SlideShare uma empresa Scribd logo
guia de observação
de pássaros
• Por que observar pássaros?
• Código de ética do observador.
• Espécies mais fáceis de observar.
• Dicas importantes.
• Compartilhando o que observei.
• Glossário.
• Referências bibliográficas
sumário
O que você vai encontrar nesse
guia:
Observar aves é uma das maneiras de estar em comunhão
com a natureza, a família e os amigos. Parar nossas rotinas
tão agitadas para o olhar às aves é atentar-se ao todo que
nos cerca e partilhar de que, de fato, a natureza e o ser
humano são um só. Além disso, essa atividade tem muito
mais sentido quando partilhada com o outro. Assim,
encontramos os pilares da ecologia integral: a interligação
existente entre todas as coisas: o ser humano, a sociedade e
o planeta
Porque observar
pássaros?
E o que essa prática tem a ver com a ecologia integral...
Respeite o bem estar das aves e de seu ambiente e proteja o habitat das aves:
⚬ evite estressar ou expor as aves ao perigo, comportando-se de forma cuidadosa
⚬ utilize com moderação luz artificial ou flash, especialmente para tomadas de curta
distância;
⚬ mantenha a distância adequada de ninhos, colônias de nidificação, dormitórios, arenas
de exibição ou locais importantes de alimentação.
⚬ jamais toque em ninhos, ovos ou filhotes, nem altere a camuflagem dos ninhos,
incluindo a vegetação de seu entorno;
⚬ evite ao máximo utilizar flashes para registrar filhotes, aves chocando ou alimentando
seus filhotes;
Código de ética do
observador
"Não levar nada além de fotos; não deixar nada além de
pegadas; não matar nada além de tempo.
Assegure-se que os alimentadores, as caixas de nidificação e outros ambientes artificiais
para as aves sejam seguros:
⚬ mantenha comedouros, bebedouros, água e alimentos livres de impurezas, deterioração ou doenças;
⚬ limpe e efetue manutenção regularmente das caixas de nidificação ou ninhos artificiais;
⚬ cuide para que as aves não estejam expostas à predação por animais domésticos;
⚬ cuide para que as aves não sejam afetadas por vidros, janelas, espelhos e outros obstáculos.
Em caso de dúvida, consulte:
• Presidência da República do Brasil, Lei de Proteção à Fauna, Disponível em:
http://www.planalto.gov.br/ccivil/Leis/L5197.htm, Acesso em: 17 ago 2021
• Clube de Observadores de Aves do Rio de Janeiro(COA-RJ), Código de Ética, Disponível
em: http://www.coa-rj.com/sitecoa.htm. Acesso em: 17 ago 2021
• American Birding Association, Code of Birding Ethics, Disponível em: http://www.aba.org,
Acesso em: 17 ago 2021
Código de ética do
observador
É conhecido por seu
característico ninho de barro em
forma de forno.
João-de-barro
Principais
espécies
encontradas
em belo
horizonte
Muito comum na região
sudeste, seu canto é rodeado de
lendas e histórias.
Bem-te-vi
O sabiá-do-campo é uma ave
famosa por seu vasto repertório
de cantos, que incluem imitações
de outras espécies
Sabiá-do-campo
Ave proveniente da região sul
da África e introduzida no Brasi
pelo homem.
Bico-de-lacre
O beija-flor-tesoura é
abundante em locais
urbanizados.
Beija-flor-tesoura
Chegou ao Brasil foi por volta
de 1903 e se espalhou pelos
grandes centros urbanos.
Pardal
Bem-te-vi
Ave de médio porte, o bem-te-vi mede entre 20,5 e 25 centímetros de
comprimento e pesa aproximadamente de 52-68 g. Tem o dorso pardo e a
barriga de um amarelo vivo; uma listra (sobrancelha) branca no alto da cabeça,
acima dos olhos; cauda preta. O bico é preto, achatado, longo, resistente e um
pouco encurvado. A garganta (zona logo abaixo do bico) é de cor branca. Possui
um topete amarelo somente visível quando a ave o eriça em determinadas
situações.
O seu canto trissilábico característico lembra as sílabas bem-te-vi, que dão o
nome à espécie. Portanto, seu nome popular possui origem onomatopeica.
Características
Costuma pousar em lugares salientes como postes e topos de árvores. Pode-se
vê-lo facilmente cantando em fios de telefone, em telhados ou banhando-se
nos tanques ou chafarizes das praças públicas, demonstrando grande
capacidade de adaptação. É um dos primeiros a cantar ao amanhecer. Anda
geralmente sozinho
Hábitos
BICO-DE-
LACRE
