SlideShare uma empresa Scribd logo
RADIOATIVIDADERADIOATIVIDADE
Professor: Helan Carlos
CONCEITO DECONCEITO DE RADIOATIVIDADERADIOATIVIDADE ::
 É a propriedade que possuem certos elementosÉ a propriedade que possuem certos elementos
de se desintegrarem emitindo partículas ede se desintegrarem emitindo partículas e
radiações devido a uma instabilidade no núcleoradiações devido a uma instabilidade no núcleo
do átomo.do átomo.
 A radioatividade ocorre porque as forças de
ligações do núcleo são insuficientes para
manter suas partículas perfeitamente ligadas.
Exemplo: urânio–235, o césio–137, o cobalto–60,Exemplo: urânio–235, o césio–137, o cobalto–60,
o tório–232o tório–232
Como foi descobertaComo foi descoberta??
 1895- Rontgen descobriu os raios X.1895- Rontgen descobriu os raios X.
 1896 – Bequerel foi encarregado de verificar a1896 – Bequerel foi encarregado de verificar a
descoberta por Rontgen e acabou descobrindodescoberta por Rontgen e acabou descobrindo
a radioatividade pela observação daa radioatividade pela observação da
fluorescência de alguns minerais.fluorescência de alguns minerais.
 1898- Marie Curie descobriu o polônio e o rádio1898- Marie Curie descobriu o polônio e o rádio
devida sua intensa atividade.devida sua intensa atividade.
 1889, Rutherford identificou a natureza de dois1889, Rutherford identificou a natureza de dois
tipos distintos de radiação: alfa e beta. E Villard ,tipos distintos de radiação: alfa e beta. E Villard ,
a radiação gama.a radiação gama.
 O homem sempreO homem sempre
conviveu com a radioatividade.conviveu com a radioatividade.
 Na superfície terrestre pode ser detectadaNa superfície terrestre pode ser detectada
energia proveniente de raios cósmicos e daenergia proveniente de raios cósmicos e da
radiação solar ultravioleta.radiação solar ultravioleta.
 Nas rochas, encontramos elementos radioativos,Nas rochas, encontramos elementos radioativos,
como ocomo o urânio-238, urânio-235, tório-232,urânio-238, urânio-235, tório-232,
rádio-226 e rádio-228.rádio-226 e rádio-228.
RADIOATIVIDADERADIOATIVIDADE
Vai uma banana ai?Vai uma banana ai?
Até mesmo em vegetais pode ser detectada a
radioatividade:
•As bananas, por exemplo, contêm potássio-40.
• As plantas, o carbono-14.
•No nosso sangue e ossos encontram-se
potássio-40, carbono-14 e rádio-226.
OUTROS CONCEITOSOUTROS CONCEITOS
A reação nuclear é denominada
decomposição radioativa, transmutação ou
decaimento.
As entidades emitidas pelo núcleo são
denominadas de radiações.
Radioisótopo( isótopo radioativo)Radioisótopo( isótopo radioativo)
 Caracteriza-se por apresentar um núcleo atômicoCaracteriza-se por apresentar um núcleo atômico
instável que emite energia quando se transforma numinstável que emite energia quando se transforma num
isótopo mais estável.isótopo mais estável.
 Os isótopos radioativos tem aplicações em medicina e,Os isótopos radioativos tem aplicações em medicina e,
em outras áreas, como na datação radiométrica.em outras áreas, como na datação radiométrica.
Por exemplo, o isótopo radioativo tálio pode identificarPor exemplo, o isótopo radioativo tálio pode identificar
vasos sanguíneos bloqueados em pacientes sem provocarvasos sanguíneos bloqueados em pacientes sem provocar
algum tipo de dano.algum tipo de dano.
 O carbono-14 pode ser utilizado na datação de fósseis.O carbono-14 pode ser utilizado na datação de fósseis.
Como sabermos de umComo sabermos de um
elemento é radioativo ou não?elemento é radioativo ou não?
 Admite-se que a estabilidade do núcleoAdmite-se que a estabilidade do núcleo
de um átomo esteja ligada à relação entrede um átomo esteja ligada à relação entre
o número de nêutrons (n) e o número deo número de nêutrons (n) e o número de
prótons (p).prótons (p).
 Relação: N/p =Relação: N/p = Menor ou igual a 1,5 para ser estável.Menor ou igual a 1,5 para ser estável.
Os elementos radioativos naturais emitem três tipos deOs elementos radioativos naturais emitem três tipos de
radiações:radiações:
αα,, ββee γγ ..
Tipos de Radiações:Tipos de Radiações:
 1-1-Emissões alfaEmissões alfa ((22αα44
) : partículas com carga) : partículas com carga
elétrica positiva, constituídas de 2 prótons e 2elétrica positiva, constituídas de 2 prótons e 2
nêutrons.nêutrons.
 Poder de penetraçãoPoder de penetração : pequeno, são detidas por: pequeno, são detidas por
pele, folha de papel ou 7 cm de ar.pele, folha de papel ou 7 cm de ar.
 Poder ionizante ao arPoder ionizante ao ar : elevado, por onde: elevado, por onde
passam capturam elétrons, transformando-sepassam capturam elétrons, transformando-se
em átomos de Hélio.em átomos de Hélio.
Partícula alfaPartícula alfa
É constituída por 2 prótons e 2 nêutrons (núcleo deÉ constituída por 2 prótons e 2 nêutrons (núcleo de
hélio).hélio).
Quando um núcleo emite uma partícula alfa, seuQuando um núcleo emite uma partícula alfa, seu
número atômico fica reduzido de duas unidades, enúmero atômico fica reduzido de duas unidades, e
seu número de massa, de quatro unidades.seu número de massa, de quatro unidades.
1ª Lei da Radioatividade (lei de Soddy)1ª Lei da Radioatividade (lei de Soddy) :: ""Quando umQuando um
núcleo emite uma partícula alfa (núcleo emite uma partícula alfa (αα) , seu número atômico) , seu número atômico
diminui de suas unidades e seu número de massa diminuidiminui de suas unidades e seu número de massa diminui
de quatro unidades."de quatro unidades."

