SlideShare uma empresa Scribd logo
MONUMENTOS DE AVIS

   Trabalho feito por :
       Diogo v nº7
    Alexandre p nº 1
Antigo Convento da Ordem de
                Avis:
• Templo fundado em data incerta, mas sabendo-se
  que foi reconstruída em meados do século XVII. Na
  aparência mantém a traça medieval. A igreja possui
  um pórtico simples, coroado por um frontão com as
  armas nacionais. A capela-mor, de estilo
  renascentista, foi construída em 1694, sendo o resto
  da igreja de feição barroca. Encontra-se no
  convento o famoso relicário de São Pedro e São
  Paulo, de prata marchetada, obra de ... ourivesaria
  do século XV.
Castelo de Avis:
• Construído no século XIII, o castelo foi
  reconstruído nos séculos XV e XVI. A sua
  construção deve-se a Fernão Anes, mestre
  da Ordem Militar de Avis. Das seis torres
  que o castelo possuía, conservam-
  se, apenas três e alguns panos de
  muralha, adaptados por construções
  modernas. Destacam-se a Torre da Rainha
  ou do Convento, a Torre de Santo António e
  Torre de S. Roque.
Pelourinho de Avis
• Pequena base onde assenta fuste quadrangular
  rematado por capitel com folhas de acanto.
  Sobre este está colocada urna semiesférica com
  quatro carrancas e quatro
  gárgulas, encontrando-se, no topo, uma águia
  de asas abertas.
Torre de São Roque
• Das seis torres originais das muralhas do Castelo de
  Avis, apenas três subsistiram ao passar dos tempos e
  uma delas é esta de São Roque. As outras duas torres
  são as de Santo António e a da Rainha.
Origem de Portugal
Origem da historia de Portugal

Vamos reduzir ao mínimo uma explicação simples porque os objectivos são
   recordar, ou ensinar, aos emigrantes portugueses e franceses que os nossos
   destinos cresceram entrelaçados.
        Nas campanhas contra os “moiros-mouros-árabes”, por não serem
   cristãos, entre muitos cavaleiros-guerreiros vieram dois franceses que muito se
   notabilizaram pelos seus feitos. Foram eles D. Raimundo e D. Henrique de
   Borgonha, descendentes dos reis de França; e tão bons serviços prestaram que D
   Afonso VI, rei de Leão, como recompensa nomeou D. Raimundo governador do
   Condado da Galiza e ofereceu-lhe em casamento a filha D. Urraca. A D. Henrique
   deu o Governo do Condado Portucalense, que ficava sujeito ao da Galiza, e a mão
   da outra filha, D. Teresa (ano 1094). Deste casamento nasceram quatro filhos. Só
   um era varão, a quem deram o nome de Afonso Henriques. Viria a ser este o
   fundador e o Primeiro Rei do Reino de Portugal, em 1143, pelo Tratado de
   Samora, depois de muitas lutas, incluindo a própria mãe, na batalha de S.
   Mamede, próximo de Guimarães (1128), a quem derrotou.              Aconselhamos
   a leitura dos acontecimentos que rodearam as batalhas guerreiras e diplomáticas
   que envolveram a Formação de Portugal. Todos nos sentiremos honrados com
   elas.

