SlideShare uma empresa Scribd logo
Índice
Como métricas ágeis podem ser úteis para o seu dia a dia?
Referências
Estudo de caso
Plataformatec 2017
@rapha_albino
Consultor na Plataformatec
Autor do livro “Métricas ágeis - Obtenha melhores
resultados em sua equipe”
Doutorando e Mestre em Administração de empresas
pela FEA-USP
Raphael Donaire Albino
Plataformatec 2017
● Métricas devem ser usadas para evoluir o processo e não para gerar cobranças e
comparações destrutivas.
● Números sem contextos são perigosos, portanto, ao analisá-los tenha em mente a
realidade que está envolta daquela unidade de medida.
● Procure tendências e fuja da precisão. Dada a complexidade que é criar um produto
de software não busque ser determinístico em um mundo que é receptivo por
natureza a uma realidade probabilística.
● Estamos medindo um sistema e não as pessoas.
Importante
Ressalvas sobre as métricas
Plataformatec 2017 | Confidencial
Importante
Visão sistêmica sobre o fluxo de trabalho
Sistema:
itens sendo trabalhados ou itens em
espera.
Chegada Saída
Plataformatec 2017 | Confidencial
Importante
Visão sistêmica sobre o fluxo de trabalho
Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4
Tempo
Plataformatec 2017 | Confidencial
A importância de observar os delays
Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4
Tempo
Vilões da produtividade
Plataformatec 2017 | Confidencial
Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4
Tempo
A capacidade da etapa de gargalo definirá a vazão do seu fluxo
Visibilidade dos gargalos
Plataformatec 2017 | Confidencial
Kanban e métricas = sucesso <3
● Visualize o fluxo de trabalho.
● Limite o trabalho em progresso (WIP).
● Meça e gerencie o fluxo.
● Torne as políticas explícitas.
● Desenvolva loops de feedback.
● Melhore de forma colaborativa.
Plataformatec 2017 | Confidencial
Estratégia para a promoção da excelência
10
Eficiência
(melhor forma)
Eficácia
(o certo)
Economia
(barato)
Excelência
Analisando métricas em equipes ágeis
Como métricas ágeis podem ser úteis
para o seu dia a dia?
Plataformatec 2017
Lead time
Dias
Item concluído
Item em aberto
Média móvel considerando os
últimos 5 itens entregues
Itens
Plataformatec 2017
Lead time
O que é e como analisar?
O que é: Quantidade de dias decorridos entre o início e o fim do trabalho de determinado item (do primeiro ao último estágio no processo
de trabalho).
Perguntas a se fazer:
● O lead time dos itens está ultrapassando o time box de uma iteração?
● Qual o plano de ação para controlarmos um aumento do lead time?
● Existe algum fator blocante nos itens que estão com o lead time alto?
● O lead time dos itens têm variado muito (ex. alguns lead times baixos e
outros altos)?
● Estamos conseguindo padronizar o tamanho dos itens (complexidade e
incerteza)?
● Estamos com gargalos no processo (teste, aceite)?
Plataformatec 2017
● Gargalos no processo.
● Indefinição dos itens.
● Itens sem padronização de complexidade e
incerteza.
● Problemas de ambiente impactando a entrega.
● Mudanças no time (ex: rotatividade).
Lead time
O que pode estar causando variações no lead time?
Plataformatec 2017
Lead time
Dias
Item concluído
Item em aberto
Média móvel considerando os
últimos 5 itens entregues
Itens
Plataformatec 2017
Lead time
Caso extremo em aberto
Caso extremo
Time box (Iteração)
Caso extremo
Plataformatec 2017
Lead time
Dada a tendência da média móvel, é
possível analisar três momentos do time
Itens com uma carga maior de
complexidade
Itens mais simples
Aumento na complexidade dos
itens
Plataformatec 2017
Lead time
Percentis: medidas que dividem a amostra
ordenada (por ordem crescente dos dados) em
100 partes, cada uma com uma percentagem de
dados aproximadamente igual.
Dias
Itens
Plataformatec 2017
Lead time
¾ ou 75% dos itens
desenvolvidos pelo time
levaram até 7 dias para
serem finalizados.
Quanto menor a diferença
entre as retas, menor a
variabilidade do processo.
Plataformatec 2016 | Confidencial
Lead time
Distribuição sem uma cauda longa
(os lead times do time
variaram de 1 ~ 11 dias)
Maior concentração de lead
times até 6 dias
(maior frequência)
Dias
Frequência
Plataformatec 2016 | Confidencial
Lead time
Dias
Frequência
Concentração de demandas com lead times
diferentes
Plataformatec 2017
Lead time breakdown
Tempo em cada etapa do
processo
Dias
Item
Em desenvolvimento Aguardando testes Em testes
Plataformatec 2017
Lead time breakdown
Em desenvolvimento Aguardando testes Em testes
Plataformatec 2017
Lead time breakdown
O que é e como analisar?
O que é: Avaliação do tempo em que os itens que estão em desenvolvimento passam em cada etapa do processo.
Perguntas a se fazer:
● Estamos analisando o tempo em que os itens têm passado por cada uma das etapas do processo?
● Estamos utilizando tais métricas em nosso dia a dia para coordenar nossas atividades?
Plataformatec 2017
Lead time breakdown
Problemas que podem ser vistos pelo lead time breakdown?
● Identificar a existência de gargalo em alguma etapa (muitos itens em uma mesma fase do processo).
● Avaliar se os itens que estão em WIP poderão ser entregues dentro de um timebox desejado (alinhamento de
expectativas entre time => PO => Business).
● Comparar, historicamente, o comportamento dos itens dentro do ciclo de vida de desenvolvimento.
● Criar insumos para cerimônias como daily e retrospectiva.
Plataformatec 2017
Lead time breakdown
Existe algo que possa ser feito
para ajudar nos testes?
Por que o item está
aguardando tanto tempo
para ser testado?
Em desenvolvimento Aguardando testes Em testes
Plataformatec 2017 | Confidencial
Eficiência de fluxo
Plataformatec 2017
CFD (Cumulative Flow Diagram)
Plataformatec 2017
CFD (Cumulative Flow Diagram)
Muitos itens acumulados
no backlog precisando ser
discutidos.
Sem muitas variações em
outras etapas (não há
formação de filas).
Plataformatec 2017