ZZ XX AA
== 22 αα44
++ Z - 2Z - 2 YY A -4A -4

Ex:Ex: 9292 UU 235235
== 22 αα44
++ 9090 ThTh 231231
   2-2-Emissões betaEmissões beta (( -1-1 ββ 00
)) : partículas com carga: partículas com carga
elétrica negativa e massa desprezível (elétronselétrica negativa e massa desprezível (elétrons
atirados para fora do núcleo) .atirados para fora do núcleo) .
 nêutron =nêutron = prótonpróton ++ elétronelétron ++ neutrinoneutrino
 Os prótons permanecem no núcleo e osOs prótons permanecem no núcleo e os
elétrons e neutrinos são atirados foraelétrons e neutrinos são atirados fora
dele.dele.
 Ou:Ou: 00 nn 11
== 11 pp 11
++ -1-1 bb 00
++ neutrinoneutrino
Poder de penetraçãoPoder de penetração : 50 a 100 vezes mais: 50 a 100 vezes mais
penetrantes que as partículas alfa. São detidaspenetrantes que as partículas alfa. São detidas
por 1 cm de alumínio (Apor 1 cm de alumínio (All) ou 2 mm de chumbo) ou 2 mm de chumbo
(Pb).(Pb).
Danos os organismosDanos os organismos : maiores do que as: maiores do que as
emissões alfa, podem penetrar até 2 cm do corpoemissões alfa, podem penetrar até 2 cm do corpo
humano e causar danos sérioshumano e causar danos sérios
 2ª Lei da Radioatividade2ª Lei da Radioatividade (lei de Soddy-Fajans-Russel)(lei de Soddy-Fajans-Russel) ::
"Quando um núcleo emite uma partícula beta (b) , seu número"Quando um núcleo emite uma partícula beta (b) , seu número
atômico aumenta de uma unidade e seu número de massa não seatômico aumenta de uma unidade e seu número de massa não se
altera."altera."
Z X A
= -1β 0
+ Z + 1 Y A
Ex: 83 Bi210
= -1 β 0
+ 84 Po 210
   3-3-Emissões gamaEmissões gama((00γγ00
)) :: são ondas eletromagnéticas,são ondas eletromagnéticas,
da mesma natureza da luz, semelhantes ao raio X. Semda mesma natureza da luz, semelhantes ao raio X. Sem
carga elétrica nem massa.carga elétrica nem massa.
Poder de penetraçãoPoder de penetração:: alto, são mais penetrantesalto, são mais penetrantes
que raios X. são detidas por 5 cm de chumbo (Pb)que raios X. são detidas por 5 cm de chumbo (Pb)
..
Danos à saúdeDanos à saúde:: máximo, pois podem atravessar omáximo, pois podem atravessar o
corpo humano, causando danos irreparáveis.corpo humano, causando danos irreparáveis.
RADIAÇÃO GAMA: a radiação gama é formada por ondas
eletromagnéticas emitidas por núcleos instáveis logo em
seguida à emissão de uma partícula alfa ou beta.
92U238
 α + β + 88Ra2264
2
0
-1
3 2
Ex:
Tipo Característica Velocidade
Grau de
penetração
Poder ionizante
relativo
2α4 Semelhante ao
núcleo do He
10% de c
Não penetrante
mas causa
danos
10.000
-1β0 Elétron
Menor que 90%
de c
Moderadamente
penetrante
100
0γ0 Onda eletromag-
nética (fóton)
300.000 km/s
Muito
penetrante,
geralmente
acompanha
outra radiação
1
+1β0 Pósitron (anti-
elétron)
Menor que 90%
de c
Moderadamente
penetrante
100
1p1 Próton 10% de c
Moderado a
baixo
100
0n1 Nêutron
Menor que 10%
de c
Muito penetrante 1
Emissões radioativas
EMISSÃO DE PÓSITRON: O pósitron (+1β0
) possui a
mesma massa do elétrons, mas carga positiva. Esta
emissão pode ser considerada como sendo a carga
positiva liberada quando um próton é convertido em
um nêutron (inverso da emissão beta). O número
atômico decresce uma unidade e o número de
massa permanece constante. A mudança nuclear é a
mesma da captura eletrônica.
22Ti44
 21Sc44
+ +1β0
EMISSÃO DE PRÓTRON E DE NÊUTRON: Esses
dois processos são menos comuns e tendem a
ocorrer somente em casos especiais. A perda de um
próton decresce uma unidade em ambos, massa e
número atômico. A perda de um nêutron decresce
somente o número de massa de uma unidade.
30Zn57
 29Cu56
+ 1p1
34Se91
 34Se90
+ 0n1
Poder de PenetraçãoPoder de Penetração
Efeitos da Radiação NuclearEfeitos da Radiação Nuclear
Questão:Questão:
(Unirio-RJ) O elemento radioativo natural
90Th232 , após uma série de emissões alfa
e beta, isto é, por decaimento radioativo,
converte-se em um isótopo não-radioativo,
estável, do elemento chumbo, 82Pb208 . O
número de partículas alfa e beta, emitidas
após o processo, é, respectivamente, de:
a)5 e 2
b)5 e 5
c)6 e 4
d)6 e 5
TEMPO DE MEIA-VIDA (t½) ou PERÍODO DE
SEMIDESINTEGRAÇÃO (P)
É o tempo necessário para que metade da quantidade de um
radionuclídeo presente em uma amostra radioativa sofra
decaimento radioativo.
TEMPO DE MEIA-VIDA (t½) ou PERÍODO DE
SEMIDESINTEGRAÇÃO (P)
n
inicialm
m
2
=
RadioisótopoRadioisótopo Tempo de meia-vidaTempo de meia-vida
220
86Rn 55,6 segundos
218
84Po 3,08 minutos
95
43Tc 20,0 horas
234
90Th 24,1 dias
90
38Sr 29,1 anos
14
6C 5.715 anos
10
4Be 1,52 milhão de anos
238
92U 4,46 bilhões de anos
CINÉTICA DAS EMISSÕES
RADIOATIVAS
Vida média (1/k):
A velocidade de desintegração ou atividade
radioativa não depende de fatores externos como
pressão e temperatura, nem da substância sob a
qual se apresenta o elemento radioativo. Só depende
do número de átomos N do elemento radioativo
presentes na amostra.
MédiaVidat 7,02
1 ≅
Carbono-14Carbono-14
 Aplicação importante para o conceito de
meia-vida.
 Carbono 14 forma-se naturalmente no ar
atmosférico quando nêutrons oriundos
dos choques dos raios cósmicos com
átomos presentes na atmosfera colidem
com núcleos de nitrogênio
 14N7 + 1n0  14C6 + 1p1
Carbono-14Carbono-14
 O carbono 14 reage então com o oxigênio
do ar formando gás carbônico radioativo,
*CO2.
C + O2  *CO2
 CO2 radioativo Absorvido por meio da
fotossíntese (vegetais) e alimentação
(animais)
 Níveis constantes: Decaimento de *CO2
por emissão de partículas b.
14C6  0b-1 + 14N7
ExemploExemplo
Mediu-se a radiatividade de uma amostra arqueológica de
madeira, verificando-se que o nível de sua radiatividade
devido ao carbono 14 era 1/16 do apresentado por uma
amostra de madeira recente. Sabendo-se que a meia-vida
do isótopo 14C é 5.600 anos, a idade, em anos, dessa
amostra é:
TRANSMUTAÇÃO NUCLEARTRANSMUTAÇÃO NUCLEAR
 FISSÃO NUCLEAR:FISSÃO NUCLEAR:éé a divisão de uma divisão de um núcleo atômiconúcleo atômico
pesado e instável através do seu bombardeamento compesado e instável através do seu bombardeamento com
nêutrons - obtendo dois núcleos menores, nêutrons e anêutrons - obtendo dois núcleos menores, nêutrons e a
liberação de uma quantidade enorme de energia.liberação de uma quantidade enorme de energia.

