SlideShare uma empresa Scribd logo
ENSINO BÍBLICO SOBRE O JEJUM
(Mt 9:14,15) “Então vieram ter com ele os discípulos de João, perguntando: Por que é que nós e os fariseus jejuamos, mas os teus discípulos não jejuam?  Respondeu-lhes Jesus: Podem porventura ficar tristes os convidados às núpcias, enquanto o noivo está com eles? Dias virão, porém, em que lhes será tirado o noivo, e então hão de jejuar.”
O que é o Jejum?
Em resumo, Segundo o dicionário Aurélio, Jejum é: “Abstinência total ou parcial de alimentação em determinados dias, por penitência ou ordem religiosa ou médica.” Essa prática vem desde o Antigo Testamento, onde o povo de Israel jejuava por diferentes razões:
No antigo testamento (lei de Moisés), existia um dia destinado para o jejum: Dia da Expiação (Lv. 23.27) “Ora, o décimo dia desse sétimo mês será o dia da expiação; tereis santa convocação, e afligireis as vossas almas; e oferecereis oferta queimada ao Senhor”, dia que ficou conhecido como o dia do jejum. Porem no novo testamento não há ordem para que nós jejuássemos. Porem existe citações sobre o jejum.
O fato de não existir uma ordem direta a respeito do jejum, não quer dizer que não devamos jejuar. O próprio Jesus nos ensina a respeito do jejum: (Mt. 6.16-18.)“Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto, para não pareceres aos homens que jejuas, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.”
O que Jesus disse é que nós não devemos jejuar para outras pessoas nos verem, o jejum é uma maneira de nos aproximarmos de Deus, o jejum promove um nível de comunhão com Deus, liberando assim o Espírito Santo (que é responsável pelo nosso contato com Deus) a atuar no homem interior.  (Rm 8.13) “porque se viverdes segundo a carne, haveis de morrer; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis.”
O fato de Jesus dizer que o jejum deve ser em secreto também não quer dizer que não possamos comentar que estamos em jejum ou que fizemos um jejum, porque se assim fosse não saberíamos que Jesus jejuou no deserto. O importante é que o objetivo do nosso jejum não seja para nos “aparecer” diante das outras pessoas, como faziam os fariseus.
Todas as vezes que a Bíblia relata um jejum, as pessoas o faziam com um propósito. No velho testamento vemos:• Consagração – (Nm. 6.3,4) “abster-se-á de vinho e de bebida forte; não beberá, vinagre de vinho, nem vinagre de bebida forte, nem bebida alguma feita de uvas, nem comerá uvas frescas nem secas.  Por todos os dias do seu nazireado não comerá de coisa alguma que se faz da uva, desde os caroços até as cascas”.
•Arrependimento de pecados (I Sm. 7.5,6) “Disse mais Samuel: Congregai a todo o Israel em Mizpá, e orarei por vós ao Senhor. Congregaram-se, pois, em Mizpá, tiraram água e a derramaram perante o Senhor; jejuaram aquele dia, e ali disseram: Pecamos contra o Senhor. E Samuel julgava os filhos de Israel em Mizpá”.
• Luto – (II Sm. 1.12 e 3.35) “E prantearam, e choraram, e jejuaram até a tarde por Saul, e por Jônatas, seu filho, e pelo povo do Senhor, e pela casa de Israel, porque tinham caída à espada”.“Depois todo o povo veio fazer com que Davi comesse pão, sendo ainda dia; porém Davi jurou, dizendo: Assim Deus me faça e outro tanto, se, antes que o sol se ponha, eu provar pão ou qualquer outra coisa”.
•AFLIÇÕES(II Sm 12.16) “Davi, pois, buscou a Deus pela criança, e observou rigoroso jejum e, recolhendo-se, passava a noite toda prostrado sobre a terra.” (II Cr 20.3) “Então Jeosafá teve medo, e pôs-se a buscar ao Senhor, e apregoou jejum em todo o Judá.”
•Buscando proteção  (Ed. 8.21-23) “Então proclamei um jejum ali junto ao rio Ava, para nos humilharmos diante do nosso Deus, a fim de lhe pedirmos caminho seguro para nós, para nossos pequeninos, e para toda a nossa fazenda.  Pois tive vergonha de pedir ao rei uma escolta de soldados, e cavaleiros para nos defenderem do inimigo pelo caminho, porquanto havíamos dito ao rei: A mão do nosso Deus é sobre todos os que o buscam, para o bem deles; mas o seu poder e a sua ira estão contra todos os que o deixam.  Nós, pois, jejuamos, e pedimos isto ao nosso Deus; e Ele atendeu às nossas orações. (Et. 4.16) “Vai, ajunta todos os judeus que se acham em Susã, e jejuai por mim, e não comais nem bebais por três dias, nem de noite nem de dia; e eu e as minhas moças também assim jejuaremos. Depois irei ter com o rei, ainda que isso não é segundo a lei; e se eu perecer, pereci.”
•Intercessão (Dn 9.3) “no ano primeiro do seu reinado, eu, Daniel, entendi pelos livros que o número de anos, de que falara o Senhor ao profeta Jeremias, que haviam de durar as desolações de Jerusalém, era de setenta anos. Eu, pois, dirigi o meu rosto ao Senhor Deus, para o buscar com oração e súplicas, com jejum, e saco e cinza”.
No novo testamento:• Preparação para a batalha espiritual(Mt. 17.21) “[ mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum.].
