SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 28
Baixar para ler offline
Elaboração de artigo científico
PROFESSOR: DANIEL RAMOS DE
ANDRADE
 É uma apresentação sintética de resultados de
uma pesquisa sobre um problema específico.
 Não são todos os textos que podem ser
considerados artigos científicos. A ABNT
definiu artigo científico como “uma publicação
com autoria declarada, que apresenta e
discute ideias, métodos, técnicas, processos e
resultados nas diversas áreas do
conhecimento“
 Em linhas gerais, o artigo científico é uma
publicação que apresenta os resultados de uma
pesquisa. Os temas dos artigos podem ser
diversos, desde relatos de experiências até
construções completamente teóricas.
 Deste modo, o objetivo central de um artigo é
contribuir, divulgar e tornar público os
resultados de uma pesquisa.
 De forma geral, são publicado em anais de
eventos e em revistas científicas ou periódicos,
como o Periódico Capes, o Scielo e o Google
Acadêmico.
 Os artigos podem ser publicados por qualquer
pessoa, desde que se observe às regras do local
de publicação e sejam aceitos para publicação.
 Os critérios de avaliação de eventos científicos
e de revistas e periódicos são:
 Relevância
 A relevância é a adequação do artigo. É importante verificar se o tema de
estudo do artigo é adequado ao evento ou ao periódico.
 Originalidade
 Os avaliadores são profissionais experientes que poderão certificar se o
tema do artigo é original ou uma cópia de outros artigos.
 Mérito técnico-científico
 A observância à metodologia garante a cientificidade da pesquisa. Isto é,
garante que os resultados da pesquisa sejam relevantes para a área de
pesquisa.
 Apresentação
 É o requisito sobre a observância às normas e aos modelos estabelecidos
pelo evento ou revista. A não observância dos critérios pode levar à
reprovação do artigo.
 Organização e legibilidade
 Esse tópico compreende a boa escrita, comunicação bem feita, boas
práticas e a observância às normas da área de pesquisa.
 Referências
 As referências servem para comparar e direcionar o olhar da pesquisa.
Além de, claro, garantir que os créditos autorais sejam devidamente
distribuídos
 Ainda que tenhamos a tendência de entender que os livros são
fontes de pesquisa mais confiáveis, os artigos científicos têm um
papel fundamental na difusão da ciência.
 Em primeiro lugar, porque o artigo científico é um tipo de
trabalho muito importante em termos de conhecimento, já que
aglutina muitas informações e ideias novas, de uma forma mais
dinâmica e objetiva.
 Basta pensar que em um livro você vai encontrar a ideia de poucos
autores, enquanto um artigo traz uma construção com variadas
fontes.
 Além do mais, os artigos científicos são utilizados na graduação e
na pós-graduação como forma de avaliar estudantes e de medir a
produtividade de bolsistas e dos próprios cursos.
 Deste modo, aprender a escrever artigos científicos ainda na
faculdade pode te ajudar a alcançar boas notas nas disciplinas,
entender melhor determinado assunto e, posteriormente, em
processos seletivos em mestrado e doutorado ou de bolsas de
estudo, por exemplo.
 Também é um bom caminho para começar na iniciação científica.
 Entretanto, não há apenas um modelo de artigo. De maneira geral,
exige-se que cumpram as regras da ABNT. Mas essa não é uma
regra sem exceções.
 Além do mais, nem mesmo a ABNT estabelece uma estrutura
obrigatória para o artigo científico. Então, é oficial: cada formato
de artigo atende aos objetivos e às metodologias específicas da
instituição de ensino.
 Então, as regras para artigos científicos não vêm necessariamente
da ABNT. Assim, é importante que os editais de revistas ou
congressos especifiquem quais são as normas para seguir.
 Ou seja, a estrutura depende muito de qual será a destinação do
artigo.
 Por exemplo, caso você queira publicar em periódicos como o
