SlideShare uma empresa Scribd logo
1
Manual de Formaturas
2
Sumário
1 Formatura ................................................................................................................................... 4
2 Modalidades de formatura ........................................................................................................ 4
2.1 Solene ...................................................................................................................................... 4
Parâmetros para realização da formatura solene ........................................................................... 4
Prazos e pré-requisitos para solicitação de colação de grau solene ............................................. 4
Convites ........................................................................................................................................... 5
Juramento ....................................................................................................................................... 6
Orador ............................................................................................................................................. 6
Paraninfo e Patrono ........................................................................................................................ 6
Celebração de Ação de Graças ...................................................................................................... 7
Ensaio ............................................................................................................................................. 7
Locais para realização da solenidade de formatura ....................................................................... 7
Cerimonial da formatura ................................................................................................................. 8
Equipe de filmagem ........................................................................................................................ 8
Confecção de placas ou quadros de formatura .............................................................................. 8
Vestes talares ................................................................................................................................. 8
Música ............................................................................................................................................. 8
Diploma ........................................................................................................................................... 8
É proibido ........................................................................................................................................ 9
2.2 Não solene ............................................................................................................................... 9
2.3 De gabinete ............................................................................................................................. 9
3 Atribuições da Assessoria à Formatura ................................................................................. 9
4 Atribuições da Comissão de Formatura ................................................................................. 10
5 Atribuições da Coordenação de Curso ................................................................................... 10
6 Fluxogramas .............................................................................................................................. 11
Formatura solene ........................................................................................................................... 11
Formatura não solene .................................................................................................................... 12
Formatura de gabinete ................................................................................................................... 12
7 Anexos ....................................................................................................................................... 13
Anexo 1 – Formulário de solicitação de data de formatura ........................................................... 13
Anexo 2 – Formulário de agendamento de data para solenidade de colação
de grau ........................................................................................................................................... 14
Anexo 3 – Formulário de agendamento de Ação e Graças ........................................................... 16
Anexo 4 – Formulário para convite de professores paraninfo e patrono, professores e
funcionário homenageados ............................................................................................................. 17
Anexo 5 – Formulário para solicitação de formatura de gabinete .................................................. 18
Anexo 6 – Juramento dos cursos ................................................................................................... 19
Anexo 7 – Logomarcas ................................................................................................................... 23
Anexo 8 – Titulação conferida por ocasião de conclusão de curso de graduação ........................ 28
Anexo 9 – Perguntas frenquentes sobre o ENADE ........................................................................ 30
3
Apresentação
Este manual tem como referência a Resolução nº 5/2011 de 26 de abril de 2011,
do Conselho Universitário, que define as normas para solenidade de colação de grau do
Centro Universitário Franciscano.
A cerimônia de outorga de grau é a mais importante de uma instituição
universitária, pois representa a conclusão de anos de trabalhos acadêmicos de
professores e estudantes. É um ato oficial da instituição e exige um protocolo especial. O
ato é sempre solene, público e tem caráter obrigatório.
Para que esse evento aconteça como o idealizado, é de fundamental importância
que se tenha um planejamento e que sejam obedecidas as normas protocolares que a
solenidade exige.
Esse manual que estamos apresentando tem como objetivo central orientar os
estudantes no planejamento da cerimônia de colação de grau. A observância das
orientações que nele constam contribuirão para que a solenidade seja um ato marcante
na vida de todos.
profª. dr. Vanilde Bisognin,
pró-reitora de Graduação.
4
1 Formatura
A colação de grau ou formatura é ato oficial, obrigatório, realizado em sessão
pública, destinado a discentes que tenham concluído integralmente um curso de
graduação. Entende-se por conclusão integral do curso de graduação o término de todas
as disciplinas da matriz curricular, com aprovação e cumprimento da carga horária das
atividades acadêmicas curriculares.
A solenidade é indispensável para a emissão do diploma.
2 Modalidades de formatura
2.1 Solene
A formatura solene realiza-se com veste talar, com a presença do paraninfo,
patrono, orador da turma, professores e funcionários homenageados, realizada em local
público escolhido pelos formandos.
Parâmetros para realização da formatura solene
- são realizadas no período estipulado no calendário acadêmico. As que forem
requeridas fora desse período deverão ser aprovadas pela Pró-reitoria de Graduação, por
solicitação da Coordenação de Curso, com antecedência mínima de três meses antes da
realização do evento;
- podem ser realizadas até três solenidades de colação de grau por dia, nos
períodos previstos no calendário acadêmico;
- em caso de mais de uma turma de formandos do mesmo curso, a solenidade de
colação de grau deve ser conjunta;
- formandos de mais de um curso de graduação podem compor a mesma
solenidade de colação de grau.
Prazos e pré-requisitos para solicitação de colação de grau solene
a) Prazos
- para formandos do primeiro semestre: a partir do mês de agosto de cada ano;
- para formandos do segundo semestre: segunda quinzena de dezembro, primeira
quinzena de janeiro e a partir da segunda quinzena de fevereiro.
A solicitação de data será analisada após preenchimento de formulário específico
(Anexo 1), junto à Coordenadoria de Atenção ao Estudante – CORES, com antecedência
mínima de dois anos.
5
Ressalta-se que o agendamento de datas de formatura e reservas de locais para a
solenidade somente poderão ser feitos depois da aprovação pela Instituição. A UNIFRA
fará constar no calendário acadêmico os períodos em que as solenidades poderão ser
agendadas.
b) Pré-requisitos
- número mínimo de trinta formandos, podendo unir mais de um curso, se for o
caso, com a integralização da matriz curricular dos alunos, preferencialmente, nas
seguintes condições:
a) quarto semestre já integralizado para cursos de oito semestres;
b) quinto semestre já integralizado para cursos de nove e dez semestres;
- realização do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes – ENADE para o
aluno que for selecionado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Institucionais
(Inep) para fazer a prova. O aluno que não a realizar não recebe o Diploma nem o
Histórico Escolar e também não pode colar o grau. Compete ao formando obter
informações junto à Coordenação de seu curso e manter-se atento aos prazos de
inscrição para a realização do ENADE e à confirmação de seu cadastramento no site do
INEP (http://www.inep.gov.br/). Veja algumas perguntas frequentes sobre o ENADE no
anexo 9.
Convites
Os convites são de responsabilidade dos formandos e devem ser revisados pela
Assessoria à Formatura, com antecedência mínima de trinta dias, a fim de se observarem
os seguintes aspectos: ordem e correção dos nomes das autoridades acadêmicas,
professores e funcionários homenageados, número da turma, nome do curso e símbolo
oficial (Anexo 7), nome da Instituição e logomarca. A revisão será efetuada no prazo
máximo de três dias.
Aos formandos compete o envio dos convites às autoridades da Instituição e aos
professores. À Coordenação do Curso compete convidar as autoridades e entidades de
classe. A Comissão de Formandos deve entrar em contato com a Assessoria à Formatura
noventa dias antes da colação de grau para formalizar os itens do convite.
O convite deve conter:
- na página de rosto: número da turma, o nome do curso e o símbolo oficial, nome
da Instituição e logomarca;
- na segunda página: nomes das autoridades que compõem o Centro Universitário
6
Franciscano (Reitora; Pró-reitora de Administração; Pró-reitora de Graduação; Pró-reitora
de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão); Coordenador do Curso. Todos os nomes
próprios e respectivos cargos devem ser escritos sem abreviações;
- na terceira página: patrono ou patronesse; paraninfo; professores homenageados
(em ordem alfabética); funcionários homenageados (se houver); orador(es) (em ordem
alfabética); juramentista.
- na quarta página: juramento;
- na quinta página: lista nominal dos formandos. Filiação, naturalidade e fotos são
dados opcionais;
- na sexta página: agradecimentos. Sugestões: a Deus, aos pais, aos colegas, aos
irmãos, aos amigos, aos namorados e noivos, aos mestres, aos que se foram;
- na sétima página: mensagem final (opcional).
Observação:
As datas, os locais e os horários das solenidades podem ser colocados na primeira
ou na última página. Exemplo:
Celebração de Ação de Graças: data, local e horário.
Colação de Grau: data, local e horário.
Baile de Formatura (opcional): data, local e horário.
Juramento
Cada curso possui seu próprio juramento, o qual deve ser proferido por um
formando do respectivo curso, cujo nome vai constar no convite para esta finalidade
(anexo 6).
Orador
O orador, cujo nome consta para tal no convite, deve ser convidado pelos
formandos. Nas solenidades de colação de grau compostas por mais de um curso,
autoriza-se cada curso ter seu orador, porém o discurso deve ser único, não podendo
ultrapassar o tempo de dez minutos.
Paraninfo e patrono
O paraninfo e patrono, por curso ou os mesmos para vários cursos, devem estar
vinculados funcionalmente à Instituição.
É facultado o uso da palavra apenas ao paraninfo. O paraninfo cujo nome consta
para tal no convite, deve ser convidado pelos formandos. Nas solenidades de colação de
7
grau compostas por mais de um curso, autoriza-se cada curso ter seu paraninfo, porém o
discurso deve ser único, não podendo ultrapassar dez minutos.
Celebração de Ação de Graças
Os formandos podem realizar celebração religiosa ou eventos sociais, desde que
os horários dos mesmos não interfiram no andamento das demais programações. O
formulário para solicitação de Celebração de Ação de Graças encontra-se no anexo 3.
Ensaio
A Comissão de Formatura deve agendar datas e horários, para o ensaio da
solenidade com a Assessoria à Formatura; e, com a equipe da Pastoral, para ensaio da
Celebração.
A sessão solene compreenderá a seguinte ordem:
- entrada geral da Reitora, Pró-reitoras, Coordenador de Curso, Homenageados e
Autoridades convidadas;
- entrada dos formandos guiados pelo paraninfo e patrono;
- execução do Hino Nacional;
- juramento;
- entrega simbólica do diploma pela Reitora ou por quem a representa;
- discurso do orador;
- discurso do paraninfo;
- homenagem aos pais (o texto deve ter, no máximo, dois parágrafos, não
ultrapassando oito linhas);
- discurso da Reitora ou quem a representa;
- encerramento.
Locais para a solenidade de formatura
Os Salões de Atos da UNIFRA oferecem isenção de aluguel aos formandos. A taxa
de ECAD (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição, referente aos Direitos
Autorais dos Músicos, conforme Lei Federal nº 5.988/73 e mantida pela Lei Federal nº
9.610/98) deverá ser comprovada à Instituição até trinta dias antes da data da colação de
grau.
Outros locais externos à UNIFRA, com boas condições para a realização do
evento, podem ser autorizados após entendimento com a Assessoria à Formatura da
Instituição.
8
Cerimonial de formatura
