SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 27
PASTORAL DA ACOLHIDA
IMPLANTAÇÃO PARÓQUIA SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
SIGNIFICADO DA PALAVRA ACOLHER
 Ela vem do Latim ACOLLIGERE, “levar em consideração, receber, acolher”, de AD, “a”, mais
COLLIGERE, “reunir, juntar”, este formado por COM, “junto”, mais LEGERE, “reunir, coletar,
recolher”.
 Acolher,
hospedar,agasalhar,aceitar,abrigar,acomodar,albergar,alojar,reunir,ampar
ar, apoiar,asilar,visitar,ouvir.
 Estas são algumas definições que nos ajudam a compreender a dimensão
da acolhida na vida do ser humano.
ACOLHIDA
Tabela 2094 - População residente por cor ou raça e religião
Variável - População residente (Pessoas)
Município - Campo Grande (MS)
Ano - 2010
Cor ou raça - Total
Religião
Católica Apostólica Romana 405.627
Católica Apostólica Brasileira 1.156
Católica Ortodoxa 2.045
Evangélicas 239.882
Outras religiosidades cristãs 6.976
Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias 1.614
Testemunhas de Jeová 5.155
Espiritualista 410
Espírita 27.671
Umbanda e Candomblé 2.029
Outras declarações de religiosidades afrobrasileira 41
Judaísmo 136
Hinduísmo -
Budismo 1.879
Novas religiões orientais 899
Outras religiões orientais 89
Islamismo 273
Tradições esotéricas 995
Tradições indígenas 398
Outras religiosidades 129
Sem religião 83.898
Não determinada e multiplo pertencimento 3.484
Não sabe 1.867
Sem declaração 185
Fonte: IBGE - Censo Demográfico
ACOLHIDA
Religião
Católica Apostólica Romana 51,55
Católica Apostólica Brasileira 0,15
Católica Ortodoxa 0,26
Evangélicas 30,49
Outras religiosidades cristãs 0,89
Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias 0,21
Testemunhas de Jeová 0,66
Espiritualista 0,05
Espírita 3,52
Umbanda e Candomblé 0,26
Outras declarações de religiosidades afrobrasileira 0,01
Judaísmo 0,02
Hinduísmo -
Budismo 0,24
Novas religiões orientais 0,11
Outras religiões orientais 0,01
Islamismo 0,03
Tradições esotéricas 0,13
Tradições indígenas 0,05
Outras religiosidades 0,02
Sem religião 10,66
Não determinada e multiplo pertencimento 0,44
Não sabe 0,24
Sem declaração 0,02
Fonte: IBGE - Censo Demográfico
Tabela 2094 - População residente por cor ou raça e religião
Variável - População residente - percentual do total geral
Município - Campo Grande (MS)
Ano - 2010
Cor ou raça - Total
 Jesus é o mestre do acolhimento, sempre presente na vida das pessoas.
 Aprimeira passagem a destacar é a do envio missionário.
 Jesus reúne(acolhe) os discípulos e os envia para ir ao encontro das pessoas que
precisam de ajuda.
ESPAÇO SAGRADO ESPAÇO GEOGRÁFICO
ESPAÇO FORMATIVO ESPAÇO VIRTUAL
PASTORAL DA ACOLHIDA
INTRODUÇÃO
 Por isso , acolhei-vos uns aos outros, como Cristo nos acolheu para a glória de
Deus. Rm 15,7.
 Ao longo dos anos surgiram as pastorais, formadas por agentes com dons e
carismas específicos, a serviços de grupos com características e necessidades
diferentes, uma destas ´pastorais é a PASTORAL DA ACOLHIDA.
. Uma primeira consideração sobre a Pastoral da Acolhida diz respeito ao
importante auxílio que ela presta ás outras pastorais, sobretudo na formação cristã.
 A Pastoral da Acolhida existe também para ser apoio a ação evangelizadora da
Igreja
CONSIDERAÇÕES SOBRE A ACOLHIDA
 A ação missionária é gesto concreto do período de discipulado, tempo de
aprendizagem. Temos consciência de que, antes de anunciar é preciso escutar, ou
seja, antes de ser missionário é preciso ser discípulo.
 O verdadeiro cristão o é em todos os lugares: no trabalho, na escola, na família,
etc. Assim, deve estar sempre pronto a acolher. Às vezes ouvimos algumas pessoas
dizerem: lá na igreja ele(a) fala comigo, mas, quando o vejo na rua, nem me
cumprimenta.
 É importante lembrar ao membros desta pastoral que sua atuação se estende
também á sua vida social. A Acolhida na comunidade de fé não diz respeito apenas
a um grupo de pessoas, mas toda comunidade é chamada a acolher.