9292 UU235235
 +  +  00 nn11
   5656 BaBa142142
++ 3636 KrKr9191
+ 3+ 3 00 nn11
++ 4,6 . 109kcal4,6 . 109kcal
 Os nêutrons liberados na reação, irão provocar a fissão deOs nêutrons liberados na reação, irão provocar a fissão de
novos núcleos, liberando outros nêutrons, ocorrendo entãonovos núcleos, liberando outros nêutrons, ocorrendo então
uma reação em cadeia:uma reação em cadeia:
     Essa reação é responsável pelo funcionamento de reatoresEssa reação é responsável pelo funcionamento de reatores
nucleares e pela desintegração da bomba atômica.nucleares e pela desintegração da bomba atômica.
CURVA DE DECAIMENTOCURVA DE DECAIMENTO
RADIOATIVORADIOATIVO
FISSÃO NUCLEARFISSÃO NUCLEAR
FISSÃO NUCLEARFISSÃO NUCLEAR
n + 235
U → 141
Ba + 92
Kr + 3(4) n + ~200 MeV
ENERGIA LIBERADAENERGIA LIBERADA
A fissão completa de 1kg de 235
U libera
aproximadamente 8 x 1013
joules,
suficiente para ferver 270 milhões de
litros de água.
Fusão Nuclear:Fusão Nuclear:
 É a junção de dois ou mais núcleos atômicos produzindoÉ a junção de dois ou mais núcleos atômicos produzindo
um único núcleo maior, com liberação de grandeum único núcleo maior, com liberação de grande
quantidade de energia. Nas estrelas como o Sol, ocorrequantidade de energia. Nas estrelas como o Sol, ocorre
a contínua irradiação de energia (luz, calor, ultravioleta,a contínua irradiação de energia (luz, calor, ultravioleta,
etc.)proveniente da reação de fusão nuclear:etc.)proveniente da reação de fusão nuclear:

   4 1H1
  =  2He4
  +   outras partículas   +   energia
(Condições de temperatura e pressão: 106 ºC  ,  104 atm)
O Sol é um grande reator de fusão nuclear
FUSÃO NUCLEARFUSÃO NUCLEAR
FUSÃO NUCLEARFUSÃO NUCLEAR
ENERGIA LIBERADAENERGIA LIBERADA
A fusão completa de 1 kg de deutério na reação
2
H + 2
H → 3
H + n
libera aproximadamente 1014
joules.
SÉRIES RADIOATIVAS
HIROSHIMA – 06/AGO/1945
NAGASAKI – 10/AGO/1945
Aplicações da RadioatividadeAplicações da Radioatividade
 Hoje ela é usada em diversos campos daHoje ela é usada em diversos campos da
atividade humana(medicina,atividade humana(medicina,
Arqueologia,agricultura, indústria).Arqueologia,agricultura, indústria).
 O rádio que é um elemento resultante doO rádio que é um elemento resultante do
decaimento do urânio; é utilizado na radioterapia.decaimento do urânio; é utilizado na radioterapia.
 Rádio: elemento utilizado para tratamentos deRádio: elemento utilizado para tratamentos de
câncer, mas a longa exposição a tal elementocâncer, mas a longa exposição a tal elemento
radioativo pode ser fatal.radioativo pode ser fatal.
 Através da análise da meia vida de taisAtravés da análise da meia vida de tais
elementos radioativos, pode-se prever a idade daelementos radioativos, pode-se prever a idade da
Terra.Terra.
--Efeitos biológicosEfeitos biológicos :: as radiações podem ser utilizadasas radiações podem ser utilizadas
com fins benéficos, no tratamento de algumas espécies decom fins benéficos, no tratamento de algumas espécies de
câncer, em dosagens apropriadas. Mas em quantidadescâncer, em dosagens apropriadas. Mas em quantidades
elevadas, são nocivas aos tecidos vivos, causam grandeelevadas, são nocivas aos tecidos vivos, causam grande
perda das defesas naturais, queimaduras e hemorragias.perda das defesas naturais, queimaduras e hemorragias.
Também afetam o DNA, provocando mutações genéticasTambém afetam o DNA, provocando mutações genéticas
 RADIOTERAPIARADIOTERAPIA ::
Usos das reaçõesUsos das reações
nucleares:nucleares:
 --Produção de energia elétricaProdução de energia elétrica: os reatores nucleares: os reatores nucleares
produzem energia elétrica. Baterias nucleares sãoproduzem energia elétrica. Baterias nucleares são
também utilizadas para propulsão de navios etambém utilizadas para propulsão de navios e
submarinossubmarinos
Bibliografia e referênciasBibliografia e referências
bibliográficasbibliográficas
 ATINKS, Peter; LORETTA, Jones. Princípios de
Química: Questionando a vida moderna e o meio
ambiente. Porto Alegre, Bookman, 2001.
 OKUNO, Emico. Radiação: efeitos, riscos e benefícios.
São Paulo, Harbra,1988.
 http://www.if.ufrgs.br/cref/radio
 TIPLER, P. Física Moderna. Editora Ltc , terceira edição.
 Apresentação pesquisada na Internet elaborada por
Ana Budião e adaptada.
 http://www.profpc.com.br/radioatividade.htm(recomenda
do)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
Escola do Recife
 
Radioatividade Teoria
Radioatividade   TeoriaRadioatividade   Teoria
Radioatividade Teoria
Cursos Profissionalizantes
 
Aula radioatividade
Aula radioatividadeAula radioatividade
Aula radioatividade
Nai Mariano
 
Decaimento Radioativo
Decaimento RadioativoDecaimento Radioativo
Decaimento Radioativo
ansansil
 
RADIOATIVIDADE - EXERCÍCIOS
RADIOATIVIDADE - EXERCÍCIOSRADIOATIVIDADE - EXERCÍCIOS
RADIOATIVIDADE - EXERCÍCIOS
Cursos Profissionalizantes
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
Luana Salgueiro
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
João Paulo Luna
 