O cerimonial de formatura é de responsabilidade da Assessoria à Formatura da
UNIFRA e devem ser observadas as seguintes orientações:
- não é aceita a intermediação de empresas promotoras na organização do
cerimonial e na definição do convite;
- a UNIFRA não cumpre acordos e festejos paralelos programados por empresas
promotoras de eventos.
Equipe de filmagem
Em cada solenidade, é permitida a permanência de somente uma equipe de
filmagem e de uma equipe de fotógrafos no palco, a fim de evitar transtornos, pelo
excesso de equipamentos e de iluminação. A contratação de serviços de filmagens,
fotografias, bem como outros custos, é de responsabilidade dos formandos.
Confecção de placas ou quadros de formatura
Os cursos escolhem entre a confecção de placas ou quadros de formatura. No
quadro, devem constar as fotos da Reitora, Pró-reitores, Coordenador do Curso,
Professores e Funcionário Homenageados.
Vestes Talares
O Centro Universitário Franciscano não coloca à disposição dos formandos as
vestes talares, clássicas para a formatura.
Música
A música, componente que alegra o momento da formatura, deve ser apropriada
ao contexto da solenidade e submetida à aprovação da Assessoria à Formatura da
UNIFRA.
Diploma
A entrega do diploma é prerrogativa da Reitora ou de quem a representa, sendo
entregues simbolicamente na cerimônia de colação de grau. O diploma estará disponível
até sessenta dias após a colação de grau.
O formando deve conferir seus dados no diploma, com a carteira de identidade, no
Derca em período determinado pela Instituição.
9
Não recebe o diploma nem o histórico escolar o aluno que estiver com situação
irregular junto ao INEP, referente à prova do ENADE.
É proibido
- consumo de bebida alcoólica antes e durante a solenidade de formatura;
- fundo musical durante o juramento, o conferimento de grau, o pronunciamento do
paraninfo e oradores, bem como dos discursos em geral;
- repetir a formalidade da colação de grau.
2.2 Não solene
É ato público, realizado em ambiente interno do Centro Universitário Franciscano.
Ocorre uma vez por semestre, em horário e data previamente sugeridos pela Assessoria
à Formatura e aprovado pela Pró-reitoria de Graduação, cuja cerimônia pode ser de um
único curso ou de diversos, sem as exigências formais da formatura solene, mas com
vestes adequadas à importância da cerimônia.
2.3 De gabinete
Realiza-se no Gabinete da Reitora, quando, por motivo justificado e mediante
preenchimento de formulário específico (Anexo 5), o formando não puder comparecer à
formatura solene ou não solene. Nesta modalidade, também são exigidas vestes
adequadas com a importância da cerimônia.
3 Atribuições da Assessoria à Formatura
- elaborar o calendário de formatura, respeitando o período destinado no
calendário acadêmico e informá-lo às autoridades institucionais;
- orientar a comunidade acadêmica a cumprir as determinações da Resolução
n. 5/2011, de 26 de abril de 2011;
- realizar o ensaio de formatura;
- supervisionar as atividades da Comissão de Formatura para o bom andamento
dos trabalhos;
- preparar a ata da solenidade;
10
- conferir os convites e discursos;
- elaborar o cerimonial de formatura;
- orientar os formandos quanto ao local de realização da solenidade.
4 Atribuições da Comissão de Formatura
A Comissão de Formatura, eleita para representar os estudantes formandos, é
responsável por tomar as iniciativas referentes à solenidade de colação de grau.
A ela compete:
- solicitar data para realização da solenidade de colação de grau junto à Assessoria
à Formatura;
- após a confirmação da data da solenidade, agendar o local de realização do
evento, contratar serviços de filmagens, fotografias, bem como outros custos;
- entrar em contato com a equipe da Pastoral Universitária, para agilizar a data e o
roteiro da celebração de Ação de Graças;
- providenciar os convites;
- enviar os convites às autoridades da Instituição e aos professores;
- providenciar a coleção de músicas que alegrarão o momento da formatura;
- escolher entre a confecção de placas ou quadros de formatura.
5 Atribuições da coordenação de curso
- convidar as entidades de classe, bem como comunicar à imprensa sobre a
realização da colação de grau;
- fornecer o texto de juramento ao aluno formando, escolhido pelos demais, para
proferi-lo na solenidade;
- encaminhar para aprovação da Pró-reitoria de Graduação a solicitação para
realização de formatura fora do período previsto no calendário acadêmico.
11
6 Fluxogramas
Formatura Solene
Comissão de Formatura: entra em contato com a Assessoria à Formatura com
antecedência mínima de dois anos, solicitando data para a solenidade por meio de
formulário específico (Anexo 1);
Assessoria à Formatura: concorda e/ou sugere uma nova data, conforme o
calendário acadêmico e encaminha o formulário para o Derca;
Derca: informa o percentual de matriz curricular do curso integralizada de cada
estudante e encaminha à Assessoria à Formatura;
Assessoria à formatura: informa ao coordenador do curso a solicitação de
formatura feita pelos estudantes e solicita à Comissão de Formatura e preenchimento de
formulário específico (Anexo 2), para continuidade do processo. Entrega, também, à
Comissão de Formatura o formulário para solicitação da celebração de Ação de Graças
(Anexo 3);
Comissão de Formatura: entra em contato com a Pastoral da Unifra (Conjunto III,
prédio 13, sala 12, pastoral@unifra.br), para agilizar a data e o roteiro da celebração de
ação de graças. Também, entra em contato com a Assessoria à Formatura noventa dias
antes da colação de grau (ou seja, no mês de abril, para formatura a partir do mês de
agosto; e no mês setembro, para formatura da segunda quinzena de dezembro, primeira
quinzena de janeiro e a partir da segunda quinzena de fevereiro) para formalizar os itens
do convite e com as sugestões de professores paraninfo e patrono;
Assessoria à Formatura: verifica o vínculo dos professores paraninfo e patrono,
citados para a formatura solene, junto à Unidade de Gestão e Desenvolvimento de
Pessoas;
Comissão de Formatura: após verificação do vínculo dos professores pela
Assessoria à Formatura, convida os professores paraninfo e patrono, bem como os
professores e funcionários homenageados, por meio de formulário específico (Anexo 4).
Encaminha, também, com atencedência, o modelo de convite para revisão, junto ao Setor
de Revisão (7º andar do prédio da Administração Central);
Formandos: em tempo determinado pela Instituição, comparecem ao Derca, com a
carteira de identidade, para conferir dos dados do diploma;
Coordenação de Curso e Comissão de Formatura: separam em torno de dez
convites para serem enviados às autoridades do Centro Universitário Franciscano, quais
sejam: Reitora, Pró-reitora de Graduação, Pró-reitora de Administração, Pró-reitora de
Pós-graduação, Pesquisa e Extensão, Coordenador de Curso, Patrono, Paraninfo, Derca,
12
Coordenadoria de Atenção ao Estudante – CORES. Às entidades de classe do curso, o
convite deverá ser entregue pelo coordenador;
Comissão de Formatura: agenda o ensaio junto a Assessoria à Formatura
(Conjunto I, prédio 1, sala 102, na Coordenadoria de Atenção ao Estudante - CORES).
Encaminha, previamente, o CD com as músicas gravadas por curso para a Assessoria à
Formatura, a fim de ser realizada a apreciação (entregar até 24h antes do ensaio);
Assessoria à Formatura, Pastoral e Formandos: no dia definido, realizam o ensaio
da formatura e da celebração de ação de graças.
Formatura não solene
Estudantes: em tempo determinado pela Instituição, comparecem ao Derca, com a
carteira de identidade, para conferir dos dados do diploma;
Derca: encaminha à Assessoria à Formatura a lista com os nomes dos formandos
que irão colar grau não solene;
Assessoria à Formatura: organiza o cerimonial e divulga na Instituição a data e o
local de realização da formatura.
Formatura de Gabinete
Assessoria à Formatura: disponibiliza o formulário específico (Anexo 5) para
solicitação de formatura de gabinete ao estudante;
Estudante: preenche formulário e o encaminha ao Gabinete da Reitora;
Gabinete da Reitoria: fornece a data de formatura e remete o formulário à
Assessoria à Formatura;
Assessoria à Formatura: entra em contato com o formando para comunicar a data,
hora e local e faz os demais encaminhamentos.
13
7 Anexos
Anexo 1
Formulário de solicitação de data de formatura
Curso
……………………………
no………… semestre de 20…..
Nº de Formandos ( )
( ) Curso de 8 semestres
( ) Curso de 9 semestres
( ) Curso de 10 semestres
Período do término da matriz curricular integralizada
( ) 1ºsem 20... ( ) 2ºsem 201....
Comissão de
Formandos
Telefone celular Telefone
residencial
Endereço
eletrônico
Lista de Formandos Matrícula Integralização
(% nesta data)
01.
02.
03.
Confirmação do DERCA Nº de alunos com matriz integralizada no
.... semestre
DATA:
Comunicação à Coordenação do curso da solicitação de data de formatura pelos
estudantes
DATA:
14
Anexo 2
Formulário de agendamento de data solenidade de colação de grau
Curso Nº Turma (Assessoria a Formatura
fornece)
FORMATURA: ( ) Solene
DATA: ____/___/____ HORÁRIO:_________________ LOCAL: _______________
ENSAIO: DATA:________________HORÁRIO:___________LOCAL:____________
Comissão de
Formandos
Nº formandos Tel.
celular
Tel.
residencial
Endereço
eletrônico
OBS: ECAD ( REFERENTE A COLAÇÃO DE GRAU NO SALÃO DE ATOS UNIFRA)
Taxa de ECAD (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Direitos Autorais dos
Músicos -Lei Federal 5.988/73 e mantida pela Lei Federal 9.610/98) Rua: Calçadão
Salvador Isaias nº 1223 - sala 1 – Fone: 3223 1500
Observação: O pagamento desta taxa deverá ser comprovada a Instituição até 30 dias antes
da data da colação de grau.
( ) Pago ( ) Não pago
Celebração Eucarística de Ação de Graças:
DATA: ____________ HORÁRIO: ___________
LOCAL: __________________________________________________________
Nome da agência: _______________________________________________
TELEFONE: _________________________________
Entreguei os seguintes documentos:
( ) Resolução nº ___/20___;
( ) formulário de missa;
( ) itens que compõem convite;
( ) Modelo de informativo referente a solenidade de formatura
15
Nome do juramentista Telefone/email
Nome do orador(a) Telefone/email
Nome do paraninfo(a) Telefone/email
Nome do patrono ou patronesse Telefone/email
Relação de professores e funcionários
homenageados
Curso
Santa Maria, ______de _______________ de ________.
________________________________________
Coordenadora
Assessoria à Formatura da UNIFRA
16
Anexo 3
AGENDAMENTO DA MISSA DE FORMATURA DO
CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO
A Comissão de Formatura tem a responsabilidade na organização e realização da
formatura solene. A Pastoral UNIFRA orienta a comissão para Missa em ação de graças.
Portanto, a partir do momento em que a comissão vai à CORES agendar a colação de grau, deve
agendar também a Missa em ação de graças.
No cumprimento de ordem institucional, a Pastoral UNIFRA orienta a comissão a fazer
contato com outros cursos, a fim realizarem a Missa em ação de graças juntos, com sugestão de
horários às 9hs, às 11hs ou ainda às 19hs. Pois todos comungam do mesmo objetivo que é
celebrar ação de graças pela conquista. Isto possibilita melhor organização e investimento na
celebração.
Preencher e assinar a ficha com os dados da Turma de Formatura
Curso(s):
Nº de formandos(as):
Colação de Grau:
Local: Data: Horário:
Missa em ação de graças:
Local:……………………………………Data:……/……/………Horário:…………………
Padre celebrante:……………………………………Músico:……………………………………
Membros da Comissão de Formatura:
Nome (1): .........................................................................................................................................
Telefones: ............................................................E-mail.......................................................
Nome (2): .........................................................................................................................................
Telefones:.. ..........................................................E-mail.........................................................
........................................... ..............................................
Comissão de Formatura Pastoral UNIFRA
Conjunto. III – prédio 13
Sala 12, Fone: 3025-9109
E-mail: pastoral@unifra.br
Santa Maria,.....de ............................. de.....................
17
Anexo 4
Santa Maria, ........ de ...............de 20...
Senhor(a) Professor(a)
Os formandos do Curso de ........................................,
reconhecendo o trabalho que Vossa Senhoria desenvolveu durante a realização
deste Curso, tarefa esta, difícil mas sempre cheia de carinho, amizade e
dedicação de sua parte, num gesto de gratidão e reconhecimento, nós, os
formandos, comunicamos-lhe que Vossa Senhoria será PARANINFO(A) -
PATRONO OU PATRONESSE – PROFESSOR(A) HOMENAGEADO(A) e
FUNCIONÁRIO(A)....de nossa turma, por ocasião de nossa formatura, que se
realizará no dia ........... de ............ de ........, às ........... horas, no Salão
..................
______________________________
Comissão de Formatura do Curso de
Ilmo(a) Srª
Professor(a).
Nesta Cidade
18
Anexo 5
Santa Maria, .........de ................de 20.....
Magnífica Reitora,
Eu, ..................................................., formando(a) do curso de
..................................................., dirijo-me a Vossa Magnificência para formalizar a solicitação
de formatura de gabinete, em data a ser agendada por esta Reitoria. Justifico que devido
....................................conforme documento em anexo, não pude comparecer na formatura
não solene dia ..... de .......... de 20.......
Atenciosamente,
.......................................................................
Nome e Assinatura do formando e telefone:
Exma. Srª
Profª Iraní Rupolo
Magnífica Reitora
Centro Universitário Franciscano