Scielo, deverá observar as orientações e regras do edital do
periódico. Caso queira publicar em anais de evento específico,
deve consultar as normas específicas do evento.
 Ainda assim, caso esteja em dúvida de qual estrutura utilizar,
preparamos uma lista que pode te ajudar. Veja se os itens fazem
sentido para você e para sua pesquisa.
 As estruturas são importantes porque te lembram de tópicos
importantes e indispensáveis no artigo científico. Sem engessar
completamente o formato. Então, vamos fazer as pazes com as
estruturas? <3
 Lembrando que, de acordo com as normas da ABNT, não existe
uma estrutura obrigatória
 1. Título
 Inicialmente, um bom título deve informar de
forma clara qual é o tema e o objetivo do artigo.
 Assim, deve compreender conceitos-chave do
tema.
 Em nota de rodapé, é possível escrever a finalidade
do artigo.
 Por exemplo: “artigo científico apresentado para a
matéria X ou para evento Y”
 2. Nome dos autores
 Em seguida, deve constar o nome do autor ou
dos autores do artigo.
 O autor do artigo deve ter seu nome
acompanhado de uma nota de rodapé com
breve currículo e endereço de e-mail.
 3. Epígrafe (facultativa)
 A epígrafe é uma frase de uma música ou de
um livro, que serve para apresentar o tema ou
para situar o contexto e a motivação
 4. Resumo e Abstract
 Embora o resumo seja um texto curto, ele tem alguns detalhes em
sua construção.
 Isto porque, quanto menor o texto, mais difícil é para aglutinar
todas as informações necessárias.
 Em linhas gerais, você deve expor o tema, o problema de
pesquisa, os objetivos. a metodologia e os resultados alcançados.
 O ideal é que, com a simples leitura do resumo, seja possível
identificar os pontos centrais da sua pesquisa.
 O abstract é a versão em inglês do resumo. Alguns periódicos e
instituições de ensino aceitam também em outros idiomas, como o
espanhol e o francês.
 5. Palavras-chave e Keyword
 As palavras devem ser antecedidas da expressão
“Palavras-chave:” e separadas entre si por ponto e
vírgula (;).
 As keywords serão as mesmas palavras-chave,
mas em inglês, ou na mesma língua que você tenha
optado por escrever o resumo.
 As palavras-chave servem para indexar o artigo.
Isto é, servem como mecanismo de busca por
temas científicos
 Em geral, o conteúdo dos artigos científicos devem
compreender:
 Introdução
 A introdução tem o objetivo de situar o leitor no
contexto do tema, oferecendo uma visão global da
pesquisa.
 Além de esclarecer as delimitações e a abordagem do
artigo, a introdução também compreende os objetivos e
as justificativas do artigo.
 Também é importante destacar, ainda que de maneira
breve, a metodologia do trabalho
 A intenção é que a pessoa que está lendo consiga
identificar o que você trabalhou, porque e como.
 Desenvolvimento textual e apresentação de resultados
 O desenvolvimento do artigo é toda a parte teórica,
que apresenta o referencial teórico sobre o tema e as
discussões e construções de ideias.
 O desenvolvimento costuma ser subdivido em seções,
a depender da necessidade (1., 2., 3).
 Aqui, deve-se fazer uma exposição sobre as teorias
necessárias para entender e esclarecer o problema.
 Neste aspecto, a revisão de literatura visa desenvolver
as contribuições teóricas a respeito do tema.
 Então, é importante expor os argumentos de forma
explicativa ou didática, construindo uma conversa
entre as ideias dos autores das fontes de pesquisa.
 Você deve demonstrar conhecimento da literatura
básica e do assunto central.
 No caso de pesquisa descritiva, devem-se
apresentar os resultados encontrados na coleta dos
dados através das entrevistas, observações,
questionários, entre outras técnicas.
 Ao final, deve-se apresentar as conclusões e as
descobertas da pesquisa, de forma clara e objetiva.
 Você também pode retomar algum resultado ou
alguma discussão.
 Assim, deve-se relacionar diversas ideias e argumentos
os principais resultados em forma de síntese, com
