SlideShare uma empresa Scribd logo
Aspectos Técnicos da IluminaçãoMSc.Dorneles Daniel Barros Neves
Estruturada aulaTrêsetapasAjustesnafonte de iluminaçãoAjustesnacapturadailuminaçãoEsquemas de Iluminação
Qual o objetivodailuminação? O objetoousualuzrefletida?Permitirque a câmeraregistreseuambienteFunçõesestéticasCriação de emoçõesAlegriaSuspenseSimulardiaounoite
Daluzpara o pixelO CCD (charged-coupled device) transforma o brilho e a intensidadedaluzemimpulsoselétricos.
IntensidadeA intensidade de umaluzpode ser medida de duasmaneiras:Watts: medida de intensidade de um dispositivo de iluminaçãoLuxou Foot-Candle: medida de intensidade de luzincidente
ConceitosIniciais
Qualidadeda LuzLuz duraoudiretaIluminaumaárearelativamentepequenaPossui um facho de luzbemdefinidoSombrasdensas e bemdefinidas
Qualidadeda Luz
Qualidadeda LuzLuz difusaIluminaumaárearelativamentegrandeFacho de luzabrangenteSombrassuaves e poucodensas
Qualidadeda Luz
Qualidadeda LuzFalloff“é a velocidadeque a intensidadedaluzdiminui”ZettlÉ a transição de umaáreailuminadaparaumaáreaescura
Qualidadeda Luz
Equipamento de estúdio
 SpotProduzluzdirecional com o fachobemdefinidoLuz direcional (dura)IluminaumaárearelativamentepequenaSombrasdensas e bemdefinidas
 SpotTipos de equipamentosSpotlight Fresnel Spotlight Elipsoidal
floodDo inglês: dilúvioouinundaçãoLuz difusaIluminaumaárearelativamentegrandeProduzluzdifusa com o fachoabrangenteSombrassuaves e poucodensas
floodTipos de equipamentosScoopRefletorem “V”Fluorescente
AcessóriosSuportes de tetosfixos e móveisBarn DoorsRebatedoresGelatinasCookies
Acessórios
CaracterísticasVantagensSistemaelétricoadequadoSistema de suporte de tetoLimitaçõesAlto consumo de energiaLimitaçãonamovimentação
DimmerÉ um sistema de suporte e gerenciamento de iluminação“com um dimmer é possívelmanipularcadaluz, ou um grupo de luzes, paraqueimaremdeterminadaintensidade, desdedesligadasatésuapotênciamáxima” Zettl
Dimmer
CaracterísticasVantagensPermiteprogramar e salvaresquemas de iluminaçãoemsuamemóriaFacilita o gerenciamento de diversasfontes de luzLimitaçõesAodiminuir a voltagem as lâmpadastendem a ter a suatemperatura de coralterada
Equipamento de externas
Spot Spots com lentes“Tem o seufacho de luzfocadoporlentesaoinvés de um refletor” John JackmanSpots abertos“permitemajustar o focomovendo a lâmpadaparafrenteouparatrás. Quandonafrentegera um fachomaisabrangente, quandoatrástorna-se um fachomaisdefinido.” John Jackman
Spot Tipos de equipamentosSpot abertoFresnel portátil
FloodEssetipo de iluminação é preferívelemambientesexternosemrelaçãoaosraiosbemdefinidos de umaluz spot“externasprecisam de o máximo de luzuniforme com o mínimo de instrumentos e o mínimo de consumo de energia” Zettl
FloodTipos de equipamentosRefletorem “V”SoftboxLED
Luz naCâmeraExistemalgunsmodelos de lumináriasquepodem ser embutidassobre a câmeraSão relativamentepequenasPodem ser alimentadaspelabateriadacâmeraououtrasbateriasexternasProduzemumailuminaçãoplana (flat)
Luz naCâmera
AcessóriosTripésGeradores de energia
AcessóriosRebatedoresBarn Door
CaracterísticasVantagensPortabilidadePodemvariar de durasparadifusas com facilidadeLimitaçõesDependem do sistemaelétricodisponívelnalocaçãoMenorintensidadeque as luzes do estúdio
AJUSTES e Calibração
