SlideShare uma empresa Scribd logo
Poluição Causas, Consequências & Prevenção Realizado por: Ricardo Pinto Diogo Ruivo
>  Todos nós, como alunos que somos, sabemos que o nosso Planeta está, ou melhor, tem de estar em constante equilíbrio. Mas também todos nós sabemos que cada vez mais isso não acontece. Faz calor quando deve chover, chove quando deve fazer calor, existe constantemente tornados, ciclones e tremores de Terra, até já aqui, neste cantinho tão pequenino do Mundo, em Alcanena, já existiu um tornado, há bem pouco tempo. Introdução
> Há uns anos atrás o Mundo era perfeito. Tudo muito verdinho, o ar era puro, toda a água existente no mundo era isenta de poluição, enfim, era um Planeta “verde”. Mas hoje nada é assim. Devido à poluição o nosso Planeta está a ser, aos poucos e poucos, destruído. A Poluição
> Existem diversos tipos de poluição, mas as consequências mais conhecidas e visíveis são o aumento do efeito de estufa (consequência do exemplo acima dado), as chuvas ácidas, a destruição da camada do ozono, e o chamado “smog”. A Poluição > O que vamos explicar no nosso trabalho são as causas e consequências destes fenómenos, e vamos ver que as causas são apenas uma: hipocrisia e interesses da raça humana.
Monóxido de carbono     resulta de combustões incompletas, ou seja, de combustões que não utilizam o oxigénio na quantidade necessária.   Poluentes Atmosféricos Dióxido de enxofre     é um gás poluente, de cor amarelado, que resulta da combustão de óleos e do carvão. Utilizado na indústria. Ataca os pulmões.  Provocam :    Aumento do efeito de estufa;    Chuvas ácidas;    Destruição da camada de ozono
Partículas     encontram-se em suspensão no ar. As partículas provocam doenças respiratórias e em alguns casos contribuem para a formação do “smog”.  Poluentes Atmosféricos Ruído     é o som em excesso. Provém essencialmente da indústria, obras e meios de transporte.
> Os raios solares atravessam a atmosfera da Terra, batem na superfície e são reflectidos os raios infravermelhos. A maior parte destes raios acabam por sair da atmosfera e apenas alguns são reflectidos pela atmosfera e novamente para a Terra .  Mas cada vez se emite mais dióxido de carbono e outros poluentes atmosféricos em excesso. Isso leva a que se esteja a formar uma camada de poluição na atmosfera. Assim, quando os raios solares são reflectidos para a atmosfera não, retém quase todos, impedindo-os de sair. Esse raios são reflectidos novamente para a superfície terrestre, aquecendo-a em demasia.  O efeito Estufa
Consequências do aumento do Efeito de Estufa    Se a temperatura aumentar em demasia, com o fim desses animais e plantas, também a raça humana começará a extinguir.    Algumas plantas e animais morrem porque não aguentam temperaturas muito altas;    O gelo dos pólos derrete fazendo subir o nível médio das águas do mar. Isto leva à destruição das costas e das espécies que aí habitam;    Secas e consequente morte de animais e plantas;
> Quando os gases poluentes NO2 e SO2 vão para a atmosfera combinam-se com o vapor de água e dão origem a ácido sulfúrico e nítrico, respectivamente. Estes ácidos caem juntamente com a chuva formando as chuvas ácidas. Chuvas Ácidas    As chuvas ácidas vão queimar plantas e animais destruindo florestas inteiras; Consequências das Chuvas Ácidas    A água do mar e dos rios torna-se ácida matando os seres vivos que lá habitam;    Os ecossistemas acabam por ficar em desequilíbrio.
> A camada do ozono formou-se há mais ou menos 3000 milhões de anos quando os primeiros seres vivos começaram a fazer a fotossíntese e a libertar O2. Actualmente, os CFC´s que o Homem têm vindo a mandar para a atmosfera desde os anos 30, tem vindo a destruir a camada do Ozono tornando-a mais fina. Destruição da     Os UV passam em maior quantidade queimando plantas, animais e provocando cancros de pele.  camada de Ozono Consequências da Destruição da Camada de Ozono
Smog > Nevoeiro espesso e amarelado que se forma em áreas urbanas ou industriais devido à conjugação da poluição atmosférica (partículas sólidas que estão em suspensão no ar provenientes de combustíveis fósseis) com nevoeiro.
   Poupar energia em casa: não usar as máquinas sem estarem cheias, durante o Inverno evitar as perdas de calor, não abrir constantemente o frigorifico nem o congelador; Medidas de Prevenção Poluição atmosférica (geral)    Usar os transportes públicos;    Reutilizar os materiais sempre que possível;    Não usar produtos com CFC’s;    Usar carros menos poluentes, os Híbridos!!
Medidas de Prevenção    Colocar filtros nas chaminés das fábricas. Chuvas Ácidas Smog    Não utilizar os meios de transporte poluidores para viagens desnecessários, usar os transportes públicos que não são poluentes (comboio e metro);    Evitar a combustão do carvão, do petróleo e do gás natural;    Colocar filtros nas chaminés de fábricas;    Usar carros menos poluentes, os Híbridos!!!
Medidas de Prevenção Aquecimento Global Destruição da Camada de Ozono    Evitar o lançamento de gases poluidores para o ambiente.    Evitar o lançamento de dióxido de carbono que faz aumentar o efeito de estufa;    Usar carros menos poluentes, os Híbridos!!!    Evitar o lançamento dos CFC’s (existente nos frigoríficos, aparelhos de ar condicionado, sprays, etc.) para a atmosfera.
> Em termos genéricos falamos de veículos eléctricos, híbridos ou de combustão interna, de acordo com a tecnologia de propulsão usada pelo motor. Como todos sabemos, a tecnologia do motor de combustão tem sido a escolhida por mais de um século, seja por razões históricas seja por razões económicas. Híbridos
> Os carros puramente eléctricos têm um único motor, movido a electricidade e possuem baterias para armazenamento dessa energia. São considerados lentos, de pouca autonomia, mas de baixo consumo, não poluentes e silenciosos. Existem essencialmente quatro tipos de Veículos Eléctricos:    Veículos Eléctricos a bateria (VE);    Veículos Eléctricos Híbridos (VEH);    Veículos a Pilha de Combustível (VPC);    Veículos Eléctricos Alimentação Directa (VEAD) . Híbridos