DISTINÇÃO ENTRE PASTORAL E MINISTÉRIO
 PASTORAL: é a ação da igreja no mundo.
 MINISTÉRIO: é um ofício que a pessoa exerce mediante designação do
Bispo.
PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE PASTORAL DA ACOLHIDA
 Porque a Pastoral da Acolhida? .Vivemos em um mundo
marcado pelo individualismo e pela solidão. A depressão é apontada
pela ciência médica como a doença do milênio.
Assim, a acolhida é uma maneira eficiente de compartilhar a
importância da pessoa de Jesus Cristo em nossa vida através da
comunidade.
 Não há cristianismo sem expressão comunitária. Quantas pessoas
você conhece que dizem: sou católico, mas gosto de ir à igreja
quando ela está vazia.... Minha relação com Deus se dá em casa, não
preciso ir a igreja para isso. Estes são sintomas do individualismo.
 Assim, a acolhida é uma maneira eficiente de compartilhar a
importância da pessoa de Jesus Cristo em nossa vida através da
comunidade.
QUEM SÃO OS AGENTES DA PASTORAL DA ACOLHIDA?
A pastoral
da acolhida em si existe para ser uma animadora paroquial,
colaborando de maneira concreta quando o assunto é acolher as
pessoas em geral.
A acolhida é uma ação que deve ser vivida por todos os cristãos,
independente de pastoral, movimento ou grupo.
QUEM DEVE E QUEM PODE PARTICIPAR DA PASTORAL ?
 Destacam-se a presença do padre, que é o animador PRIMEIRO de toda ação evangelizadora da
paróquia, o profissional da secretária paroquial que atua de maneira a contribuir com o espírito
acolhedor na paróquia, é a figura do agente da pastoral, mais dedicado às atribuições
específicas que lhe são confiadas.
 Este trabalho começa na pessoa do padre e perpassa pelos agentes de pastorais, empenhados
na missão de acolher bem as pessoas que chegam à paróquia, nas mais diversas circunstâncias.
CRIANÇAS, JOVENS, IDOSOS PODEM PARTICIPAR DA
PASTORAL DA ACOLHIDA?
 Claro que sim. Cada pessoa , ao seu modo, preocupada em acolher,
tem muito a oferecer para que o trabalho pastoral seja eficiente.
 A Pastoral da Acolhida é formada por pessoa que acolheram o
chamado de Cristo. O papa Francisco, durante a Jornada Mundial da
Juventude 2013, disse, principalmente aos jovens: “ Vocês são os
construtores de uma igreja mais bela e de um mundo melhor” . É o
próprio sucessor de Pedro que envia os jovens à missão.
 “Ajudemos os jovens a perceberem que ser discípulo missionário é
uma consequência de ser batizado, é parte essencial do ser cristão,
e que o primeiro lugar onde evangelizar é a própria casa, o
ambiente de estudo ou de trabalho, a família e os amigos”, pede o
papa Francisco.
IMPLANTAÇÃO
POR ONDE COMEÇAR?
 Para iniciar a implantação da Pastoral da Acolhida, o primeiro passo é
compor a equipe. O padre, é responsável pela paróquia ou
comunidade, é quem identifica as pessoas aptas para esta missão.
 Lista de possíveis candidatos,
 A- A pessoa tem bom convívio na comunidade,
 B- Apresenta facilidades em trabalhar em equipe,
 C- Tem testemunho de vida cristã,
 D – Apresenta facilidade em aprender,
 E – Assume compromisso e é responsável,
 Rede sociais, face, WhatsApp,....
 F – E o principal: se ter vontade.
 Não vamos encontrar pessoas perfeitas, sem um ou outro problema.
Mas recordemos que o exercício de vida comunitária cura e liberta.
FORMAÇÃO DOS AGENTES DA PASTORAL DA ACOLHIDA
 Existem temas que são primordiais para o aprofundamento dos agentes da Pastoral da Acolhida.
 RELIGIOSA:
 A missão da Igreja e sua estrutura.
 Aprofundamento bíblico e catequético.
 Magistério da Igreja e a acolhida.
 HUMANA:
 Desenvolvendo relacionamentos.
 Importância da vida comunitária na formação humana.
 O poder do acolhimento
 ESPIRITUAL:
 Lectio Dívina – Leitura orante.
 Vocação e carisma
 Vivência sacramental
FORMAÇÃO DOS AGENTES DA PASTORAL DA ACOLHIDA
 Nesta capacitação inicial, temos que aprofundar o caráter espiritual e
prático da Pastoral da Acolhida para conciliar essas duas realidades. A
assessória do padre será muito importante nesta etapa.