Mede cerca de 10-13 centímetros de comprimento e pesa 7-10 gramas.
Ambos os sexos são parecidos, possuindo crisso e coberteiras inferiores da cauda negros no macho e pardo escuros nas fêmeas.
Jovens imaturos possuem o bico negro além de uma pequena comissura labial branco reluzente. Quase não possuem a ondulação e o vermelho intenso da
plumagem do adulto.
Características
É comum em campos e terrenos baldios nas cidades. Originário da África, o
bico-de-lacre foi trazido para o Brasil em navios negreiros para servir como
pássaro de estimação, durante o reinado de D. Pedro I. Tendo escapado das
gaiolas, inicialmente no Rio de Janeiro, espalhou-se por diversas regiões
brasileiras. Vive em bandos de cerca de 6 indivíduos. Comumente, pode ser
encontrado voando em bandos em áreas urbanas de passagem, indo para
locais onde há terrenos baldios na cidade.
Quando está perto de aves de porte maior, como o bem-te-vi ou a rolinha-
roxa, não costuma se assustar. Em dias de sol, se reúnem em bandos de 20 a
40 indivíduos para tomar banho em poças de água que ficam acumuladas
em lajes. Aproveitam fontes artificiais de água. Vive perto de plantas
aquáticas ou na beira de rios.
Hábitos
JOÃO-DE-
BARRO
Mede 18 a 20 centímetros de comprimento e pesa 49 gramas. Possui o dorso
inteiramente marrom avermelhado (por isso o epíteto específico rufus).
Apresenta uma suave sobrancelha, formada por penas mais claras, em leve
contraste com o restante da plumagem da cabeça. Rêmiges primárias (penas de
voo, nas asas) anegradas, visíveis em voo, com as asas abertas. Ventralmente é
de coloração clara (alguns indivíduos podem possuir o peito, flancos e barriga
amarronzados, semelhante ao dorso), sendo o queixo e pescoço brancos. Excetua-
se a cauda, que é avermelhada tanto dorsal quanto ventralmente
Características
É muito comum em paisagens abertas, como campos, cerrados, pastagens, ao
longo de rodovias e em jardins. Caminha pelo chão em busca de insetos,
frequentemente pousando em postes, cercas, galhos isolados e outros pontos
que permitam uma boa visão dos arredores. Vive geralmente aos casais.
Canta em dueto (macho e fêmea juntos, cada qual de um modo um pouco
diferente) nos arredores do ninho, em postura altiva e tremulando as asas,
com um canto extremamente estridente.
Hábitos
BeIJA-
FLOR-
TESOURA
Mede entre 15 e 18 centímetros de comprimento, sendo um dos maiores beija-
flores brasileiros, pesando em torno de 6-11 gramas. Cabeça, pescoço e parte
superior do tórax de um profundo azul violeta; restante da plumagem verde-
escuro iridescente. Pequena mancha branca atrás dos olhos; rêmiges castanho-
escuro; raques das primárias externas alargadas, embora sejam bem menos
evidentes que as espécies do gênero Campylopterus; cauda azul-escuro; calções
brancos; bico ligeiramente curvado para baixo, preto com 2,2 centímetros de
comprimento. Tem como característica principal a cauda longa e profundamente
furcada que toma quase 2/3 do seu tamanho total.
Características
É frequentemente o beija-flor mais comum do Brasil centro-oriental. Vive em
áreas semiabertas, bordas de florestas, capoeiras, parques e jardins, sendo
comum até em grandes metrópoles. Não costuma ter medo do ser humano,
aproximando-se das pessoas para se alimentar nas garrafas com água e
açúcar ou nas flores de seus jardins. É territorialista e extremamente
agressivo, principalmente na época da reprodução, quando é capaz de atacar
outros pássaros muito maiores e pequenos mamíferos.
Hábitos
SABIÁ-DO-
CAMPO
Mede entre 23,5 e 26 centímetros de comprimento e pesa entre 55 e 73 gramas.
Possui uma coloração cinzenta no dorso, alto da cabeça, asas e cauda. O peito e
o ventre são branco-amarelados ou arroxeados pela terra. A listra superciliar
branca, destacada pela faixa negra na altura dos olhos, é uma característica
importante para a identificação. Os olhos dos adultos são amarelados, marrom
escuros nas aves juvenis, as quais também possuem o peito rajado de cinza
escuro. Possui a cauda comprida com as pontas de cor branca.
Características
Apresenta uma série de comportamentos, muitos deles pouco entendidos.