> Como já percebemos não se trata de uma equação simples. Os veículos movidos a híbridos e a células de combustível serão o futuro mais próximo e a economia de base no hidrogénio o futuro.  Eficiências > O foco deveria ser no consumo e nas emissões para os veículos híbridos e não a sua velocidade máxima ou aceleração. Os governos deveriam aprovar leis para a conversão progressiva para os híbridos e ao mesmo tempo canalizar as verbas para o desenvolvimento da economia com base no hidrogénio estudando como obter hidrogénio de uma forma limpa.
> Temos pena que os incentivos para veículos híbridos e de baixo consumo (abaixo dos 6 L / 100 e reduzido para 5 em 2 anos) não existam na Europa (ao contrário dos EUA), pois decerto dariam a vantagem competitiva em relação aos tradicionais. Assistimos ainda à cultura dos “aceleras” e não dos cidadãos conscientes e responsáveis.   Eficiências
Veículos Eléctricos a Bateria (VE)   > Os Veículos Eléctricos a bateria consistem essencialmente em veículos equipados com um conjunto de baterias, carregado por energia da rede eléctrica a qual é fornecida a um motor eléctrico, que transforma a energia eléctrica em energia mecânica, movimentando a viatura. > Não há dúvidas relativamente ao benefício do uso deste tipo de carros a nível mundial, já que a redução do ruído e poluição nas cidades a par da poupança em combustíveis fósseis seriam por si só motivos mais que suficientes para fomentar o seu uso.
   Velocidade limitada (inferior a  120 Km/h). Veículos Eléctricos a Bateria (VE)   Vantagens:    Redução do ruído;    Menor consumo;    Eficientes a qualquer velocidade;    Arranque suave;    Dispensa embraiagem e caixa de mudanças Desvantagens:    Autonomia limitada entre os 90 e  150 Km;
Veículos Eléctricos a Híbridos (VEH)   > Os Veículos Eléctricos Híbridos integram duas fontes de energia num único veículo, combinando um veículo a combustão convencional com um veículo de motor eléctrico. A bateria armazena a energia eléctrica produzida pelo motor de combustão, fornecendo-a ao motor eléctrico que a transforma em energia mecânica. O motor de combustão, que tem como fonte um reservatório de combustível, pode accionar o gerador que carregar a bateria ou accionar directamente as rodas.
Veículos Eléctricos a Híbridos (VEH)   Existem essencialmente três tipos de Veículos Eléctricos Híbridos: Série     O motor a combustão acciona o gerador para gerar energia  eléctrica, e o gerador pode tanto carregar as baterias ou  alimentar um motor eléctrico que acciona as rodas. Paralelo     A unidade de conversão e o motor eléctrico estão ligados  directamente às rodas do veículo. Normalmente, o motor  primário é usado e o eléctrico fornece o extra em subidas,  acelerações e outros períodos de maior necessidade. Split     Existem também veículos que usam as duas configurações,  sendo a primeira para condução na auto-estrada (dado o baixo  consumo e a maior eficiência do motor de combustão) e a  segunda configuração para condução a baixas velocidades.
Veículos Eléctricos a Híbridos (VEH)   Algumas das vantagens dos veículos híbridos tem como base as seguintes tecnologias: Travagem regenerativa     Ao travar o veículo ou em descidas, as rodas passam a fornecer energia ao motor eléctrico, o qual funciona como um gerador fornecendo energia eléctrica às baterias. Paragem automática     Quando o veículo está imobilizado ao ralenti, o motor desliga-se ligando-se automaticamente quando se acciona o acelerador ou engrena uma mudança. Assistência à tracção     No caso de maior necessidade de potência como numa ultrapassagem ou subida acentuada, o motor eléctrico fornece a potência adicional.
Veículos Eléctricos a Híbridos (VEH)   Vantagens:    Economia de 30% a 50% no consumo de combustível;    Redução na emissão de poluentes na atmosfera;    Flexibilidade de usar combustíveis a base de petróleo ou alternativos;    Redução do ruído;    Maior autonomia.
Veículos a Pilha de Combustível (VPC)   > Estes veículos têm como fonte de energia a energia eléctrica produzida por uma pilha de combustível. > Os veículos a células de combustível são veículos eléctricos na mesma, independentemente da tecnologia utilizada nas pilhas de hidrogénio bem como na extracção deste a partir do combustível utilizado. Estes veículos funcionam a hidrogénio puro e produzem electricidade, com a emissão de vapor de água, para fazer mover o veículo.
Veículos a Pilha de Combustível (VPC)   Vantagens: Desvantagens:    Poluição local 0;    Redução do ruído;    Menores custos de manutenção.    Produção de hidrogénio:  os combustíveis fósseis não podem ser a solução e para que as energias renováveis o sejam, necessitamos de mais investimentos;    Armazenamento do hidrogénio:  os – 250º C a que o hidrogénio tem de estar para ser líquido levanta grandes dificuldades no seu armazenamento nos veículos;    Distribuição do hidrogénio:  não há bombas de hidrogénio em quantidade suficiente, nem sequer um conceito ainda.
Veículos Eléctricos Alimentação Directa (VEAD) > Esta categoria de Veículos Eléctricos tem como característica principal a alimentação directa do motor eléctrico, não existe combustível ou acumulação de energia no veículo. > Podemos agrupar nesta área diferentes veículos como os troleicarros, os eléctricos, os metros e os comboios.
Veículos Eléctricos Alimentação Directa (VEAD) Vantagens:    Emissões directas zero, já que funcionam inteiramente a energia eléctrica;    Possibilidade de emissões zero se a energia eléctrica for gerada a partir de fontes renováveis;    Baixo teor de ruído – travões eléctricos reduzem o chiar;    Eficiência de motor eléctrico – não há necessidade de estar a consumir quando está parado e se o veículo estiver equipado com a travagem regenerativa até fornece energia à rede de abastecimento;    Manutenção mais barata, porque não têm necessidade de revisões mecânicas tão intensivas com os carros com motores de combustão interna;
Veículos Eléctricos Alimentação Directa (VEAD) Desvantagens:    O custo dos troleicarros é 1,5 vezes superior ao dos carros a diesel;     A rede de abastecimento é bastante cara;    As rotas são limitadas às zonas onde hajam linhas aéreas;    Se houver algum problema com a infra-estrutura de abastecimento, o sistema pode não funcionar.     Independência dos preços do petróleo;    Vida longa – duram até 30 anos contra 20 de um carro a diesel; Vantagens:
Fim!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