CFD (Cumulative Flow Diagram)
O que é: Visualização da quantidade de itens em cada etapa do fluxo de desenvolvimento.
Perguntas a se fazer:
● A curva de itens adicionados ao processo tem aumentado?
● A curva de itens finalizados tem crescido?
● Existe alguma etapa do processo que está acumulando itens (ex. teste)?
O que é e como analisar?
Plataformatec 2017
● Gargalos nas etapas do processo (exemplo: teste, code review).
● Backlog (itens adicionados) crescendo de forma desordenada.
● Extração de métricas como lead time e throughput médio.
CFD (Cumulative Flow Diagram)
Que tipo de informação podemos tirar deste gráfico?
Plataformatec 2017
CFD (Cumulative Flow Diagram)
Muitos itens acumulados
no backlog precisando ser
discutidos.
Sem muitas variações em
outras etapas (não há
formação de filas).
Plataformatec 2017
Throughput
Ponto de atenção:
semana sem entrega
Plataformatec 2017
Throughput
O que é e como analisar?
O que é: Quantidade de itens entregues, dado o critério de definition of done, nas últimas semanas.
Perguntas a se fazer:
● Estamos conseguindo fazer entregas semanais ou quinzenais?
● Estamos aumentando nosso throughput?
● Quais são os itens que estão sendo entregues (US, tasks, bugs)?
Plataformatec 2017
● Problemas de ambiente que estão impossibilitando a entrega dos itens.
● Problema de revisão dos itens.
● Semanas sem entregas.
● Falta de cadência de entrega.
● Aumento no número de entregas quando o prazo final se aproxima.
Throughput
Problemas que podem ser vistos pelo Throughput?
Plataformatec 2017
Throughput
Semana
Total de itens entregues
Média móvel considerando
as últimas 5 semanas
Plataformatec 2017
Throughput
Ponto de atenção:
semana sem entrega
Plataformatec 2017
Burn up chart
Total de itens no backlog
Total de itens
entregues
Projeções de entrega
Semana
Plataformatec 2017
Burn up chart
O que é e como analisar?
O que é: Compara o progresso de entregas e a quantidade de itens existentes no backlog.
Perguntas a se fazer:
● O backlog do projeto tem crescido de forma saudável?
● Quando o time finalizará o atual escopo do projeto?
Plataformatec 2017
● Semanas sem nenhuma entrega.
● Aumento repentino do backlog.
● Falta de cadência de entrega.
● Subestimação do prazo de entrega do backlog.
Burn up chart
Problemas que podem ser vistos pelo Burn up chart?
Plataformatec 2017
Burn up chart
Total de itens no backlog
Total de itens
entregues
Projeções de entrega
Semana
Plataformatec 2017
O que é:
● Uso de estatística descritiva para determinar as projeções dos cenários otimistas, mais provável e
pessimista de entrega de um escopo.
● Para a realização das projeções, são levadas em considerações informações como: o throughput
mínimo, o throughput máximo, a mediana (50% de chances das semanas repetiram o comportamento)
da amostra de throughput, a moda (o comportamento mais frequente) da amostra de throughput, o
percentil 75 da amostra de throughput (25% de chances das semanas repetiram o comportamento) e o
percentil 95 da amostra de throughput (5% de chances das semanas repetiram o comportamento).
Pergunta a se fazer:
● Dado nosso histórico de throughput, como seria a projeção de cenários para a entrega de um escopo?
Projeções baseadas em throughput
O que é e como analisar?
Plataformatec 2017
Projeções baseadas em throughput
Como analisar?
Plataformatec 2017
Burn up chart
Prazo do projeto
(escopo não será
finalizado)
Plataformatec 2017
Burn up chart
Prazo do projeto
(escopo finalizado em cenário
otimista)
Plataformatec 2017
Burn up chart
Prazo do projeto
(escopo finalizado em cenário
provável)
Plataformatec 2017
Burn up chart
Prazo do projeto
(escopo finalizado
com tranquilidade)
Plataformatec 2016 | Confidencial
O que é:
● Uso de amostragens aleatórias massivas para obter resultados numéricos, isto é, repetindo sucessivas simulações um elevado
número de vezes, para calcular probabilidades heuristicamente.
Perguntas a se fazer:
● Quais são as chances do throughput acumulado (número de itens entregues) ser maior ou igual ao backlog levantado?
Simulações de Monte Carlo
O que é e como analisar?
Plataformatec 2016 | Confidencial
● Os itens que foram entregues não possuem uma alta variação de complexidade.
● O que Monte Carlo faz é prever o que acontecerá no futuro caso o passado se repita de alguma forma.
Simulações de Monte Carlo
Característica da aplicação da técnica
Plataformatec 2016 | Confidencial
● Dado 1: throughputs do time.
● Dado 2: taxa de crescimento do backlog (BGR).
Simulações de Monte Carlo
Como funciona?
Plataformatec 2016 | Confidencial
Simulações de Monte Carlo
Como funciona?
Plataformatec 2016 | Confidencial
Simulações de Monte Carlo
Como funciona?Probability
Week Number
Algumas dicas de leitura
Referências
Plataformatec 2017
● Conteúdo Ptec
○ O aprendizado a partir de indicadores ágeis
○ Why we love metrics? Cumulative flow diagrams
○ Looking at Lead Time in a different way
○ Métricas Ágeis: Throughput e gráfico de Burnup
○ Métricas Ágeis: o que Lead Time fala sobre seu projeto
○ Power of the metrics: Don’t use average to forecast deadlines
○ Lead Time Experiment: Calculating Lead Time of the whole process
○ Case Study of a WIP Limit Implementation: Why, When and How to use WIP Limits
○ Forecasting software project’s completion date through Monte Carlo Simulation
○ 5 Estratégias para otimizar o fluxo de desenvolvimento de software
● Outras referências
○ Blog - Kudos - Leonardo Campos
○ Blog - Troy Magennis
○ Livro - Actionable Agile Metrics for Predictability
Referências
Plataformatec 2017
Curso gratuito e muito mais sobre Agile ;)
http://bit.ly/leankanban-2017
Plataformatec 2017
E tem mais :D
http://bit.ly/livro-metricas
Estudo de caso
bit.ly/casemetricasLKBR17
Plataformatec 2017
Uma planilha de métricas disponível para usar!
http://bit.ly/lean-br-2017
[Lean kanban brazil 2017] Workshop de métricas