Anda pelos campos e cerrados ou parques e terrenos baldios de cidades
geralmente em bandos, que podem ter até 13 integrantes. Na porção sul de
sua distribuição não forma bandos, e costuma viver em casais. Possui o hábito
de erguer as asas semiabertas de tempos em tempos enquanto anda pelo
chão, numa exibição denominada “lampejo de asas”, cuja finalidade não é
entendida e que é observada também em outras espécies do gênero.
Hábitos
Pardal
Mede entre 13 e 18 centímetros de comprimento, sendo que sua envergadura está
entre 19 a 25 centímetros e o peso varia entre 10 e 40 gramas.
Os machos apresentam duas plumagens. As fêmeas, chamadas de pardocas ou
pardalocas, apresentam cor acinzentada no píleo; marrom nos loros, fronte e
bochechas; e uma lista supraciliar clara.
Indivíduos jovens apresentam características semelhantes às das fêmeas. Fácil de
ser reconhecido por ser um dos pássaros mais comuns como o pombo-doméstico e
a rolinha-roxa. Uma característica bem interessante, é que, antes de pousar, fica
parado no ar bantendo as asas muito rápido, isso lembra o voo de um beija flor.
Características
O pardal, ele é comum escuar ao entardecer um bando fazemdo bastante
barulho também gosta de ficar procurando comida no chão.
Hábitos
dicas importantes
Normalmente, o bom horário para se observar aves é logo pela manhã, assim
que o sol nasce, ou após as 16h, quando o sol está mais ameno.
HORÁRIO
É bom pensar na roupa, pois
não queremos assustar os
passarinhos com roupas
chamativas. Escolha sempre o
que mais combina com o local
que está – bege, verde, marrom,
camuflado, cores mais neutras.
O que vestir?
Procure escutar as aves cantarem.
Sim escutar. Procuramos as aves
pelos cantos, assim é mais fácil de
achá-las. Assim que vir uma, anote
em seu caderninho o nome dela e
onde a viu. Faça anotações sobre
o tamanho, como é o bico, as cores,
desenhe, fotografe. Depois, com
acesso à internet, fica mais fácil
encontrá-lo.
Fique atento ao que
ouve
passe a limpo a sua lista. Você pode
inserí-la no wikiaves.com.br ou no
taxeus.com.br. Assim, além de se
divertir e investir seu tempo em um
passatempo junto à natureza, você
estará auxiliando nas pesquisas sobre
as aves e ajudando na preservação e
conservação das espécies.
Ajude a ciência
compartilhando o que observou...
App Merlin: Informando o local do registro e algumas características da ave,
como cor e tamanho, o aplicativo apresenta espécies relacionadas para ajudá-
lo na identificação.
Como descobrir qual pássaro observei?
Lembra que a proposta da
birdwatching é sempre compartilha,
dividir? Por isso, é muito
importante compartilhar suas
observações. Existem dois sites
muito interessantes para se fazer
isso:
Compartilhando
BioFaces: O site permite que você compartilhe fotos,
sons e vídeos de qualquer animal. Informando o local
do registro, a plataforma cria um mapa baseado em
sua galeria de fotos, que pode ser compartilhada com
pessoas de todo o mundo.
WikiAves: Site de compartilhamento de fotos
especializado em aves. Ideal para fazer pesquisas.
Glossário
Nome em inglês da prática de
obserrvação de aves.
Birdwatching
Atividade de observar pássaros.
Passarinhar
Encontro de pessoas para observar
aves.
Passarinhada
Registro de quando vemos um
animal silvestre pela primeira vez.
Lifer
Técnica de estudo e controle das
aves.
Anilhamento
REFERÊNCIAS
BIBLIOGRÁFICAS
• Presidência da República do Brasil, Lei de Proteção à Fauna, Disponível em:
http://www.planalto.gov.br/ccivil/Leis/L5197.htm, Acesso em: 17 ago 2021
• Clube de Observadores de Aves do Rio de Janeiro(COA-RJ), Código de Ética,
Disponível em: http://www.coa-rj.com/sitecoa.htm. Acesso em: 17 ago 2021
• American Birding Association, Code of Birding Ethics, Disponível em:
http://www.aba.org, Acesso em: 17 ago 2021
• Wikiaves . http://www.wikiaves.com.br/especies.php?t=c&c=3106200&o=5&ef= acesso
em 17 ago 2021.
• Cartilha Birdwatching.
https://static1.squarespace.com/static/51a4d5a3e4b0643b1ca8eec8/t/54c10f67e4b0e0e
cd8fa49fe/1421938535450/CARTILHA+-+BIRDWATCHING.pdf acesso em 18 ago 2020.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a GUIA DE OBSERVAÇÃO DE PÁSSAROS.pptx

