SlideShare uma empresa Scribd logo
Governos Totalitários (Nazismo e Fascismo)
Introdução
Entre as décadas de 1920 e 1940 surgiu e desenvolveu-se, em alguns países da Europa, o
fascismo e o nazismo. Eram sistemas políticos, econômicos e sociais que ganharam força após a
Primeira Guerra Mundial (1914-1918), principalmente nos países em crise econômica (Itália o fascismo
e na Alemanha o nazismo). Na Itália, o fascismo foi representado pelo líder italiano Benito Mussolini. Na
Alemanha, Adolf Hitler foi o símbolo do nazismo. Estes sistemas terminaram com a derrota do Eixo
(Alemanha, Itália e Japão) na Segunda Guerra Mundial (1939-45).
Conceito
Entende-se por Totalitarismo o tipo de Estado, difundido na Europa entre as duas grandes guerras
mundiais, que exerce um enorme controle sobre todas as atividades sociais, econômicas, políticas,
culturais e religiosas. A direção do aparelho estatal está a cargo de um único partido político ou de um
chefe. Os fatores que propiciaram a formação deste Estado foram o final da Primeira Guerra Mundial e
a consequente crise política, econômica e social dos países europeus; a crise mundial de 1929; o avanço
das ideias socialistas e a experiência do fascismo italiano e o nazismo alemão, sob a direção de Benito
Mussolini e de Adolf Hitler anos mais tarde na Alemanha com o nazismo.
Desenvolvimento
O Nazismo alemão
Ao final da 1ª Guerra Mundial, além de perder territórios para
França, Polônia, Dinamarca e Bélgica, os alemães são obrigados pelo
Tratado de Versalhes a pagar pesadas indenizações aos países
vencedores. Essa penalidade faz crescer a dívida externa e compromete
os investimentos internos, gerando falências, inflação e desemprego em
massa. A miséria da população permitiu a ascensão política do Partido
Nazista, bem como do partido Comunista.
O sentimento de vingança crescia cada vez mais entre os
alemães. O partido nazista, chefiado por Adolf Hitler, ganhava muitos
votos. Eles acusavam comunistas, liberais e judeus da desordem e prometiam restaurar o orgulho de
ser alemão. Os nazistas diziam que os alemães pertenciam a uma raça superior (ariana).
Em um país que vivia na miséria, os nazistas ofereciam a chance de melhora e a esperança de um
país melhor. Formavam grupos de jovens que ia às ruas perseguir seus inimigos. As propagandas
enganosas ajudaram Hitler a ser transformado no “Salvador da Alemanha”.
Hitler nasceu na Áustria em abril de 1889 e se alistou no exército alemão aos 25 anos de idade.
Em 1919, ingressou no Partido Operário Alemão (grupo de direita) do qual foi presidente, mais tarde
este partido foi rebatizado com o nome de Partido Operário Nacional-Socialista Alemão.
Em 1921, criou suas próprias forças de ataque – as SA (Sturmabteilung).
O enfraquecimento dos demais partidos políticos e um golpe de estado contribuíram muito para
que os nazistas tomassem o poder.
Porém, antes de consegui-lo, Hitler havia tentado outro golpe de estado em 1923, isso o levou
para a prisão, onde escreveu ”Mein Kampf” (Minha Luta), obra em que registrou suas ideias a respeito
das raças do mundo.
Quando saiu da prisão, reorganizou o partido e criou uma espécie de polícia militar –
a SS(Schutzstaffel).
Com todos os problemas que a Alemanha passava (inflação, desemprego), o partido nazista
ganhava adeptos e votos devido a uma propaganda política competente.
Em 1923, empresas capitalistas passaram a apoiá-lo financeiramente.
O presidente Hindenburg encarregou o chefe do Partido Nacional Popular de formar o governo, e
este pediu apoio aos nazistas. Hitler concordou com uma condição: queria o posto de chanceler (chefia
do governo). Cargo que conseguiu em janeiro de 1933.
Dotado de poder, mandou incendiar o edifício do Reichstag (Parlamento) para jogar a culpa nos
comunistas, extinguiu os partidos políticos (menos o nazista) e os sindicatos por três anos, diminuiu os
direitos dos estados em favor do poder central.
Todos os opositores de Hitler foram assassinados e um desses massacres ficou conhecido como
“Noite dos Longos Punhais”, em junho de 1934. Para tanto, utilizou a violência da SS. No mesmo ano,
com a morte de Hindenburg, Hitler assumiu a presidência e as Forças Armadas deveriam prestar-lhe
juramento de fidelidade.
Com a ascensão de Hitler ao poder, o antissemitismo e os atos de violência contra judeus se
tornaram política de estado. Em Abril de 1933 os judeus foram proibidos de praticar a medicina e a
advocacia e de ocupar cargos públicos. Em 1935 judeus e demais minorias de sangue não germânico
foram privados de direitos constitucionais e proibidos de casar-se ou manter relações
extramatrimoniais com cidadãos alemães ou de sangue ariano. Em 1936 foi criado o Serviço para a
Solução do Problema Judeu, sob a supervisão das SS, que se dedicava à exterminação sistemática dos
judeus por meio da deportação para guetos ou campos de concentração. Durante a Segunda Guerra,
foram estabelecidos na Polônia ocupada os campos de extermínio em massa. Cerca de 6 milhões de
judeus foram executados.
Crianças judias
sujeitas a experiências
Campo de concentração de Auschwitz na Polônia
O partido nazista controlava a população e esse controle era feito pelo Ministro Joseph
