SlideShare uma empresa Scribd logo
Era uma vez uma praia bucólica.
Que continua bucólica.
Mas, epa! O que é isso?
“ Isso”, que de vez em quando aparece aos montes, é “aquilo” mesmo. Para fins didáticos, chamemos “isso” de “m” .
E esse monte de outras porcarias na praia -  de onde será que elas vem?
Vem do mesmo lugar que aquelas outras: da sua casa.
Explicando: se você mora na Zona Sul, tudo o que você joga na privada, na pia ou no tanque sai em Ipanema.
Repare no círculo vermelho. Não acredita?
É um rio de m. visto do céu.  São 8.000 litros por segundo. Lançados entre a praia e o recém criado Monumento Natural das Ilhas Cagarras.
Imagine a cena: mais de 1.500.000 de seres humanos puxando a descarga.
Uma  torrente imunda que o emissário submarino de Ipanema lança no mar. Sem qualquer tratamento.
Duvida? Sinta o cheiro do que jogamos no mar nos arredores das Estações  Elevatórias Parafuso e André   Azevedo em Copacabana.
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
E o banhista fica com o privilégio de nadar em meio a tudo isso dadas certas condições oceanográficas.
Agora pense que isso vem acontecendo há 35 anos.
Resultado:  há uma área sem vida de 20 Km 2  ao redor da boca do emissário. São 11.000 ton de porcaria assentadas no fundo que o mar não consegue processar. Fonte:  Carreira, R. S. & A. L. R. Wagener, 1998.   Speciation of sewage derived phosphorus in coastal sediments from Rio de Janeiro, Brazil   Marine Pollution Bulletin , 36 (10): 818-827.
Outro Resultado:  o pescado dessa região está contaminado com  Aeromonas  e  Plesiomonas , bactérias que causam disenteria, e a carga orgânica favorece blooms de dinoflagelados que podem causar intoxicação pela ingestão desse pescado ( ciguatera ). Fontes: Pereira  et al ., 2004.  Aeromonas  spp. e  Plesiomonas shigelloides  isoladas a partir de mexilhões ( Perna perna ) in natura e pré-cozidos no Rio de Janeiro, RJ. Ciênc. Tecnol. Aliment. 24(4): 562-566. Dickey, R. W. e S. M. Plakas, 2010. Ciguatera, a Public Health Perspective. Toxicon 56 (2010) 123–136.
Mas então como pode ter nascido um projeto desses?
O emissário de Ipanema, o primeiro do Brasil, foi projetado e construído no início dos anos 1970.
Nessa época não havia  Licenciamento Ambiental,  EIA/RIMA, etc.
Não havia a Resolução CONAMA 357 que diz que “ os efluentes de qualquer fonte poluidora somente poderão ser lançados, direta ou indiretamente, nos corpos de água, após o devido tratamento  (...)”
Aliás, nessa época sequer havia CONAMA, ou Ministério do Meio Ambiente,  ou Política Nacional de Meio Ambiente,  ou Protocolo de Annápolis,  ou Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar, ou o próprio conceito de “Desenvolvimento Sustentável”.
Já ouviu falar nele? “ O desenvolvimento que procura satisfazer as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de satisfazerem as suas próprias necessidades .” Pois é, só nasceu em 1987.
Então se leis e critérios mudaram desde que fomos tricampeões,  porque o projeto não foi modificado?
Boa pergunta.
Mas espera que vai piorar: Não bastasse o emissário de Ipanema, há os clones da Barra, e de Icaraí. Veja essa simulação de dispersão e decaimento colimétrico de seis dias. Repare como as plumas de bactérias “lambem” nossas ilhas e diversos outros balneários.
Veja, por exemplo, como anda a Praia Vermelha em um domingo de sol...
Agora saiba que moda que nasce em Ipanema,  se espalha pelo Brasil: Hoje há dezenas de emissários sujando nosso litoral.
Ah se eles soubessem como desejamos uma solução inteligente...
Aliás, “a hora é essa”, diriam os oportunistas.
Ou não.
Pense nisso. Não dê as costas para o mar.
A natureza agradece.
As gerações futuras também.
Créditos das imagens: Slide 1: Marc Ferrez, 1905. Slides 8 e 9: Aerolevantamento da Prefeitura do Rio, 2002.  Slide 10: Região “atendida” pelo emissário sobre Google Earth. Slide 15: Aurelino Gonçalves, 1972. Slides 16 e 17: Polígono com os pontos de Carreira e Wagener (1998)  sobre Google Earth. Slide 19, 20 e 22: www.rioquepassou .com.br Slide 21: ? Slide 23: Capa do “Relatório Brundtland”. ONU, 1987. Slide 26: COPPE/UFRJ: modelagem colimétrica com SIBAHIA. Slide 28: Algumas cidades que tem emissário sobre Google Earth. Slide 30: Logomarcas da Rio+20, Copa de 2014 e Olimpíada 2016. Alle anderen Fotos sind mein.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Dsms sua praia
Dsms sua praiaDsms sua praia
Dsms sua praia
Ronald Stresser Junior
 