ContrasteÉ a comparação entre a áreamaisclara e a maisescuradaimagemÉ medido a partirdaluzrefletidaDetermina-se a taxa de contrasteDiferentesmídiasreproduzemdiferentestaxas de contrasteOlhoHumano 1000:1Película 250:1
ContrasteEmgeraloslimites de contrastesestãoem 7,5 IRE e 100 IRE* paraalémdesteslimitesjáháinformaçãosendoperdida.*Institute of Radio Engineers
ContrastePode ser ajustado:Alterando a intensidade das fontes de iluminaçãoAlterandooselementosmaisreflexivosAjustando a exposição
ExposiçãoAjustando a exposiçãopodemos:Diminuir a exposição: as áreasmaisclarassãosuavisadas, masperde-se informaçãonasáreasmaisescurasAumentar a exposição: as áreasmaisescurasficammelhordefinidas, masintensifica-se o brilhoemáreasmaisclaras
Temperatura de CorNãopossuirelação com a temperaturadalâmpadanem com a temperaturapsicológicadacorA variação de cor de umaluzKelvin (K)Corpo NegroCor fria e cor quente
Escala KelvinMaior a temperaturaMaispróximo dos tons de azulMenor a temperaturaMaispróximo dos tons de vermelho
Balanço de BrancoÉ precisodizerpara o sensor o que é brancoIndicando a temperatura de cordailuminaçãoutilizadaApontandoparaumasuperfíciebrancaparacalibrar o sensor fotoelétrico
Equilíbrio de coresTrabalhando com fontes de diferentestemperaturas de corPode-se usargelatinasparaazuisouâmbarparaequilibar as coresPode-se ajustar o dimmer paracorrigir a temperatura de cor das lâmpadasUso de cores dominantesEsperarpelahoracerta
Esquemas de Iluminação
DireçãoAs posiçõesque as fontes de iluminaçãoassumememrelação à câmerapermitemlançar e/oucontrolarsombras e contribuipara a ilusão de profundidade
Luz chaveÉ a principal fonte de iluminação
Luz chaveÉ a principal fonte de iluminação
Luz de fundoA luz de fundopermiteseparar a figura do fundo
Luz de fundoA luz de fundopermiteseparar a figura do fundo
Luz de preenchimentoEmposiçãoopostadaluzchave a luz de preenchimento tem o objetivo de diminuir a densidade das sombrascriadaspelaluzchave
Luz de preenchimentoEmposiçãoopostadaluzchave a luz de preenchimento tem o objetivo de diminuir a densidade das sombrascriadaspelaluzchave
Luz de setIlumina o plano de fundoou set. Geralmente assume  a mesmadireçãodaluzchave.
Luz de setIlumina o plano de fundoou set. Geralmente assume  a mesmadireçãodaluzchave.
Iluminaçãoplana (flat)A luzchavefica no eixodacâmera/assunto.
Iluminaçãoplana (flat)
Sol comoluzChavePara suavizar as sombrascriadaspelo sol um rebatedorpode ser utilizadocomoluz de preenchimento
Sol comoluz de fundoQuandocapturandoimagens contra o sol utiliza-se umaluz de preenchimentoourebatedorparasuavizar as sombras
Conclusão
Conclusão“o controle das propriedadestécnicas e estéticasdaluz é umadiferença entre a produção de imagememnívelamador e profissional. Esteja-se construindoumaconfiguração de iluminação num estúdiooutendo o olho e a paciênciaparacapturar a luz natural perfeita, a iluminação é umaciência e uma arte quelevaanos de práticaparadominar” 									Roberts-Breslin
BibliografiaBONÁSIO, Valter. Televisão: Manual de Produção e Direção. Leitura. 2002JACKMAN, John. Lighting for Digital Video and Television. Elsevier. 2010.ROBERTS-BRESLIN, Jan. Produção de Imagem e Som. Campus. 2009ZETTL, Herbert. Television Production Handbook. Wadsworth. 2009
slidesharewww.slideshare.net/dodaneves

