SlideShare uma empresa Scribd logo
O que determina a
percepção de risco?
 Valores individuais e sociais
 Cultura
 Vivência
 Quem é e como é afetado
 Nível de controle sobre o evento
Informação ou Notícia?
A percepção é um processo que
se desenvolve no imaginário das
pessoas e dessa forma se
materializa no comportamento.
A percepção é um processo que
se desenvolve no imaginário das
pessoas e dessa forma se
materializa no comportamento.
Condicionantes que
interferem na percepção
individual e coletiva:
Condicionantes que
interferem na percepção
individual e coletiva:
 A relação e a interpretação do meio
ambiente;
 A baixa compreensão quanto à
situação de risco;
 Falta de clareza quanto a condição de
a pessoa ser agente de transformação.
Mecanismos de
Mudança
Mecanismos de
Mudança
I
Investir cotidianamente no processo de
sensibilização e mobilização social por
meio da comunicação.
Comunicação de risco:
Comunicação de risco:
• A comunicação de risco que
consideramos essencialmente
importante neste contexto, não diz
respeito àquela que atua apenas
durante o momento do desastre, ou
para informar a sua recorrência.
• Deve iniciar bem antes da resposta
aos desastres, ou seja, deverá ser
implementada durante as ações
preventivas, que se antecipam ao
gerenciamento de desastres.
Como fazer?
Como fazer?
A partir do:
• Fortalecimento das redes
socias,institucionais e de vizinhança;
• Desenvolvimento de ações que
possam resgatar o conhecimento e
vivencias da comunidade, com objetivo
de valorizar as raízes históricas e
identidade das pessoas com o lugar.
• Reconhecimento do saber construído
no cotidiano, para compreensão do
processo de transformação coletiva a
partir da conscientização para tomada
de decisão.
A comunicação de
risco deve:
• Valorizar a interação e a opinião dos
diversos atores envolvidos;
• Favorecer a troca de idéias;
• Estabelecer acordos entre os
representantes institucionais e a
comunidade;
• Criar um sentimento de pertencimento
no desenvolvimento de ações que
visem à redução dos riscos de
desastres na comunidade.
Comunicação
↕
Reflexão
↕
Tomada de decisão
A comunicação de risco é um
processo que deve integrar todas
as ações de gerenciamento de
riscos para que:
A PESSOA
FAÇA PARTE
DO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DE
CIDADES MAIS SEGURAS
Gestão de Risco
Compartilhada

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a PR-047-OFICINA-101015-rio-de-janeiro-apresentação-daniela.pdf

A importância da comunicação de risco para as organizações 1 ab
A importância da comunicação de risco para as organizações 1 abA importância da comunicação de risco para as organizações 1 ab
A importância da comunicação de risco para as organizações 1 ab
Myrian Conor
 
Metodologia participativa no meio rural
Metodologia participativa no meio ruralMetodologia participativa no meio rural
Metodologia participativa no meio rural
Klerysson Santana
 
Comunicação dirigida escrita
Comunicação dirigida escritaComunicação dirigida escrita
Comunicação dirigida escrita
Dragodragons
 
Risco, Comunicação
Risco, ComunicaçãoRisco, Comunicação
Risco, Comunicação
Rosane Lopes
 
Gestão crise midias sociais
Gestão crise midias sociaisGestão crise midias sociais
Gestão crise midias sociais
Rosângela Florczak
 
Ética da Publicidade
Ética da PublicidadeÉtica da Publicidade
Ética da Publicidade
Rodrigo Catini Flaibam
 
A qualificação da comunicação interna como instrumento de sdt
A qualificação da comunicação interna como instrumento de sdtA qualificação da comunicação interna como instrumento de sdt
A qualificação da comunicação interna como instrumento de sdt
Leonel D'Ávila
 
As Relações Públicas e a Opinião Pública e Crises Organizacionais
As Relações Públicas e a Opinião Pública e Crises OrganizacionaisAs Relações Públicas e a Opinião Pública e Crises Organizacionais
As Relações Públicas e a Opinião Pública e Crises Organizacionais
Anderson Cruz Comunicação & Marketing
 
31 2320-1-pb
31 2320-1-pb31 2320-1-pb
31 2320-1-pb
Alecsandro Pontes
 
Há crise na costa
Há crise na costaHá crise na costa
Há crise na costa
Susana Santos
 
Comunicaoassertivaetcnicasdeprocuradeemprego
ComunicaoassertivaetcnicasdeprocuradeempregoComunicaoassertivaetcnicasdeprocuradeemprego
Comunicaoassertivaetcnicasdeprocuradeemprego
Daniela Anjos
 