 REUNIÕES:
 Estes momentos devem ser mensais com duração média de duas
horas, sendo a primeira reservada a formação e a segunda dedicada
às questões práticas da Pastoral da Acolhida.
 A DATA E O HORÁRIO DAS REUNIÕES DEVEM SER RESPEITADOS COM
MUITO RIGOR.
FORMAÇÃO DOS AGENTES DA PASTORAL DA ACOLHIDA
 QUANTO À ESTRUTURA DA PASTORAL:
Coordenador
Geral
Equipe
Espaço Sagrado
Equipe
Espaço Formativo
Equipe
Espaço Geográfico
Vice-Coordenador
Equipe
Espaço Virtual
ACOLHER É NÃO JULGAR
 PARA ACOLHER TEMOS QUE NOS LIVRAR DE CERTOS VICIOS JULGAR:
 PELO OLHAR.
 PELA FORMA DE SE COMUNICAR.
 PELA ROUPA,
 PELA APARÊNCIA.
 VIDEO.
REFLETINDO SOBRE A ACOLHIDA NA PARÓQUIA
 O QUE É ACOLHER BEM?
 QUAL A IMPORTÂNCIA DA ACOLHIDA EM UMA PARÓQUIA?
 COMO A ACOLHIDA ACONTECE EM SUA PARÓQUIA?
 O QUE PODE MELHORAR NA PATRICA ACOLHEDORA?
 COMO UMA EQUIPE DE ACOLHIMENTO PODE AUXILIAR A MISSÃO EVANGELIZADORA, REALIZADA PELAS DEMAIS
PASTORAIS?
 A IMPLANTAÇÃO DA PASTORAL DE ACOLHIDA SERÁ IMPORTANTE PARA A PARÓQUIA? POR QUÊ? COMO?
 ONDE E COMO DEVE ATUAR A PASTORAL DA ACOLHIDA?
MANUTENÇÃO
 IMPORTANTE: ESPAÇO SAGRADO
 Trabalhar em sintonia com a equipe de liturgia;
 Chegar com antecedência;
 Promover breve momento de oração antes e após a celebração;
 Acolher a todos com alegria, amizade, simpatia e respeito;
 Identificar visitantes para serem acolhidos pelo Padre;
 Cuidar dos idosos, enfermos, gravidas, pessoas com necessidades
especiais, crianças;
 Administrar situações de conflitos, de forma discreta;
 Mediar acesso de pessoas ao Padre;
 Cuidar do silêncio, dentro e fora da igreja, nas celebrações;
 Dar testemunho de oração e respeito aos irmãos.
MANUTENÇÃO
 IMPORTANTE: ESPAÇO FORMATIVO
 Elaborar Plano de Ação da Pastoral da Acolhida;
 Estar atento às orientações sobre acessibilidade;
 Cuidar da limpeza, iluminação e ventilação da igreja e salas;
 Zelar dos vitrais, pois são meios de evangelização;
 Cultivar a espiritualidade da Pastoral da Acolhida;
 Assessorar pastorais e movimentos na dimensão da acolhida;
 Ter balcão de informações em lugar visível e fácil acesso;
 Dar boa estrutura física: banheiros, bebedouros, rampas;
 Participação de cursos e encontros de formação espiritual;
 Possibilitar salas agradáveis para a catequese e encontros;
 Aproveitar a Festa do Padroeiro para evangelizar e acolher;
 Cuidar da sinalização de todas as dependências da paróquia.
MANUTENÇÃO
 IMPORTANTE: ESPAÇO GEOGRÁFICO
 Conhecer melhor as pessoas que são atendidas espiritualmente;
 Ter noção básica do perfil das pessoas que participam da paróquia;
 Gostar de pessoas, querer conviver com elas;
 Conhecer bem a localização de nossos templos;
 Cuidar dos veículos das pessoas que participam das celebrações;
 Dar boas-vindas aos novos participantes da paróquia;
 Vestir-se de maneira sóbria ou utilizar camiseta própria da Pastoral;
 Organizar despedidas em forma de envio, de encorajamento;
 Ter presente a realidade ecumênica da paróquia;
 Fazer recenseamento paroquial.
MANUTENÇÃO
 IMPORTANTE: ESPAÇO VIRTUAL
 Cuidar para que as ferramentas virtuais sejam mediações;
 Responder e-mails e cartas com certa frequência;
 Ser atento ao calendário de atividades da paróquia;
 Alimentar sites; blogs e fan pages com frequência;
 Usar a rede social para interação paroquial.
ESTUDO PARA A IMPLANTAÇÃO
FORÇA FRAQUEZA
OPORTUNIDADE AMEAÇA.
CONCLUSÃO
 O papa Francisco, por ocasião da Jornada da Juventude 2013, disse
que:
 “ o resultado do trabalho pastoral não assenta na riqueza dos
recursos, mas na criatividade do amor”.
 Por isso, saibamos agir com simplicidade na Pastoral da Acolhida, pois
nossa ação diz respeito à promoção do relacionamento, da
convivência humana.
AGRADECIMENTOS
 OBRIGADO PELA PRESENÇA
 Par
Paróquia Sagrado Coração de Jesus
Santa Fé- Campo Grande -MS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A pessoa do catequista
A pessoa do catequistaA pessoa do catequista
A pessoa do catequista
Bruno Costa
 