História Da Energia Eólica
História Da Energia EólicaHistória Da Energia Eólica
História Da Energia Eólica
Instituto Monitor
 
Energia Eólica
Energia EólicaEnergia Eólica
Energia Eólica
Rúben Oliveira-Freitas
 
Vento - 10º B
Vento - 10º BVento - 10º B
Vento - 10º B
Física Química A
 
Energia eólica
Energia eólicaEnergia eólica
Energia eólica
Murilo Nogueira
 
Energia eólica
Energia eólicaEnergia eólica
Energia eólica
Melanie Moreira
 
Energia eólica
Energia eólicaEnergia eólica
Energia eólica
JadiVentin
 
Bombas Hidráulicas - Enfrente o Desafio Energético
Bombas Hidráulicas - Enfrente o Desafio EnergéticoBombas Hidráulicas - Enfrente o Desafio Energético
Bombas Hidráulicas - Enfrente o Desafio Energético
Grundfos Brasil
 
G7 energia eólica
G7   energia eólicaG7   energia eólica
G7 energia eólica
cristbarb
 
Energia eólica
Energia eólicaEnergia eólica
Energia eólica
Matheus-9
 
Urânio - 10º E
Urânio - 10º EUrânio - 10º E
Urânio - 10º E
Física Química A
 
Energia eólica
Energia eólicaEnergia eólica
Energia eólica
inesfigueira
 
Energia eolica
Energia eolicaEnergia eolica
Energia eolica
Felipe Nascimento
 
2002 g5 energia eólica
2002 g5 energia eólica2002 g5 energia eólica
2002 g5 energia eólica
cristbarb
 
Energia eólica
Energia eólicaEnergia eólica
Energia eólica
ceecin
 
Apresentação geração eólica de eletricidade
Apresentação geração eólica de eletricidadeApresentação geração eólica de eletricidade
Apresentação geração eólica de eletricidade
Tiago Araujo
 
Energia eólica-3ºc ,,
Energia eólica-3ºc ,,Energia eólica-3ºc ,,
Energia eólica-3ºc ,,
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Carros eletricos
Carros eletricosCarros eletricos
Carros eletricos
Luiz Leoneza
 
Energia Eólica
Energia EólicaEnergia Eólica
Energia Eólica
cavaco_and_telmao
 
Carros eletricos
Carros eletricosCarros eletricos
Carros eletricos
Joao Gabriel Diniz Santos
 
Energia Eólica
Energia EólicaEnergia Eólica
Energia Eólica
Darlleson Oliveira
 

Mais procurados (20)

História Da Energia Eólica
História Da Energia EólicaHistória Da Energia Eólica
História Da Energia Eólica
 
Energia Eólica
Energia EólicaEnergia Eólica
Energia Eólica
 
Vento - 10º B
Vento - 10º BVento - 10º B
Vento - 10º B
 
Energia eólica
Energia eólicaEnergia eólica
Energia eólica
 
Energia eólica
Energia eólicaEnergia eólica
Energia eólica
 
Energia eólica
Energia eólicaEnergia eólica
Energia eólica
 
Bombas Hidráulicas - Enfrente o Desafio Energético
Bombas Hidráulicas - Enfrente o Desafio EnergéticoBombas Hidráulicas - Enfrente o Desafio Energético
Bombas Hidráulicas - Enfrente o Desafio Energético
 
G7 energia eólica
G7   energia eólicaG7   energia eólica
G7 energia eólica
 
Energia eólica
Energia eólicaEnergia eólica
Energia eólica
 
Urânio - 10º E
Urânio - 10º EUrânio - 10º E
Urânio - 10º E
 
Energia eólica
Energia eólicaEnergia eólica
Energia eólica
 
Energia eolica
Energia eolicaEnergia eolica
Energia eolica
 
2002 g5 energia eólica
2002 g5 energia eólica2002 g5 energia eólica
2002 g5 energia eólica
 
Energia eólica
Energia eólicaEnergia eólica
Energia eólica
 
Apresentação geração eólica de eletricidade
Apresentação geração eólica de eletricidadeApresentação geração eólica de eletricidade
Apresentação geração eólica de eletricidade
 
Energia eólica-3ºc ,,
Energia eólica-3ºc ,,Energia eólica-3ºc ,,
Energia eólica-3ºc ,,
 
Carros eletricos
Carros eletricosCarros eletricos
Carros eletricos
 
Energia Eólica
Energia EólicaEnergia Eólica
Energia Eólica
 
Carros eletricos
Carros eletricosCarros eletricos
Carros eletricos
 
Energia Eólica
Energia EólicaEnergia Eólica
Energia Eólica
 

Destaque

Chuvas ácidas
Chuvas ácidasChuvas ácidas
Chuvas ácidas
agrafador
 
8.ºano chuvas ácidas
8.ºano chuvas ácidas8.ºano chuvas ácidas
8.ºano chuvas ácidas
Maria Rocha R
 
Controle e Prevenção dos Processos de Poluição Ambiental
Controle e Prevenção dos Processos de Poluição AmbientalControle e Prevenção dos Processos de Poluição Ambiental
Controle e Prevenção dos Processos de Poluição Ambiental
UN Joint Office of UNDP, UNFPA and UNICEF (Environment Energy and Disaster Prevention Unit)
 
A Poluição
A PoluiçãoA Poluição
A Poluição
Ana Carlão
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
Margarida Pereira
 
Aula 4 prevenção a poluição
Aula 4   prevenção a poluiçãoAula 4   prevenção a poluição
Aula 4 prevenção a poluição
Giovanna Ortiz
 