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Scrum Sprint Planning
Scrum Sprint PlanningScrum Sprint Planning
Scrum Sprint Planning
Leandro Alvares da Costa
 
Sistema kanban - Michelle M Teodoro (LKBR2019)
Sistema kanban - Michelle M Teodoro (LKBR2019)Sistema kanban - Michelle M Teodoro (LKBR2019)
Sistema kanban - Michelle M Teodoro (LKBR2019)
Michelle Moraes Teodoro
 
20220607 Introduction to Flight Levels
20220607 Introduction to Flight Levels20220607 Introduction to Flight Levels
20220607 Introduction to Flight Levels
Craeg Strong
 
Silent Sort Estimating
Silent Sort EstimatingSilent Sort Estimating
Silent Sort Estimating
Tomasz Wykowski, CST
 
O Dilema da Priorizacao.pptx
O Dilema da Priorizacao.pptxO Dilema da Priorizacao.pptx
O Dilema da Priorizacao.pptx
Mariana Zaparolli Martins
 
Statik, Kanban's hidden gem
Statik, Kanban's hidden gemStatik, Kanban's hidden gem
Statik, Kanban's hidden gem
Mike Burrows
 
The Paved PaaS to Microservices at Netflix (IAS2017 Nanjing)
The Paved PaaS to Microservices at Netflix (IAS2017 Nanjing)The Paved PaaS to Microservices at Netflix (IAS2017 Nanjing)
The Paved PaaS to Microservices at Netflix (IAS2017 Nanjing)
Yunong Xiao
 
[Product Starter] Fábio Aguiar - Lean Inception e Product Backlog Building
[Product Starter] Fábio Aguiar - Lean Inception e Product Backlog Building[Product Starter] Fábio Aguiar - Lean Inception e Product Backlog Building
[Product Starter] Fábio Aguiar - Lean Inception e Product Backlog Building
Product Camp Brasil
 
Tips para la PMO perdida en el Mundo Ágil
Tips para la PMO perdida en el Mundo ÁgilTips para la PMO perdida en el Mundo Ágil
Tips para la PMO perdida en el Mundo Ágil
Jorge Hernán Abad Londoño
 
Agile transformation Explanined
Agile transformation ExplaninedAgile transformation Explanined
Agile transformation Explanined
LeadingAgile
 
MHA2018 - Agile Transformation Explained - Mike Cottmeyer
MHA2018 - Agile Transformation Explained - Mike CottmeyerMHA2018 - Agile Transformation Explained - Mike Cottmeyer
MHA2018 - Agile Transformation Explained - Mike Cottmeyer
AgileDenver
 
Flaps Model Thinking - Um voo rumo a Business Agility
Flaps Model Thinking - Um voo rumo a Business AgilityFlaps Model Thinking - Um voo rumo a Business Agility
Flaps Model Thinking - Um voo rumo a Business Agility
AndyBarbosa2
 
Teste Tradicional e Teste Ágil: de que lado você esta?
Teste Tradicional e Teste Ágil: de que lado você esta?Teste Tradicional e Teste Ágil: de que lado você esta?
Teste Tradicional e Teste Ágil: de que lado você esta?
Danilo Sousa
 
Agile scrum training
Agile scrum trainingAgile scrum training
DevTools at Netflix: Culture, Speed & Innovation
DevTools at Netflix: Culture, Speed & InnovationDevTools at Netflix: Culture, Speed & Innovation
DevTools at Netflix: Culture, Speed & Innovation
Atlassian
 
BDD em Ação
BDD em AçãoBDD em Ação
BDD em Ação
Uilian Ries
 
Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Gerenciamento Ágil de Projetos com ScrumGerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Ludimila Monjardim Casagrande
 
Scrum Product Owner
Scrum Product OwnerScrum Product Owner
Scrum Product Owner
Rildo (@rildosan) Santos
 
Feedback Canvas
Feedback CanvasFeedback Canvas
Feedback Canvas
Rildo (@rildosan) Santos
 
Scrum
ScrumScrum

Mais procurados (20)

Scrum Sprint Planning
Scrum Sprint PlanningScrum Sprint Planning
Scrum Sprint Planning
 
Sistema kanban - Michelle M Teodoro (LKBR2019)
Sistema kanban - Michelle M Teodoro (LKBR2019)Sistema kanban - Michelle M Teodoro (LKBR2019)
Sistema kanban - Michelle M Teodoro (LKBR2019)
 
20220607 Introduction to Flight Levels
20220607 Introduction to Flight Levels20220607 Introduction to Flight Levels
20220607 Introduction to Flight Levels
 
Silent Sort Estimating
Silent Sort EstimatingSilent Sort Estimating
Silent Sort Estimating
 
O Dilema da Priorizacao.pptx
O Dilema da Priorizacao.pptxO Dilema da Priorizacao.pptx
O Dilema da Priorizacao.pptx
 
Statik, Kanban's hidden gem
Statik, Kanban's hidden gemStatik, Kanban's hidden gem
Statik, Kanban's hidden gem
 
The Paved PaaS to Microservices at Netflix (IAS2017 Nanjing)
The Paved PaaS to Microservices at Netflix (IAS2017 Nanjing)The Paved PaaS to Microservices at Netflix (IAS2017 Nanjing)
The Paved PaaS to Microservices at Netflix (IAS2017 Nanjing)
 
[Product Starter] Fábio Aguiar - Lean Inception e Product Backlog Building
[Product Starter] Fábio Aguiar - Lean Inception e Product Backlog Building[Product Starter] Fábio Aguiar - Lean Inception e Product Backlog Building
[Product Starter] Fábio Aguiar - Lean Inception e Product Backlog Building
 
