SlideShare uma empresa Scribd logo
ESTADO DE MINAS ●         Q U A R TA - F E I R A , 2 0 D E J U L H O D E 2 0 1 1 ● E D I T O R : J o ã o P a u l o C u n h a ● E D I T O R A - A S S I S T E N T E : Â n g e l a F a r i a ● E - M A I L : c u l t u r a . e m @ u a i . c o m . b r ● T E L E F O N E : ( 3 1 ) 3 2 6 3 - 5 1 2 6




                  EM
                                                                                                                                                                                                                                                                             NOEL ROSA
                                                                                                                                                                                                                                                                             EM DESTAQUE
                                                                                                                                                                                                                                                                             Gilson Peranzetta

                                      ★                                                                                                                                                                                                                                      e Mauro Senise
                                                                                                                                                                                                                                                                             gravam DVD e CD
                                                                                                                                                                                                                                                                             em homenagem
                                                                                                                                                                                                                                                                             ao poeta da Vila.
                                                                                                                                                                                                                                                                                           PÁGINA 4


                                                                                                                                                                                                                                              ANA LUÍSA MARINHO/DIVULGAÇÃO



                                                                                                                                                                                                                 MARIA TEREZA CORREIA/EM/D.A PRESS




                   OUTRA
          AILTON MAGIOLI
                                                                                                                                                                                                                                                                             CARREIRA




                                                        TOADA
O pequeno Tomaz, de 7 anos, pe-
                                                                                                                                                                                                                                                          Natural de São João del-Rei, Chico
diu o pai de volta ao se deparar                                                                                                                                                                                                                        Lobo se mudou para Belo Horizonte
com Chico Lobo de cabelos cur-                                                                                                                                                                                                                          em 1983. Na capital mineira, iniciou
                                                                                                                                                                                                                                                              a carreira profissional em 1991.
tos. Depois de passar duas déca-
                                                                                                                                                                                                                                                             Lançou sete discos solo. Cantor,
das com longas madeixas, o vio-                                                                                                                                                                                                                             compositor e instrumentista, ele
leiro resolveu mudar. O público,                                                                                                                                                                                                                              lembra que, ao chegar a BH, o
                                                                                                                                                                                                                                                            grande ícone da viola era Renato
no entanto, não deverá estranhar                                                                                                                                                                                                                          Andrade, que havia conhecido em
o novo visual do cantor, compo-                                                                                                                                                                                                                                sua cidade natal, aos 14 anos.
sitor e instrumentista. E muito                                                                                                                                                                                                                             Ex-integrante do grupo Aruanda
                                                                                                                                                                                                                                                               (assumia voz, viola, arranjos e
menos a guinada de Chico em di-                                                                                                                                                                                                                            direção musical), que considera a
reção aos poetas contemporâ-                                                                                                                                                                                                                                sua grande escola, Chico acabou
neos em Caipira do mundo, dis-                                                                                                                                                                                                                           liderando a cena violeira em BH ao
                                                                                                                                                                                                                                                         lado de Tavinho Moura e Pereira da
co que ele vai lançar com show,                                                                                                                                                                                                                                            Viola, entre outros.
no Grande Teatro do Palácio das
Artes, em 26 de setembro.


