SlideShare uma empresa Scribd logo
Universidade Federal de Uberlˆandia - UFU
Faculdade de Computac¸ ˜ao - FACOM
Lista de exerc´ıcios de programac¸ ˜ao em linguagem C
Exerc´ıcios: comandos condicionais
1. Fac¸a um programa que receba dois n´umeros e mostre qual deles ´e o maior.
2. Leia um n´umero fornecido pelo usu´ario. Se esse n´umero for positivo, calcule a raiz
quadrada do n´umero. Se o n´umero for negativo, mostre uma mensagem dizendo que o
n´umero ´e inv´alido.
3. Leia um numero real. Se o n´umero for positivo imprima a raiz quadrada. Do contr´ario,
imprima o numero ao quadrado.
4. Fac¸a um programa que leia um n´umero e, caso ele seja positivo, calcule e mostre:
• O n´umero digitado ao quadrado
• A raiz quadrada do n´umero digitado
5. Fac¸a um programa que receba um n´umero inteiro e verifique se este n´umero ´e par ou
´ımpar.
6. Escreva um programa que, dados dois n´umeros inteiros, mostre na tela o maior deles,
assim como a diferenc¸a existente entre ambos.
7. Fac¸a um programa que receba dois n´umeros e mostre o maior. Se por acaso, os dois
n´umeros forem iguais, imprima a mensagem N´umeros iguais.
8. Fac¸a um programa que leia 2 notas de um aluno, verifique se as notas s˜ao v´alidas e
exiba na tela a m´edia destas notas. Uma nota v´alida deve ser, obrigatoriamente, um
valor entre 0.0 e 10.0, onde caso a nota n˜ao possua um valor v´alido, este fato deve ser
informado ao usu´ario e o programa termina.
9. Leia o sal´ario de um trabalhador e o valor da prestac¸ ˜ao de um empr´estimo. Se a
prestac¸ ˜ao for maior que 20% do sal´ario imprima: Empr´estimo n~ao concedido, caso
contr´ario imprima: Empr´estimo concedido.
10. Fac¸a um programa que receba a altura e o sexo de uma pessoa e calcule e mostre seu
peso ideal, utilizando as seguintes f´ormulas (onde h corresponde `a altura):
• Homens: (72.7 ∗ h) − 58
• Mulheres: (62, 1 ∗ h) − 44, 7
11. Escreva um programa que leia um n´umero inteiro maior do que zero e devolva, na tela, a
soma de todos os seus algarismos. Por exemplo, ao n´umero 251 corresponder´a o valor
8 (2 + 5 + 1). Se o n´umero lido n˜ao for maior do que zero, o programa terminar´a com a
mensagem “N´umero inv´alido”.
12. Ler um n´umero inteiro. Se o n´umero lido for negativo, escreva a mensagem “N´umero
inv´alido”. Se o n´umero for positivo, calcular o logaritmo deste numero.
13. Fac¸a um algoritmo que calcule a m´edia ponderada das notas de 3 provas. A primeira e
a segunda prova tˆem peso 1 e a terceira tem peso 2. Ao final, mostrar a m´edia do aluno
e indicar se o aluno foi aprovado ou reprovado. A nota para aprovac¸ ˜ao deve ser igual ou
superior a 60 pontos.
1
14. A nota final de um estudante ´e calculada a partir de trˆes notas atribu´ıdas entre o intervalo
de 0 at´e 10, respectivamente, a um trabalho de laborat´orio, a uma avaliac¸ ˜ao semestral
e a um exame final. A m´edia das trˆes notas mencionadas anteriormente obedece aos
pesos: Trabalho de Laborat´orio: 2; Avaliac¸ ˜ao Semestral: 3; Exame Final: 5. De acordo
com o resultado, mostre na tela se o aluno est´a reprovado (m´edia entre 0 e 2,9), de
recuperac¸ ˜ao (entre 3 e 4,9) ou se foi aprovado. Fac¸a todas as verificac¸ ˜oes necess´arias.
15. Usando switch, escreva um programa que leia um inteiro entre 1 e 7 e imprima o dia
da semana correspondente a este numero. Isto ´e, domingo se 1, segunda-feira se 2, e
assim por diante.
16. Usando switch, escreva um programa que leia um inteiro entre 1 e 12 e imprima o mˆes
correspondente a este numero. Isto ´e, janeiro se 1, fevereiro se 2, e assim por diante.
17. Fac¸a um programa que calcule e mostre a ´area de um trap´ezio. Sabe-se que:
A =
(basemaior + basemenor) ∗ altura
2
Lembre-se a base maior e a base menor devem ser n´umeros maiores que zero.
18. Fac¸a um programa que mostre ao usu´ario um menu com 4 opc¸ ˜oes de operac¸ ˜oes ma-
tem´aticas (as b´asicas, por exemplo). O usu´ario escolhe uma das opc¸ ˜oes e o seu pro-
grama ent˜ao pede dois valores num´ericos e realiza a operac¸ ˜ao, mostrando o resultado e
saindo.
19. Fac¸a um programa para verificar se um determinado n´umero inteiro e divis´ıvel por 3 ou
5, mas n˜ao simultaneamente pelos dois.
20. Dados trˆes valores, A, B, C, verificar se eles podem ser valores dos lados de um triˆangulo
e, se forem, se ´e um triˆangulo escaleno, equil´atero ou is´oscele, considerando os seguin-
tes conceitos:
• O comprimento de cada lado de um triˆangulo ´e menor do que a soma dos outros
dois lados.