Querigma parte por parte
Querigma parte por parteQuerigma parte por parte
Querigma parte por parte
Cassio Felipe
 

Mais procurados (20)

PILAR DA AÇÃO MISSIONÁRIA DGAE 2019-2023. PROF. PAULO DAVID.pptx
PILAR DA AÇÃO MISSIONÁRIA DGAE 2019-2023. PROF. PAULO DAVID.pptxPILAR DA AÇÃO MISSIONÁRIA DGAE 2019-2023. PROF. PAULO DAVID.pptx
PILAR DA AÇÃO MISSIONÁRIA DGAE 2019-2023. PROF. PAULO DAVID.pptx
 
Cristãos Leigos-e-Leigas- DOCUMENTO 105 CNBB -
Cristãos Leigos-e-Leigas- DOCUMENTO 105  CNBB -Cristãos Leigos-e-Leigas- DOCUMENTO 105  CNBB -
Cristãos Leigos-e-Leigas- DOCUMENTO 105 CNBB -
 
A pessoa do catequista
A pessoa do catequistaA pessoa do catequista
A pessoa do catequista
 
Querigma e catequese
Querigma e catequeseQuerigma e catequese
Querigma e catequese
 
Querigma parte por parte
Querigma parte por parteQuerigma parte por parte
Querigma parte por parte
 
Treinamento Diáconos IASD
Treinamento Diáconos IASDTreinamento Diáconos IASD
Treinamento Diáconos IASD
 
Catequese renovada
Catequese renovadaCatequese renovada
Catequese renovada
 
Chaves de Leitura do Documento 107 da CNBB.pptx
Chaves de Leitura do Documento 107 da CNBB.pptxChaves de Leitura do Documento 107 da CNBB.pptx
Chaves de Leitura do Documento 107 da CNBB.pptx
 
Perfil do catequista
Perfil do catequistaPerfil do catequista
Perfil do catequista
 
Estudo do documento 100
Estudo do documento 100Estudo do documento 100
Estudo do documento 100
 
DIRETRIZES GERAIS DA AÇÃO EVANGELIZADORA 2019 - 2023
DIRETRIZES GERAIS DA AÇÃO EVANGELIZADORA 2019 - 2023DIRETRIZES GERAIS DA AÇÃO EVANGELIZADORA 2019 - 2023
DIRETRIZES GERAIS DA AÇÃO EVANGELIZADORA 2019 - 2023
 
Curso de-ministros
Curso de-ministrosCurso de-ministros
Curso de-ministros
 
Capítulo 3 espiritualidade da rcc
Capítulo 3   espiritualidade da rccCapítulo 3   espiritualidade da rcc
Capítulo 3 espiritualidade da rcc
 
Encontro de Liturgia
Encontro de LiturgiaEncontro de Liturgia
Encontro de Liturgia
 
CNBB documento 107 - Aplicação prática
CNBB documento 107 - Aplicação práticaCNBB documento 107 - Aplicação prática
CNBB documento 107 - Aplicação prática
 
Formação paroquial para coroinhas - 01.pptx
Formação paroquial para coroinhas - 01.pptxFormação paroquial para coroinhas - 01.pptx
Formação paroquial para coroinhas - 01.pptx
 
Formação sobre Dízimo
Formação sobre DízimoFormação sobre Dízimo
Formação sobre Dízimo
 
FORMAÇÃO DO DÍZIMO
FORMAÇÃO DO DÍZIMOFORMAÇÃO DO DÍZIMO
FORMAÇÃO DO DÍZIMO
 
CNBB DOC 43 ANIMAÇÃO DA VIDA LITÚRGICA NO BRASIL
CNBB DOC 43 ANIMAÇÃO DA VIDA LITÚRGICA NO BRASILCNBB DOC 43 ANIMAÇÃO DA VIDA LITÚRGICA NO BRASIL
CNBB DOC 43 ANIMAÇÃO DA VIDA LITÚRGICA NO BRASIL
 