Poluição
PoluiçãoPoluição
Poluição
beeb23ceira
 
A qulidade do ambiente próximo
A qulidade do ambiente próximoA qulidade do ambiente próximo
A qulidade do ambiente próximo
Ministério da Educação
 
Qualidade do ambiente proximo
Qualidade do ambiente proximoQualidade do ambiente proximo
Qualidade do ambiente proximo
Ministério da Educação
 
Gestão da qualidade e ambiental
Gestão da qualidade e ambientalGestão da qualidade e ambiental
Gestão da qualidade e ambiental
Sérgio Rocha
 
Qualidade ambiental
Qualidade ambientalQualidade ambiental
Qualidade ambiental
mvezzone
 
Poluição do mar
Poluição do marPoluição do mar
Poluição do mar
Milene Contente
 
A qualidade do ambiente
A qualidade do ambienteA qualidade do ambiente
A qualidade do ambiente
Ministério da Educação
 
Desenvolvimento e qualidade ambiental
Desenvolvimento e qualidade ambientalDesenvolvimento e qualidade ambiental
Desenvolvimento e qualidade ambiental
Leticia Costa
 
Poluiçao do ar
Poluiçao do arPoluiçao do ar
Poluiçao do ar
escolaodeteribaroli
 
A Chuva Ácida
A Chuva ÁcidaA Chuva Ácida
A Chuva Ácida
Batigool
 
Chuva Ácida
Chuva ÁcidaChuva Ácida
Chuva Ácida
Ricardo Pini Caramit
 
PoluiçãO
PoluiçãOPoluiçãO
PoluiçãO
guestebfbc3
 
Poluição do ar ( slide) apresentação
 Poluição do ar ( slide) apresentação Poluição do ar ( slide) apresentação
Poluição do ar ( slide) apresentação
JJRBOL
 
Trabalho sobre a poluição
Trabalho sobre a poluiçãoTrabalho sobre a poluição
Trabalho sobre a poluição
Be Carrazeda
 

Destaque (20)

Chuvas ácidas
Chuvas ácidasChuvas ácidas
Chuvas ácidas
 
8.ºano chuvas ácidas
8.ºano chuvas ácidas8.ºano chuvas ácidas
8.ºano chuvas ácidas
 
Controle e Prevenção dos Processos de Poluição Ambiental
Controle e Prevenção dos Processos de Poluição AmbientalControle e Prevenção dos Processos de Poluição Ambiental
Controle e Prevenção dos Processos de Poluição Ambiental
 
A Poluição
A PoluiçãoA Poluição
A Poluição
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
 
Aula 4 prevenção a poluição
Aula 4   prevenção a poluiçãoAula 4   prevenção a poluição
Aula 4 prevenção a poluição
 
Poluição
PoluiçãoPoluição
Poluição
 
A qulidade do ambiente próximo
A qulidade do ambiente próximoA qulidade do ambiente próximo
A qulidade do ambiente próximo
 
Qualidade do ambiente proximo
Qualidade do ambiente proximoQualidade do ambiente proximo
Qualidade do ambiente proximo
 
Gestão da qualidade e ambiental
Gestão da qualidade e ambientalGestão da qualidade e ambiental
Gestão da qualidade e ambiental
 
Qualidade ambiental
Qualidade ambientalQualidade ambiental
Qualidade ambiental
 
Poluição do mar
Poluição do marPoluição do mar
Poluição do mar
 
A qualidade do ambiente
A qualidade do ambienteA qualidade do ambiente
A qualidade do ambiente
 
Desenvolvimento e qualidade ambiental
Desenvolvimento e qualidade ambientalDesenvolvimento e qualidade ambiental
Desenvolvimento e qualidade ambiental
 
Poluiçao do ar
Poluiçao do arPoluiçao do ar
Poluiçao do ar
 
A Chuva Ácida
A Chuva ÁcidaA Chuva Ácida
A Chuva Ácida
 
Chuva Ácida
Chuva ÁcidaChuva Ácida
Chuva Ácida
 
PoluiçãO
PoluiçãOPoluiçãO
PoluiçãO
 
Poluição do ar ( slide) apresentação
 Poluição do ar ( slide) apresentação Poluição do ar ( slide) apresentação
Poluição do ar ( slide) apresentação
 
Trabalho sobre a poluição
Trabalho sobre a poluiçãoTrabalho sobre a poluição
Trabalho sobre a poluição
 

Semelhante a PoluiçãO Diogo & Pinto

Poluição do Ar, por Cassiano Queiroz, João,Marciano
Poluição do Ar, por Cassiano Queiroz, João,MarcianoPoluição do Ar, por Cassiano Queiroz, João,Marciano
Poluição do Ar, por Cassiano Queiroz, João,Marciano
Estado do RS
 
Problemas atimosfericos
Problemas atimosfericosProblemas atimosfericos
Problemas atimosfericos
Eliena Leal
 
Guia de eficiência energética em vieira do minho
Guia de eficiência energética em vieira do minhoGuia de eficiência energética em vieira do minho
Guia de eficiência energética em vieira do minho
Micael Gonçalves
 
Chuva ácida
Chuva ácidaChuva ácida
Chuva ácida
StephanyChaiben
 
Transportes Futuristas
Transportes FuturistasTransportes Futuristas
Transportes Futuristas
Michele Pó
 
Transportes Futuristas
Transportes FuturistasTransportes Futuristas
Transportes Futuristas
Michele Pó
 
Transportes Futuristas
Transportes FuturistasTransportes Futuristas
Transportes Futuristas
Michele Pó
 
Chuva ácida
Chuva ácidaChuva ácida
Chuva ácida
StephanyChaiben
 
Acida
AcidaAcida
Acida
Neila
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
NaomiCristina
 
O HIDROGÊNIO COMO SOLUÇÃO PARA SUBSTITUIR O COMBUSTIVEL FÓSSIL E EVITAR A EMI...
O HIDROGÊNIO COMO SOLUÇÃO PARA SUBSTITUIR O COMBUSTIVEL FÓSSIL E EVITAR A EMI...O HIDROGÊNIO COMO SOLUÇÃO PARA SUBSTITUIR O COMBUSTIVEL FÓSSIL E EVITAR A EMI...
O HIDROGÊNIO COMO SOLUÇÃO PARA SUBSTITUIR O COMBUSTIVEL FÓSSIL E EVITAR A EMI...
Faga1939
 
