SlideShare uma empresa Scribd logo
OBSERVATÓRIO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO BRASIL Gilberto Ciro
OBJETIVOS GERAIS ,[object Object]
Criar um Observatório inovador para os tomadores de decisão, gerando cenários de longo prazo para a economia brasileira.
Sistematizar e aprimorar as bases de informações sócio-econômicas do Brasil (BrasilData ),[object Object]
IMPORTÂNCIA :PARA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E PARA A INICIATIVA PRIVADAOs indicadores e cenários fornecem orientação crucial: Contribuindo para a tomada de decisões estratégicas: ajudam a avaliar opções possíveis na solução de problemas, com estimativas de custos e impactos; subsidiam mudanças de políticas setoriais. Traduzindo o conhecimento físico e de ciência social em unidades de informações gerenciáveis na facilitação do processo de tomada de decisão.  Contribuindo para medir e calibrar o progresso em relação às metas de desenvolvimento sustentável. Fazendo previsões, soando o alarme a tempo de retificar ou evitar  disfunções ou danos econômicos, sociais e ambientais. (fenômenos não sustentáveis) Quantificando os alvos e medindo o progresso e resultados das “respostas”  Fornecendo informações capazes de gerar um efeito positivo no comportamento da sociedade civil. Atuando como ferramentas importantes para comunicar idéias e valores: “ Nós medimos o que valoramos e valoramos o que medimos.”
FUNÇÕES:  estruturação, organização e “comercialização” das operações/produtos: DADOS: estimulam as escolhas a serem feitas e permite que dados prioritários em termos de desenvolvimento sustentável sejam identificados. Incita os geradores de dados a adaptar as suas abordagens e suas coletas e sistemas de mensuração; ANÁLISE: Indicadores permitem que tendências passadas sejam mensuradas, mudanças possíveis sejam planejadas e fenômenos não sustentáveis sejam melhor avaliados; APURAÇÃO: Indicadores ajudam a fixar metas focadas em resultados e/ou progresso de mensuração em relação aos alvos já fixados e a distância para as metas (Indicadores de desempenho); RELATAÇÃO: Indicadores geram relatórios mais objetivos e enriquecidos e, portanto, constituem um veículo de comunicação privilegiado. BOLSA ELETRÔNICA DE PROJETOS E OPORTUNIDADES      Ferramenta que disponibiliza e compatibiliza , por meio eletrônico, a oferta de recursos, projetos e oportunidades com a demanda pelos mesmos.
Para cumprir estas funções, o observatório ideal deve: Oferecer um valor agregado. Seu papel não é simplesmente criar dados, mas gerar indicadores, análises e relatórios que conectam os sistemas sócio-econômicos e ecológico com uma abordagem sistêmica e prospectiva capaz de assistir a tomada de decisão Pública e privada; Produzir informações confiáveis alicercadas em dados científicos validados; Ser capaz de operar ao longo do tempo, o que requer uma âncora institucional sólida que possa garantir a objetividade do trabalho. Para tanto, deve ser investido de independência e de papel e status bem definidos e reconhecidos, com sua própria gestão e órgãos consultivos (conselho de gestão, comitê científico, comitê do usuário...); Trabalhar em parceria e atender o princípio da subsidiaridade, desempenhando um papel de catalização , coordenação, processamento e distribuição das informações aos usuários.
CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE INDICADORES Um indicador deve capturar a essência do problema e ter uma interpretação normativa aceitável. Um indicador deve ser robusto e estatisticamente validado. Um indicador deve ser responsivo às intervenções de políticas, mas não sujeito a manipulação. Um indicador deve ser mensurável de forma suficientemente comparável com outros Estados e, tanto quanto possível, a padrões aplicáveis internacionalmente.  Um indicador deve estar disponível permanentemente e suscetível de revisão. A mensuração de um indicador não deve impor aos cidadãos e empresários um peso disproporcional aos seus benefícios.
PIRÂMIDE DE NÍVEIS DE INDICADORESHierarquia dos objetivos e medidas a serem monitorados. USUÁRIOS PRODUTOS FORMULADORES  DE ESTRATÉGIAS REVISÃO DE ESTRATÉGIA FORMULADORES  DE POLÍTICAS REVISÕES  DE POLÍTICAS ANÁLISES  DETALHADAS FORMULADORES  DE AÇÕES