FÍSICA DAS RADIAÇÕES
FÍSICA DAS RADIAÇÕESFÍSICA DAS RADIAÇÕES
FÍSICA DAS RADIAÇÕES
Herculys Douglas Clímaco Marques
 
Radiotividade
RadiotividadeRadiotividade
Radiotividade
Adrianne Mendonça
 
Química: Radioatividade
Química: RadioatividadeQuímica: Radioatividade
Química: Radioatividade
Victor Ramos de Almeida
 
Aula biofísica da Radioatividade
Aula biofísica da RadioatividadeAula biofísica da Radioatividade
Aula biofísica da Radioatividade
Lar D
 
Seminário Introdução à Física Nuclear
Seminário Introdução à Física NuclearSeminário Introdução à Física Nuclear
Seminário Introdução à Física Nuclear
Renato Bafi
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radiações 1 aula
Radiações 1 aulaRadiações 1 aula
Radiações 1 aula
Olavo Duarte
 
radioatividade quimica
radioatividade quimica radioatividade quimica
radioatividade quimica
Daniel Tavares
 
Quimica radioatividade
Quimica radioatividadeQuimica radioatividade
Quimica radioatividade
mnmaill
 
Trabalho escrito - Radiação
Trabalho escrito - RadiaçãoTrabalho escrito - Radiação
Trabalho escrito - Radiação
Thais Pinheiro
 
Radioatividadegrupo 2
Radioatividadegrupo 2Radioatividadegrupo 2
Radioatividadegrupo 2
Joanez Carlos Silva
 
Quimica 002 radioatividade
Quimica  002 radioatividadeQuimica  002 radioatividade
Quimica 002 radioatividade
con_seguir
 
Radiacoes em MN
Radiacoes em MNRadiacoes em MN
Radiacoes em MN
caduanselmi
 

Mais procurados (20)

Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
Radioatividade Teoria
Radioatividade   TeoriaRadioatividade   Teoria
Radioatividade Teoria
 
Aula radioatividade
Aula radioatividadeAula radioatividade
Aula radioatividade
 
Decaimento Radioativo
Decaimento RadioativoDecaimento Radioativo
Decaimento Radioativo
 
RADIOATIVIDADE - EXERCÍCIOS
RADIOATIVIDADE - EXERCÍCIOSRADIOATIVIDADE - EXERCÍCIOS
RADIOATIVIDADE - EXERCÍCIOS
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
FÍSICA DAS RADIAÇÕES
FÍSICA DAS RADIAÇÕESFÍSICA DAS RADIAÇÕES
FÍSICA DAS RADIAÇÕES
 
Radiotividade
RadiotividadeRadiotividade
Radiotividade
 
Química: Radioatividade
Química: RadioatividadeQuímica: Radioatividade
Química: Radioatividade
 
Aula biofísica da Radioatividade
Aula biofísica da RadioatividadeAula biofísica da Radioatividade
Aula biofísica da Radioatividade
 
Seminário Introdução à Física Nuclear
Seminário Introdução à Física NuclearSeminário Introdução à Física Nuclear
Seminário Introdução à Física Nuclear
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
Radiações 1 aula
Radiações 1 aulaRadiações 1 aula
Radiações 1 aula
 
radioatividade quimica
radioatividade quimica radioatividade quimica
radioatividade quimica
 
Quimica radioatividade
Quimica radioatividadeQuimica radioatividade
Quimica radioatividade
 
Trabalho escrito - Radiação
Trabalho escrito - RadiaçãoTrabalho escrito - Radiação
Trabalho escrito - Radiação
 
Radioatividadegrupo 2
Radioatividadegrupo 2Radioatividadegrupo 2
Radioatividadegrupo 2
 
Quimica 002 radioatividade
Quimica  002 radioatividadeQuimica  002 radioatividade
Quimica 002 radioatividade
 
Radiacoes em MN
Radiacoes em MNRadiacoes em MN
Radiacoes em MN
 

Destaque

Isótopos e suas aplicações
Isótopos e suas aplicaçõesIsótopos e suas aplicações
Isótopos e suas aplicações
maariane27
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
Cláudio Santos
 
Carbono14
Carbono14Carbono14
Datação por Carbono-14 - Conteúdo vinculado ao blog http://fisicanoenem....
Datação por Carbono-14 - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisicanoenem....Datação por Carbono-14 - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisicanoenem....
Datação por Carbono-14 - Conteúdo vinculado ao blog http://fisicanoenem....
Rodrigo Penna
 
3.2. tamanho e massa dos átomos
3.2. tamanho e massa  dos átomos3.2. tamanho e massa  dos átomos
3.2. tamanho e massa dos átomos
manuelacfq
 
Elemento quimicos e isotopos
Elemento quimicos e isotoposElemento quimicos e isotopos
Elemento quimicos e isotopos
Isadora Girio
 
Carbono 14
Carbono 14Carbono 14
Carbono 14
Guilherme Cardozo
 
Idade Relativa e Idade Radiométrica
Idade Relativa e Idade RadiométricaIdade Relativa e Idade Radiométrica
Idade Relativa e Idade Radiométrica
Gabriela Bruno
 
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA IMAGINOLOGIA
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA IMAGINOLOGIAINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA IMAGINOLOGIA
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA IMAGINOLOGIA
Thassiany Sarmento
 
Elementos Químicos
Elementos QuímicosElementos Químicos
Elementos Químicos
LuisMagina
 
E S T A D O S D E L A M A T E R I A Y U N I O N E S I N T E R M O L E C...
E S T A D O S  D E  L A  M A T E R I A  Y  U N I O N E S  I N T E R M O L E C...E S T A D O S  D E  L A  M A T E R I A  Y  U N I O N E S  I N T E R M O L E C...
E S T A D O S D E L A M A T E R I A Y U N I O N E S I N T E R M O L E C...
jaival
 

Destaque (11)

Isótopos e suas aplicações
Isótopos e suas aplicaçõesIsótopos e suas aplicações
Isótopos e suas aplicações
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
Carbono14
Carbono14Carbono14
Carbono14
 
Datação por Carbono-14 - Conteúdo vinculado ao blog http://fisicanoenem....
Datação por Carbono-14 - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisicanoenem....Datação por Carbono-14 - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisicanoenem....
Datação por Carbono-14 - Conteúdo vinculado ao blog http://fisicanoenem....
 