Tips para la PMO perdida en el Mundo Ágil
Tips para la PMO perdida en el Mundo ÁgilTips para la PMO perdida en el Mundo Ágil
Tips para la PMO perdida en el Mundo Ágil
 
Agile transformation Explanined
Agile transformation ExplaninedAgile transformation Explanined
Agile transformation Explanined
 
MHA2018 - Agile Transformation Explained - Mike Cottmeyer
MHA2018 - Agile Transformation Explained - Mike CottmeyerMHA2018 - Agile Transformation Explained - Mike Cottmeyer
MHA2018 - Agile Transformation Explained - Mike Cottmeyer
 
Flaps Model Thinking - Um voo rumo a Business Agility
Flaps Model Thinking - Um voo rumo a Business AgilityFlaps Model Thinking - Um voo rumo a Business Agility
Flaps Model Thinking - Um voo rumo a Business Agility
 
Teste Tradicional e Teste Ágil: de que lado você esta?
Teste Tradicional e Teste Ágil: de que lado você esta?Teste Tradicional e Teste Ágil: de que lado você esta?
Teste Tradicional e Teste Ágil: de que lado você esta?
 
Agile scrum training
Agile scrum trainingAgile scrum training
Agile scrum training
 
DevTools at Netflix: Culture, Speed & Innovation
DevTools at Netflix: Culture, Speed & InnovationDevTools at Netflix: Culture, Speed & Innovation
DevTools at Netflix: Culture, Speed & Innovation
 
BDD em Ação
BDD em AçãoBDD em Ação
BDD em Ação
 
Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Gerenciamento Ágil de Projetos com ScrumGerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
 
Scrum Product Owner
Scrum Product OwnerScrum Product Owner
Scrum Product Owner
 
Feedback Canvas
Feedback CanvasFeedback Canvas
Feedback Canvas
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 

Semelhante a [Lean kanban brazil 2017] Workshop de métricas

Workshop de métricas Agile Brazil 2017
Workshop de métricas Agile Brazil 2017Workshop de métricas Agile Brazil 2017
Workshop de métricas Agile Brazil 2017
Raphael Donaire Albino
 
Workshop de métricas Agile Brazil 2017
Workshop de métricas Agile Brazil 2017Workshop de métricas Agile Brazil 2017
Workshop de métricas Agile Brazil 2017
Wesley Tiago Zapellini
 
Mapeamento de Processos
Mapeamento de ProcessosMapeamento de Processos
MsProject.pptx
MsProject.pptxMsProject.pptx
MsProject.pptx
Ricardo Santos
 
Mãos nas métricas uma abordagem prática na avaliação de processos - agi...
Mãos nas métricas  uma abordagem prática na avaliação de processos - agi...Mãos nas métricas  uma abordagem prática na avaliação de processos - agi...
Mãos nas métricas uma abordagem prática na avaliação de processos - agi...
Breno Campos
 
Curso de Microsoft Project 2010 - Completo
Curso de Microsoft Project 2010 - CompletoCurso de Microsoft Project 2010 - Completo
Curso de Microsoft Project 2010 - Completo
Fernando Dantas
 
Lecture 4 :: As métricas para o Processo e Projeto de SW
Lecture 4 :: As métricas para o Processo e Projeto de SWLecture 4 :: As métricas para o Processo e Projeto de SW
Lecture 4 :: As métricas para o Processo e Projeto de SW
Rogerio P C do Nascimento
 
(Transformar 16) sessão 6
(Transformar 16) sessão 6(Transformar 16) sessão 6
(Transformar 16) sessão 6
Ink_conteudos
 
Estimativas cef 2000
Estimativas cef 2000Estimativas cef 2000
Estimativas cef 2000
Fátima Marinho
 
(ConSePS) PMD _ Dia 05
(ConSePS) PMD _ Dia 05(ConSePS) PMD _ Dia 05
(ConSePS) PMD _ Dia 05
Ink_conteudos
 
O que não te contaram sobre as métricas e voce precisa saber! [SGRIo 06/2019]
O que não te contaram sobre as métricas e voce precisa saber! [SGRIo 06/2019]O que não te contaram sobre as métricas e voce precisa saber! [SGRIo 06/2019]
O que não te contaram sobre as métricas e voce precisa saber! [SGRIo 06/2019]
Cleiton Luis Mafra
 
(Transformar) Sessão 06
(Transformar) Sessão 06 (Transformar) Sessão 06
(Transformar) Sessão 06
Ink_conteudos
 
Gap analysis - Análise de Lacunas
Gap analysis - Análise de LacunasGap analysis - Análise de Lacunas
Gap analysis - Análise de Lacunas
Rui Loureiro
 
The Lean Approach to Project Management - Lean Conference Aveiro.pdf
The Lean Approach to Project Management - Lean Conference Aveiro.pdfThe Lean Approach to Project Management - Lean Conference Aveiro.pdf
The Lean Approach to Project Management - Lean Conference Aveiro.pdf
Fabio Perrotta de Andrade
 
Gerenciamento ágil e o aprendizado a partir de indicadores ágeis project lab
Gerenciamento ágil e o aprendizado a partir de indicadores ágeis   project labGerenciamento ágil e o aprendizado a partir de indicadores ágeis   project lab
Gerenciamento ágil e o aprendizado a partir de indicadores ágeis project lab
Raphael Donaire Albino
 
Planeamento Temporal E Monitorização do Projecto de SW
Planeamento Temporal E Monitorização do Projecto de SW Planeamento Temporal E Monitorização do Projecto de SW
Planeamento Temporal E Monitorização do Projecto de SW
Rogerio P C do Nascimento
 
Mãos nas métricas uma abordagem prática na avaliação de processos - scr...
Mãos nas métricas  uma abordagem prática na avaliação de processos - scr...Mãos nas métricas  uma abordagem prática na avaliação de processos - scr...
Mãos nas métricas uma abordagem prática na avaliação de processos - scr...
Raphael Donaire Albino
 