Goebbels que fiscalizava a imprensa, a literatura, o cinema e o rádio (principal instrumento de
comunicação das massas).
Já no final da Segunda Guerra quando as tropas aliadas entraram na capital alemã, Hitler (que
estava em seu esconderijo) cometeu suicídio.
Até hoje, a humanidade lembra, relembra e sofre ao recordar este lamentável episódio da nossa
história universal, que ficou conhecido como Holocausto.
O Fascismo italiano
A crise socioeconômica da Itália tornou-se grave a partir do
fim da Primeira Guerra Mundial. Embora tivesse terminado a guerra do
lado vitorioso, a Itália não recebeu as recompensas territoriais que lhes
foram prometidas.
O fascismo nasce oficialmente em 1919, quando Mussolini
funda, em Milão, o movimento intitulado Fascio de Combatimento,
cujos integrantes, os camisas pretas (camicie nere), opõem-se à classe
liberal. Em 1922, as milícias fascistas desfilam na Marcha sobre Roma, e
Mussolini é convocado para chefiar o governo em uma Itália que atravessa profunda crise econômica,
agravada por greves e manifestações de trabalhadores urbanos e rurais. Em 1929 há um
endurecimento do regime, que significa cerceamento à liberdade civil e política, derrota dos
movimentos de esquerda, limitações ao direito dos empresários de administrar sua força de trabalho e
uni partidarismo. A política adotada, entretanto, é eficiente na modernização da economia industrial
italiana e na diminuição do desemprego.
Os camisas pretas
A ascensão de Mussolini
Benito Mussolini pertencera ao Partido Socialista Italiano, tendo sido expulso devido às suas
posições oportunistas e antipacifistas nos anos da Primeira Guerra Mundial.
Em Março de 1919, Mussolini fundou uma organização denominada fasci di combattimento
(esquadrões de combate), composta por ex-combatentes e desempregados, e contou com o
financiamento de alguns industriais.
Utilizando métodos violentos e inescrupulosos contra seus opositores, desenvolveram-se,
transformando-se no Partido Nacional Fascista.
Protestando contra a crescente violência fascista, os partidos de inspiração marxista convocaram,
em Agosto de 1922, uma greve geral dos trabalhadores. Os fascistas exigiram que o governo acabasse
com a greve e restabelecesse a ordem. Impotente para controlar a situação, o governo abriu espaço
para a ação violenta dos fascistas.
Mussolini organizou em 28 de Outubro de 1922, a Marcha sobre Roma, promovendo uma
passeata de cerca de 50 mil fascistas em Roma. Pressionado, o rei Vítor Emanuel III encarregou
Mussolini de formar um novo governo, em 28 de Outubro de 1922.
O governo de Mussolini
O governo de Mussolini pode ser dividido em duas grandes fases:
Consolidação do Fascismo (1922 a 1924) – Mussolini realizou um governo marcado pelo
nacionalismo extremado, e pelo capitalismo. Paralelamente, fortaleceu as organizações fascistas com
a fundação das Milícias de Voluntários para a segurança Nacional. Valendo-se de todos os métodos
possíveis, inclusive de fraude eleitoral, os fascistas garantiram a vitória do Partido nas eleições
parlamentares de Abril de 1924. O deputado socialista Giacomo Matteoti denunciou as violências
fascistas. Devido a sua firme oposição, Matteoti foi assassinado em Maio de 1924. A morte de
Matteoti provocou indignação popular e forte reação da imprensa política oposicionista. Mussolini
assumiu a responsabilidade histórica pelo homicídio do líder socialista, decretando uma série de leis
que fortalecia o governo.
Ditadura Fascista (1925 a 1939) – Nos meses finais de 1925, Mussolini implantou o fascismo na Itália.
Os sindicatos dos trabalhadores passaram a ser controlados pelo Estado por meio do sistema
corporativista. Foi criado um tribunal especial para julgar crimes considerados ofensivos à segurança
do Estado. Inúmeros jornais foram fechados, os partidos de oposição foram dissolvidos, milhares de
pessoas foram presas e outras foram expulsas do país. A Ovra, polícia secreta fascista, utilizou os
mais terríveis tipos de violência na perseguição dos oposicionistas. Os fascistas puniam seus
adversários obrigando-os a ingerir óleo de rícino. Mussolini empenhou-se em fazer da Itália uma
grande potência capitalista mundial. Para isso promoveu a conquista da Etiópia, em 1936, e o
revigoramento industrial. Mussolini tornou-se conhecido como o Duce, em italiano, aquele que
dirige.
Mussolini, líder fascista italiano.
Conclusão
Nesta pesquisa aprendi muito mais sobre Nazismo e Fascismo.
Aprendi que nazismo designa a política da ditadura que governou a Alemanha de 1933 a 1945 e
que racismo, totalitarismo e nacionalismo foram alguns de seus ideais.
O fascismo é uma doutrina totalitária de extrema-direita desenvolvida por Benito Mussolini na
Itália, a partir de 1919, e durante seu governo (1922 – 1943 e 1943 – 1945). Os fascistas italianos
também ficaram conhecidos pela expressão camisas negras, em virtude do uniforme que utilizavam.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Totalitarismo Europeu
Totalitarismo EuropeuTotalitarismo Europeu
Totalitarismo Europeu
João Vitor Miranda
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
jbmaxdesigner
 