Ipanema (rio de janeiro)
Ipanema (rio de janeiro)Ipanema (rio de janeiro)
Ipanema (rio de janeiro)
nivaldoambiental
 
RIO ITAPECERICA / DIVINÓPOLIS
RIO ITAPECERICA /  DIVINÓPOLISRIO ITAPECERICA /  DIVINÓPOLIS
RIO ITAPECERICA / DIVINÓPOLIS
Charles
 
O Rio Cachoeira POR Luiz Ferreira
O Rio Cachoeira POR Luiz Ferreira O Rio Cachoeira POR Luiz Ferreira
O Rio Cachoeira POR Luiz Ferreira
Roberto Rabat Chame
 
Galeria de fotos ilha de maré legendada_final_97_2003
Galeria de fotos ilha de maré legendada_final_97_2003Galeria de fotos ilha de maré legendada_final_97_2003
Galeria de fotos ilha de maré legendada_final_97_2003
ciencult
 
Galeria de fotos ilha de maré legendada_final_97_2003
Galeria de fotos ilha de maré legendada_final_97_2003Galeria de fotos ilha de maré legendada_final_97_2003
Galeria de fotos ilha de maré legendada_final_97_2003
ciencult
 
Jornal Inconfidência nº 269
Jornal Inconfidência nº 269Jornal Inconfidência nº 269
Jornal Inconfidência nº 269
Lucio Borges
 
Galeria de fotos Ilha de Maré
Galeria de fotos Ilha de MaréGaleria de fotos Ilha de Maré
Galeria de fotos Ilha de Maré
Mariana Alcântara
 
A alegria de ser carioca
A alegria de ser cariocaA alegria de ser carioca
A alegria de ser carioca
Guy Valerio Barros dos Santos
 
Vida Marinha e Desenvolvimento: o que aprendemos com as manchas de óleo nas p...
Vida Marinha e Desenvolvimento: o que aprendemos com as manchas de óleo nas p...Vida Marinha e Desenvolvimento: o que aprendemos com as manchas de óleo nas p...
Vida Marinha e Desenvolvimento: o que aprendemos com as manchas de óleo nas p...
Fundação Fernando Henrique Cardoso
 
Planeta Mercúrio.
Planeta Mercúrio.Planeta Mercúrio.
Planeta Mercúrio.
Filipe Leal
 
2010 - Ano Internacional da Biodiversidade
2010 - Ano Internacional da Biodiversidade2010 - Ano Internacional da Biodiversidade
2010 - Ano Internacional da Biodiversidade
Museu Filatelia Sérgio Pedro
 
Reflexos
ReflexosReflexos
Recursos naturais energéticos e biológicos
Recursos naturais energéticos e biológicosRecursos naturais energéticos e biológicos
Recursos naturais energéticos e biológicos
Ana Castro
 
Mata atlantica - anthurium (araceae)
Mata atlantica  - anthurium (araceae)Mata atlantica  - anthurium (araceae)
Mata atlantica - anthurium (araceae)
Andre Benedito
 
Aria de projecto-trabalho_todo
Aria de projecto-trabalho_todoAria de projecto-trabalho_todo
Aria de projecto-trabalho_todo
HadrianaFerreira
 
Roraima - leguminosas (fabaceae) herbaceas de savana
Roraima  - leguminosas (fabaceae) herbaceas de savanaRoraima  - leguminosas (fabaceae) herbaceas de savana
Roraima - leguminosas (fabaceae) herbaceas de savana
Andre Benedito
 
Revista - Aula Diagramação
Revista - Aula DiagramaçãoRevista - Aula Diagramação
Revista - Aula Diagramação
Tales Bündchen Záccaro de Oliveira
 

Mais procurados (18)

Dsms sua praia
Dsms sua praiaDsms sua praia
Dsms sua praia
 
Ipanema (rio de janeiro)
Ipanema (rio de janeiro)Ipanema (rio de janeiro)
Ipanema (rio de janeiro)
 