    Já à venda nas lojas, o CD am-
plia o contato da música e da vio-
la de Chico com novas frentes na                                                                                                                                                                                                                           ❚ DISCOGRAFIA
tentativa de romper com a por-
ção caipira. Entretanto, ele dialo-                                                                                                                                                                                                                        ● Caipira do mundo – 2011. Saravá Discos
ga com letristas nos quais identi-                                                                                                                                                                                                                         ● Encontro de violas – 2007.
fica certo regionalismo. A pro-                                                                                                                                                                                                                               Independente (com Pedro Mestre)
posta de Rossana Decelso, em-
presária e produtora de Zeca Ba-                                                                                                                                                                                                                           ● Vozes de viola, Corais Maximus e
leiro, levou a criação de Chico em                                                                                                                                                                                                                            Promove cantam Chico Lobo – 2006.
direção a Alice Ruiz (A mais difí-                                                                                                                                                                                                                            Independente
cil opção), Chico César (Tristeza                                                                                                                                                                                                                          ● Viola popular brasileira – 2005.
do culto), Ricardo Aleixo (Cantiga                                                                                                                                                                                                                            Kuarup (também em DVD)
de caminho), Sérgio Natureza                                                                                                                                                                                                                               ● Os bambas da viola – 2004. Kuarup
(Canto a cântaros), Siba (Pássaro                                                                                                                                                                                                                             (coletânea)
de rima), Verônica Sabino (No fio
                                                                                                                                                                                                                                                           ● Paixão e fé na canção brasileira, Chico
da olhar), Arnaldo Antunes (Eu
ando muito cansado), Vander Lee                                                                                                                                                                                                                               Lobo – Vozes das Gerais – 2003. Kuarup
(Quando falta o coração), Fausto                                                                                                                                                                                                                           ● Caipiríssimo – Clássicos e joias
Nilo (No fim da rua), Maurício Pe-                                                                                                                                                                                                                            da música caipira – 2003.
reira (Pra onde que eu tava in-                                                                                                                                                                                                                               Kuarup (coletânea)
do?), Vítor Ramil (Cantata) e Zeca                                                                                                                                                                                                                         ● O violeiro e a cantora – 2002.
Baleiro (Morena de Minas). O                                                                                                                                                                                                                                  Independente (com Déa Trancoso)
projeto inclui Samuel Rosa, Lô
                                                                                                                                                                                                                                                           ● Cantoria brasileira – 2002. Kuarup
Borges e Nando Reis: a canção
                                                                                                                                                                                                                                                              (coletânea)
Dois rios foi transformada na vi-
nheta que fecha o disco.                                                                                                                                                                                                                                   ● Viola caipira, tradição, causos e crenças
    As mudanças não param por                                                                                                                                                                                                                                 – 2002. Kuarup
aí. O violeiro acaba de gravar                                                                                                                                                                                                                             ● Palmeira seca – 2001. Karmim
com o clarinetista Paulo Sérgio                                                                                                                                                                                                                               (com convidados)
Santos e o violoncelista Marcio
                                                                                                                                                                                                                                                           ● Reinado – 2000. Kuarup
Malard 3 Brasis, o primeiro dis-
co exclusivamente instrumen-                                                                                                                                                                                                                               ● Nosso coração caipira – 1998. Atração
tal de sua carreira, ainda sem da-                                                                                                                                                                                                                            Fonográfica (com Jackson Antunes)
ta de lançamento.                                                                                                                                                                                                                                          ● No braço dessa viola – 1996. Kuarup




                                                                                                    De cabelos cortados, Chico Lobo confessa: mudar dá pânico



            CHICO LOBO BUSCA NOVOS CAMINHOS MUSICAIS NO DISCO CAIPIRA DO MUNDO. ARNALDO ANTUNES, ZECA
            BALEIRO, VITOR RAMIL, VANDER LEE, FAUSTO NILO E CHICO CÉSAR ESTÃO ENTRE OS PARCEIROS DO VIOLEIRO


               DISTORÇÃO
                                                                                                         cidade brasileira. Convidado para cantar com Chico                                                   parcerias com Fausto Nilo e Vander Lee. “Fiquei de-
                                                                                                         Lobo No fio do olhar, parceria do mineiro com Verô-                                                  safiada da mesma maneira. A ideia veio, as palavras
                                                                                                         nica Sabino, Zé Geraldo lembra que, por ter o pé no                                                  foram se sucedendo e, quando vi, estava pronta.
                                                                                                         mato, sempre se identificou com a música do violei-                                                  Mandei o primeiro texto, uma prosa que tem a ver
                                                                                                         ro. “Chico é um grande instrumentista, estou honra-                                                  com Bob Dylan, Zé Ramalho. O incrível foi que ele
                  A aproximação de Chico Lobo dessa turma toda                                           do pelo convite”, afirma Zé Geraldo.                                                                 musicou de cara”, elogia Verônica Sabino, feliz pela
               de compositores remonta à época do lançamento do                                              Para Chico Lobo, a letra da filha de Fernando Sa-                                                coragem do parceiro em correr riscos. “O disco dele
               disco No braço dessa viola, quando ele usou pedais                                        bino, quase prosa, representou um desafio para ele                                                   está lindo”, conclui ela.
               de distorção em sua viola para tocar Heavy metal do                                       musicar. “Fui para um caminho pelo qual jamais ha-                                                       Com o ex-titã Arnaldo Antunes ocorreu algo in-
               senhor, de Zeca Baleiro. “Mas o crédito do novo tra-                                      via passado, o da balada”, revela. E fez o mesmo nas                                                 teressante, relembra o mineiro. “Ele chegou quando
               balho deve ser dado para Rossana Decelso, amiga de                                                                                                                                             já estávamos gravando as guias. O produtor Guilher-
               longa data”, diz Chico, lembrando que ela lhe pediu                                                                                                                                            me Kastrup mostrou três músicas, dizendo que
               para ouvir algo novo que havia composto. Imedia-
               tamente, chegaram a Rossana 25 inéditas, das quais                                         FALA, PARCEIRO                                                                                      eram de um violeiro em busca de novos diálogos. Ar-
                                                                                                                                                                                                              naldo é um poeta muito cuidadoso com a palavra.
               o autor pretendia tirar 13 para gravar um disco.                                                                                                                                               No estúdio, fomos acertando a sílaba tônica tão ca-
                                                                                                                                                                                   MARCOS HERMES/DIVULGAÇÃO