Projeto feira empreendedora
Projeto   feira empreendedoraProjeto   feira empreendedora
Projeto feira empreendedora
Eliane Blen
 
04 aquecimento global 3001
04 aquecimento global 300104 aquecimento global 3001
04 aquecimento global 3001
cristbarb
 
Poluição automóvel power point
Poluição automóvel power pointPoluição automóvel power point
Poluição automóvel power point
zeopas
 
O abandono dos combustíveis fósseis 2 b
O abandono dos combustíveis fósseis 2 bO abandono dos combustíveis fósseis 2 b
O abandono dos combustíveis fósseis 2 b
maripeu
 
Apresentação+energias+renováveis
Apresentação+energias+renováveisApresentação+energias+renováveis
Apresentação+energias+renováveis
Weliton Araújo
 
Chuva ácida 1
Chuva ácida 1Chuva ácida 1
Chuva ácida 1
Dayane Almeida
 
Res 6 ano(polui_atm)
Res 6 ano(polui_atm)Res 6 ano(polui_atm)
Res 6 ano(polui_atm)
Ercio Novaes
 
Fontes de energia completo - g4 certo
Fontes de energia   completo - g4 certoFontes de energia   completo - g4 certo
Fontes de energia completo - g4 certo
blog_setimaf
 
1ºPeríodo-Apresentação final
1ºPeríodo-Apresentação final1ºPeríodo-Apresentação final
1ºPeríodo-Apresentação final
Oeiras Verde
 

Semelhante a PoluiçãO Diogo & Pinto (20)

Poluição do Ar, por Cassiano Queiroz, João,Marciano
Poluição do Ar, por Cassiano Queiroz, João,MarcianoPoluição do Ar, por Cassiano Queiroz, João,Marciano
Poluição do Ar, por Cassiano Queiroz, João,Marciano
 
Problemas atimosfericos
Problemas atimosfericosProblemas atimosfericos
Problemas atimosfericos
 
Guia de eficiência energética em vieira do minho
Guia de eficiência energética em vieira do minhoGuia de eficiência energética em vieira do minho
Guia de eficiência energética em vieira do minho
 
Chuva ácida
Chuva ácidaChuva ácida
Chuva ácida
 
Transportes Futuristas
Transportes FuturistasTransportes Futuristas
Transportes Futuristas
 
Transportes Futuristas
Transportes FuturistasTransportes Futuristas
Transportes Futuristas
 
Transportes Futuristas
Transportes FuturistasTransportes Futuristas
Transportes Futuristas
 
Chuva ácida
Chuva ácidaChuva ácida
Chuva ácida
 
Acida
AcidaAcida
Acida
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
 
O HIDROGÊNIO COMO SOLUÇÃO PARA SUBSTITUIR O COMBUSTIVEL FÓSSIL E EVITAR A EMI...
O HIDROGÊNIO COMO SOLUÇÃO PARA SUBSTITUIR O COMBUSTIVEL FÓSSIL E EVITAR A EMI...O HIDROGÊNIO COMO SOLUÇÃO PARA SUBSTITUIR O COMBUSTIVEL FÓSSIL E EVITAR A EMI...
O HIDROGÊNIO COMO SOLUÇÃO PARA SUBSTITUIR O COMBUSTIVEL FÓSSIL E EVITAR A EMI...
 
Projeto feira empreendedora
Projeto   feira empreendedoraProjeto   feira empreendedora
Projeto feira empreendedora
 
04 aquecimento global 3001
04 aquecimento global 300104 aquecimento global 3001
04 aquecimento global 3001
 
Poluição automóvel power point
Poluição automóvel power pointPoluição automóvel power point
Poluição automóvel power point
 
O abandono dos combustíveis fósseis 2 b
O abandono dos combustíveis fósseis 2 bO abandono dos combustíveis fósseis 2 b
O abandono dos combustíveis fósseis 2 b
 
Apresentação+energias+renováveis
Apresentação+energias+renováveisApresentação+energias+renováveis
Apresentação+energias+renováveis
 
Chuva ácida 1
Chuva ácida 1Chuva ácida 1
Chuva ácida 1
 
Res 6 ano(polui_atm)
Res 6 ano(polui_atm)Res 6 ano(polui_atm)
Res 6 ano(polui_atm)
 
Fontes de energia completo - g4 certo
Fontes de energia   completo - g4 certoFontes de energia   completo - g4 certo
Fontes de energia completo - g4 certo
 
1ºPeríodo-Apresentação final
1ºPeríodo-Apresentação final1ºPeríodo-Apresentação final
1ºPeríodo-Apresentação final
 

Mais de elvira.sequeira

Conhecimentovulgarconhecimentocientifico
ConhecimentovulgarconhecimentocientificoConhecimentovulgarconhecimentocientifico
Conhecimentovulgarconhecimentocientifico
elvira.sequeira
 
Fixismo e Evolucionismo
 Fixismo e Evolucionismo Fixismo e Evolucionismo
Fixismo e Evolucionismo
elvira.sequeira
 
A Europa
A EuropaA Europa
A Europa
elvira.sequeira
 
A Engenharia GenéTica
A Engenharia GenéTicaA Engenharia GenéTica
A Engenharia GenéTica
elvira.sequeira
 
ApresentaçãO1 Filosofia Hiperactividade
ApresentaçãO1  Filosofia HiperactividadeApresentaçãO1  Filosofia Hiperactividade
ApresentaçãO1 Filosofia Hiperactividade
elvira.sequeira
 
Powerpoint Telm
Powerpoint   TelmPowerpoint   Telm
Powerpoint Telm
elvira.sequeira
 
Bomba AtóMica
Bomba AtóMicaBomba AtóMica
Bomba AtóMica
elvira.sequeira
 
Pp Sobre AnúNcios PublicitáRios
Pp Sobre AnúNcios PublicitáRiosPp Sobre AnúNcios PublicitáRios
Pp Sobre AnúNcios PublicitáRios
elvira.sequeira
 
