou pode ser usado para renomear. Algumas opções usadas: -f - Apaga destinos existentes sem perguntar ao usuário; -i – Modo interativo; -u - Não move arquivos e diretório que tem como destino existente a mesma data de modifcação ou mais recente; -v - Imprime o nome de cada arquivo antes de move-lo. Exemplo do comando para mover um diretório de lugar: # mv /root/logs /backup/ Exemplo do comando para renomear arquivo: # mv -v arq1 arq1.txt `arq1' -> `arq1.txt' www.4linux.com.br
  • 7. Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 7 Touch Cria um arquivo vazio e/ou altera a data de um arquivo existente. Algumas opções usadas: -m – Altera a data de acesso; -a – Altera a data de modifcação; -t – Permite defnir outros valores de tempo como mês, dia, hora, minuto, etc. Exemplo do comando para criar um arquivo vazio: # touch 4linux Vamos ver a data de criação do arquivo: # ls -l 4linux -rw-r--r-- 1 root root 0 Jul 15 12:33 4linux Vamos alterar a data de criação para 10 de janeiro de 2009: # touch -t 200901101233 4linux Vamos ver a data modifcada: # ls -l 4linux -rw-r--r-- 1 root root 0 Jan 10 2009 4linux Cd Muda de diretório. Algumas opções usadas: Muda para o diretório anterior: # cd - www.4linux.com.br
  • 8. Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 8 Muda para o diretório atual: # cd . Muda para o diretório do usuário logado: # cd~ ou # cd Muda para o diretório acima na hierarquia de arquivos: # cd .. Mkdir Comando usado para criar diretórios, com a opção -p cria recursivamente a estrutura de subdiretórios e com a opção -m permite defnir permissões. Vamos ver alguns exemplos. Exemplo de uso do comando para criar uma estrutura de diretório e subdiretórios: # mkdir -p /backup/server/fles Exemplo de uso do comando para criar um diretório com permissão de leitura, escrita e execução para o todos os usuários e grupos. # mkdir -m 777 /home/profles Veja as permissões do diretório: # ls -ld /home/profles/ drwxrwxrwx 2 root root 4096 Jul 15 13:24 /home/profles/ www.4linux.com.br
  • 9. Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 9 Rmdir Permite excluir diretórios vazios, exibe erros se o diretório conter arquivos # rmdir /home/profles Rm Comando usado para excluir arquivos, com -r apaga a arvore de diretorios de forma recursiva e -f força a remoção não perguntando por confrmações. Veja alguns exemplos de uso do comando: Exemplo de remoção de arquivos na forma interativa: # rm -i /backup/*.conf rm: remover arquivo comum `/backup/adduser.conf'? Exemplo de remoção na forma recursiva: # rm -rm /backup/* Condensação de arquivos Tar O comando Tape Archive é usado para empacotar e compactar arquivos. Veja algumas opções do comando: c – Cria o arquivo; v – Mostra os arquivos quando incluídos; f – Caminho para o arquivo a ser criado; t – Lista os arquivos incluídos no arquivo tar; x – Descompacta o conteúdo do arquivo tar www.4linux.com.br
  • 10. Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 10 Exemplo de uso do comando para empacotar todos os arquivos do diretório /etc em um arquivo tar: # tar cvf etc.tar /etc Exemplo do uso do comando para listar o conteúdo do arquivo tar: # tar tf etc.tar Exemplo de uso do comando para extrair todo o conteúdo do arquivo tar: # tar tf etc.tar Compactar arquivos com gzip e bzip2 Gzip O comando gzip é usado para comprimir arquivos, e adiciona a extensão .gz ao fnal do aquivo. Vamos a prática: # gzip etc.tar O comando gunzip é usado para descompactar arquivos: # gunzip etc.tar.gz Bzip2 O comando bzip2 é usado para comprimir arquivos, porém consome mais memória no processo e adiciona a extensão .bz2 ao fnal do aquivo. Vamos a prática: # bzip2 etc.tar www.4linux.com.br
  • 11. Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 11 O comando bunzip2 é usado para descompactar arquivos: # bunzip2 etc.tar.bz2 Comando tar com gzip O comando tar com a opção -z pode ser usado para empacotar e compactar arquivos. Vamos a prática: Cria um arquivo tar com compactação gzip: # tar czvf etc.tar.gz /etc Extrai um arquivo tar com compactação gzip: # tar xzvf etc.tar.gz Comando tar com bzip2 O comando tar com a opção -j pode ser usado para empacotar e compactar arquivos. Vamos a prática: Cria um arquivo tar com compactação bzip2: # tar cjvf etc.tar.bz2 /etc Extrai um arquivo tar com compactação bzip2: # tar xjvf etc.tar.bz2 O comando dd é usado para realizar copias byte a byte, seqüencial de qualquer origem a qualquer destino. www.4linux.com.br
  • 12. Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 12 Realiza a cópia do dispositivo byte a byte do cdrom para um arquivo .ISO: # dd if=/dev/cdrom of=cd.iso Cpio O comando cpio pode ser usado para agrupar vários arquivos, e muito usado em operações de backup. Opções do cpio: -o - Cria o backup; -i - Extrai o backup; -t - Mostra uma tabela com o conteúdo do backup; -F - Especifca o arquivo do backup; -d - Cria diretórios se necessários; -v - Mostra o que esta fazendo; -c - Ler ou escrever informações de cabeçalho em caracteres ASCII. Exemplo de uso para agrupar arquivos do resultado de uma pesquisa: # fnd /etc -name *.conf | cpio -o > backup.bin 916 blocks Exemplo de uso para extrair os arquivos: # cpio -iF backup.bin www.4linux.com.br
  • 13. Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 13 O comando fnd executa uma pesquisa em todo o disco. Critérios: -type - tipo do arquivo: d - Diretório; f - Arquivo comum; l – Link simbólico. Realiza a pesquisa de diretórios: # fnd /tmp -type d Realiza a pesquisa de links símbolos: # fnd /etc -type l Realiza a pesquisa de arquivos por nome: # fnd /etc -name hosts www.4linux.com.br
  • 14. Capítulo 1 Realizar o gerenciamento básico de arquivos - 14 Capítulo 2 Gerenciando 2.1. Objetivos •Troubleshooting: Comandos cpio e dd. www.4linux.com.br
  • 15. Capítulo 2 Gerenciando - 15 2.2. Troubleshooting Como faço para backups de arquivos e partições? Através dos comandos cpio e dd é possível realizar backup de arquivos e partições. Vamos aos exemplos: Realiza o backup de todos os arquivos e diretórios para um dispositivo de fta # fnd . -depth -print | cpio -ocBv > /dev/rStp0 Realiza o backup da MBR: # dd if=/dev/hda of=/dev/fd0/mbr.backup bs=512 count=1 www.4linux.com.br