PMO - Project Management Office
PMO - Project Management OfficePMO - Project Management Office
PMO - Project Management Office
Aragon Vieira
 
Métricas para o Processo e o Projecto de Software
Métricas para o Processo e o Projecto de SoftwareMétricas para o Processo e o Projecto de Software
Métricas para o Processo e o Projecto de Software
Rogerio P C do Nascimento
 
Uma introdução ao Gerenciamento de Projetos - Flennar Academy
Uma introdução ao Gerenciamento de Projetos - Flennar AcademyUma introdução ao Gerenciamento de Projetos - Flennar Academy
Uma introdução ao Gerenciamento de Projetos - Flennar Academy
Fabricio Henrique
 

Semelhante a [Lean kanban brazil 2017] Workshop de métricas (20)

Workshop de métricas Agile Brazil 2017
Workshop de métricas Agile Brazil 2017Workshop de métricas Agile Brazil 2017
Workshop de métricas Agile Brazil 2017
 
Workshop de métricas Agile Brazil 2017
Workshop de métricas Agile Brazil 2017Workshop de métricas Agile Brazil 2017
Workshop de métricas Agile Brazil 2017
 
Mapeamento de Processos
Mapeamento de ProcessosMapeamento de Processos
Mapeamento de Processos
 
MsProject.pptx
MsProject.pptxMsProject.pptx
MsProject.pptx
 
Mãos nas métricas uma abordagem prática na avaliação de processos - agi...
Mãos nas métricas  uma abordagem prática na avaliação de processos - agi...Mãos nas métricas  uma abordagem prática na avaliação de processos - agi...
Mãos nas métricas uma abordagem prática na avaliação de processos - agi...
 
Curso de Microsoft Project 2010 - Completo
Curso de Microsoft Project 2010 - CompletoCurso de Microsoft Project 2010 - Completo
Curso de Microsoft Project 2010 - Completo
 
Lecture 4 :: As métricas para o Processo e Projeto de SW
Lecture 4 :: As métricas para o Processo e Projeto de SWLecture 4 :: As métricas para o Processo e Projeto de SW
Lecture 4 :: As métricas para o Processo e Projeto de SW
 
(Transformar 16) sessão 6
(Transformar 16) sessão 6(Transformar 16) sessão 6
(Transformar 16) sessão 6
 
Estimativas cef 2000
Estimativas cef 2000Estimativas cef 2000
Estimativas cef 2000
 
(ConSePS) PMD _ Dia 05
(ConSePS) PMD _ Dia 05(ConSePS) PMD _ Dia 05
(ConSePS) PMD _ Dia 05
 
O que não te contaram sobre as métricas e voce precisa saber! [SGRIo 06/2019]
O que não te contaram sobre as métricas e voce precisa saber! [SGRIo 06/2019]O que não te contaram sobre as métricas e voce precisa saber! [SGRIo 06/2019]
O que não te contaram sobre as métricas e voce precisa saber! [SGRIo 06/2019]
 
(Transformar) Sessão 06
(Transformar) Sessão 06 (Transformar) Sessão 06
(Transformar) Sessão 06
 
Gap analysis - Análise de Lacunas
Gap analysis - Análise de LacunasGap analysis - Análise de Lacunas
Gap analysis - Análise de Lacunas
 
The Lean Approach to Project Management - Lean Conference Aveiro.pdf
The Lean Approach to Project Management - Lean Conference Aveiro.pdfThe Lean Approach to Project Management - Lean Conference Aveiro.pdf
The Lean Approach to Project Management - Lean Conference Aveiro.pdf
 
Gerenciamento ágil e o aprendizado a partir de indicadores ágeis project lab
Gerenciamento ágil e o aprendizado a partir de indicadores ágeis   project labGerenciamento ágil e o aprendizado a partir de indicadores ágeis   project lab
Gerenciamento ágil e o aprendizado a partir de indicadores ágeis project lab
 
Planeamento Temporal E Monitorização do Projecto de SW
Planeamento Temporal E Monitorização do Projecto de SW Planeamento Temporal E Monitorização do Projecto de SW
Planeamento Temporal E Monitorização do Projecto de SW
 
Mãos nas métricas uma abordagem prática na avaliação de processos - scr...
Mãos nas métricas  uma abordagem prática na avaliação de processos - scr...Mãos nas métricas  uma abordagem prática na avaliação de processos - scr...
Mãos nas métricas uma abordagem prática na avaliação de processos - scr...
 
PMO - Project Management Office
PMO - Project Management OfficePMO - Project Management Office
PMO - Project Management Office
 
Métricas para o Processo e o Projecto de Software
Métricas para o Processo e o Projecto de SoftwareMétricas para o Processo e o Projecto de Software
Métricas para o Processo e o Projecto de Software
 
Uma introdução ao Gerenciamento de Projetos - Flennar Academy
Uma introdução ao Gerenciamento de Projetos - Flennar AcademyUma introdução ao Gerenciamento de Projetos - Flennar Academy
Uma introdução ao Gerenciamento de Projetos - Flennar Academy
 

Mais de Raphael Donaire Albino

Métricas ágeis obtenha melhores resultados em sua equipe
Métricas ágeis obtenha melhores resultados em sua equipeMétricas ágeis obtenha melhores resultados em sua equipe
Métricas ágeis obtenha melhores resultados em sua equipe
Raphael Donaire Albino
 
Os desafios de desenvolver uma cultura ágil: eficácia, eficiência e economia
 Os desafios de desenvolver uma cultura ágil: eficácia, eficiência e economia Os desafios de desenvolver uma cultura ágil: eficácia, eficiência e economia
Os desafios de desenvolver uma cultura ágil: eficácia, eficiência e economia
Raphael Donaire Albino
 
The Developers Conference POA 2017 - Como dosar métricas de produto e processo
The Developers Conference POA 2017 - Como dosar métricas de produto e processoThe Developers Conference POA 2017 - Como dosar métricas de produto e processo
The Developers Conference POA 2017 - Como dosar métricas de produto e processo
Raphael Donaire Albino
 