Slides cristãos leigos e leigas na igreja e na sociedade
Slides cristãos leigos e leigas na igreja e na sociedadeSlides cristãos leigos e leigas na igreja e na sociedade
Slides cristãos leigos e leigas na igreja e na sociedade
 

Semelhante a Pastoral da acolhida

Dgae 2011 2015 visitapastoral
Dgae 2011 2015 visitapastoralDgae 2011 2015 visitapastoral
Dgae 2011 2015 visitapastoral
Kleber Silva
 
Apresentação ponto 1 e 2
Apresentação ponto 1 e 2Apresentação ponto 1 e 2
Apresentação ponto 1 e 2
Renata R. Lucas
 
Pastoral Famliar
Pastoral FamliarPastoral Famliar
Pastoral Famliar
admirvargas
 
Contact outubro
Contact outubroContact outubro
Contact outubro
Leutherio
 
Reunião de pais final
Reunião de pais finalReunião de pais final
Reunião de pais final
Pedro Gilberto
 

Semelhante a Pastoral da acolhida (20)

7º PPO – Encontro de Espiritualidade: Padre Nadai
7º PPO – Encontro de Espiritualidade: Padre Nadai7º PPO – Encontro de Espiritualidade: Padre Nadai
7º PPO – Encontro de Espiritualidade: Padre Nadai
 
DGAE 2011 2015 padrekleber
DGAE 2011 2015 padrekleberDGAE 2011 2015 padrekleber
DGAE 2011 2015 padrekleber
 
Dgae 2011 2015 visitapastoral
Dgae 2011 2015 visitapastoralDgae 2011 2015 visitapastoral
Dgae 2011 2015 visitapastoral
 
Apresentação ponto 1 e 2
Apresentação ponto 1 e 2Apresentação ponto 1 e 2
Apresentação ponto 1 e 2
 
redentoristando-pedro.blogspot.com
redentoristando-pedro.blogspot.comredentoristando-pedro.blogspot.com
redentoristando-pedro.blogspot.com
 
blog do irmão pedro magalhaes
blog do irmão pedro magalhaesblog do irmão pedro magalhaes
blog do irmão pedro magalhaes
 
Diretrizes Gerais da Evangelização da Igreja no Brasil 2011-2015 (Visão Geral)
Diretrizes Gerais da Evangelização da Igreja no Brasil 2011-2015 (Visão Geral)Diretrizes Gerais da Evangelização da Igreja no Brasil 2011-2015 (Visão Geral)
Diretrizes Gerais da Evangelização da Igreja no Brasil 2011-2015 (Visão Geral)
 
Adv apresentação-2014
Adv   apresentação-2014Adv   apresentação-2014
Adv apresentação-2014
 
Desafios da gestão
Desafios da gestãoDesafios da gestão
Desafios da gestão
 
Uma nova paroquia
Uma nova paroquiaUma nova paroquia
Uma nova paroquia
 
Grupo Adoração e Vida
Grupo Adoração e VidaGrupo Adoração e Vida
Grupo Adoração e Vida
 
PEQUENAS COMUNIDADES ... ou GRUPOS DE JESUS, FORMAÇÃO.
PEQUENAS COMUNIDADES ... ou GRUPOS DE JESUS, FORMAÇÃO.PEQUENAS COMUNIDADES ... ou GRUPOS DE JESUS, FORMAÇÃO.
PEQUENAS COMUNIDADES ... ou GRUPOS DE JESUS, FORMAÇÃO.
 
Retiro com catequistas
Retiro com catequistasRetiro com catequistas
Retiro com catequistas
 
Encontro com Catequistas
Encontro com CatequistasEncontro com Catequistas
Encontro com Catequistas
 
Pastoral Familiar
Pastoral FamiliarPastoral Familiar
Pastoral Familiar
 
Pastoral Famliar
Pastoral FamliarPastoral Famliar
Pastoral Famliar
 
Contact outubro
Contact outubroContact outubro
Contact outubro
 
Santas Missões Populares
Santas Missões PopularesSantas Missões Populares
Santas Missões Populares
 
Documento 85 cnbb_
Documento 85 cnbb_Documento 85 cnbb_
Documento 85 cnbb_
 
Reunião de pais final
Reunião de pais finalReunião de pais final
Reunião de pais final
 