•Estar com o Senhor (Lc. 2.36,37) “Havia também uma profetisa, Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Era já avançada em idade, tendo vivido com o marido sete anos desde a sua virgindade;  e era viúva, de quase oitenta e quatro anos. Não se afastava do templo, servindo a Deus noite e dia em jejuns e orações.
•Preparar-se para o ministério(Lc. 4.2) “durante quarenta dias, sendo tentado pelo Diabo. E naqueles dias não comeu coisa alguma; e terminados eles, teve fome.”
Em Atos dos Apóstolos a Igreja praticava o jejum em diversas situações:•Ministrar ao Senhor (At.13.2) “Enquanto eles ministravam perante o Senhor e jejuavam, disse o Espírito Santo: Separai-me a Barnabé e a Saulo para a obra a que os tenho chamado.”
•Enviar ministérios (At. 13.3) “Então, depois que jejuaram, oraram e lhes impuseram as mãos, os despediram.”
•Estabelecer presbíteros (At. 14.23) “E, havendo-lhes por comum consentimento eleito anciãos em cada igreja orado com jejuns, os encomendaram ao Senhor em quem haviam crido.”
A Bíblia mostra três tipos de jejum.
JEJUM  PARCIAL.  Deixar parte da sua alimentação, exemplo, deixar de almoçar, ou de tomar café da manha, ou mesmo de comer carne, tomar refrigerante, etc. O importante é que deixe algo que seja constante da sua alimentação. Se deixar-mos de comer algo que comemos só de vez em quando, não é considerando um jejum.
Exemplo de jejum parcial : (Dn. 10.2,3) “Naqueles dias, eu, Daniel, estive triste por três semanas completas. Manjar desejável não comi, nem carne, nem vinho entraram em minha boca, nem me ungi com unguento, até que se passaram as três semanas.” Daniel deixou de comer apenas carne e manjar desejável, e não tomou vinho. Provavelmente fez um regime a base de frutas e legumes. Este tipo de jejum tem uma durabilidade maior, Daniel  jejuou três semanas (21 dias).
JEJUM NORMAL. Este tipo de jejum deixa totalmente a comida, e é o mais praticado. Durante este jejum não se come nada em um período pré-determinado, porem se bebe água. Este foi o tipo de jejum que Jesus praticou no deserto durante 40 dias, pois a bíblia não diz que Jesus não tenha bebido água.  Pois quando Jesus terminou os 40 dias de jejum Ele teve FOME. (Mt. 4.2.) “e, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome.”
JEJUM   TOTAL. Este tipo de jejum é sem comida e sem água. Na bíblia existem poucas referências a respeito deste tipo de jejum e que não ultrapassam o limite de 3 dias (a não ser o de Moisés e Elias). Devemos nos lembrar que o objetivo do jejum é a mortificação dos desejos da carne e não a morte do nosso corpo, que é totalmente dependente de água. O melhor exemplo deste tipo de jejum é o de Ester:(Et 4.16) “Vai, ajunta a todos os judeus que se acharem em Susã, e jejuai por mim, e não comais, nem bebais por três dias, nem de noite nem de dia; eu e as minhas servas também jejuaremos. Depois, irei ter com o rei, ainda que é contra a lei; se perecer, pereci.” (At. 9.9) Paulo também praticou. “E esteve três dias sem ver, e não comeu nem bebeu.”
A Medicina recomenda que ficar sem beber água durante um período maior que 3 dias é  prejudicial à  saúde.
O tempo que uma pessoa consegue manter-se viva sem comer depende da sua estrutura física. O mágico Luciano Pasquali entra pro Guinness Book após ficar 72 dias sem comer, apenas com água mineral. Com pernas e músculos atrofiados, não conseguia andar.
Ensino bíblico sobre o jejum
O Discovery Channel mostrou esteiogue, chamado PrahladJani, de 76 anos de idade, que está sem comer e sem beber há 68 anos!
A duração do jejumA Bíblia não determina uma duração exata do jejum.  Nos textos em que bíblia menciona a respeito da pratica do jejum, as pessoas sim agiam de maneira diferente, por exemplo Davi se cobria com sacos e cinzas, Daniel orava constantemente e assim por diante.
O que não pode faltar em um jejum?
Leitura da Palavra  Leitura da palavra de Deus é muito importante no jejum, pois quando estamos em jejum nosso espírito está mais ligado ao Espírito Santo, o que nos ajudará a compreender muito mais a palavra de Deus.
OraçãoNão existe jejum sem oração. A oração é o meio que temos de nos comunicarmos com Deus. É importante que ao começarmos um jejum façamos uma oração estabelecendo os  nossos propósitos, e no final orarmos para entregá-los a Deus. Porem não é só nestes momentos que devemos orar, e sim durante todo o jejum.  A oração não precisa ser necessariamente de joelhos dobrados, pode ser enquanto caminhamos, dirigimos, estudamos, etc.
Estar em espírito  É viver com a mente voltada para os céus, ligado nas coisas espirituais. (Sl 51.17)“Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.”
Jejum é um compromisso que fazemos, e se decidimos fazê-lo devemos honrá-lo. (Rm 14.6,7) “Aquele que faz caso do dia, para o Senhor o faz. E quem come, para o Senhor come, porque dá graças a Deus; e quem não come, para o Senhor não come, e dá graças a Deus. Porque nenhum de nós vive para si, e nenhum morre para si. Pois, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, quer vivamos quer morramos, somos do Senhor.”

