SlideShare uma empresa Scribd logo
UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE
CURSO DE GEOGRAFIA
DISCIPLINA: TEORIA REGIONAL
PROFESSOR: LUCAS MARTINS CARVALHO
ACADÊMICOS: SAMUEL JUNIOR AGASSI, FRANCINE LUNARDI
Aspectos Sociais e Culturais de
Santa Catarina divididos por
Mesorregiões
Criciúma
2018
Fonte:https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/c/cf/SantaCatarina_MesoMicroM
unicip.svg/1200px-SantaCatarina_MesoMicroMunicip.svg.png
Estado de Santa Catarina
Extensão territorial de
95mil/km² quilômetros
quadrados e
população de 6.24 mil
hab;A maioria da
população
catarinense
reside em áreas
urbanas 84%;
A densidade
demográfica é de
65,3 habitantes
por km².
A composição étnica é
muito diversa, em
questão da grande
colonização.
Fonte:https://image.slidesharecdn.com/histriadesantacatarina-130518123246-phpapp01/95/histria-de-santa-catarina-5-638.jpg?cb=1368881192
Primeiros Colonizadores
Fonte: data:image/jpeg;base64,/9jhuknjbhvghcgufoyppomlmn Fonte: data:image/jpeg;base64,/9j/4AA
Fontehttps://image.slidesharecdn.com/histriadesantacatarin
a-130518123246-phpapp01/95/histria-de-santa-catarina-5-
638.jpg?cb=1368881192
Tupi Guarani Carijós Kaingang
Colonização
de Santa
Catarina
ROTA DOS TROPEIROS
Fonte:https://encrypted-
tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcSpAhMj4qN_7eeiICTOu9P6MfsBDd09QGzRLbmBPU4Uckc1H
6cc
Fonte:data:image/jpeg;base64,/9j/4AAQSkZJRgABAQAA
Povoamento e Colonização
 Santa Catarina era habitada por indígenas de diferentes grupos e
ainda existem reservas remanescentes como Chibamgue
localizada em Chapecó.
 A expansão do povoamento do litoral sul-brasileiro partiu da
Capitania de São Vicente .
 No fim do século XVII existiam três núcleos básicos de
povoamento catarinense que atualmente são: São Francisco do
Sul, Florianópolis e Laguna.
 Em XVIII os paulistas que procuravam
terras em busca de gado pelos
caminhos de Lajes, estabeleciam
pousos. Esses pousos, com o
decorrer do tempo se tornaram
povoações.
 Nessa época, Portugal enviou várias
levas de Colonos das Ilhas de Açores
para se juntar aos Vicentistas no
desenvolvimento da Agricultura no
Litoral.
Povoamento e Colonização
Fonte: http://geoconceicao.blogspot.com.br/2012/05/santa-
catarinapovoamento-e-colonizacao.html
Colonização Alemã
 A primeira colônia europeia em Santa
Catarina foi instalada em São Pedro de
Alcântara, em 1829. Eram 523 colonos
católicos vindos de Bremem.
 Em 1849 a Sociedade Colonizadora de
Hamburgo adquiriu 8 léguas quadradas
de terra. Fundando uma Colônia, que
prosperou e se expandiu pelos vales e
planaltos.
São Pedro de Alcântara/Santa
Catarina
Fonte: http://geoconceicao.blogspot.com.br/2012/05/santa-catarinapovoamento-e-colonizacao.html
Colonização Italiana
 A Colonização Italiana se deu em seis momentos, foram eles:
1. Fundação da Colônia Nova Itália em 1836 no vale do rio Tijucas;
2. Um contrato firmado entre o governo imperial brasileiro e Joaquim
Caetano Pinto Júnior. Teve como propósito a fundação de novas
colônias;
3. Fundação da colônia Grão Pará;
4. Efetivação do contrato da Companhia Fiorita com o governo brasileiro
em 1891;
5. Expansão de colônias do médio vale de Itajaí-Mirim em direção ao
Interior;
6. Vinda dos Ítalo-brasileiros do Rio Grande do Sul.
Colonização Eslava
 A partir de 1871 um grupo de colonizadores chegou a Brusque, os
poloneses. Ocorreu por conta de um contrato com o governo Imperial.
 Novas levas de Imigrantes poloneses e russos chegavam a região a
partir de 1889 habitando nos vales dos rios, como por exemplo rio
Urussanga.
 Após a Primeira Guerra Mundial tiveram novos imigrantes na região.
 Com a Segunda Guerra Mundial imigrantes poloneses dirigiram-se para
o Pouso Redondo.
Fonte: http://geoconceicao.blogspot.com.br/2012/05/santa-catarinapovoamento-e-colonizacao.html
REGIONALIZAÇÃO CATARINENSE
ATRAVÉS DE MESORREGIÕES
http://indicadores.fecam.org.br/indice/mesorregioes/ano/2018
 Santa Catarina conta hoje com 293 municípios, sendo que o
mais populoso é o município de Joinville e o maior
município em área é Lages;
 A colonização aconteceu de forma diferenciada no território,
tornando um estado heterogêneo na sua cultura e atividades
econômicas;
 Assim como o Brasil, o espaço geográfico de Santa Catarina
também foi agrupado em regiões;
MESORREGIÕES CATARINENSE
Fonte:http://sanderlei.com.br/PT/Ensino-Fundamental/Santa-Catarina-Historia-Geografia-12
Mesorregiões: subdivis
ão estabelecida pelo
IBGE que agrupa
diversos municípios do
estado com
semelhanças
econômicas e sociais,
de uma área
geográfica.
Mesorregião Sul Catarinense
 O Sul do Estado de Santa Catarina ocupa uma área de 9.049 km²
que compreende 9,8% da área total do Estado.
 Divide-se em três microrregiões: AMREC (Criciúma, Içara,
Siderópolis) , AMESC (Maracajá, Santa Rosa do Sul, Sombrio) e
AMUREL (Imaruí, Imbituba, Laguna).
 O desenvolvimento da mesorregião a primeiro momento, esteve
ligada a atividade carvoeira.
Disponível em: http://www.ib.usp.br/limnologia/Sul_catarinense/Sulcatarinense/
Norte Catarinense
A ocupação se deu a
partir de 1851, com a
chegada dos primeiros
imigrantes;
O Norte de SC é região
de povoação alemã,
polonesa, italiana, russa
e até ucraniana, e é
também a terra das
festanças;
Fonte:data:image/jpeg;base64,/
A região é bastante
industrializada, destacando-se o
município de Joinville, sendo