• Chama-se equil´atero o triˆangulo que tem trˆes lados iguais.
• Denominam-se is´osceles o triˆangulo que tem o comprimento de dois lados iguais.
• Recebe o nome de escaleno o triˆangulo que tem os trˆes lados diferentes.
21. Escreva o menu de opc¸ ˜oes abaixo. Leia a opc¸ ˜ao do usu´ario e execute a operac¸ ˜ao esco-
lhida. Escreva uma mensagem de erro se a opc¸ ˜ao for inv´alida.
Escolha a op¸c~ao:
1- Soma de 2 n´umeros.
2- Diferen¸ca entre 2 n´umeros (maior pelo menor).
3- Produto entre 2 n´umeros.
4- Divis~ao entre 2 n´umeros (o denominador n~ao pode ser zero).
Op¸c~ao
22. Leia a idade e o tempo de servic¸o de um trabalhador e escreva se ele pode ou n˜ao se
aposentar. As condic¸ ˜oes para aposentadoria s˜ao
• Ter pelo menos 65 anos,
• Ou ter trabalhado pelo menos 30 anos,
• Ou ter pelo menos 60 anos e trabalhado pelo menos 25 anos.
2
23. Determine se um determinado ano lido ´e bissexto. Sendo que um ano ´e bissexto se
for divis´ıvel por 400 ou se for divis´ıvel por 4 e n˜ao for divis´ıvel por 100. Por exemplo:
1988, 1992, 1996
24. Uma empresa vende o mesmo produto para quatro diferentes estados. Cada estado
possui uma taxa diferente de imposto sobre o produto (MG 7%; SP 12%; RJ 15%; MS
8%). Fac¸a um programa em que o usu´ario entre com o valor e o estado destino do
produto e o programa retorne o prec¸o final do produto acrescido do imposto do estado
em que ele ser´a vendido. Se o estado digitado n˜ao for v´alido, mostrar uma mensagem
de erro.
25. Calcule as ra´ızes da equac¸ ˜ao de 2o grau.
Lembrando que:
x =
−b ±
√
∆
2a
Onde
∆ = B2
− 4ac
E ax2 + bx + c = 0 representa uma equac¸ ˜ao de 2o grau.
A vari´avel a tem que ser diferente de zero. Caso seja igual, imprima a mensagem “N˜ao
´e equac¸ ˜ao de segundo grau”.
• Se ∆ < 0, n˜ao existe real. Imprima a mensagem N~ao existe raiz.
• Se ∆ = 0, existe uma raiz real. Imprima a raiz e a mensagem Raiz ´unica.
• Se ∆ ≥ 0, imprima as duas ra´ızes reais.
26. Leia a distˆancia em Km e a quantidade de litros de gasolina consumidos por um carro
em um percurso, calcule o consumo em Km/l e escreva uma mensagem de acordo com
a tabela abaixo:
CONSUMO (Km/l) MENSAGEM
menor que 8 Venda o carro!
entre 8 e 14 Econˆomico!
maior que 12 Super econˆomico!
27. Escreva um programa que, dada a idade de um nadador, classifique-o em uma das
seguintes categorias:
Categoria Idade
Infantil A 5 a 7
Infantil B 8 a 10
Juvenil A 11 a 13
Juvenil B 14 a 17
Sˆenior maiores de 18 anos
28. Fac¸a um programa que leia trˆes n´umeros inteiros positivos e efetue o c´alculo de uma das
seguintes m´edias de acordo com um valor num´erico digitado pelo usu´ario:
3
(a) Geom´etrica: 3
√
x ∗ y ∗ z
(b) Ponderada: x+2∗y+3∗z
6
(c) Harmˆonica: 1
1
x
+ 1
y
+ 1
z
(d) Aritm´etica: x+y+z
3
29. Fac¸a uma prova de matem´atica para crianc¸as que est˜ao aprendendo a somar n´umeros
inteiros menores do que 100. Escolha n´umeros aleat´orios entre 1 e 100, e mostre na
tela a pergunta: qual ´e a soma de a + b, onde a e b s˜ao os n´umeros aleat´orios. Pec¸a a
resposta. Fac¸a cinco perguntas ao aluno, e mostre para ele as perguntas e as respostas
corretas, al´em de quantas vezes o aluno acertou.
30. Fac¸a um programa que receba trˆes n´umeros e mostre-os em ordem crescente.
31. Fac¸a um programa que receba a altura e o peso de uma pessoa. De acordo com a tabela
a seguir, verifique e mostra qual a classificac¸ ˜ao dessa pessoa.
Altura Peso
At´e 60 Entre 60 e 90 (Inclusive) Acima de 90
Menor que 1,20 A D G
De 1,20 a 1,70 B E H
Maior que 1,70 C F I
32. Escrever um programa que leia o c´odigo do produto escolhido do card´apio de uma lan-
chonete e a quantidade. O programa deve calcular o valor a ser pago por aquele lanche.
Considere que a cada execuc¸ ˜ao somente ser´a calculado um pedido. O card´apio da lan-
chonete segue o padr˜ao abaixo:
Especificac¸ ˜ao C´odigo Prec¸o
Cachorro Quente 100 1.20
Bauru Simples 101 1.30
Bauru com Ovo 102 1.50
Hamburguer 103 1.20
Cheeseburguer 104 1.70
Suco 105 2.20
Refrigerante 106 1.00
33. Um produto vai sofrer aumento de acordo com a tabela abaixo. Leia o prec¸o antigo,
calcule e escreva o prec¸o novo, e escreva uma mensagem em func¸ ˜ao do prec¸o novo (de
acordo com a segunda tabela).
PREC¸ O ANTIGO PERCENTUAL DE AUMENTO
at´e R$ 50 5%
entre R$ 50 e R$ 100 10%
acima de R$ 100 15%
34. Leia a nota e o n´umero de faltas de um aluno, e escreva seu conceito. De acordo com a
tabela abaixo, quando o aluno tem mais de 20 faltas ocorre uma reduc¸ ˜ao de conceito.