Como dosar métricas de produto e processo em equipes que trabalham com soluçõ...
Como dosar métricas de produto e processo em equipes que trabalham com soluçõ...Como dosar métricas de produto e processo em equipes que trabalham com soluçõ...
Como dosar métricas de produto e processo em equipes que trabalham com soluçõ...
Raphael Donaire Albino
 
3 P's Pessoas, Processo e Produto
3 P's Pessoas, Processo e Produto3 P's Pessoas, Processo e Produto
3 P's Pessoas, Processo e Produto
Raphael Donaire Albino
 
Desenvolvimento ágil e seus benefícios
Desenvolvimento ágil e seus benefíciosDesenvolvimento ágil e seus benefícios
Desenvolvimento ágil e seus benefícios
Raphael Donaire Albino
 
Metrificar para prever e não prever para metrificar. O aprendizado a partir ...
Metrificar para prever e não prever para metrificar. O aprendizado a partir ...Metrificar para prever e não prever para metrificar. O aprendizado a partir ...
Metrificar para prever e não prever para metrificar. O aprendizado a partir ...
Raphael Donaire Albino
 
Qual o papel do gerente de projetos em um time ágil?
Qual o papel do gerente de projetos em um time ágil?Qual o papel do gerente de projetos em um time ágil?
Qual o papel do gerente de projetos em um time ágil?
Raphael Donaire Albino
 
Oficina WEB Design Lecom - PHP e MySQL
Oficina WEB Design Lecom - PHP e MySQLOficina WEB Design Lecom - PHP e MySQL
Oficina WEB Design Lecom - PHP e MySQL
Raphael Donaire Albino
 
Oficina de Web Design Lecom - PHP e JavaScript
Oficina de Web Design Lecom - PHP e JavaScriptOficina de Web Design Lecom - PHP e JavaScript
Oficina de Web Design Lecom - PHP e JavaScript
Raphael Donaire Albino
 
SOA, BPM e Agilidade em Negócios
SOA, BPM  e Agilidade em NegóciosSOA, BPM  e Agilidade em Negócios
SOA, BPM e Agilidade em Negócios
Raphael Donaire Albino
 
Gerenciando Projetos De Software De Forma áGil Utilizando Scrum
Gerenciando Projetos De Software De Forma áGil Utilizando ScrumGerenciando Projetos De Software De Forma áGil Utilizando Scrum
Gerenciando Projetos De Software De Forma áGil Utilizando Scrum
Raphael Donaire Albino
 

Mais de Raphael Donaire Albino (12)

Métricas ágeis obtenha melhores resultados em sua equipe
Métricas ágeis obtenha melhores resultados em sua equipeMétricas ágeis obtenha melhores resultados em sua equipe
Métricas ágeis obtenha melhores resultados em sua equipe
 
Os desafios de desenvolver uma cultura ágil: eficácia, eficiência e economia
 Os desafios de desenvolver uma cultura ágil: eficácia, eficiência e economia Os desafios de desenvolver uma cultura ágil: eficácia, eficiência e economia
Os desafios de desenvolver uma cultura ágil: eficácia, eficiência e economia
 
The Developers Conference POA 2017 - Como dosar métricas de produto e processo
The Developers Conference POA 2017 - Como dosar métricas de produto e processoThe Developers Conference POA 2017 - Como dosar métricas de produto e processo
The Developers Conference POA 2017 - Como dosar métricas de produto e processo
 
Como dosar métricas de produto e processo em equipes que trabalham com soluçõ...
Como dosar métricas de produto e processo em equipes que trabalham com soluçõ...Como dosar métricas de produto e processo em equipes que trabalham com soluçõ...
Como dosar métricas de produto e processo em equipes que trabalham com soluçõ...
 
3 P's Pessoas, Processo e Produto
3 P's Pessoas, Processo e Produto3 P's Pessoas, Processo e Produto
3 P's Pessoas, Processo e Produto
 
Desenvolvimento ágil e seus benefícios
Desenvolvimento ágil e seus benefíciosDesenvolvimento ágil e seus benefícios
Desenvolvimento ágil e seus benefícios
 
Metrificar para prever e não prever para metrificar. O aprendizado a partir ...
Metrificar para prever e não prever para metrificar. O aprendizado a partir ...Metrificar para prever e não prever para metrificar. O aprendizado a partir ...
Metrificar para prever e não prever para metrificar. O aprendizado a partir ...
 
Qual o papel do gerente de projetos em um time ágil?
Qual o papel do gerente de projetos em um time ágil?Qual o papel do gerente de projetos em um time ágil?
Qual o papel do gerente de projetos em um time ágil?
 
Oficina WEB Design Lecom - PHP e MySQL
Oficina WEB Design Lecom - PHP e MySQLOficina WEB Design Lecom - PHP e MySQL
Oficina WEB Design Lecom - PHP e MySQL
 
Oficina de Web Design Lecom - PHP e JavaScript
Oficina de Web Design Lecom - PHP e JavaScriptOficina de Web Design Lecom - PHP e JavaScript
Oficina de Web Design Lecom - PHP e JavaScript
 
SOA, BPM e Agilidade em Negócios
SOA, BPM  e Agilidade em NegóciosSOA, BPM  e Agilidade em Negócios
SOA, BPM e Agilidade em Negócios
 
Gerenciando Projetos De Software De Forma áGil Utilizando Scrum
Gerenciando Projetos De Software De Forma áGil Utilizando ScrumGerenciando Projetos De Software De Forma áGil Utilizando Scrum
Gerenciando Projetos De Software De Forma áGil Utilizando Scrum
 