comentários adicionais e as contribuições da pesquisa.
 Tenha em mente que a conclusão é um fechamento.
Então, não se deve inserir novos dados e informações
que já não tenham sido apresentados anteriormente.
 Ao final, não se pode esquecer a lista de referências
bibliográficas.
 As referências servem para identificar as fontes de
pesquisa – livros, textos, artigos – que foram
utilizados no trabalho, a partir das citações.
 As citações garante a cientificidade e a qualidade
técnica da pesquisa.
 Mas, cuidado, se as citações e as referências não
forem feitas de forma correta, pode caracterizar
plágio.
 Agora que você já sabe o que é e para quê serve um
artigo científico, vamos à parte prática. Aqui estão as
dicas de como fazer um bom artigo científico:
 Delimite a hipótese
 O tema da pesquisa não pode ser amplo. Isso abre
brecha para questionamentos sobre a qualidade do
trabalho.
 Escolha o tipo de pesquisa
 Para saber qual é o tipo de pesquisa mais adequado,
deve-se levar em consideração o objetivo da pesquisa, a
abordagem e as características do tema.
 Se preocupe com a estrutura do artigo
 A estrutura do artigo deve seguir às normas do
local de publicação. De forma geral, a estrutura
depende do tipo da pesquisa e do estudo.
 Consulte as normas da ABNT
 Consulte as normas da ABNT, caso o local de
publicação as utilize como padrão. Casos
especifiquem outras normas, não deixe de segui-
las.
 Escreva de forma assertiva e objetiva
 Escreva e se comunique de forma clara.
 Evite erros de gramática
 Faça diversas revisões gramaticais. Elimine os
erros de digitação
 Conheça o local que deseja publicar
 Você deve conhecer a revista, o periódico ou o
evento que deseja publicar. Cada local possui
sua especificidade e suas normas.
 Leia materiais sobre o tema que vai escrever
 Conheça as discussões atualizadas sobre o
tema que vai escrever. Lembre-se que você
deve conhecer profundamente o assunto
 Divulgue apenas dados verdadeiros
 Todos os dados devem ser devidamente comprovados
e justificados. Nada de inventar análises e dados
mirabolantes.
 Tenha atenção ao plágio
 É fundamental tomar todos os cuidados necessários
para evitar o cometimento de plágio. Faça as citações
de forma correta.
 Evite utilizar a voz passiva
 A voz passiva não é predominante no gênero
acadêmico. Portanto, utilize apenas com cuidado.
 Não confunda artigo científico com artigo acadêmico.
 Os artigos acadêmicos são aqueles que têm valor para a
academia, que é como chamamos a comunidade de
estudiosos das universidades. Um dos tipos de
trabalho acadêmico são os artigos científicos.
 Além dos artigos científicos, também são artigos
acadêmicos os artigos de revisão e os artigos originais.
 Os artigos científicos são aqueles que seguem um
protocolo específico e restrito, além de respeitar o
método científico ao buscar conclusões em respostas
para os problemas.
 Eles são responsáveis pela maior parte da criação de
conhecimento e de tecnologia, ainda que sejam muito
focados em repetições de processos e adaptações de ideias
de outros autores.
 Os artigos de revisão, por sua vez, são aqueles que têm por
função provar ou desacreditar o que foi originalmente
descrito em um artigo de outro tipo.
 Em geral, é um relatório de uma repetição da mesma
experiência, para testar se os resultados serão os mesmos.
 Os artigos originais são aqueles que demonstram temas e
abordagens inéditos, para explorar e expandir as fronteiras
do conhecimento humano. Por serem tão raros, são
encarados com absoluto ceticismo.
 O método mais comum de artigo original é a descrição de
um caso que demonstra uma nova teoria ou o debate sobre
uma ideia inédita.
 As normas da ABNT para artigos científicos
estabelecem o padrão básico de margem,
espaçamento, parágrafo e tamanho da fonte,
conforme a imagem a seguir:
Métodos e técnicas de pesquisa psicológica AULA SOBRE ARTIGO (1).pptx