4
PREC¸ O NOVO MENSAGEM
at´e R$ 80 Barato
entre R$ 80 e R$ 120 (inclusive) Normal
entre R$ 120 e R$ 200 (inclusive) Caro
acima de R$ 200 Muito caro
NOTA CONCEITO (AT ´E 20 FALTAS) CONCEITO (MAIS DE 20 FALTAS)
9.0 at´e 10.0 A B
7.5 at´e 8.9 B C
5.0 at´e 7.4 C D
4.0 at´e 4.9 D E
0.0 at´e 3.9 E E
35. Leia uma data e determine se ela ´e v´alida. Ou seja, verifique se o mˆes est´a entre 1 e 12,
e se o dia existe naquele mˆes. Note que Fevereiro tem 29 dias em anos bissextos, e 28
dias em anos n˜ao bissextos.
36. Escreva um programa que, dado o valor da venda, imprima a comiss˜ao que dever´a ser
paga ao vendedor. Para calcular a comiss˜ao, considere a tabela abaixo:
Venda mensal Comiss˜ao
Maior ou igual a R$100.000,00 R$700,00 + 16% das vendas
Menor que R$100.000,00 e maior ou igual a R$80.000,00 R$650,00 +14% das vendas
Menor que R$80.000,00 e maior ou igual a R$60.000,00 R$600,00 +14% das vendas
Menor que R$60.000,00 e maior ou igual a R$40.000,00 R$550,00 +14% das vendas
Menor que R$40.000,00 e maior ou igual a R$20.000,00 R$500,00 +14% das vendas
Menor que R$20.000,00 R$400,00 +14% das vendas
37. As tarifas de certo parque de estacionamento s˜ao as seguintes:
• 1a e 2a hora - R$ 1,00 cada
• 3a e 4a hora - R$ 1,40 cada
• 5a hora e seguintes - R$ 2,00 cada
O n´umero de horas a pagar ´e sempre inteiro e arredondado por excesso. Deste modo,
quem estacionar durante 61 minutos pagar´a por duas horas, que ´e o mesmo que pagaria
se tivesse permanecido 120 minutos. Os momentos de chegada ao parque e partida
deste s˜ao apresentados na forma de pares de inteiros, representando horas e minutos.
Por exemplo, o par 12 50 representar´a “dez para a uma da tarde”. Pretende-se criar um
programa que, lidos pelo teclado os momentos de chegada e de partida, escreva na tela
o prec¸o cobrado pelo estacionamento. Admite-se que a chegada e a partida se d˜ao com
intervalo n˜ao superior a 24 horas. Portanto, se uma dada hora de chegada for superior
`a da partida, isso n˜ao ´e uma situac¸ ˜ao de erro, antes significar´a que a partida ocorreu no
dia seguinte ao da chegada.
38. Leia uma data de nascimento de uma pessoa fornecida atrav´es de trˆes n´umeros inteiros:
Dia, Mˆes e Ano. Teste a validade desta data para saber se esta ´e uma data v´alida. Teste
se o dia fornecido ´e um dia v´alido: dia > 0, dia ≤ 28 para o mˆes de fevereiro (29 se o
ano for bissexto), dia ≤ 30 em abril, junho, setembro e novembro, dia ≤ 31 nos outros
meses. Teste a validade do mˆes: mˆes > 0 e mˆes < 13. Teste a validade do ano: ano ≤
ano atual (use uma constante definida com o valor igual a 2008). Imprimir: “data v´alida”
ou “data inv´alida” no final da execuc¸ ˜ao do programa.
5
39. Uma empresa decide dar um aumento aos seus funcion´arios de acordo com uma tabela
que considera o sal´ario atual e o tempo de servic¸o de cada funcion´ario. Os funcion´arios
com menor sal´ario ter˜ao um aumento proporcionalmente maior do que os funcion´arios
com um sal´ario maior, e conforme o tempo de servic¸o na empresa, cada funcion´ario ir´a
receber um bˆonus adicional de sal´ario. Fac¸a um programa que leia:
• o valor do sal´ario atual do funcion´ario;
• o tempo de servic¸o desse funcion´ario na empresa (n´umero de anos de trabalho na
empresa).
Use as tabelas abaixo para calcular o sal´ario reajustado deste funcion´ario e imprima o
valor do sal´ario final reajustado, ou uma mensagem caso o funcion´ario n˜ao tenha direito
a nenhum aumento.
Sal´ario Atual Reajuste(%) Tempo de Servic¸o Bˆonus
At´e 500,00 25% Abaixo de 1 ano Sem bˆonus
At´e 1000,00 20% De 1 a 3 anos 100,00
At´e 1500,00 15% De 4 a 6 anos 200,00
At´e 2000,00 10% De 7 a 10 anos 300,00
Acima de 2000,00 Sem reajuste Mais de 10 anos 500,00
40. O custo ao consumidor de um carro novo ´e a soma do custo de f´abrica, da comiss˜ao
do distribuidor, e dos impostos. A comiss˜ao e os impostos s˜ao calculados sobre o custo
de f´abrica, de acordo com a tabela abaixo. Leia o custo de f´abrica e escreva o custo ao
consumidor.
CUSTO DE F ´ABRICA % DO DISTRIBUIDOR % DOS IMPOSTOS
at´e R$12.000,00 5 isento
entre R$12.000,00 e 25.000,00 10 15
acima de R$25.000,00 15 20
41. Fac¸a um algoritmo que calcule o IMC de uma pessoa e mostre sua classificac¸ ˜ao de
acordo com a tabela abaixo:
IMC Classificac¸ ˜ao
< 18,5 Abaixo do Peso
18,6 - 24,9 Saud´avel
25,0 - 29,9 Peso em excesso
30,0 - 34,9 Obesidade Grau I
35,0 - 39,9 Obesidade Grau II(severa)
≥ 40,0 Obesidade Grau III(m´orbida)
6