Santa Maria
19
Anexo 6
Juramentos dos cursos
Administração
Prometo dignificar minha profissão, consciente de minhas responsabilidades
legais, observar os preceitos da ética, objetivando o aperfeiçoamento da
ciência da administração, o desenvolvimento das instituições e a grandeza do
homem e da pátria.
Arquitetura e
Urbanismo
Prometo exercer a profissão de arquiteto e urbanista, com dignidade e
competência, cumprir fielmente os preceitos da ética, na busca da verdade e
da justiça, e fazer tudo o que estiver ao meu alcance de forma a contribuir
para o desenvolvimento humano e para o bem-estar da sociedade.
Biomedicina
Juro, cumprir com zelo e probidade todas as atividades inerentes à profissão
de biomédico que me forem confiadas; não medir esforços para exercer com
dignidade e ética a biomedicina; estar atento à evolução científica para
empregá-la em prol da humanidade; cumprir estes preceitos com dignidade e
honra para poder usufruir da benevolência e da confiança dos homens e de
Deus.
Ciência da
Computação
Prometo, no exercício profissional, como bacharel em ciência da
computação, ser fiel aos preceitos da ética e da ciência, promovendo o uso e
o desenvolvimento da computação em benefício do cidadão e da sociedade.
Ciências
Contábeis
Prometo, no exercício da função de contador, cultivar a virtude, executar
somente atos ditados pela consciência do meu dever, observar os princípios
ético-profissionais, não aceitando a injustiça, a corrupção e a desonestidade;
honrar os ensinamentos que recebi e a confiança dos meus concidadãos,
empregar a ciência contábil com nobreza e equilíbrio e fazer tudo quanto a
mim couber, pela grandeza moral e o desenvolvimento da minha pátria.
Ciências
Econômicas
Prometo, no exercício da profissão de economista, cumprir fielmente os
preceitos da ética, da ciência e da justiça e dedicar minha vida profissional à
promoção do progresso econômico e bem-estar social da nação.
Design
Prometo, dedicar minha vida profissional ao serviço da melhoria da qualidade
de vida, do bem-estar humano. Dignificar a importância do meu trabalho e
honrar os princípios da ética e moral para melhor servir ao próximo.
Direito
Prometo, no exercício de minha profissão, cumprir fielmente os preceitos da
honra, da justiça e da ciência, e ao patrocinar o direito, fazê-lo de acordo com
minha consciência, sem jamais omitir colaboração à causa da humanidade,
em prol da igualdade entre os homens.
20
Enfermagem
Solenemente, na presença de Deus e desta assembleia, juro: dedicar minha
vida profissional a serviço da humanidade, respeitando a dignidade e os
direitos da pessoa humana, exercendo a enfermagem com consciência e
fidelidade; guardar os segredos que me forem confiados; respeitar o ser
humano desde a concepção até depois da morte; não praticar atos que
coloquem em risco a integridade física ou psíquica do ser humano; atuar
junto à equipe de saúde para o alcance da melhoria do nível de vida da
população; manter elevados os ideais de minha profissão, obedecendo aos
preceitos da ética, da legalidade e da moral, honrando seu prestígio e suas
tradições. Livremente, sob minha palavra de honra, eu juro.
Engenharia
Ambiental
Juro que, no cumprimento do meu dever de engenheiro, empregarei a ciência
com dignidade, dinamismo e respeito, participando com amor e empenho nas
grandes e pequenas obras. Jamais deixarei de partilhar meus pensamentos
profissionais com os preceitos de ética e de justiça que em mim se fizerem
presentes, aplicando a tecnologia de forma racional e consciente. Defenderei
a natureza, procurando projetar e construir, com critério e segurança,
evitando a destruição da plenitude do equilíbrio ecológico. Colocarei, então,
meu conhecimento científico voltado para o desenvolvimento e bem-estar da
humanidade. Assim, estarei em paz comigo e com Deus.
Engenharia
Biomédica
Engenharia
Materiais
Engenharia
Química
Farmácia
Prometo, no exercício da profissão de farmacêutico, ser fiel aos preceitos da
ética e da ciência, usar os meus conhecimentos e habilidades para bem
servir à humanidade, manter-me atualizado quanto aos avanços científicos e
tecnológicos, doando meus conhecimentos em prol da saúde e da sociedade.
Prometo ainda cumprir com dignidade e competência as leis que regem a
prática da farmácia.
Filosofia
Prometo, no exercício de minha profissão, cumprir fielmente os preceitos da
ética, da ciência e do magistério, e tudo fazer, quanto permitam as minhas
forças, pela educação nacional e pela grandeza do Brasil.
Física Médica
Prometo, no exercício profissional como Bacharel em Física Médica, ser fiel
aos preceitos da ética e da ciência, promover o desenvolvimento da física e
utilizar seu instrumental teórico e prático em benefício da sociedade.
21
Fisioterapia
Prometo exercer a profissão de fisioterapeuta com humildade, respeitar a
dignidade e os direitos da pessoa, dedicar minha vida profissional ao
cumprimento dos princípios legais de universalidade, equidade e
integralidade da atenção à saúde. Desenvolver a prática fisioterapêutica, com
base no conhecimento técnico-científico e na humanização. Manter elevados
os ideais da minha profissão, obedecendo aos preceitos da ética e da moral
na defesa da vida.
Geografia
Prometo, no exercício de minha profissão, cumprir fielmente os preceitos da
ética, da ciência e do magistério, e tudo fazer, quanto permitam as minhas
forças, pela educação nacional e pela grandeza do Brasil.
História
Prometo, no exercício profissional como licenciado em história, ser fiel aos
preceitos da ética e da ciência, promovendo o uso e o desenvolvimento do
ensino e da pesquisa histórica em benefício do cidadão e da sociedade.
Jornalismo
Prometo, no exercício de minha profissão, conduzir meus esforços de acordo
com os princípios éticos e morais norteadores da atividade de jornalista,
fazendo tudo o que estiver ao meu alcance de forma a contribuir para o
desenvolvimento e bem-estar da sociedade.
Letras - Língua
Portuguesa
e
Letras -
Português e
Inglês
Prometo, no exercício de minha profissão, cumprir fielmente os preceitos da
ética, da ciência e do magistério, e tudo fazer, quanto permitam as minhas
forças, pela educação nacional e pela grandeza do Brasil.
Matemática
Prometo, no exercício de minha profissão, dedicar minha vida profissional a
serviço dos educandos que a mim forem confiados. Cumprir fielmente os
preceitos da ética, da educação, da ciência e do magistério, bem como tudo
fazer pelo bem-estar social e pelo desenvolvimento do país.
Nutrição
Prometo que, ao exercer a profissão de nutricionista, o farei com dignidade e
eficiência, valendo-me da ciência da nutrição, em benefício da saúde da
pessoa, sem discriminação de qualquer natureza. Prometo, ainda, que serei
fiel aos princípios da moral e da ética. Ao cumprir este juramento com
dedicação, desejo ser merecedor dos louros que a profissão proporciona.
Odontologia
Eu juro, no exercício da profissão de cirurgião dentista, ser fiel aos preceitos
da honra, da ciência e da ética; atuar com sabedoria, sensibilidade e
responsabilidade na promoção da saúde e bem-estar das pessoas; contribuir
para com o avanço da profissão e estimular o desenvolvimento científico,
tecnológico e humano, com justiça e paz.
22
Pedagogia
Prometo, no exercício de minha profissão, cumprir fielmente os preceitos da
ética, da ciência e do magistério e tudo fazer, quanto permitam as minhas
forças, pela educação nacional e pela grandeza do Brasil.
Psicologia
Prometo exercer a profissão de psicólogo, com dignidade e competência,
valer-me da psicologia, para promover as relações e vínculos que priorizem a
saúde e a vida, sem qualquer discriminação. Prometo ser fiel aos preceitos
da ética, da ciência pelo desenvolvimento da cidadania e o bem-estar da
sociedade.
Publicidade e
Propaganda
Prometo, no exercício de minha profissão, conduzir meus esforços de acordo
com os princípios éticos e morais norteadores da atividade de publicitário,
fazendo tudo o que estiver ao meu alcance de forma a contribuir para o
desenvolvimento e bem-estar da sociedade.
Química
Juro solenemente que, no exercício da profissão de licenciado em química,
cumprirei as leis e postulados da ética profissional e exercerei fielmente os
deveres da honra, da ciência e do magistério, em prol do desenvolvimento da
ciência, do país e da humanidade.
Serviço Social
Prometo, no exercício da profissão de assistente social, dedicar minha vida
profissional à construção de melhores condições para a pessoa humana,
empenhando minhas habilidades e capacidades em favor da promoção, da
dignidade, da cidadania, dos direitos humanos e respeitar os princípios éticos
do serviço social.
Sistemas de
Informação
Prometo, no exercício profissional, como bacharel em sistemas de
informação, ser fiel aos preceitos da ética e da ciência, promovendo o uso e o
desenvolvimento da informática em benefício do cidadão e da sociedade.
Terapia
Ocupacional
Juro, na profissão de terapeuta ocupacional, dedicar meus serviços à
humanidade, respeitar a dignidade e os direitos da pessoa humana desde a
concepção até a morte. Agir, em todos os níveis de atenção à saúde, para
servir àqueles que necessitarem e contribuir para a defesa da vida. Ser fiel a
minha profissão, guardar os segredos que me forem confiados, observar o
código de ética, manter-me atualizado e tudo fazer para elevar os ideais da
profissão.
Turismo
Prometo, como bacharel em turismo, dedicar-me à pesquisa e ao
desenvolvimento sustentável do turismo, empenhar-me pelo
engrandecimento do fenômeno turístico, no Brasil e no mundo; preservar o
turismo como instrumento de paz, bem-estar e entendimento entre os povos;
e zelar pelos valores éticos da profissão.
23
Anexo 7
Logomarcas
UNIFRA
Administração
Arquitetura e Urbanismo
Biomedicina
Ciência da Computação
Ciências Contábeis
Ciências Econômicas
24
Design
Direito
Enfermagem
Engenharia Ambiental
Engenharia Biomédica
Engenharia de Materiais
Engenharia Química
25
Farmácia
Filosofia
Física Médica
Fisioterapia
Geografia
História
Jornalismo
Letras - Língua Portuguesa
e
Letras - Português e Inglês
26
Matemática
Nutrição
Odontologia
Pedagogia
Psicologia
Publicidade e Propaganda
Química
27
Serviço Social
Sistemas de Informação
Terapia Ocupacional
Turismo
28
Anexo 8
Titulação concedida por ocasião da conclusão de curso de graduação
Administração Bacharel em administração
Arquitetura e Urbanismo Arquiteto Urbanista
Biomedicina Bacharel em Biomedicina
Ciência da Computação Bacharel em Ciência da Computação
Ciências Contábeis Bacharel em Ciências Contábeis
Ciências Econômicas Bacharel em Ciências Econômicas
Design Bacharel em Design
Direito Bacharel em Direito
Enfermagem Bacharel em Enfermagem
Engenharia Ambiental e Sanitária Engenheiro Ambiental e Sanitarista
Engenharia Biomédica Engenheiro Biomédico
Engenharia de Materiais Engenheiro de Materiais
Engenharia Química Engenheiro Químico
Farmácia Bacharel em Farmácia
Filosofia Licenciado em Filosofia
Física Médica Bacharel Física Médica
Fisioterapia Bacharel em Fisioterapia
Geografia Licenciado em Geografia
História Licenciado em História
Jornalismo Bacharel em Jornalismo
Letras - Língua Portuguesa Licenciado em Letras
Letras - Português e Inglês Licenciado em Letras
Matemática Licenciado em Matemática
Nutrição Bacharel em Nutrição
Odontologia Cirurgião Dentista
29
Pedagogia Licenciado em Pedagogia
Psicologia Psicólogo
Publicidade e Propaganda Bacharel em Publicidade e Propaganda
Química Licenciado em Química
Serviço Social Bacharel em Serviço Social
Sistemas de Informação Bacharel em Sistemas de Informação
Terapia Ocupacional Bacharel em Terapia Ocupacional
Turismo Bacharel em Turismo
30
Anexo 9
Algumas perguntas frequentes sobre o ENADE, disponíveis no site do Inep
(http://www.inep.gov.br/perguntas-frequentes1):
- Qual a legislação pertinente ao Enade?
Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da
Educação Superior (Sinaes) / Portaria nº 2.051, de 9 de julho de 2004 (Regulamentação do
Sinaes) / Portaria nº 107, de 22 de julho de 2004 (Regulamentação do Enade).
- Qual o objetivo do Enade?
O objetivo do Enade é avaliar o desempenho dos estudantes com relação aos
conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos de graduação, o
desenvolvimento de competências e habilidades necessárias ao aprofundamento da
formação geral e profissional, e o nível de atualização dos estudantes com relação à
realidade brasileira e mundial, integrando o Sinaes, juntamente com a avaliação
institucional e a avaliação dos cursos de graduação.
- Quais os instrumentos básicos do Enade?
A prova, o questionário de impressões dos estudantes sobre a prova, o questionário
do estudante e o questionário do coordenador do(a) curso/habilitação.
- Como são definidas as áreas que serão avaliadas no Enade?
O Ministério da Educação define, anualmente, as áreas propostas pela Comissão de
Avaliação da Educação Superior (Conaes), órgão colegiado de coordenação e supervisão
do Sinaes. A periodicidade máxima de aplicação do Enade em cada área será trienal.
- Quais os estudantes habilitados a participar do Enade?
Estão habilitados a participar do Enade todos os estudantes em final de primeiro ano
(ingressantes) e de último ano (concluintes) das áreas e cursos a serem avaliados.
- O estudante habilitado ao Enade é obrigado a participar do Exame?
Sim. A participação do estudante habilitado ao Enade é condição indispensável para
a emissão do histórico escolar, que terá como registro a data em que realizou o Exame,
assim como para a expedição do diploma pela IES.
- Qual a situação do estudante habilitado ao Enade que não realizou a prova?
O estudante habilitado que não realizar a prova não poderá receber o seu diploma
enquanto não regularizar a sua situação junto ao Enade, haja vista não ter concluído o
respectivo curso de graduação (o Enade é componente curricular obrigatório).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