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

1000 Mil esboços para sermões e pregações
1000 Mil esboços para sermões e pregações1000 Mil esboços para sermões e pregações
1000 Mil esboços para sermões e pregações
Gesiel Oliveira
 
Jejum
JejumJejum
Lição 05 - A Obra Salvífica de Jesus Cristo
Lição 05 - A Obra Salvífica de Jesus CristoLição 05 - A Obra Salvífica de Jesus Cristo
Lição 05 - A Obra Salvífica de Jesus Cristo
Éder Tomé
 
hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.
RODRIGO FERREIRA
 
Estudo biblico 22
Estudo biblico 22Estudo biblico 22
Estudo biblico 22
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Estudo batismo oficialmontesinai
Estudo batismo oficialmontesinaiEstudo batismo oficialmontesinai
Estudo batismo oficialmontesinai
Elisa Schenk
 
Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)
Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)
Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)
Daniel Junior
 
As sete dispensações
As sete dispensaçõesAs sete dispensações
As sete dispensações
Pastora Neide Quadrangular
 
O Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da IgrejaO Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da Igreja
Márcio Martins
 
O tribunal de cristo e os galardões
O tribunal de cristo e os galardõesO tribunal de cristo e os galardões
O tribunal de cristo e os galardões
Márcio Martins
 
Batismo nas águas
Batismo nas águasBatismo nas águas
Batismo nas águas
Icm Bela Vista
 
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristãLição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Joanilson França Garcia
 
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
Estudo biblico 24  dons espirituais - part2Estudo biblico 24  dons espirituais - part2
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
O pecado de Davi
O pecado de DaviO pecado de Davi
O pecado de Davi
Paulo Roberto
 
Pregação crescimento Espiritual
Pregação crescimento EspiritualPregação crescimento Espiritual
Pregação crescimento Espiritual
suzyanne2010
 
Ecap reino de deus
Ecap  reino de deusEcap  reino de deus
Ecap reino de deus
Pedro Quintanilha
 
Lição 6 – Quem Domina a sua Mente
Lição 6 – Quem Domina a sua MenteLição 6 – Quem Domina a sua Mente
Lição 6 – Quem Domina a sua Mente
Éder Tomé
 