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cea030.lista.04
Cea030.lista.04Cea030.lista.04
Cea030.lista.04
Edson Montero
 
Algop - aula 05
Algop - aula 05Algop - aula 05
Algop - aula 05
Thiago Toscano Ferrari
 
Algop - aula 03
Algop - aula 03Algop - aula 03
Algop - aula 03
Thiago Toscano Ferrari
 
Lista de exercícios resolvidos
Lista de exercícios resolvidosLista de exercícios resolvidos
Lista de exercícios resolvidos
Crishna Irion
 
Lista exercícios
Lista exercíciosLista exercícios
Lista exercícios
Neiva Santos
 
Algop - aula 06
Algop - aula 06Algop - aula 06
Algop - aula 06
Thiago Toscano Ferrari
 
Lista9 maicon menezes
Lista9 maicon menezesLista9 maicon menezes
Lista9 maicon menezes
Maicon De Menezes Oliveira
 
Cap3 icc final
Cap3 icc finalCap3 icc final
Cap3 icc final
Gerson Anderson
 
Algop - aula 06 resposta exercícios
Algop - aula 06 resposta exercíciosAlgop - aula 06 resposta exercícios
Algop - aula 06 resposta exercícios
Thiago Toscano Ferrari
 
Aula03 repeticao
Aula03   repeticaoAula03   repeticao
Aula03 repeticao
Yuri Passos
 

Mais procurados (10)

Cea030.lista.04
Cea030.lista.04Cea030.lista.04
Cea030.lista.04
 
Algop - aula 05
Algop - aula 05Algop - aula 05
Algop - aula 05
 
Algop - aula 03
Algop - aula 03Algop - aula 03
Algop - aula 03
 
Lista de exercícios resolvidos
Lista de exercícios resolvidosLista de exercícios resolvidos
Lista de exercícios resolvidos
 
Lista exercícios
Lista exercíciosLista exercícios
Lista exercícios
 
Algop - aula 06
Algop - aula 06Algop - aula 06
Algop - aula 06
 
Lista9 maicon menezes
Lista9 maicon menezesLista9 maicon menezes
Lista9 maicon menezes
 
Cap3 icc final
Cap3 icc finalCap3 icc final
Cap3 icc final
 
Algop - aula 06 resposta exercícios
Algop - aula 06 resposta exercíciosAlgop - aula 06 resposta exercícios
Algop - aula 06 resposta exercícios
 
Aula03 repeticao
Aula03   repeticaoAula03   repeticao
Aula03 repeticao
 

Semelhante a Linguagem C - Comandos condicionais [exercícios]

2ª lista avaliativa (1)
2ª lista   avaliativa (1)2ª lista   avaliativa (1)
2ª lista avaliativa (1)
Hiago Rodrigues
 
Algoritmo Lista de exercícios 2
Algoritmo Lista de exercícios 2Algoritmo Lista de exercícios 2
Algoritmo Lista de exercícios 2
Emerson Tranquilino
 
Lista1
Lista1Lista1
[Curso Java Basico] Exercicios Aulas 16 17
[Curso Java Basico] Exercicios Aulas 16 17[Curso Java Basico] Exercicios Aulas 16 17
[Curso Java Basico] Exercicios Aulas 16 17
Loiane Groner
 
[Curso Java Basico] Exercicios Aulas 14 15
[Curso Java Basico] Exercicios Aulas 14 15[Curso Java Basico] Exercicios Aulas 14 15
[Curso Java Basico] Exercicios Aulas 14 15
Loiane Groner
 
Lista exercícios
Lista exercíciosLista exercícios
Lista exercícios
Victor Neves
 
Cea030.lista.03
Cea030.lista.03Cea030.lista.03
Cea030.lista.03
Edson Montero
 
Exercicios java básico
Exercicios java básicoExercicios java básico
Exercicios java básico
Alessandro Plaviak
 
Algoritmos - Aula 07 C - Resolucao de Exercicios - Resolucao
Algoritmos - Aula 07 C - Resolucao de Exercicios - ResolucaoAlgoritmos - Aula 07 C - Resolucao de Exercicios - Resolucao
Algoritmos - Aula 07 C - Resolucao de Exercicios - Resolucao
Rodrigo Kiyoshi Saito
 
Cea030.lista.02
Cea030.lista.02Cea030.lista.02
Cea030.lista.02
Edson Montero
 
Conceitos e técnicas de programação lista de exercícios i
Conceitos e técnicas de programação lista de exercícios iConceitos e técnicas de programação lista de exercícios i
Conceitos e técnicas de programação lista de exercícios i
Robson Ferreira
 
Lista_de_Exercicios_01_Python_Algoritmos.pdf
Lista_de_Exercicios_01_Python_Algoritmos.pdfLista_de_Exercicios_01_Python_Algoritmos.pdf
Lista_de_Exercicios_01_Python_Algoritmos.pdf
Valter moreira
 
Lista Exercicios 02
Lista Exercicios 02Lista Exercicios 02
Lista Exercicios 02
Regis Magalhães
 
2 lista de exercícios algoritmo
2   lista de exercícios algoritmo2   lista de exercícios algoritmo
2 lista de exercícios algoritmo
Hercules Santhus
 
Aula 3 - 06/04/11
Aula 3 - 06/04/11Aula 3 - 06/04/11
Aula 3 - 06/04/11
jeffersoncostta
 
Aula 3 algoritmos
Aula 3   algoritmosAula 3   algoritmos
Aula 3 algoritmos
Patrick_turma10
 
Java: Condicionais
Java: CondicionaisJava: Condicionais
Java: Condicionais
Arthur Emanuel
 
02 fp02
02 fp0202 fp02
Trabalho Algoritmo2
Trabalho Algoritmo2Trabalho Algoritmo2
Trabalho Algoritmo2
guest9fe048
 
03 Algoritmos - Exercicios.pdf
03 Algoritmos - Exercicios.pdf03 Algoritmos - Exercicios.pdf
03 Algoritmos - Exercicios.pdf
EufrazinoPauloSoma
 

Semelhante a Linguagem C - Comandos condicionais [exercícios] (20)

2ª lista avaliativa (1)
2ª lista   avaliativa (1)2ª lista   avaliativa (1)
2ª lista avaliativa (1)
 
Algoritmo Lista de exercícios 2
Algoritmo Lista de exercícios 2Algoritmo Lista de exercícios 2
Algoritmo Lista de exercícios 2
 
Lista1
Lista1Lista1
Lista1
 
[Curso Java Basico] Exercicios Aulas 16 17
[Curso Java Basico] Exercicios Aulas 16 17[Curso Java Basico] Exercicios Aulas 16 17
[Curso Java Basico] Exercicios Aulas 16 17
 
[Curso Java Basico] Exercicios Aulas 14 15
[Curso Java Basico] Exercicios Aulas 14 15[Curso Java Basico] Exercicios Aulas 14 15
[Curso Java Basico] Exercicios Aulas 14 15
 