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Métodos e técnicas de pesquisa psicológica AULA SOBRE ARTIGO (1).pptx

Sbp no1-20855c-mo-como preparar-artigo_cientifico
Sbp no1-20855c-mo-como preparar-artigo_cientificoSbp no1-20855c-mo-como preparar-artigo_cientifico
Sbp no1-20855c-mo-como preparar-artigo_cientificogisa_legal
 
Guiao elaboracao projetos investigação (Moreira, 2003)
Guiao elaboracao projetos investigação (Moreira, 2003)Guiao elaboracao projetos investigação (Moreira, 2003)
Guiao elaboracao projetos investigação (Moreira, 2003)Luis Pedro
 
Oficina de redação de textos científicos VII Jornada Cientifica 2015
Oficina de redação de textos científicos VII Jornada Cientifica 2015Oficina de redação de textos científicos VII Jornada Cientifica 2015
Oficina de redação de textos científicos VII Jornada Cientifica 2015Beta Campos
 
Elaboracao de artigo cientifico2006
Elaboracao de artigo cientifico2006Elaboracao de artigo cientifico2006
Elaboracao de artigo cientifico2006Jose Rudy
 
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)Dionísio Carmo-Neto
 
Normas técnicas para apresentação de trabalhos escoares 97 2003 definitivo
Normas técnicas para apresentação de trabalhos escoares  97   2003 definitivoNormas técnicas para apresentação de trabalhos escoares  97   2003 definitivo
Normas técnicas para apresentação de trabalhos escoares 97 2003 definitivoInacio Montanha
 
Pesquisa cientifica i projeto de atuação
Pesquisa cientifica i projeto de atuaçãoPesquisa cientifica i projeto de atuação
Pesquisa cientifica i projeto de atuaçãoMara Salvucci
 
Como fazer monografia
Como fazer monografiaComo fazer monografia
Como fazer monografiawgenilene
 
Como fazer monografia
Como fazer monografiaComo fazer monografia
Como fazer monografiawgenilene
 
Apresentação Trabalhos Acadêmicos- Ilane Ferreira.pdf
Apresentação  Trabalhos Acadêmicos- Ilane Ferreira.pdfApresentação  Trabalhos Acadêmicos- Ilane Ferreira.pdf
Apresentação Trabalhos Acadêmicos- Ilane Ferreira.pdfJorgeErnandesGomes
 
Procedimentos elaboracao artigos_pp2_alunos
Procedimentos elaboracao artigos_pp2_alunosProcedimentos elaboracao artigos_pp2_alunos
Procedimentos elaboracao artigos_pp2_alunosampla engenharia
 
Elaboração de projetos
Elaboração de projetosElaboração de projetos
Elaboração de projetosLuan de Castro
 
My trabalhos científicos – dicas úteis
My trabalhos científicos – dicas úteisMy trabalhos científicos – dicas úteis
My trabalhos científicos – dicas úteisIFSC
 

Semelhante a Métodos e técnicas de pesquisa psicológica AULA SOBRE ARTIGO (1).pptx (20)

Sbp no1-20855c-mo-como preparar-artigo_cientifico
Sbp no1-20855c-mo-como preparar-artigo_cientificoSbp no1-20855c-mo-como preparar-artigo_cientifico
Sbp no1-20855c-mo-como preparar-artigo_cientifico
 
Artigo científico: como preparar?
Artigo científico: como preparar? Artigo científico: como preparar?
Artigo científico: como preparar?
 
Guiao elaboracao projetos investigação (Moreira, 2003)
Guiao elaboracao projetos investigação (Moreira, 2003)Guiao elaboracao projetos investigação (Moreira, 2003)
Guiao elaboracao projetos investigação (Moreira, 2003)
 
Oficina de redação de textos científicos VII Jornada Cientifica 2015
Oficina de redação de textos científicos VII Jornada Cientifica 2015Oficina de redação de textos científicos VII Jornada Cientifica 2015
Oficina de redação de textos científicos VII Jornada Cientifica 2015
 
Elaboracao de artigo cientifico2006
Elaboracao de artigo cientifico2006Elaboracao de artigo cientifico2006
Elaboracao de artigo cientifico2006
 
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)
 
Normas técnicas para apresentação de trabalhos escoares 97 2003 definitivo
Normas técnicas para apresentação de trabalhos escoares  97   2003 definitivoNormas técnicas para apresentação de trabalhos escoares  97   2003 definitivo
Normas técnicas para apresentação de trabalhos escoares 97 2003 definitivo
 
Pesquisa cientifica i projeto de atuação
Pesquisa cientifica i projeto de atuaçãoPesquisa cientifica i projeto de atuação
Pesquisa cientifica i projeto de atuação
 
Como se faz uma monografia
Como se faz uma monografiaComo se faz uma monografia
Como se faz uma monografia
 
Como fazer monografia
Como fazer monografiaComo fazer monografia
Como fazer monografia
 
Como fazer monografia
Como fazer monografiaComo fazer monografia
Como fazer monografia
 
[1] aula - partes do artigo.pdf
[1] aula - partes do artigo.pdf[1] aula - partes do artigo.pdf
[1] aula - partes do artigo.pdf
 