                  “Pouco tempo depois, Rossana me liga e faz uma                                                                                                                                              racterística das letras dele”.
               provocação. Perguntou se eu aceitaria letras para co-                                                                                                                                              O gaúcho Vitor Ramil pediu a Chico a melodia.
               meçar o processo do zero”, revela o violeiro, que ado-                                                                                                                                         “Mandei e ele me enviou a Cantata, o que me levou
               ra um desafio. No Rio de Janeiro, apesar do medo, ele                                                                                                                                          a optar pela gravação com viola, viola de arco e acor-
               musicou as duas primeiras canções de Caipira do                                                                                                                                                deom”. De Alice Ruiz chegou letra extremamente fi-
               mundo, parcerias com Zeca Baleiro e Sérgio Nature-                                                                                                                                             losófica, que o violeiro conseguiu levar para o uni-
               za. “Sempre compus intuitivamente, daí o pânico”,                                                                                                                                              verso de seu instrumento.
               justifica. Em apenas uma noite ele fez as duas melo-                                                                                                                                               “Foi incrível dar vida às palavras de outras pes-
               dias. A partir de então, a empatia com os novos par-
               ceiros foi imediata. “Nenhuma canção demorou
                                                                                                         Chico é um violeiro                                                                                  soas. Parece até que todos eles já me conheciam”,
                                                                                                                                                                                                              elogia Chico. “O Zeca Baleiro foi muito generoso e
               mais de duas horas para ficar pronta”, revela. E res-
               salta o caráter filosófico de algumas letras, diferen-                                    danado e inquieto,                                                                                   ainda brinca com o Menino da porteira, de Sérgio
                                                                                                                                                                                                              Reis, na letra dele”, antecipa, acrescentando que Sér-
               temente das que sempre escreveu ou recebeu de ra-
               ros parceiros, como Jorge Fernando dos Santos.                                            doido para alçar                                                                                     gio Natureza foi capaz de trazer para o refrão algo
                                                                                                                                                                                                              que sempre fez ao retornar de uma viagem: “Bom é
                  “Chico é um violeiro danado e inquieto, doido pa-
               ra alargar os limites de seu instrumento e alçar no-                                      novos voos estéticos                                                                                 voltar para casa”, reconhece.
                                                                                                                                                                                                                  Com Siba, Chico resgatou a cultura nordestina
               vos voos estéticos”, constata Zeca Baleiro, que classi-                                                                                                                                        que admirou na juventude, via Banda de Pau & Cor-
               fica de “música brasileira pro mundo ouvir” a nova                                                                                                                                             da (também convidada do disco). Virgínia Rosa e a
               incursão do mineiro no mercado fonográfico.                                                                                                                                                    cantora portuguesa Suzana Travasso também mar-
                  “Fiz algo com viés caipira, fui levando a estrofe pa-                                                                                                                                       cam presença em Caipira do mundo, que reúne ins-
               ra botar algo mais rural, mas a letra é bem paulista-                                                                                                                                          trumentistas como Paulo Sérgio Santos, Lívio Trag-
               na”, comenta Maurício Pereira. Em Pra onde que eu                                                                                                                                              tenberg, Lui Coimbra, Marcelo Jeneci, Tuco Marcon-
               tava indo?, ele aborda o corre-corre diário da maior                                       ■ Zeca Baleiro                                                                                      des, Swami Jr. e Rogério Delayon.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Rolima 01
Rolima 01Rolima 01
Rolima 01
Daniel Camargos
 
Jornal de Revenda Bosch Julho a Setembro 2013
Jornal de Revenda Bosch Julho a Setembro 2013Jornal de Revenda Bosch Julho a Setembro 2013
Jornal de Revenda Bosch Julho a Setembro 2013
moises0411
 
Jornal do Revendedor Bosch
Jornal do Revendedor BoschJornal do Revendedor Bosch
Jornal do Revendedor Bosch
moises0411
 
15 latin energy
15   latin energy15   latin energy
15 latin energy
Cteep
 
Jornal Estado De Sao Paulo 24012010
Jornal Estado De Sao Paulo 24012010Jornal Estado De Sao Paulo 24012010
Jornal Estado De Sao Paulo 24012010
guest5da409
 
Auto jornal Edição nº 102
Auto jornal Edição nº 102Auto jornal Edição nº 102
Auto jornal Edição nº 102
mastermidia
 
Hora do Sul 20-01-2011
Hora do Sul 20-01-2011Hora do Sul 20-01-2011
Hora do Sul 20-01-2011
Hora do Sul
 
Mutantes I
Mutantes IMutantes I
Mutantes I
guest434e79
 
Painela01
Painela01Painela01
Painela01
carolrib7
 
Diário da Região 24/11/2011 - Quinta- Feira
Diário da Região 24/11/2011 - Quinta- FeiraDiário da Região 24/11/2011 - Quinta- Feira
Diário da Região 24/11/2011 - Quinta- Feira
ijacomassi
 
DESTAK – Lisboa – 31.07.2008
DESTAK – Lisboa – 31.07.2008DESTAK – Lisboa – 31.07.2008
DESTAK – Lisboa – 31.07.2008
MANCHETE
 