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus CristoLição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Éder Tomé
 
A doutrina do espírito santo
A doutrina do espírito santo A doutrina do espírito santo
A doutrina do espírito santo
André Rocha
 
Aula 03 a ceia do senhor - santidade para o site
Aula 03   a ceia do senhor - santidade para o siteAula 03   a ceia do senhor - santidade para o site
Aula 03 a ceia do senhor - santidade para o site
pbmarcelo
 

Mais procurados (20)

1000 Mil esboços para sermões e pregações
1000 Mil esboços para sermões e pregações1000 Mil esboços para sermões e pregações
1000 Mil esboços para sermões e pregações
 
Jejum
JejumJejum
Jejum
 
Lição 05 - A Obra Salvífica de Jesus Cristo
Lição 05 - A Obra Salvífica de Jesus CristoLição 05 - A Obra Salvífica de Jesus Cristo
Lição 05 - A Obra Salvífica de Jesus Cristo
 
hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.
 
Estudo biblico 22
Estudo biblico 22Estudo biblico 22
Estudo biblico 22
 
Estudo batismo oficialmontesinai
Estudo batismo oficialmontesinaiEstudo batismo oficialmontesinai
Estudo batismo oficialmontesinai
 
Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)
Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)
Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)
 
As sete dispensações
As sete dispensaçõesAs sete dispensações
As sete dispensações
 
O Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da IgrejaO Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da Igreja
 
O tribunal de cristo e os galardões
O tribunal de cristo e os galardõesO tribunal de cristo e os galardões
O tribunal de cristo e os galardões
 
Batismo nas águas
Batismo nas águasBatismo nas águas
Batismo nas águas
 
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristãLição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
 
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
Estudo biblico 24  dons espirituais - part2Estudo biblico 24  dons espirituais - part2
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
 
O pecado de Davi
O pecado de DaviO pecado de Davi
O pecado de Davi
 
Pregação crescimento Espiritual
Pregação crescimento EspiritualPregação crescimento Espiritual
Pregação crescimento Espiritual
 
Ecap reino de deus
Ecap  reino de deusEcap  reino de deus
Ecap reino de deus
 
Lição 6 – Quem Domina a sua Mente
Lição 6 – Quem Domina a sua MenteLição 6 – Quem Domina a sua Mente
Lição 6 – Quem Domina a sua Mente
 
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus CristoLição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
 
A doutrina do espírito santo
A doutrina do espírito santo A doutrina do espírito santo
A doutrina do espírito santo
 
Aula 03 a ceia do senhor - santidade para o site
Aula 03   a ceia do senhor - santidade para o siteAula 03   a ceia do senhor - santidade para o site
Aula 03 a ceia do senhor - santidade para o site
 

Semelhante a Ensino bíblico sobre o jejum

Jejum de Daniel
Jejum de DanielJejum de Daniel
Jejum de Daniel
José Ari de Oliveira
 
LIÇÃO%2010%20-%20JOVENS%20A%20ORAÇÃO%20E%20O%20JEJUM.pptx
LIÇÃO%2010%20-%20JOVENS%20A%20ORAÇÃO%20E%20O%20JEJUM.pptxLIÇÃO%2010%20-%20JOVENS%20A%20ORAÇÃO%20E%20O%20JEJUM.pptx
LIÇÃO%2010%20-%20JOVENS%20A%20ORAÇÃO%20E%20O%20JEJUM.pptx
OsielGomes3
 
Estudo jejum e guerra espiritual Com Pastor Adiano
Estudo jejum e guerra espiritual Com Pastor AdianoEstudo jejum e guerra espiritual Com Pastor Adiano
Estudo jejum e guerra espiritual Com Pastor Adiano
Gabriel Bussolo
 
Lição 13 – Orando sem Cessar
Lição 13 – Orando sem CessarLição 13 – Orando sem Cessar
Lição 13 – Orando sem Cessar
Éder Tomé
 
Eu creio no jejum e na oração
Eu creio no jejum e na oraçãoEu creio no jejum e na oração
Eu creio no jejum e na oração
Jheisson Batista Ferreira
 
estudo sobre jejum e oração.pptxxxxxxxxxxxxx
estudo sobre jejum e oração.pptxxxxxxxxxxxxxestudo sobre jejum e oração.pptxxxxxxxxxxxxx
estudo sobre jejum e oração.pptxxxxxxxxxxxxx
lindalva da cruz
 