1º encontro de professores de matemática 2013 1º dia
1º encontro de professores de matemática 2013   1º dia1º encontro de professores de matemática 2013   1º dia
1º encontro de professores de matemática 2013 1º dia
Ruanna Guido
 
Plano Anual de Ação da Direção Escolar
Plano Anual de Ação da Direção Escolar Plano Anual de Ação da Direção Escolar
Plano Anual de Ação da Direção Escolar
LOCIMAR MASSALAI
 
Plano De Trabalho Docente
Plano De Trabalho Docente Plano De Trabalho Docente
Plano De Trabalho Docente
guest1c37d0
 
Bia
BiaBia
Plano de gestão CHAPA 1
Plano de gestão CHAPA 1Plano de gestão CHAPA 1
Plano de gestão CHAPA 1
Andréa Otoni Sales
 
Como problematizar o tema da pesquisa
Como problematizar o tema da pesquisaComo problematizar o tema da pesquisa
Como problematizar o tema da pesquisa
Antenor Casagrande
 
Diário de classe
Diário de classeDiário de classe
Ap. plano de ação
Ap. plano de açãoAp. plano de ação
Ap. plano de ação
aparecidalavagnoli521
 
Artigo apresentado para conclusão da pós-graduação Metodologia do Ensino de A...
Artigo apresentado para conclusão da pós-graduação Metodologia do Ensino de A...Artigo apresentado para conclusão da pós-graduação Metodologia do Ensino de A...
Artigo apresentado para conclusão da pós-graduação Metodologia do Ensino de A...
Rosangela Penajo
 
AS HABILIDADES PREDITORAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL.pdf
AS HABILIDADES PREDITORAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL.pdfAS HABILIDADES PREDITORAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL.pdf
AS HABILIDADES PREDITORAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL.pdf
Yrtes
 
LP: Exemplo de Uma Carta Comercial
LP: Exemplo de Uma Carta ComercialLP: Exemplo de Uma Carta Comercial
LP: Exemplo de Uma Carta Comercial
7F
 
Matriz curricular de eja 1 segmento 2020 (2)
Matriz curricular de eja 1 segmento  2020 (2)Matriz curricular de eja 1 segmento  2020 (2)
Matriz curricular de eja 1 segmento 2020 (2)
Géssia Leite Marques
 
5.+roteiro+para+o+cerimonial+de+colação+de+grau
5.+roteiro+para+o+cerimonial+de+colação+de+grau5.+roteiro+para+o+cerimonial+de+colação+de+grau
5.+roteiro+para+o+cerimonial+de+colação+de+grau
Valentin Viana
 
Modelo de declaração de participação
Modelo de declaração de participaçãoModelo de declaração de participação
Modelo de declaração de participação
Carlos Junior
 
Cancelamento de contrato de prestação de serviços
Cancelamento de contrato de prestação de serviçosCancelamento de contrato de prestação de serviços
Cancelamento de contrato de prestação de serviços
Elaine Sobral
 
Modelo de memorial pps
Modelo de memorial ppsModelo de memorial pps
Modelo de memorial pps
ikebana
 
Plano coordenção 2011
Plano coordenção 2011Plano coordenção 2011
Plano coordenção 2011
dencia999
 
Modelo proposta comercial - profa. daniela
Modelo   proposta comercial - profa. danielaModelo   proposta comercial - profa. daniela
Modelo proposta comercial - profa. daniela
Lucas M. Santos
 
Modelo de pedido de patrocínio
Modelo de pedido de patrocínioModelo de pedido de patrocínio
Modelo de pedido de patrocínio
Monitoria Contabil S/C
 
Reunião de Trabalho EJA
Reunião de Trabalho EJAReunião de Trabalho EJA
Reunião de Trabalho EJA
Gelson Rocha
 

Mais procurados (20)

1º encontro de professores de matemática 2013 1º dia
1º encontro de professores de matemática 2013   1º dia1º encontro de professores de matemática 2013   1º dia
1º encontro de professores de matemática 2013 1º dia
 
Plano Anual de Ação da Direção Escolar
Plano Anual de Ação da Direção Escolar Plano Anual de Ação da Direção Escolar
Plano Anual de Ação da Direção Escolar
 
Plano De Trabalho Docente
Plano De Trabalho Docente Plano De Trabalho Docente
Plano De Trabalho Docente
 
Bia
BiaBia
Bia
 
Plano de gestão CHAPA 1
Plano de gestão CHAPA 1Plano de gestão CHAPA 1
Plano de gestão CHAPA 1
 
Como problematizar o tema da pesquisa
Como problematizar o tema da pesquisaComo problematizar o tema da pesquisa
Como problematizar o tema da pesquisa
 
Diário de classe
Diário de classeDiário de classe
Diário de classe
 
Ap. plano de ação
Ap. plano de açãoAp. plano de ação
Ap. plano de ação
 
Artigo apresentado para conclusão da pós-graduação Metodologia do Ensino de A...
Artigo apresentado para conclusão da pós-graduação Metodologia do Ensino de A...Artigo apresentado para conclusão da pós-graduação Metodologia do Ensino de A...
Artigo apresentado para conclusão da pós-graduação Metodologia do Ensino de A...
 
AS HABILIDADES PREDITORAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL.pdf
AS HABILIDADES PREDITORAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL.pdfAS HABILIDADES PREDITORAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL.pdf
AS HABILIDADES PREDITORAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL.pdf
 
LP: Exemplo de Uma Carta Comercial
LP: Exemplo de Uma Carta ComercialLP: Exemplo de Uma Carta Comercial
LP: Exemplo de Uma Carta Comercial
 
Matriz curricular de eja 1 segmento 2020 (2)
Matriz curricular de eja 1 segmento  2020 (2)Matriz curricular de eja 1 segmento  2020 (2)
Matriz curricular de eja 1 segmento 2020 (2)
 
5.+roteiro+para+o+cerimonial+de+colação+de+grau
5.+roteiro+para+o+cerimonial+de+colação+de+grau5.+roteiro+para+o+cerimonial+de+colação+de+grau
5.+roteiro+para+o+cerimonial+de+colação+de+grau
 
Modelo de declaração de participação
Modelo de declaração de participaçãoModelo de declaração de participação
Modelo de declaração de participação
 
Cancelamento de contrato de prestação de serviços
Cancelamento de contrato de prestação de serviçosCancelamento de contrato de prestação de serviços
Cancelamento de contrato de prestação de serviços
 
Modelo de memorial pps
Modelo de memorial ppsModelo de memorial pps
Modelo de memorial pps
 
Plano coordenção 2011
Plano coordenção 2011Plano coordenção 2011
Plano coordenção 2011
 
Modelo proposta comercial - profa. daniela
Modelo   proposta comercial - profa. danielaModelo   proposta comercial - profa. daniela
Modelo proposta comercial - profa. daniela
 
Modelo de pedido de patrocínio
Modelo de pedido de patrocínioModelo de pedido de patrocínio
Modelo de pedido de patrocínio
 
Reunião de Trabalho EJA
Reunião de Trabalho EJAReunião de Trabalho EJA
Reunião de Trabalho EJA
 

Destaque

Festa de Formatura
Festa de FormaturaFesta de Formatura
Festa de Formatura
Marco Coghi
 
Manual de formatura
Manual de formaturaManual de formatura
Manual de formatura
prvladimir
 
Pdf 3 discurso de paraninfo - formatura de 1978 da fateo - bispo scilla franco
Pdf 3   discurso de paraninfo - formatura de 1978 da fateo - bispo scilla francoPdf 3   discurso de paraninfo - formatura de 1978 da fateo - bispo scilla franco
Pdf 3 discurso de paraninfo - formatura de 1978 da fateo - bispo scilla franco
Paulo Dias Nogueira
 
Estatuto da comissão de formatura dos alunos do curso de administração da fac...
Estatuto da comissão de formatura dos alunos do curso de administração da fac...Estatuto da comissão de formatura dos alunos do curso de administração da fac...
Estatuto da comissão de formatura dos alunos do curso de administração da fac...
Victor Raphael Cavalcante
 
Discurso de Formatura
Discurso de FormaturaDiscurso de Formatura
Discurso de Formatura
Juliana Gulka
 
Modelo contrato formatura iec
Modelo contrato formatura   iecModelo contrato formatura   iec
Modelo contrato formatura iec
Jackson Cardoso
 
Manual de Cerimônias - Timóteo Ramos de Oliveira
Manual de Cerimônias - Timóteo Ramos de OliveiraManual de Cerimônias - Timóteo Ramos de Oliveira
Manual de Cerimônias - Timóteo Ramos de Oliveira
Abdias Barreto
 
76006443 contratos-internacionales-monografia
76006443 contratos-internacionales-monografia76006443 contratos-internacionales-monografia
76006443 contratos-internacionales-monografia
rudigergamm
 
Discurso Paraninfo Antônio Terra para a turma de Publicidade e Propaganda 201...
Discurso Paraninfo Antônio Terra para a turma de Publicidade e Propaganda 201...Discurso Paraninfo Antônio Terra para a turma de Publicidade e Propaganda 201...
Discurso Paraninfo Antônio Terra para a turma de Publicidade e Propaganda 201...
G30 Gestão de Marcas
 
Manual do aluno 2014
Manual do aluno 2014 Manual do aluno 2014
Manual do aluno 2014
SylviaGomide
 
Mensagem lida na formatura do curso de medicina da puc
Mensagem lida na formatura do curso de medicina da pucMensagem lida na formatura do curso de medicina da puc
Mensagem lida na formatura do curso de medicina da puc
Secretaria Municipal de Educação dew Gentio do Ouro
 
Dircurso de Colação de Grau - Logística - 2013 - Orador Alex Felix Nepomuceno
Dircurso de Colação de Grau - Logística - 2013 -  Orador Alex Felix NepomucenoDircurso de Colação de Grau - Logística - 2013 -  Orador Alex Felix Nepomuceno
Dircurso de Colação de Grau - Logística - 2013 - Orador Alex Felix Nepomuceno
Alex Felix Nepomuceno
 