AscensãO Da Extrema Direita Blog
AscensãO Da Extrema Direita BlogAscensãO Da Extrema Direita Blog
AscensãO Da Extrema Direita Blog
henrique.jay
 
Ascensão do fascismo europeu
Ascensão do fascismo europeuAscensão do fascismo europeu
Ascensão do fascismo europeu
Leonardo de Oliveira
 
Nazifascismo
NazifascismoNazifascismo
A Crise de 1929 e a Ascensão dos Regimes Totalitários
A Crise de 1929 e a Ascensão dos Regimes TotalitáriosA Crise de 1929 e a Ascensão dos Regimes Totalitários
A Crise de 1929 e a Ascensão dos Regimes Totalitários
Portal do Vestibulando
 
Ascensão do fascismo e nazismo
Ascensão do fascismo e nazismoAscensão do fascismo e nazismo
Ascensão do fascismo e nazismo
Colégio Basic e Colégio Imperatrice
 
Como surgiram e se consolidaram os regimes fascistas
Como surgiram e se consolidaram os regimes fascistasComo surgiram e se consolidaram os regimes fascistas
Como surgiram e se consolidaram os regimes fascistas
gdfsabc
 
Regimes totalitarios
Regimes totalitariosRegimes totalitarios
Regimes totalitarios
Creusa Lima
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
Jean Carlos Nunes Paixão
 
Mussolini
MussoliniMussolini
Mussolini
MaryCerq
 
Regimes Totalitários
Regimes TotalitáriosRegimes Totalitários
Regimes Totalitários
patriciacaralo
 
Fascismo e Nazismo
Fascismo e NazismoFascismo e Nazismo
Fascismo e Nazismo
Bárbara Araújo Machado
 
Totalitarismo
TotalitarismoTotalitarismo
O Fascismo
O FascismoO Fascismo
O Fascismo
Sérgio Bernardo
 
O FASCISMO NA ITÁLIA - MUSSOLINI
O FASCISMO NA ITÁLIA - MUSSOLINIO FASCISMO NA ITÁLIA - MUSSOLINI
O FASCISMO NA ITÁLIA - MUSSOLINI
Colégio Basic e Colégio Imperatrice
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
Isaquel Silva
 
Regimes totalitarios
Regimes totalitariosRegimes totalitarios
Regimes totalitarios
Zeze Silva
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
Fatima Freitas
 
Fascismo e Nazismo
Fascismo e NazismoFascismo e Nazismo
Fascismo e Nazismo
Paulo Alexandre
 

Mais procurados (20)

Totalitarismo Europeu
Totalitarismo EuropeuTotalitarismo Europeu
Totalitarismo Europeu
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
 