[Lean kanban brazil 2017] Workshop de métricas

  • 1.
  • 2. Índice Como métricas ágeis podem ser úteis para o seu dia a dia? Referências Estudo de caso
  • 3. Plataformatec 2017 @rapha_albino Consultor na Plataformatec Autor do livro “Métricas ágeis - Obtenha melhores resultados em sua equipe” Doutorando e Mestre em Administração de empresas pela FEA-USP Raphael Donaire Albino
  • 4. Plataformatec 2017 ● Métricas devem ser usadas para evoluir o processo e não para gerar cobranças e comparações destrutivas. ● Números sem contextos são perigosos, portanto, ao analisá-los tenha em mente a realidade que está envolta daquela unidade de medida. ● Procure tendências e fuja da precisão. Dada a complexidade que é criar um produto de software não busque ser determinístico em um mundo que é receptivo por natureza a uma realidade probabilística. ● Estamos medindo um sistema e não as pessoas. Importante Ressalvas sobre as métricas
  • 5. Plataformatec 2017 | Confidencial Importante Visão sistêmica sobre o fluxo de trabalho Sistema: itens sendo trabalhados ou itens em espera. Chegada Saída
  • 6. Plataformatec 2017 | Confidencial Importante Visão sistêmica sobre o fluxo de trabalho Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Tempo
  • 7. Plataformatec 2017 | Confidencial A importância de observar os delays Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Tempo Vilões da produtividade
  • 8. Plataformatec 2017 | Confidencial Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Tempo A capacidade da etapa de gargalo definirá a vazão do seu fluxo Visibilidade dos gargalos
  • 9. Plataformatec 2017 | Confidencial Kanban e métricas = sucesso <3 ● Visualize o fluxo de trabalho. ● Limite o trabalho em progresso (WIP). ● Meça e gerencie o fluxo. ● Torne as políticas explícitas. ● Desenvolva loops de feedback. ● Melhore de forma colaborativa.
  • 10. Plataformatec 2017 | Confidencial Estratégia para a promoção da excelência 10 Eficiência (melhor forma) Eficácia (o certo) Economia (barato) Excelência
  • 11. Analisando métricas em equipes ágeis Como métricas ágeis podem ser úteis para o seu dia a dia?
  • 12. Plataformatec 2017 Lead time Dias Item concluído Item em aberto Média móvel considerando os últimos 5 itens entregues Itens
  • 13. Plataformatec 2017 Lead time O que é e como analisar? O que é: Quantidade de dias decorridos entre o início e o fim do trabalho de determinado item (do primeiro ao último estágio no processo de trabalho). Perguntas a se fazer: ● O lead time dos itens está ultrapassando o time box de uma iteração? ● Qual o plano de ação para controlarmos um aumento do lead time? ● Existe algum fator blocante nos itens que estão com o lead time alto? ● O lead time dos itens têm variado muito (ex. alguns lead times baixos e outros altos)? ● Estamos conseguindo padronizar o tamanho dos itens (complexidade e incerteza)? ● Estamos com gargalos no processo (teste, aceite)?
  • 14. Plataformatec 2017 ● Gargalos no processo. ● Indefinição dos itens. ● Itens sem padronização de complexidade e incerteza. ● Problemas de ambiente impactando a entrega. ● Mudanças no time (ex: rotatividade). Lead time O que pode estar causando variações no lead time?
  • 15. Plataformatec 2017 Lead time Dias Item concluído Item em aberto Média móvel considerando os últimos 5 itens entregues Itens
  • 16. Plataformatec 2017 Lead time Caso extremo em aberto Caso extremo Time box (Iteração) Caso extremo
  • 17. Plataformatec 2017 Lead time Dada a tendência da média móvel, é possível analisar três momentos do time Itens com uma carga maior de complexidade Itens mais simples Aumento na complexidade dos itens
  • 18. Plataformatec 2017 Lead time Percentis: medidas que dividem a amostra ordenada (por ordem crescente dos dados) em 100 partes, cada uma com uma percentagem de dados aproximadamente igual. Dias Itens
  • 19. Plataformatec 2017 Lead time ¾ ou 75% dos itens desenvolvidos pelo time levaram até 7 dias para serem finalizados. Quanto menor a diferença entre as retas, menor a variabilidade do processo.
  • 20. Plataformatec 2016 | Confidencial Lead time Distribuição sem uma cauda longa (os lead times do time variaram de 1 ~ 11 dias) Maior concentração de lead times até 6 dias (maior frequência) Dias Frequência
  • 21. Plataformatec 2016 | Confidencial Lead time Dias Frequência Concentração de demandas com lead times diferentes
  • 22. Plataformatec 2017 Lead time breakdown Tempo em cada etapa do processo Dias Item Em desenvolvimento Aguardando testes Em testes
  • 23. Plataformatec 2017 Lead time breakdown Em desenvolvimento Aguardando testes Em testes
  • 24. Plataformatec 2017 Lead time breakdown O que é e como analisar? O que é: Avaliação do tempo em que os itens que estão em desenvolvimento passam em cada etapa do processo. Perguntas a se fazer: ● Estamos analisando o tempo em que os itens têm passado por cada uma das etapas do processo? ● Estamos utilizando tais métricas em nosso dia a dia para coordenar nossas atividades?
  • 25. Plataformatec 2017 Lead time breakdown Problemas que podem ser vistos pelo lead time breakdown? ● Identificar a existência de gargalo em alguma etapa (muitos itens em uma mesma fase do processo). ● Avaliar se os itens que estão em WIP poderão ser entregues dentro de um timebox desejado (alinhamento de expectativas entre time => PO => Business). ● Comparar, historicamente, o comportamento dos itens dentro do ciclo de vida de desenvolvimento. ● Criar insumos para cerimônias como daily e retrospectiva.
  • 26. Plataformatec 2017 Lead time breakdown Existe algo que possa ser feito para ajudar nos testes? Por que o item está aguardando tanto tempo para ser testado? Em desenvolvimento Aguardando testes Em testes
  • 27. Plataformatec 2017 | Confidencial Eficiência de fluxo
  • 29. Plataformatec 2017 CFD (Cumulative Flow Diagram) Muitos itens acumulados no backlog precisando ser discutidos. Sem muitas variações em outras etapas (não há formação de filas).