•
•
•
•
•
1º dinastia
A 1º dinastia ou dinastia afonsina ou
             de Borgonha
 Nome :          inicio do reinado:        cognomes:
 D. Afonso I      27 de Julho de 1139     o conquistador
 D. Sancho I      6 de Dezembro de 1185 o povoador
 D. Afonso II     27 de Março de 1211 o gordo
 D. Sancho II     25 de Março de 1223 o piedoso
 D. Afonso III   3 de Janeiro de 1248     o bolonhês
 D. Dinis I       16 de Fevereiro de 1279 o lavrador
 D. Afonso IV     7 de Janeiro de 1325    o bravo
 D. Pedro I       28 de Maio de 1357      o justiceiro
 D. Fernando I    18 de Janeiro de 1367 o formoso
2º Dinastia
A 2º dinastia ou dinastia de Avis ou
                 Joanina
 Nomes :          inicio do reinado:     cognome:
 D. João I        6 de Abril de 1385     o de boa memoria
 D. Duarte I      14 de Agosto de 1433    o rei filosofo
 D. Afonso V      9 de Setembro de 1438   o africano
 D. João II       11 de Novembro de 1477 o tirano
 D. Afonso V      15 de Novembro de 1477 o africano
( 2º reinado)
 D. João II       28 de Agosto de 1481     o tirano
( 2º reinado)
 D. Manuel I      25 de Outubro de 1495    o pomposo
 D. João III      13 de Dezembro de 1521   o piedoso
 D. Sebastião I   11 de Junho de 1557      o desejado
 D. Henrique I    27 de Agosto de 1578     o casto
3º dinastia
3º dinastia ou Habsburgo ou filipina ou
             casa da Áustria
Nome:         inicio do reinado:    cognome:
Filipe I     17 de Abril de 1581    o prudente
Filipe II    13 de Setembro de 1598 o piedoso
Filipe III   31 de Março de 1621     o grande
4º dinastia
4ºdinastia ou de Bragança ou
                    brigantina
   Nome:          inicio do reinado:          cognome:
   D. João IV      15 de Dezembro de 1640    o restaurador
   D. Afonso VI     6 de Dezembro de 1656    o vitorioso
   D. João V       12 de Setembro de 1683    o pacifico
   D. José I       1 de Janeiro de 1707      o magnifico
   D. Maria I      31 de Julho de 1750       a piedosa
   D. Pedro III    24 de Fevereiro de 1777   o reformador
   D. João VI      24 de Fevereiro de 1777   o sacristão
   D. Pedro IV     20 de Março de 1816       o clemente
   D. Maria II     26 de Abril de 1826        a educadora
   D. Miguel I     2 de Maio de 1826          o absoluto
   D. Maria II   11 de Julho de 1828          a educadora
   D. Fernando II 20 de Setembro de 1834     o rei artista
   D. Pedro V     16 de Setembro de 1837      o bem amado
   D. Luís I      15 de Novembro de 1853       o popular
   D. Carlos      11 de Novembro de 1861       o diplomata
   D. Manuel II     1 de Fevereiro de 1908      o patriota
Bandeira da monarquia portuguesa

                                             Ou




A Monarquia, de tão confundida que está com a História Pátria, não é um esquema intelectual
inalterável através dos tempos: nela se combina e conjuga a fidelidade a certos princípios
absolutos da condição humana com a experiência histórica progressiva. Não se imobiliza em
fórmulas ou conceitos; não é um sistema fixo de critérios e soluções: vai recolhendo dos
acontecimentos diários, da exigência de cada nova passada, as razões do seu destino.
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

D. Afonso Henriques
D. Afonso HenriquesD. Afonso Henriques
D. Afonso Henriques
Jorge Almeida
 
A crise do século xiv parte 2
A crise do século xiv parte 2A crise do século xiv parte 2
A crise do século xiv parte 2
Carla Teixeira
 
Glossário para compreender Memorial do Convento
Glossário para compreender Memorial do ConventoGlossário para compreender Memorial do Convento
Glossário para compreender Memorial do Convento
ancrispereira
 
Dafonsohenriques
DafonsohenriquesDafonsohenriques
Dafonsohenriques
ines3006
 
Palácio de Queluz
Palácio de QueluzPalácio de Queluz
Palácio de Queluz
Carlos Vieira
 
D Afonso Henriques
D Afonso Henriques   D Afonso Henriques
D Afonso Henriques
BibEscolar Ninho Dos Livros
 
PaláCio De Queluz 3
PaláCio De Queluz 3PaláCio De Queluz 3
PaláCio De Queluz 3
Teresa
 
A crise do século xiv parte 1
A crise do século xiv parte 1A crise do século xiv parte 1
A crise do século xiv parte 1
Carla Teixeira
 
Formacao Do Estado Nacional E Absolutismo
Formacao Do Estado Nacional E AbsolutismoFormacao Do Estado Nacional E Absolutismo
Formacao Do Estado Nacional E Absolutismo
Otavionews
 
Afonso iii tiago e beatriz
Afonso iii tiago e beatrizAfonso iii tiago e beatriz
Afonso iii tiago e beatriz
genarui
 