AscensãO Da Extrema Direita Blog
AscensãO Da Extrema Direita BlogAscensãO Da Extrema Direita Blog
AscensãO Da Extrema Direita Blog
 
Ascensão do fascismo europeu
Ascensão do fascismo europeuAscensão do fascismo europeu
Ascensão do fascismo europeu
 
Nazifascismo
NazifascismoNazifascismo
Nazifascismo
 
A Crise de 1929 e a Ascensão dos Regimes Totalitários
A Crise de 1929 e a Ascensão dos Regimes TotalitáriosA Crise de 1929 e a Ascensão dos Regimes Totalitários
A Crise de 1929 e a Ascensão dos Regimes Totalitários
 
Ascensão do fascismo e nazismo
Ascensão do fascismo e nazismoAscensão do fascismo e nazismo
Ascensão do fascismo e nazismo
 
Como surgiram e se consolidaram os regimes fascistas
Como surgiram e se consolidaram os regimes fascistasComo surgiram e se consolidaram os regimes fascistas
Como surgiram e se consolidaram os regimes fascistas
 
Regimes totalitarios
Regimes totalitariosRegimes totalitarios
Regimes totalitarios
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
 
Mussolini
MussoliniMussolini
Mussolini
 
Regimes Totalitários
Regimes TotalitáriosRegimes Totalitários
Regimes Totalitários
 
Fascismo e Nazismo
Fascismo e NazismoFascismo e Nazismo
Fascismo e Nazismo
 
Totalitarismo
TotalitarismoTotalitarismo
Totalitarismo
 
O Fascismo
O FascismoO Fascismo
O Fascismo
 
O FASCISMO NA ITÁLIA - MUSSOLINI
O FASCISMO NA ITÁLIA - MUSSOLINIO FASCISMO NA ITÁLIA - MUSSOLINI
O FASCISMO NA ITÁLIA - MUSSOLINI
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
 
Regimes totalitarios
Regimes totalitariosRegimes totalitarios
Regimes totalitarios
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
 
Fascismo e Nazismo
Fascismo e NazismoFascismo e Nazismo
Fascismo e Nazismo
 

Destaque

ARCADIA project - Scientific Workshop Report - EuCNC 2016.
ARCADIA project - Scientific Workshop Report - EuCNC 2016.ARCADIA project - Scientific Workshop Report - EuCNC 2016.
ARCADIA project - Scientific Workshop Report - EuCNC 2016.
EU ARCADIA PROJECT
 
Description of Highly Distributed Applications and Programmable Infrastructur...
Description of Highly Distributed Applications and Programmable Infrastructur...Description of Highly Distributed Applications and Programmable Infrastructur...
Description of Highly Distributed Applications and Programmable Infrastructur...
EU ARCADIA PROJECT
 
Medio ambiente Isa de la torre
Medio ambiente Isa de la torreMedio ambiente Isa de la torre
Medio ambiente Isa de la torre
blogerosafa none
 
Realidad vitual
Realidad vitualRealidad vitual
Realidad vitual
nancy2000sm
 
ΠΡΟΦΙΛ ΕΤΑΙΡΙΑΣ 2016
ΠΡΟΦΙΛ ΕΤΑΙΡΙΑΣ 2016ΠΡΟΦΙΛ ΕΤΑΙΡΙΑΣ 2016
ΠΡΟΦΙΛ ΕΤΑΙΡΙΑΣ 2016gt security
 
Sesion1 FOE
Sesion1 FOESesion1 FOE
Sesion1 FOE
Beatriz Aguirre
 
Cono mayo 13 2010
Cono   mayo  13    2010Cono   mayo  13    2010
Cono mayo 13 2010
kako1950
 
Strawbery Short Dungarees Lisa Falzon Copyright
Strawbery Short Dungarees Lisa Falzon CopyrightStrawbery Short Dungarees Lisa Falzon Copyright
Strawbery Short Dungarees Lisa Falzon Copyright
Lisa Falzon
 
Crosta hemática
Crosta hemáticaCrosta hemática
Crosta hemática
Marciomcosta
 
Trabalho
TrabalhoTrabalho
Trabalho
jhaw
 
Barroco (paulo monteiro)
Barroco (paulo monteiro)Barroco (paulo monteiro)
Barroco (paulo monteiro)
paulomonteiropimpao
 
Practica 1 excel
Practica 1 excelPractica 1 excel
Practica 1 excel
losnn9a
 
Derecho a la vida andres ramirez
Derecho a la vida   andres ramirezDerecho a la vida   andres ramirez
Derecho a la vida andres ramirez
guest60b987
 
CSO
CSOCSO
Practica 1 excel
Practica 1 excelPractica 1 excel
Practica 1 excel
losnn9a
 

Destaque (20)

PH Living Room 1
PH Living Room 1PH Living Room 1
PH Living Room 1
 
ARCADIA project - Scientific Workshop Report - EuCNC 2016.
ARCADIA project - Scientific Workshop Report - EuCNC 2016.ARCADIA project - Scientific Workshop Report - EuCNC 2016.
ARCADIA project - Scientific Workshop Report - EuCNC 2016.
 