Animais em extinçao 2
Animais em extinçao 2Animais em extinçao 2
Animais em extinçao 2
teratici
 
Serra da Bodoquena
Serra da BodoquenaSerra da Bodoquena
Serra da Bodoquena
unesp
 
Amb fauna leonardo portolan viau
Amb fauna   leonardo portolan viauAmb fauna   leonardo portolan viau
Amb fauna leonardo portolan viau
leonardoviau
 
Bichosdoparana aves3
Bichosdoparana aves3Bichosdoparana aves3
Bichosdoparana aves3
Andre Benedito
 
Guia de campo pegadas
Guia de campo pegadasGuia de campo pegadas
Guia de campo pegadas
Emerson Silva
 
test 3
test 3test 3
Trabalhos da Geociências
Trabalhos da Geociências Trabalhos da Geociências
Trabalhos da Geociências
marquinhos1511
 
Red River test 2
Red River test 2Red River test 2
Red River test 2
Jonatas Ribeiro
 
pdf test
pdf testpdf test
pdf test
Jonatas Ribeiro
 
GUIA DAS AVES COMUNS NAS ESCOLAS
GUIA DAS AVES COMUNS NAS ESCOLASGUIA DAS AVES COMUNS NAS ESCOLAS
GUIA DAS AVES COMUNS NAS ESCOLAS
HAROLDO VALÉRIO PEREIRA
 
Guia das aves comuns
Guia das aves comunsGuia das aves comuns
Calopsit
CalopsitCalopsit
Calopsit
Anilorac Maia
 
Calopsit
CalopsitCalopsit
Calopsit
Anilorac Maia
 
Apresentação Sala de Recurso
Apresentação Sala de RecursoApresentação Sala de Recurso
Apresentação Sala de Recurso
Mara Almeida
 
Animais
AnimaisAnimais
Fauna e flora em crestuma
Fauna e flora em crestumaFauna e flora em crestuma
Fauna e flora em crestuma
bibliotecadm
 
Algumas aves limicolas presentes na ria de alvor
Algumas aves limicolas presentes na ria de alvorAlgumas aves limicolas presentes na ria de alvor
Algumas aves limicolas presentes na ria de alvor
Museu Filatelia Sérgio Pedro
 