A Guarda Suíça do Papa
A Guarda Suíça do PapaA Guarda Suíça do Papa
A Guarda Suíça do Papa
Sylvio Bazote
 
Arvore geneologica de d. afonso iii
Arvore geneologica de d. afonso iiiArvore geneologica de d. afonso iii
Arvore geneologica de d. afonso iii
hugoseverino8a
 
Trabalho De Historia Joana
Trabalho De Historia JoanaTrabalho De Historia Joana
Trabalho De Historia Joana
carolejuh
 
Palácio de Versalhes
Palácio de VersalhesPalácio de Versalhes
Palácio de Versalhes
hcaslides
 
Trabalho De Historia Joana
Trabalho De Historia  JoanaTrabalho De Historia  Joana
Trabalho De Historia Joana
carolejuh
 
Luís XIV e Versalhes
Luís XIV e VersalhesLuís XIV e Versalhes
Luís XIV e Versalhes
Valeriya Rozhkova
 
Trabalho D.João II
Trabalho D.João IITrabalho D.João II
Trabalho D.João II
andreaires
 
Barroco em Portugal
Barroco em Portugal Barroco em Portugal
Barroco em Portugal
tetiana turyk
 
Palacio da pena interiores
Palacio da pena interioresPalacio da pena interiores
Palacio da pena interiores
Salvador da Silva Tomaz
 
A Reconquista Cristã
A Reconquista Cristã A Reconquista Cristã
A Reconquista Cristã
DinisStudios
 

Mais procurados (20)

D. Afonso Henriques
D. Afonso HenriquesD. Afonso Henriques
D. Afonso Henriques
 
A crise do século xiv parte 2
A crise do século xiv parte 2A crise do século xiv parte 2
A crise do século xiv parte 2
 
Glossário para compreender Memorial do Convento
Glossário para compreender Memorial do ConventoGlossário para compreender Memorial do Convento
Glossário para compreender Memorial do Convento
 
Dafonsohenriques
DafonsohenriquesDafonsohenriques
Dafonsohenriques
 
Palácio de Queluz
Palácio de QueluzPalácio de Queluz
Palácio de Queluz
 
D Afonso Henriques
D Afonso Henriques   D Afonso Henriques
D Afonso Henriques
 
PaláCio De Queluz 3
PaláCio De Queluz 3PaláCio De Queluz 3
PaláCio De Queluz 3
 
A crise do século xiv parte 1
A crise do século xiv parte 1A crise do século xiv parte 1
A crise do século xiv parte 1
 
Formacao Do Estado Nacional E Absolutismo
Formacao Do Estado Nacional E AbsolutismoFormacao Do Estado Nacional E Absolutismo
Formacao Do Estado Nacional E Absolutismo
 
Afonso iii tiago e beatriz
Afonso iii tiago e beatrizAfonso iii tiago e beatriz
Afonso iii tiago e beatriz
 
A Guarda Suíça do Papa
A Guarda Suíça do PapaA Guarda Suíça do Papa
A Guarda Suíça do Papa
 
Arvore geneologica de d. afonso iii
Arvore geneologica de d. afonso iiiArvore geneologica de d. afonso iii
Arvore geneologica de d. afonso iii
 
Trabalho De Historia Joana
Trabalho De Historia JoanaTrabalho De Historia Joana
Trabalho De Historia Joana
 
Palácio de Versalhes
Palácio de VersalhesPalácio de Versalhes
Palácio de Versalhes
 
Trabalho De Historia Joana
Trabalho De Historia  JoanaTrabalho De Historia  Joana
Trabalho De Historia Joana
 
Luís XIV e Versalhes
Luís XIV e VersalhesLuís XIV e Versalhes
Luís XIV e Versalhes
 
Trabalho D.João II
Trabalho D.João IITrabalho D.João II
Trabalho D.João II
 
Barroco em Portugal
Barroco em Portugal Barroco em Portugal
Barroco em Portugal
 
Palacio da pena interiores
Palacio da pena interioresPalacio da pena interiores
Palacio da pena interiores
 
A Reconquista Cristã
A Reconquista Cristã A Reconquista Cristã
A Reconquista Cristã
 