RIO ITAPECERICA / DIVINÓPOLIS
RIO ITAPECERICA /  DIVINÓPOLISRIO ITAPECERICA /  DIVINÓPOLIS
RIO ITAPECERICA / DIVINÓPOLIS
 
O Rio Cachoeira POR Luiz Ferreira
O Rio Cachoeira POR Luiz Ferreira O Rio Cachoeira POR Luiz Ferreira
O Rio Cachoeira POR Luiz Ferreira
 
Galeria de fotos ilha de maré legendada_final_97_2003
Galeria de fotos ilha de maré legendada_final_97_2003Galeria de fotos ilha de maré legendada_final_97_2003
Galeria de fotos ilha de maré legendada_final_97_2003
 
Galeria de fotos ilha de maré legendada_final_97_2003
Galeria de fotos ilha de maré legendada_final_97_2003Galeria de fotos ilha de maré legendada_final_97_2003
Galeria de fotos ilha de maré legendada_final_97_2003
 
Jornal Inconfidência nº 269
Jornal Inconfidência nº 269Jornal Inconfidência nº 269
Jornal Inconfidência nº 269
 
Galeria de fotos Ilha de Maré
Galeria de fotos Ilha de MaréGaleria de fotos Ilha de Maré
Galeria de fotos Ilha de Maré
 
A alegria de ser carioca
A alegria de ser cariocaA alegria de ser carioca
A alegria de ser carioca
 
Vida Marinha e Desenvolvimento: o que aprendemos com as manchas de óleo nas p...
Vida Marinha e Desenvolvimento: o que aprendemos com as manchas de óleo nas p...Vida Marinha e Desenvolvimento: o que aprendemos com as manchas de óleo nas p...
Vida Marinha e Desenvolvimento: o que aprendemos com as manchas de óleo nas p...
 
Planeta Mercúrio.
Planeta Mercúrio.Planeta Mercúrio.
Planeta Mercúrio.
 
2010 - Ano Internacional da Biodiversidade
2010 - Ano Internacional da Biodiversidade2010 - Ano Internacional da Biodiversidade
2010 - Ano Internacional da Biodiversidade
 
Reflexos
ReflexosReflexos
Reflexos
 
Recursos naturais energéticos e biológicos
Recursos naturais energéticos e biológicosRecursos naturais energéticos e biológicos
Recursos naturais energéticos e biológicos
 
Mata atlantica - anthurium (araceae)
Mata atlantica  - anthurium (araceae)Mata atlantica  - anthurium (araceae)
Mata atlantica - anthurium (araceae)
 
Aria de projecto-trabalho_todo
Aria de projecto-trabalho_todoAria de projecto-trabalho_todo
Aria de projecto-trabalho_todo
 
Roraima - leguminosas (fabaceae) herbaceas de savana
Roraima  - leguminosas (fabaceae) herbaceas de savanaRoraima  - leguminosas (fabaceae) herbaceas de savana
Roraima - leguminosas (fabaceae) herbaceas de savana
 
Revista - Aula Diagramação
Revista - Aula DiagramaçãoRevista - Aula Diagramação
Revista - Aula Diagramação
 

Destaque

Natural disasters ppt
Natural disasters pptNatural disasters ppt
Natural disasters ppt
Muskan Gaba
 
Leonardo mitidieropetrobras remocaboro_mar09
Leonardo mitidieropetrobras remocaboro_mar09Leonardo mitidieropetrobras remocaboro_mar09
Leonardo mitidieropetrobras remocaboro_mar09
jpegd
 
Panel 2: Understanding Risk in Natural and Manmade Systems
Panel 2: Understanding Risk in Natural and Manmade SystemsPanel 2: Understanding Risk in Natural and Manmade Systems
Panel 2: Understanding Risk in Natural and Manmade Systems
ResilienceByDesign
 
Defesa do meio_ambiente_
Defesa do meio_ambiente_Defesa do meio_ambiente_
Defesa do meio_ambiente_
salinnas
 
Defesa do meio_ambiente ucpel 2011
Defesa do meio_ambiente  ucpel 2011Defesa do meio_ambiente  ucpel 2011
Defesa do meio_ambiente ucpel 2011
DOUGLAS71
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
xaperson
 
Trabalho dobre a DECO
Trabalho dobre  a DECOTrabalho dobre  a DECO
Trabalho dobre a DECO
Sara Gonçalves
 
Apresentação deco marcação ce
Apresentação deco   marcação ceApresentação deco   marcação ce
Apresentação deco marcação ce
Francisco José Oliviera Costa
 