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Iluminação e flash
Iluminação e flashIluminação e flash
Iluminação e flash
journalistas
 
DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRO
DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRODESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRO
DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRO
Luciana Santos
 
ILUMINAÇÃO
ILUMINAÇÃOILUMINAÇÃO
ILUMINAÇÃO
Thiago Aguiar
 
Fotografia | aula 03
Fotografia | aula 03Fotografia | aula 03
Fotografia | aula 03
João Leopoldo Padoveze
 
Iluminacao
IluminacaoIluminacao
Iluminacao
Material Antigo
 
FOTOGRAFIA - Fotografia com luz Externa
FOTOGRAFIA - Fotografia com luz ExternaFOTOGRAFIA - Fotografia com luz Externa
FOTOGRAFIA - Fotografia com luz Externa
Campus Party Brasil
 
CRP-422-2016-11
CRP-422-2016-11CRP-422-2016-11
Iluminação em televisão
Iluminação em televisãoIluminação em televisão
Iluminação em televisão
SP LINS STUDIO
 
CRP-422-2016-12
CRP-422-2016-12CRP-422-2016-12
Aula01 iluminacao
Aula01 iluminacaoAula01 iluminacao
Aula01 iluminacao
UNESP
 
Fotografia av, tv, a, p
Fotografia av, tv, a, pFotografia av, tv, a, p
Fotografia av, tv, a, p
Ipsun
 
Dicas de iluminação
Dicas de iluminaçãoDicas de iluminação
Dicas de iluminação
Edmar Andrade
 
CRP-422-2016-05
CRP-422-2016-05CRP-422-2016-05
CRP-422-2014-04
CRP-422-2014-04CRP-422-2014-04
conforto ambiental
conforto ambientalconforto ambiental
conforto ambiental
José Arimathea Pereira Jr
 
O negativo
O negativo O negativo
O negativo
Alice Lindorfer
 
Luminotecnica: Parte 1) Fator Conforto e outras definições.
Luminotecnica: Parte 1) Fator Conforto e outras definições.Luminotecnica: Parte 1) Fator Conforto e outras definições.
Luminotecnica: Parte 1) Fator Conforto e outras definições.
Fernando Passold
 
O negativo
O negativoO negativo
O negativo
Alice Lindorfer
 

Mais procurados (18)

Iluminação e flash
Iluminação e flashIluminação e flash
Iluminação e flash
 
DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRO
DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRODESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRO
DESIGN DE INTERIORES - UNID III ILUMINAÇÃO E FORRO
 
ILUMINAÇÃO
ILUMINAÇÃOILUMINAÇÃO
ILUMINAÇÃO
 
Fotografia | aula 03
Fotografia | aula 03Fotografia | aula 03
Fotografia | aula 03
 
Iluminacao
IluminacaoIluminacao
Iluminacao
 
FOTOGRAFIA - Fotografia com luz Externa
FOTOGRAFIA - Fotografia com luz ExternaFOTOGRAFIA - Fotografia com luz Externa
FOTOGRAFIA - Fotografia com luz Externa
 
CRP-422-2016-11
CRP-422-2016-11CRP-422-2016-11
CRP-422-2016-11
 
Iluminação em televisão
Iluminação em televisãoIluminação em televisão
Iluminação em televisão
 
CRP-422-2016-12
CRP-422-2016-12CRP-422-2016-12
CRP-422-2016-12
 
Aula01 iluminacao
Aula01 iluminacaoAula01 iluminacao
Aula01 iluminacao
 
Fotografia av, tv, a, p
Fotografia av, tv, a, pFotografia av, tv, a, p
Fotografia av, tv, a, p
 
Dicas de iluminação
Dicas de iluminaçãoDicas de iluminação
Dicas de iluminação
 
CRP-422-2016-05
CRP-422-2016-05CRP-422-2016-05
CRP-422-2016-05
 
CRP-422-2014-04
CRP-422-2014-04CRP-422-2014-04
CRP-422-2014-04
 
conforto ambiental
conforto ambientalconforto ambiental
conforto ambiental
 
O negativo
O negativo O negativo
O negativo
 
Luminotecnica: Parte 1) Fator Conforto e outras definições.
Luminotecnica: Parte 1) Fator Conforto e outras definições.Luminotecnica: Parte 1) Fator Conforto e outras definições.
Luminotecnica: Parte 1) Fator Conforto e outras definições.
 