Mais conteúdo relacionado

Destaque

EXERCÍCIOS SOBRE SAIS
EXERCÍCIOS SOBRE SAISEXERCÍCIOS SOBRE SAIS
Talabartes
TalabartesTalabartes
Talabartes
Conect01
 
Gc mpa fead - slides gic - prof. rivadávia - 2011
Gc   mpa fead -  slides gic - prof. rivadávia - 2011Gc   mpa fead -  slides gic - prof. rivadávia - 2011
Gc mpa fead - slides gic - prof. rivadávia - 2011
Rivadávia C. Drummond A. Neto,PhD
 
Clase 01
Clase 01Clase 01
Clase 01
Julian Vargas
 
Distribucion binomial
Distribucion binomialDistribucion binomial
Distribucion binomial
Mayra Janeth Sifuentes Mtz
 
Word 2010 bordes y sombreado 2013
Word 2010 bordes y sombreado 2013Word 2010 bordes y sombreado 2013
Word 2010 bordes y sombreado 2013
sprado818
 
Programming sonido
Programming sonidoProgramming sonido
Programming sonido
Juan David Lopez Salamanca
 
Actividad 5. Propuesta final de un ambiente de aprendizaje
Actividad 5. Propuesta final de un ambiente de aprendizajeActividad 5. Propuesta final de un ambiente de aprendizaje
Actividad 5. Propuesta final de un ambiente de aprendizaje
Cris Pinto
 
Recursos português
Recursos portuguêsRecursos português
Recursos português
Anaigreja
 
Cerealitas
CerealitasCerealitas
Presentación2 diapositivas tecnologia
Presentación2 diapositivas tecnologiaPresentación2 diapositivas tecnologia
Presentación2 diapositivas tecnologia
Johana Mayorga
 
Instalación de Windows 7 como una máquina virtual
Instalación de Windows 7 como una máquina virtualInstalación de Windows 7 como una máquina virtual
Instalación de Windows 7 como una máquina virtual
Diego Casso
 
902
902902
B@bel.multi cib claudio-multilinguismo-ago2013
B@bel.multi cib claudio-multilinguismo-ago2013B@bel.multi cib claudio-multilinguismo-ago2013
B@bel.multi cib claudio-multilinguismo-ago2013
Claudio Menezes
 

Destaque (14)

EXERCÍCIOS SOBRE SAIS
EXERCÍCIOS SOBRE SAISEXERCÍCIOS SOBRE SAIS
EXERCÍCIOS SOBRE SAIS
 
Talabartes
TalabartesTalabartes
Talabartes
 
Gc mpa fead - slides gic - prof. rivadávia - 2011
Gc   mpa fead -  slides gic - prof. rivadávia - 2011Gc   mpa fead -  slides gic - prof. rivadávia - 2011
Gc mpa fead - slides gic - prof. rivadávia - 2011
 
Clase 01
Clase 01Clase 01
Clase 01
 
Distribucion binomial
Distribucion binomialDistribucion binomial
Distribucion binomial
 
Word 2010 bordes y sombreado 2013
Word 2010 bordes y sombreado 2013Word 2010 bordes y sombreado 2013
Word 2010 bordes y sombreado 2013
 
Programming sonido
Programming sonidoProgramming sonido
Programming sonido
 
Actividad 5. Propuesta final de un ambiente de aprendizaje
Actividad 5. Propuesta final de un ambiente de aprendizajeActividad 5. Propuesta final de un ambiente de aprendizaje
Actividad 5. Propuesta final de un ambiente de aprendizaje
 
Recursos português
Recursos portuguêsRecursos português
Recursos português
 
Cerealitas
CerealitasCerealitas
Cerealitas
 
Presentación2 diapositivas tecnologia
Presentación2 diapositivas tecnologiaPresentación2 diapositivas tecnologia
Presentación2 diapositivas tecnologia
 