7 razões para o cristão jejuar
7 razões para o cristão jejuar7 razões para o cristão jejuar
7 razões para o cristão jejuar
alex sousa
 
Licao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptxLicao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
AndreLuizMontanheiro
 
A oração do x.tão 2
A oração do x.tão 2A oração do x.tão 2
A oração do x.tão 2
Antenor Antenor
 
Estudo bíblico jejum
Estudo bíblico jejumEstudo bíblico jejum
Estudo bíblico jejum
Fábio Henrique
 
Estudo 16 oração e jejum
Estudo 16   oração e jejumEstudo 16   oração e jejum
Estudo 16 oração e jejum
Jaed Gomes
 
A importância do jejum na vida do crente - Subjugando o deus do ventre.
A importância do jejum na vida do crente  - Subjugando o deus do ventre.A importância do jejum na vida do crente  - Subjugando o deus do ventre.
A importância do jejum na vida do crente - Subjugando o deus do ventre.
Adriano Gonçalves Martins
 
Lição 13 - Orando sem Cessar
Lição 13 - Orando sem CessarLição 13 - Orando sem Cessar
Lição 13 - Orando sem Cessar
Hamilton Souza
 
Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011
Fernando Chapeiro
 
Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011
jesmioma
 
Lição 2 jejum
Lição 2   jejumLição 2   jejum
EBJ - Encontro 04/03/12
EBJ - Encontro 04/03/12EBJ - Encontro 04/03/12
EBJ - Encontro 04/03/12
EBJ IPBCP
 
Lição 2 jejum
Lição 2   jejumLição 2   jejum
Oração
OraçãoOração
Oração que transporta montes gordon lindsay
Oração que transporta montes   gordon lindsayOração que transporta montes   gordon lindsay
Oração que transporta montes gordon lindsay
deusdetdfsoares
 

Semelhante a Ensino bíblico sobre o jejum (20)

Jejum de Daniel
Jejum de DanielJejum de Daniel
Jejum de Daniel
 
LIÇÃO%2010%20-%20JOVENS%20A%20ORAÇÃO%20E%20O%20JEJUM.pptx
LIÇÃO%2010%20-%20JOVENS%20A%20ORAÇÃO%20E%20O%20JEJUM.pptxLIÇÃO%2010%20-%20JOVENS%20A%20ORAÇÃO%20E%20O%20JEJUM.pptx
LIÇÃO%2010%20-%20JOVENS%20A%20ORAÇÃO%20E%20O%20JEJUM.pptx
 
Estudo jejum e guerra espiritual Com Pastor Adiano
Estudo jejum e guerra espiritual Com Pastor AdianoEstudo jejum e guerra espiritual Com Pastor Adiano
Estudo jejum e guerra espiritual Com Pastor Adiano
 
Lição 13 – Orando sem Cessar
Lição 13 – Orando sem CessarLição 13 – Orando sem Cessar
Lição 13 – Orando sem Cessar
 
Eu creio no jejum e na oração
Eu creio no jejum e na oraçãoEu creio no jejum e na oração
Eu creio no jejum e na oração
 
estudo sobre jejum e oração.pptxxxxxxxxxxxxx
estudo sobre jejum e oração.pptxxxxxxxxxxxxxestudo sobre jejum e oração.pptxxxxxxxxxxxxx
estudo sobre jejum e oração.pptxxxxxxxxxxxxx
 
7 razões para o cristão jejuar
7 razões para o cristão jejuar7 razões para o cristão jejuar
7 razões para o cristão jejuar
 
Licao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptxLicao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
 
A oração do x.tão 2
A oração do x.tão 2A oração do x.tão 2
A oração do x.tão 2
 
Estudo bíblico jejum
Estudo bíblico jejumEstudo bíblico jejum
Estudo bíblico jejum
 
Estudo 16 oração e jejum
Estudo 16   oração e jejumEstudo 16   oração e jejum
Estudo 16 oração e jejum
 
A importância do jejum na vida do crente - Subjugando o deus do ventre.
A importância do jejum na vida do crente  - Subjugando o deus do ventre.A importância do jejum na vida do crente  - Subjugando o deus do ventre.
A importância do jejum na vida do crente - Subjugando o deus do ventre.
 