T E R M O D E C O M P R O M I S S O(3)
T E R M O  D E  C O M P R O M I S S O(3)T E R M O  D E  C O M P R O M I S S O(3)
T E R M O D E C O M P R O M I S S O(3)
Dinorah Matte
 
Formatura do 5º ano 2012
Formatura do 5º ano 2012Formatura do 5º ano 2012
Formatura do 5º ano 2012
Ione CoRez
 
Valeu a pena (homenagem aos formandos). Na festa de Formatura.
Valeu a pena (homenagem aos formandos). Na festa de Formatura.Valeu a pena (homenagem aos formandos). Na festa de Formatura.
Valeu a pena (homenagem aos formandos). Na festa de Formatura.
Aline Vasconcelos
 
DISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe Assunção
DISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe AssunçãoDISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe Assunção
DISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Apresentação para Disciplina Gestão de Projetos
Apresentação para Disciplina Gestão de Projetos Apresentação para Disciplina Gestão de Projetos
Apresentação para Disciplina Gestão de Projetos
Greice Marques
 

Destaque (17)

Festa de Formatura
Festa de FormaturaFesta de Formatura
Festa de Formatura
 
Manual de formatura
Manual de formaturaManual de formatura
Manual de formatura
 
Pdf 3 discurso de paraninfo - formatura de 1978 da fateo - bispo scilla franco
Pdf 3   discurso de paraninfo - formatura de 1978 da fateo - bispo scilla francoPdf 3   discurso de paraninfo - formatura de 1978 da fateo - bispo scilla franco
Pdf 3 discurso de paraninfo - formatura de 1978 da fateo - bispo scilla franco
 
Estatuto da comissão de formatura dos alunos do curso de administração da fac...
Estatuto da comissão de formatura dos alunos do curso de administração da fac...Estatuto da comissão de formatura dos alunos do curso de administração da fac...
Estatuto da comissão de formatura dos alunos do curso de administração da fac...
 
Discurso de Formatura
Discurso de FormaturaDiscurso de Formatura
Discurso de Formatura
 
Modelo contrato formatura iec
Modelo contrato formatura   iecModelo contrato formatura   iec
Modelo contrato formatura iec
 
Manual de Cerimônias - Timóteo Ramos de Oliveira
Manual de Cerimônias - Timóteo Ramos de OliveiraManual de Cerimônias - Timóteo Ramos de Oliveira
Manual de Cerimônias - Timóteo Ramos de Oliveira
 
76006443 contratos-internacionales-monografia
76006443 contratos-internacionales-monografia76006443 contratos-internacionales-monografia
76006443 contratos-internacionales-monografia
 
Discurso Paraninfo Antônio Terra para a turma de Publicidade e Propaganda 201...
Discurso Paraninfo Antônio Terra para a turma de Publicidade e Propaganda 201...Discurso Paraninfo Antônio Terra para a turma de Publicidade e Propaganda 201...
Discurso Paraninfo Antônio Terra para a turma de Publicidade e Propaganda 201...
 
Manual do aluno 2014
Manual do aluno 2014 Manual do aluno 2014
Manual do aluno 2014
 
Mensagem lida na formatura do curso de medicina da puc
Mensagem lida na formatura do curso de medicina da pucMensagem lida na formatura do curso de medicina da puc
Mensagem lida na formatura do curso de medicina da puc
 
Dircurso de Colação de Grau - Logística - 2013 - Orador Alex Felix Nepomuceno
Dircurso de Colação de Grau - Logística - 2013 -  Orador Alex Felix NepomucenoDircurso de Colação de Grau - Logística - 2013 -  Orador Alex Felix Nepomuceno
Dircurso de Colação de Grau - Logística - 2013 - Orador Alex Felix Nepomuceno
 
T E R M O D E C O M P R O M I S S O(3)
T E R M O  D E  C O M P R O M I S S O(3)T E R M O  D E  C O M P R O M I S S O(3)
T E R M O D E C O M P R O M I S S O(3)
 
Formatura do 5º ano 2012
Formatura do 5º ano 2012Formatura do 5º ano 2012
Formatura do 5º ano 2012
 
Valeu a pena (homenagem aos formandos). Na festa de Formatura.
Valeu a pena (homenagem aos formandos). Na festa de Formatura.Valeu a pena (homenagem aos formandos). Na festa de Formatura.
Valeu a pena (homenagem aos formandos). Na festa de Formatura.
 
DISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe Assunção
DISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe AssunçãoDISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe Assunção
DISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe Assunção
 
Apresentação para Disciplina Gestão de Projetos
Apresentação para Disciplina Gestão de Projetos Apresentação para Disciplina Gestão de Projetos
Apresentação para Disciplina Gestão de Projetos
 

Semelhante a Manual de formaturas

Abertura 2009.2 Adm
Abertura 2009.2 AdmAbertura 2009.2 Adm
Abertura 2009.2 Adm
CURSO DE ADMINISTRAÇÃO UNIPLI
 
Mda
MdaMda
Manual de estágio pedagogia
Manual de estágio pedagogiaManual de estágio pedagogia
Manual de estágio pedagogia
Luccia Roccha
 
Cartilha agropecuaria1
Cartilha agropecuaria1Cartilha agropecuaria1
Cartilha agropecuaria1
Miguel Alves de Santana
 
Enade 2018 apresentação estudantes
Enade 2018 apresentação estudantesEnade 2018 apresentação estudantes
Enade 2018 apresentação estudantes
Marcus Barbosa
 
960 regulamento de_estagio_da_civil
960 regulamento de_estagio_da_civil960 regulamento de_estagio_da_civil
960 regulamento de_estagio_da_civil
Rudá Viana
 
Edital pronatec selecao interna sisutec 2014
Edital pronatec selecao interna sisutec 2014Edital pronatec selecao interna sisutec 2014
Edital pronatec selecao interna sisutec 2014
Angélica de Faria Gonçalves
 
MANUAL DE ESTÁGIO DOS CURSOS DE LICENCIATURA.pdf
MANUAL DE ESTÁGIO DOS CURSOS DE LICENCIATURA.pdfMANUAL DE ESTÁGIO DOS CURSOS DE LICENCIATURA.pdf
MANUAL DE ESTÁGIO DOS CURSOS DE LICENCIATURA.pdf
HELENO FAVACHO
 
Estagio c..[1]
Estagio c..[1]Estagio c..[1]
Estagio c..[1]
Estagio c..[1]Estagio c..[1]
Instrução normativa nº 04 diário
Instrução normativa nº 04   diárioInstrução normativa nº 04   diário
Instrução normativa nº 04 diário
elannialins
 
III encontro com diretores
III encontro com diretoresIII encontro com diretores
III encontro com diretores
Rosemary Batista
 
Despacho normativo n.º 1-F/2016 de 5 abril
Despacho normativo n.º 1-F/2016 de 5 abrilDespacho normativo n.º 1-F/2016 de 5 abril
Despacho normativo n.º 1-F/2016 de 5 abril
psicologiaestoi
 
Regulamento 2008[1]
Regulamento 2008[1]Regulamento 2008[1]
Regulamento 2008[1]
Alana Bregantin
 
Edital pronatec selecao externa sisutec 2014
Edital pronatec selecao externa sisutec 2014Edital pronatec selecao externa sisutec 2014
Edital pronatec selecao externa sisutec 2014
Angélica de Faria Gonçalves
 
Instrução normativa nº 04
Instrução normativa nº 04Instrução normativa nº 04
Instrução normativa nº 04
elannialins
 
Edital DENEM 2ª fase scope score
Edital DENEM 2ª fase scope scoreEdital DENEM 2ª fase scope score
Edital DENEM 2ª fase scope score
Marina Pereira
 
906 consu-normas-para-distribuição-de-carga-horária
906 consu-normas-para-distribuição-de-carga-horária906 consu-normas-para-distribuição-de-carga-horária
906 consu-normas-para-distribuição-de-carga-horária
Francisco Arapiraca
 
Programa_de_curso
Programa_de_cursoPrograma_de_curso
Programa_de_curso
rvccno
 
Avaliação Do Desempenho
Avaliação Do DesempenhoAvaliação Do Desempenho
Avaliação Do Desempenho
CoordenadorTic
 

Semelhante a Manual de formaturas (20)

Abertura 2009.2 Adm
Abertura 2009.2 AdmAbertura 2009.2 Adm
Abertura 2009.2 Adm
 
Mda
MdaMda
Mda
 
Manual de estágio pedagogia
Manual de estágio pedagogiaManual de estágio pedagogia
Manual de estágio pedagogia
 
Cartilha agropecuaria1
Cartilha agropecuaria1Cartilha agropecuaria1
Cartilha agropecuaria1
 
Enade 2018 apresentação estudantes
Enade 2018 apresentação estudantesEnade 2018 apresentação estudantes
Enade 2018 apresentação estudantes
 
960 regulamento de_estagio_da_civil
960 regulamento de_estagio_da_civil960 regulamento de_estagio_da_civil
960 regulamento de_estagio_da_civil
 
Edital pronatec selecao interna sisutec 2014
Edital pronatec selecao interna sisutec 2014Edital pronatec selecao interna sisutec 2014
Edital pronatec selecao interna sisutec 2014
 
MANUAL DE ESTÁGIO DOS CURSOS DE LICENCIATURA.pdf
MANUAL DE ESTÁGIO DOS CURSOS DE LICENCIATURA.pdfMANUAL DE ESTÁGIO DOS CURSOS DE LICENCIATURA.pdf
MANUAL DE ESTÁGIO DOS CURSOS DE LICENCIATURA.pdf
 
Estagio c..[1]
Estagio c..[1]Estagio c..[1]
Estagio c..[1]
 
Estagio c..[1]
Estagio c..[1]Estagio c..[1]
Estagio c..[1]
 
Instrução normativa nº 04 diário
Instrução normativa nº 04   diárioInstrução normativa nº 04   diário
Instrução normativa nº 04 diário
 
III encontro com diretores
III encontro com diretoresIII encontro com diretores
III encontro com diretores
 
Despacho normativo n.º 1-F/2016 de 5 abril
Despacho normativo n.º 1-F/2016 de 5 abrilDespacho normativo n.º 1-F/2016 de 5 abril
Despacho normativo n.º 1-F/2016 de 5 abril
 
Regulamento 2008[1]
Regulamento 2008[1]Regulamento 2008[1]
Regulamento 2008[1]
 
Edital pronatec selecao externa sisutec 2014
Edital pronatec selecao externa sisutec 2014Edital pronatec selecao externa sisutec 2014
Edital pronatec selecao externa sisutec 2014
 
Instrução normativa nº 04
Instrução normativa nº 04Instrução normativa nº 04
Instrução normativa nº 04
 
Edital DENEM 2ª fase scope score
Edital DENEM 2ª fase scope scoreEdital DENEM 2ª fase scope score
Edital DENEM 2ª fase scope score
 
906 consu-normas-para-distribuição-de-carga-horária
906 consu-normas-para-distribuição-de-carga-horária906 consu-normas-para-distribuição-de-carga-horária
906 consu-normas-para-distribuição-de-carga-horária
 
Programa_de_curso
Programa_de_cursoPrograma_de_curso
Programa_de_curso
 
Avaliação Do Desempenho
Avaliação Do DesempenhoAvaliação Do Desempenho
Avaliação Do Desempenho
 

Último

ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 

Último (20)

ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 

Manual de formaturas

  • 2. 2 Sumário 1 Formatura ................................................................................................................................... 4 2 Modalidades de formatura ........................................................................................................ 4 2.1 Solene ...................................................................................................................................... 4 Parâmetros para realização da formatura solene ........................................................................... 4 Prazos e pré-requisitos para solicitação de colação de grau solene ............................................. 4 Convites ........................................................................................................................................... 5 Juramento ....................................................................................................................................... 6 Orador ............................................................................................................................................. 6 Paraninfo e Patrono ........................................................................................................................ 6 Celebração de Ação de Graças ...................................................................................................... 7 Ensaio ............................................................................................................................................. 7 Locais para realização da solenidade de formatura ....................................................................... 7 Cerimonial da formatura ................................................................................................................. 8 Equipe de filmagem ........................................................................................................................ 8 Confecção de placas ou quadros de formatura .............................................................................. 8 Vestes talares ................................................................................................................................. 8 Música ............................................................................................................................................. 8 Diploma ........................................................................................................................................... 8 É proibido ........................................................................................................................................ 9 2.2 Não solene ............................................................................................................................... 9 2.3 De gabinete ............................................................................................................................. 9 3 Atribuições da Assessoria à Formatura ................................................................................. 9 4 Atribuições da Comissão de Formatura ................................................................................. 10 5 Atribuições da Coordenação de Curso ................................................................................... 10 6 Fluxogramas .............................................................................................................................. 11 Formatura solene ........................................................................................................................... 11 Formatura não solene .................................................................................................................... 12 Formatura de gabinete ................................................................................................................... 12 7 Anexos ....................................................................................................................................... 13 Anexo 1 – Formulário de solicitação de data de formatura ........................................................... 13 Anexo 2 – Formulário de agendamento de data para solenidade de colação de grau ........................................................................................................................................... 14 Anexo 3 – Formulário de agendamento de Ação e Graças ........................................................... 16 Anexo 4 – Formulário para convite de professores paraninfo e patrono, professores e funcionário homenageados ............................................................................................................. 17 Anexo 5 – Formulário para solicitação de formatura de gabinete .................................................. 18 Anexo 6 – Juramento dos cursos ................................................................................................... 19 Anexo 7 – Logomarcas ................................................................................................................... 23 Anexo 8 – Titulação conferida por ocasião de conclusão de curso de graduação ........................ 28 Anexo 9 – Perguntas frenquentes sobre o ENADE ........................................................................ 30
  • 3. 3 Apresentação Este manual tem como referência a Resolução nº 5/2011 de 26 de abril de 2011, do Conselho Universitário, que define as normas para solenidade de colação de grau do Centro Universitário Franciscano. A cerimônia de outorga de grau é a mais importante de uma instituição universitária, pois representa a conclusão de anos de trabalhos acadêmicos de professores e estudantes. É um ato oficial da instituição e exige um protocolo especial. O ato é sempre solene, público e tem caráter obrigatório. Para que esse evento aconteça como o idealizado, é de fundamental importância que se tenha um planejamento e que sejam obedecidas as normas protocolares que a solenidade exige. Esse manual que estamos apresentando tem como objetivo central orientar os estudantes no planejamento da cerimônia de colação de grau. A observância das orientações que nele constam contribuirão para que a solenidade seja um ato marcante na vida de todos. profª. dr. Vanilde Bisognin, pró-reitora de Graduação.
  • 4. 4 1 Formatura A colação de grau ou formatura é ato oficial, obrigatório, realizado em sessão pública, destinado a discentes que tenham concluído integralmente um curso de graduação. Entende-se por conclusão integral do curso de graduação o término de todas as disciplinas da matriz curricular, com aprovação e cumprimento da carga horária das atividades acadêmicas curriculares. A solenidade é indispensável para a emissão do diploma. 2 Modalidades de formatura 2.1 Solene A formatura solene realiza-se com veste talar, com a presença do paraninfo, patrono, orador da turma, professores e funcionários homenageados, realizada em local público escolhido pelos formandos. Parâmetros para realização da formatura solene - são realizadas no período estipulado no calendário acadêmico. As que forem requeridas fora desse período deverão ser aprovadas pela Pró-reitoria de Graduação, por solicitação da Coordenação de Curso, com antecedência mínima de três meses antes da realização do evento; - podem ser realizadas até três solenidades de colação de grau por dia, nos períodos previstos no calendário acadêmico; - em caso de mais de uma turma de formandos do mesmo curso, a solenidade de colação de grau deve ser conjunta; - formandos de mais de um curso de graduação podem compor a mesma solenidade de colação de grau. Prazos e pré-requisitos para solicitação de colação de grau solene a) Prazos - para formandos do primeiro semestre: a partir do mês de agosto de cada ano; - para formandos do segundo semestre: segunda quinzena de dezembro, primeira quinzena de janeiro e a partir da segunda quinzena de fevereiro. A solicitação de data será analisada após preenchimento de formulário específico (Anexo 1), junto à Coordenadoria de Atenção ao Estudante – CORES, com antecedência mínima de dois anos.
  • 5. 5 Ressalta-se que o agendamento de datas de formatura e reservas de locais para a solenidade somente poderão ser feitos depois da aprovação pela Instituição. A UNIFRA fará constar no calendário acadêmico os períodos em que as solenidades poderão ser agendadas. b) Pré-requisitos - número mínimo de trinta formandos, podendo unir mais de um curso, se for o caso, com a integralização da matriz curricular dos alunos, preferencialmente, nas seguintes condições: a) quarto semestre já integralizado para cursos de oito semestres; b) quinto semestre já integralizado para cursos de nove e dez semestres; - realização do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes – ENADE para o aluno que for selecionado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Institucionais (Inep) para fazer a prova. O aluno que não a realizar não recebe o Diploma nem o Histórico Escolar e também não pode colar o grau. Compete ao formando obter informações junto à Coordenação de seu curso e manter-se atento aos prazos de inscrição para a realização do ENADE e à confirmação de seu cadastramento no site do INEP (http://www.inep.gov.br/). Veja algumas perguntas frequentes sobre o ENADE no anexo 9. Convites Os convites são de responsabilidade dos formandos e devem ser revisados pela Assessoria à Formatura, com antecedência mínima de trinta dias, a fim de se observarem os seguintes aspectos: ordem e correção dos nomes das autoridades acadêmicas, professores e funcionários homenageados, número da turma, nome do curso e símbolo oficial (Anexo 7), nome da Instituição e logomarca. A revisão será efetuada no prazo máximo de três dias. Aos formandos compete o envio dos convites às autoridades da Instituição e aos professores. À Coordenação do Curso compete convidar as autoridades e entidades de classe. A Comissão de Formandos deve entrar em contato com a Assessoria à Formatura noventa dias antes da colação de grau para formalizar os itens do convite. O convite deve conter: - na página de rosto: número da turma, o nome do curso e o símbolo oficial, nome da Instituição e logomarca; - na segunda página: nomes das autoridades que compõem o Centro Universitário
  • 6. 6 Franciscano (Reitora; Pró-reitora de Administração; Pró-reitora de Graduação; Pró-reitora de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão); Coordenador do Curso. Todos os nomes próprios e respectivos cargos devem ser escritos sem abreviações; - na terceira página: patrono ou patronesse; paraninfo; professores homenageados (em ordem alfabética); funcionários homenageados (se houver); orador(es) (em ordem alfabética); juramentista. - na quarta página: juramento; - na quinta página: lista nominal dos formandos. Filiação, naturalidade e fotos são dados opcionais; - na sexta página: agradecimentos. Sugestões: a Deus, aos pais, aos colegas, aos irmãos, aos amigos, aos namorados e noivos, aos mestres, aos que se foram; - na sétima página: mensagem final (opcional). Observação: As datas, os locais e os horários das solenidades podem ser colocados na primeira ou na última página. Exemplo: Celebração de Ação de Graças: data, local e horário. Colação de Grau: data, local e horário. Baile de Formatura (opcional): data, local e horário. Juramento Cada curso possui seu próprio juramento, o qual deve ser proferido por um formando do respectivo curso, cujo nome vai constar no convite para esta finalidade (anexo 6). Orador O orador, cujo nome consta para tal no convite, deve ser convidado pelos formandos. Nas solenidades de colação de grau compostas por mais de um curso, autoriza-se cada curso ter seu orador, porém o discurso deve ser único, não podendo ultrapassar o tempo de dez minutos. Paraninfo e patrono O paraninfo e patrono, por curso ou os mesmos para vários cursos, devem estar vinculados funcionalmente à Instituição. É facultado o uso da palavra apenas ao paraninfo. O paraninfo cujo nome consta para tal no convite, deve ser convidado pelos formandos. Nas solenidades de colação de
  • 7. 7 grau compostas por mais de um curso, autoriza-se cada curso ter seu paraninfo, porém o discurso deve ser único, não podendo ultrapassar dez minutos. Celebração de Ação de Graças Os formandos podem realizar celebração religiosa ou eventos sociais, desde que os horários dos mesmos não interfiram no andamento das demais programações. O formulário para solicitação de Celebração de Ação de Graças encontra-se no anexo 3. Ensaio A Comissão de Formatura deve agendar datas e horários, para o ensaio da solenidade com a Assessoria à Formatura; e, com a equipe da Pastoral, para ensaio da Celebração. A sessão solene compreenderá a seguinte ordem: - entrada geral da Reitora, Pró-reitoras, Coordenador de Curso, Homenageados e Autoridades convidadas; - entrada dos formandos guiados pelo paraninfo e patrono; - execução do Hino Nacional; - juramento; - entrega simbólica do diploma pela Reitora ou por quem a representa; - discurso do orador; - discurso do paraninfo; - homenagem aos pais (o texto deve ter, no máximo, dois parágrafos, não ultrapassando oito linhas); - discurso da Reitora ou quem a representa; - encerramento. Locais para a solenidade de formatura Os Salões de Atos da UNIFRA oferecem isenção de aluguel aos formandos. A taxa de ECAD (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição, referente aos Direitos Autorais dos Músicos, conforme Lei Federal nº 5.988/73 e mantida pela Lei Federal nº 9.610/98) deverá ser comprovada à Instituição até trinta dias antes da data da colação de grau. Outros locais externos à UNIFRA, com boas condições para a realização do evento, podem ser autorizados após entendimento com a Assessoria à Formatura da Instituição.