  • 30. Plataformatec 2017 CFD (Cumulative Flow Diagram) O que é: Visualização da quantidade de itens em cada etapa do fluxo de desenvolvimento. Perguntas a se fazer: ● A curva de itens adicionados ao processo tem aumentado? ● A curva de itens finalizados tem crescido? ● Existe alguma etapa do processo que está acumulando itens (ex. teste)? O que é e como analisar?
  • 31. Plataformatec 2017 ● Gargalos nas etapas do processo (exemplo: teste, code review). ● Backlog (itens adicionados) crescendo de forma desordenada. ● Extração de métricas como lead time e throughput médio. CFD (Cumulative Flow Diagram) Que tipo de informação podemos tirar deste gráfico?
  • 32. Plataformatec 2017 CFD (Cumulative Flow Diagram) Muitos itens acumulados no backlog precisando ser discutidos. Sem muitas variações em outras etapas (não há formação de filas).
  • 33. Plataformatec 2017 Throughput Ponto de atenção: semana sem entrega
  • 34. Plataformatec 2017 Throughput O que é e como analisar? O que é: Quantidade de itens entregues, dado o critério de definition of done, nas últimas semanas. Perguntas a se fazer: ● Estamos conseguindo fazer entregas semanais ou quinzenais? ● Estamos aumentando nosso throughput? ● Quais são os itens que estão sendo entregues (US, tasks, bugs)?
  • 35. Plataformatec 2017 ● Problemas de ambiente que estão impossibilitando a entrega dos itens. ● Problema de revisão dos itens. ● Semanas sem entregas. ● Falta de cadência de entrega. ● Aumento no número de entregas quando o prazo final se aproxima. Throughput Problemas que podem ser vistos pelo Throughput?
  • 36. Plataformatec 2017 Throughput Semana Total de itens entregues Média móvel considerando as últimas 5 semanas
  • 37. Plataformatec 2017 Throughput Ponto de atenção: semana sem entrega
  • 38. Plataformatec 2017 Burn up chart Total de itens no backlog Total de itens entregues Projeções de entrega Semana
  • 39. Plataformatec 2017 Burn up chart O que é e como analisar? O que é: Compara o progresso de entregas e a quantidade de itens existentes no backlog. Perguntas a se fazer: ● O backlog do projeto tem crescido de forma saudável? ● Quando o time finalizará o atual escopo do projeto?
  • 40. Plataformatec 2017 ● Semanas sem nenhuma entrega. ● Aumento repentino do backlog. ● Falta de cadência de entrega. ● Subestimação do prazo de entrega do backlog. Burn up chart Problemas que podem ser vistos pelo Burn up chart?
  • 41. Plataformatec 2017 Burn up chart Total de itens no backlog Total de itens entregues Projeções de entrega Semana
  • 42. Plataformatec 2017 O que é: ● Uso de estatística descritiva para determinar as projeções dos cenários otimistas, mais provável e pessimista de entrega de um escopo. ● Para a realização das projeções, são levadas em considerações informações como: o throughput mínimo, o throughput máximo, a mediana (50% de chances das semanas repetiram o comportamento) da amostra de throughput, a moda (o comportamento mais frequente) da amostra de throughput, o percentil 75 da amostra de throughput (25% de chances das semanas repetiram o comportamento) e o percentil 95 da amostra de throughput (5% de chances das semanas repetiram o comportamento). Pergunta a se fazer: ● Dado nosso histórico de throughput, como seria a projeção de cenários para a entrega de um escopo? Projeções baseadas em throughput O que é e como analisar?
  • 43. Plataformatec 2017 Projeções baseadas em throughput Como analisar?
  • 44. Plataformatec 2017 Burn up chart Prazo do projeto (escopo não será finalizado)
  • 45. Plataformatec 2017 Burn up chart Prazo do projeto (escopo finalizado em cenário otimista)
  • 46. Plataformatec 2017 Burn up chart Prazo do projeto (escopo finalizado em cenário provável)
  • 47. Plataformatec 2017 Burn up chart Prazo do projeto (escopo finalizado com tranquilidade)
  • 48. Plataformatec 2016 | Confidencial O que é: ● Uso de amostragens aleatórias massivas para obter resultados numéricos, isto é, repetindo sucessivas simulações um elevado número de vezes, para calcular probabilidades heuristicamente. Perguntas a se fazer: ● Quais são as chances do throughput acumulado (número de itens entregues) ser maior ou igual ao backlog levantado? Simulações de Monte Carlo O que é e como analisar?
  • 49. Plataformatec 2016 | Confidencial ● Os itens que foram entregues não possuem uma alta variação de complexidade. ● O que Monte Carlo faz é prever o que acontecerá no futuro caso o passado se repita de alguma forma. Simulações de Monte Carlo Característica da aplicação da técnica
  • 50. Plataformatec 2016 | Confidencial ● Dado 1: throughputs do time. ● Dado 2: taxa de crescimento do backlog (BGR). Simulações de Monte Carlo Como funciona?
  • 51. Plataformatec 2016 | Confidencial Simulações de Monte Carlo Como funciona?
  • 52. Plataformatec 2016 | Confidencial Simulações de Monte Carlo Como funciona?Probability Week Number
  • 53. Algumas dicas de leitura Referências
  • 54. Plataformatec 2017 ● Conteúdo Ptec ○ O aprendizado a partir de indicadores ágeis ○ Why we love metrics? Cumulative flow diagrams ○ Looking at Lead Time in a different way ○ Métricas Ágeis: Throughput e gráfico de Burnup ○ Métricas Ágeis: o que Lead Time fala sobre seu projeto ○ Power of the metrics: Don’t use average to forecast deadlines ○ Lead Time Experiment: Calculating Lead Time of the whole process ○ Case Study of a WIP Limit Implementation: Why, When and How to use WIP Limits ○ Forecasting software project’s completion date through Monte Carlo Simulation ○ 5 Estratégias para otimizar o fluxo de desenvolvimento de software ● Outras referências ○ Blog - Kudos - Leonardo Campos ○ Blog - Troy Magennis ○ Livro - Actionable Agile Metrics for Predictability Referências
  • 55. Plataformatec 2017 Curso gratuito e muito mais sobre Agile ;) http://bit.ly/leankanban-2017
  • 56. Plataformatec 2017 E tem mais :D http://bit.ly/livro-metricas
  • 58. Plataformatec 2017 Uma planilha de métricas disponível para usar! http://bit.ly/lean-br-2017