Algumas aves limicolas presentes na ria de alvor
Algumas aves limicolas presentes na ria de alvorAlgumas aves limicolas presentes na ria de alvor
Algumas aves limicolas presentes na ria de alvor
Museu Filatelia Sérgio Pedro
 
Baleias 3º A
Baleias 3º ABaleias 3º A
Aves de portugal 10
Aves de portugal 10Aves de portugal 10
Aves de portugal 10
Conceição Raposo
 

Semelhante a GUIA DE OBSERVAÇÃO DE PÁSSAROS.pptx (20)

Animais em extinçao 2
Animais em extinçao 2Animais em extinçao 2
Animais em extinçao 2
 
Serra da Bodoquena
Serra da BodoquenaSerra da Bodoquena
Serra da Bodoquena
 
Amb fauna leonardo portolan viau
Amb fauna   leonardo portolan viauAmb fauna   leonardo portolan viau
Amb fauna leonardo portolan viau
 
Bichosdoparana aves3
Bichosdoparana aves3Bichosdoparana aves3
Bichosdoparana aves3
 
Guia de campo pegadas
Guia de campo pegadasGuia de campo pegadas
Guia de campo pegadas
 
test 3
test 3test 3
test 3
 
Trabalhos da Geociências
Trabalhos da Geociências Trabalhos da Geociências
Trabalhos da Geociências
 
Red River test 2
Red River test 2Red River test 2
Red River test 2
 
pdf test
pdf testpdf test
pdf test
 
GUIA DAS AVES COMUNS NAS ESCOLAS
GUIA DAS AVES COMUNS NAS ESCOLASGUIA DAS AVES COMUNS NAS ESCOLAS
GUIA DAS AVES COMUNS NAS ESCOLAS
 
Guia das aves comuns
Guia das aves comunsGuia das aves comuns
Guia das aves comuns
 
Calopsit
CalopsitCalopsit
Calopsit
 
Calopsit
CalopsitCalopsit
Calopsit
 
Apresentação Sala de Recurso
Apresentação Sala de RecursoApresentação Sala de Recurso
Apresentação Sala de Recurso
 
Animais
AnimaisAnimais
Animais
 
Fauna e flora em crestuma
Fauna e flora em crestumaFauna e flora em crestuma
Fauna e flora em crestuma
 
Algumas aves limicolas presentes na ria de alvor
Algumas aves limicolas presentes na ria de alvorAlgumas aves limicolas presentes na ria de alvor
Algumas aves limicolas presentes na ria de alvor
 
Algumas aves limicolas presentes na ria de alvor
Algumas aves limicolas presentes na ria de alvorAlgumas aves limicolas presentes na ria de alvor
Algumas aves limicolas presentes na ria de alvor
 
Baleias 3º A
Baleias 3º ABaleias 3º A
Baleias 3º A
 
Aves de portugal 10
Aves de portugal 10Aves de portugal 10
Aves de portugal 10
 

Último

Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Guerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Guerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsxGuerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Guerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Guerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Guerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsxGuerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Guerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 