  • 8. 8 Cerimonial de formatura O cerimonial de formatura é de responsabilidade da Assessoria à Formatura da UNIFRA e devem ser observadas as seguintes orientações: - não é aceita a intermediação de empresas promotoras na organização do cerimonial e na definição do convite; - a UNIFRA não cumpre acordos e festejos paralelos programados por empresas promotoras de eventos. Equipe de filmagem Em cada solenidade, é permitida a permanência de somente uma equipe de filmagem e de uma equipe de fotógrafos no palco, a fim de evitar transtornos, pelo excesso de equipamentos e de iluminação. A contratação de serviços de filmagens, fotografias, bem como outros custos, é de responsabilidade dos formandos. Confecção de placas ou quadros de formatura Os cursos escolhem entre a confecção de placas ou quadros de formatura. No quadro, devem constar as fotos da Reitora, Pró-reitores, Coordenador do Curso, Professores e Funcionário Homenageados. Vestes Talares O Centro Universitário Franciscano não coloca à disposição dos formandos as vestes talares, clássicas para a formatura. Música A música, componente que alegra o momento da formatura, deve ser apropriada ao contexto da solenidade e submetida à aprovação da Assessoria à Formatura da UNIFRA. Diploma A entrega do diploma é prerrogativa da Reitora ou de quem a representa, sendo entregues simbolicamente na cerimônia de colação de grau. O diploma estará disponível até sessenta dias após a colação de grau. O formando deve conferir seus dados no diploma, com a carteira de identidade, no Derca em período determinado pela Instituição.
  • 9. 9 Não recebe o diploma nem o histórico escolar o aluno que estiver com situação irregular junto ao INEP, referente à prova do ENADE. É proibido - consumo de bebida alcoólica antes e durante a solenidade de formatura; - fundo musical durante o juramento, o conferimento de grau, o pronunciamento do paraninfo e oradores, bem como dos discursos em geral; - repetir a formalidade da colação de grau. 2.2 Não solene É ato público, realizado em ambiente interno do Centro Universitário Franciscano. Ocorre uma vez por semestre, em horário e data previamente sugeridos pela Assessoria à Formatura e aprovado pela Pró-reitoria de Graduação, cuja cerimônia pode ser de um único curso ou de diversos, sem as exigências formais da formatura solene, mas com vestes adequadas à importância da cerimônia. 2.3 De gabinete Realiza-se no Gabinete da Reitora, quando, por motivo justificado e mediante preenchimento de formulário específico (Anexo 5), o formando não puder comparecer à formatura solene ou não solene. Nesta modalidade, também são exigidas vestes adequadas com a importância da cerimônia. 3 Atribuições da Assessoria à Formatura - elaborar o calendário de formatura, respeitando o período destinado no calendário acadêmico e informá-lo às autoridades institucionais; - orientar a comunidade acadêmica a cumprir as determinações da Resolução n. 5/2011, de 26 de abril de 2011; - realizar o ensaio de formatura; - supervisionar as atividades da Comissão de Formatura para o bom andamento dos trabalhos; - preparar a ata da solenidade;
  • 10. 10 - conferir os convites e discursos; - elaborar o cerimonial de formatura; - orientar os formandos quanto ao local de realização da solenidade. 4 Atribuições da Comissão de Formatura A Comissão de Formatura, eleita para representar os estudantes formandos, é responsável por tomar as iniciativas referentes à solenidade de colação de grau. A ela compete: - solicitar data para realização da solenidade de colação de grau junto à Assessoria à Formatura; - após a confirmação da data da solenidade, agendar o local de realização do evento, contratar serviços de filmagens, fotografias, bem como outros custos; - entrar em contato com a equipe da Pastoral Universitária, para agilizar a data e o roteiro da celebração de Ação de Graças; - providenciar os convites; - enviar os convites às autoridades da Instituição e aos professores; - providenciar a coleção de músicas que alegrarão o momento da formatura; - escolher entre a confecção de placas ou quadros de formatura. 5 Atribuições da coordenação de curso - convidar as entidades de classe, bem como comunicar à imprensa sobre a realização da colação de grau; - fornecer o texto de juramento ao aluno formando, escolhido pelos demais, para proferi-lo na solenidade; - encaminhar para aprovação da Pró-reitoria de Graduação a solicitação para realização de formatura fora do período previsto no calendário acadêmico.
  • 11. 11 6 Fluxogramas Formatura Solene Comissão de Formatura: entra em contato com a Assessoria à Formatura com antecedência mínima de dois anos, solicitando data para a solenidade por meio de formulário específico (Anexo 1); Assessoria à Formatura: concorda e/ou sugere uma nova data, conforme o calendário acadêmico e encaminha o formulário para o Derca; Derca: informa o percentual de matriz curricular do curso integralizada de cada estudante e encaminha à Assessoria à Formatura; Assessoria à formatura: informa ao coordenador do curso a solicitação de formatura feita pelos estudantes e solicita à Comissão de Formatura e preenchimento de formulário específico (Anexo 2), para continuidade do processo. Entrega, também, à Comissão de Formatura o formulário para solicitação da celebração de Ação de Graças (Anexo 3); Comissão de Formatura: entra em contato com a Pastoral da Unifra (Conjunto III, prédio 13, sala 12, pastoral@unifra.br), para agilizar a data e o roteiro da celebração de ação de graças. Também, entra em contato com a Assessoria à Formatura noventa dias antes da colação de grau (ou seja, no mês de abril, para formatura a partir do mês de agosto; e no mês setembro, para formatura da segunda quinzena de dezembro, primeira quinzena de janeiro e a partir da segunda quinzena de fevereiro) para formalizar os itens do convite e com as sugestões de professores paraninfo e patrono; Assessoria à Formatura: verifica o vínculo dos professores paraninfo e patrono, citados para a formatura solene, junto à Unidade de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas; Comissão de Formatura: após verificação do vínculo dos professores pela Assessoria à Formatura, convida os professores paraninfo e patrono, bem como os professores e funcionários homenageados, por meio de formulário específico (Anexo 4). Encaminha, também, com atencedência, o modelo de convite para revisão, junto ao Setor de Revisão (7º andar do prédio da Administração Central); Formandos: em tempo determinado pela Instituição, comparecem ao Derca, com a carteira de identidade, para conferir dos dados do diploma; Coordenação de Curso e Comissão de Formatura: separam em torno de dez convites para serem enviados às autoridades do Centro Universitário Franciscano, quais sejam: Reitora, Pró-reitora de Graduação, Pró-reitora de Administração, Pró-reitora de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão, Coordenador de Curso, Patrono, Paraninfo, Derca,
  • 12. 12 Coordenadoria de Atenção ao Estudante – CORES. Às entidades de classe do curso, o convite deverá ser entregue pelo coordenador; Comissão de Formatura: agenda o ensaio junto a Assessoria à Formatura (Conjunto I, prédio 1, sala 102, na Coordenadoria de Atenção ao Estudante - CORES). Encaminha, previamente, o CD com as músicas gravadas por curso para a Assessoria à Formatura, a fim de ser realizada a apreciação (entregar até 24h antes do ensaio); Assessoria à Formatura, Pastoral e Formandos: no dia definido, realizam o ensaio da formatura e da celebração de ação de graças. Formatura não solene Estudantes: em tempo determinado pela Instituição, comparecem ao Derca, com a carteira de identidade, para conferir dos dados do diploma; Derca: encaminha à Assessoria à Formatura a lista com os nomes dos formandos que irão colar grau não solene; Assessoria à Formatura: organiza o cerimonial e divulga na Instituição a data e o local de realização da formatura. Formatura de Gabinete Assessoria à Formatura: disponibiliza o formulário específico (Anexo 5) para solicitação de formatura de gabinete ao estudante; Estudante: preenche formulário e o encaminha ao Gabinete da Reitora; Gabinete da Reitoria: fornece a data de formatura e remete o formulário à Assessoria à Formatura; Assessoria à Formatura: entra em contato com o formando para comunicar a data, hora e local e faz os demais encaminhamentos.
  • 13. 13 7 Anexos Anexo 1 Formulário de solicitação de data de formatura Curso …………………………… no………… semestre de 20….. Nº de Formandos ( ) ( ) Curso de 8 semestres ( ) Curso de 9 semestres ( ) Curso de 10 semestres Período do término da matriz curricular integralizada ( ) 1ºsem 20... ( ) 2ºsem 201.... Comissão de Formandos Telefone celular Telefone residencial Endereço eletrônico Lista de Formandos Matrícula Integralização (% nesta data) 01. 02. 03. Confirmação do DERCA Nº de alunos com matriz integralizada no .... semestre DATA: Comunicação à Coordenação do curso da solicitação de data de formatura pelos estudantes DATA:
  • 14. 14 Anexo 2 Formulário de agendamento de data solenidade de colação de grau Curso Nº Turma (Assessoria a Formatura fornece) FORMATURA: ( ) Solene DATA: ____/___/____ HORÁRIO:_________________ LOCAL: _______________ ENSAIO: DATA:________________HORÁRIO:___________LOCAL:____________ Comissão de Formandos Nº formandos Tel. celular Tel. residencial Endereço eletrônico OBS: ECAD ( REFERENTE A COLAÇÃO DE GRAU NO SALÃO DE ATOS UNIFRA) Taxa de ECAD (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Direitos Autorais dos Músicos -Lei Federal 5.988/73 e mantida pela Lei Federal 9.610/98) Rua: Calçadão Salvador Isaias nº 1223 - sala 1 – Fone: 3223 1500 Observação: O pagamento desta taxa deverá ser comprovada a Instituição até 30 dias antes da data da colação de grau. ( ) Pago ( ) Não pago Celebração Eucarística de Ação de Graças: DATA: ____________ HORÁRIO: ___________ LOCAL: __________________________________________________________ Nome da agência: _______________________________________________ TELEFONE: _________________________________ Entreguei os seguintes documentos: ( ) Resolução nº ___/20___; ( ) formulário de missa; ( ) itens que compõem convite; ( ) Modelo de informativo referente a solenidade de formatura
  • 15. 15 Nome do juramentista Telefone/email Nome do orador(a) Telefone/email Nome do paraninfo(a) Telefone/email Nome do patrono ou patronesse Telefone/email Relação de professores e funcionários homenageados Curso Santa Maria, ______de _______________ de ________. ________________________________________ Coordenadora Assessoria à Formatura da UNIFRA
  • 16. 16 Anexo 3 AGENDAMENTO DA MISSA DE FORMATURA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO A Comissão de Formatura tem a responsabilidade na organização e realização da formatura solene. A Pastoral UNIFRA orienta a comissão para Missa em ação de graças. Portanto, a partir do momento em que a comissão vai à CORES agendar a colação de grau, deve agendar também a Missa em ação de graças. No cumprimento de ordem institucional, a Pastoral UNIFRA orienta a comissão a fazer contato com outros cursos, a fim realizarem a Missa em ação de graças juntos, com sugestão de horários às 9hs, às 11hs ou ainda às 19hs. Pois todos comungam do mesmo objetivo que é celebrar ação de graças pela conquista. Isto possibilita melhor organização e investimento na celebração. Preencher e assinar a ficha com os dados da Turma de Formatura Curso(s): Nº de formandos(as): Colação de Grau: Local: Data: Horário: Missa em ação de graças: Local:……………………………………Data:……/……/………Horário:………………… Padre celebrante:……………………………………Músico:…………………………………… Membros da Comissão de Formatura: Nome (1): ......................................................................................................................................... Telefones: ............................................................E-mail....................................................... Nome (2): ......................................................................................................................................... Telefones:.. ..........................................................E-mail......................................................... ........................................... .............................................. Comissão de Formatura Pastoral UNIFRA Conjunto. III – prédio 13 Sala 12, Fone: 3025-9109 E-mail: pastoral@unifra.br Santa Maria,.....de ............................. de.....................
  • 17. 17 Anexo 4 Santa Maria, ........ de ...............de 20... Senhor(a) Professor(a) Os formandos do Curso de ........................................, reconhecendo o trabalho que Vossa Senhoria desenvolveu durante a realização deste Curso, tarefa esta, difícil mas sempre cheia de carinho, amizade e dedicação de sua parte, num gesto de gratidão e reconhecimento, nós, os formandos, comunicamos-lhe que Vossa Senhoria será PARANINFO(A) - PATRONO OU PATRONESSE – PROFESSOR(A) HOMENAGEADO(A) e FUNCIONÁRIO(A)....de nossa turma, por ocasião de nossa formatura, que se realizará no dia ........... de ............ de ........, às ........... horas, no Salão .................. ______________________________ Comissão de Formatura do Curso de Ilmo(a) Srª Professor(a). Nesta Cidade
  • 18. 18 Anexo 5 Santa Maria, .........de ................de 20..... Magnífica Reitora, Eu, ..................................................., formando(a) do curso de ..................................................., dirijo-me a Vossa Magnificência para formalizar a solicitação de formatura de gabinete, em data a ser agendada por esta Reitoria. Justifico que devido ....................................conforme documento em anexo, não pude comparecer na formatura não solene dia ..... de .......... de 20....... Atenciosamente, ....................................................................... Nome e Assinatura do formando e telefone: Exma. Srª Profª Iraní Rupolo Magnífica Reitora Centro Universitário Franciscano Santa Maria