Lista exercícios
Lista exercíciosLista exercícios
Lista exercícios
 
Cea030.lista.03
Cea030.lista.03Cea030.lista.03
Cea030.lista.03
 
Exercicios java básico
Exercicios java básicoExercicios java básico
Exercicios java básico
 
Algoritmos - Aula 07 C - Resolucao de Exercicios - Resolucao
Algoritmos - Aula 07 C - Resolucao de Exercicios - ResolucaoAlgoritmos - Aula 07 C - Resolucao de Exercicios - Resolucao
Algoritmos - Aula 07 C - Resolucao de Exercicios - Resolucao
 
Cea030.lista.02
Cea030.lista.02Cea030.lista.02
Cea030.lista.02
 
Conceitos e técnicas de programação lista de exercícios i
Conceitos e técnicas de programação lista de exercícios iConceitos e técnicas de programação lista de exercícios i
Conceitos e técnicas de programação lista de exercícios i
 
Lista_de_Exercicios_01_Python_Algoritmos.pdf
Lista_de_Exercicios_01_Python_Algoritmos.pdfLista_de_Exercicios_01_Python_Algoritmos.pdf
Lista_de_Exercicios_01_Python_Algoritmos.pdf
 
Lista Exercicios 02
Lista Exercicios 02Lista Exercicios 02
Lista Exercicios 02
 
2 lista de exercícios algoritmo
2   lista de exercícios algoritmo2   lista de exercícios algoritmo
2 lista de exercícios algoritmo
 
Aula 3 - 06/04/11
Aula 3 - 06/04/11Aula 3 - 06/04/11
Aula 3 - 06/04/11
 
Aula 3 algoritmos
Aula 3   algoritmosAula 3   algoritmos
Aula 3 algoritmos
 
Java: Condicionais
Java: CondicionaisJava: Condicionais
Java: Condicionais
 
02 fp02
02 fp0202 fp02
02 fp02
 
Trabalho Algoritmo2
Trabalho Algoritmo2Trabalho Algoritmo2
Trabalho Algoritmo2
 
03 Algoritmos - Exercicios.pdf
03 Algoritmos - Exercicios.pdf03 Algoritmos - Exercicios.pdf
03 Algoritmos - Exercicios.pdf
 

Mais de Matheus Alves

Estudo bíblico - Feridas na alma
Estudo bíblico - Feridas na almaEstudo bíblico - Feridas na alma
Estudo bíblico - Feridas na alma
Matheus Alves
 
Inglês - Cronograma de estudos e gramática
Inglês - Cronograma de estudos e gramáticaInglês - Cronograma de estudos e gramática
Inglês - Cronograma de estudos e gramática
Matheus Alves
 
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)
Matheus Alves
 
Links úteis para estudar a bíblia
Links úteis para estudar a bíbliaLinks úteis para estudar a bíblia
Links úteis para estudar a bíblia
Matheus Alves
 
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)Técnicas assistivas - seminário(diabetes)
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)
Matheus Alves
 
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2
Matheus Alves
 
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3
Matheus Alves
 
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Matheus Alves
 
Linguagem C - Arquivos [exercícios]
Linguagem C - Arquivos [exercícios]Linguagem C - Arquivos [exercícios]
Linguagem C - Arquivos [exercícios]
Matheus Alves
 
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]
Matheus Alves
 
Linguagem C - Ponteiros [exercícios]
Linguagem C - Ponteiros [exercícios]Linguagem C - Ponteiros [exercícios]
Linguagem C - Ponteiros [exercícios]
Matheus Alves
 
Linguagem C - Recursão [exercícios]
Linguagem C - Recursão [exercícios]Linguagem C - Recursão [exercícios]
Linguagem C - Recursão [exercícios]
Matheus Alves
 
Linguagem C - Structs [exercícios]
Linguagem C - Structs [exercícios]Linguagem C - Structs [exercícios]
Linguagem C - Structs [exercícios]
Matheus Alves
 
Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]
Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]
Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]
Matheus Alves
 
Diferença entre computadores analógicos e digitais
Diferença entre computadores analógicos e digitaisDiferença entre computadores analógicos e digitais
Diferença entre computadores analógicos e digitais
Matheus Alves
 
Silogismo e subjetividade - breve definição
Silogismo e subjetividade - breve definiçãoSilogismo e subjetividade - breve definição
Silogismo e subjetividade - breve definição
Matheus Alves
 
Lista de exercícios - vetores(Alguns gabaritos estão errados)
Lista de exercícios -  vetores(Alguns gabaritos estão errados)Lista de exercícios -  vetores(Alguns gabaritos estão errados)
Lista de exercícios - vetores(Alguns gabaritos estão errados)
Matheus Alves
 
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)
Matheus Alves
 
Síntese - O mito da caverna
Síntese - O mito da cavernaSíntese - O mito da caverna
Síntese - O mito da caverna
Matheus Alves
 
Lógica de programação - 3ª edição
Lógica de programação - 3ª edição Lógica de programação - 3ª edição
Lógica de programação - 3ª edição
Matheus Alves
 

Mais de Matheus Alves (20)

Estudo bíblico - Feridas na alma
Estudo bíblico - Feridas na almaEstudo bíblico - Feridas na alma
Estudo bíblico - Feridas na alma
 
Inglês - Cronograma de estudos e gramática
Inglês - Cronograma de estudos e gramáticaInglês - Cronograma de estudos e gramática
Inglês - Cronograma de estudos e gramática
 
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)
 
Links úteis para estudar a bíblia
Links úteis para estudar a bíbliaLinks úteis para estudar a bíblia
Links úteis para estudar a bíblia
 
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)Técnicas assistivas - seminário(diabetes)
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)
 
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2
 
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3
 
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
 
Linguagem C - Arquivos [exercícios]
Linguagem C - Arquivos [exercícios]Linguagem C - Arquivos [exercícios]
Linguagem C - Arquivos [exercícios]
 
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]
 
Linguagem C - Ponteiros [exercícios]
Linguagem C - Ponteiros [exercícios]Linguagem C - Ponteiros [exercícios]
Linguagem C - Ponteiros [exercícios]
 
Linguagem C - Recursão [exercícios]
Linguagem C - Recursão [exercícios]Linguagem C - Recursão [exercícios]
Linguagem C - Recursão [exercícios]
 