Apresentação Trabalhos Acadêmicos- Ilane Ferreira.pdf
Apresentação  Trabalhos Acadêmicos- Ilane Ferreira.pdfApresentação  Trabalhos Acadêmicos- Ilane Ferreira.pdf
Apresentação Trabalhos Acadêmicos- Ilane Ferreira.pdf
 
Como publicar em bons journals
Como publicar em bons journalsComo publicar em bons journals
Como publicar em bons journals
 
Procedimentos elaboracao artigos_pp2_alunos
Procedimentos elaboracao artigos_pp2_alunosProcedimentos elaboracao artigos_pp2_alunos
Procedimentos elaboracao artigos_pp2_alunos
 
Elaboração de projetos
Elaboração de projetosElaboração de projetos
Elaboração de projetos
 
Artigo Cientfico.pdf
Artigo Cientfico.pdfArtigo Cientfico.pdf
Artigo Cientfico.pdf
 
X semana de letras parte 2 ufal
X semana de letras parte 2  ufalX semana de letras parte 2  ufal
X semana de letras parte 2 ufal
 
My trabalhos científicos – dicas úteis
My trabalhos científicos – dicas úteisMy trabalhos científicos – dicas úteis
My trabalhos científicos – dicas úteis
 
Guiao projectos
Guiao projectosGuiao projectos
Guiao projectos
 

Último

atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceRonisHolanda
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...DominiqueFaria2
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfRafaela Vieira
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 

Último (20)

atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 

Métodos e técnicas de pesquisa psicológica AULA SOBRE ARTIGO (1).pptx

  • 1. Elaboração de artigo científico PROFESSOR: DANIEL RAMOS DE ANDRADE
  • 2.  É uma apresentação sintética de resultados de uma pesquisa sobre um problema específico.  Não são todos os textos que podem ser considerados artigos científicos. A ABNT definiu artigo científico como “uma publicação com autoria declarada, que apresenta e discute ideias, métodos, técnicas, processos e resultados nas diversas áreas do conhecimento“
  • 3.  Em linhas gerais, o artigo científico é uma publicação que apresenta os resultados de uma pesquisa. Os temas dos artigos podem ser diversos, desde relatos de experiências até construções completamente teóricas.  Deste modo, o objetivo central de um artigo é contribuir, divulgar e tornar público os resultados de uma pesquisa.
  • 4.  De forma geral, são publicado em anais de eventos e em revistas científicas ou periódicos, como o Periódico Capes, o Scielo e o Google Acadêmico.  Os artigos podem ser publicados por qualquer pessoa, desde que se observe às regras do local de publicação e sejam aceitos para publicação.  Os critérios de avaliação de eventos científicos e de revistas e periódicos são:
  • 5.  Relevância  A relevância é a adequação do artigo. É importante verificar se o tema de estudo do artigo é adequado ao evento ou ao periódico.  Originalidade  Os avaliadores são profissionais experientes que poderão certificar se o tema do artigo é original ou uma cópia de outros artigos.  Mérito técnico-científico  A observância à metodologia garante a cientificidade da pesquisa. Isto é, garante que os resultados da pesquisa sejam relevantes para a área de pesquisa.  Apresentação  É o requisito sobre a observância às normas e aos modelos estabelecidos pelo evento ou revista. A não observância dos critérios pode levar à reprovação do artigo.  Organização e legibilidade  Esse tópico compreende a boa escrita, comunicação bem feita, boas práticas e a observância às normas da área de pesquisa.  Referências  As referências servem para comparar e direcionar o olhar da pesquisa. Além de, claro, garantir que os créditos autorais sejam devidamente distribuídos
  • 6.  Ainda que tenhamos a tendência de entender que os livros são fontes de pesquisa mais confiáveis, os artigos científicos têm um papel fundamental na difusão da ciência.  Em primeiro lugar, porque o artigo científico é um tipo de trabalho muito importante em termos de conhecimento, já que aglutina muitas informações e ideias novas, de uma forma mais dinâmica e objetiva.  Basta pensar que em um livro você vai encontrar a ideia de poucos autores, enquanto um artigo traz uma construção com variadas fontes.  Além do mais, os artigos científicos são utilizados na graduação e na pós-graduação como forma de avaliar estudantes e de medir a produtividade de bolsistas e dos próprios cursos.
  • 7.  Deste modo, aprender a escrever artigos científicos ainda na faculdade pode te ajudar a alcançar boas notas nas disciplinas, entender melhor determinado assunto e, posteriormente, em processos seletivos em mestrado e doutorado ou de bolsas de estudo, por exemplo.  Também é um bom caminho para começar na iniciação científica.  Entretanto, não há apenas um modelo de artigo. De maneira geral, exige-se que cumpram as regras da ABNT. Mas essa não é uma regra sem exceções.  Além do mais, nem mesmo a ABNT estabelece uma estrutura obrigatória para o artigo científico. Então, é oficial: cada formato de artigo atende aos objetivos e às metodologias específicas da instituição de ensino.  Então, as regras para artigos científicos não vêm necessariamente da ABNT. Assim, é importante que os editais de revistas ou congressos especifiquem quais são as normas para seguir.
  • 8.  Ou seja, a estrutura depende muito de qual será a destinação do artigo.  Por exemplo, caso você queira publicar em periódicos como o Scielo, deverá observar as orientações e regras do edital do periódico. Caso queira publicar em anais de evento específico, deve consultar as normas específicas do evento.  Ainda assim, caso esteja em dúvida de qual estrutura utilizar, preparamos uma lista que pode te ajudar. Veja se os itens fazem sentido para você e para sua pesquisa.  As estruturas são importantes porque te lembram de tópicos importantes e indispensáveis no artigo científico. Sem engessar completamente o formato. Então, vamos fazer as pazes com as estruturas? <3  Lembrando que, de acordo com as normas da ABNT, não existe uma estrutura obrigatória
  • 9.
  • 10.  1. Título  Inicialmente, um bom título deve informar de forma clara qual é o tema e o objetivo do artigo.  Assim, deve compreender conceitos-chave do tema.  Em nota de rodapé, é possível escrever a finalidade do artigo.  Por exemplo: “artigo científico apresentado para a matéria X ou para evento Y”
  • 11.  2. Nome dos autores  Em seguida, deve constar o nome do autor ou dos autores do artigo.  O autor do artigo deve ter seu nome acompanhado de uma nota de rodapé com breve currículo e endereço de e-mail.
  • 12.  3. Epígrafe (facultativa)  A epígrafe é uma frase de uma música ou de um livro, que serve para apresentar o tema ou para situar o contexto e a motivação
  • 13.  4. Resumo e Abstract  Embora o resumo seja um texto curto, ele tem alguns detalhes em sua construção.  Isto porque, quanto menor o texto, mais difícil é para aglutinar todas as informações necessárias.  Em linhas gerais, você deve expor o tema, o problema de pesquisa, os objetivos. a metodologia e os resultados alcançados.  O ideal é que, com a simples leitura do resumo, seja possível identificar os pontos centrais da sua pesquisa.  O abstract é a versão em inglês do resumo. Alguns periódicos e instituições de ensino aceitam também em outros idiomas, como o espanhol e o francês.