Onde existe vida
Onde existe vidaOnde existe vida
Onde existe vida
Geisla Maia Gomes
 
Defesa do meio ambiente slides (1)
Defesa do meio ambiente slides (1)Defesa do meio ambiente slides (1)
Defesa do meio ambiente slides (1)
Bruno Marsilli
 
Moda e defesa do meio ambiente
Moda e defesa do meio ambienteModa e defesa do meio ambiente
Moda e defesa do meio ambiente
AlanaKusma
 

Destaque (11)

Natural disasters ppt
Natural disasters pptNatural disasters ppt
Natural disasters ppt
 
Leonardo mitidieropetrobras remocaboro_mar09
Leonardo mitidieropetrobras remocaboro_mar09Leonardo mitidieropetrobras remocaboro_mar09
Leonardo mitidieropetrobras remocaboro_mar09
 
Panel 2: Understanding Risk in Natural and Manmade Systems
Panel 2: Understanding Risk in Natural and Manmade SystemsPanel 2: Understanding Risk in Natural and Manmade Systems
Panel 2: Understanding Risk in Natural and Manmade Systems
 
Defesa do meio_ambiente_
Defesa do meio_ambiente_Defesa do meio_ambiente_
Defesa do meio_ambiente_
 
Defesa do meio_ambiente ucpel 2011
Defesa do meio_ambiente  ucpel 2011Defesa do meio_ambiente  ucpel 2011
Defesa do meio_ambiente ucpel 2011
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
 
Trabalho dobre a DECO
Trabalho dobre  a DECOTrabalho dobre  a DECO
Trabalho dobre a DECO
 
Apresentação deco marcação ce
Apresentação deco   marcação ceApresentação deco   marcação ce
Apresentação deco marcação ce
 
Onde existe vida
Onde existe vidaOnde existe vida
Onde existe vida
 
Defesa do meio ambiente slides (1)
Defesa do meio ambiente slides (1)Defesa do meio ambiente slides (1)
Defesa do meio ambiente slides (1)
 
Moda e defesa do meio ambiente
Moda e defesa do meio ambienteModa e defesa do meio ambiente
Moda e defesa do meio ambiente
 

Semelhante a ESGOTO: ISSO NÃO DÁ PRAIA

1ª serie reda cem - 10.23
1ª serie   reda cem -  10.231ª serie   reda cem -  10.23
1ª serie reda cem - 10.23
MatheusMesquitaMelo
 
Tema gerador: Residuos
Tema gerador: Residuos Tema gerador: Residuos
Tema gerador: Residuos
Layara Malvestio
 
O Mar Dicas Para O VerãO
O Mar   Dicas Para O VerãOO Mar   Dicas Para O VerãO
O Mar Dicas Para O VerãO
ProfessorCebola
 
Oceanos andreia 9º2
Oceanos andreia 9º2Oceanos andreia 9º2
Oceanos andreia 9º2
Mayjö .
 
H20
H20H20
Livro: O Campo de Peixe e os Senhores do Asfalto
Livro: O Campo de Peixe e os Senhores do AsfaltoLivro: O Campo de Peixe e os Senhores do Asfalto
Livro: O Campo de Peixe e os Senhores do Asfalto
Comunidade Campeche
 
Algas da lagoa de marapendi albertoa 1997
Algas da  lagoa de marapendi albertoa 1997Algas da  lagoa de marapendi albertoa 1997
Algas da lagoa de marapendi albertoa 1997
AlexandredeGusmaoPedrini
 
Algas da lagoa de marapendi albertoa 1997
Algas da  lagoa de marapendi albertoa 1997Algas da  lagoa de marapendi albertoa 1997
Algas da lagoa de marapendi albertoa 1997
AlexandrePedrini
 
Oceanos 9.5
Oceanos 9.5Oceanos 9.5
Oceanos 9.5
Mayjö .
 
Biologia da restauracao e da conservaçao
Biologia da restauracao e da conservaçaoBiologia da restauracao e da conservaçao
Biologia da restauracao e da conservaçao
Fabio Dias
 
Poluição das águas --
Poluição das águas --Poluição das águas --
Poluição das águas --
HadrianaFerreira
 
Poluição das águas --
Poluição das águas --Poluição das águas --
Poluição das águas --
HadrianaFerreira
 
Sopinha de plástico
Sopinha de plásticoSopinha de plástico
Sopinha de plástico
Daniela Menezes
 
Contaminação e poluição da antiga praia Vera Paz
Contaminação e poluição da antiga praia Vera PazContaminação e poluição da antiga praia Vera Paz
Contaminação e poluição da antiga praia Vera Paz
Superimportante
 