3.2. tamanho e massa dos átomos
3.2. tamanho e massa  dos átomos3.2. tamanho e massa  dos átomos
3.2. tamanho e massa dos átomos
 
Elemento quimicos e isotopos
Elemento quimicos e isotoposElemento quimicos e isotopos
Elemento quimicos e isotopos
 
Carbono 14
Carbono 14Carbono 14
Carbono 14
 
Idade Relativa e Idade Radiométrica
Idade Relativa e Idade RadiométricaIdade Relativa e Idade Radiométrica
Idade Relativa e Idade Radiométrica
 
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA IMAGINOLOGIA
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA IMAGINOLOGIAINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA IMAGINOLOGIA
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA IMAGINOLOGIA
 
Elementos Químicos
Elementos QuímicosElementos Químicos
Elementos Químicos
 
E S T A D O S D E L A M A T E R I A Y U N I O N E S I N T E R M O L E C...
E S T A D O S  D E  L A  M A T E R I A  Y  U N I O N E S  I N T E R M O L E C...E S T A D O S  D E  L A  M A T E R I A  Y  U N I O N E S  I N T E R M O L E C...
E S T A D O S D E L A M A T E R I A Y U N I O N E S I N T E R M O L E C...
 

Semelhante a Radioatividade

Radiação ionizante e não ionizante
Radiação ionizante e não ionizanteRadiação ionizante e não ionizante
Radiação ionizante e não ionizante
Robson Peixoto
 
Seminário Radionucídeos
Seminário RadionucídeosSeminário Radionucídeos
Seminário Radionucídeos
Ivan Ribeiro
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
Marcelo Mateus
 
Radioatividade [Salvo automaticamente].pptx
Radioatividade [Salvo automaticamente].pptxRadioatividade [Salvo automaticamente].pptx
Radioatividade [Salvo automaticamente].pptx
VaniaMaria37
 
Radiação cecília
Radiação   cecíliaRadiação   cecília
Radiação cecília
Eliene Carmo da Silva
 
Apresentação2.pptx FISICA DAS RADIAÇÕES 222
Apresentação2.pptx FISICA DAS RADIAÇÕES 222Apresentação2.pptx FISICA DAS RADIAÇÕES 222
Apresentação2.pptx FISICA DAS RADIAÇÕES 222
marioaraujorosas1
 
Radioatividade para blog
Radioatividade para blogRadioatividade para blog
Radioatividade para blog
Glaucia Perez
 
História e física
História e físicaHistória e física
História e física
Escola Técnica Destake NI
 
FÍSICA DAS RADIAÇÕES
FÍSICA DAS RADIAÇÕESFÍSICA DAS RADIAÇÕES
FÍSICA DAS RADIAÇÕES
Magno Cavalheiro
 
Aula de Física das radiações I - PPTX.pptx
Aula de Física das radiações I - PPTX.pptxAula de Física das radiações I - PPTX.pptx
Aula de Física das radiações I - PPTX.pptx
JosivaldoSilva32
 
energia nuclear.pptx
energia nuclear.pptxenergia nuclear.pptx
energia nuclear.pptx
LeoBean
 
RADIOATIVIDADE - TEORIA
RADIOATIVIDADE - TEORIARADIOATIVIDADE - TEORIA
RADIOATIVIDADE - TEORIA
Cursos Profissionalizantes
 
atenuação.pdf ,LW,LWÇ,,WLÇQDLDE,DQLED,LEDELD
atenuação.pdf ,LW,LWÇ,,WLÇQDLDE,DQLED,LEDELDatenuação.pdf ,LW,LWÇ,,WLÇQDLDE,DQLED,LEDELD
atenuação.pdf ,LW,LWÇ,,WLÇQDLDE,DQLED,LEDELD
BrendoDutraDutra
 
AULA DE FÍSICA DAS RADIAÇÕES
AULA DE FÍSICA DAS RADIAÇÕESAULA DE FÍSICA DAS RADIAÇÕES
AULA DE FÍSICA DAS RADIAÇÕES
Magno Cavalheiro
 
Física Nuclear
Física NuclearFísica Nuclear
Física Nuclear
Pibid Física
 
Emiko okuno efeitos biologicos acidente_goiania
Emiko okuno efeitos biologicos acidente_goianiaEmiko okuno efeitos biologicos acidente_goiania
Emiko okuno efeitos biologicos acidente_goiania
Bruna Amaral
 
Radioatividade - profª Nília
Radioatividade - profª NíliaRadioatividade - profª Nília
Radioatividade - profª Nília
ProfªThaiza Montine
 
Radioatividade.
Radioatividade.Radioatividade.
Radioatividade.
Douglas Salgado
 
Modelo atomico
Modelo atomicoModelo atomico
Modelo atomico
Graziella Trovati
 
Modelos atomicos
Modelos atomicosModelos atomicos
Modelos atomicos
rdsantos
 

Semelhante a Radioatividade (20)

Radiação ionizante e não ionizante
Radiação ionizante e não ionizanteRadiação ionizante e não ionizante
Radiação ionizante e não ionizante
 
Seminário Radionucídeos
Seminário RadionucídeosSeminário Radionucídeos
Seminário Radionucídeos
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
Radioatividade [Salvo automaticamente].pptx
Radioatividade [Salvo automaticamente].pptxRadioatividade [Salvo automaticamente].pptx
Radioatividade [Salvo automaticamente].pptx
 
Radiação cecília
Radiação   cecíliaRadiação   cecília
Radiação cecília
 
Apresentação2.pptx FISICA DAS RADIAÇÕES 222
Apresentação2.pptx FISICA DAS RADIAÇÕES 222Apresentação2.pptx FISICA DAS RADIAÇÕES 222
Apresentação2.pptx FISICA DAS RADIAÇÕES 222
 
Radioatividade para blog
Radioatividade para blogRadioatividade para blog
Radioatividade para blog
 
História e física
História e físicaHistória e física
História e física
 
FÍSICA DAS RADIAÇÕES
FÍSICA DAS RADIAÇÕESFÍSICA DAS RADIAÇÕES
FÍSICA DAS RADIAÇÕES
 
Aula de Física das radiações I - PPTX.pptx
Aula de Física das radiações I - PPTX.pptxAula de Física das radiações I - PPTX.pptx
Aula de Física das radiações I - PPTX.pptx
 
energia nuclear.pptx
energia nuclear.pptxenergia nuclear.pptx
energia nuclear.pptx
 
RADIOATIVIDADE - TEORIA
RADIOATIVIDADE - TEORIARADIOATIVIDADE - TEORIA
RADIOATIVIDADE - TEORIA
 
atenuação.pdf ,LW,LWÇ,,WLÇQDLDE,DQLED,LEDELD
atenuação.pdf ,LW,LWÇ,,WLÇQDLDE,DQLED,LEDELDatenuação.pdf ,LW,LWÇ,,WLÇQDLDE,DQLED,LEDELD
atenuação.pdf ,LW,LWÇ,,WLÇQDLDE,DQLED,LEDELD
 
AULA DE FÍSICA DAS RADIAÇÕES
AULA DE FÍSICA DAS RADIAÇÕESAULA DE FÍSICA DAS RADIAÇÕES
AULA DE FÍSICA DAS RADIAÇÕES
 
Física Nuclear
Física NuclearFísica Nuclear
Física Nuclear
 
Emiko okuno efeitos biologicos acidente_goiania
Emiko okuno efeitos biologicos acidente_goianiaEmiko okuno efeitos biologicos acidente_goiania
Emiko okuno efeitos biologicos acidente_goiania
 
Radioatividade - profª Nília
Radioatividade - profª NíliaRadioatividade - profª Nília
Radioatividade - profª Nília
 
Radioatividade.
Radioatividade.Radioatividade.
Radioatividade.
 