Pastoral da acolhida

  • 1. PASTORAL DA ACOLHIDA IMPLANTAÇÃO PARÓQUIA SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
  • 2. SIGNIFICADO DA PALAVRA ACOLHER  Ela vem do Latim ACOLLIGERE, “levar em consideração, receber, acolher”, de AD, “a”, mais COLLIGERE, “reunir, juntar”, este formado por COM, “junto”, mais LEGERE, “reunir, coletar, recolher”.  Acolher, hospedar,agasalhar,aceitar,abrigar,acomodar,albergar,alojar,reunir,ampar ar, apoiar,asilar,visitar,ouvir.  Estas são algumas definições que nos ajudam a compreender a dimensão da acolhida na vida do ser humano.
  • 3. ACOLHIDA Tabela 2094 - População residente por cor ou raça e religião Variável - População residente (Pessoas) Município - Campo Grande (MS) Ano - 2010 Cor ou raça - Total Religião Católica Apostólica Romana 405.627 Católica Apostólica Brasileira 1.156 Católica Ortodoxa 2.045 Evangélicas 239.882 Outras religiosidades cristãs 6.976 Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias 1.614 Testemunhas de Jeová 5.155 Espiritualista 410 Espírita 27.671 Umbanda e Candomblé 2.029 Outras declarações de religiosidades afrobrasileira 41 Judaísmo 136 Hinduísmo - Budismo 1.879 Novas religiões orientais 899 Outras religiões orientais 89 Islamismo 273 Tradições esotéricas 995 Tradições indígenas 398 Outras religiosidades 129 Sem religião 83.898 Não determinada e multiplo pertencimento 3.484 Não sabe 1.867 Sem declaração 185 Fonte: IBGE - Censo Demográfico
  • 4. ACOLHIDA Religião Católica Apostólica Romana 51,55 Católica Apostólica Brasileira 0,15 Católica Ortodoxa 0,26 Evangélicas 30,49 Outras religiosidades cristãs 0,89 Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias 0,21 Testemunhas de Jeová 0,66 Espiritualista 0,05 Espírita 3,52 Umbanda e Candomblé 0,26 Outras declarações de religiosidades afrobrasileira 0,01 Judaísmo 0,02 Hinduísmo - Budismo 0,24 Novas religiões orientais 0,11 Outras religiões orientais 0,01 Islamismo 0,03 Tradições esotéricas 0,13 Tradições indígenas 0,05 Outras religiosidades 0,02 Sem religião 10,66 Não determinada e multiplo pertencimento 0,44 Não sabe 0,24 Sem declaração 0,02 Fonte: IBGE - Censo Demográfico Tabela 2094 - População residente por cor ou raça e religião Variável - População residente - percentual do total geral Município - Campo Grande (MS) Ano - 2010 Cor ou raça - Total
  • 5.  Jesus é o mestre do acolhimento, sempre presente na vida das pessoas.  Aprimeira passagem a destacar é a do envio missionário.  Jesus reúne(acolhe) os discípulos e os envia para ir ao encontro das pessoas que precisam de ajuda.
  • 6. ESPAÇO SAGRADO ESPAÇO GEOGRÁFICO ESPAÇO FORMATIVO ESPAÇO VIRTUAL PASTORAL DA ACOLHIDA
  • 7. INTRODUÇÃO  Por isso , acolhei-vos uns aos outros, como Cristo nos acolheu para a glória de Deus. Rm 15,7.  Ao longo dos anos surgiram as pastorais, formadas por agentes com dons e carismas específicos, a serviços de grupos com características e necessidades diferentes, uma destas ´pastorais é a PASTORAL DA ACOLHIDA. . Uma primeira consideração sobre a Pastoral da Acolhida diz respeito ao importante auxílio que ela presta ás outras pastorais, sobretudo na formação cristã.  A Pastoral da Acolhida existe também para ser apoio a ação evangelizadora da Igreja
  • 8. CONSIDERAÇÕES SOBRE A ACOLHIDA  A ação missionária é gesto concreto do período de discipulado, tempo de aprendizagem. Temos consciência de que, antes de anunciar é preciso escutar, ou seja, antes de ser missionário é preciso ser discípulo.  O verdadeiro cristão o é em todos os lugares: no trabalho, na escola, na família, etc. Assim, deve estar sempre pronto a acolher. Às vezes ouvimos algumas pessoas dizerem: lá na igreja ele(a) fala comigo, mas, quando o vejo na rua, nem me cumprimenta.  É importante lembrar ao membros desta pastoral que sua atuação se estende também á sua vida social. A Acolhida na comunidade de fé não diz respeito apenas a um grupo de pessoas, mas toda comunidade é chamada a acolher.