Avaliação de ciências.parte i
Avaliação de ciências.parte iAvaliação de ciências.parte i
Avaliação de ciências.parte i
Jonas Souza
 
Seminário ecossistemas marinhos - biota neotropica
Seminário ecossistemas marinhos -  biota neotropicaSeminário ecossistemas marinhos -  biota neotropica
Seminário ecossistemas marinhos - biota neotropica
Sandrielle Sousa
 
Artigo algas bentônicas da laguna de piratininga 2002
Artigo algas bentônicas da laguna de piratininga 2002Artigo algas bentônicas da laguna de piratininga 2002
Artigo algas bentônicas da laguna de piratininga 2002
AlexandrePedrini
 
Artigo algas bentônicas da laguna de piratininga 2002
Artigo algas bentônicas da laguna de piratininga 2002Artigo algas bentônicas da laguna de piratininga 2002
Artigo algas bentônicas da laguna de piratininga 2002
AlexandredeGusmaoPedrini
 
Poluição - água e solos
Poluição - água e solosPoluição - água e solos
Poluição - água e solos
Ana Castro
 
o Sétimo Continente
o Sétimo Continenteo Sétimo Continente
o Sétimo Continente
OctviodeOliveiraJorg
 

Semelhante a ESGOTO: ISSO NÃO DÁ PRAIA (20)

1ª serie reda cem - 10.23
1ª serie   reda cem -  10.231ª serie   reda cem -  10.23
1ª serie reda cem - 10.23
 
Tema gerador: Residuos
Tema gerador: Residuos Tema gerador: Residuos
Tema gerador: Residuos
 
O Mar Dicas Para O VerãO
O Mar   Dicas Para O VerãOO Mar   Dicas Para O VerãO
O Mar Dicas Para O VerãO
 
Oceanos andreia 9º2
Oceanos andreia 9º2Oceanos andreia 9º2
Oceanos andreia 9º2
 
H20
H20H20
H20
 
Livro: O Campo de Peixe e os Senhores do Asfalto
Livro: O Campo de Peixe e os Senhores do AsfaltoLivro: O Campo de Peixe e os Senhores do Asfalto
Livro: O Campo de Peixe e os Senhores do Asfalto
 
Algas da lagoa de marapendi albertoa 1997
Algas da  lagoa de marapendi albertoa 1997Algas da  lagoa de marapendi albertoa 1997
Algas da lagoa de marapendi albertoa 1997
 
Algas da lagoa de marapendi albertoa 1997
Algas da  lagoa de marapendi albertoa 1997Algas da  lagoa de marapendi albertoa 1997
Algas da lagoa de marapendi albertoa 1997
 
Oceanos 9.5
Oceanos 9.5Oceanos 9.5
Oceanos 9.5
 
Biologia da restauracao e da conservaçao
Biologia da restauracao e da conservaçaoBiologia da restauracao e da conservaçao
Biologia da restauracao e da conservaçao
 
Poluição das águas --
Poluição das águas --Poluição das águas --
Poluição das águas --
 
Poluição das águas --
Poluição das águas --Poluição das águas --
Poluição das águas --
 
Sopinha de plástico
Sopinha de plásticoSopinha de plástico
Sopinha de plástico
 
Contaminação e poluição da antiga praia Vera Paz
Contaminação e poluição da antiga praia Vera PazContaminação e poluição da antiga praia Vera Paz
Contaminação e poluição da antiga praia Vera Paz
 
Avaliação de ciências.parte i
Avaliação de ciências.parte iAvaliação de ciências.parte i
Avaliação de ciências.parte i
 
Seminário ecossistemas marinhos - biota neotropica
Seminário ecossistemas marinhos -  biota neotropicaSeminário ecossistemas marinhos -  biota neotropica
Seminário ecossistemas marinhos - biota neotropica
 
Artigo algas bentônicas da laguna de piratininga 2002
Artigo algas bentônicas da laguna de piratininga 2002Artigo algas bentônicas da laguna de piratininga 2002
Artigo algas bentônicas da laguna de piratininga 2002
 
Artigo algas bentônicas da laguna de piratininga 2002
Artigo algas bentônicas da laguna de piratininga 2002Artigo algas bentônicas da laguna de piratininga 2002
Artigo algas bentônicas da laguna de piratininga 2002
 