Reportagem - Crack em Serra (ES)
Reportagem - Crack em Serra (ES)Reportagem - Crack em Serra (ES)
Reportagem - Crack em Serra (ES)
Fábio Nogueira, PhD
 
16 abamec - rj
16   abamec - rj16   abamec - rj
16 abamec - rj
Cteep
 
Edicao77
Edicao77Edicao77
Edicao77
Cleiah Ribeiro
 
Transporte Público - PVH
Transporte Público - PVHTransporte Público - PVH
Transporte Público - PVH
Raphael Santos
 
Numero7
Numero7Numero7
Perfil jordana berg
Perfil jordana bergPerfil jordana berg
Perfil jordana berg
Sergyo Vitro
 
Vitrine 12/2012 Tupperware
Vitrine 12/2012 TupperwareVitrine 12/2012 Tupperware
Vitrine 12/2012 Tupperware
Monielyn Gomes Coelho Barreto
 

Mais procurados (18)

Rolima 01
Rolima 01Rolima 01
Rolima 01
 
Jornal de Revenda Bosch Julho a Setembro 2013
Jornal de Revenda Bosch Julho a Setembro 2013Jornal de Revenda Bosch Julho a Setembro 2013
Jornal de Revenda Bosch Julho a Setembro 2013
 
Jornal do Revendedor Bosch
Jornal do Revendedor BoschJornal do Revendedor Bosch
Jornal do Revendedor Bosch
 
15 latin energy
15   latin energy15   latin energy
15 latin energy
 
Jornal Estado De Sao Paulo 24012010
Jornal Estado De Sao Paulo 24012010Jornal Estado De Sao Paulo 24012010
Jornal Estado De Sao Paulo 24012010
 
Auto jornal Edição nº 102
Auto jornal Edição nº 102Auto jornal Edição nº 102
Auto jornal Edição nº 102
 
Hora do Sul 20-01-2011
Hora do Sul 20-01-2011Hora do Sul 20-01-2011
Hora do Sul 20-01-2011
 
Mutantes I
Mutantes IMutantes I
Mutantes I
 
Painela01
Painela01Painela01
Painela01
 
Diário da Região 24/11/2011 - Quinta- Feira
Diário da Região 24/11/2011 - Quinta- FeiraDiário da Região 24/11/2011 - Quinta- Feira
Diário da Região 24/11/2011 - Quinta- Feira
 
DESTAK – Lisboa – 31.07.2008
DESTAK – Lisboa – 31.07.2008DESTAK – Lisboa – 31.07.2008
DESTAK – Lisboa – 31.07.2008
 
Reportagem - Crack em Serra (ES)
Reportagem - Crack em Serra (ES)Reportagem - Crack em Serra (ES)
Reportagem - Crack em Serra (ES)
 
16 abamec - rj
16   abamec - rj16   abamec - rj
16 abamec - rj
 
Edicao77
Edicao77Edicao77
Edicao77
 
Transporte Público - PVH
Transporte Público - PVHTransporte Público - PVH
Transporte Público - PVH
 
Numero7
Numero7Numero7
Numero7
 
Perfil jordana berg
Perfil jordana bergPerfil jordana berg
Perfil jordana berg
 
Vitrine 12/2012 Tupperware
Vitrine 12/2012 TupperwareVitrine 12/2012 Tupperware
Vitrine 12/2012 Tupperware
 

Destaque

Colaboración recíproca
Colaboración recíprocaColaboración recíproca
Colaboración recíproca
Patricia Angeles
 
Aluminium bus bar
Aluminium bus barAluminium bus bar
Aluminium bus bar
Chetan Shah
 
JULIAN STEVEN MAZUERA CICLO 6 A
JULIAN STEVEN MAZUERA  CICLO 6 AJULIAN STEVEN MAZUERA  CICLO 6 A
JULIAN STEVEN MAZUERA CICLO 6 A
julian steven mazuera valencia
 
Learn about Visplay! Here's what we are all about!
Learn about Visplay!  Here's what we are all about!Learn about Visplay!  Here's what we are all about!
Learn about Visplay! Here's what we are all about!
RobertPerilstein
 
優力鈣
優力鈣優力鈣
優力鈣
Wang Wang
 
履歴書イスティ
履歴書イスティ履歴書イスティ
履歴書イスティ
istiwin
 
Nuevas tecnologías de la información 8
Nuevas tecnologías de la información 8Nuevas tecnologías de la información 8
Nuevas tecnologías de la información 8
Ivan Villamizar
 
Copyright..or copy wrong!?
Copyright..or copy wrong!?Copyright..or copy wrong!?
Copyright..or copy wrong!?
clewis86
 
International Volunteerism
International VolunteerismInternational Volunteerism
International Volunteerism
Amanda Starbuck
 