Semelhante a Monumentos de avis_diogo_e__alexandre

Dinastia filipina.
Dinastia filipina.Dinastia filipina.
Dinastia filipina.
Mariana Gil
 
1.ª Dinastia
1.ª Dinastia1.ª Dinastia
1.ª Dinastia
Helena Rocha
 
Reis portugal
Reis portugalReis portugal
Reis portugal
putcheca
 
Reis Portugal
Reis PortugalReis Portugal
1030
10301030
1030
Pelo Siro
 
Cronologia dos reis de portugal.pps
Cronologia dos reis de portugal.ppsCronologia dos reis de portugal.pps
Cronologia dos reis de portugal.pps
Antonio Fleming
 
Cronologia dos reis de portugal
Cronologia dos reis de portugalCronologia dos reis de portugal
Cronologia dos reis de portugal
Antonio Fleming
 
Friso CronolóGico
Friso CronolóGicoFriso CronolóGico
Friso CronolóGico
Susana Fartura
 
Friso cronológico
Friso cronológicoFriso cronológico
Friso cronológico
EB Foros de Amora
 
Reis de Portugal 4ª Dinastia
Reis de Portugal 4ª DinastiaReis de Portugal 4ª Dinastia
Reis de Portugal 4ª Dinastia
khistoria
 
D. Manuel I
D. Manuel ID. Manuel I
D. Manuel I
Ana Tapadas
 
29 crise, união ibérica, restauração
29   crise, união ibérica, restauração29   crise, união ibérica, restauração
29 crise, união ibérica, restauração
Carla Freitas
 
Reis portugal 1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.
Reis portugal   1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.Reis portugal   1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.
Reis portugal 1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.
Álvaro Maurício
 
Eubiose 19 fev-2013 leitura sobre as armas de portugal - prenuncio do novo pr...
Eubiose 19 fev-2013 leitura sobre as armas de portugal - prenuncio do novo pr...Eubiose 19 fev-2013 leitura sobre as armas de portugal - prenuncio do novo pr...
Eubiose 19 fev-2013 leitura sobre as armas de portugal - prenuncio do novo pr...
Numeric Contadores
 
2ª dinastia trabalho marco2012
2ª dinastia   trabalho marco20122ª dinastia   trabalho marco2012
2ª dinastia trabalho marco2012
Ministério da Educação
 
1294586040 a bandeira_e_o_hinoaaa
1294586040 a bandeira_e_o_hinoaaa1294586040 a bandeira_e_o_hinoaaa
1294586040 a bandeira_e_o_hinoaaa
Pelo Siro
 
A Crise Do ImpéRio PortuguêS E A UniãO IbéRica
A Crise Do ImpéRio PortuguêS E A UniãO IbéRicaA Crise Do ImpéRio PortuguêS E A UniãO IbéRica
A Crise Do ImpéRio PortuguêS E A UniãO IbéRica
Hist8
 
2 dinastia p (1)
2 dinastia p (1)2 dinastia p (1)
2 dinastia p (1)
Carlos Barros
 
1 De Dezembro De 1640
1 De Dezembro De 16401 De Dezembro De 1640
1 De Dezembro De 1640
alunospedromiranda
 
As dinastias em portugal e estilos arquitetonicos
As dinastias em portugal  e estilos arquitetonicosAs dinastias em portugal  e estilos arquitetonicos
As dinastias em portugal e estilos arquitetonicos
SoniaCabeleira
 

Semelhante a Monumentos de avis_diogo_e__alexandre (20)

Dinastia filipina.
Dinastia filipina.Dinastia filipina.
Dinastia filipina.
 
1.ª Dinastia
1.ª Dinastia1.ª Dinastia
1.ª Dinastia
 
Reis portugal
Reis portugalReis portugal
Reis portugal
 
Reis Portugal
Reis PortugalReis Portugal
Reis Portugal
 
1030
10301030
1030
 
Cronologia dos reis de portugal.pps
Cronologia dos reis de portugal.ppsCronologia dos reis de portugal.pps
Cronologia dos reis de portugal.pps
 
Cronologia dos reis de portugal
Cronologia dos reis de portugalCronologia dos reis de portugal
Cronologia dos reis de portugal
 