O negativo
O negativoO negativo
O negativo
 

Destaque

Janeiro de grandes espetaculos
Janeiro de grandes espetaculosJaneiro de grandes espetaculos
Janeiro de grandes espetaculos
Portal NE10
 
Projeto break flix media
Projeto   break flix mediaProjeto   break flix media
Projeto break flix media
Meio & Mensagem
 
Carlos Francisco
Carlos FranciscoCarlos Francisco
Carlos Francisco
Festaccubatao
 
Cinema
CinemaCinema
Cinema
HJTandil66
 
STANLEY KUBRICK
STANLEY KUBRICKSTANLEY KUBRICK
STANLEY KUBRICK
Kátia De Villio
 
APRESENTAÇÃO FILMES BÍBLICOS
APRESENTAÇÃO FILMES BÍBLICOSAPRESENTAÇÃO FILMES BÍBLICOS
APRESENTAÇÃO FILMES BÍBLICOS
Kátia De Villio
 
Cronograma cursos
Cronograma cursosCronograma cursos
Cronograma cursos
Portal NE10
 
STANLEY KUBRICK 2
STANLEY KUBRICK 2 STANLEY KUBRICK 2
STANLEY KUBRICK 2
Kátia De Villio
 
Direção de atores 2
Direção de atores 2Direção de atores 2
Direção de atores 2
Dorneles Neves
 
Cenas de luta
Cenas de lutaCenas de luta
Cenas de luta
Dorneles Neves
 
Comunicação e interatividade
Comunicação e interatividadeComunicação e interatividade
Comunicação e interatividade
Dorneles Neves
 
Laranja Mecânica
Laranja MecânicaLaranja Mecânica
Laranja Mecânica
Mito Produções Culturais
 
Por que os cortes funcionam
Por que os cortes funcionamPor que os cortes funcionam
Por que os cortes funcionam
Dorneles Neves
 
Interatividade
InteratividadeInteratividade
Interatividade
Dorneles Neves
 
Drama
DramaDrama
MPF quer fim de permissão para cobrança de bagagem despachada
MPF quer fim de permissão para cobrança de bagagem despachadaMPF quer fim de permissão para cobrança de bagagem despachada
MPF quer fim de permissão para cobrança de bagagem despachada
Portal NE10
 
Escola americana
Escola americanaEscola americana
Escola americana
Dorneles Neves
 
Oficina de fotografia
Oficina de fotografiaOficina de fotografia
Oficina de fotografia
Dorneles Neves
 
Direção de atores
Direção de atoresDireção de atores
Direção de atores
Dorneles Neves
 

Destaque (20)

Teoria do jogo
Teoria do jogoTeoria do jogo
Teoria do jogo
 
Janeiro de grandes espetaculos
Janeiro de grandes espetaculosJaneiro de grandes espetaculos
Janeiro de grandes espetaculos
 
Projeto break flix media
Projeto   break flix mediaProjeto   break flix media
Projeto break flix media
 
Carlos Francisco
Carlos FranciscoCarlos Francisco
Carlos Francisco
 
Cinema
CinemaCinema
Cinema
 
STANLEY KUBRICK
STANLEY KUBRICKSTANLEY KUBRICK
STANLEY KUBRICK
 
APRESENTAÇÃO FILMES BÍBLICOS
APRESENTAÇÃO FILMES BÍBLICOSAPRESENTAÇÃO FILMES BÍBLICOS
APRESENTAÇÃO FILMES BÍBLICOS
 
Cronograma cursos
Cronograma cursosCronograma cursos
Cronograma cursos
 
STANLEY KUBRICK 2
STANLEY KUBRICK 2 STANLEY KUBRICK 2
STANLEY KUBRICK 2
 
Direção de atores 2
Direção de atores 2Direção de atores 2
Direção de atores 2
 
Cenas de luta
Cenas de lutaCenas de luta
Cenas de luta
 
Comunicação e interatividade
Comunicação e interatividadeComunicação e interatividade
Comunicação e interatividade
 
Laranja Mecânica
Laranja MecânicaLaranja Mecânica
Laranja Mecânica
 
Por que os cortes funcionam
Por que os cortes funcionamPor que os cortes funcionam
Por que os cortes funcionam
 