Shhgar overview
Shhgar overviewShhgar overview
Shhgar overview
Adam Arellano
 
Data Mining - lecture 4 - 2014
Data Mining - lecture 4 - 2014Data Mining - lecture 4 - 2014
Data Mining - lecture 4 - 2014
Andrii Gakhov
 
РОБОТ - КОНСУЛЬТАНТ
РОБОТ - КОНСУЛЬТАНТРОБОТ - КОНСУЛЬТАНТ
РОБОТ - КОНСУЛЬТАНТ
kulibin
 
CP Resume 2016
CP Resume 2016CP Resume 2016
CP Resume 2016
Cynthia (Cyndie) Puckett
 
How to Conduct a Brand Audit 080715
How to Conduct a Brand Audit   080715How to Conduct a Brand Audit   080715
How to Conduct a Brand Audit 080715
Judy Hopelain
 
感人的漫畫
感人的漫畫感人的漫畫
感人的漫畫
shiuyu
 
Google Analytics ユニークユーザーの期間別集計の差違
Google Analytics ユニークユーザーの期間別集計の差違Google Analytics ユニークユーザーの期間別集計の差違
Google Analytics ユニークユーザーの期間別集計の差違
Masashi Imahashi
 
V2 - Head Hacking : The Magic of Suggestion and Perception
V2 - Head Hacking : The Magic of Suggestion and PerceptionV2 - Head Hacking : The Magic of Suggestion and Perception
V2 - Head Hacking : The Magic of Suggestion and Perception
dalepearson
 
페이스북 매거진
페이스북 매거진페이스북 매거진
페이스북 매거진
상호 이
 

Destaque (20)

Colaboración recíproca
Colaboración recíprocaColaboración recíproca
Colaboración recíproca
 
受験費用一覧
受験費用一覧受験費用一覧
受験費用一覧
 
Aluminium bus bar
Aluminium bus barAluminium bus bar
Aluminium bus bar
 
JULIAN STEVEN MAZUERA CICLO 6 A
JULIAN STEVEN MAZUERA  CICLO 6 AJULIAN STEVEN MAZUERA  CICLO 6 A
JULIAN STEVEN MAZUERA CICLO 6 A
 
Learn about Visplay! Here's what we are all about!
Learn about Visplay!  Here's what we are all about!Learn about Visplay!  Here's what we are all about!
Learn about Visplay! Here's what we are all about!
 
優力鈣
優力鈣優力鈣
優力鈣
 
履歴書イスティ
履歴書イスティ履歴書イスティ
履歴書イスティ
 
Nuevas tecnologías de la información 8
Nuevas tecnologías de la información 8Nuevas tecnologías de la información 8
Nuevas tecnologías de la información 8
 
Copyright..or copy wrong!?
Copyright..or copy wrong!?Copyright..or copy wrong!?
Copyright..or copy wrong!?
 
International Volunteerism
International VolunteerismInternational Volunteerism
International Volunteerism
 
Shhgar overview
Shhgar overviewShhgar overview
Shhgar overview
 
Data Mining - lecture 4 - 2014
Data Mining - lecture 4 - 2014Data Mining - lecture 4 - 2014
Data Mining - lecture 4 - 2014
 
РОБОТ - КОНСУЛЬТАНТ
РОБОТ - КОНСУЛЬТАНТРОБОТ - КОНСУЛЬТАНТ
РОБОТ - КОНСУЛЬТАНТ
 
CP Resume 2016
CP Resume 2016CP Resume 2016
CP Resume 2016
 
How to Conduct a Brand Audit 080715
How to Conduct a Brand Audit   080715How to Conduct a Brand Audit   080715
How to Conduct a Brand Audit 080715
 
Atitudes positivas
Atitudes positivasAtitudes positivas
Atitudes positivas
 
感人的漫畫
感人的漫畫感人的漫畫
感人的漫畫
 
Google Analytics ユニークユーザーの期間別集計の差違
Google Analytics ユニークユーザーの期間別集計の差違Google Analytics ユニークユーザーの期間別集計の差違
Google Analytics ユニークユーザーの期間別集計の差違
 
V2 - Head Hacking : The Magic of Suggestion and Perception
V2 - Head Hacking : The Magic of Suggestion and PerceptionV2 - Head Hacking : The Magic of Suggestion and Perception
V2 - Head Hacking : The Magic of Suggestion and Perception
 
페이스북 매거진
페이스북 매거진페이스북 매거진
페이스북 매거진
 

Semelhante a Estado de minas 20 de julho de 2011 - capa chico lobo

Lucas Castro e Dj Menorah
Lucas Castro e Dj MenorahLucas Castro e Dj Menorah
Lucas Castro e Dj Menorah
Lucas Castro
 
Revolver I
Revolver IRevolver I
Revolver I
Daniel Camargos
 
Emc2809p0001 massafeira jornal estado de minas
Emc2809p0001   massafeira jornal estado de minasEmc2809p0001   massafeira jornal estado de minas
Emc2809p0001 massafeira jornal estado de minas
ZecaZines
 