Description of Highly Distributed Applications and Programmable Infrastructur...
Description of Highly Distributed Applications and Programmable Infrastructur...Description of Highly Distributed Applications and Programmable Infrastructur...
Description of Highly Distributed Applications and Programmable Infrastructur...
 
Best Buy AL
Best Buy ALBest Buy AL
Best Buy AL
 
Medio ambiente Isa de la torre
Medio ambiente Isa de la torreMedio ambiente Isa de la torre
Medio ambiente Isa de la torre
 
1
11
1
 
Realidad vitual
Realidad vitualRealidad vitual
Realidad vitual
 
ΠΡΟΦΙΛ ΕΤΑΙΡΙΑΣ 2016
ΠΡΟΦΙΛ ΕΤΑΙΡΙΑΣ 2016ΠΡΟΦΙΛ ΕΤΑΙΡΙΑΣ 2016
ΠΡΟΦΙΛ ΕΤΑΙΡΙΑΣ 2016
 
Sesion1 FOE
Sesion1 FOESesion1 FOE
Sesion1 FOE
 
Cono mayo 13 2010
Cono   mayo  13    2010Cono   mayo  13    2010
Cono mayo 13 2010
 
Strawbery Short Dungarees Lisa Falzon Copyright
Strawbery Short Dungarees Lisa Falzon CopyrightStrawbery Short Dungarees Lisa Falzon Copyright
Strawbery Short Dungarees Lisa Falzon Copyright
 
Crosta hemática
Crosta hemáticaCrosta hemática
Crosta hemática
 
Trabalho
TrabalhoTrabalho
Trabalho
 
Barroco (paulo monteiro)
Barroco (paulo monteiro)Barroco (paulo monteiro)
Barroco (paulo monteiro)
 
Practica 1 excel
Practica 1 excelPractica 1 excel
Practica 1 excel
 
Blt Prime 06
Blt Prime 06Blt Prime 06
Blt Prime 06
 
Derecho a la vida andres ramirez
Derecho a la vida   andres ramirezDerecho a la vida   andres ramirez
Derecho a la vida andres ramirez
 
8
88
8
 
CSO
CSOCSO
CSO
 
Practica 1 excel
Practica 1 excelPractica 1 excel
Practica 1 excel
 

Semelhante a Governos totalitários

O Fascismo e o Nazismo
O Fascismo e o NazismoO Fascismo e o Nazismo
O Fascismo e o Nazismo
_7udy_
 
Surgimento e Expansão do Fascismo
Surgimento e Expansão do FascismoSurgimento e Expansão do Fascismo
Surgimento e Expansão do Fascismo
Lorena Lara
 
Os regimes totalitários na europa
Os regimes totalitários na europaOs regimes totalitários na europa
Os regimes totalitários na europa
Nelia Salles Nantes
 
Roteiro de Aula - Fascismo e Nazismo
Roteiro de Aula - Fascismo e NazismoRoteiro de Aula - Fascismo e Nazismo
Roteiro de Aula - Fascismo e Nazismo
josafaslima
 
Fascismo
FascismoFascismo
Fascismo
betepa
 
Totalitarismo
TotalitarismoTotalitarismo
Totalitarismo
MargarethFranklim
 
Totalitarismo
TotalitarismoTotalitarismo
Totalitarismo
MargarethFranklim
 
A Maré negra do Fascismo
A Maré negra do FascismoA Maré negra do Fascismo
A Maré negra do Fascismo
Guida
 
O Fascismo
O FascismoO Fascismo
O Fascismo
marcy
 
Europa Sec.XX
Europa Sec.XXEuropa Sec.XX
Europa Sec.XX
liveofwarrior
 
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
Janayna Lira
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
Lucas Farias
 
Slide nazismo
Slide nazismoSlide nazismo
Slide nazismo
Isabel Aguiar
 
AscensãO Dos Regimes TotalitáRios Na Europa 3
AscensãO Dos Regimes TotalitáRios Na Europa 3AscensãO Dos Regimes TotalitáRios Na Europa 3
AscensãO Dos Regimes TotalitáRios Na Europa 3
kelvin45170
 