GUIA DE OBSERVAÇÃO DE PÁSSAROS.pptx

  • 2. • Por que observar pássaros? • Código de ética do observador. • Espécies mais fáceis de observar. • Dicas importantes. • Compartilhando o que observei. • Glossário. • Referências bibliográficas sumário O que você vai encontrar nesse guia:
  • 3. Observar aves é uma das maneiras de estar em comunhão com a natureza, a família e os amigos. Parar nossas rotinas tão agitadas para o olhar às aves é atentar-se ao todo que nos cerca e partilhar de que, de fato, a natureza e o ser humano são um só. Além disso, essa atividade tem muito mais sentido quando partilhada com o outro. Assim, encontramos os pilares da ecologia integral: a interligação existente entre todas as coisas: o ser humano, a sociedade e o planeta Porque observar pássaros? E o que essa prática tem a ver com a ecologia integral...
  • 4. Respeite o bem estar das aves e de seu ambiente e proteja o habitat das aves: ⚬ evite estressar ou expor as aves ao perigo, comportando-se de forma cuidadosa ⚬ utilize com moderação luz artificial ou flash, especialmente para tomadas de curta distância; ⚬ mantenha a distância adequada de ninhos, colônias de nidificação, dormitórios, arenas de exibição ou locais importantes de alimentação. ⚬ jamais toque em ninhos, ovos ou filhotes, nem altere a camuflagem dos ninhos, incluindo a vegetação de seu entorno; ⚬ evite ao máximo utilizar flashes para registrar filhotes, aves chocando ou alimentando seus filhotes; Código de ética do observador "Não levar nada além de fotos; não deixar nada além de pegadas; não matar nada além de tempo.
  • 5. Assegure-se que os alimentadores, as caixas de nidificação e outros ambientes artificiais para as aves sejam seguros: ⚬ mantenha comedouros, bebedouros, água e alimentos livres de impurezas, deterioração ou doenças; ⚬ limpe e efetue manutenção regularmente das caixas de nidificação ou ninhos artificiais; ⚬ cuide para que as aves não estejam expostas à predação por animais domésticos; ⚬ cuide para que as aves não sejam afetadas por vidros, janelas, espelhos e outros obstáculos. Em caso de dúvida, consulte: • Presidência da República do Brasil, Lei de Proteção à Fauna, Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil/Leis/L5197.htm, Acesso em: 17 ago 2021 • Clube de Observadores de Aves do Rio de Janeiro(COA-RJ), Código de Ética, Disponível em: http://www.coa-rj.com/sitecoa.htm. Acesso em: 17 ago 2021 • American Birding Association, Code of Birding Ethics, Disponível em: http://www.aba.org, Acesso em: 17 ago 2021 Código de ética do observador
  • 6. É conhecido por seu característico ninho de barro em forma de forno. João-de-barro Principais espécies encontradas em belo horizonte Muito comum na região sudeste, seu canto é rodeado de lendas e histórias. Bem-te-vi O sabiá-do-campo é uma ave famosa por seu vasto repertório de cantos, que incluem imitações de outras espécies Sabiá-do-campo Ave proveniente da região sul da África e introduzida no Brasi pelo homem. Bico-de-lacre O beija-flor-tesoura é abundante em locais urbanizados. Beija-flor-tesoura Chegou ao Brasil foi por volta de 1903 e se espalhou pelos grandes centros urbanos. Pardal
  • 7. Bem-te-vi Ave de médio porte, o bem-te-vi mede entre 20,5 e 25 centímetros de comprimento e pesa aproximadamente de 52-68 g. Tem o dorso pardo e a barriga de um amarelo vivo; uma listra (sobrancelha) branca no alto da cabeça, acima dos olhos; cauda preta. O bico é preto, achatado, longo, resistente e um pouco encurvado. A garganta (zona logo abaixo do bico) é de cor branca. Possui um topete amarelo somente visível quando a ave o eriça em determinadas situações. O seu canto trissilábico característico lembra as sílabas bem-te-vi, que dão o nome à espécie. Portanto, seu nome popular possui origem onomatopeica. Características Costuma pousar em lugares salientes como postes e topos de árvores. Pode-se vê-lo facilmente cantando em fios de telefone, em telhados ou banhando-se nos tanques ou chafarizes das praças públicas, demonstrando grande capacidade de adaptação. É um dos primeiros a cantar ao amanhecer. Anda geralmente sozinho Hábitos