SuperstiçõEs Na VivêNcia Quotidiana (ApresentaçãO) Ana LuíSa
SuperstiçõEs Na VivêNcia Quotidiana (ApresentaçãO) Ana LuíSaSuperstiçõEs Na VivêNcia Quotidiana (ApresentaçãO) Ana LuíSa
SuperstiçõEs Na VivêNcia Quotidiana (ApresentaçãO) Ana LuíSa
elvira.sequeira
 
HinduíSmo Madalena E Rute
HinduíSmo  Madalena E  RuteHinduíSmo  Madalena E  Rute
HinduíSmo Madalena E Rute
elvira.sequeira
 
HinduíSmo
HinduíSmoHinduíSmo
HinduíSmo
elvira.sequeira
 
Arte Ricardo E Duarte
Arte Ricardo E DuarteArte Ricardo E Duarte
Arte Ricardo E Duarte
elvira.sequeira
 
Os Direitos Humanos E A Globalizacao Sarina
Os Direitos Humanos E A Globalizacao  SarinaOs Direitos Humanos E A Globalizacao  Sarina
Os Direitos Humanos E A Globalizacao Sarina
elvira.sequeira
 
ApresentaçAo De Filosofia Joao(1)
ApresentaçAo De Filosofia  Joao(1)ApresentaçAo De Filosofia  Joao(1)
ApresentaçAo De Filosofia Joao(1)
elvira.sequeira
 
Dor E Sofrimento
Dor E  SofrimentoDor E  Sofrimento
Dor E Sofrimento
elvira.sequeira
 
O Desejo Daniela Mariana
O  Desejo  Daniela  MarianaO  Desejo  Daniela  Mariana
O Desejo Daniela Mariana
elvira.sequeira
 
Power Point Pinto
Power  Point  PintoPower  Point  Pinto
Power Point Pinto
elvira.sequeira
 
Power Point Andre
Power  Point  AndrePower  Point  Andre
Power Point Andre
elvira.sequeira
 
Morte Filos ApresentaçãO
Morte Filos ApresentaçãOMorte Filos ApresentaçãO
Morte Filos ApresentaçãO
elvira.sequeira
 

Mais de elvira.sequeira (20)

Conhecimentovulgarconhecimentocientifico
ConhecimentovulgarconhecimentocientificoConhecimentovulgarconhecimentocientifico
Conhecimentovulgarconhecimentocientifico
 
Fixismo e Evolucionismo
 Fixismo e Evolucionismo Fixismo e Evolucionismo
Fixismo e Evolucionismo
 
A Europa
A EuropaA Europa
A Europa
 
A Engenharia GenéTica
A Engenharia GenéTicaA Engenharia GenéTica
A Engenharia GenéTica
 
ApresentaçãO1 Filosofia Hiperactividade
ApresentaçãO1  Filosofia HiperactividadeApresentaçãO1  Filosofia Hiperactividade
ApresentaçãO1 Filosofia Hiperactividade
 
Powerpoint Telm
Powerpoint   TelmPowerpoint   Telm
Powerpoint Telm
 
Bomba AtóMica
Bomba AtóMicaBomba AtóMica
Bomba AtóMica
 
Pp Sobre AnúNcios PublicitáRios
Pp Sobre AnúNcios PublicitáRiosPp Sobre AnúNcios PublicitáRios
Pp Sobre AnúNcios PublicitáRios
 
SuperstiçõEs Na VivêNcia Quotidiana (ApresentaçãO) Ana LuíSa
SuperstiçõEs Na VivêNcia Quotidiana (ApresentaçãO) Ana LuíSaSuperstiçõEs Na VivêNcia Quotidiana (ApresentaçãO) Ana LuíSa
SuperstiçõEs Na VivêNcia Quotidiana (ApresentaçãO) Ana LuíSa
 
HinduíSmo Madalena E Rute
HinduíSmo  Madalena E  RuteHinduíSmo  Madalena E  Rute
HinduíSmo Madalena E Rute
 
HinduíSmo
HinduíSmoHinduíSmo
HinduíSmo
 
Arte Ricardo E Duarte
Arte Ricardo E DuarteArte Ricardo E Duarte
Arte Ricardo E Duarte
 
CrençA Rita
CrençA RitaCrençA Rita
CrençA Rita
 
Os Direitos Humanos E A Globalizacao Sarina
Os Direitos Humanos E A Globalizacao  SarinaOs Direitos Humanos E A Globalizacao  Sarina
Os Direitos Humanos E A Globalizacao Sarina
 
ApresentaçAo De Filosofia Joao(1)
ApresentaçAo De Filosofia  Joao(1)ApresentaçAo De Filosofia  Joao(1)
ApresentaçAo De Filosofia Joao(1)
 
Dor E Sofrimento
Dor E  SofrimentoDor E  Sofrimento
Dor E Sofrimento
 
O Desejo Daniela Mariana
O  Desejo  Daniela  MarianaO  Desejo  Daniela  Mariana
O Desejo Daniela Mariana
 
Power Point Pinto
Power  Point  PintoPower  Point  Pinto
Power Point Pinto
 
Power Point Andre
Power  Point  AndrePower  Point  Andre
Power Point Andre
 
Morte Filos ApresentaçãO
Morte Filos ApresentaçãOMorte Filos ApresentaçãO
Morte Filos ApresentaçãO
 