Modelo atomico
Modelo atomicoModelo atomico
Modelo atomico
 
Modelos atomicos
Modelos atomicosModelos atomicos
Modelos atomicos
 

Último

Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 

Radioatividade

  • 2. CONCEITO DECONCEITO DE RADIOATIVIDADERADIOATIVIDADE ::  É a propriedade que possuem certos elementosÉ a propriedade que possuem certos elementos de se desintegrarem emitindo partículas ede se desintegrarem emitindo partículas e radiações devido a uma instabilidade no núcleoradiações devido a uma instabilidade no núcleo do átomo.do átomo.  A radioatividade ocorre porque as forças de ligações do núcleo são insuficientes para manter suas partículas perfeitamente ligadas. Exemplo: urânio–235, o césio–137, o cobalto–60,Exemplo: urânio–235, o césio–137, o cobalto–60, o tório–232o tório–232
  • 3. Como foi descobertaComo foi descoberta??  1895- Rontgen descobriu os raios X.1895- Rontgen descobriu os raios X.  1896 – Bequerel foi encarregado de verificar a1896 – Bequerel foi encarregado de verificar a descoberta por Rontgen e acabou descobrindodescoberta por Rontgen e acabou descobrindo a radioatividade pela observação daa radioatividade pela observação da fluorescência de alguns minerais.fluorescência de alguns minerais.  1898- Marie Curie descobriu o polônio e o rádio1898- Marie Curie descobriu o polônio e o rádio devida sua intensa atividade.devida sua intensa atividade.  1889, Rutherford identificou a natureza de dois1889, Rutherford identificou a natureza de dois tipos distintos de radiação: alfa e beta. E Villard ,tipos distintos de radiação: alfa e beta. E Villard , a radiação gama.a radiação gama.
  • 4.  O homem sempreO homem sempre conviveu com a radioatividade.conviveu com a radioatividade.  Na superfície terrestre pode ser detectadaNa superfície terrestre pode ser detectada energia proveniente de raios cósmicos e daenergia proveniente de raios cósmicos e da radiação solar ultravioleta.radiação solar ultravioleta.  Nas rochas, encontramos elementos radioativos,Nas rochas, encontramos elementos radioativos, como ocomo o urânio-238, urânio-235, tório-232,urânio-238, urânio-235, tório-232, rádio-226 e rádio-228.rádio-226 e rádio-228. RADIOATIVIDADERADIOATIVIDADE
  • 5. Vai uma banana ai?Vai uma banana ai? Até mesmo em vegetais pode ser detectada a radioatividade: •As bananas, por exemplo, contêm potássio-40. • As plantas, o carbono-14. •No nosso sangue e ossos encontram-se potássio-40, carbono-14 e rádio-226.
  • 6. OUTROS CONCEITOSOUTROS CONCEITOS A reação nuclear é denominada decomposição radioativa, transmutação ou decaimento. As entidades emitidas pelo núcleo são denominadas de radiações.
  • 7. Radioisótopo( isótopo radioativo)Radioisótopo( isótopo radioativo)  Caracteriza-se por apresentar um núcleo atômicoCaracteriza-se por apresentar um núcleo atômico instável que emite energia quando se transforma numinstável que emite energia quando se transforma num isótopo mais estável.isótopo mais estável.  Os isótopos radioativos tem aplicações em medicina e,Os isótopos radioativos tem aplicações em medicina e, em outras áreas, como na datação radiométrica.em outras áreas, como na datação radiométrica. Por exemplo, o isótopo radioativo tálio pode identificarPor exemplo, o isótopo radioativo tálio pode identificar vasos sanguíneos bloqueados em pacientes sem provocarvasos sanguíneos bloqueados em pacientes sem provocar algum tipo de dano.algum tipo de dano.  O carbono-14 pode ser utilizado na datação de fósseis.O carbono-14 pode ser utilizado na datação de fósseis.
  • 8. Como sabermos de umComo sabermos de um elemento é radioativo ou não?elemento é radioativo ou não?  Admite-se que a estabilidade do núcleoAdmite-se que a estabilidade do núcleo de um átomo esteja ligada à relação entrede um átomo esteja ligada à relação entre o número de nêutrons (n) e o número deo número de nêutrons (n) e o número de prótons (p).prótons (p).  Relação: N/p =Relação: N/p = Menor ou igual a 1,5 para ser estável.Menor ou igual a 1,5 para ser estável.
  • 9. Os elementos radioativos naturais emitem três tipos deOs elementos radioativos naturais emitem três tipos de radiações:radiações: αα,, ββee γγ ..
  • 10. Tipos de Radiações:Tipos de Radiações:  1-1-Emissões alfaEmissões alfa ((22αα44 ) : partículas com carga) : partículas com carga elétrica positiva, constituídas de 2 prótons e 2elétrica positiva, constituídas de 2 prótons e 2 nêutrons.nêutrons.  Poder de penetraçãoPoder de penetração : pequeno, são detidas por: pequeno, são detidas por pele, folha de papel ou 7 cm de ar.pele, folha de papel ou 7 cm de ar.  Poder ionizante ao arPoder ionizante ao ar : elevado, por onde: elevado, por onde passam capturam elétrons, transformando-sepassam capturam elétrons, transformando-se em átomos de Hélio.em átomos de Hélio.
  • 11. Partícula alfaPartícula alfa É constituída por 2 prótons e 2 nêutrons (núcleo deÉ constituída por 2 prótons e 2 nêutrons (núcleo de hélio).hélio). Quando um núcleo emite uma partícula alfa, seuQuando um núcleo emite uma partícula alfa, seu número atômico fica reduzido de duas unidades, enúmero atômico fica reduzido de duas unidades, e seu número de massa, de quatro unidades.seu número de massa, de quatro unidades.