Linguagem C - Structs [exercícios]
Linguagem C - Structs [exercícios]Linguagem C - Structs [exercícios]
Linguagem C - Structs [exercícios]
 
Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]
Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]
Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]
 
Diferença entre computadores analógicos e digitais
Diferença entre computadores analógicos e digitaisDiferença entre computadores analógicos e digitais
Diferença entre computadores analógicos e digitais
 
Silogismo e subjetividade - breve definição
Silogismo e subjetividade - breve definiçãoSilogismo e subjetividade - breve definição
Silogismo e subjetividade - breve definição
 
Lista de exercícios - vetores(Alguns gabaritos estão errados)
Lista de exercícios -  vetores(Alguns gabaritos estão errados)Lista de exercícios -  vetores(Alguns gabaritos estão errados)
Lista de exercícios - vetores(Alguns gabaritos estão errados)
 
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)
 
Síntese - O mito da caverna
Síntese - O mito da cavernaSíntese - O mito da caverna
Síntese - O mito da caverna
 
Lógica de programação - 3ª edição
Lógica de programação - 3ª edição Lógica de programação - 3ª edição
Lógica de programação - 3ª edição
 

Último

Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 

Último (20)

Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 

Linguagem C - Comandos condicionais [exercícios]

  • 1. Universidade Federal de Uberlˆandia - UFU Faculdade de Computac¸ ˜ao - FACOM Lista de exerc´ıcios de programac¸ ˜ao em linguagem C Exerc´ıcios: comandos condicionais 1. Fac¸a um programa que receba dois n´umeros e mostre qual deles ´e o maior. 2. Leia um n´umero fornecido pelo usu´ario. Se esse n´umero for positivo, calcule a raiz quadrada do n´umero. Se o n´umero for negativo, mostre uma mensagem dizendo que o n´umero ´e inv´alido. 3. Leia um numero real. Se o n´umero for positivo imprima a raiz quadrada. Do contr´ario, imprima o numero ao quadrado. 4. Fac¸a um programa que leia um n´umero e, caso ele seja positivo, calcule e mostre: • O n´umero digitado ao quadrado • A raiz quadrada do n´umero digitado 5. Fac¸a um programa que receba um n´umero inteiro e verifique se este n´umero ´e par ou ´ımpar. 6. Escreva um programa que, dados dois n´umeros inteiros, mostre na tela o maior deles, assim como a diferenc¸a existente entre ambos. 7. Fac¸a um programa que receba dois n´umeros e mostre o maior. Se por acaso, os dois n´umeros forem iguais, imprima a mensagem N´umeros iguais. 8. Fac¸a um programa que leia 2 notas de um aluno, verifique se as notas s˜ao v´alidas e exiba na tela a m´edia destas notas. Uma nota v´alida deve ser, obrigatoriamente, um valor entre 0.0 e 10.0, onde caso a nota n˜ao possua um valor v´alido, este fato deve ser informado ao usu´ario e o programa termina. 9. Leia o sal´ario de um trabalhador e o valor da prestac¸ ˜ao de um empr´estimo. Se a prestac¸ ˜ao for maior que 20% do sal´ario imprima: Empr´estimo n~ao concedido, caso contr´ario imprima: Empr´estimo concedido. 10. Fac¸a um programa que receba a altura e o sexo de uma pessoa e calcule e mostre seu peso ideal, utilizando as seguintes f´ormulas (onde h corresponde `a altura): • Homens: (72.7 ∗ h) − 58 • Mulheres: (62, 1 ∗ h) − 44, 7 11. Escreva um programa que leia um n´umero inteiro maior do que zero e devolva, na tela, a soma de todos os seus algarismos. Por exemplo, ao n´umero 251 corresponder´a o valor 8 (2 + 5 + 1). Se o n´umero lido n˜ao for maior do que zero, o programa terminar´a com a mensagem “N´umero inv´alido”. 12. Ler um n´umero inteiro. Se o n´umero lido for negativo, escreva a mensagem “N´umero inv´alido”. Se o n´umero for positivo, calcular o logaritmo deste numero. 13. Fac¸a um algoritmo que calcule a m´edia ponderada das notas de 3 provas. A primeira e a segunda prova tˆem peso 1 e a terceira tem peso 2. Ao final, mostrar a m´edia do aluno e indicar se o aluno foi aprovado ou reprovado. A nota para aprovac¸ ˜ao deve ser igual ou superior a 60 pontos. 1
  • 2. 14. A nota final de um estudante ´e calculada a partir de trˆes notas atribu´ıdas entre o intervalo de 0 at´e 10, respectivamente, a um trabalho de laborat´orio, a uma avaliac¸ ˜ao semestral e a um exame final. A m´edia das trˆes notas mencionadas anteriormente obedece aos pesos: Trabalho de Laborat´orio: 2; Avaliac¸ ˜ao Semestral: 3; Exame Final: 5. De acordo com o resultado, mostre na tela se o aluno est´a reprovado (m´edia entre 0 e 2,9), de recuperac¸ ˜ao (entre 3 e 4,9) ou se foi aprovado. Fac¸a todas as verificac¸ ˜oes necess´arias. 15. Usando switch, escreva um programa que leia um inteiro entre 1 e 7 e imprima o dia da semana correspondente a este numero. Isto ´e, domingo se 1, segunda-feira se 2, e assim por diante. 16. Usando switch, escreva um programa que leia um inteiro entre 1 e 12 e imprima o mˆes correspondente a este numero. Isto ´e, janeiro se 1, fevereiro se 2, e assim por diante. 