Instalación de Windows 7 como una máquina virtual
Instalación de Windows 7 como una máquina virtualInstalación de Windows 7 como una máquina virtual
Instalación de Windows 7 como una máquina virtual
 
902
902902
902
 
B@bel.multi cib claudio-multilinguismo-ago2013
B@bel.multi cib claudio-multilinguismo-ago2013B@bel.multi cib claudio-multilinguismo-ago2013
B@bel.multi cib claudio-multilinguismo-ago2013
 

Semelhante a Observatorio do desenvolvimento

Elaboração de Projetos Sociais
Elaboração de Projetos SociaisElaboração de Projetos Sociais
Elaboração de Projetos Sociais
Dialogus Consultoria
 
ESG e o “S” brasileiro | Nota técnica
ESG e o “S” brasileiro | Nota técnicaESG e o “S” brasileiro | Nota técnica
ESG e o “S” brasileiro | Nota técnica
IDIS
 
Portfolio Consultoria em Sustentabilidade
Portfolio Consultoria em SustentabilidadePortfolio Consultoria em Sustentabilidade
Portfolio Consultoria em Sustentabilidade
Idéias e Soluções Consultoria Empresarial
 
Revista Exit 21 Empreendedorismo Sociale Sustentabilidade
Revista Exit 21 Empreendedorismo Sociale SustentabilidadeRevista Exit 21 Empreendedorismo Sociale Sustentabilidade
Revista Exit 21 Empreendedorismo Sociale Sustentabilidade
Dianova
 
Gestão Ambiental nas Organizações
Gestão Ambiental nas OrganizaçõesGestão Ambiental nas Organizações
Gestão Ambiental nas Organizações
Adeildo Caboclo
 
A implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da Previdência
A implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da PrevidênciaA implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da Previdência
A implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da Previdência
EloGroup
 
A implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da Previdência
A implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da PrevidênciaA implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da Previdência
A implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da Previdência
Gestão Pública: Pensando Diferente
 
Ministério da Previdência Social - A implantação da estratégia integrada ao P...
Ministério da Previdência Social - A implantação da estratégia integrada ao P...Ministério da Previdência Social - A implantação da estratégia integrada ao P...
Ministério da Previdência Social - A implantação da estratégia integrada ao P...
EloGroup
 
Manual para elaboracao_administracao_e_avaliacao_de_projetos_socioambientais
Manual para elaboracao_administracao_e_avaliacao_de_projetos_socioambientaisManual para elaboracao_administracao_e_avaliacao_de_projetos_socioambientais
Manual para elaboracao_administracao_e_avaliacao_de_projetos_socioambientais
Faculdades Integradas Teresa D'Ávila
 
Discuntindo Indicadores
Discuntindo IndicadoresDiscuntindo Indicadores
Discuntindo Indicadores
George Maia
 
Evento Relato Integrado realizado em 04/12/13 - Apresentação do Itaú
Evento Relato Integrado realizado em 04/12/13 - Apresentação do ItaúEvento Relato Integrado realizado em 04/12/13 - Apresentação do Itaú
Evento Relato Integrado realizado em 04/12/13 - Apresentação do Itaú
MZ .
 
Festival 2019 - Monitorando projetos e avaliando impacto
Festival 2019 - Monitorando projetos e avaliando impactoFestival 2019 - Monitorando projetos e avaliando impacto
Festival 2019 - Monitorando projetos e avaliando impacto
ABCR
 
Indicadores ethos de responsabilidade empresarial
Indicadores ethos de responsabilidade empresarialIndicadores ethos de responsabilidade empresarial
Indicadores ethos de responsabilidade empresarial
Alessandra Chacon
 
Os Retornos da Responsabilidade Social - Dialogus Consultoria
Os Retornos da Responsabilidade Social - Dialogus Consultoria Os Retornos da Responsabilidade Social - Dialogus Consultoria
Os Retornos da Responsabilidade Social - Dialogus Consultoria
Dialogus Consultoria
 