  • 9. DISTINÇÃO ENTRE PASTORAL E MINISTÉRIO  PASTORAL: é a ação da igreja no mundo.  MINISTÉRIO: é um ofício que a pessoa exerce mediante designação do Bispo.
  • 10. PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE PASTORAL DA ACOLHIDA  Porque a Pastoral da Acolhida? .Vivemos em um mundo marcado pelo individualismo e pela solidão. A depressão é apontada pela ciência médica como a doença do milênio. Assim, a acolhida é uma maneira eficiente de compartilhar a importância da pessoa de Jesus Cristo em nossa vida através da comunidade.  Não há cristianismo sem expressão comunitária. Quantas pessoas você conhece que dizem: sou católico, mas gosto de ir à igreja quando ela está vazia.... Minha relação com Deus se dá em casa, não preciso ir a igreja para isso. Estes são sintomas do individualismo.  Assim, a acolhida é uma maneira eficiente de compartilhar a importância da pessoa de Jesus Cristo em nossa vida através da comunidade.
  • 11. QUEM SÃO OS AGENTES DA PASTORAL DA ACOLHIDA? A pastoral da acolhida em si existe para ser uma animadora paroquial, colaborando de maneira concreta quando o assunto é acolher as pessoas em geral. A acolhida é uma ação que deve ser vivida por todos os cristãos, independente de pastoral, movimento ou grupo.
  • 12. QUEM DEVE E QUEM PODE PARTICIPAR DA PASTORAL ?  Destacam-se a presença do padre, que é o animador PRIMEIRO de toda ação evangelizadora da paróquia, o profissional da secretária paroquial que atua de maneira a contribuir com o espírito acolhedor na paróquia, é a figura do agente da pastoral, mais dedicado às atribuições específicas que lhe são confiadas.  Este trabalho começa na pessoa do padre e perpassa pelos agentes de pastorais, empenhados na missão de acolher bem as pessoas que chegam à paróquia, nas mais diversas circunstâncias.
  • 13. CRIANÇAS, JOVENS, IDOSOS PODEM PARTICIPAR DA PASTORAL DA ACOLHIDA?  Claro que sim. Cada pessoa , ao seu modo, preocupada em acolher, tem muito a oferecer para que o trabalho pastoral seja eficiente.  A Pastoral da Acolhida é formada por pessoa que acolheram o chamado de Cristo. O papa Francisco, durante a Jornada Mundial da Juventude 2013, disse, principalmente aos jovens: “ Vocês são os construtores de uma igreja mais bela e de um mundo melhor” . É o próprio sucessor de Pedro que envia os jovens à missão.  “Ajudemos os jovens a perceberem que ser discípulo missionário é uma consequência de ser batizado, é parte essencial do ser cristão, e que o primeiro lugar onde evangelizar é a própria casa, o ambiente de estudo ou de trabalho, a família e os amigos”, pede o papa Francisco.
  • 15. POR ONDE COMEÇAR?  Para iniciar a implantação da Pastoral da Acolhida, o primeiro passo é compor a equipe. O padre, é responsável pela paróquia ou comunidade, é quem identifica as pessoas aptas para esta missão.  Lista de possíveis candidatos,  A- A pessoa tem bom convívio na comunidade,  B- Apresenta facilidades em trabalhar em equipe,  C- Tem testemunho de vida cristã,  D – Apresenta facilidade em aprender,  E – Assume compromisso e é responsável,  Rede sociais, face, WhatsApp,....  F – E o principal: se ter vontade.  Não vamos encontrar pessoas perfeitas, sem um ou outro problema. Mas recordemos que o exercício de vida comunitária cura e liberta.
  • 16. FORMAÇÃO DOS AGENTES DA PASTORAL DA ACOLHIDA  Existem temas que são primordiais para o aprofundamento dos agentes da Pastoral da Acolhida.  RELIGIOSA:  A missão da Igreja e sua estrutura.  Aprofundamento bíblico e catequético.  Magistério da Igreja e a acolhida.  HUMANA:  Desenvolvendo relacionamentos.  Importância da vida comunitária na formação humana.  O poder do acolhimento  ESPIRITUAL:  Lectio Dívina – Leitura orante.  Vocação e carisma  Vivência sacramental