Poluição - água e solos
Poluição - água e solosPoluição - água e solos
Poluição - água e solos
 
o Sétimo Continente
o Sétimo Continenteo Sétimo Continente
o Sétimo Continente
 

Mais de Prof. Oliveira Andrade

OS FARÓIS FRANCESES, SENTINELAS NOS MARES REVOLTOS
OS FARÓIS FRANCESES, SENTINELAS NOS MARES REVOLTOS OS FARÓIS FRANCESES, SENTINELAS NOS MARES REVOLTOS
OS FARÓIS FRANCESES, SENTINELAS NOS MARES REVOLTOS
Prof. Oliveira Andrade
 
Historia de pescador
Historia de pescadorHistoria de pescador
Historia de pescador
Prof. Oliveira Andrade
 
Cachoeiras do mundo
Cachoeiras do mundoCachoeiras do mundo
Cachoeiras do mundo
Prof. Oliveira Andrade
 
Carta aberta para a Presidente Dilma - BR
Carta aberta para a Presidente Dilma - BRCarta aberta para a Presidente Dilma - BR
Carta aberta para a Presidente Dilma - BR
Prof. Oliveira Andrade
 
Carta aberta para a presidente Dilma
Carta aberta para a presidente DilmaCarta aberta para a presidente Dilma
Carta aberta para a presidente Dilma
Prof. Oliveira Andrade
 
Cartilha Cisterna Calçadão a série é uma produção da Articulação no Semi-Árid...
Cartilha Cisterna Calçadão a série é uma produção da Articulação no Semi-Árid...Cartilha Cisterna Calçadão a série é uma produção da Articulação no Semi-Árid...
Cartilha Cisterna Calçadão a série é uma produção da Articulação no Semi-Árid...
Prof. Oliveira Andrade
 
O fantástico aquário de Dubai
 O fantástico aquário de Dubai O fantástico aquário de Dubai
O fantástico aquário de Dubai
Prof. Oliveira Andrade
 
Espelhos em aguas quietas
Espelhos em aguas quietasEspelhos em aguas quietas
Espelhos em aguas quietas
Prof. Oliveira Andrade
 
VISITANDO O RIO E A CIDADE DE PIRACICABA, DE BALÃO
VISITANDO O RIO E A CIDADE DE PIRACICABA, DE BALÃOVISITANDO O RIO E A CIDADE DE PIRACICABA, DE BALÃO
VISITANDO O RIO E A CIDADE DE PIRACICABA, DE BALÃO
Prof. Oliveira Andrade
 
Cartilha Contra Agrotóxicos 2012 (1)
Cartilha Contra Agrotóxicos 2012 (1)Cartilha Contra Agrotóxicos 2012 (1)
Cartilha Contra Agrotóxicos 2012 (1)
Prof. Oliveira Andrade
 
A heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhauA heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhau
Prof. Oliveira Andrade
 
CINEMA NA AREIA
CINEMA NA AREIACINEMA NA AREIA
CINEMA NA AREIA
Prof. Oliveira Andrade
 
Foz do Rio São Francisco e Canyon do Xingó
 Foz do Rio São Francisco e Canyon do Xingó  Foz do Rio São Francisco e Canyon do Xingó
Foz do Rio São Francisco e Canyon do Xingó
Prof. Oliveira Andrade
 
OS CANAIS MAIS IMPORTANTES DO MUNDO
OS CANAIS MAIS IMPORTANTES DO MUNDOOS CANAIS MAIS IMPORTANTES DO MUNDO
OS CANAIS MAIS IMPORTANTES DO MUNDO
Prof. Oliveira Andrade
 
OS CANAIS MAIS IMPORTANTES DO MUNDO
OS CANAIS MAIS IMPORTANTES DO MUNDOOS CANAIS MAIS IMPORTANTES DO MUNDO
OS CANAIS MAIS IMPORTANTES DO MUNDO
Prof. Oliveira Andrade
 
Ode to nature
Ode to natureOde to nature
Ode to nature
Prof. Oliveira Andrade
 
Planeta terra
Planeta terraPlaneta terra
Planeta terra
Prof. Oliveira Andrade
 
APÊLO DA NATUREZA
APÊLO DA NATUREZAAPÊLO DA NATUREZA
APÊLO DA NATUREZA
Prof. Oliveira Andrade
 
Barcos do Tsunami no Japão
Barcos do Tsunami no JapãoBarcos do Tsunami no Japão
Barcos do Tsunami no Japão
Prof. Oliveira Andrade
 
Cafe e dengue
Cafe e dengueCafe e dengue
Cafe e dengue
Prof. Oliveira Andrade
 

Mais de Prof. Oliveira Andrade (20)