Totalitarismo europeu
Totalitarismo europeuTotalitarismo europeu
Totalitarismo europeu
Alan Silva
 
21a
21a21a
21a
21a21a
1293455968 regimes totalitarios_europa
1293455968 regimes totalitarios_europa1293455968 regimes totalitarios_europa
1293455968 regimes totalitarios_europa
Pelo Siro
 
Fascismo e Nazismo: violência e medo
Fascismo e Nazismo: violência e medoFascismo e Nazismo: violência e medo
Fascismo e Nazismo: violência e medo
Francisco Cougo Jr
 

Semelhante a Governos totalitários (20)

O Fascismo e o Nazismo
O Fascismo e o NazismoO Fascismo e o Nazismo
O Fascismo e o Nazismo
 
Surgimento e Expansão do Fascismo
Surgimento e Expansão do FascismoSurgimento e Expansão do Fascismo
Surgimento e Expansão do Fascismo
 
Os regimes totalitários na europa
Os regimes totalitários na europaOs regimes totalitários na europa
Os regimes totalitários na europa
 
Roteiro de Aula - Fascismo e Nazismo
Roteiro de Aula - Fascismo e NazismoRoteiro de Aula - Fascismo e Nazismo
Roteiro de Aula - Fascismo e Nazismo
 
Fascismo
FascismoFascismo
Fascismo
 
Totalitarismo
TotalitarismoTotalitarismo
Totalitarismo
 
Totalitarismo
TotalitarismoTotalitarismo
Totalitarismo
 
A Maré negra do Fascismo
A Maré negra do FascismoA Maré negra do Fascismo
A Maré negra do Fascismo
 
O Fascismo
O FascismoO Fascismo
O Fascismo
 
Europa Sec.XX
Europa Sec.XXEuropa Sec.XX
Europa Sec.XX
 
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
 
Slide nazismo
Slide nazismoSlide nazismo
Slide nazismo
 
AscensãO Dos Regimes TotalitáRios Na Europa 3
AscensãO Dos Regimes TotalitáRios Na Europa 3AscensãO Dos Regimes TotalitáRios Na Europa 3
AscensãO Dos Regimes TotalitáRios Na Europa 3
 
Totalitarismo europeu
Totalitarismo europeuTotalitarismo europeu
Totalitarismo europeu
 
21a
21a21a
21a
 
21a
21a21a
21a
 
1293455968 regimes totalitarios_europa
1293455968 regimes totalitarios_europa1293455968 regimes totalitarios_europa
1293455968 regimes totalitarios_europa
 
Fascismo e Nazismo: violência e medo
Fascismo e Nazismo: violência e medoFascismo e Nazismo: violência e medo
Fascismo e Nazismo: violência e medo
 

Último

Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
andressacastro36
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdfos-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
GiselaAlves15
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
jbellas2
 
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdfArundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Ana Da Silva Ponce
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptxFato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
MariaFatima425285
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Mary Alvarenga
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
MatildeBrites
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
ssuser701e2b
 

Último (20)

Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdfos-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
 
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdfArundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
 
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptxFato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
 