Relacionamento Interpessoal e Ética.pptx
Relacionamento  Interpessoal e Ética.pptxRelacionamento  Interpessoal e Ética.pptx
Relacionamento Interpessoal e Ética.pptx
SheilaCortes2
 
Responsabilidade Pessoal - Aba
Responsabilidade Pessoal - AbaResponsabilidade Pessoal - Aba
Responsabilidade Pessoal - Aba
Unomarketing
 
Responsabilidade Pessoal - Aba
Responsabilidade Pessoal - AbaResponsabilidade Pessoal - Aba
Responsabilidade Pessoal - Aba
guestc944c57
 
Comunicação interpessoal e comunicação assertiva
Comunicação interpessoal e comunicação assertivaComunicação interpessoal e comunicação assertiva
Comunicação interpessoal e comunicação assertiva
fernandosantos7272
 
comunicaoempresarial
comunicaoempresarialcomunicaoempresarial
comunicaoempresarial
MENTORAMONIZEALMEIDA
 
Gestão e Comunicação Intercultural
Gestão e Comunicação InterculturalGestão e Comunicação Intercultural
Gestão e Comunicação Intercultural
AnaMargaridaAtayde
 
Projeto distintivo dos_mensageiros_da_paz
Projeto distintivo dos_mensageiros_da_pazProjeto distintivo dos_mensageiros_da_paz
Projeto distintivo dos_mensageiros_da_paz
Jaime Sf
 
Agenda positiva de comunicação social para sustentabilidade da cadeia produti...
Agenda positiva de comunicação social para sustentabilidade da cadeia produti...Agenda positiva de comunicação social para sustentabilidade da cadeia produti...
Agenda positiva de comunicação social para sustentabilidade da cadeia produti...
Instituto Besc
 
Mobilização nas redes sociais
Mobilização nas redes sociaisMobilização nas redes sociais
Mobilização nas redes sociais
Alynne Cid
 

Semelhante a PR-047-OFICINA-101015-rio-de-janeiro-apresentação-daniela.pdf (20)

A importância da comunicação de risco para as organizações 1 ab
A importância da comunicação de risco para as organizações 1 abA importância da comunicação de risco para as organizações 1 ab
A importância da comunicação de risco para as organizações 1 ab
 
Metodologia participativa no meio rural
Metodologia participativa no meio ruralMetodologia participativa no meio rural
Metodologia participativa no meio rural
 
Comunicação dirigida escrita
Comunicação dirigida escritaComunicação dirigida escrita
Comunicação dirigida escrita
 
Risco, Comunicação
Risco, ComunicaçãoRisco, Comunicação
Risco, Comunicação
 
Gestão crise midias sociais
Gestão crise midias sociaisGestão crise midias sociais
Gestão crise midias sociais
 
Ética da Publicidade
Ética da PublicidadeÉtica da Publicidade
Ética da Publicidade
 
A qualificação da comunicação interna como instrumento de sdt
A qualificação da comunicação interna como instrumento de sdtA qualificação da comunicação interna como instrumento de sdt
A qualificação da comunicação interna como instrumento de sdt
 
As Relações Públicas e a Opinião Pública e Crises Organizacionais
As Relações Públicas e a Opinião Pública e Crises OrganizacionaisAs Relações Públicas e a Opinião Pública e Crises Organizacionais
As Relações Públicas e a Opinião Pública e Crises Organizacionais
 
31 2320-1-pb
31 2320-1-pb31 2320-1-pb
31 2320-1-pb
 
Há crise na costa
Há crise na costaHá crise na costa
Há crise na costa
 
Comunicaoassertivaetcnicasdeprocuradeemprego
ComunicaoassertivaetcnicasdeprocuradeempregoComunicaoassertivaetcnicasdeprocuradeemprego
Comunicaoassertivaetcnicasdeprocuradeemprego
 
Relacionamento Interpessoal e Ética.pptx
Relacionamento  Interpessoal e Ética.pptxRelacionamento  Interpessoal e Ética.pptx
Relacionamento Interpessoal e Ética.pptx
 
Responsabilidade Pessoal - Aba
Responsabilidade Pessoal - AbaResponsabilidade Pessoal - Aba
Responsabilidade Pessoal - Aba
 
Responsabilidade Pessoal - Aba
Responsabilidade Pessoal - AbaResponsabilidade Pessoal - Aba
Responsabilidade Pessoal - Aba
 
Comunicação interpessoal e comunicação assertiva
Comunicação interpessoal e comunicação assertivaComunicação interpessoal e comunicação assertiva
Comunicação interpessoal e comunicação assertiva
 
comunicaoempresarial
comunicaoempresarialcomunicaoempresarial
comunicaoempresarial
 
Gestão e Comunicação Intercultural
Gestão e Comunicação InterculturalGestão e Comunicação Intercultural
Gestão e Comunicação Intercultural
 
Projeto distintivo dos_mensageiros_da_paz
Projeto distintivo dos_mensageiros_da_pazProjeto distintivo dos_mensageiros_da_paz
Projeto distintivo dos_mensageiros_da_paz
 
Agenda positiva de comunicação social para sustentabilidade da cadeia produti...
Agenda positiva de comunicação social para sustentabilidade da cadeia produti...Agenda positiva de comunicação social para sustentabilidade da cadeia produti...
Agenda positiva de comunicação social para sustentabilidade da cadeia produti...
 