Lição 13 - Orando sem Cessar
Lição 13 - Orando sem CessarLição 13 - Orando sem Cessar
Lição 13 - Orando sem Cessar
 
Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011
 
Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011
 
Lição 2 jejum
Lição 2   jejumLição 2   jejum
Lição 2 jejum
 
EBJ - Encontro 04/03/12
EBJ - Encontro 04/03/12EBJ - Encontro 04/03/12
EBJ - Encontro 04/03/12
 
Lição 2 jejum
Lição 2   jejumLição 2   jejum
Lição 2 jejum
 
Oração
OraçãoOração
Oração
 
Oração que transporta montes gordon lindsay
Oração que transporta montes   gordon lindsayOração que transporta montes   gordon lindsay
Oração que transporta montes gordon lindsay
 

Mais de ADPC109

Sê o exemplo
Sê o exemploSê o exemplo
Sê o exemplo
ADPC109
 
Os pacificadores
Os pacificadoresOs pacificadores
Os pacificadores
ADPC109
 
Adoração
AdoraçãoAdoração
Adoração
ADPC109
 
FéFé
ADPC109
 
Submissão
Submissão Submissão
Submissão
ADPC109
 
Como Levar a Arca de Deus
Como Levar a Arca de DeusComo Levar a Arca de Deus
Como Levar a Arca de Deus
ADPC109
 

Mais de ADPC109 (6)

Sê o exemplo
Sê o exemploSê o exemplo
Sê o exemplo
 
Os pacificadores
Os pacificadoresOs pacificadores
Os pacificadores
 
Adoração
AdoraçãoAdoração
Adoração
 
FéFé
 
Submissão
Submissão Submissão
Submissão
 
Como Levar a Arca de Deus
Como Levar a Arca de DeusComo Levar a Arca de Deus
Como Levar a Arca de Deus
 

Último

Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdfLivro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
CarolineSaback2
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 

Último (20)

Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdfLivro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 