também a maior cidade do
estado em população.
• Segundo IBGE, a Macrorregião Norte possuía em 2010 uma
população de 1.222.730 habitantes e uma densidade populacional de
82,0 hab./km²;
• A população da Macrorregião Norte apresentou, no ano de 2010,
crescimento de 19%. Em 2010 a população da Macrorregião
alcançou 1.222.730 habitantes, o equivalente a 19,57% da população
do Estado.
É a mais antiga cidade
catarinense, que possui sua
história e economia muito
ligada ao seu porto;
 Nos últimos anos vem
atraindo investimentos na
indústria o que
O município se destaca
também no turismo para as
praias;
São Francisco do Sul
https://encrypted-
tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQzqbcCx
cwPn4g8Mtq2m0Ci8JIv9vA8u9bd6-
2oIyvcyVNflWnN
Fonte:https://encrypted-
tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQzqbcCxc
wPn4g8Mtq2m0Ci8JIv9vA8u9bd6-2oIyvcyVNflWnN
GRANDE FLORIANÓPOLIS
Agrupamento de 21 municípios
conurbados;
A economia dessa mesorregião
tem destaque para atividades
comerciais, prestação de
serviços e turismo.
Recentemente, a indústria do
vestuário e da informática tem
se desenvolvido bastante. Fonte:https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/5/5
A região é um dos principais Polos da indústria tecnológica do Brasil,
especialmente Florianópolis, onde destacam-se também o turismo, a
construção civil, o comércio e o setor de serviços;
A ampla disponibilidade de infraestrutura qualificada para a
população, como por exemplo a grande quantidade de instituições de
ensino superior;
Existência de aspectos naturais;
https://i1.wp.com/www.pmf.sc.gov.br/arquivos/imagens/04_02_2010_18_
26_b22dd75e336be9e05e577ca5ddc2791e.jpg
II. População
 Possuía em 2010 uma população de
925.576 habitantes e uma densidade
populacional de 158,6 hab./km², de
acordo com Censo populacional de
2010.
https://cidades.ibge.gov.br/brasil/sc/florian
opolis/panorama
Fonte: IBGE, Diretoria de Estatística, Geografia e
Cartografia, 2010. Nota: Censos Demográficos 1980,
1991, 2000 e 2010.
• Apresentou também no ano de 2010, crescimento de 23% na
densidade demográfica;
Fonte: Resultados elaborados pelo SEBRAE/SC com base em dados do IBGE, 2010.
Nota: Censo Demográfico 2010.
Mesorregião Serrana
 É a menos povoada das mesorregiões e a mais fria do estado;
 Uma importante fonte de renda é o turismo rural;
 Possui ao todo trinta municípios;
 Sendo suas duas microrregiões Lages e Curitibanos. Lages
conta com 18 municípios e Curitibanos com 12;
 Lages é a cidade polo da região serrana.
Disponível em: http://sanderlei.com.br/PT/Silveira/Santa-Catarina/Santa-Catarina-Historia-Geografia-16
OESTE CATARINENSE
I. Aspectos Gerais
• A colonização se deu principalmente por
imigrantes italianos e alemães vindos do
RS, no qual era habitada somente por
Índios até 1838;
• Extração de madeira, melhor condição de
vida, terras férteis;
• Declínio da extração de madeira, deu-se
espaço para a agropecuária; Fonte:https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/d/d4/SantaCatarina_Meso_OesteCat
arinense.svg/1200px-SantaCatarina_Meso_OesteCatarinense.svg.png
II. Econômicos
• Segundos dados do IBGE a região apresentava no ano de 2009,
43 mil empresas nas quais geraram aproximadamente 187 mil
novos empregos formais;
• Em 2011, as micro e pequenas empresas, representavam
respectivamente 94,0% e 5,3% de estabelecimentos formais, e
representavam 59,3 % dos empregos na região;
• Na pecuária a Regional Oeste respondeu, em 2010, por 44% do
rebanho catarinense de suínos e por 37% do de frangos.
III. População
• No ano de 2010, crescimento de 11% desde o Censo
Demográfico realizado em 2000.
Fonte: IBGE, Diretoria de Estatística, Geografia e Cartografia, 2010. Nota: Censos Demográficos 1980, 1991, 2000 e 2010.
Mesorregião Vale do Itajaí
 Possui quatro microrregiões sendo elas: Blumenau, Itajaí,
Ituporanga e Rio do Sul;
 É formada por 54 municípios;
 A economia da região tem destaque na indústria têxtil e indústrias
de informática;
 O setor de serviços é bem desenvolvido, pois atende ao turismo
da região litorânea;
Referências
 ENCONTRA SC. 2018. Sobre Santa Catarina
<http://www.encontrasantacatarina.com.br/sobre-santa-catarina.htm> Acesso
em 03 maio 2018.
 GEO-CONCEIÇÃO. SANTA CATARINA/POVOAMENTO E COLONIZAÇÃO.
2012. Disponível em: <http://geoconceicao.blogspot.com.br/2012/05/santa-
catarinapovoamento-e-colonizacao.html>. Acesso em: 05 Mai. 2018
 SANDERLEI, S. Santa Catarina, História e Geografia. 2015. Disponível
em:<http://sanderlei.com.br/PT/Silveira/santa-catarina/Santa-Catarina-Historia-
Geografia-26>. Acesso em 03 maio 2018.
 SEBRAE. Macrorregião Oeste
http://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/Anexos/Macrorregiao%20-
%20Oeste.pdf
• SEBRAE. Sebrae Relatório Estadual. 2013.Disponível em
<http://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/Anexos/Relatorio%20E
stadual.pdf> Acesso em : 03 Mai.2018
 SEBRAE. Sebrae Grande Florianópolis. 2013.Disponível em
:<http://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/Anexos/Macrorregiao
%20-%20Grande%20Florianopolis.pdf> Acesso em 03 maio 2018.
 MILIOLI, Geraldo; POMPÊO, Marcelo; ALEXANDRE, Nadia Zim. O Sul do
Estado de Santa Catarina. 2004. Disponível em:
<http://www.ib.usp.br/limnologia/Sul_catarinense/Sulcatarinense/>. Acesso
em: 05 Mai. 2018.
Referências

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
Oberlania Alves
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
Prof. Francesco Torres
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
Mariane Ferreira
 
Região sudeste slides
Região sudeste slidesRegião sudeste slides
Região sudeste slides
Ivone Rosa Sa
 
Região sudeste
Região sudesteRegião sudeste
Região sudeste
CBM
 
Região sudeste do brasil
Região sudeste do brasilRegião sudeste do brasil
Região sudeste do brasil
Erika Renata
 
Região sul
Região sulRegião sul
Região sul
Mayara_Sampaio2
 
Geografia turismo região sudeste (103)
Geografia   turismo região sudeste (103)Geografia   turismo região sudeste (103)
Geografia turismo região sudeste (103)
Felipe Andrade
 
Região Sudeste do Brasil
Região Sudeste do BrasilRegião Sudeste do Brasil
Região Sudeste do Brasil
Francine Lunardi - GRADUAÇÃO
 
Região sudeste
Região sudesteRegião sudeste
Região sudeste
Miuria Goes
 
Região sul
Região sulRegião sul
Região sul
flaviocosac
 
Setor secundário e terciário PIAUÍ
Setor secundário e terciário PIAUÍSetor secundário e terciário PIAUÍ
Setor secundário e terciário PIAUÍ
Leidiana Oliveira
 
Geografia sudeste-aspectos gerais
Geografia   sudeste-aspectos geraisGeografia   sudeste-aspectos gerais
Geografia sudeste-aspectos gerais
Lenivaldo Costa
 
REGIÃO SUDESTE
REGIÃO SUDESTEREGIÃO SUDESTE
REGIÃO SUDESTE
Michelle Mariana
 
Estado e cidade do rio de janeiro
Estado e cidade do rio de janeiroEstado e cidade do rio de janeiro
Estado e cidade do rio de janeiro
Salageo Cristina
 
Apresentação Hg 2
Apresentação Hg 2Apresentação Hg 2
Apresentação Hg 2
veroleal
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Centro Sul
Região Centro Sul Região Centro Sul
Região Centro Sul
Laisa Cabral Caetano
 
Região sudeste slide
Região sudeste   slideRegião sudeste   slide
Região sudeste slide
Ana Selma Sena Santos
 
Região sudeste parte 1
Região sudeste parte 1Região sudeste parte 1
Região sudeste parte 1
flaviocosac
 

Mais procurados (20)

Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
 
Região sudeste slides
Região sudeste slidesRegião sudeste slides
Região sudeste slides
 
Região sudeste
Região sudesteRegião sudeste
Região sudeste
 
Região sudeste do brasil
Região sudeste do brasilRegião sudeste do brasil
Região sudeste do brasil
 
Região sul
Região sulRegião sul
Região sul
 
Geografia turismo região sudeste (103)
Geografia   turismo região sudeste (103)Geografia   turismo região sudeste (103)
Geografia turismo região sudeste (103)
 
Região Sudeste do Brasil
Região Sudeste do BrasilRegião Sudeste do Brasil
Região Sudeste do Brasil
 
Região sudeste
Região sudesteRegião sudeste
Região sudeste
 
Região sul
Região sulRegião sul
Região sul
 
Setor secundário e terciário PIAUÍ
Setor secundário e terciário PIAUÍSetor secundário e terciário PIAUÍ
Setor secundário e terciário PIAUÍ
 
Geografia sudeste-aspectos gerais
Geografia   sudeste-aspectos geraisGeografia   sudeste-aspectos gerais
Geografia sudeste-aspectos gerais
 
REGIÃO SUDESTE
REGIÃO SUDESTEREGIÃO SUDESTE
REGIÃO SUDESTE
 
Estado e cidade do rio de janeiro
Estado e cidade do rio de janeiroEstado e cidade do rio de janeiro
Estado e cidade do rio de janeiro
 
Apresentação Hg 2
Apresentação Hg 2Apresentação Hg 2
Apresentação Hg 2
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
 
Região Centro Sul
Região Centro Sul Região Centro Sul
Região Centro Sul
 
Região sudeste slide
Região sudeste   slideRegião sudeste   slide
Região sudeste slide
 
Região sudeste parte 1
Região sudeste parte 1Região sudeste parte 1
Região sudeste parte 1
 

Semelhante a Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesoregiões

da-hora-MREERRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR4R FWEEEEEEEEEEEEE
da-hora-MREERRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR4R FWEEEEEEEEEEEEEda-hora-MREERRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR4R FWEEEEEEEEEEEEE
da-hora-MREERRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR4R FWEEEEEEEEEEEEE
Erick254966
 
As pessoas 2016 8retratos demográficos)
As pessoas 2016 8retratos demográficos)As pessoas 2016 8retratos demográficos)
As pessoas 2016 8retratos demográficos)
Idalina Leite
 
Urbanização do Brasil
Urbanização do Brasil Urbanização do Brasil
Urbanização do Brasil
CADUCOC2
 
Indústria de Santa Catarina
Indústria de Santa CatarinaIndústria de Santa Catarina
Indústria de Santa Catarina
Gabrieldibernardi
 
E aí chapecó
E aí chapecóE aí chapecó
E aí chapecó
Bruna Keschner
 
REVISAO HISTORIA 2016.pptx
REVISAO HISTORIA 2016.pptxREVISAO HISTORIA 2016.pptx
REVISAO HISTORIA 2016.pptx
AlexRibeiro758497
 
E aí chapecó
E aí chapecóE aí chapecó
E aí chapecó
Bruna Keschner
 
SÃO JOSÉ 2050 OLHANDO PARA O FUTURONOS SEUS 300 ANOS
SÃO JOSÉ 2050 OLHANDO PARA O FUTURONOS SEUS 300 ANOSSÃO JOSÉ 2050 OLHANDO PARA O FUTURONOS SEUS 300 ANOS
SÃO JOSÉ 2050 OLHANDO PARA O FUTURONOS SEUS 300 ANOS
ngeloMarcosArruda
 
A HistóRia De Minas Gerais
A HistóRia De Minas GeraisA HistóRia De Minas Gerais
A HistóRia De Minas Gerais
guest08f72e7
 
OCUPAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO.pptx
OCUPAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO.pptxOCUPAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO.pptx
OCUPAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO.pptx
Amanda Mesquita
 
Piratininga Pps
Piratininga PpsPiratininga Pps
Piratininga Pps
Renato Cardoso
 
Piratininga pps
Piratininga ppsPiratininga pps
Piratininga pps
Renato Cardoso
 
Rio Grande do Sul
Rio Grande do SulRio Grande do Sul
Rio Grande do Sul
Cooltiva-te
 
regiosul-161101005248.pdf
regiosul-161101005248.pdfregiosul-161101005248.pdf
regiosul-161101005248.pdf
Abnerff
 
A construção do território brasileiro
A construção do território brasileiro  A construção do território brasileiro
A construção do território brasileiro
Gustavo Silva de Souza
 
Pet 300
Pet 300Pet 300
03 conhecimentos gerais
03 conhecimentos gerais03 conhecimentos gerais
03 conhecimentos gerais
Amilton Bastos
 
Piratininga em foco
Piratininga em focoPiratininga em foco
Piratininga em foco
Renato Cardoso
 
Floripa
FloripaFloripa
Floripa
guestd61629
 
Floripa
FloripaFloripa
Floripa
guestc79f8f
 

Semelhante a Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesoregiões (20)

da-hora-MREERRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR4R FWEEEEEEEEEEEEE
da-hora-MREERRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR4R FWEEEEEEEEEEEEEda-hora-MREERRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR4R FWEEEEEEEEEEEEE
da-hora-MREERRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR4R FWEEEEEEEEEEEEE
 
As pessoas 2016 8retratos demográficos)
As pessoas 2016 8retratos demográficos)As pessoas 2016 8retratos demográficos)
As pessoas 2016 8retratos demográficos)
 
Urbanização do Brasil
Urbanização do Brasil Urbanização do Brasil
Urbanização do Brasil
 
Indústria de Santa Catarina
Indústria de Santa CatarinaIndústria de Santa Catarina
Indústria de Santa Catarina
 
E aí chapecó
E aí chapecóE aí chapecó
E aí chapecó
 
REVISAO HISTORIA 2016.pptx
REVISAO HISTORIA 2016.pptxREVISAO HISTORIA 2016.pptx
REVISAO HISTORIA 2016.pptx
 
E aí chapecó
E aí chapecóE aí chapecó
E aí chapecó
 
SÃO JOSÉ 2050 OLHANDO PARA O FUTURONOS SEUS 300 ANOS
SÃO JOSÉ 2050 OLHANDO PARA O FUTURONOS SEUS 300 ANOSSÃO JOSÉ 2050 OLHANDO PARA O FUTURONOS SEUS 300 ANOS
SÃO JOSÉ 2050 OLHANDO PARA O FUTURONOS SEUS 300 ANOS
 
A HistóRia De Minas Gerais
A HistóRia De Minas GeraisA HistóRia De Minas Gerais
A HistóRia De Minas Gerais
 
OCUPAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO.pptx
OCUPAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO.pptxOCUPAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO.pptx
OCUPAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO.pptx
 
Piratininga Pps
Piratininga PpsPiratininga Pps
Piratininga Pps
 
Piratininga pps
Piratininga ppsPiratininga pps
Piratininga pps
 
Rio Grande do Sul
Rio Grande do SulRio Grande do Sul
Rio Grande do Sul
 
regiosul-161101005248.pdf
regiosul-161101005248.pdfregiosul-161101005248.pdf
regiosul-161101005248.pdf
 
A construção do território brasileiro
A construção do território brasileiro  A construção do território brasileiro
A construção do território brasileiro
 
Pet 300
Pet 300Pet 300
Pet 300
 
03 conhecimentos gerais
03 conhecimentos gerais03 conhecimentos gerais
03 conhecimentos gerais
 
Piratininga em foco
Piratininga em focoPiratininga em foco
Piratininga em foco
 
Floripa
FloripaFloripa
Floripa
 
Floripa
FloripaFloripa
Floripa
 

Mais de Francine Lunardi - GRADUAÇÃO

Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesorregiões
Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por MesorregiõesAspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesorregiões
Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesorregiões
Francine Lunardi - GRADUAÇÃO
 
RACHA CUCA BIOMAS BRASILEIROS
RACHA CUCA BIOMAS BRASILEIROSRACHA CUCA BIOMAS BRASILEIROS
RACHA CUCA BIOMAS BRASILEIROS
Francine Lunardi - GRADUAÇÃO
 
Relação Familia e Escola e Aprendizagem de Crianças e Adolescentes
Relação Familia e Escola e Aprendizagem de Crianças e AdolescentesRelação Familia e Escola e Aprendizagem de Crianças e Adolescentes
Relação Familia e Escola e Aprendizagem de Crianças e Adolescentes
Francine Lunardi - GRADUAÇÃO
 
Processo de Desertificação
Processo de DesertificaçãoProcesso de Desertificação
Processo de Desertificação
Francine Lunardi - GRADUAÇÃO
 
Antonio Chistofoletti
Antonio ChistofolettiAntonio Chistofoletti
Antonio Chistofoletti
Francine Lunardi - GRADUAÇÃO
 
Análise de Solo Cambissolo realizado no município de Nova Veneza
 Análise de Solo Cambissolo realizado no município de Nova Veneza Análise de Solo Cambissolo realizado no município de Nova Veneza
Análise de Solo Cambissolo realizado no município de Nova Veneza
Francine Lunardi - GRADUAÇÃO
 
Senso comum e Conhecimento Empírico
Senso comum e Conhecimento EmpíricoSenso comum e Conhecimento Empírico
Senso comum e Conhecimento Empírico
Francine Lunardi - GRADUAÇÃO
 
Contribuição dos Gregos para Geografia
Contribuição dos Gregos para GeografiaContribuição dos Gregos para Geografia
Contribuição dos Gregos para Geografia
Francine Lunardi - GRADUAÇÃO
 
Efeitos dos Terremotos - Geológicos, sociais, economicos
Efeitos dos Terremotos - Geológicos, sociais, economicosEfeitos dos Terremotos - Geológicos, sociais, economicos
Efeitos dos Terremotos - Geológicos, sociais, economicos
Francine Lunardi - GRADUAÇÃO
 

Mais de Francine Lunardi - GRADUAÇÃO (9)

Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesorregiões
Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por MesorregiõesAspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesorregiões
Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesorregiões
 
RACHA CUCA BIOMAS BRASILEIROS
RACHA CUCA BIOMAS BRASILEIROSRACHA CUCA BIOMAS BRASILEIROS
RACHA CUCA BIOMAS BRASILEIROS
 
Relação Familia e Escola e Aprendizagem de Crianças e Adolescentes
Relação Familia e Escola e Aprendizagem de Crianças e AdolescentesRelação Familia e Escola e Aprendizagem de Crianças e Adolescentes
Relação Familia e Escola e Aprendizagem de Crianças e Adolescentes
 
Processo de Desertificação
Processo de DesertificaçãoProcesso de Desertificação
Processo de Desertificação
 
Antonio Chistofoletti
Antonio ChistofolettiAntonio Chistofoletti
Antonio Chistofoletti
 
Análise de Solo Cambissolo realizado no município de Nova Veneza
 Análise de Solo Cambissolo realizado no município de Nova Veneza Análise de Solo Cambissolo realizado no município de Nova Veneza
Análise de Solo Cambissolo realizado no município de Nova Veneza
 
Senso comum e Conhecimento Empírico
Senso comum e Conhecimento EmpíricoSenso comum e Conhecimento Empírico
Senso comum e Conhecimento Empírico
 
Contribuição dos Gregos para Geografia
Contribuição dos Gregos para GeografiaContribuição dos Gregos para Geografia
Contribuição dos Gregos para Geografia
 
Efeitos dos Terremotos - Geológicos, sociais, economicos
Efeitos dos Terremotos - Geológicos, sociais, economicosEfeitos dos Terremotos - Geológicos, sociais, economicos
Efeitos dos Terremotos - Geológicos, sociais, economicos
 

Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesoregiões

  • 1. UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE CURSO DE GEOGRAFIA DISCIPLINA: TEORIA REGIONAL PROFESSOR: LUCAS MARTINS CARVALHO ACADÊMICOS: SAMUEL JUNIOR AGASSI, FRANCINE LUNARDI Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesorregiões Criciúma 2018
  • 2. Fonte:https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/c/cf/SantaCatarina_MesoMicroM unicip.svg/1200px-SantaCatarina_MesoMicroMunicip.svg.png Estado de Santa Catarina Extensão territorial de 95mil/km² quilômetros quadrados e população de 6.24 mil hab;A maioria da população catarinense reside em áreas urbanas 84%; A densidade demográfica é de 65,3 habitantes por km². A composição étnica é muito diversa, em questão da grande colonização.
  • 4. Fonte: data:image/jpeg;base64,/9jhuknjbhvghcgufoyppomlmn Fonte: data:image/jpeg;base64,/9j/4AA Fontehttps://image.slidesharecdn.com/histriadesantacatarin a-130518123246-phpapp01/95/histria-de-santa-catarina-5- 638.jpg?cb=1368881192 Tupi Guarani Carijós Kaingang
  • 7. Povoamento e Colonização  Santa Catarina era habitada por indígenas de diferentes grupos e ainda existem reservas remanescentes como Chibamgue localizada em Chapecó.  A expansão do povoamento do litoral sul-brasileiro partiu da Capitania de São Vicente .  No fim do século XVII existiam três núcleos básicos de povoamento catarinense que atualmente são: São Francisco do Sul, Florianópolis e Laguna.
  • 8.  Em XVIII os paulistas que procuravam terras em busca de gado pelos caminhos de Lajes, estabeleciam pousos. Esses pousos, com o decorrer do tempo se tornaram povoações.  Nessa época, Portugal enviou várias levas de Colonos das Ilhas de Açores para se juntar aos Vicentistas no desenvolvimento da Agricultura no Litoral. Povoamento e Colonização Fonte: http://geoconceicao.blogspot.com.br/2012/05/santa- catarinapovoamento-e-colonizacao.html
  • 9.
  • 10. Colonização Alemã  A primeira colônia europeia em Santa Catarina foi instalada em São Pedro de Alcântara, em 1829. Eram 523 colonos católicos vindos de Bremem.  Em 1849 a Sociedade Colonizadora de Hamburgo adquiriu 8 léguas quadradas de terra. Fundando uma Colônia, que prosperou e se expandiu pelos vales e planaltos. São Pedro de Alcântara/Santa Catarina Fonte: http://geoconceicao.blogspot.com.br/2012/05/santa-catarinapovoamento-e-colonizacao.html
  • 11. Colonização Italiana  A Colonização Italiana se deu em seis momentos, foram eles: 1. Fundação da Colônia Nova Itália em 1836 no vale do rio Tijucas; 2. Um contrato firmado entre o governo imperial brasileiro e Joaquim Caetano Pinto Júnior. Teve como propósito a fundação de novas colônias; 3. Fundação da colônia Grão Pará; 4. Efetivação do contrato da Companhia Fiorita com o governo brasileiro em 1891; 5. Expansão de colônias do médio vale de Itajaí-Mirim em direção ao Interior; 6. Vinda dos Ítalo-brasileiros do Rio Grande do Sul.
  • 12. Colonização Eslava  A partir de 1871 um grupo de colonizadores chegou a Brusque, os poloneses. Ocorreu por conta de um contrato com o governo Imperial.  Novas levas de Imigrantes poloneses e russos chegavam a região a partir de 1889 habitando nos vales dos rios, como por exemplo rio Urussanga.  Após a Primeira Guerra Mundial tiveram novos imigrantes na região.  Com a Segunda Guerra Mundial imigrantes poloneses dirigiram-se para o Pouso Redondo.
  • 14. REGIONALIZAÇÃO CATARINENSE ATRAVÉS DE MESORREGIÕES http://indicadores.fecam.org.br/indice/mesorregioes/ano/2018  Santa Catarina conta hoje com 293 municípios, sendo que o mais populoso é o município de Joinville e o maior município em área é Lages;  A colonização aconteceu de forma diferenciada no território, tornando um estado heterogêneo na sua cultura e atividades econômicas;  Assim como o Brasil, o espaço geográfico de Santa Catarina também foi agrupado em regiões;
  • 15. MESORREGIÕES CATARINENSE Fonte:http://sanderlei.com.br/PT/Ensino-Fundamental/Santa-Catarina-Historia-Geografia-12 Mesorregiões: subdivis ão estabelecida pelo IBGE que agrupa diversos municípios do estado com semelhanças econômicas e sociais, de uma área geográfica.
  • 16. Mesorregião Sul Catarinense  O Sul do Estado de Santa Catarina ocupa uma área de 9.049 km² que compreende 9,8% da área total do Estado.  Divide-se em três microrregiões: AMREC (Criciúma, Içara, Siderópolis) , AMESC (Maracajá, Santa Rosa do Sul, Sombrio) e AMUREL (Imaruí, Imbituba, Laguna).  O desenvolvimento da mesorregião a primeiro momento, esteve ligada a atividade carvoeira. Disponível em: http://www.ib.usp.br/limnologia/Sul_catarinense/Sulcatarinense/
  • 17. Norte Catarinense A ocupação se deu a partir de 1851, com a chegada dos primeiros imigrantes; O Norte de SC é região de povoação alemã, polonesa, italiana, russa e até ucraniana, e é também a terra das festanças; Fonte:data:image/jpeg;base64,/ A região é bastante industrializada, destacando-se o município de Joinville, sendo também a maior cidade do estado em população.
  • 18. • Segundo IBGE, a Macrorregião Norte possuía em 2010 uma população de 1.222.730 habitantes e uma densidade populacional de 82,0 hab./km²; • A população da Macrorregião Norte apresentou, no ano de 2010, crescimento de 19%. Em 2010 a população da Macrorregião alcançou 1.222.730 habitantes, o equivalente a 19,57% da população do Estado.
  • 19. É a mais antiga cidade catarinense, que possui sua história e economia muito ligada ao seu porto;  Nos últimos anos vem atraindo investimentos na indústria o que O município se destaca também no turismo para as praias; São Francisco do Sul https://encrypted- tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQzqbcCx cwPn4g8Mtq2m0Ci8JIv9vA8u9bd6- 2oIyvcyVNflWnN Fonte:https://encrypted- tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQzqbcCxc wPn4g8Mtq2m0Ci8JIv9vA8u9bd6-2oIyvcyVNflWnN
  • 20. GRANDE FLORIANÓPOLIS Agrupamento de 21 municípios conurbados; A economia dessa mesorregião tem destaque para atividades comerciais, prestação de serviços e turismo. Recentemente, a indústria do vestuário e da informática tem se desenvolvido bastante. Fonte:https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/5/5
  • 21. A região é um dos principais Polos da indústria tecnológica do Brasil, especialmente Florianópolis, onde destacam-se também o turismo, a construção civil, o comércio e o setor de serviços; A ampla disponibilidade de infraestrutura qualificada para a população, como por exemplo a grande quantidade de instituições de ensino superior; Existência de aspectos naturais;
  • 22. https://i1.wp.com/www.pmf.sc.gov.br/arquivos/imagens/04_02_2010_18_ 26_b22dd75e336be9e05e577ca5ddc2791e.jpg II. População  Possuía em 2010 uma população de 925.576 habitantes e uma densidade populacional de 158,6 hab./km², de acordo com Censo populacional de 2010. https://cidades.ibge.gov.br/brasil/sc/florian opolis/panorama
  • 23. Fonte: IBGE, Diretoria de Estatística, Geografia e Cartografia, 2010. Nota: Censos Demográficos 1980, 1991, 2000 e 2010.
  • 24. • Apresentou também no ano de 2010, crescimento de 23% na densidade demográfica; Fonte: Resultados elaborados pelo SEBRAE/SC com base em dados do IBGE, 2010. Nota: Censo Demográfico 2010.
  • 25. Mesorregião Serrana  É a menos povoada das mesorregiões e a mais fria do estado;  Uma importante fonte de renda é o turismo rural;  Possui ao todo trinta municípios;  Sendo suas duas microrregiões Lages e Curitibanos. Lages conta com 18 municípios e Curitibanos com 12;  Lages é a cidade polo da região serrana. Disponível em: http://sanderlei.com.br/PT/Silveira/Santa-Catarina/Santa-Catarina-Historia-Geografia-16
  • 26. OESTE CATARINENSE I. Aspectos Gerais • A colonização se deu principalmente por imigrantes italianos e alemães vindos do RS, no qual era habitada somente por Índios até 1838; • Extração de madeira, melhor condição de vida, terras férteis; • Declínio da extração de madeira, deu-se espaço para a agropecuária; Fonte:https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/d/d4/SantaCatarina_Meso_OesteCat arinense.svg/1200px-SantaCatarina_Meso_OesteCatarinense.svg.png
  • 27. II. Econômicos • Segundos dados do IBGE a região apresentava no ano de 2009, 43 mil empresas nas quais geraram aproximadamente 187 mil novos empregos formais; • Em 2011, as micro e pequenas empresas, representavam respectivamente 94,0% e 5,3% de estabelecimentos formais, e representavam 59,3 % dos empregos na região; • Na pecuária a Regional Oeste respondeu, em 2010, por 44% do rebanho catarinense de suínos e por 37% do de frangos.
  • 28. III. População • No ano de 2010, crescimento de 11% desde o Censo Demográfico realizado em 2000. Fonte: IBGE, Diretoria de Estatística, Geografia e Cartografia, 2010. Nota: Censos Demográficos 1980, 1991, 2000 e 2010.
  • 29. Mesorregião Vale do Itajaí  Possui quatro microrregiões sendo elas: Blumenau, Itajaí, Ituporanga e Rio do Sul;  É formada por 54 municípios;  A economia da região tem destaque na indústria têxtil e indústrias de informática;  O setor de serviços é bem desenvolvido, pois atende ao turismo da região litorânea;
  • 30. Referências  ENCONTRA SC. 2018. Sobre Santa Catarina <http://www.encontrasantacatarina.com.br/sobre-santa-catarina.htm> Acesso em 03 maio 2018.  GEO-CONCEIÇÃO. SANTA CATARINA/POVOAMENTO E COLONIZAÇÃO. 2012. Disponível em: <http://geoconceicao.blogspot.com.br/2012/05/santa- catarinapovoamento-e-colonizacao.html>. Acesso em: 05 Mai. 2018  SANDERLEI, S. Santa Catarina, História e Geografia. 2015. Disponível em:<http://sanderlei.com.br/PT/Silveira/santa-catarina/Santa-Catarina-Historia- Geografia-26>. Acesso em 03 maio 2018.  SEBRAE. Macrorregião Oeste http://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/Anexos/Macrorregiao%20- %20Oeste.pdf
  • 31. • SEBRAE. Sebrae Relatório Estadual. 2013.Disponível em <http://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/Anexos/Relatorio%20E stadual.pdf> Acesso em : 03 Mai.2018  SEBRAE. Sebrae Grande Florianópolis. 2013.Disponível em :<http://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/Anexos/Macrorregiao %20-%20Grande%20Florianopolis.pdf> Acesso em 03 maio 2018.  MILIOLI, Geraldo; POMPÊO, Marcelo; ALEXANDRE, Nadia Zim. O Sul do Estado de Santa Catarina. 2004. Disponível em: <http://www.ib.usp.br/limnologia/Sul_catarinense/Sulcatarinense/>. Acesso em: 05 Mai. 2018. Referências