  • 12. 1ª Lei da Radioatividade (lei de Soddy)1ª Lei da Radioatividade (lei de Soddy) :: ""Quando umQuando um núcleo emite uma partícula alfa (núcleo emite uma partícula alfa (αα) , seu número atômico) , seu número atômico diminui de suas unidades e seu número de massa diminuidiminui de suas unidades e seu número de massa diminui de quatro unidades."de quatro unidades."  ZZ XX AA == 22 αα44 ++ Z - 2Z - 2 YY A -4A -4  Ex:Ex: 9292 UU 235235 == 22 αα44 ++ 9090 ThTh 231231
  • 13.    2-2-Emissões betaEmissões beta (( -1-1 ββ 00 )) : partículas com carga: partículas com carga elétrica negativa e massa desprezível (elétronselétrica negativa e massa desprezível (elétrons atirados para fora do núcleo) .atirados para fora do núcleo) .  nêutron =nêutron = prótonpróton ++ elétronelétron ++ neutrinoneutrino  Os prótons permanecem no núcleo e osOs prótons permanecem no núcleo e os elétrons e neutrinos são atirados foraelétrons e neutrinos são atirados fora dele.dele.  Ou:Ou: 00 nn 11 == 11 pp 11 ++ -1-1 bb 00 ++ neutrinoneutrino
  • 14. Poder de penetraçãoPoder de penetração : 50 a 100 vezes mais: 50 a 100 vezes mais penetrantes que as partículas alfa. São detidaspenetrantes que as partículas alfa. São detidas por 1 cm de alumínio (Apor 1 cm de alumínio (All) ou 2 mm de chumbo) ou 2 mm de chumbo (Pb).(Pb). Danos os organismosDanos os organismos : maiores do que as: maiores do que as emissões alfa, podem penetrar até 2 cm do corpoemissões alfa, podem penetrar até 2 cm do corpo humano e causar danos sérioshumano e causar danos sérios  2ª Lei da Radioatividade2ª Lei da Radioatividade (lei de Soddy-Fajans-Russel)(lei de Soddy-Fajans-Russel) :: "Quando um núcleo emite uma partícula beta (b) , seu número"Quando um núcleo emite uma partícula beta (b) , seu número atômico aumenta de uma unidade e seu número de massa não seatômico aumenta de uma unidade e seu número de massa não se altera."altera." Z X A = -1β 0 + Z + 1 Y A Ex: 83 Bi210 = -1 β 0 + 84 Po 210
  • 15.    3-3-Emissões gamaEmissões gama((00γγ00 )) :: são ondas eletromagnéticas,são ondas eletromagnéticas, da mesma natureza da luz, semelhantes ao raio X. Semda mesma natureza da luz, semelhantes ao raio X. Sem carga elétrica nem massa.carga elétrica nem massa. Poder de penetraçãoPoder de penetração:: alto, são mais penetrantesalto, são mais penetrantes que raios X. são detidas por 5 cm de chumbo (Pb)que raios X. são detidas por 5 cm de chumbo (Pb) .. Danos à saúdeDanos à saúde:: máximo, pois podem atravessar omáximo, pois podem atravessar o corpo humano, causando danos irreparáveis.corpo humano, causando danos irreparáveis.
  • 16. RADIAÇÃO GAMA: a radiação gama é formada por ondas eletromagnéticas emitidas por núcleos instáveis logo em seguida à emissão de uma partícula alfa ou beta. 92U238  α + β + 88Ra2264 2 0 -1 3 2 Ex:
  • 17. Tipo Característica Velocidade Grau de penetração Poder ionizante relativo 2α4 Semelhante ao núcleo do He 10% de c Não penetrante mas causa danos 10.000 -1β0 Elétron Menor que 90% de c Moderadamente penetrante 100 0γ0 Onda eletromag- nética (fóton) 300.000 km/s Muito penetrante, geralmente acompanha outra radiação 1 +1β0 Pósitron (anti- elétron) Menor que 90% de c Moderadamente penetrante 100 1p1 Próton 10% de c Moderado a baixo 100 0n1 Nêutron Menor que 10% de c Muito penetrante 1 Emissões radioativas
  • 18. EMISSÃO DE PÓSITRON: O pósitron (+1β0 ) possui a mesma massa do elétrons, mas carga positiva. Esta emissão pode ser considerada como sendo a carga positiva liberada quando um próton é convertido em um nêutron (inverso da emissão beta). O número atômico decresce uma unidade e o número de massa permanece constante. A mudança nuclear é a mesma da captura eletrônica. 22Ti44  21Sc44 + +1β0
  • 19. EMISSÃO DE PRÓTRON E DE NÊUTRON: Esses dois processos são menos comuns e tendem a ocorrer somente em casos especiais. A perda de um próton decresce uma unidade em ambos, massa e número atômico. A perda de um nêutron decresce somente o número de massa de uma unidade. 30Zn57  29Cu56 + 1p1 34Se91  34Se90 + 0n1
  • 20. Poder de PenetraçãoPoder de Penetração
  • 21. Efeitos da Radiação NuclearEfeitos da Radiação Nuclear
  • 22. Questão:Questão: (Unirio-RJ) O elemento radioativo natural 90Th232 , após uma série de emissões alfa e beta, isto é, por decaimento radioativo, converte-se em um isótopo não-radioativo, estável, do elemento chumbo, 82Pb208 . O número de partículas alfa e beta, emitidas após o processo, é, respectivamente, de: a)5 e 2 b)5 e 5 c)6 e 4 d)6 e 5
  • 23. TEMPO DE MEIA-VIDA (t½) ou PERÍODO DE SEMIDESINTEGRAÇÃO (P) É o tempo necessário para que metade da quantidade de um radionuclídeo presente em uma amostra radioativa sofra decaimento radioativo.
  • 24. TEMPO DE MEIA-VIDA (t½) ou PERÍODO DE SEMIDESINTEGRAÇÃO (P) n inicialm m 2 =
  • 25. RadioisótopoRadioisótopo Tempo de meia-vidaTempo de meia-vida 220 86Rn 55,6 segundos 218 84Po 3,08 minutos 95 43Tc 20,0 horas 234 90Th 24,1 dias 90 38Sr 29,1 anos 14 6C 5.715 anos 10 4Be 1,52 milhão de anos 238 92U 4,46 bilhões de anos
  • 26. CINÉTICA DAS EMISSÕES RADIOATIVAS Vida média (1/k): A velocidade de desintegração ou atividade radioativa não depende de fatores externos como pressão e temperatura, nem da substância sob a qual se apresenta o elemento radioativo. Só depende do número de átomos N do elemento radioativo presentes na amostra. MédiaVidat 7,02 1 ≅
  • 27. Carbono-14Carbono-14  Aplicação importante para o conceito de meia-vida.  Carbono 14 forma-se naturalmente no ar atmosférico quando nêutrons oriundos dos choques dos raios cósmicos com átomos presentes na atmosfera colidem com núcleos de nitrogênio  14N7 + 1n0  14C6 + 1p1