Ensino bíblico sobre o jejum

  • 2. (Mt 9:14,15) “Então vieram ter com ele os discípulos de João, perguntando: Por que é que nós e os fariseus jejuamos, mas os teus discípulos não jejuam? Respondeu-lhes Jesus: Podem porventura ficar tristes os convidados às núpcias, enquanto o noivo está com eles? Dias virão, porém, em que lhes será tirado o noivo, e então hão de jejuar.”
  • 3. O que é o Jejum?
  • 4. Em resumo, Segundo o dicionário Aurélio, Jejum é: “Abstinência total ou parcial de alimentação em determinados dias, por penitência ou ordem religiosa ou médica.” Essa prática vem desde o Antigo Testamento, onde o povo de Israel jejuava por diferentes razões:
  • 5. No antigo testamento (lei de Moisés), existia um dia destinado para o jejum: Dia da Expiação (Lv. 23.27) “Ora, o décimo dia desse sétimo mês será o dia da expiação; tereis santa convocação, e afligireis as vossas almas; e oferecereis oferta queimada ao Senhor”, dia que ficou conhecido como o dia do jejum. Porem no novo testamento não há ordem para que nós jejuássemos. Porem existe citações sobre o jejum.
  • 6. O fato de não existir uma ordem direta a respeito do jejum, não quer dizer que não devamos jejuar. O próprio Jesus nos ensina a respeito do jejum: (Mt. 6.16-18.)“Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto, para não pareceres aos homens que jejuas, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.”
  • 7. O que Jesus disse é que nós não devemos jejuar para outras pessoas nos verem, o jejum é uma maneira de nos aproximarmos de Deus, o jejum promove um nível de comunhão com Deus, liberando assim o Espírito Santo (que é responsável pelo nosso contato com Deus) a atuar no homem interior. (Rm 8.13) “porque se viverdes segundo a carne, haveis de morrer; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis.”
  • 8. O fato de Jesus dizer que o jejum deve ser em secreto também não quer dizer que não possamos comentar que estamos em jejum ou que fizemos um jejum, porque se assim fosse não saberíamos que Jesus jejuou no deserto. O importante é que o objetivo do nosso jejum não seja para nos “aparecer” diante das outras pessoas, como faziam os fariseus.
  • 9. Todas as vezes que a Bíblia relata um jejum, as pessoas o faziam com um propósito. No velho testamento vemos:• Consagração – (Nm. 6.3,4) “abster-se-á de vinho e de bebida forte; não beberá, vinagre de vinho, nem vinagre de bebida forte, nem bebida alguma feita de uvas, nem comerá uvas frescas nem secas. Por todos os dias do seu nazireado não comerá de coisa alguma que se faz da uva, desde os caroços até as cascas”.
  • 10. •Arrependimento de pecados (I Sm. 7.5,6) “Disse mais Samuel: Congregai a todo o Israel em Mizpá, e orarei por vós ao Senhor. Congregaram-se, pois, em Mizpá, tiraram água e a derramaram perante o Senhor; jejuaram aquele dia, e ali disseram: Pecamos contra o Senhor. E Samuel julgava os filhos de Israel em Mizpá”.
  • 11. • Luto – (II Sm. 1.12 e 3.35) “E prantearam, e choraram, e jejuaram até a tarde por Saul, e por Jônatas, seu filho, e pelo povo do Senhor, e pela casa de Israel, porque tinham caída à espada”.“Depois todo o povo veio fazer com que Davi comesse pão, sendo ainda dia; porém Davi jurou, dizendo: Assim Deus me faça e outro tanto, se, antes que o sol se ponha, eu provar pão ou qualquer outra coisa”.
  • 12. •AFLIÇÕES(II Sm 12.16) “Davi, pois, buscou a Deus pela criança, e observou rigoroso jejum e, recolhendo-se, passava a noite toda prostrado sobre a terra.” (II Cr 20.3) “Então Jeosafá teve medo, e pôs-se a buscar ao Senhor, e apregoou jejum em todo o Judá.”
  • 13. •Buscando proteção (Ed. 8.21-23) “Então proclamei um jejum ali junto ao rio Ava, para nos humilharmos diante do nosso Deus, a fim de lhe pedirmos caminho seguro para nós, para nossos pequeninos, e para toda a nossa fazenda. Pois tive vergonha de pedir ao rei uma escolta de soldados, e cavaleiros para nos defenderem do inimigo pelo caminho, porquanto havíamos dito ao rei: A mão do nosso Deus é sobre todos os que o buscam, para o bem deles; mas o seu poder e a sua ira estão contra todos os que o deixam. Nós, pois, jejuamos, e pedimos isto ao nosso Deus; e Ele atendeu às nossas orações. (Et. 4.16) “Vai, ajunta todos os judeus que se acham em Susã, e jejuai por mim, e não comais nem bebais por três dias, nem de noite nem de dia; e eu e as minhas moças também assim jejuaremos. Depois irei ter com o rei, ainda que isso não é segundo a lei; e se eu perecer, pereci.”
  • 14. •Intercessão (Dn 9.3) “no ano primeiro do seu reinado, eu, Daniel, entendi pelos livros que o número de anos, de que falara o Senhor ao profeta Jeremias, que haviam de durar as desolações de Jerusalém, era de setenta anos. Eu, pois, dirigi o meu rosto ao Senhor Deus, para o buscar com oração e súplicas, com jejum, e saco e cinza”.
  • 15. No novo testamento:• Preparação para a batalha espiritual(Mt. 17.21) “[ mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum.].