Processo de validação da os e sua importância para o financiador (celina yama...
Processo de validação da os e sua importância para o financiador (celina yama...Processo de validação da os e sua importância para o financiador (celina yama...
Processo de validação da os e sua importância para o financiador (celina yama...
FLAC - Festival Latino Americano de Captação de Recursos 2012
 
RS2021_RAIZEN_PT.pdf
RS2021_RAIZEN_PT.pdfRS2021_RAIZEN_PT.pdf
RS2021_RAIZEN_PT.pdf
Giusepe Gianini Rodrigues
 
Centro de investimento de impacto plano
Centro de investimento de impacto planoCentro de investimento de impacto plano
Centro de investimento de impacto plano
HSG Hub São Paulo
 
Sustentabilidade em hotéis
 Sustentabilidade em hotéis Sustentabilidade em hotéis
Sustentabilidade em hotéis
CASAMUNDOBRAZIL Projetos Sustentáveis
 
HOTÉIS | Selo Programa Comportamento Sustentável
HOTÉIS | Selo  Programa  Comportamento SustentávelHOTÉIS | Selo  Programa  Comportamento Sustentável
HOTÉIS | Selo Programa Comportamento Sustentável
CASAMUNDOBRAZIL Projetos Sustentáveis
 
Indicadores de sustentabilidade no desenvolvimento imobiliário urbano
Indicadores de sustentabilidade no desenvolvimento imobiliário urbanoIndicadores de sustentabilidade no desenvolvimento imobiliário urbano
Indicadores de sustentabilidade no desenvolvimento imobiliário urbano
Fundação Dom Cabral - FDC
 

Semelhante a Observatorio do desenvolvimento (20)

Elaboração de Projetos Sociais
Elaboração de Projetos SociaisElaboração de Projetos Sociais
Elaboração de Projetos Sociais
 
ESG e o “S” brasileiro | Nota técnica
ESG e o “S” brasileiro | Nota técnicaESG e o “S” brasileiro | Nota técnica
ESG e o “S” brasileiro | Nota técnica
 
Portfolio Consultoria em Sustentabilidade
Portfolio Consultoria em SustentabilidadePortfolio Consultoria em Sustentabilidade
Portfolio Consultoria em Sustentabilidade
 
Revista Exit 21 Empreendedorismo Sociale Sustentabilidade
Revista Exit 21 Empreendedorismo Sociale SustentabilidadeRevista Exit 21 Empreendedorismo Sociale Sustentabilidade
Revista Exit 21 Empreendedorismo Sociale Sustentabilidade
 
Gestão Ambiental nas Organizações
Gestão Ambiental nas OrganizaçõesGestão Ambiental nas Organizações
Gestão Ambiental nas Organizações
 
A implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da Previdência
A implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da PrevidênciaA implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da Previdência
A implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da Previdência
 
A implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da Previdência
A implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da PrevidênciaA implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da Previdência
A implantação da estratégia integrada ao PPA no Ministério da Previdência
 
Ministério da Previdência Social - A implantação da estratégia integrada ao P...
Ministério da Previdência Social - A implantação da estratégia integrada ao P...Ministério da Previdência Social - A implantação da estratégia integrada ao P...
Ministério da Previdência Social - A implantação da estratégia integrada ao P...
 
Manual para elaboracao_administracao_e_avaliacao_de_projetos_socioambientais
Manual para elaboracao_administracao_e_avaliacao_de_projetos_socioambientaisManual para elaboracao_administracao_e_avaliacao_de_projetos_socioambientais
Manual para elaboracao_administracao_e_avaliacao_de_projetos_socioambientais
 
Discuntindo Indicadores
Discuntindo IndicadoresDiscuntindo Indicadores
Discuntindo Indicadores
 
Evento Relato Integrado realizado em 04/12/13 - Apresentação do Itaú
Evento Relato Integrado realizado em 04/12/13 - Apresentação do ItaúEvento Relato Integrado realizado em 04/12/13 - Apresentação do Itaú
Evento Relato Integrado realizado em 04/12/13 - Apresentação do Itaú
 