Jornal Extra - Carnaval 2013 - Chapéu Atolado no Rio de Janeiro - RJ
Jornal Extra - Carnaval 2013 - Chapéu Atolado no Rio de Janeiro - RJJornal Extra - Carnaval 2013 - Chapéu Atolado no Rio de Janeiro - RJ
Jornal Extra - Carnaval 2013 - Chapéu Atolado no Rio de Janeiro - RJ
Rodrigo Carrera
 
Jornal a tarde (salvador) 1
Jornal a tarde (salvador) 1Jornal a tarde (salvador) 1
14 aud bovespa
14   aud bovespa14   aud bovespa
14 aud bovespa
Cteep
 
Rolima 20
Rolima 20Rolima 20
Rolima 20
Daniel Camargos
 
Bairros cg a3
Bairros cg a3Bairros cg a3
Bairros cg a3
Marcos
 
DESTAK – Lisboa – 11.07.2008
DESTAK – Lisboa – 11.07.2008DESTAK – Lisboa – 11.07.2008
DESTAK – Lisboa – 11.07.2008
MANCHETE
 
20 trans paulista
20 trans paulista20 trans paulista
20 trans paulista
Cteep
 
20 trans paulista
20 trans paulista20 trans paulista
20 trans paulista
Cteep
 
16 abamec - rj
16   abamec - rj16   abamec - rj
16 abamec - rj
Cteep
 
Mutantes I
Mutantes IMutantes I
Mutantes I
Daniel Camargos
 

Semelhante a Estado de minas 20 de julho de 2011 - capa chico lobo (13)

Lucas Castro e Dj Menorah
Lucas Castro e Dj MenorahLucas Castro e Dj Menorah
Lucas Castro e Dj Menorah
 
Revolver I
Revolver IRevolver I
Revolver I
 
Emc2809p0001 massafeira jornal estado de minas
Emc2809p0001   massafeira jornal estado de minasEmc2809p0001   massafeira jornal estado de minas
Emc2809p0001 massafeira jornal estado de minas
 
Jornal Extra - Carnaval 2013 - Chapéu Atolado no Rio de Janeiro - RJ
Jornal Extra - Carnaval 2013 - Chapéu Atolado no Rio de Janeiro - RJJornal Extra - Carnaval 2013 - Chapéu Atolado no Rio de Janeiro - RJ
Jornal Extra - Carnaval 2013 - Chapéu Atolado no Rio de Janeiro - RJ
 
Jornal a tarde (salvador) 1
Jornal a tarde (salvador) 1Jornal a tarde (salvador) 1
Jornal a tarde (salvador) 1
 
14 aud bovespa
14   aud bovespa14   aud bovespa
14 aud bovespa
 
Rolima 20
Rolima 20Rolima 20
Rolima 20
 
Bairros cg a3
Bairros cg a3Bairros cg a3
Bairros cg a3
 
DESTAK – Lisboa – 11.07.2008
DESTAK – Lisboa – 11.07.2008DESTAK – Lisboa – 11.07.2008
DESTAK – Lisboa – 11.07.2008
 
20 trans paulista
20 trans paulista20 trans paulista
20 trans paulista
 
20 trans paulista
20 trans paulista20 trans paulista
20 trans paulista
 
16 abamec - rj
16   abamec - rj16   abamec - rj
16 abamec - rj
 
Mutantes I
Mutantes IMutantes I
Mutantes I
 

Mais de Rede Catitu

Teste 1
Teste 1Teste 1
Teste 1
Rede Catitu
 
Graal Feminino Plural
Graal Feminino PluralGraal Feminino Plural
Graal Feminino Plural
Rede Catitu
 
4º FESTIVAL INTERNACIONAL ANDANDO DE BEM COM A VIDA
4º FESTIVAL INTERNACIONAL ANDANDO DE BEM COM A VIDA4º FESTIVAL INTERNACIONAL ANDANDO DE BEM COM A VIDA
4º FESTIVAL INTERNACIONAL ANDANDO DE BEM COM A VIDA
Rede Catitu
 
Coroa santa
Coroa santaCoroa santa
Coroa santa
Rede Catitu
 
Coroa santa
Coroa santaCoroa santa
Coroa santa
Rede Catitu
 
Sarau Tropeiro
Sarau TropeiroSarau Tropeiro
Sarau Tropeiro
Rede Catitu
 

Mais de Rede Catitu (6)

Teste 1
Teste 1Teste 1
Teste 1
 
Graal Feminino Plural
Graal Feminino PluralGraal Feminino Plural
Graal Feminino Plural
 
4º FESTIVAL INTERNACIONAL ANDANDO DE BEM COM A VIDA
4º FESTIVAL INTERNACIONAL ANDANDO DE BEM COM A VIDA4º FESTIVAL INTERNACIONAL ANDANDO DE BEM COM A VIDA
4º FESTIVAL INTERNACIONAL ANDANDO DE BEM COM A VIDA
 