OS FARÓIS FRANCESES, SENTINELAS NOS MARES REVOLTOS
OS FARÓIS FRANCESES, SENTINELAS NOS MARES REVOLTOS OS FARÓIS FRANCESES, SENTINELAS NOS MARES REVOLTOS
OS FARÓIS FRANCESES, SENTINELAS NOS MARES REVOLTOS
 
Historia de pescador
Historia de pescadorHistoria de pescador
Historia de pescador
 
Cachoeiras do mundo
Cachoeiras do mundoCachoeiras do mundo
Cachoeiras do mundo
 
Carta aberta para a Presidente Dilma - BR
Carta aberta para a Presidente Dilma - BRCarta aberta para a Presidente Dilma - BR
Carta aberta para a Presidente Dilma - BR
 
Carta aberta para a presidente Dilma
Carta aberta para a presidente DilmaCarta aberta para a presidente Dilma
Carta aberta para a presidente Dilma
 
Cartilha Cisterna Calçadão a série é uma produção da Articulação no Semi-Árid...
Cartilha Cisterna Calçadão a série é uma produção da Articulação no Semi-Árid...Cartilha Cisterna Calçadão a série é uma produção da Articulação no Semi-Árid...
Cartilha Cisterna Calçadão a série é uma produção da Articulação no Semi-Árid...
 
O fantástico aquário de Dubai
 O fantástico aquário de Dubai O fantástico aquário de Dubai
O fantástico aquário de Dubai
 
Espelhos em aguas quietas
Espelhos em aguas quietasEspelhos em aguas quietas
Espelhos em aguas quietas
 
VISITANDO O RIO E A CIDADE DE PIRACICABA, DE BALÃO
VISITANDO O RIO E A CIDADE DE PIRACICABA, DE BALÃOVISITANDO O RIO E A CIDADE DE PIRACICABA, DE BALÃO
VISITANDO O RIO E A CIDADE DE PIRACICABA, DE BALÃO
 
Cartilha Contra Agrotóxicos 2012 (1)
Cartilha Contra Agrotóxicos 2012 (1)Cartilha Contra Agrotóxicos 2012 (1)
Cartilha Contra Agrotóxicos 2012 (1)
 
A heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhauA heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhau
 
CINEMA NA AREIA
CINEMA NA AREIACINEMA NA AREIA
CINEMA NA AREIA
 
Foz do Rio São Francisco e Canyon do Xingó
 Foz do Rio São Francisco e Canyon do Xingó  Foz do Rio São Francisco e Canyon do Xingó
Foz do Rio São Francisco e Canyon do Xingó
 
OS CANAIS MAIS IMPORTANTES DO MUNDO
OS CANAIS MAIS IMPORTANTES DO MUNDOOS CANAIS MAIS IMPORTANTES DO MUNDO
OS CANAIS MAIS IMPORTANTES DO MUNDO
 
OS CANAIS MAIS IMPORTANTES DO MUNDO
OS CANAIS MAIS IMPORTANTES DO MUNDOOS CANAIS MAIS IMPORTANTES DO MUNDO
OS CANAIS MAIS IMPORTANTES DO MUNDO
 
Ode to nature
Ode to natureOde to nature
Ode to nature
 
Planeta terra
Planeta terraPlaneta terra
Planeta terra
 
APÊLO DA NATUREZA
APÊLO DA NATUREZAAPÊLO DA NATUREZA
APÊLO DA NATUREZA
 
Barcos do Tsunami no Japão
Barcos do Tsunami no JapãoBarcos do Tsunami no Japão
Barcos do Tsunami no Japão
 
Cafe e dengue
Cafe e dengueCafe e dengue
Cafe e dengue
 

Último

DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FredFringeFringeDola
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Militao Ricardo
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
EdimaresSilvestre
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
y6zh7bvphf
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
Deiciane Chaves
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 

Último (20)

DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 

ESGOTO: ISSO NÃO DÁ PRAIA

  • 1. Era uma vez uma praia bucólica.
  • 3. Mas, epa! O que é isso?
  • 4. “ Isso”, que de vez em quando aparece aos montes, é “aquilo” mesmo. Para fins didáticos, chamemos “isso” de “m” .
  • 5. E esse monte de outras porcarias na praia - de onde será que elas vem?
  • 6. Vem do mesmo lugar que aquelas outras: da sua casa.
  • 7. Explicando: se você mora na Zona Sul, tudo o que você joga na privada, na pia ou no tanque sai em Ipanema.
  • 8. Repare no círculo vermelho. Não acredita?
  • 9. É um rio de m. visto do céu. São 8.000 litros por segundo. Lançados entre a praia e o recém criado Monumento Natural das Ilhas Cagarras.
  • 10. Imagine a cena: mais de 1.500.000 de seres humanos puxando a descarga.
  • 11. Uma torrente imunda que o emissário submarino de Ipanema lança no mar. Sem qualquer tratamento.
  • 12. Duvida? Sinta o cheiro do que jogamos no mar nos arredores das Estações Elevatórias Parafuso e André Azevedo em Copacabana.
  • 13.
  • 14. E o banhista fica com o privilégio de nadar em meio a tudo isso dadas certas condições oceanográficas.
  • 15. Agora pense que isso vem acontecendo há 35 anos.
  • 16. Resultado: há uma área sem vida de 20 Km 2 ao redor da boca do emissário. São 11.000 ton de porcaria assentadas no fundo que o mar não consegue processar. Fonte: Carreira, R. S. & A. L. R. Wagener, 1998. Speciation of sewage derived phosphorus in coastal sediments from Rio de Janeiro, Brazil Marine Pollution Bulletin , 36 (10): 818-827.
  • 17. Outro Resultado: o pescado dessa região está contaminado com Aeromonas e Plesiomonas , bactérias que causam disenteria, e a carga orgânica favorece blooms de dinoflagelados que podem causar intoxicação pela ingestão desse pescado ( ciguatera ). Fontes: Pereira et al ., 2004. Aeromonas spp. e Plesiomonas shigelloides isoladas a partir de mexilhões ( Perna perna ) in natura e pré-cozidos no Rio de Janeiro, RJ. Ciênc. Tecnol. Aliment. 24(4): 562-566. Dickey, R. W. e S. M. Plakas, 2010. Ciguatera, a Public Health Perspective. Toxicon 56 (2010) 123–136.
  • 18. Mas então como pode ter nascido um projeto desses?
  • 19. O emissário de Ipanema, o primeiro do Brasil, foi projetado e construído no início dos anos 1970.
  • 20. Nessa época não havia Licenciamento Ambiental, EIA/RIMA, etc.
  • 21. Não havia a Resolução CONAMA 357 que diz que “ os efluentes de qualquer fonte poluidora somente poderão ser lançados, direta ou indiretamente, nos corpos de água, após o devido tratamento (...)”
  • 22. Aliás, nessa época sequer havia CONAMA, ou Ministério do Meio Ambiente, ou Política Nacional de Meio Ambiente, ou Protocolo de Annápolis, ou Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar, ou o próprio conceito de “Desenvolvimento Sustentável”.
  • 23. Já ouviu falar nele? “ O desenvolvimento que procura satisfazer as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de satisfazerem as suas próprias necessidades .” Pois é, só nasceu em 1987.
  • 24. Então se leis e critérios mudaram desde que fomos tricampeões, porque o projeto não foi modificado?
  • 26. Mas espera que vai piorar: Não bastasse o emissário de Ipanema, há os clones da Barra, e de Icaraí. Veja essa simulação de dispersão e decaimento colimétrico de seis dias. Repare como as plumas de bactérias “lambem” nossas ilhas e diversos outros balneários.
  • 27. Veja, por exemplo, como anda a Praia Vermelha em um domingo de sol...
  • 28. Agora saiba que moda que nasce em Ipanema, se espalha pelo Brasil: Hoje há dezenas de emissários sujando nosso litoral.
  • 29. Ah se eles soubessem como desejamos uma solução inteligente...
  • 30. Aliás, “a hora é essa”, diriam os oportunistas.
  • 32. Pense nisso. Não dê as costas para o mar.
  • 35. Créditos das imagens: Slide 1: Marc Ferrez, 1905. Slides 8 e 9: Aerolevantamento da Prefeitura do Rio, 2002. Slide 10: Região “atendida” pelo emissário sobre Google Earth. Slide 15: Aurelino Gonçalves, 1972. Slides 16 e 17: Polígono com os pontos de Carreira e Wagener (1998) sobre Google Earth. Slide 19, 20 e 22: www.rioquepassou .com.br Slide 21: ? Slide 23: Capa do “Relatório Brundtland”. ONU, 1987. Slide 26: COPPE/UFRJ: modelagem colimétrica com SIBAHIA. Slide 28: Algumas cidades que tem emissário sobre Google Earth. Slide 30: Logomarcas da Rio+20, Copa de 2014 e Olimpíada 2016. Alle anderen Fotos sind mein.