17. Fac¸a um programa que calcule e mostre a ´area de um trap´ezio. Sabe-se que: A = (basemaior + basemenor) ∗ altura 2 Lembre-se a base maior e a base menor devem ser n´umeros maiores que zero. 18. Fac¸a um programa que mostre ao usu´ario um menu com 4 opc¸ ˜oes de operac¸ ˜oes ma- tem´aticas (as b´asicas, por exemplo). O usu´ario escolhe uma das opc¸ ˜oes e o seu pro- grama ent˜ao pede dois valores num´ericos e realiza a operac¸ ˜ao, mostrando o resultado e saindo. 19. Fac¸a um programa para verificar se um determinado n´umero inteiro e divis´ıvel por 3 ou 5, mas n˜ao simultaneamente pelos dois. 20. Dados trˆes valores, A, B, C, verificar se eles podem ser valores dos lados de um triˆangulo e, se forem, se ´e um triˆangulo escaleno, equil´atero ou is´oscele, considerando os seguin- tes conceitos: • O comprimento de cada lado de um triˆangulo ´e menor do que a soma dos outros dois lados. • Chama-se equil´atero o triˆangulo que tem trˆes lados iguais. • Denominam-se is´osceles o triˆangulo que tem o comprimento de dois lados iguais. • Recebe o nome de escaleno o triˆangulo que tem os trˆes lados diferentes. 21. Escreva o menu de opc¸ ˜oes abaixo. Leia a opc¸ ˜ao do usu´ario e execute a operac¸ ˜ao esco- lhida. Escreva uma mensagem de erro se a opc¸ ˜ao for inv´alida. Escolha a op¸c~ao: 1- Soma de 2 n´umeros. 2- Diferen¸ca entre 2 n´umeros (maior pelo menor). 3- Produto entre 2 n´umeros. 4- Divis~ao entre 2 n´umeros (o denominador n~ao pode ser zero). Op¸c~ao 22. Leia a idade e o tempo de servic¸o de um trabalhador e escreva se ele pode ou n˜ao se aposentar. As condic¸ ˜oes para aposentadoria s˜ao • Ter pelo menos 65 anos, • Ou ter trabalhado pelo menos 30 anos, • Ou ter pelo menos 60 anos e trabalhado pelo menos 25 anos. 2
  • 3. 23. Determine se um determinado ano lido ´e bissexto. Sendo que um ano ´e bissexto se for divis´ıvel por 400 ou se for divis´ıvel por 4 e n˜ao for divis´ıvel por 100. Por exemplo: 1988, 1992, 1996 24. Uma empresa vende o mesmo produto para quatro diferentes estados. Cada estado possui uma taxa diferente de imposto sobre o produto (MG 7%; SP 12%; RJ 15%; MS 8%). Fac¸a um programa em que o usu´ario entre com o valor e o estado destino do produto e o programa retorne o prec¸o final do produto acrescido do imposto do estado em que ele ser´a vendido. Se o estado digitado n˜ao for v´alido, mostrar uma mensagem de erro. 25. Calcule as ra´ızes da equac¸ ˜ao de 2o grau. Lembrando que: x = −b ± √ ∆ 2a Onde ∆ = B2 − 4ac E ax2 + bx + c = 0 representa uma equac¸ ˜ao de 2o grau. A vari´avel a tem que ser diferente de zero. Caso seja igual, imprima a mensagem “N˜ao ´e equac¸ ˜ao de segundo grau”. • Se ∆ < 0, n˜ao existe real. Imprima a mensagem N~ao existe raiz. • Se ∆ = 0, existe uma raiz real. Imprima a raiz e a mensagem Raiz ´unica. • Se ∆ ≥ 0, imprima as duas ra´ızes reais. 26. Leia a distˆancia em Km e a quantidade de litros de gasolina consumidos por um carro em um percurso, calcule o consumo em Km/l e escreva uma mensagem de acordo com a tabela abaixo: CONSUMO (Km/l) MENSAGEM menor que 8 Venda o carro! entre 8 e 14 Econˆomico! maior que 12 Super econˆomico! 27. Escreva um programa que, dada a idade de um nadador, classifique-o em uma das seguintes categorias: Categoria Idade Infantil A 5 a 7 Infantil B 8 a 10 Juvenil A 11 a 13 Juvenil B 14 a 17 Sˆenior maiores de 18 anos 28. Fac¸a um programa que leia trˆes n´umeros inteiros positivos e efetue o c´alculo de uma das seguintes m´edias de acordo com um valor num´erico digitado pelo usu´ario: 3
  • 4. (a) Geom´etrica: 3 √ x ∗ y ∗ z (b) Ponderada: x+2∗y+3∗z 6 (c) Harmˆonica: 1 1 x + 1 y + 1 z (d) Aritm´etica: x+y+z 3 29. Fac¸a uma prova de matem´atica para crianc¸as que est˜ao aprendendo a somar n´umeros inteiros menores do que 100. Escolha n´umeros aleat´orios entre 1 e 100, e mostre na tela a pergunta: qual ´e a soma de a + b, onde a e b s˜ao os n´umeros aleat´orios. Pec¸a a resposta. Fac¸a cinco perguntas ao aluno, e mostre para ele as perguntas e as respostas corretas, al´em de quantas vezes o aluno acertou. 30. Fac¸a um programa que receba trˆes n´umeros e mostre-os em ordem crescente. 31. Fac¸a um programa que receba a altura e o peso de uma pessoa. De acordo com a tabela a seguir, verifique e mostra qual a classificac¸ ˜ao dessa pessoa. Altura Peso At´e 60 Entre 60 e 90 (Inclusive) Acima de 90 Menor que 1,20 A D G De 1,20 a 1,70 B E H Maior que 1,70 C F I 32. Escrever um programa que leia o c´odigo do produto escolhido do card´apio de uma lan- chonete e a quantidade. O programa deve calcular o valor a ser pago por aquele lanche. Considere que a cada execuc¸ ˜ao somente ser´a calculado um pedido. O card´apio da lan- chonete segue o padr˜ao abaixo: Especificac¸ ˜ao C´odigo Prec¸o Cachorro Quente 100 1.20 Bauru Simples 101 1.30 Bauru com Ovo 102 1.50 Hamburguer 103 1.20 Cheeseburguer 104 1.70 Suco 105 2.20 Refrigerante 106 1.00 33. Um produto vai sofrer aumento de acordo com a tabela abaixo. Leia o prec¸o antigo, calcule e escreva o prec¸o novo, e escreva uma mensagem em func¸ ˜ao do prec¸o novo (de acordo com a segunda tabela). PREC¸ O ANTIGO PERCENTUAL DE AUMENTO at´e R$ 50 5% entre R$ 50 e R$ 100 10% acima de R$ 100 15% 34. Leia a nota e o n´umero de faltas de um aluno, e escreva seu conceito. De acordo com a tabela abaixo, quando o aluno tem mais de 20 faltas ocorre uma reduc¸ ˜ao de conceito. 4
  • 5. PREC¸ O NOVO MENSAGEM at´e R$ 80 Barato entre R$ 80 e R$ 120 (inclusive) Normal entre R$ 120 e R$ 200 (inclusive) Caro acima de R$ 200 Muito caro NOTA CONCEITO (AT ´E 20 FALTAS) CONCEITO (MAIS DE 20 FALTAS) 9.0 at´e 10.0 A B 7.5 at´e 8.9 B C 5.0 at´e 7.4 C D 4.0 at´e 4.9 D E 0.0 at´e 3.9 E E 35. Leia uma data e determine se ela ´e v´alida. Ou seja, verifique se o mˆes est´a entre 1 e 12, e se o dia existe naquele mˆes. Note que Fevereiro tem 29 dias em anos bissextos, e 28 dias em anos n˜ao bissextos. 36. Escreva um programa que, dado o valor da venda, imprima a comiss˜ao que dever´a ser paga ao vendedor. Para calcular a comiss˜ao, considere a tabela abaixo: Venda mensal Comiss˜ao Maior ou igual a R$100.000,00 R$700,00 + 16% das vendas Menor que R$100.000,00 e maior ou igual a R$80.000,00 R$650,00 +14% das vendas Menor que R$80.000,00 e maior ou igual a R$60.000,00 R$600,00 +14% das vendas Menor que R$60.000,00 e maior ou igual a R$40.000,00 R$550,00 +14% das vendas Menor que R$40.000,00 e maior ou igual a R$20.000,00 R$500,00 +14% das vendas Menor que R$20.000,00 R$400,00 +14% das vendas 37. As tarifas de certo parque de estacionamento s˜ao as seguintes: • 1a e 2a hora - R$ 1,00 cada • 3a e 4a hora - R$ 1,40 cada • 5a hora e seguintes - R$ 2,00 cada O n´umero de horas a pagar ´e sempre inteiro e arredondado por excesso. Deste modo, quem estacionar durante 61 minutos pagar´a por duas horas, que ´e o mesmo que pagaria se tivesse permanecido 120 minutos. Os momentos de chegada ao parque e partida deste s˜ao apresentados na forma de pares de inteiros, representando horas e minutos. Por exemplo, o par 12 50 representar´a “dez para a uma da tarde”. Pretende-se criar um programa que, lidos pelo teclado os momentos de chegada e de partida, escreva na tela o prec¸o cobrado pelo estacionamento. Admite-se que a chegada e a partida se d˜ao com intervalo n˜ao superior a 24 horas. Portanto, se uma dada hora de chegada for superior `a da partida, isso n˜ao ´e uma situac¸ ˜ao de erro, antes significar´a que a partida ocorreu no dia seguinte ao da chegada. 38. Leia uma data de nascimento de uma pessoa fornecida atrav´es de trˆes n´umeros inteiros: Dia, Mˆes e Ano. Teste a validade desta data para saber se esta ´e uma data v´alida. Teste se o dia fornecido ´e um dia v´alido: dia > 0, dia ≤ 28 para o mˆes de fevereiro (29 se o ano for bissexto), dia ≤ 30 em abril, junho, setembro e novembro, dia ≤ 31 nos outros meses. Teste a validade do mˆes: mˆes > 0 e mˆes < 13. Teste a validade do ano: ano ≤ ano atual (use uma constante definida com o valor igual a 2008). Imprimir: “data v´alida” ou “data inv´alida” no final da execuc¸ ˜ao do programa. 5
  • 6. 39. Uma empresa decide dar um aumento aos seus funcion´arios de acordo com uma tabela que considera o sal´ario atual e o tempo de servic¸o de cada funcion´ario. Os funcion´arios com menor sal´ario ter˜ao um aumento proporcionalmente maior do que os funcion´arios com um sal´ario maior, e conforme o tempo de servic¸o na empresa, cada funcion´ario ir´a receber um bˆonus adicional de sal´ario. Fac¸a um programa que leia: • o valor do sal´ario atual do funcion´ario; • o tempo de servic¸o desse funcion´ario na empresa (n´umero de anos de trabalho na empresa). Use as tabelas abaixo para calcular o sal´ario reajustado deste funcion´ario e imprima o valor do sal´ario final reajustado, ou uma mensagem caso o funcion´ario n˜ao tenha direito a nenhum aumento. Sal´ario Atual Reajuste(%) Tempo de Servic¸o Bˆonus At´e 500,00 25% Abaixo de 1 ano Sem bˆonus At´e 1000,00 20% De 1 a 3 anos 100,00 At´e 1500,00 15% De 4 a 6 anos 200,00 At´e 2000,00 10% De 7 a 10 anos 300,00 Acima de 2000,00 Sem reajuste Mais de 10 anos 500,00 40. O custo ao consumidor de um carro novo ´e a soma do custo de f´abrica, da comiss˜ao do distribuidor, e dos impostos. A comiss˜ao e os impostos s˜ao calculados sobre o custo de f´abrica, de acordo com a tabela abaixo. Leia o custo de f´abrica e escreva o custo ao consumidor. CUSTO DE F ´ABRICA % DO DISTRIBUIDOR % DOS IMPOSTOS at´e R$12.000,00 5 isento entre R$12.000,00 e 25.000,00 10 15 acima de R$25.000,00 15 20 41. Fac¸a um algoritmo que calcule o IMC de uma pessoa e mostre sua classificac¸ ˜ao de acordo com a tabela abaixo: IMC Classificac¸ ˜ao < 18,5 Abaixo do Peso 18,6 - 24,9 Saud´avel 25,0 - 29,9 Peso em excesso 30,0 - 34,9 Obesidade Grau I 35,0 - 39,9 Obesidade Grau II(severa) ≥ 40,0 Obesidade Grau III(m´orbida) 6