Mobilização nas redes sociais
Mobilização nas redes sociaisMobilização nas redes sociais
Mobilização nas redes sociais
 

Último

Aula 4 - 3D laser scanning para bim em engenharia
Aula 4 - 3D laser scanning para bim em engenhariaAula 4 - 3D laser scanning para bim em engenharia
Aula 4 - 3D laser scanning para bim em engenharia
JosAtila
 
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptxMAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
Vilson Stollmeier
 
AE02 - SINAIS E SISTEMAS LINEARES UNICESUMAR 52/2024
AE02 - SINAIS E SISTEMAS LINEARES UNICESUMAR 52/2024AE02 - SINAIS E SISTEMAS LINEARES UNICESUMAR 52/2024
AE02 - SINAIS E SISTEMAS LINEARES UNICESUMAR 52/2024
Consultoria Acadêmica
 
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60AManual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Tronicline Automatismos
 
AE02 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE02 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...AE02 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE02 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
Consultoria Acadêmica
 
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
carlos silva Rotersan
 

Último (6)

Aula 4 - 3D laser scanning para bim em engenharia
Aula 4 - 3D laser scanning para bim em engenhariaAula 4 - 3D laser scanning para bim em engenharia
Aula 4 - 3D laser scanning para bim em engenharia
 
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptxMAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
 
AE02 - SINAIS E SISTEMAS LINEARES UNICESUMAR 52/2024
AE02 - SINAIS E SISTEMAS LINEARES UNICESUMAR 52/2024AE02 - SINAIS E SISTEMAS LINEARES UNICESUMAR 52/2024
AE02 - SINAIS E SISTEMAS LINEARES UNICESUMAR 52/2024
 
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60AManual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60A
 
AE02 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE02 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...AE02 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE02 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
 
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
 

PR-047-OFICINA-101015-rio-de-janeiro-apresentação-daniela.pdf

  • 1.
  • 2. O que determina a percepção de risco?  Valores individuais e sociais  Cultura  Vivência  Quem é e como é afetado  Nível de controle sobre o evento
  • 4.
  • 5. A percepção é um processo que se desenvolve no imaginário das pessoas e dessa forma se materializa no comportamento. A percepção é um processo que se desenvolve no imaginário das pessoas e dessa forma se materializa no comportamento.
  • 6. Condicionantes que interferem na percepção individual e coletiva: Condicionantes que interferem na percepção individual e coletiva:  A relação e a interpretação do meio ambiente;  A baixa compreensão quanto à situação de risco;  Falta de clareza quanto a condição de a pessoa ser agente de transformação.
  • 7. Mecanismos de Mudança Mecanismos de Mudança I Investir cotidianamente no processo de sensibilização e mobilização social por meio da comunicação.
  • 8. Comunicação de risco: Comunicação de risco: • A comunicação de risco que consideramos essencialmente importante neste contexto, não diz respeito àquela que atua apenas durante o momento do desastre, ou para informar a sua recorrência. • Deve iniciar bem antes da resposta aos desastres, ou seja, deverá ser implementada durante as ações preventivas, que se antecipam ao gerenciamento de desastres.
  • 9. Como fazer? Como fazer? A partir do: • Fortalecimento das redes socias,institucionais e de vizinhança; • Desenvolvimento de ações que possam resgatar o conhecimento e vivencias da comunidade, com objetivo de valorizar as raízes históricas e identidade das pessoas com o lugar. • Reconhecimento do saber construído no cotidiano, para compreensão do processo de transformação coletiva a partir da conscientização para tomada de decisão.
  • 10. A comunicação de risco deve: • Valorizar a interação e a opinião dos diversos atores envolvidos; • Favorecer a troca de idéias; • Estabelecer acordos entre os representantes institucionais e a comunidade; • Criar um sentimento de pertencimento no desenvolvimento de ações que visem à redução dos riscos de desastres na comunidade.
  • 12.
  • 13. A comunicação de risco é um processo que deve integrar todas as ações de gerenciamento de riscos para que: A PESSOA FAÇA PARTE DO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DE CIDADES MAIS SEGURAS Gestão de Risco Compartilhada