Governos totalitários

  • 1. Governos Totalitários (Nazismo e Fascismo) Introdução Entre as décadas de 1920 e 1940 surgiu e desenvolveu-se, em alguns países da Europa, o fascismo e o nazismo. Eram sistemas políticos, econômicos e sociais que ganharam força após a Primeira Guerra Mundial (1914-1918), principalmente nos países em crise econômica (Itália o fascismo e na Alemanha o nazismo). Na Itália, o fascismo foi representado pelo líder italiano Benito Mussolini. Na Alemanha, Adolf Hitler foi o símbolo do nazismo. Estes sistemas terminaram com a derrota do Eixo (Alemanha, Itália e Japão) na Segunda Guerra Mundial (1939-45). Conceito Entende-se por Totalitarismo o tipo de Estado, difundido na Europa entre as duas grandes guerras mundiais, que exerce um enorme controle sobre todas as atividades sociais, econômicas, políticas, culturais e religiosas. A direção do aparelho estatal está a cargo de um único partido político ou de um chefe. Os fatores que propiciaram a formação deste Estado foram o final da Primeira Guerra Mundial e a consequente crise política, econômica e social dos países europeus; a crise mundial de 1929; o avanço das ideias socialistas e a experiência do fascismo italiano e o nazismo alemão, sob a direção de Benito Mussolini e de Adolf Hitler anos mais tarde na Alemanha com o nazismo. Desenvolvimento O Nazismo alemão Ao final da 1ª Guerra Mundial, além de perder territórios para França, Polônia, Dinamarca e Bélgica, os alemães são obrigados pelo Tratado de Versalhes a pagar pesadas indenizações aos países vencedores. Essa penalidade faz crescer a dívida externa e compromete os investimentos internos, gerando falências, inflação e desemprego em massa. A miséria da população permitiu a ascensão política do Partido Nazista, bem como do partido Comunista. O sentimento de vingança crescia cada vez mais entre os alemães. O partido nazista, chefiado por Adolf Hitler, ganhava muitos votos. Eles acusavam comunistas, liberais e judeus da desordem e prometiam restaurar o orgulho de ser alemão. Os nazistas diziam que os alemães pertenciam a uma raça superior (ariana). Em um país que vivia na miséria, os nazistas ofereciam a chance de melhora e a esperança de um país melhor. Formavam grupos de jovens que ia às ruas perseguir seus inimigos. As propagandas enganosas ajudaram Hitler a ser transformado no “Salvador da Alemanha”. Hitler nasceu na Áustria em abril de 1889 e se alistou no exército alemão aos 25 anos de idade. Em 1919, ingressou no Partido Operário Alemão (grupo de direita) do qual foi presidente, mais tarde este partido foi rebatizado com o nome de Partido Operário Nacional-Socialista Alemão. Em 1921, criou suas próprias forças de ataque – as SA (Sturmabteilung). O enfraquecimento dos demais partidos políticos e um golpe de estado contribuíram muito para que os nazistas tomassem o poder.
  • 2. Porém, antes de consegui-lo, Hitler havia tentado outro golpe de estado em 1923, isso o levou para a prisão, onde escreveu ”Mein Kampf” (Minha Luta), obra em que registrou suas ideias a respeito das raças do mundo. Quando saiu da prisão, reorganizou o partido e criou uma espécie de polícia militar – a SS(Schutzstaffel). Com todos os problemas que a Alemanha passava (inflação, desemprego), o partido nazista ganhava adeptos e votos devido a uma propaganda política competente. Em 1923, empresas capitalistas passaram a apoiá-lo financeiramente. O presidente Hindenburg encarregou o chefe do Partido Nacional Popular de formar o governo, e este pediu apoio aos nazistas. Hitler concordou com uma condição: queria o posto de chanceler (chefia do governo). Cargo que conseguiu em janeiro de 1933. Dotado de poder, mandou incendiar o edifício do Reichstag (Parlamento) para jogar a culpa nos comunistas, extinguiu os partidos políticos (menos o nazista) e os sindicatos por três anos, diminuiu os direitos dos estados em favor do poder central. Todos os opositores de Hitler foram assassinados e um desses massacres ficou conhecido como “Noite dos Longos Punhais”, em junho de 1934. Para tanto, utilizou a violência da SS. No mesmo ano, com a morte de Hindenburg, Hitler assumiu a presidência e as Forças Armadas deveriam prestar-lhe juramento de fidelidade. Com a ascensão de Hitler ao poder, o antissemitismo e os atos de violência contra judeus se tornaram política de estado. Em Abril de 1933 os judeus foram proibidos de praticar a medicina e a advocacia e de ocupar cargos públicos. Em 1935 judeus e demais minorias de sangue não germânico foram privados de direitos constitucionais e proibidos de casar-se ou manter relações extramatrimoniais com cidadãos alemães ou de sangue ariano. Em 1936 foi criado o Serviço para a Solução do Problema Judeu, sob a supervisão das SS, que se dedicava à exterminação sistemática dos judeus por meio da deportação para guetos ou campos de concentração. Durante a Segunda Guerra, foram estabelecidos na Polônia ocupada os campos de extermínio em massa. Cerca de 6 milhões de judeus foram executados. Crianças judias sujeitas a experiências Campo de concentração de Auschwitz na Polônia O partido nazista controlava a população e esse controle era feito pelo Ministro Joseph Goebbels que fiscalizava a imprensa, a literatura, o cinema e o rádio (principal instrumento de comunicação das massas). Já no final da Segunda Guerra quando as tropas aliadas entraram na capital alemã, Hitler (que estava em seu esconderijo) cometeu suicídio. Até hoje, a humanidade lembra, relembra e sofre ao recordar este lamentável episódio da nossa história universal, que ficou conhecido como Holocausto.