Friso CronolóGico
Friso CronolóGicoFriso CronolóGico
Friso CronolóGico
 
Friso cronológico
Friso cronológicoFriso cronológico
Friso cronológico
 
Reis de Portugal 4ª Dinastia
Reis de Portugal 4ª DinastiaReis de Portugal 4ª Dinastia
Reis de Portugal 4ª Dinastia
 
D. Manuel I
D. Manuel ID. Manuel I
D. Manuel I
 
29 crise, união ibérica, restauração
29   crise, união ibérica, restauração29   crise, união ibérica, restauração
29 crise, união ibérica, restauração
 
Reis portugal 1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.
Reis portugal   1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.Reis portugal   1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.
Reis portugal 1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.
 
Eubiose 19 fev-2013 leitura sobre as armas de portugal - prenuncio do novo pr...
Eubiose 19 fev-2013 leitura sobre as armas de portugal - prenuncio do novo pr...Eubiose 19 fev-2013 leitura sobre as armas de portugal - prenuncio do novo pr...
Eubiose 19 fev-2013 leitura sobre as armas de portugal - prenuncio do novo pr...
 
2ª dinastia trabalho marco2012
2ª dinastia   trabalho marco20122ª dinastia   trabalho marco2012
2ª dinastia trabalho marco2012
 
1294586040 a bandeira_e_o_hinoaaa
1294586040 a bandeira_e_o_hinoaaa1294586040 a bandeira_e_o_hinoaaa
1294586040 a bandeira_e_o_hinoaaa
 
A Crise Do ImpéRio PortuguêS E A UniãO IbéRica
A Crise Do ImpéRio PortuguêS E A UniãO IbéRicaA Crise Do ImpéRio PortuguêS E A UniãO IbéRica
A Crise Do ImpéRio PortuguêS E A UniãO IbéRica
 
2 dinastia p (1)
2 dinastia p (1)2 dinastia p (1)
2 dinastia p (1)
 
1 De Dezembro De 1640
1 De Dezembro De 16401 De Dezembro De 1640
1 De Dezembro De 1640
 
As dinastias em portugal e estilos arquitetonicos
As dinastias em portugal  e estilos arquitetonicosAs dinastias em portugal  e estilos arquitetonicos
As dinastias em portugal e estilos arquitetonicos
 

Mais de Maria Antónia Oliveira

Visita à assosiação de bombeiros voluntários de avis marília e tatiana - 4º...
Visita à assosiação de bombeiros voluntários de avis   marília e tatiana - 4º...Visita à assosiação de bombeiros voluntários de avis   marília e tatiana - 4º...
Visita à assosiação de bombeiros voluntários de avis marília e tatiana - 4º...
Maria Antónia Oliveira
 
Canta um conto
Canta um contoCanta um conto
Canta um conto
Maria Antónia Oliveira
 
Trabalhos dos alunos do 4º ano de avis andante
Trabalhos dos alunos do 4º ano de avis   andanteTrabalhos dos alunos do 4º ano de avis   andante
Trabalhos dos alunos do 4º ano de avis andante
Maria Antónia Oliveira
 
Fim de ano
Fim de anoFim de ano
Thomas edison trabalho de carolina e érica
Thomas edison   trabalho de carolina e éricaThomas edison   trabalho de carolina e érica
Thomas edison trabalho de carolina e érica
Maria Antónia Oliveira
 
Inventores 2
Inventores 2Inventores 2
Inventores
InventoresInventores
25 de abril 1974 (1)
25 de abril 1974 (1)25 de abril 1974 (1)
25 de abril 1974 (1)
Maria Antónia Oliveira
 
Trabalhos dos alunos de 4º ano sobre a
Trabalhos dos alunos de 4º ano sobre aTrabalhos dos alunos de 4º ano sobre a
Trabalhos dos alunos de 4º ano sobre a
Maria Antónia Oliveira
 
Pelos alunos do 4º ano de avis
Pelos alunos do 4º ano de avisPelos alunos do 4º ano de avis
Pelos alunos do 4º ano de avis
Maria Antónia Oliveira
 
Amizade
AmizadeAmizade
Jornalinho
JornalinhoJornalinho
O livro das sete cores rita
O livro das sete cores ritaO livro das sete cores rita
O livro das sete cores rita
Maria Antónia Oliveira
 

Mais de Maria Antónia Oliveira (14)

Visita à assosiação de bombeiros voluntários de avis marília e tatiana - 4º...
Visita à assosiação de bombeiros voluntários de avis   marília e tatiana - 4º...Visita à assosiação de bombeiros voluntários de avis   marília e tatiana - 4º...
Visita à assosiação de bombeiros voluntários de avis marília e tatiana - 4º...
 