  • 16. •Estar com o Senhor (Lc. 2.36,37) “Havia também uma profetisa, Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Era já avançada em idade, tendo vivido com o marido sete anos desde a sua virgindade; e era viúva, de quase oitenta e quatro anos. Não se afastava do templo, servindo a Deus noite e dia em jejuns e orações.
  • 17. •Preparar-se para o ministério(Lc. 4.2) “durante quarenta dias, sendo tentado pelo Diabo. E naqueles dias não comeu coisa alguma; e terminados eles, teve fome.”
  • 18. Em Atos dos Apóstolos a Igreja praticava o jejum em diversas situações:•Ministrar ao Senhor (At.13.2) “Enquanto eles ministravam perante o Senhor e jejuavam, disse o Espírito Santo: Separai-me a Barnabé e a Saulo para a obra a que os tenho chamado.”
  • 19. •Enviar ministérios (At. 13.3) “Então, depois que jejuaram, oraram e lhes impuseram as mãos, os despediram.”
  • 20. •Estabelecer presbíteros (At. 14.23) “E, havendo-lhes por comum consentimento eleito anciãos em cada igreja orado com jejuns, os encomendaram ao Senhor em quem haviam crido.”
  • 21. A Bíblia mostra três tipos de jejum.
  • 22. JEJUM PARCIAL. Deixar parte da sua alimentação, exemplo, deixar de almoçar, ou de tomar café da manha, ou mesmo de comer carne, tomar refrigerante, etc. O importante é que deixe algo que seja constante da sua alimentação. Se deixar-mos de comer algo que comemos só de vez em quando, não é considerando um jejum.
  • 23. Exemplo de jejum parcial : (Dn. 10.2,3) “Naqueles dias, eu, Daniel, estive triste por três semanas completas. Manjar desejável não comi, nem carne, nem vinho entraram em minha boca, nem me ungi com unguento, até que se passaram as três semanas.” Daniel deixou de comer apenas carne e manjar desejável, e não tomou vinho. Provavelmente fez um regime a base de frutas e legumes. Este tipo de jejum tem uma durabilidade maior, Daniel jejuou três semanas (21 dias).
  • 24. JEJUM NORMAL. Este tipo de jejum deixa totalmente a comida, e é o mais praticado. Durante este jejum não se come nada em um período pré-determinado, porem se bebe água. Este foi o tipo de jejum que Jesus praticou no deserto durante 40 dias, pois a bíblia não diz que Jesus não tenha bebido água. Pois quando Jesus terminou os 40 dias de jejum Ele teve FOME. (Mt. 4.2.) “e, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome.”
  • 25. JEJUM TOTAL. Este tipo de jejum é sem comida e sem água. Na bíblia existem poucas referências a respeito deste tipo de jejum e que não ultrapassam o limite de 3 dias (a não ser o de Moisés e Elias). Devemos nos lembrar que o objetivo do jejum é a mortificação dos desejos da carne e não a morte do nosso corpo, que é totalmente dependente de água. O melhor exemplo deste tipo de jejum é o de Ester:(Et 4.16) “Vai, ajunta a todos os judeus que se acharem em Susã, e jejuai por mim, e não comais, nem bebais por três dias, nem de noite nem de dia; eu e as minhas servas também jejuaremos. Depois, irei ter com o rei, ainda que é contra a lei; se perecer, pereci.” (At. 9.9) Paulo também praticou. “E esteve três dias sem ver, e não comeu nem bebeu.”
  • 26. A Medicina recomenda que ficar sem beber água durante um período maior que 3 dias é prejudicial à saúde.
  • 27. O tempo que uma pessoa consegue manter-se viva sem comer depende da sua estrutura física. O mágico Luciano Pasquali entra pro Guinness Book após ficar 72 dias sem comer, apenas com água mineral. Com pernas e músculos atrofiados, não conseguia andar.
  • 29. O Discovery Channel mostrou esteiogue, chamado PrahladJani, de 76 anos de idade, que está sem comer e sem beber há 68 anos!
  • 30. A duração do jejumA Bíblia não determina uma duração exata do jejum. Nos textos em que bíblia menciona a respeito da pratica do jejum, as pessoas sim agiam de maneira diferente, por exemplo Davi se cobria com sacos e cinzas, Daniel orava constantemente e assim por diante.
  • 31. O que não pode faltar em um jejum?
  • 32. Leitura da Palavra Leitura da palavra de Deus é muito importante no jejum, pois quando estamos em jejum nosso espírito está mais ligado ao Espírito Santo, o que nos ajudará a compreender muito mais a palavra de Deus.
  • 33. OraçãoNão existe jejum sem oração. A oração é o meio que temos de nos comunicarmos com Deus. É importante que ao começarmos um jejum façamos uma oração estabelecendo os nossos propósitos, e no final orarmos para entregá-los a Deus. Porem não é só nestes momentos que devemos orar, e sim durante todo o jejum. A oração não precisa ser necessariamente de joelhos dobrados, pode ser enquanto caminhamos, dirigimos, estudamos, etc.
  • 34. Estar em espírito É viver com a mente voltada para os céus, ligado nas coisas espirituais. (Sl 51.17)“Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.”
  • 35. Jejum é um compromisso que fazemos, e se decidimos fazê-lo devemos honrá-lo. (Rm 14.6,7) “Aquele que faz caso do dia, para o Senhor o faz. E quem come, para o Senhor come, porque dá graças a Deus; e quem não come, para o Senhor não come, e dá graças a Deus. Porque nenhum de nós vive para si, e nenhum morre para si. Pois, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, quer vivamos quer morramos, somos do Senhor.”