PoluiçãO Diogo & Pinto

  • 1. Poluição Causas, Consequências & Prevenção Realizado por: Ricardo Pinto Diogo Ruivo
  • 2. > Todos nós, como alunos que somos, sabemos que o nosso Planeta está, ou melhor, tem de estar em constante equilíbrio. Mas também todos nós sabemos que cada vez mais isso não acontece. Faz calor quando deve chover, chove quando deve fazer calor, existe constantemente tornados, ciclones e tremores de Terra, até já aqui, neste cantinho tão pequenino do Mundo, em Alcanena, já existiu um tornado, há bem pouco tempo. Introdução
  • 3. > Há uns anos atrás o Mundo era perfeito. Tudo muito verdinho, o ar era puro, toda a água existente no mundo era isenta de poluição, enfim, era um Planeta “verde”. Mas hoje nada é assim. Devido à poluição o nosso Planeta está a ser, aos poucos e poucos, destruído. A Poluição
  • 4. > Existem diversos tipos de poluição, mas as consequências mais conhecidas e visíveis são o aumento do efeito de estufa (consequência do exemplo acima dado), as chuvas ácidas, a destruição da camada do ozono, e o chamado “smog”. A Poluição > O que vamos explicar no nosso trabalho são as causas e consequências destes fenómenos, e vamos ver que as causas são apenas uma: hipocrisia e interesses da raça humana.
  • 5. Monóxido de carbono  resulta de combustões incompletas, ou seja, de combustões que não utilizam o oxigénio na quantidade necessária. Poluentes Atmosféricos Dióxido de enxofre  é um gás poluente, de cor amarelado, que resulta da combustão de óleos e do carvão. Utilizado na indústria. Ataca os pulmões. Provocam :  Aumento do efeito de estufa;  Chuvas ácidas;  Destruição da camada de ozono
  • 6. Partículas  encontram-se em suspensão no ar. As partículas provocam doenças respiratórias e em alguns casos contribuem para a formação do “smog”. Poluentes Atmosféricos Ruído  é o som em excesso. Provém essencialmente da indústria, obras e meios de transporte.
  • 7. > Os raios solares atravessam a atmosfera da Terra, batem na superfície e são reflectidos os raios infravermelhos. A maior parte destes raios acabam por sair da atmosfera e apenas alguns são reflectidos pela atmosfera e novamente para a Terra . Mas cada vez se emite mais dióxido de carbono e outros poluentes atmosféricos em excesso. Isso leva a que se esteja a formar uma camada de poluição na atmosfera. Assim, quando os raios solares são reflectidos para a atmosfera não, retém quase todos, impedindo-os de sair. Esse raios são reflectidos novamente para a superfície terrestre, aquecendo-a em demasia. O efeito Estufa
  • 8. Consequências do aumento do Efeito de Estufa  Se a temperatura aumentar em demasia, com o fim desses animais e plantas, também a raça humana começará a extinguir.  Algumas plantas e animais morrem porque não aguentam temperaturas muito altas;  O gelo dos pólos derrete fazendo subir o nível médio das águas do mar. Isto leva à destruição das costas e das espécies que aí habitam;  Secas e consequente morte de animais e plantas;
  • 9. > Quando os gases poluentes NO2 e SO2 vão para a atmosfera combinam-se com o vapor de água e dão origem a ácido sulfúrico e nítrico, respectivamente. Estes ácidos caem juntamente com a chuva formando as chuvas ácidas. Chuvas Ácidas  As chuvas ácidas vão queimar plantas e animais destruindo florestas inteiras; Consequências das Chuvas Ácidas  A água do mar e dos rios torna-se ácida matando os seres vivos que lá habitam;  Os ecossistemas acabam por ficar em desequilíbrio.
  • 10. > A camada do ozono formou-se há mais ou menos 3000 milhões de anos quando os primeiros seres vivos começaram a fazer a fotossíntese e a libertar O2. Actualmente, os CFC´s que o Homem têm vindo a mandar para a atmosfera desde os anos 30, tem vindo a destruir a camada do Ozono tornando-a mais fina. Destruição da  Os UV passam em maior quantidade queimando plantas, animais e provocando cancros de pele. camada de Ozono Consequências da Destruição da Camada de Ozono
  • 11. Smog > Nevoeiro espesso e amarelado que se forma em áreas urbanas ou industriais devido à conjugação da poluição atmosférica (partículas sólidas que estão em suspensão no ar provenientes de combustíveis fósseis) com nevoeiro.
  • 12. Poupar energia em casa: não usar as máquinas sem estarem cheias, durante o Inverno evitar as perdas de calor, não abrir constantemente o frigorifico nem o congelador; Medidas de Prevenção Poluição atmosférica (geral)  Usar os transportes públicos;  Reutilizar os materiais sempre que possível;  Não usar produtos com CFC’s;  Usar carros menos poluentes, os Híbridos!!
  • 13. Medidas de Prevenção  Colocar filtros nas chaminés das fábricas. Chuvas Ácidas Smog  Não utilizar os meios de transporte poluidores para viagens desnecessários, usar os transportes públicos que não são poluentes (comboio e metro);  Evitar a combustão do carvão, do petróleo e do gás natural;  Colocar filtros nas chaminés de fábricas;  Usar carros menos poluentes, os Híbridos!!!
  • 14. Medidas de Prevenção Aquecimento Global Destruição da Camada de Ozono  Evitar o lançamento de gases poluidores para o ambiente.  Evitar o lançamento de dióxido de carbono que faz aumentar o efeito de estufa;  Usar carros menos poluentes, os Híbridos!!!  Evitar o lançamento dos CFC’s (existente nos frigoríficos, aparelhos de ar condicionado, sprays, etc.) para a atmosfera.
  • 15. > Em termos genéricos falamos de veículos eléctricos, híbridos ou de combustão interna, de acordo com a tecnologia de propulsão usada pelo motor. Como todos sabemos, a tecnologia do motor de combustão tem sido a escolhida por mais de um século, seja por razões históricas seja por razões económicas. Híbridos
  • 16. > Os carros puramente eléctricos têm um único motor, movido a electricidade e possuem baterias para armazenamento dessa energia. São considerados lentos, de pouca autonomia, mas de baixo consumo, não poluentes e silenciosos. Existem essencialmente quatro tipos de Veículos Eléctricos:  Veículos Eléctricos a bateria (VE);  Veículos Eléctricos Híbridos (VEH);  Veículos a Pilha de Combustível (VPC);  Veículos Eléctricos Alimentação Directa (VEAD) . Híbridos