Canta um conto
Canta um contoCanta um conto
Canta um conto
 
Trabalhos dos alunos do 4º ano de avis andante
Trabalhos dos alunos do 4º ano de avis   andanteTrabalhos dos alunos do 4º ano de avis   andante
Trabalhos dos alunos do 4º ano de avis andante
 
Fim de ano
Fim de anoFim de ano
Fim de ano
 
Thomas edison trabalho de carolina e érica
Thomas edison   trabalho de carolina e éricaThomas edison   trabalho de carolina e érica
Thomas edison trabalho de carolina e érica
 
Inventores 2
Inventores 2Inventores 2
Inventores 2
 
Inventores
InventoresInventores
Inventores
 
25 de abril 1974 (1)
25 de abril 1974 (1)25 de abril 1974 (1)
25 de abril 1974 (1)
 
Trabalhos dos alunos de 4º ano sobre a
Trabalhos dos alunos de 4º ano sobre aTrabalhos dos alunos de 4º ano sobre a
Trabalhos dos alunos de 4º ano sobre a
 
Pelos alunos do 4º ano de avis
Pelos alunos do 4º ano de avisPelos alunos do 4º ano de avis
Pelos alunos do 4º ano de avis
 
Amizade
AmizadeAmizade
Amizade
 
Jornalinho
JornalinhoJornalinho
Jornalinho
 
Ciclo da água
Ciclo da águaCiclo da água
Ciclo da água
 
O livro das sete cores rita
O livro das sete cores ritaO livro das sete cores rita
O livro das sete cores rita
 