Interatividade
InteratividadeInteratividade
Interatividade
 
Drama
DramaDrama
Drama
 
MPF quer fim de permissão para cobrança de bagagem despachada
MPF quer fim de permissão para cobrança de bagagem despachadaMPF quer fim de permissão para cobrança de bagagem despachada
MPF quer fim de permissão para cobrança de bagagem despachada
 
Escola americana
Escola americanaEscola americana
Escola americana
 
Oficina de fotografia
Oficina de fotografiaOficina de fotografia
Oficina de fotografia
 
Direção de atores
Direção de atoresDireção de atores
Direção de atores
 

Semelhante a Iluminação

IluminaçAo
IluminaçAoIluminaçAo
IluminaçAo
Auriene
 
Aula fotografia - iluminação em estúdio ppt
Aula   fotografia - iluminação em estúdio pptAula   fotografia - iluminação em estúdio ppt
Aula fotografia - iluminação em estúdio ppt
fotografiapublicitariaufs
 
Workshop Direção de Programas de TV parte 3
Workshop Direção de Programas de TV parte 3Workshop Direção de Programas de TV parte 3
Workshop Direção de Programas de TV parte 3
RICARDO BARROS DE MIRANDA
 
ILUMINAÇAO
ILUMINAÇAOILUMINAÇAO
ILUMINAÇAO
Brunotozzi Tozzi
 
Apresenta__o_Luz_e_Iluccmina__o_dia3.pdf
Apresenta__o_Luz_e_Iluccmina__o_dia3.pdfApresenta__o_Luz_e_Iluccmina__o_dia3.pdf
Apresenta__o_Luz_e_Iluccmina__o_dia3.pdf
Autonoma
 
PROJETOS DE ILUMINACAO E DE ELETRICA - INTRODUÇAO
PROJETOS DE ILUMINACAO E DE ELETRICA - INTRODUÇAOPROJETOS DE ILUMINACAO E DE ELETRICA - INTRODUÇAO
PROJETOS DE ILUMINACAO E DE ELETRICA - INTRODUÇAO
desemboladecor
 
Dicas de iluminação cenicas
Dicas de iluminação cenicasDicas de iluminação cenicas
Dicas de iluminação cenicas
Danielle Fernandes
 
Introdução à fotografia básica
Introdução à fotografia básicaIntrodução à fotografia básica
Introdução à fotografia básica
artenalente
 
Workshop Fotografia Principiantes
Workshop Fotografia PrincipiantesWorkshop Fotografia Principiantes
Workshop Fotografia Principiantes
Fanequita
 
Aula 006 - Filtros
Aula 006 - FiltrosAula 006 - Filtros
Aula 006 - Filtros
Osmar Rios
 
Aula 5 fotografia digital
Aula 5   fotografia digitalAula 5   fotografia digital
Aula 5 fotografia digital
Vitor Braga
 
Apostila cftv
Apostila cftvApostila cftv
Apostila cftv
KATIA ARAUJO
 
Workshop Técnico MUZIK 2019 - CASA PETRA
Workshop Técnico MUZIK 2019 - CASA PETRAWorkshop Técnico MUZIK 2019 - CASA PETRA
Workshop Técnico MUZIK 2019 - CASA PETRA
MUZIK PRODUÇÕES
 
Apostila sistema de cftv
Apostila sistema de cftvApostila sistema de cftv
Apostila sistema de cftv
Allan Almeida de Araújo
 
LAB_O Negativo_BrunaFlores
LAB_O Negativo_BrunaFloresLAB_O Negativo_BrunaFlores
LAB_O Negativo_BrunaFlores
Bruna Flores
 
Modelos de Iluminação e Reflexão
Modelos de Iluminação e ReflexãoModelos de Iluminação e Reflexão
Modelos de Iluminação e Reflexão
Jogos Digitais, PUC - SP
 
Livro a cópia, Ansel Adams; Resumo; Laboratorio preto e branco
Livro a cópia, Ansel Adams; Resumo; Laboratorio preto e brancoLivro a cópia, Ansel Adams; Resumo; Laboratorio preto e branco
Livro a cópia, Ansel Adams; Resumo; Laboratorio preto e branco
Daniela Pires
 