  • 19. 19 Anexo 6 Juramentos dos cursos Administração Prometo dignificar minha profissão, consciente de minhas responsabilidades legais, observar os preceitos da ética, objetivando o aperfeiçoamento da ciência da administração, o desenvolvimento das instituições e a grandeza do homem e da pátria. Arquitetura e Urbanismo Prometo exercer a profissão de arquiteto e urbanista, com dignidade e competência, cumprir fielmente os preceitos da ética, na busca da verdade e da justiça, e fazer tudo o que estiver ao meu alcance de forma a contribuir para o desenvolvimento humano e para o bem-estar da sociedade. Biomedicina Juro, cumprir com zelo e probidade todas as atividades inerentes à profissão de biomédico que me forem confiadas; não medir esforços para exercer com dignidade e ética a biomedicina; estar atento à evolução científica para empregá-la em prol da humanidade; cumprir estes preceitos com dignidade e honra para poder usufruir da benevolência e da confiança dos homens e de Deus. Ciência da Computação Prometo, no exercício profissional, como bacharel em ciência da computação, ser fiel aos preceitos da ética e da ciência, promovendo o uso e o desenvolvimento da computação em benefício do cidadão e da sociedade. Ciências Contábeis Prometo, no exercício da função de contador, cultivar a virtude, executar somente atos ditados pela consciência do meu dever, observar os princípios ético-profissionais, não aceitando a injustiça, a corrupção e a desonestidade; honrar os ensinamentos que recebi e a confiança dos meus concidadãos, empregar a ciência contábil com nobreza e equilíbrio e fazer tudo quanto a mim couber, pela grandeza moral e o desenvolvimento da minha pátria. Ciências Econômicas Prometo, no exercício da profissão de economista, cumprir fielmente os preceitos da ética, da ciência e da justiça e dedicar minha vida profissional à promoção do progresso econômico e bem-estar social da nação. Design Prometo, dedicar minha vida profissional ao serviço da melhoria da qualidade de vida, do bem-estar humano. Dignificar a importância do meu trabalho e honrar os princípios da ética e moral para melhor servir ao próximo. Direito Prometo, no exercício de minha profissão, cumprir fielmente os preceitos da honra, da justiça e da ciência, e ao patrocinar o direito, fazê-lo de acordo com minha consciência, sem jamais omitir colaboração à causa da humanidade, em prol da igualdade entre os homens.
  • 20. 20 Enfermagem Solenemente, na presença de Deus e desta assembleia, juro: dedicar minha vida profissional a serviço da humanidade, respeitando a dignidade e os direitos da pessoa humana, exercendo a enfermagem com consciência e fidelidade; guardar os segredos que me forem confiados; respeitar o ser humano desde a concepção até depois da morte; não praticar atos que coloquem em risco a integridade física ou psíquica do ser humano; atuar junto à equipe de saúde para o alcance da melhoria do nível de vida da população; manter elevados os ideais de minha profissão, obedecendo aos preceitos da ética, da legalidade e da moral, honrando seu prestígio e suas tradições. Livremente, sob minha palavra de honra, eu juro. Engenharia Ambiental Juro que, no cumprimento do meu dever de engenheiro, empregarei a ciência com dignidade, dinamismo e respeito, participando com amor e empenho nas grandes e pequenas obras. Jamais deixarei de partilhar meus pensamentos profissionais com os preceitos de ética e de justiça que em mim se fizerem presentes, aplicando a tecnologia de forma racional e consciente. Defenderei a natureza, procurando projetar e construir, com critério e segurança, evitando a destruição da plenitude do equilíbrio ecológico. Colocarei, então, meu conhecimento científico voltado para o desenvolvimento e bem-estar da humanidade. Assim, estarei em paz comigo e com Deus. Engenharia Biomédica Engenharia Materiais Engenharia Química Farmácia Prometo, no exercício da profissão de farmacêutico, ser fiel aos preceitos da ética e da ciência, usar os meus conhecimentos e habilidades para bem servir à humanidade, manter-me atualizado quanto aos avanços científicos e tecnológicos, doando meus conhecimentos em prol da saúde e da sociedade. Prometo ainda cumprir com dignidade e competência as leis que regem a prática da farmácia. Filosofia Prometo, no exercício de minha profissão, cumprir fielmente os preceitos da ética, da ciência e do magistério, e tudo fazer, quanto permitam as minhas forças, pela educação nacional e pela grandeza do Brasil. Física Médica Prometo, no exercício profissional como Bacharel em Física Médica, ser fiel aos preceitos da ética e da ciência, promover o desenvolvimento da física e utilizar seu instrumental teórico e prático em benefício da sociedade.
  • 21. 21 Fisioterapia Prometo exercer a profissão de fisioterapeuta com humildade, respeitar a dignidade e os direitos da pessoa, dedicar minha vida profissional ao cumprimento dos princípios legais de universalidade, equidade e integralidade da atenção à saúde. Desenvolver a prática fisioterapêutica, com base no conhecimento técnico-científico e na humanização. Manter elevados os ideais da minha profissão, obedecendo aos preceitos da ética e da moral na defesa da vida. Geografia Prometo, no exercício de minha profissão, cumprir fielmente os preceitos da ética, da ciência e do magistério, e tudo fazer, quanto permitam as minhas forças, pela educação nacional e pela grandeza do Brasil. História Prometo, no exercício profissional como licenciado em história, ser fiel aos preceitos da ética e da ciência, promovendo o uso e o desenvolvimento do ensino e da pesquisa histórica em benefício do cidadão e da sociedade. Jornalismo Prometo, no exercício de minha profissão, conduzir meus esforços de acordo com os princípios éticos e morais norteadores da atividade de jornalista, fazendo tudo o que estiver ao meu alcance de forma a contribuir para o desenvolvimento e bem-estar da sociedade. Letras - Língua Portuguesa e Letras - Português e Inglês Prometo, no exercício de minha profissão, cumprir fielmente os preceitos da ética, da ciência e do magistério, e tudo fazer, quanto permitam as minhas forças, pela educação nacional e pela grandeza do Brasil. Matemática Prometo, no exercício de minha profissão, dedicar minha vida profissional a serviço dos educandos que a mim forem confiados. Cumprir fielmente os preceitos da ética, da educação, da ciência e do magistério, bem como tudo fazer pelo bem-estar social e pelo desenvolvimento do país. Nutrição Prometo que, ao exercer a profissão de nutricionista, o farei com dignidade e eficiência, valendo-me da ciência da nutrição, em benefício da saúde da pessoa, sem discriminação de qualquer natureza. Prometo, ainda, que serei fiel aos princípios da moral e da ética. Ao cumprir este juramento com dedicação, desejo ser merecedor dos louros que a profissão proporciona. Odontologia Eu juro, no exercício da profissão de cirurgião dentista, ser fiel aos preceitos da honra, da ciência e da ética; atuar com sabedoria, sensibilidade e responsabilidade na promoção da saúde e bem-estar das pessoas; contribuir para com o avanço da profissão e estimular o desenvolvimento científico, tecnológico e humano, com justiça e paz.
  • 22. 22 Pedagogia Prometo, no exercício de minha profissão, cumprir fielmente os preceitos da ética, da ciência e do magistério e tudo fazer, quanto permitam as minhas forças, pela educação nacional e pela grandeza do Brasil. Psicologia Prometo exercer a profissão de psicólogo, com dignidade e competência, valer-me da psicologia, para promover as relações e vínculos que priorizem a saúde e a vida, sem qualquer discriminação. Prometo ser fiel aos preceitos da ética, da ciência pelo desenvolvimento da cidadania e o bem-estar da sociedade. Publicidade e Propaganda Prometo, no exercício de minha profissão, conduzir meus esforços de acordo com os princípios éticos e morais norteadores da atividade de publicitário, fazendo tudo o que estiver ao meu alcance de forma a contribuir para o desenvolvimento e bem-estar da sociedade. Química Juro solenemente que, no exercício da profissão de licenciado em química, cumprirei as leis e postulados da ética profissional e exercerei fielmente os deveres da honra, da ciência e do magistério, em prol do desenvolvimento da ciência, do país e da humanidade. Serviço Social Prometo, no exercício da profissão de assistente social, dedicar minha vida profissional à construção de melhores condições para a pessoa humana, empenhando minhas habilidades e capacidades em favor da promoção, da dignidade, da cidadania, dos direitos humanos e respeitar os princípios éticos do serviço social. Sistemas de Informação Prometo, no exercício profissional, como bacharel em sistemas de informação, ser fiel aos preceitos da ética e da ciência, promovendo o uso e o desenvolvimento da informática em benefício do cidadão e da sociedade. Terapia Ocupacional Juro, na profissão de terapeuta ocupacional, dedicar meus serviços à humanidade, respeitar a dignidade e os direitos da pessoa humana desde a concepção até a morte. Agir, em todos os níveis de atenção à saúde, para servir àqueles que necessitarem e contribuir para a defesa da vida. Ser fiel a minha profissão, guardar os segredos que me forem confiados, observar o código de ética, manter-me atualizado e tudo fazer para elevar os ideais da profissão. Turismo Prometo, como bacharel em turismo, dedicar-me à pesquisa e ao desenvolvimento sustentável do turismo, empenhar-me pelo engrandecimento do fenômeno turístico, no Brasil e no mundo; preservar o turismo como instrumento de paz, bem-estar e entendimento entre os povos; e zelar pelos valores éticos da profissão.
  • 23. 23 Anexo 7 Logomarcas UNIFRA Administração Arquitetura e Urbanismo Biomedicina Ciência da Computação Ciências Contábeis Ciências Econômicas
  • 27. 27 Serviço Social Sistemas de Informação Terapia Ocupacional Turismo
  • 28. 28 Anexo 8 Titulação concedida por ocasião da conclusão de curso de graduação Administração Bacharel em administração Arquitetura e Urbanismo Arquiteto Urbanista Biomedicina Bacharel em Biomedicina Ciência da Computação Bacharel em Ciência da Computação Ciências Contábeis Bacharel em Ciências Contábeis Ciências Econômicas Bacharel em Ciências Econômicas Design Bacharel em Design Direito Bacharel em Direito Enfermagem Bacharel em Enfermagem Engenharia Ambiental e Sanitária Engenheiro Ambiental e Sanitarista Engenharia Biomédica Engenheiro Biomédico Engenharia de Materiais Engenheiro de Materiais Engenharia Química Engenheiro Químico Farmácia Bacharel em Farmácia Filosofia Licenciado em Filosofia Física Médica Bacharel Física Médica Fisioterapia Bacharel em Fisioterapia Geografia Licenciado em Geografia História Licenciado em História Jornalismo Bacharel em Jornalismo Letras - Língua Portuguesa Licenciado em Letras Letras - Português e Inglês Licenciado em Letras Matemática Licenciado em Matemática Nutrição Bacharel em Nutrição Odontologia Cirurgião Dentista
  • 29. 29 Pedagogia Licenciado em Pedagogia Psicologia Psicólogo Publicidade e Propaganda Bacharel em Publicidade e Propaganda Química Licenciado em Química Serviço Social Bacharel em Serviço Social Sistemas de Informação Bacharel em Sistemas de Informação Terapia Ocupacional Bacharel em Terapia Ocupacional Turismo Bacharel em Turismo
  • 30. 30 Anexo 9 Algumas perguntas frequentes sobre o ENADE, disponíveis no site do Inep (http://www.inep.gov.br/perguntas-frequentes1): - Qual a legislação pertinente ao Enade? Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) / Portaria nº 2.051, de 9 de julho de 2004 (Regulamentação do Sinaes) / Portaria nº 107, de 22 de julho de 2004 (Regulamentação do Enade). - Qual o objetivo do Enade? O objetivo do Enade é avaliar o desempenho dos estudantes com relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos de graduação, o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias ao aprofundamento da formação geral e profissional, e o nível de atualização dos estudantes com relação à realidade brasileira e mundial, integrando o Sinaes, juntamente com a avaliação institucional e a avaliação dos cursos de graduação. - Quais os instrumentos básicos do Enade? A prova, o questionário de impressões dos estudantes sobre a prova, o questionário do estudante e o questionário do coordenador do(a) curso/habilitação. - Como são definidas as áreas que serão avaliadas no Enade? O Ministério da Educação define, anualmente, as áreas propostas pela Comissão de Avaliação da Educação Superior (Conaes), órgão colegiado de coordenação e supervisão do Sinaes. A periodicidade máxima de aplicação do Enade em cada área será trienal. - Quais os estudantes habilitados a participar do Enade? Estão habilitados a participar do Enade todos os estudantes em final de primeiro ano (ingressantes) e de último ano (concluintes) das áreas e cursos a serem avaliados. - O estudante habilitado ao Enade é obrigado a participar do Exame? Sim. A participação do estudante habilitado ao Enade é condição indispensável para a emissão do histórico escolar, que terá como registro a data em que realizou o Exame, assim como para a expedição do diploma pela IES. - Qual a situação do estudante habilitado ao Enade que não realizou a prova? O estudante habilitado que não realizar a prova não poderá receber o seu diploma enquanto não regularizar a sua situação junto ao Enade, haja vista não ter concluído o respectivo curso de graduação (o Enade é componente curricular obrigatório).