  • 17. FORMAÇÃO DOS AGENTES DA PASTORAL DA ACOLHIDA  Nesta capacitação inicial, temos que aprofundar o caráter espiritual e prático da Pastoral da Acolhida para conciliar essas duas realidades. A assessória do padre será muito importante nesta etapa.  REUNIÕES:  Estes momentos devem ser mensais com duração média de duas horas, sendo a primeira reservada a formação e a segunda dedicada às questões práticas da Pastoral da Acolhida.  A DATA E O HORÁRIO DAS REUNIÕES DEVEM SER RESPEITADOS COM MUITO RIGOR.
  • 18. FORMAÇÃO DOS AGENTES DA PASTORAL DA ACOLHIDA  QUANTO À ESTRUTURA DA PASTORAL: Coordenador Geral Equipe Espaço Sagrado Equipe Espaço Formativo Equipe Espaço Geográfico Vice-Coordenador Equipe Espaço Virtual
  • 19. ACOLHER É NÃO JULGAR  PARA ACOLHER TEMOS QUE NOS LIVRAR DE CERTOS VICIOS JULGAR:  PELO OLHAR.  PELA FORMA DE SE COMUNICAR.  PELA ROUPA,  PELA APARÊNCIA.  VIDEO.
  • 20. REFLETINDO SOBRE A ACOLHIDA NA PARÓQUIA  O QUE É ACOLHER BEM?  QUAL A IMPORTÂNCIA DA ACOLHIDA EM UMA PARÓQUIA?  COMO A ACOLHIDA ACONTECE EM SUA PARÓQUIA?  O QUE PODE MELHORAR NA PATRICA ACOLHEDORA?  COMO UMA EQUIPE DE ACOLHIMENTO PODE AUXILIAR A MISSÃO EVANGELIZADORA, REALIZADA PELAS DEMAIS PASTORAIS?  A IMPLANTAÇÃO DA PASTORAL DE ACOLHIDA SERÁ IMPORTANTE PARA A PARÓQUIA? POR QUÊ? COMO?  ONDE E COMO DEVE ATUAR A PASTORAL DA ACOLHIDA?
  • 21. MANUTENÇÃO  IMPORTANTE: ESPAÇO SAGRADO  Trabalhar em sintonia com a equipe de liturgia;  Chegar com antecedência;  Promover breve momento de oração antes e após a celebração;  Acolher a todos com alegria, amizade, simpatia e respeito;  Identificar visitantes para serem acolhidos pelo Padre;  Cuidar dos idosos, enfermos, gravidas, pessoas com necessidades especiais, crianças;  Administrar situações de conflitos, de forma discreta;  Mediar acesso de pessoas ao Padre;  Cuidar do silêncio, dentro e fora da igreja, nas celebrações;  Dar testemunho de oração e respeito aos irmãos.
  • 22. MANUTENÇÃO  IMPORTANTE: ESPAÇO FORMATIVO  Elaborar Plano de Ação da Pastoral da Acolhida;  Estar atento às orientações sobre acessibilidade;  Cuidar da limpeza, iluminação e ventilação da igreja e salas;  Zelar dos vitrais, pois são meios de evangelização;  Cultivar a espiritualidade da Pastoral da Acolhida;  Assessorar pastorais e movimentos na dimensão da acolhida;  Ter balcão de informações em lugar visível e fácil acesso;  Dar boa estrutura física: banheiros, bebedouros, rampas;  Participação de cursos e encontros de formação espiritual;  Possibilitar salas agradáveis para a catequese e encontros;  Aproveitar a Festa do Padroeiro para evangelizar e acolher;  Cuidar da sinalização de todas as dependências da paróquia.
  • 23. MANUTENÇÃO  IMPORTANTE: ESPAÇO GEOGRÁFICO  Conhecer melhor as pessoas que são atendidas espiritualmente;  Ter noção básica do perfil das pessoas que participam da paróquia;  Gostar de pessoas, querer conviver com elas;  Conhecer bem a localização de nossos templos;  Cuidar dos veículos das pessoas que participam das celebrações;  Dar boas-vindas aos novos participantes da paróquia;  Vestir-se de maneira sóbria ou utilizar camiseta própria da Pastoral;  Organizar despedidas em forma de envio, de encorajamento;  Ter presente a realidade ecumênica da paróquia;  Fazer recenseamento paroquial.
  • 24. MANUTENÇÃO  IMPORTANTE: ESPAÇO VIRTUAL  Cuidar para que as ferramentas virtuais sejam mediações;  Responder e-mails e cartas com certa frequência;  Ser atento ao calendário de atividades da paróquia;  Alimentar sites; blogs e fan pages com frequência;  Usar a rede social para interação paroquial.
  • 25. ESTUDO PARA A IMPLANTAÇÃO FORÇA FRAQUEZA OPORTUNIDADE AMEAÇA.
  • 26. CONCLUSÃO  O papa Francisco, por ocasião da Jornada da Juventude 2013, disse que:  “ o resultado do trabalho pastoral não assenta na riqueza dos recursos, mas na criatividade do amor”.  Por isso, saibamos agir com simplicidade na Pastoral da Acolhida, pois nossa ação diz respeito à promoção do relacionamento, da convivência humana.
  • 27. AGRADECIMENTOS  OBRIGADO PELA PRESENÇA  Par Paróquia Sagrado Coração de Jesus Santa Fé- Campo Grande -MS