Coroa santa
Coroa santaCoroa santa
Coroa santa
 
Coroa santa
Coroa santaCoroa santa
Coroa santa
 
Sarau Tropeiro
Sarau TropeiroSarau Tropeiro
Sarau Tropeiro
 

Estado de minas 20 de julho de 2011 - capa chico lobo

  • 1. ESTADO DE MINAS ● Q U A R TA - F E I R A , 2 0 D E J U L H O D E 2 0 1 1 ● E D I T O R : J o ã o P a u l o C u n h a ● E D I T O R A - A S S I S T E N T E : Â n g e l a F a r i a ● E - M A I L : c u l t u r a . e m @ u a i . c o m . b r ● T E L E F O N E : ( 3 1 ) 3 2 6 3 - 5 1 2 6 EM NOEL ROSA EM DESTAQUE Gilson Peranzetta ★ e Mauro Senise gravam DVD e CD em homenagem ao poeta da Vila. PÁGINA 4 ANA LUÍSA MARINHO/DIVULGAÇÃO MARIA TEREZA CORREIA/EM/D.A PRESS OUTRA AILTON MAGIOLI CARREIRA TOADA O pequeno Tomaz, de 7 anos, pe- Natural de São João del-Rei, Chico diu o pai de volta ao se deparar Lobo se mudou para Belo Horizonte com Chico Lobo de cabelos cur- em 1983. Na capital mineira, iniciou a carreira profissional em 1991. tos. Depois de passar duas déca- Lançou sete discos solo. Cantor, das com longas madeixas, o vio- compositor e instrumentista, ele leiro resolveu mudar. O público, lembra que, ao chegar a BH, o grande ícone da viola era Renato no entanto, não deverá estranhar Andrade, que havia conhecido em o novo visual do cantor, compo- sua cidade natal, aos 14 anos. sitor e instrumentista. E muito Ex-integrante do grupo Aruanda (assumia voz, viola, arranjos e menos a guinada de Chico em di- direção musical), que considera a reção aos poetas contemporâ- sua grande escola, Chico acabou neos em Caipira do mundo, dis- liderando a cena violeira em BH ao lado de Tavinho Moura e Pereira da co que ele vai lançar com show, Viola, entre outros. no Grande Teatro do Palácio das Artes, em 26 de setembro. Já à venda nas lojas, o CD am- plia o contato da música e da vio- la de Chico com novas frentes na ❚ DISCOGRAFIA tentativa de romper com a por- ção caipira. Entretanto, ele dialo- ● Caipira do mundo – 2011. Saravá Discos ga com letristas nos quais identi- ● Encontro de violas – 2007. fica certo regionalismo. A pro- Independente (com Pedro Mestre) posta de Rossana Decelso, em- presária e produtora de Zeca Ba- ● Vozes de viola, Corais Maximus e leiro, levou a criação de Chico em Promove cantam Chico Lobo – 2006. direção a Alice Ruiz (A mais difí- Independente cil opção), Chico César (Tristeza ● Viola popular brasileira – 2005. do culto), Ricardo Aleixo (Cantiga Kuarup (também em DVD) de caminho), Sérgio Natureza ● Os bambas da viola – 2004. Kuarup (Canto a cântaros), Siba (Pássaro (coletânea) de rima), Verônica Sabino (No fio ● Paixão e fé na canção brasileira, Chico da olhar), Arnaldo Antunes (Eu ando muito cansado), Vander Lee Lobo – Vozes das Gerais – 2003. Kuarup (Quando falta o coração), Fausto ● Caipiríssimo – Clássicos e joias Nilo (No fim da rua), Maurício Pe- da música caipira – 2003. reira (Pra onde que eu tava in- Kuarup (coletânea) do?), Vítor Ramil (Cantata) e Zeca ● O violeiro e a cantora – 2002. Baleiro (Morena de Minas). O Independente (com Déa Trancoso) projeto inclui Samuel Rosa, Lô ● Cantoria brasileira – 2002. Kuarup Borges e Nando Reis: a canção (coletânea) Dois rios foi transformada na vi- nheta que fecha o disco. ● Viola caipira, tradição, causos e crenças As mudanças não param por – 2002. Kuarup aí. O violeiro acaba de gravar ● Palmeira seca – 2001. Karmim com o clarinetista Paulo Sérgio (com convidados) Santos e o violoncelista Marcio ● Reinado – 2000. Kuarup Malard 3 Brasis, o primeiro dis- co exclusivamente instrumen- ● Nosso coração caipira – 1998. Atração tal de sua carreira, ainda sem da- Fonográfica (com Jackson Antunes) ta de lançamento. ● No braço dessa viola – 1996. Kuarup De cabelos cortados, Chico Lobo confessa: mudar dá pânico CHICO LOBO BUSCA NOVOS CAMINHOS MUSICAIS NO DISCO CAIPIRA DO MUNDO. ARNALDO ANTUNES, ZECA BALEIRO, VITOR RAMIL, VANDER LEE, FAUSTO NILO E CHICO CÉSAR ESTÃO ENTRE OS PARCEIROS DO VIOLEIRO DISTORÇÃO cidade brasileira. Convidado para cantar com Chico parcerias com Fausto Nilo e Vander