  • 17. > Como já percebemos não se trata de uma equação simples. Os veículos movidos a híbridos e a células de combustível serão o futuro mais próximo e a economia de base no hidrogénio o futuro. Eficiências > O foco deveria ser no consumo e nas emissões para os veículos híbridos e não a sua velocidade máxima ou aceleração. Os governos deveriam aprovar leis para a conversão progressiva para os híbridos e ao mesmo tempo canalizar as verbas para o desenvolvimento da economia com base no hidrogénio estudando como obter hidrogénio de uma forma limpa.
  • 18. > Temos pena que os incentivos para veículos híbridos e de baixo consumo (abaixo dos 6 L / 100 e reduzido para 5 em 2 anos) não existam na Europa (ao contrário dos EUA), pois decerto dariam a vantagem competitiva em relação aos tradicionais. Assistimos ainda à cultura dos “aceleras” e não dos cidadãos conscientes e responsáveis. Eficiências
  • 19. Veículos Eléctricos a Bateria (VE) > Os Veículos Eléctricos a bateria consistem essencialmente em veículos equipados com um conjunto de baterias, carregado por energia da rede eléctrica a qual é fornecida a um motor eléctrico, que transforma a energia eléctrica em energia mecânica, movimentando a viatura. > Não há dúvidas relativamente ao benefício do uso deste tipo de carros a nível mundial, já que a redução do ruído e poluição nas cidades a par da poupança em combustíveis fósseis seriam por si só motivos mais que suficientes para fomentar o seu uso.
  • 20. Velocidade limitada (inferior a 120 Km/h). Veículos Eléctricos a Bateria (VE) Vantagens:  Redução do ruído;  Menor consumo;  Eficientes a qualquer velocidade;  Arranque suave;  Dispensa embraiagem e caixa de mudanças Desvantagens:  Autonomia limitada entre os 90 e 150 Km;
  • 21. Veículos Eléctricos a Híbridos (VEH) > Os Veículos Eléctricos Híbridos integram duas fontes de energia num único veículo, combinando um veículo a combustão convencional com um veículo de motor eléctrico. A bateria armazena a energia eléctrica produzida pelo motor de combustão, fornecendo-a ao motor eléctrico que a transforma em energia mecânica. O motor de combustão, que tem como fonte um reservatório de combustível, pode accionar o gerador que carregar a bateria ou accionar directamente as rodas.
  • 22. Veículos Eléctricos a Híbridos (VEH) Existem essencialmente três tipos de Veículos Eléctricos Híbridos: Série  O motor a combustão acciona o gerador para gerar energia eléctrica, e o gerador pode tanto carregar as baterias ou alimentar um motor eléctrico que acciona as rodas. Paralelo  A unidade de conversão e o motor eléctrico estão ligados directamente às rodas do veículo. Normalmente, o motor primário é usado e o eléctrico fornece o extra em subidas, acelerações e outros períodos de maior necessidade. Split  Existem também veículos que usam as duas configurações, sendo a primeira para condução na auto-estrada (dado o baixo consumo e a maior eficiência do motor de combustão) e a segunda configuração para condução a baixas velocidades.
  • 23. Veículos Eléctricos a Híbridos (VEH) Algumas das vantagens dos veículos híbridos tem como base as seguintes tecnologias: Travagem regenerativa  Ao travar o veículo ou em descidas, as rodas passam a fornecer energia ao motor eléctrico, o qual funciona como um gerador fornecendo energia eléctrica às baterias. Paragem automática  Quando o veículo está imobilizado ao ralenti, o motor desliga-se ligando-se automaticamente quando se acciona o acelerador ou engrena uma mudança. Assistência à tracção  No caso de maior necessidade de potência como numa ultrapassagem ou subida acentuada, o motor eléctrico fornece a potência adicional.
  • 24. Veículos Eléctricos a Híbridos (VEH) Vantagens:  Economia de 30% a 50% no consumo de combustível;  Redução na emissão de poluentes na atmosfera;  Flexibilidade de usar combustíveis a base de petróleo ou alternativos;  Redução do ruído;  Maior autonomia.
  • 25. Veículos a Pilha de Combustível (VPC) > Estes veículos têm como fonte de energia a energia eléctrica produzida por uma pilha de combustível. > Os veículos a células de combustível são veículos eléctricos na mesma, independentemente da tecnologia utilizada nas pilhas de hidrogénio bem como na extracção deste a partir do combustível utilizado. Estes veículos funcionam a hidrogénio puro e produzem electricidade, com a emissão de vapor de água, para fazer mover o veículo.
  • 26. Veículos a Pilha de Combustível (VPC) Vantagens: Desvantagens:  Poluição local 0;  Redução do ruído;  Menores custos de manutenção.  Produção de hidrogénio: os combustíveis fósseis não podem ser a solução e para que as energias renováveis o sejam, necessitamos de mais investimentos;  Armazenamento do hidrogénio: os – 250º C a que o hidrogénio tem de estar para ser líquido levanta grandes dificuldades no seu armazenamento nos veículos;  Distribuição do hidrogénio: não há bombas de hidrogénio em quantidade suficiente, nem sequer um conceito ainda.
  • 27. Veículos Eléctricos Alimentação Directa (VEAD) > Esta categoria de Veículos Eléctricos tem como característica principal a alimentação directa do motor eléctrico, não existe combustível ou acumulação de energia no veículo. > Podemos agrupar nesta área diferentes veículos como os troleicarros, os eléctricos, os metros e os comboios.
  • 28. Veículos Eléctricos Alimentação Directa (VEAD) Vantagens:  Emissões directas zero, já que funcionam inteiramente a energia eléctrica;  Possibilidade de emissões zero se a energia eléctrica for gerada a partir de fontes renováveis;  Baixo teor de ruído – travões eléctricos reduzem o chiar;  Eficiência de motor eléctrico – não há necessidade de estar a consumir quando está parado e se o veículo estiver equipado com a travagem regenerativa até fornece energia à rede de abastecimento;  Manutenção mais barata, porque não têm necessidade de revisões mecânicas tão intensivas com os carros com motores de combustão interna;
  • 29. Veículos Eléctricos Alimentação Directa (VEAD) Desvantagens:  O custo dos troleicarros é 1,5 vezes superior ao dos carros a diesel;  A rede de abastecimento é bastante cara;  As rotas são limitadas às zonas onde hajam linhas aéreas;  Se houver algum problema com a infra-estrutura de abastecimento, o sistema pode não funcionar.  Independência dos preços do petróleo;  Vida longa – duram até 30 anos contra 20 de um carro a diesel; Vantagens:
  • 30. Fim!