Esuda doc-dados sobre a luz-r00
Esuda doc-dados sobre a luz-r00Esuda doc-dados sobre a luz-r00
Esuda doc-dados sobre a luz-r00
Raul Lins
 
Introdução a iluminação na tv
Introdução a iluminação na tvIntrodução a iluminação na tv
Introdução a iluminação na tv
Luara Schamó
 
Recursos da camera digital
Recursos da camera digitalRecursos da camera digital
Recursos da camera digital
Ipsun
 

Semelhante a Iluminação (20)

IluminaçAo
IluminaçAoIluminaçAo
IluminaçAo
 
Aula fotografia - iluminação em estúdio ppt
Aula   fotografia - iluminação em estúdio pptAula   fotografia - iluminação em estúdio ppt
Aula fotografia - iluminação em estúdio ppt
 
Workshop Direção de Programas de TV parte 3
Workshop Direção de Programas de TV parte 3Workshop Direção de Programas de TV parte 3
Workshop Direção de Programas de TV parte 3
 
ILUMINAÇAO
ILUMINAÇAOILUMINAÇAO
ILUMINAÇAO
 
Apresenta__o_Luz_e_Iluccmina__o_dia3.pdf
Apresenta__o_Luz_e_Iluccmina__o_dia3.pdfApresenta__o_Luz_e_Iluccmina__o_dia3.pdf
Apresenta__o_Luz_e_Iluccmina__o_dia3.pdf
 
PROJETOS DE ILUMINACAO E DE ELETRICA - INTRODUÇAO
PROJETOS DE ILUMINACAO E DE ELETRICA - INTRODUÇAOPROJETOS DE ILUMINACAO E DE ELETRICA - INTRODUÇAO
PROJETOS DE ILUMINACAO E DE ELETRICA - INTRODUÇAO
 
Dicas de iluminação cenicas
Dicas de iluminação cenicasDicas de iluminação cenicas
Dicas de iluminação cenicas
 
Introdução à fotografia básica
Introdução à fotografia básicaIntrodução à fotografia básica
Introdução à fotografia básica
 
Workshop Fotografia Principiantes
Workshop Fotografia PrincipiantesWorkshop Fotografia Principiantes
Workshop Fotografia Principiantes
 
Aula 006 - Filtros
Aula 006 - FiltrosAula 006 - Filtros
Aula 006 - Filtros
 
Aula 5 fotografia digital
Aula 5   fotografia digitalAula 5   fotografia digital
Aula 5 fotografia digital
 
Apostila cftv
Apostila cftvApostila cftv
Apostila cftv
 
Workshop Técnico MUZIK 2019 - CASA PETRA
Workshop Técnico MUZIK 2019 - CASA PETRAWorkshop Técnico MUZIK 2019 - CASA PETRA
Workshop Técnico MUZIK 2019 - CASA PETRA
 
Apostila sistema de cftv
Apostila sistema de cftvApostila sistema de cftv
Apostila sistema de cftv
 
LAB_O Negativo_BrunaFlores
LAB_O Negativo_BrunaFloresLAB_O Negativo_BrunaFlores
LAB_O Negativo_BrunaFlores
 
Modelos de Iluminação e Reflexão
Modelos de Iluminação e ReflexãoModelos de Iluminação e Reflexão
Modelos de Iluminação e Reflexão
 
Livro a cópia, Ansel Adams; Resumo; Laboratorio preto e branco
Livro a cópia, Ansel Adams; Resumo; Laboratorio preto e brancoLivro a cópia, Ansel Adams; Resumo; Laboratorio preto e branco
Livro a cópia, Ansel Adams; Resumo; Laboratorio preto e branco
 
Esuda doc-dados sobre a luz-r00
Esuda doc-dados sobre a luz-r00Esuda doc-dados sobre a luz-r00
Esuda doc-dados sobre a luz-r00
 
Introdução a iluminação na tv
Introdução a iluminação na tvIntrodução a iluminação na tv
Introdução a iluminação na tv
 
Recursos da camera digital
Recursos da camera digitalRecursos da camera digital
Recursos da camera digital
 

Iluminação