Lee. “Fiquei de- Lobo No fio do olhar, parceria do mineiro com Verô- safiada da mesma maneira. A ideia veio, as palavras nica Sabino, Zé Geraldo lembra que, por ter o pé no foram se sucedendo e, quando vi, estava pronta. mato, sempre se identificou com a música do violei- Mandei o primeiro texto, uma prosa que tem a ver ro. “Chico é um grande instrumentista, estou honra- com Bob Dylan, Zé Ramalho. O incrível foi que ele A aproximação de Chico Lobo dessa turma toda do pelo convite”, afirma Zé Geraldo. musicou de cara”, elogia Verônica Sabino, feliz pela de compositores remonta à época do lançamento do Para Chico Lobo, a letra da filha de Fernando Sa- coragem do parceiro em correr riscos. “O disco dele disco No braço dessa viola, quando ele usou pedais bino, quase prosa, representou um desafio para ele está lindo”, conclui ela. de distorção em sua viola para tocar Heavy metal do musicar. “Fui para um caminho pelo qual jamais ha- Com o ex-titã Arnaldo Antunes ocorreu algo in- senhor, de Zeca Baleiro. “Mas o crédito do novo tra- via passado, o da balada”, revela. E fez o mesmo nas teressante, relembra o mineiro. “Ele chegou quando balho deve ser dado para Rossana Decelso, amiga de já estávamos gravando as guias. O produtor Guilher- longa data”, diz Chico, lembrando que ela lhe pediu me Kastrup mostrou três músicas, dizendo que para ouvir algo novo que havia composto. Imedia- tamente, chegaram a Rossana 25 inéditas, das quais FALA, PARCEIRO eram de um violeiro em busca de novos diálogos. Ar- naldo é um poeta muito cuidadoso com a palavra. o autor pretendia tirar 13 para gravar um disco. No estúdio, fomos acertando a sílaba tônica tão ca- MARCOS HERMES/DIVULGAÇÃO “Pouco tempo depois, Rossana me liga e faz uma racterística das letras dele”. provocação. Perguntou se eu aceitaria letras para co- O gaúcho Vitor Ramil pediu a Chico a melodia. meçar o processo do zero”, revela o violeiro, que ado- “Mandei e ele me enviou a Cantata, o que me levou ra um desafio. No Rio de Janeiro, apesar do medo, ele a optar pela gravação com viola, viola de arco e acor- musicou as duas primeiras canções de Caipira do deom”. De Alice Ruiz chegou letra extremamente fi- mundo, parcerias com Zeca Baleiro e Sérgio Nature- losófica, que o violeiro conseguiu levar para o uni- za. “Sempre compus intuitivamente, daí o pânico”, verso de seu instrumento. justifica. Em apenas uma noite ele fez as duas melo- “Foi incrível dar vida às palavras de outras pes- dias. A partir de então, a empatia com os novos par- ceiros foi imediata. “Nenhuma canção demorou Chico é um violeiro soas. Parece até que todos eles já me conheciam”, elogia Chico. “O Zeca Baleiro foi muito generoso e mais de duas horas para ficar pronta”, revela. E res- salta o caráter filosófico de algumas letras, diferen- danado e inquieto, ainda brinca com o Menino da porteira, de Sérgio Reis, na letra dele”, antecipa, acrescentando que Sér- temente das que sempre escreveu ou recebeu de ra- ros parceiros, como Jorge Fernando dos Santos. doido para alçar gio Natureza foi capaz de trazer para o refrão algo que sempre fez ao retornar de uma viagem: “Bom é “Chico é um violeiro danado e inquieto, doido pa- ra alargar os limites de seu instrumento e alçar no- novos voos estéticos voltar para casa”, reconhece. Com Siba, Chico resgatou a cultura nordestina vos voos estéticos”, constata Zeca Baleiro, que classi- que admirou na juventude, via Banda de Pau & Cor- fica de “música brasileira pro mundo ouvir” a nova da (também convidada do disco). Virgínia Rosa e a incursão do mineiro no mercado fonográfico. cantora portuguesa Suzana Travasso também mar- “Fiz algo com viés caipira, fui levando a estrofe pa- cam presença em Caipira do mundo, que reúne ins- ra botar algo mais rural, mas a letra é bem paulista- trumentistas como Paulo Sérgio Santos, Lívio Trag- na”, comenta Maurício Pereira. Em Pra onde que eu tenberg, Lui Coimbra, Marcelo Jeneci, Tuco Marcon- tava indo?, ele aborda o corre-corre diário da maior ■ Zeca Baleiro des, Swami Jr. e Rogério Delayon.