Festival 2019 - Monitorando projetos e avaliando impacto
Festival 2019 - Monitorando projetos e avaliando impactoFestival 2019 - Monitorando projetos e avaliando impacto
Festival 2019 - Monitorando projetos e avaliando impacto
 
Indicadores ethos de responsabilidade empresarial
Indicadores ethos de responsabilidade empresarialIndicadores ethos de responsabilidade empresarial
Indicadores ethos de responsabilidade empresarial
 
Os Retornos da Responsabilidade Social - Dialogus Consultoria
Os Retornos da Responsabilidade Social - Dialogus Consultoria Os Retornos da Responsabilidade Social - Dialogus Consultoria
Os Retornos da Responsabilidade Social - Dialogus Consultoria
 
Processo de validação da os e sua importância para o financiador (celina yama...
Processo de validação da os e sua importância para o financiador (celina yama...Processo de validação da os e sua importância para o financiador (celina yama...
Processo de validação da os e sua importância para o financiador (celina yama...
 
RS2021_RAIZEN_PT.pdf
RS2021_RAIZEN_PT.pdfRS2021_RAIZEN_PT.pdf
RS2021_RAIZEN_PT.pdf
 
Centro de investimento de impacto plano
Centro de investimento de impacto planoCentro de investimento de impacto plano
Centro de investimento de impacto plano
 
Sustentabilidade em hotéis
 Sustentabilidade em hotéis Sustentabilidade em hotéis
Sustentabilidade em hotéis
 
HOTÉIS | Selo Programa Comportamento Sustentável
HOTÉIS | Selo  Programa  Comportamento SustentávelHOTÉIS | Selo  Programa  Comportamento Sustentável
HOTÉIS | Selo Programa Comportamento Sustentável
 
Indicadores de sustentabilidade no desenvolvimento imobiliário urbano
Indicadores de sustentabilidade no desenvolvimento imobiliário urbanoIndicadores de sustentabilidade no desenvolvimento imobiliário urbano
Indicadores de sustentabilidade no desenvolvimento imobiliário urbano
 

Mais de minasdecide

Inhotim: Lavanderia de Minas!
Inhotim: Lavanderia de Minas!Inhotim: Lavanderia de Minas!
Inhotim: Lavanderia de Minas!
minasdecide
 
Espaco inovarte1
Espaco inovarte1Espaco inovarte1
Espaco inovarte1
minasdecide
 
Espaco inovarte wizard
Espaco inovarte wizardEspaco inovarte wizard
Espaco inovarte wizard
minasdecide
 
Unique house in bh
Unique house in bhUnique house in bh
Unique house in bh
minasdecide
 
O brasil que queremos ser agora apresentacao
O brasil que queremos ser agora apresentacaoO brasil que queremos ser agora apresentacao
O brasil que queremos ser agora apresentacao
minasdecide
 
O impacto da coilaboração em massa
O impacto da coilaboração em massaO impacto da coilaboração em massa
O impacto da coilaboração em massa
minasdecide
 
O brasil que queremos ser agora apresentacao
O brasil que queremos ser agora apresentacaoO brasil que queremos ser agora apresentacao
O brasil que queremos ser agora apresentacao
minasdecide
 
EstratéGias E TáTicas De MobilizaçãO
EstratéGias E TáTicas De MobilizaçãOEstratéGias E TáTicas De MobilizaçãO
EstratéGias E TáTicas De MobilizaçãO
minasdecide
 
Minas Decide Estratégias
Minas Decide EstratégiasMinas Decide Estratégias
Minas Decide Estratégias
minasdecide
 
O Impacto Da CoilaboraçãO Em Massa
O Impacto Da CoilaboraçãO Em MassaO Impacto Da CoilaboraçãO Em Massa
O Impacto Da CoilaboraçãO Em Massa
minasdecide
 
Apresentacao geral o brasil que queremos ser
Apresentacao geral o brasil que queremos serApresentacao geral o brasil que queremos ser
Apresentacao geral o brasil que queremos ser
minasdecide
 
Observatorio do desenvolvimento
Observatorio do desenvolvimentoObservatorio do desenvolvimento
Observatorio do desenvolvimento
minasdecide
 
Apresentaçao minas decide
Apresentaçao minas decideApresentaçao minas decide
Apresentaçao minas decide
minasdecide
 
Brasil participativo
Brasil participativoBrasil participativo
Brasil participativo
minasdecide
 
Inovacao
InovacaoInovacao
Inovacao
minasdecide
 
Inovacao
InovacaoInovacao
Inovacao
minasdecide
 
Brasil participativo
Brasil participativoBrasil participativo
Brasil participativo
minasdecide
 
Conquistas do povo mineiro nos últimos 7 anos do governo atual
Conquistas do povo mineiro nos últimos 7 anos do governo atualConquistas do povo mineiro nos últimos 7 anos do governo atual
Conquistas do povo mineiro nos últimos 7 anos do governo atual
minasdecide
 
Emprenova
EmprenovaEmprenova
Emprenova
minasdecide
 
Minasparticipativa
MinasparticipativaMinasparticipativa
Minasparticipativa
minasdecide
 

Mais de minasdecide (20)

Inhotim: Lavanderia de Minas!
Inhotim: Lavanderia de Minas!Inhotim: Lavanderia de Minas!
Inhotim: Lavanderia de Minas!
 
Espaco inovarte1
Espaco inovarte1Espaco inovarte1
Espaco inovarte1
 
Espaco inovarte wizard
Espaco inovarte wizardEspaco inovarte wizard
Espaco inovarte wizard
 
Unique house in bh
Unique house in bhUnique house in bh
Unique house in bh
 
O brasil que queremos ser agora apresentacao
O brasil que queremos ser agora apresentacaoO brasil que queremos ser agora apresentacao
O brasil que queremos ser agora apresentacao
 
O impacto da coilaboração em massa
O impacto da coilaboração em massaO impacto da coilaboração em massa
O impacto da coilaboração em massa
 
O brasil que queremos ser agora apresentacao
O brasil que queremos ser agora apresentacaoO brasil que queremos ser agora apresentacao
O brasil que queremos ser agora apresentacao
 
EstratéGias E TáTicas De MobilizaçãO
EstratéGias E TáTicas De MobilizaçãOEstratéGias E TáTicas De MobilizaçãO
EstratéGias E TáTicas De MobilizaçãO
 
Minas Decide Estratégias
Minas Decide EstratégiasMinas Decide Estratégias
Minas Decide Estratégias
 
O Impacto Da CoilaboraçãO Em Massa
O Impacto Da CoilaboraçãO Em MassaO Impacto Da CoilaboraçãO Em Massa
O Impacto Da CoilaboraçãO Em Massa
 
Apresentacao geral o brasil que queremos ser
Apresentacao geral o brasil que queremos serApresentacao geral o brasil que queremos ser
Apresentacao geral o brasil que queremos ser
 
Observatorio do desenvolvimento
Observatorio do desenvolvimentoObservatorio do desenvolvimento
Observatorio do desenvolvimento
 
Apresentaçao minas decide
Apresentaçao minas decideApresentaçao minas decide
Apresentaçao minas decide
 
Brasil participativo
Brasil participativoBrasil participativo
Brasil participativo
 
Inovacao
InovacaoInovacao
Inovacao
 
Inovacao
InovacaoInovacao
Inovacao
 
Brasil participativo
Brasil participativoBrasil participativo
Brasil participativo
 
Conquistas do povo mineiro nos últimos 7 anos do governo atual
Conquistas do povo mineiro nos últimos 7 anos do governo atualConquistas do povo mineiro nos últimos 7 anos do governo atual
Conquistas do povo mineiro nos últimos 7 anos do governo atual
 
Emprenova
EmprenovaEmprenova
Emprenova
 
Minasparticipativa
MinasparticipativaMinasparticipativa
Minasparticipativa
 

Observatorio do desenvolvimento

  • 1. OBSERVATÓRIO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO BRASIL Gilberto Ciro
  • 2.
  • 3. Criar um Observatório inovador para os tomadores de decisão, gerando cenários de longo prazo para a economia brasileira.
  • 4.
  • 5. IMPORTÂNCIA :PARA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E PARA A INICIATIVA PRIVADAOs indicadores e cenários fornecem orientação crucial: Contribuindo para a tomada de decisões estratégicas: ajudam a avaliar opções possíveis na solução de problemas, com estimativas de custos e impactos; subsidiam mudanças de políticas setoriais. Traduzindo o conhecimento físico e de ciência social em unidades de informações gerenciáveis na facilitação do processo de tomada de decisão. Contribuindo para medir e calibrar o progresso em relação às metas de desenvolvimento sustentável. Fazendo previsões, soando o alarme a tempo de retificar ou evitar disfunções ou danos econômicos, sociais e ambientais. (fenômenos não sustentáveis) Quantificando os alvos e medindo o progresso e resultados das “respostas” Fornecendo informações capazes de gerar um efeito positivo no comportamento da sociedade civil. Atuando como ferramentas importantes para comunicar idéias e valores: “ Nós medimos o que valoramos e valoramos o que medimos.”
  • 6. FUNÇÕES: estruturação, organização e “comercialização” das operações/produtos: DADOS: estimulam as escolhas a serem feitas e permite que dados prioritários em termos de desenvolvimento sustentável sejam identificados. Incita os geradores de dados a adaptar as suas abordagens e suas coletas e sistemas de mensuração; ANÁLISE: Indicadores permitem que tendências passadas sejam mensuradas, mudanças possíveis sejam planejadas e fenômenos não sustentáveis sejam melhor avaliados; APURAÇÃO: Indicadores ajudam a fixar metas focadas em resultados e/ou progresso de mensuração em relação aos alvos já fixados e a distância para as metas (Indicadores de desempenho); RELATAÇÃO: Indicadores geram relatórios mais objetivos e enriquecidos e, portanto, constituem um veículo de comunicação privilegiado. BOLSA ELETRÔNICA DE PROJETOS E OPORTUNIDADES Ferramenta que disponibiliza e compatibiliza , por meio eletrônico, a oferta de recursos, projetos e oportunidades com a demanda pelos mesmos.
  • 7. Para cumprir estas funções, o observatório ideal deve: Oferecer um valor agregado. Seu papel não é simplesmente criar dados, mas gerar indicadores, análises e relatórios que conectam os sistemas sócio-econômicos e ecológico com uma abordagem sistêmica e prospectiva capaz de assistir a tomada de decisão Pública e privada; Produzir informações confiáveis alicercadas em dados científicos validados; Ser capaz de operar ao longo do tempo, o que requer uma âncora institucional sólida que possa garantir a objetividade do trabalho. Para tanto, deve ser investido de independência e de papel e status bem definidos e reconhecidos, com sua própria gestão e órgãos consultivos (conselho de gestão, comitê científico, comitê do usuário...); Trabalhar em parceria e atender o princípio da subsidiaridade, desempenhando um papel de catalização , coordenação, processamento e distribuição das informações aos usuários.
  • 8. CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE INDICADORES Um indicador deve capturar a essência do problema e ter uma interpretação normativa aceitável. Um indicador deve ser robusto e estatisticamente validado. Um indicador deve ser responsivo às intervenções de políticas, mas não sujeito a manipulação. Um indicador deve ser mensurável de forma suficientemente comparável com outros Estados e, tanto quanto possível, a padrões aplicáveis internacionalmente. Um indicador deve estar disponível permanentemente e suscetível de revisão. A mensuração de um indicador não deve impor aos cidadãos e empresários um peso disproporcional aos seus benefícios.
  • 9. PIRÂMIDE DE NÍVEIS DE INDICADORESHierarquia dos objetivos e medidas a serem monitorados. USUÁRIOS PRODUTOS FORMULADORES DE ESTRATÉGIAS REVISÃO DE ESTRATÉGIA FORMULADORES DE POLÍTICAS REVISÕES DE POLÍTICAS ANÁLISES DETALHADAS FORMULADORES DE AÇÕES