  • 14.  5. Palavras-chave e Keyword  As palavras devem ser antecedidas da expressão “Palavras-chave:” e separadas entre si por ponto e vírgula (;).  As keywords serão as mesmas palavras-chave, mas em inglês, ou na mesma língua que você tenha optado por escrever o resumo.  As palavras-chave servem para indexar o artigo. Isto é, servem como mecanismo de busca por temas científicos
  • 15.  Em geral, o conteúdo dos artigos científicos devem compreender:  Introdução  A introdução tem o objetivo de situar o leitor no contexto do tema, oferecendo uma visão global da pesquisa.  Além de esclarecer as delimitações e a abordagem do artigo, a introdução também compreende os objetivos e as justificativas do artigo.  Também é importante destacar, ainda que de maneira breve, a metodologia do trabalho
  • 16.  A intenção é que a pessoa que está lendo consiga identificar o que você trabalhou, porque e como.  Desenvolvimento textual e apresentação de resultados  O desenvolvimento do artigo é toda a parte teórica, que apresenta o referencial teórico sobre o tema e as discussões e construções de ideias.  O desenvolvimento costuma ser subdivido em seções, a depender da necessidade (1., 2., 3).  Aqui, deve-se fazer uma exposição sobre as teorias necessárias para entender e esclarecer o problema.  Neste aspecto, a revisão de literatura visa desenvolver as contribuições teóricas a respeito do tema.
  • 17.  Então, é importante expor os argumentos de forma explicativa ou didática, construindo uma conversa entre as ideias dos autores das fontes de pesquisa.  Você deve demonstrar conhecimento da literatura básica e do assunto central.  No caso de pesquisa descritiva, devem-se apresentar os resultados encontrados na coleta dos dados através das entrevistas, observações, questionários, entre outras técnicas.
  • 18.  Ao final, deve-se apresentar as conclusões e as descobertas da pesquisa, de forma clara e objetiva.  Você também pode retomar algum resultado ou alguma discussão.  Assim, deve-se relacionar diversas ideias e argumentos os principais resultados em forma de síntese, com comentários adicionais e as contribuições da pesquisa.  Tenha em mente que a conclusão é um fechamento. Então, não se deve inserir novos dados e informações que já não tenham sido apresentados anteriormente.
  • 19.  Ao final, não se pode esquecer a lista de referências bibliográficas.  As referências servem para identificar as fontes de pesquisa – livros, textos, artigos – que foram utilizados no trabalho, a partir das citações.  As citações garante a cientificidade e a qualidade técnica da pesquisa.  Mas, cuidado, se as citações e as referências não forem feitas de forma correta, pode caracterizar plágio.
  • 20.
  • 21.  Agora que você já sabe o que é e para quê serve um artigo científico, vamos à parte prática. Aqui estão as dicas de como fazer um bom artigo científico:  Delimite a hipótese  O tema da pesquisa não pode ser amplo. Isso abre brecha para questionamentos sobre a qualidade do trabalho.  Escolha o tipo de pesquisa  Para saber qual é o tipo de pesquisa mais adequado, deve-se levar em consideração o objetivo da pesquisa, a abordagem e as características do tema.
  • 22.  Se preocupe com a estrutura do artigo  A estrutura do artigo deve seguir às normas do local de publicação. De forma geral, a estrutura depende do tipo da pesquisa e do estudo.  Consulte as normas da ABNT  Consulte as normas da ABNT, caso o local de publicação as utilize como padrão. Casos especifiquem outras normas, não deixe de segui- las.  Escreva de forma assertiva e objetiva  Escreva e se comunique de forma clara.  Evite erros de gramática  Faça diversas revisões gramaticais. Elimine os erros de digitação
  • 23.  Conheça o local que deseja publicar  Você deve conhecer a revista, o periódico ou o evento que deseja publicar. Cada local possui sua especificidade e suas normas.  Leia materiais sobre o tema que vai escrever  Conheça as discussões atualizadas sobre o tema que vai escrever. Lembre-se que você deve conhecer profundamente o assunto
  • 24.  Divulgue apenas dados verdadeiros  Todos os dados devem ser devidamente comprovados e justificados. Nada de inventar análises e dados mirabolantes.  Tenha atenção ao plágio  É fundamental tomar todos os cuidados necessários para evitar o cometimento de plágio. Faça as citações de forma correta.  Evite utilizar a voz passiva  A voz passiva não é predominante no gênero acadêmico. Portanto, utilize apenas com cuidado.
  • 25.  Não confunda artigo científico com artigo acadêmico.  Os artigos acadêmicos são aqueles que têm valor para a academia, que é como chamamos a comunidade de estudiosos das universidades. Um dos tipos de trabalho acadêmico são os artigos científicos.  Além dos artigos científicos, também são artigos acadêmicos os artigos de revisão e os artigos originais.  Os artigos científicos são aqueles que seguem um protocolo específico e restrito, além de respeitar o método científico ao buscar conclusões em respostas para os problemas.
  • 26.  Eles são responsáveis pela maior parte da criação de conhecimento e de tecnologia, ainda que sejam muito focados em repetições de processos e adaptações de ideias de outros autores.  Os artigos de revisão, por sua vez, são aqueles que têm por função provar ou desacreditar o que foi originalmente descrito em um artigo de outro tipo.  Em geral, é um relatório de uma repetição da mesma experiência, para testar se os resultados serão os mesmos.  Os artigos originais são aqueles que demonstram temas e abordagens inéditos, para explorar e expandir as fronteiras do conhecimento humano. Por serem tão raros, são encarados com absoluto ceticismo.  O método mais comum de artigo original é a descrição de um caso que demonstra uma nova teoria ou o debate sobre uma ideia inédita.
  • 27.  As normas da ABNT para artigos científicos estabelecem o padrão básico de margem, espaçamento, parágrafo e tamanho da fonte, conforme a imagem a seguir: