SlideShare uma empresa Scribd logo
EFEITOS DOS TERREMOTOS-
GEOLÓGICOS, SOCIAIS,
ECONÔMICOS
CRICIÚMA, 2017
Universidade do Extremo Sul Catarinense
Curso de Geografia
Disciplina: Geologia II
Professor: Yasmine
Francine Lunardi
José Diego
Terremotos
É uma consequência natural que ocorre devido as placas tectônicas, ao vulcanismo e
deslizamentos, e até mesmo por causa do homem em testes de bombas atômicas;
“Os terremotos superam todos os outros desastres naturais na ameaça que representam a vida
e aos bens homens. Nosso frágil “ambiente construído” é necessariamente ancorado na crosta
ativa da Terra, o que o torna extremamente vulnerável a terremotos e a seus efeitos
secundários, como ruptura do solo, deslizamentos de terra e tsunamis.”
(GROTZINGER, JORDAN,p.351, 2013)
Fatores
Deslizamentos
 Blocos internos especialmente de rochas sedimentares. Esses abalos costumam ser de menor
importância. Não geram muitos estragos;
Vulcanismo
 Podem ser um pouco mais fortes, localizados em áreas próximas a vulcões. Eles ocorrem por
alguma ruptura ou erupção interna do magma ou de gases retidos sob grande pressão. Não
costumam ser sentido a longas distancias;
Tectonismo
Pode ser considerado o principal “vilão” responsável pelos terremotos. Como sabemos, a
crosta terrestre não é uma camada única, mas constituída por inúmeros blocos, chamados de
placas tectônicas. Muitas dessas placas estão em constante colisão, assumindo direções opostas.
É nessa zona de contato que ocorre a maior parte dos terremotos do mundo.
Fonte: https://lh3.googleusercontent.com/proxy/-e14qbQZqu98pUu11C284sTU5SZ-
oF1W7gsRbtCV51f_nfRd9cJI7CZTwi89aN-Oa5QyZ_pfTft1plWlumjPV00BGByxlVvWruXx-5-MRegcZsYWmluTwzpJV-
TGjXigmLSYQ8zZRXhvQL5_jujemcVn84N0TEIRkMGeTZY9qMi_JXBTIlh6f0OSCND6EtIBDCWat4qmVbCBAeabouH6K6IpgqWTs
EH_NFpfvwYmZ9Z7nF9z0n8fCpBLdAjV2-Hxl4B8GaGCPJzOdTsFqVE0cXNAiogpRa6ypHeoVHQZmBdtq0bY=w1200-h630-p-k-
no-nu
O local onde há o
encontro entre as
placas tectônicas é
chamado de
hipocentro (no
interior da Terra) e o
epicentro é o ponto
da superfície acima
do hipocentro.
Efeitos
“Os terremotos podem causar diversos danos tanto geológico, econômico e
principalmente social. Isso porque os efeitos primários como a ocorrência de
terremoto acaba gerando efeitos secundários como deslizamento de terra,
tsunamis entre outros processos.”
(GROTZINGER, JORDAN, p.370,2013)
Geológicos
Fonte: https://profroselibaracal.wordpress.com/2015/07/22/falhas/
 Alteram os cursos dos rios;
 Formam como se fossem
escadas na beira das falhas;
 Formam cachoeiras

Fonte:http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geograf
ia/falha-geologica.htm
1. Na falha do tipo normal, a cisão acontece quando um bloco
“desce” ou abaixa em relação à superfície da falha. Isso ocorre
quando a pressão exercida sobre a região provoca uma tensão
negativa.
2. Já na falha do tipo inversa a cisão ocorre quando um bloco
“sobe” em relação à falha, soerguendo a sua superfície. Isso
acontece quando o tectonismo provoca uma tensão
responsável por comprimir o espaço ocupado pelas camadas
de rocha.
3. Já na falha transcorrente, também chamada de horizontal, há
um movimento paralelo entre os dois blocos, o que pode ser
provocado por vetores inversos de forças horizontais
aplicados sobre cada segmento de rocha.
Quando a força do contato entre essas placas é mais forte do que a
resistência das rochas, elas rompem-se, formando as chamadas falhas
geológicas.
A placa Norte-americana todos os anos se desliza para o sudeste, enquanto
placa do Pacífico se move para o noroeste.
É uma das maiores falhas do planeta com aproximadamente 1.300
quilômetros de extensão.
Representa um dos lugares com a maior atividade sísmica do mundo.
 Falha de San Andreas
Fonte: http://www.sitedecuriosidades.com/im/g/DA930.jpg
Tsunamis
Fonte: https://t1.uc.ltmcdn.com/pt/images/8/2/8/img_4828_apa_3500_600.jpg
 O Tsunami mais normal é aquele produzido
graças a um terremoto de muita
intensidade, apesar de uma erupção de um
vulcão, os deslizamentos de terra,
afundamentos de ilhas podem geram um
Tsunami.
1. Movimento do solo “terremotos não matam pessoas, edifícios matam pessoas”;
2. Onda de maré ( Tsunami ), geram velocidades de até 500- 800 km/hr em mar aberto e
tornam- se maiores quando a água chega ate no continente;
3. Inundações- rompimentos de barragens, mudanças nos rios;
4. Diferença da rotação da Terra;
Fonte:http://www.gadoo.com.br/wp-content/uploads/2016/08/019.png
Sociais e Econômicos
Os efeitos sociais e econômicos dos terremotos podem variar de país para país, alguns estão
tecnicamente mais preparados para se reconstruir após a catástrofe do que outros. Podemos citar
por exemplo os terremotos ocorridos no Haiti, Chile, Japão.
Fonte: http://internacional.estadao.com.br/blogs/olhar-
sobre-o-mundo/wp-
content/uploads/sites/469/2010/02/AB002.jpg
Fonte: https://mormonsud.net/wp-
content/uploads/2015/09/News-terremoto-Chile-1.jpg
Fonte: http://cdn1.mundodastribos.com/153836-Terremoto-No-
Jap%C3%A3o-2011-Fotos-V%C3%ADdeos-Novidades-3.jpg
Terremoto no Haiti
Fonte: http://cdn1.mundodastribos.com/153836-Terremoto-
No-Jap%C3%A3o-2011-Fotos-V%C3%ADdeos-Novidades-3.jpg
 Terremoto de magnitude 7,0 na escala Richter atingiu o país
no dia 12 de janeiro de 2010.
 Mais de 100 mil mortes, 250 mil feridos e 1 milhão de
desabrigados e metade das construções destruídas.
Terremoto no Chile
Fonte:https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/e/e
9/Terremoto_de_Chile_de_2010.svg/1054px-
Terremoto_de_Chile_de_2010.svg.png
 Terremoto de 8,8 graus atingiu o centro-sul do Chile, no dia 27 de
fevereiro de 2010.
 Mais de 800 mortes e 1 milhão de residências danificadas.
Terremoto no Japão
 Terremoto de magnitude 8,9 na escala Richter, ocorrido em 11 de
março de 2011, com mais de 15 894 mortes e 2500 desaparecidos.
Fonte:http://s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2011/03/11/300x22
5_tremorjapao_.jpg
Referências
Brasil Escola, O terremoto no chile. Disponível em: < http://brasilescola.uol.com.br/geografia/o-
terremoto-no-chile.htm> Acesso em 21 de Set. 2017
GROTZINGER, John; JORDAN, Tom. Para entender a terra. 6. ed. Porto Alegre: Boookman, 2013.
738 p.
Mundo Educação, Geografia terremoto no Haiti. Disponível em:
<http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/terremoto-no-haiti.htm> Acesso em 21 de Set.
2017
Slide Share, Terremotos. Disponível em: < https://pt.slideshare.net/wendellfabricio/ch19-
terremotos?qid=a5378aab-29c9-40e6-83e7-0c04a0445a24&v=&b=&from_search=3 > Acesso em
21 de Set. 2017
TEIXEIRA, Wilson et al. Decifrando a terra. Sao Paulo: Oficina de Textos, 2000. 558 p
Valentimeccel, Haiti um país devastado pelo terremoto. Disponível em: <
http://valentimeccel.no.comunidades.net/haiti-um-pais-devastado-pelo-terremoto> Acesso de
21 de Set. 2017
Referências

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Desastres Naturais Vandriani Hermes Botelho Ucs
Desastres Naturais Vandriani Hermes Botelho   UcsDesastres Naturais Vandriani Hermes Botelho   Ucs
Desastres Naturais Vandriani Hermes Botelho Ucs
Vandriani Botelho
 
desastres climaticos
desastres climaticosdesastres climaticos
desastres climaticos
B0das
 
Desastres Naturais Marga Helena Hintz Schneider
Desastres Naturais   Marga Helena Hintz SchneiderDesastres Naturais   Marga Helena Hintz Schneider
Desastres Naturais Marga Helena Hintz Schneider
guest241d8b
 
Maria Ivanete Lazzarotto Zanella
Maria Ivanete Lazzarotto ZanellaMaria Ivanete Lazzarotto Zanella
Maria Ivanete Lazzarotto Zanella
Maria Ivanete Lazzarotto Zanella
 
A Furia Da Natureza
A Furia Da NaturezaA Furia Da Natureza
A Furia Da Natureza
liscappe
 
Feira de ciências 2013
Feira de ciências 2013Feira de ciências 2013
Feira de ciências 2013
Wesley Dionisio
 
Agentes erosivos https://youtu.be/2Mi_fQkY-m4
Agentes erosivos https://youtu.be/2Mi_fQkY-m4Agentes erosivos https://youtu.be/2Mi_fQkY-m4
Agentes erosivos https://youtu.be/2Mi_fQkY-m4
Kéliton Ferreira
 
Catastrofes naturais leandro 8º e
Catastrofes naturais   leandro 8º eCatastrofes naturais   leandro 8º e
Catastrofes naturais leandro 8º e
protecaocivil
 
Ifes aula 6-agentes-morfofógicos_internos_e_externos https://youtu.be/2Mi_fQk...
Ifes aula 6-agentes-morfofógicos_internos_e_externos https://youtu.be/2Mi_fQk...Ifes aula 6-agentes-morfofógicos_internos_e_externos https://youtu.be/2Mi_fQk...
Ifes aula 6-agentes-morfofógicos_internos_e_externos https://youtu.be/2Mi_fQk...
Kéliton Ferreira
 
Desastres naturais
Desastres naturaisDesastres naturais
Desastres naturais
Ingrid Bispo
 
Desastres Naturais-PAC EF 8 SERIE CNEC 2009
Desastres Naturais-PAC EF 8 SERIE CNEC 2009Desastres Naturais-PAC EF 8 SERIE CNEC 2009
Desastres Naturais-PAC EF 8 SERIE CNEC 2009
Wilian Cavassin
 
Desastres naturais
Desastres naturaisDesastres naturais
Desastres naturais
Mariana Cordeiro
 
Catástrofes naturais
Catástrofes naturaisCatástrofes naturais
Catástrofes naturais
Maria João Carlos
 
Catástrofes naturais
Catástrofes  naturaisCatástrofes  naturais
Catástrofes naturais
maria2345
 
Geo 4 - Ocupação antrópica e problemas de ordenamento - Zonas de Vertente
Geo 4 - Ocupação antrópica e problemas de ordenamento - Zonas de VertenteGeo 4 - Ocupação antrópica e problemas de ordenamento - Zonas de Vertente
Geo 4 - Ocupação antrópica e problemas de ordenamento - Zonas de Vertente
Isaura Mourão
 
Catástrofes naturais
Catástrofes naturaisCatástrofes naturais
Catástrofes naturais
Cristina Coelho
 
Aula capitulo 10
Aula capitulo 10Aula capitulo 10
Aula capitulo 10
pibid geografia
 
8 a aula geo cpvem relevo-i
8 a aula geo cpvem   relevo-i8 a aula geo cpvem   relevo-i
8 a aula geo cpvem relevo-i
Wellington Moreira
 
Desastres Naturais
Desastres NaturaisDesastres Naturais
Desastres Naturais
UFSM
 
Amar e pedro
Amar e pedroAmar e pedro
Amar e pedro
Mayjö .
 

Mais procurados (20)

Desastres Naturais Vandriani Hermes Botelho Ucs
Desastres Naturais Vandriani Hermes Botelho   UcsDesastres Naturais Vandriani Hermes Botelho   Ucs
Desastres Naturais Vandriani Hermes Botelho Ucs
 
desastres climaticos
desastres climaticosdesastres climaticos
desastres climaticos
 
Desastres Naturais Marga Helena Hintz Schneider
Desastres Naturais   Marga Helena Hintz SchneiderDesastres Naturais   Marga Helena Hintz Schneider
Desastres Naturais Marga Helena Hintz Schneider
 
Maria Ivanete Lazzarotto Zanella
Maria Ivanete Lazzarotto ZanellaMaria Ivanete Lazzarotto Zanella
Maria Ivanete Lazzarotto Zanella
 
A Furia Da Natureza
A Furia Da NaturezaA Furia Da Natureza
A Furia Da Natureza
 
Feira de ciências 2013
Feira de ciências 2013Feira de ciências 2013
Feira de ciências 2013
 
Agentes erosivos https://youtu.be/2Mi_fQkY-m4
Agentes erosivos https://youtu.be/2Mi_fQkY-m4Agentes erosivos https://youtu.be/2Mi_fQkY-m4
Agentes erosivos https://youtu.be/2Mi_fQkY-m4
 
Catastrofes naturais leandro 8º e
Catastrofes naturais   leandro 8º eCatastrofes naturais   leandro 8º e
Catastrofes naturais leandro 8º e
 
Ifes aula 6-agentes-morfofógicos_internos_e_externos https://youtu.be/2Mi_fQk...
Ifes aula 6-agentes-morfofógicos_internos_e_externos https://youtu.be/2Mi_fQk...Ifes aula 6-agentes-morfofógicos_internos_e_externos https://youtu.be/2Mi_fQk...
Ifes aula 6-agentes-morfofógicos_internos_e_externos https://youtu.be/2Mi_fQk...
 
Desastres naturais
Desastres naturaisDesastres naturais
Desastres naturais
 
Desastres Naturais-PAC EF 8 SERIE CNEC 2009
Desastres Naturais-PAC EF 8 SERIE CNEC 2009Desastres Naturais-PAC EF 8 SERIE CNEC 2009
Desastres Naturais-PAC EF 8 SERIE CNEC 2009
 
Desastres naturais
Desastres naturaisDesastres naturais
Desastres naturais
 
Catástrofes naturais
Catástrofes naturaisCatástrofes naturais
Catástrofes naturais
 
Catástrofes naturais
Catástrofes  naturaisCatástrofes  naturais
Catástrofes naturais
 
Geo 4 - Ocupação antrópica e problemas de ordenamento - Zonas de Vertente
Geo 4 - Ocupação antrópica e problemas de ordenamento - Zonas de VertenteGeo 4 - Ocupação antrópica e problemas de ordenamento - Zonas de Vertente
Geo 4 - Ocupação antrópica e problemas de ordenamento - Zonas de Vertente
 
Catástrofes naturais
Catástrofes naturaisCatástrofes naturais
Catástrofes naturais
 
Aula capitulo 10
Aula capitulo 10Aula capitulo 10
Aula capitulo 10
 
8 a aula geo cpvem relevo-i
8 a aula geo cpvem   relevo-i8 a aula geo cpvem   relevo-i
8 a aula geo cpvem relevo-i
 
Desastres Naturais
Desastres NaturaisDesastres Naturais
Desastres Naturais
 
Amar e pedro
Amar e pedroAmar e pedro
Amar e pedro
 

Semelhante a Efeitos dos Terremotos - Geológicos, sociais, economicos

Riscos geológicos 10º ano
Riscos geológicos 10º anoRiscos geológicos 10º ano
Riscos geológicos 10º ano
Beatriz de Almeida
 
6º ano_Aula 07 B_ relevo suas formas e os diferentes tipos.ppt
6º ano_Aula 07 B_ relevo suas formas e os diferentes tipos.ppt6º ano_Aula 07 B_ relevo suas formas e os diferentes tipos.ppt
6º ano_Aula 07 B_ relevo suas formas e os diferentes tipos.ppt
SabrinaFelix10
 
Aula 01 Relevo 1º Ano Matisse
Aula 01  Relevo 1º Ano MatisseAula 01  Relevo 1º Ano Matisse
Aula 01 Relevo 1º Ano Matisse
Eraldo Araujo Sampaio Filho
 
7oano abc lo-19102020
7oano abc lo-191020207oano abc lo-19102020
7oano abc lo-19102020
Nivea Neves
 
Riscos Naturais e Poluições
Riscos Naturais e PoluiçõesRiscos Naturais e Poluições
Riscos Naturais e Poluições
asgeoprofessoras
 
6ano unidade3
6ano unidade36ano unidade3
6ano unidade3
Christie Freitas
 
Geo Soc0506 Aula10
Geo Soc0506 Aula10Geo Soc0506 Aula10
Geo Soc0506 Aula10
Nuno Correia
 
Catástrofes naturais cristiana
Catástrofes naturais cristianaCatástrofes naturais cristiana
Catástrofes naturais cristiana
protecaocivil
 
Terremotos 1 A
Terremotos 1 ATerremotos 1 A
Catastrofes naturais projecto final
Catastrofes naturais projecto finalCatastrofes naturais projecto final
Catastrofes naturais projecto final
NelitaBeiro
 
formação do relevo terrestre
 formação do relevo terrestre  formação do relevo terrestre
formação do relevo terrestre
AnaClaudiaHonorio
 
Trabalho de Geografia - Áreas de instabilidade geológica
Trabalho de Geografia - Áreas de instabilidade geológicaTrabalho de Geografia - Áreas de instabilidade geológica
Trabalho de Geografia - Áreas de instabilidade geológica
SousaLeitee
 
Sismos e tsunamis luis 8ºb
Sismos e tsunamis luis 8ºbSismos e tsunamis luis 8ºb
Sismos e tsunamis luis 8ºb
protecaocivil
 
Sismos
SismosSismos
Sismos
luis costa
 
Sismos
SismosSismos
Sismos
luis costa
 
Erosão
ErosãoErosão
Apontamentos Riscos e Catástrofes
Apontamentos Riscos e CatástrofesApontamentos Riscos e Catástrofes
Apontamentos Riscos e Catástrofes
asgeoprofessoras
 
Atuação do Instituto Geológico na Prevenção aos Desastres Naturais
Atuação do Instituto Geológico na Prevenção aos Desastres NaturaisAtuação do Instituto Geológico na Prevenção aos Desastres Naturais
Atuação do Instituto Geológico na Prevenção aos Desastres Naturais
Instituto de Pesquisas Ambientais
 
Terra - um planeta vivo
Terra - um planeta vivoTerra - um planeta vivo
Terra - um planeta vivo
Quenia Damata
 
Terra - um planeta vivo.
Terra - um planeta vivo.Terra - um planeta vivo.
Terra - um planeta vivo.
Quenia Damata
 

Semelhante a Efeitos dos Terremotos - Geológicos, sociais, economicos (20)

Riscos geológicos 10º ano
Riscos geológicos 10º anoRiscos geológicos 10º ano
Riscos geológicos 10º ano
 
6º ano_Aula 07 B_ relevo suas formas e os diferentes tipos.ppt
6º ano_Aula 07 B_ relevo suas formas e os diferentes tipos.ppt6º ano_Aula 07 B_ relevo suas formas e os diferentes tipos.ppt
6º ano_Aula 07 B_ relevo suas formas e os diferentes tipos.ppt
 
Aula 01 Relevo 1º Ano Matisse
Aula 01  Relevo 1º Ano MatisseAula 01  Relevo 1º Ano Matisse
Aula 01 Relevo 1º Ano Matisse
 
7oano abc lo-19102020
7oano abc lo-191020207oano abc lo-19102020
7oano abc lo-19102020
 
Riscos Naturais e Poluições
Riscos Naturais e PoluiçõesRiscos Naturais e Poluições
Riscos Naturais e Poluições
 
6ano unidade3
6ano unidade36ano unidade3
6ano unidade3
 
Geo Soc0506 Aula10
Geo Soc0506 Aula10Geo Soc0506 Aula10
Geo Soc0506 Aula10
 
Catástrofes naturais cristiana
Catástrofes naturais cristianaCatástrofes naturais cristiana
Catástrofes naturais cristiana
 
Terremotos 1 A
Terremotos 1 ATerremotos 1 A
Terremotos 1 A
 
Catastrofes naturais projecto final
Catastrofes naturais projecto finalCatastrofes naturais projecto final
Catastrofes naturais projecto final
 
formação do relevo terrestre
 formação do relevo terrestre  formação do relevo terrestre
formação do relevo terrestre
 
Trabalho de Geografia - Áreas de instabilidade geológica
Trabalho de Geografia - Áreas de instabilidade geológicaTrabalho de Geografia - Áreas de instabilidade geológica
Trabalho de Geografia - Áreas de instabilidade geológica
 
Sismos e tsunamis luis 8ºb
Sismos e tsunamis luis 8ºbSismos e tsunamis luis 8ºb
Sismos e tsunamis luis 8ºb
 
Sismos
SismosSismos
Sismos
 
Sismos
SismosSismos
Sismos
 
Erosão
ErosãoErosão
Erosão
 
Apontamentos Riscos e Catástrofes
Apontamentos Riscos e CatástrofesApontamentos Riscos e Catástrofes
Apontamentos Riscos e Catástrofes
 
Atuação do Instituto Geológico na Prevenção aos Desastres Naturais
Atuação do Instituto Geológico na Prevenção aos Desastres NaturaisAtuação do Instituto Geológico na Prevenção aos Desastres Naturais
Atuação do Instituto Geológico na Prevenção aos Desastres Naturais
 
Terra - um planeta vivo
Terra - um planeta vivoTerra - um planeta vivo
Terra - um planeta vivo
 
Terra - um planeta vivo.
Terra - um planeta vivo.Terra - um planeta vivo.
Terra - um planeta vivo.
 

Mais de Francine Lunardi - GRADUAÇÃO

Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesorregiões
Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por MesorregiõesAspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesorregiões
Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesorregiões
Francine Lunardi - GRADUAÇÃO
 
RACHA CUCA BIOMAS BRASILEIROS
RACHA CUCA BIOMAS BRASILEIROSRACHA CUCA BIOMAS BRASILEIROS
RACHA CUCA BIOMAS BRASILEIROS
Francine Lunardi - GRADUAÇÃO
 
Relação Familia e Escola e Aprendizagem de Crianças e Adolescentes
Relação Familia e Escola e Aprendizagem de Crianças e AdolescentesRelação Familia e Escola e Aprendizagem de Crianças e Adolescentes
Relação Familia e Escola e Aprendizagem de Crianças e Adolescentes
Francine Lunardi - GRADUAÇÃO
 
Processo de Desertificação
Processo de DesertificaçãoProcesso de Desertificação
Processo de Desertificação
Francine Lunardi - GRADUAÇÃO
 
Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesoregiões
Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por MesoregiõesAspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesoregiões
Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesoregiões
Francine Lunardi - GRADUAÇÃO
 
Antonio Chistofoletti
Antonio ChistofolettiAntonio Chistofoletti
Antonio Chistofoletti
Francine Lunardi - GRADUAÇÃO
 
Análise de Solo Cambissolo realizado no município de Nova Veneza
 Análise de Solo Cambissolo realizado no município de Nova Veneza Análise de Solo Cambissolo realizado no município de Nova Veneza
Análise de Solo Cambissolo realizado no município de Nova Veneza
Francine Lunardi - GRADUAÇÃO
 
Senso comum e Conhecimento Empírico
Senso comum e Conhecimento EmpíricoSenso comum e Conhecimento Empírico
Senso comum e Conhecimento Empírico
Francine Lunardi - GRADUAÇÃO
 
Região Sudeste do Brasil
Região Sudeste do BrasilRegião Sudeste do Brasil
Região Sudeste do Brasil
Francine Lunardi - GRADUAÇÃO
 
Contribuição dos Gregos para Geografia
Contribuição dos Gregos para GeografiaContribuição dos Gregos para Geografia
Contribuição dos Gregos para Geografia
Francine Lunardi - GRADUAÇÃO
 

Mais de Francine Lunardi - GRADUAÇÃO (10)

Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesorregiões
Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por MesorregiõesAspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesorregiões
Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesorregiões
 
RACHA CUCA BIOMAS BRASILEIROS
RACHA CUCA BIOMAS BRASILEIROSRACHA CUCA BIOMAS BRASILEIROS
RACHA CUCA BIOMAS BRASILEIROS
 
Relação Familia e Escola e Aprendizagem de Crianças e Adolescentes
Relação Familia e Escola e Aprendizagem de Crianças e AdolescentesRelação Familia e Escola e Aprendizagem de Crianças e Adolescentes
Relação Familia e Escola e Aprendizagem de Crianças e Adolescentes
 
Processo de Desertificação
Processo de DesertificaçãoProcesso de Desertificação
Processo de Desertificação
 
Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesoregiões
Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por MesoregiõesAspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesoregiões
Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesoregiões
 
Antonio Chistofoletti
Antonio ChistofolettiAntonio Chistofoletti
Antonio Chistofoletti
 
Análise de Solo Cambissolo realizado no município de Nova Veneza
 Análise de Solo Cambissolo realizado no município de Nova Veneza Análise de Solo Cambissolo realizado no município de Nova Veneza
Análise de Solo Cambissolo realizado no município de Nova Veneza
 
Senso comum e Conhecimento Empírico
Senso comum e Conhecimento EmpíricoSenso comum e Conhecimento Empírico
Senso comum e Conhecimento Empírico
 
Região Sudeste do Brasil
Região Sudeste do BrasilRegião Sudeste do Brasil
Região Sudeste do Brasil
 
Contribuição dos Gregos para Geografia
Contribuição dos Gregos para GeografiaContribuição dos Gregos para Geografia
Contribuição dos Gregos para Geografia
 

Efeitos dos Terremotos - Geológicos, sociais, economicos

  • 1. EFEITOS DOS TERREMOTOS- GEOLÓGICOS, SOCIAIS, ECONÔMICOS CRICIÚMA, 2017 Universidade do Extremo Sul Catarinense Curso de Geografia Disciplina: Geologia II Professor: Yasmine Francine Lunardi José Diego
  • 2. Terremotos É uma consequência natural que ocorre devido as placas tectônicas, ao vulcanismo e deslizamentos, e até mesmo por causa do homem em testes de bombas atômicas; “Os terremotos superam todos os outros desastres naturais na ameaça que representam a vida e aos bens homens. Nosso frágil “ambiente construído” é necessariamente ancorado na crosta ativa da Terra, o que o torna extremamente vulnerável a terremotos e a seus efeitos secundários, como ruptura do solo, deslizamentos de terra e tsunamis.” (GROTZINGER, JORDAN,p.351, 2013)
  • 3. Fatores Deslizamentos  Blocos internos especialmente de rochas sedimentares. Esses abalos costumam ser de menor importância. Não geram muitos estragos; Vulcanismo  Podem ser um pouco mais fortes, localizados em áreas próximas a vulcões. Eles ocorrem por alguma ruptura ou erupção interna do magma ou de gases retidos sob grande pressão. Não costumam ser sentido a longas distancias; Tectonismo Pode ser considerado o principal “vilão” responsável pelos terremotos. Como sabemos, a crosta terrestre não é uma camada única, mas constituída por inúmeros blocos, chamados de placas tectônicas. Muitas dessas placas estão em constante colisão, assumindo direções opostas. É nessa zona de contato que ocorre a maior parte dos terremotos do mundo.
  • 5. Efeitos “Os terremotos podem causar diversos danos tanto geológico, econômico e principalmente social. Isso porque os efeitos primários como a ocorrência de terremoto acaba gerando efeitos secundários como deslizamento de terra, tsunamis entre outros processos.” (GROTZINGER, JORDAN, p.370,2013)
  • 6. Geológicos Fonte: https://profroselibaracal.wordpress.com/2015/07/22/falhas/  Alteram os cursos dos rios;  Formam como se fossem escadas na beira das falhas;  Formam cachoeiras
  • 7.  Fonte:http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geograf ia/falha-geologica.htm 1. Na falha do tipo normal, a cisão acontece quando um bloco “desce” ou abaixa em relação à superfície da falha. Isso ocorre quando a pressão exercida sobre a região provoca uma tensão negativa. 2. Já na falha do tipo inversa a cisão ocorre quando um bloco “sobe” em relação à falha, soerguendo a sua superfície. Isso acontece quando o tectonismo provoca uma tensão responsável por comprimir o espaço ocupado pelas camadas de rocha. 3. Já na falha transcorrente, também chamada de horizontal, há um movimento paralelo entre os dois blocos, o que pode ser provocado por vetores inversos de forças horizontais aplicados sobre cada segmento de rocha.
  • 8. Quando a força do contato entre essas placas é mais forte do que a resistência das rochas, elas rompem-se, formando as chamadas falhas geológicas. A placa Norte-americana todos os anos se desliza para o sudeste, enquanto placa do Pacífico se move para o noroeste. É uma das maiores falhas do planeta com aproximadamente 1.300 quilômetros de extensão. Representa um dos lugares com a maior atividade sísmica do mundo.  Falha de San Andreas Fonte: http://www.sitedecuriosidades.com/im/g/DA930.jpg
  • 9. Tsunamis Fonte: https://t1.uc.ltmcdn.com/pt/images/8/2/8/img_4828_apa_3500_600.jpg  O Tsunami mais normal é aquele produzido graças a um terremoto de muita intensidade, apesar de uma erupção de um vulcão, os deslizamentos de terra, afundamentos de ilhas podem geram um Tsunami.
  • 10. 1. Movimento do solo “terremotos não matam pessoas, edifícios matam pessoas”; 2. Onda de maré ( Tsunami ), geram velocidades de até 500- 800 km/hr em mar aberto e tornam- se maiores quando a água chega ate no continente; 3. Inundações- rompimentos de barragens, mudanças nos rios; 4. Diferença da rotação da Terra;
  • 12. Sociais e Econômicos Os efeitos sociais e econômicos dos terremotos podem variar de país para país, alguns estão tecnicamente mais preparados para se reconstruir após a catástrofe do que outros. Podemos citar por exemplo os terremotos ocorridos no Haiti, Chile, Japão. Fonte: http://internacional.estadao.com.br/blogs/olhar- sobre-o-mundo/wp- content/uploads/sites/469/2010/02/AB002.jpg Fonte: https://mormonsud.net/wp- content/uploads/2015/09/News-terremoto-Chile-1.jpg Fonte: http://cdn1.mundodastribos.com/153836-Terremoto-No- Jap%C3%A3o-2011-Fotos-V%C3%ADdeos-Novidades-3.jpg
  • 13. Terremoto no Haiti Fonte: http://cdn1.mundodastribos.com/153836-Terremoto- No-Jap%C3%A3o-2011-Fotos-V%C3%ADdeos-Novidades-3.jpg  Terremoto de magnitude 7,0 na escala Richter atingiu o país no dia 12 de janeiro de 2010.  Mais de 100 mil mortes, 250 mil feridos e 1 milhão de desabrigados e metade das construções destruídas.
  • 14. Terremoto no Chile Fonte:https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/e/e 9/Terremoto_de_Chile_de_2010.svg/1054px- Terremoto_de_Chile_de_2010.svg.png  Terremoto de 8,8 graus atingiu o centro-sul do Chile, no dia 27 de fevereiro de 2010.  Mais de 800 mortes e 1 milhão de residências danificadas.
  • 15. Terremoto no Japão  Terremoto de magnitude 8,9 na escala Richter, ocorrido em 11 de março de 2011, com mais de 15 894 mortes e 2500 desaparecidos. Fonte:http://s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2011/03/11/300x22 5_tremorjapao_.jpg
  • 16. Referências Brasil Escola, O terremoto no chile. Disponível em: < http://brasilescola.uol.com.br/geografia/o- terremoto-no-chile.htm> Acesso em 21 de Set. 2017 GROTZINGER, John; JORDAN, Tom. Para entender a terra. 6. ed. Porto Alegre: Boookman, 2013. 738 p. Mundo Educação, Geografia terremoto no Haiti. Disponível em: <http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/terremoto-no-haiti.htm> Acesso em 21 de Set. 2017 Slide Share, Terremotos. Disponível em: < https://pt.slideshare.net/wendellfabricio/ch19- terremotos?qid=a5378aab-29c9-40e6-83e7-0c04a0445a24&v=&b=&from_search=3 > Acesso em 21 de Set. 2017 TEIXEIRA, Wilson et al. Decifrando a terra. Sao Paulo: Oficina de Textos, 2000. 558 p Valentimeccel, Haiti um país devastado pelo terremoto. Disponível em: < http://valentimeccel.no.comunidades.net/haiti-um-pais-devastado-pelo-terremoto> Acesso de 21 de Set. 2017 Referências