Monumentos de avis_diogo_e__alexandre

  • 1. MONUMENTOS DE AVIS Trabalho feito por : Diogo v nº7 Alexandre p nº 1
  • 2. Antigo Convento da Ordem de Avis: • Templo fundado em data incerta, mas sabendo-se que foi reconstruída em meados do século XVII. Na aparência mantém a traça medieval. A igreja possui um pórtico simples, coroado por um frontão com as armas nacionais. A capela-mor, de estilo renascentista, foi construída em 1694, sendo o resto da igreja de feição barroca. Encontra-se no convento o famoso relicário de São Pedro e São Paulo, de prata marchetada, obra de ... ourivesaria do século XV.
  • 3. Castelo de Avis: • Construído no século XIII, o castelo foi reconstruído nos séculos XV e XVI. A sua construção deve-se a Fernão Anes, mestre da Ordem Militar de Avis. Das seis torres que o castelo possuía, conservam- se, apenas três e alguns panos de muralha, adaptados por construções modernas. Destacam-se a Torre da Rainha ou do Convento, a Torre de Santo António e Torre de S. Roque.
  • 4. Pelourinho de Avis • Pequena base onde assenta fuste quadrangular rematado por capitel com folhas de acanto. Sobre este está colocada urna semiesférica com quatro carrancas e quatro gárgulas, encontrando-se, no topo, uma águia de asas abertas.
  • 5. Torre de São Roque • Das seis torres originais das muralhas do Castelo de Avis, apenas três subsistiram ao passar dos tempos e uma delas é esta de São Roque. As outras duas torres são as de Santo António e a da Rainha.
  • 7. Origem da historia de Portugal Vamos reduzir ao mínimo uma explicação simples porque os objectivos são recordar, ou ensinar, aos emigrantes portugueses e franceses que os nossos destinos cresceram entrelaçados. Nas campanhas contra os “moiros-mouros-árabes”, por não serem cristãos, entre muitos cavaleiros-guerreiros vieram dois franceses que muito se notabilizaram pelos seus feitos. Foram eles D. Raimundo e D. Henrique de Borgonha, descendentes dos reis de França; e tão bons serviços prestaram que D Afonso VI, rei de Leão, como recompensa nomeou D. Raimundo governador do Condado da Galiza e ofereceu-lhe em casamento a filha D. Urraca. A D. Henrique deu o Governo do Condado Portucalense, que ficava sujeito ao da Galiza, e a mão da outra filha, D. Teresa (ano 1094). Deste casamento nasceram quatro filhos. Só um era varão, a quem deram o nome de Afonso Henriques. Viria a ser este o fundador e o Primeiro Rei do Reino de Portugal, em 1143, pelo Tratado de Samora, depois de muitas lutas, incluindo a própria mãe, na batalha de S. Mamede, próximo de Guimarães (1128), a quem derrotou. Aconselhamos a leitura dos acontecimentos que rodearam as batalhas guerreiras e diplomáticas que envolveram a Formação de Portugal. Todos nos sentiremos honrados com elas. • • • • •
  • 9. A 1º dinastia ou dinastia afonsina ou de Borgonha  Nome : inicio do reinado: cognomes:  D. Afonso I 27 de Julho de 1139 o conquistador  D. Sancho I 6 de Dezembro de 1185 o povoador  D. Afonso II 27 de Março de 1211 o gordo  D. Sancho II 25 de Março de 1223 o piedoso  D. Afonso III 3 de Janeiro de 1248 o bolonhês  D. Dinis I 16 de Fevereiro de 1279 o lavrador  D. Afonso IV 7 de Janeiro de 1325 o bravo  D. Pedro I 28 de Maio de 1357 o justiceiro  D. Fernando I 18 de Janeiro de 1367 o formoso
  • 11. A 2º dinastia ou dinastia de Avis ou Joanina  Nomes : inicio do reinado: cognome:  D. João I 6 de Abril de 1385 o de boa memoria  D. Duarte I 14 de Agosto de 1433 o rei filosofo  D. Afonso V 9 de Setembro de 1438 o africano  D. João II 11 de Novembro de 1477 o tirano  D. Afonso V 15 de Novembro de 1477 o africano ( 2º reinado)  D. João II 28 de Agosto de 1481 o tirano ( 2º reinado)  D. Manuel I 25 de Outubro de 1495 o pomposo  D. João III 13 de Dezembro de 1521 o piedoso  D. Sebastião I 11 de Junho de 1557 o desejado  D. Henrique I 27 de Agosto de 1578 o casto
  • 13. 3º dinastia ou Habsburgo ou filipina ou casa da Áustria Nome: inicio do reinado: cognome: Filipe I 17 de Abril de 1581 o prudente Filipe II 13 de Setembro de 1598 o piedoso Filipe III 31 de Março de 1621 o grande
  • 15. 4ºdinastia ou de Bragança ou brigantina  Nome: inicio do reinado: cognome:  D. João IV 15 de Dezembro de 1640 o restaurador  D. Afonso VI 6 de Dezembro de 1656 o vitorioso  D. João V 12 de Setembro de 1683 o pacifico  D. José I 1 de Janeiro de 1707 o magnifico  D. Maria I 31 de Julho de 1750 a piedosa  D. Pedro III 24 de Fevereiro de 1777 o reformador  D. João VI 24 de Fevereiro de 1777 o sacristão  D. Pedro IV 20 de Março de 1816 o clemente  D. Maria II 26 de Abril de 1826 a educadora  D. Miguel I 2 de Maio de 1826 o absoluto  D. Maria II 11 de Julho de 1828 a educadora  D. Fernando II 20 de Setembro de 1834 o rei artista  D. Pedro V 16 de Setembro de 1837 o bem amado  D. Luís I 15 de Novembro de 1853 o popular  D. Carlos 11 de Novembro de 1861 o diplomata  D. Manuel II 1 de Fevereiro de 1908 o patriota
  • 16. Bandeira da monarquia portuguesa Ou A Monarquia, de tão confundida que está com a História Pátria, não é um esquema intelectual inalterável através dos tempos: nela se combina e conjuga a fidelidade a certos princípios absolutos da condição humana com a experiência histórica progressiva. Não se imobiliza em fórmulas ou conceitos; não é um sistema fixo de critérios e soluções: vai recolhendo dos acontecimentos diários, da exigência de cada nova passada, as razões do seu destino.
  • 17. FIM