  • 28. Carbono-14Carbono-14  O carbono 14 reage então com o oxigênio do ar formando gás carbônico radioativo, *CO2. C + O2  *CO2  CO2 radioativo Absorvido por meio da fotossíntese (vegetais) e alimentação (animais)  Níveis constantes: Decaimento de *CO2 por emissão de partículas b. 14C6  0b-1 + 14N7
  • 29. ExemploExemplo Mediu-se a radiatividade de uma amostra arqueológica de madeira, verificando-se que o nível de sua radiatividade devido ao carbono 14 era 1/16 do apresentado por uma amostra de madeira recente. Sabendo-se que a meia-vida do isótopo 14C é 5.600 anos, a idade, em anos, dessa amostra é:
  • 30. TRANSMUTAÇÃO NUCLEARTRANSMUTAÇÃO NUCLEAR  FISSÃO NUCLEAR:FISSÃO NUCLEAR:éé a divisão de uma divisão de um núcleo atômiconúcleo atômico pesado e instável através do seu bombardeamento compesado e instável através do seu bombardeamento com nêutrons - obtendo dois núcleos menores, nêutrons e anêutrons - obtendo dois núcleos menores, nêutrons e a liberação de uma quantidade enorme de energia.liberação de uma quantidade enorme de energia.  9292 UU235235  +  +  00 nn11    5656 BaBa142142 ++ 3636 KrKr9191 + 3+ 3 00 nn11 ++ 4,6 . 109kcal4,6 . 109kcal  Os nêutrons liberados na reação, irão provocar a fissão deOs nêutrons liberados na reação, irão provocar a fissão de novos núcleos, liberando outros nêutrons, ocorrendo entãonovos núcleos, liberando outros nêutrons, ocorrendo então uma reação em cadeia:uma reação em cadeia:      Essa reação é responsável pelo funcionamento de reatoresEssa reação é responsável pelo funcionamento de reatores nucleares e pela desintegração da bomba atômica.nucleares e pela desintegração da bomba atômica.
  • 31. CURVA DE DECAIMENTOCURVA DE DECAIMENTO RADIOATIVORADIOATIVO
  • 33. FISSÃO NUCLEARFISSÃO NUCLEAR n + 235 U → 141 Ba + 92 Kr + 3(4) n + ~200 MeV
  • 34. ENERGIA LIBERADAENERGIA LIBERADA A fissão completa de 1kg de 235 U libera aproximadamente 8 x 1013 joules, suficiente para ferver 270 milhões de litros de água.
  • 35. Fusão Nuclear:Fusão Nuclear:  É a junção de dois ou mais núcleos atômicos produzindoÉ a junção de dois ou mais núcleos atômicos produzindo um único núcleo maior, com liberação de grandeum único núcleo maior, com liberação de grande quantidade de energia. Nas estrelas como o Sol, ocorrequantidade de energia. Nas estrelas como o Sol, ocorre a contínua irradiação de energia (luz, calor, ultravioleta,a contínua irradiação de energia (luz, calor, ultravioleta, etc.)proveniente da reação de fusão nuclear:etc.)proveniente da reação de fusão nuclear:     4 1H1   =  2He4   +   outras partículas   +   energia (Condições de temperatura e pressão: 106 ºC  ,  104 atm)
  • 36. O Sol é um grande reator de fusão nuclear
  • 39. ENERGIA LIBERADAENERGIA LIBERADA A fusão completa de 1 kg de deutério na reação 2 H + 2 H → 3 H + n libera aproximadamente 1014 joules.
  • 43. Aplicações da RadioatividadeAplicações da Radioatividade  Hoje ela é usada em diversos campos daHoje ela é usada em diversos campos da atividade humana(medicina,atividade humana(medicina, Arqueologia,agricultura, indústria).Arqueologia,agricultura, indústria).  O rádio que é um elemento resultante doO rádio que é um elemento resultante do decaimento do urânio; é utilizado na radioterapia.decaimento do urânio; é utilizado na radioterapia.  Rádio: elemento utilizado para tratamentos deRádio: elemento utilizado para tratamentos de câncer, mas a longa exposição a tal elementocâncer, mas a longa exposição a tal elemento radioativo pode ser fatal.radioativo pode ser fatal.  Através da análise da meia vida de taisAtravés da análise da meia vida de tais elementos radioativos, pode-se prever a idade daelementos radioativos, pode-se prever a idade da Terra.Terra.
  • 44. --Efeitos biológicosEfeitos biológicos :: as radiações podem ser utilizadasas radiações podem ser utilizadas com fins benéficos, no tratamento de algumas espécies decom fins benéficos, no tratamento de algumas espécies de câncer, em dosagens apropriadas. Mas em quantidadescâncer, em dosagens apropriadas. Mas em quantidades elevadas, são nocivas aos tecidos vivos, causam grandeelevadas, são nocivas aos tecidos vivos, causam grande perda das defesas naturais, queimaduras e hemorragias.perda das defesas naturais, queimaduras e hemorragias. Também afetam o DNA, provocando mutações genéticasTambém afetam o DNA, provocando mutações genéticas  RADIOTERAPIARADIOTERAPIA ::
  • 45. Usos das reaçõesUsos das reações nucleares:nucleares:  --Produção de energia elétricaProdução de energia elétrica: os reatores nucleares: os reatores nucleares produzem energia elétrica. Baterias nucleares sãoproduzem energia elétrica. Baterias nucleares são também utilizadas para propulsão de navios etambém utilizadas para propulsão de navios e submarinossubmarinos
  • 46.
  • 47. Bibliografia e referênciasBibliografia e referências bibliográficasbibliográficas  ATINKS, Peter; LORETTA, Jones. Princípios de Química: Questionando a vida moderna e o meio ambiente. Porto Alegre, Bookman, 2001.  OKUNO, Emico. Radiação: efeitos, riscos e benefícios. São Paulo, Harbra,1988.  http://www.if.ufrgs.br/cref/radio  TIPLER, P. Física Moderna. Editora Ltc , terceira edição.  Apresentação pesquisada na Internet elaborada por Ana Budião e adaptada.  http://www.profpc.com.br/radioatividade.htm(recomenda do)