  • 3. O Fascismo italiano A crise socioeconômica da Itália tornou-se grave a partir do fim da Primeira Guerra Mundial. Embora tivesse terminado a guerra do lado vitorioso, a Itália não recebeu as recompensas territoriais que lhes foram prometidas. O fascismo nasce oficialmente em 1919, quando Mussolini funda, em Milão, o movimento intitulado Fascio de Combatimento, cujos integrantes, os camisas pretas (camicie nere), opõem-se à classe liberal. Em 1922, as milícias fascistas desfilam na Marcha sobre Roma, e Mussolini é convocado para chefiar o governo em uma Itália que atravessa profunda crise econômica, agravada por greves e manifestações de trabalhadores urbanos e rurais. Em 1929 há um endurecimento do regime, que significa cerceamento à liberdade civil e política, derrota dos movimentos de esquerda, limitações ao direito dos empresários de administrar sua força de trabalho e uni partidarismo. A política adotada, entretanto, é eficiente na modernização da economia industrial italiana e na diminuição do desemprego. Os camisas pretas A ascensão de Mussolini Benito Mussolini pertencera ao Partido Socialista Italiano, tendo sido expulso devido às suas posições oportunistas e antipacifistas nos anos da Primeira Guerra Mundial. Em Março de 1919, Mussolini fundou uma organização denominada fasci di combattimento (esquadrões de combate), composta por ex-combatentes e desempregados, e contou com o financiamento de alguns industriais. Utilizando métodos violentos e inescrupulosos contra seus opositores, desenvolveram-se, transformando-se no Partido Nacional Fascista. Protestando contra a crescente violência fascista, os partidos de inspiração marxista convocaram, em Agosto de 1922, uma greve geral dos trabalhadores. Os fascistas exigiram que o governo acabasse com a greve e restabelecesse a ordem. Impotente para controlar a situação, o governo abriu espaço para a ação violenta dos fascistas. Mussolini organizou em 28 de Outubro de 1922, a Marcha sobre Roma, promovendo uma passeata de cerca de 50 mil fascistas em Roma. Pressionado, o rei Vítor Emanuel III encarregou Mussolini de formar um novo governo, em 28 de Outubro de 1922.
  • 4. O governo de Mussolini O governo de Mussolini pode ser dividido em duas grandes fases: Consolidação do Fascismo (1922 a 1924) – Mussolini realizou um governo marcado pelo nacionalismo extremado, e pelo capitalismo. Paralelamente, fortaleceu as organizações fascistas com a fundação das Milícias de Voluntários para a segurança Nacional. Valendo-se de todos os métodos possíveis, inclusive de fraude eleitoral, os fascistas garantiram a vitória do Partido nas eleições parlamentares de Abril de 1924. O deputado socialista Giacomo Matteoti denunciou as violências fascistas. Devido a sua firme oposição, Matteoti foi assassinado em Maio de 1924. A morte de Matteoti provocou indignação popular e forte reação da imprensa política oposicionista. Mussolini assumiu a responsabilidade histórica pelo homicídio do líder socialista, decretando uma série de leis que fortalecia o governo. Ditadura Fascista (1925 a 1939) – Nos meses finais de 1925, Mussolini implantou o fascismo na Itália. Os sindicatos dos trabalhadores passaram a ser controlados pelo Estado por meio do sistema corporativista. Foi criado um tribunal especial para julgar crimes considerados ofensivos à segurança do Estado. Inúmeros jornais foram fechados, os partidos de oposição foram dissolvidos, milhares de pessoas foram presas e outras foram expulsas do país. A Ovra, polícia secreta fascista, utilizou os mais terríveis tipos de violência na perseguição dos oposicionistas. Os fascistas puniam seus adversários obrigando-os a ingerir óleo de rícino. Mussolini empenhou-se em fazer da Itália uma grande potência capitalista mundial. Para isso promoveu a conquista da Etiópia, em 1936, e o revigoramento industrial. Mussolini tornou-se conhecido como o Duce, em italiano, aquele que dirige. Mussolini, líder fascista italiano. Conclusão Nesta pesquisa aprendi muito mais sobre Nazismo e Fascismo. Aprendi que nazismo designa a política da ditadura que governou a Alemanha de 1933 a 1945 e que racismo, totalitarismo e nacionalismo foram alguns de seus ideais. O fascismo é uma doutrina totalitária de extrema-direita desenvolvida por Benito Mussolini na Itália, a partir de 1919, e durante seu governo (1922 – 1943 e 1943 – 1945). Os fascistas italianos também ficaram conhecidos pela expressão camisas negras, em virtude do uniforme que utilizavam.