  • 8. BICO-DE- LACRE Mede cerca de 10-13 centímetros de comprimento e pesa 7-10 gramas. Ambos os sexos são parecidos, possuindo crisso e coberteiras inferiores da cauda negros no macho e pardo escuros nas fêmeas. Jovens imaturos possuem o bico negro além de uma pequena comissura labial branco reluzente. Quase não possuem a ondulação e o vermelho intenso da plumagem do adulto. Características É comum em campos e terrenos baldios nas cidades. Originário da África, o bico-de-lacre foi trazido para o Brasil em navios negreiros para servir como pássaro de estimação, durante o reinado de D. Pedro I. Tendo escapado das gaiolas, inicialmente no Rio de Janeiro, espalhou-se por diversas regiões brasileiras. Vive em bandos de cerca de 6 indivíduos. Comumente, pode ser encontrado voando em bandos em áreas urbanas de passagem, indo para locais onde há terrenos baldios na cidade. Quando está perto de aves de porte maior, como o bem-te-vi ou a rolinha- roxa, não costuma se assustar. Em dias de sol, se reúnem em bandos de 20 a 40 indivíduos para tomar banho em poças de água que ficam acumuladas em lajes. Aproveitam fontes artificiais de água. Vive perto de plantas aquáticas ou na beira de rios. Hábitos
  • 9. JOÃO-DE- BARRO Mede 18 a 20 centímetros de comprimento e pesa 49 gramas. Possui o dorso inteiramente marrom avermelhado (por isso o epíteto específico rufus). Apresenta uma suave sobrancelha, formada por penas mais claras, em leve contraste com o restante da plumagem da cabeça. Rêmiges primárias (penas de voo, nas asas) anegradas, visíveis em voo, com as asas abertas. Ventralmente é de coloração clara (alguns indivíduos podem possuir o peito, flancos e barriga amarronzados, semelhante ao dorso), sendo o queixo e pescoço brancos. Excetua- se a cauda, que é avermelhada tanto dorsal quanto ventralmente Características É muito comum em paisagens abertas, como campos, cerrados, pastagens, ao longo de rodovias e em jardins. Caminha pelo chão em busca de insetos, frequentemente pousando em postes, cercas, galhos isolados e outros pontos que permitam uma boa visão dos arredores. Vive geralmente aos casais. Canta em dueto (macho e fêmea juntos, cada qual de um modo um pouco diferente) nos arredores do ninho, em postura altiva e tremulando as asas, com um canto extremamente estridente. Hábitos
  • 10. BeIJA- FLOR- TESOURA Mede entre 15 e 18 centímetros de comprimento, sendo um dos maiores beija- flores brasileiros, pesando em torno de 6-11 gramas. Cabeça, pescoço e parte superior do tórax de um profundo azul violeta; restante da plumagem verde- escuro iridescente. Pequena mancha branca atrás dos olhos; rêmiges castanho- escuro; raques das primárias externas alargadas, embora sejam bem menos evidentes que as espécies do gênero Campylopterus; cauda azul-escuro; calções brancos; bico ligeiramente curvado para baixo, preto com 2,2 centímetros de comprimento. Tem como característica principal a cauda longa e profundamente furcada que toma quase 2/3 do seu tamanho total. Características É frequentemente o beija-flor mais comum do Brasil centro-oriental. Vive em áreas semiabertas, bordas de florestas, capoeiras, parques e jardins, sendo comum até em grandes metrópoles. Não costuma ter medo do ser humano, aproximando-se das pessoas para se alimentar nas garrafas com água e açúcar ou nas flores de seus jardins. É territorialista e extremamente agressivo, principalmente na época da reprodução, quando é capaz de atacar outros pássaros muito maiores e pequenos mamíferos. Hábitos
  • 11. SABIÁ-DO- CAMPO Mede entre 23,5 e 26 centímetros de comprimento e pesa entre 55 e 73 gramas. Possui uma coloração cinzenta no dorso, alto da cabeça, asas e cauda. O peito e o ventre são branco-amarelados ou arroxeados pela terra. A listra superciliar branca, destacada pela faixa negra na altura dos olhos, é uma característica importante para a identificação. Os olhos dos adultos são amarelados, marrom escuros nas aves juvenis, as quais também possuem o peito rajado de cinza escuro. Possui a cauda comprida com as pontas de cor branca. Características Apresenta uma série de comportamentos, muitos deles pouco entendidos. Anda pelos campos e cerrados ou parques e terrenos baldios de cidades geralmente em bandos, que podem ter até 13 integrantes. Na porção sul de sua distribuição não forma bandos, e costuma viver em casais. Possui o hábito de erguer as asas semiabertas de tempos em tempos enquanto anda pelo chão, numa exibição denominada “lampejo de asas”, cuja finalidade não é entendida e que é observada também em outras espécies do gênero. Hábitos
  • 12. Pardal Mede entre 13 e 18 centímetros de comprimento, sendo que sua envergadura está entre 19 a 25 centímetros e o peso varia entre 10 e 40 gramas. Os machos apresentam duas plumagens. As fêmeas, chamadas de pardocas ou pardalocas, apresentam cor acinzentada no píleo; marrom nos loros, fronte e bochechas; e uma lista supraciliar clara. Indivíduos jovens apresentam características semelhantes às das fêmeas. Fácil de ser reconhecido por ser um dos pássaros mais comuns como o pombo-doméstico e a rolinha-roxa. Uma característica bem interessante, é que, antes de pousar, fica parado no ar bantendo as asas muito rápido, isso lembra o voo de um beija flor. Características O pardal, ele é comum escuar ao entardecer um bando fazemdo bastante barulho também gosta de ficar procurando comida no chão. Hábitos
  • 13. dicas importantes Normalmente, o bom horário para se observar aves é logo pela manhã, assim que o sol nasce, ou após as 16h, quando o sol está mais ameno. HORÁRIO É bom pensar na roupa, pois não queremos assustar os passarinhos com roupas chamativas. Escolha sempre o que mais combina com o local que está – bege, verde, marrom, camuflado, cores mais neutras. O que vestir? Procure escutar as aves cantarem. Sim escutar. Procuramos as aves pelos cantos, assim é mais fácil de achá-las. Assim que vir uma, anote em seu caderninho o nome dela e onde a viu. Faça anotações sobre o tamanho, como é o bico, as cores, desenhe, fotografe. Depois, com acesso à internet, fica mais fácil encontrá-lo. Fique atento ao que ouve passe a limpo a sua lista. Você pode inserí-la no wikiaves.com.br ou no taxeus.com.br. Assim, além de se divertir e investir seu tempo em um passatempo junto à natureza, você estará auxiliando nas pesquisas sobre as aves e ajudando na preservação e conservação das espécies. Ajude a ciência
  • 14. compartilhando o que observou... App Merlin: Informando o local do registro e algumas características da ave, como cor e tamanho, o aplicativo apresenta espécies relacionadas para ajudá- lo na identificação. Como descobrir qual pássaro observei? Lembra que a proposta da birdwatching é sempre compartilha, dividir? Por isso, é muito importante compartilhar suas observações. Existem dois sites muito interessantes para se fazer isso: Compartilhando BioFaces: O site permite que você compartilhe fotos, sons e vídeos de qualquer animal. Informando o local do registro, a plataforma cria um mapa baseado em sua galeria de fotos, que pode ser compartilhada com pessoas de todo o mundo. WikiAves: Site de compartilhamento de fotos especializado em aves. Ideal para fazer pesquisas.
  • 15. Glossário Nome em inglês da prática de obserrvação de aves. Birdwatching Atividade de observar pássaros. Passarinhar Encontro de pessoas para observar aves. Passarinhada Registro de quando vemos um animal silvestre pela primeira vez. Lifer Técnica de estudo e controle das aves. Anilhamento
  • 16. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS • Presidência da República do Brasil, Lei de Proteção à Fauna, Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil/Leis/L5197.htm, Acesso em: 17 ago 2021 • Clube de Observadores de Aves do Rio de Janeiro(COA-RJ), Código de Ética, Disponível em: http://www.coa-rj.com/sitecoa.htm. Acesso em: 17 ago 2021 • American Birding Association, Code of Birding Ethics, Disponível em: http://www.aba.org, Acesso em: 17 ago 2021 • Wikiaves . http://www.wikiaves.com.br/especies.php?t=c&c=3106200&o=5&ef= acesso em 17 ago 2021. • Cartilha Birdwatching. https://static1.squarespace.com/static/51a4d5a3e4b0643b1ca8eec8/t/54c10f67e4b0e0e cd8fa49fe/1421938535450/CARTILHA+-+BIRDWATCHING.pdf acesso em 18 ago 2020.