SlideShare uma empresa Scribd logo
TEOLOGIA
SISTEMÁTICA
III
Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
1
A DOUTRINA
DA
CRIAÇÃO
PRIMEIRA AULA
2
Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP -
Curso Básico CETADEB
INTRODUÇÃO
 A Bíblia relata a criação de maneira clara, simples
e histórica como relata quaisquer outros eventos.
 Gn 1:1 - No princípio criou Deus os céus e a terra.
A palavra ( “criar”) em paleo-hebraico.
Deus criou o universo do nada, ex nihilo. É o que
afirma este versículo através do verbo “bara”, criar
do nada. Usado somente em relação a Deus
3
INTRODUÇÃO
 Como também toda a escritura sagrada relata:
 Sl 33:9 - Porque falou, e foi feito; mandou, e logo apareceu.
 Hb 11:3 - Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de
Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi
feito do que é aparente.
 Ap 4:11 - Digno és, Senhor, de receber glória, e honra, e
poder; porque tu criaste todas as coisas, e por tua vontade são e
foram criadas.
 João 1:1 -No princípio era aquele que é a Palavra. Ele
estava com Deus, e era Deus
"Pela fé, entendemos que os mundos, pela palavra de
Deus, foram criados; de maneira que aquilo que se vê não
foi feito do que é aparente."
 (Hb 11.3) 4
O QUE HOUVE ENTRE
GEN 1:1 E 2?
 A teoria do “hiato” ou do intervalo:
 Esta teoria afirma que Gn 1:1
descreve uma criação original que foi
seguida pela queda de satanás e pelo
grande juízo.
 E viu-se outro sinal no céu; e eis que
era um grande dragão vermelho, que
tinha sete cabeças e dez chifres, e
sobre as suas cabeças sete diademas.
E a sua cauda levou após si a terça
parte das estrelas do céu, e lançou-as
sobre a terra; e o dragão parou diante
da mulher que havia de dar à luz,
para que, dando ela à luz, lhe
tragasse o filho. Apocalipse 12:3,4 5
O QUE HOUVE ENTRE
GEN 1:1 E 2?
12
 Como caíste desde o céu, ó
Lúcifer, filho da alva! Como
foste cortado por terra, tu
que debilitavas as nações.
(Is 14:12)
 E disse-lhes: Eu via Satanás,
como raio, cair do céu.Lucas 10:18
 Ela supõe portanto que Gn 1:2,
então, seja uma descrição do
estado caótico em que veio a
se tornar a terra. Seguido
daquilo que veio a ser
chamado por eles de “semana
da recriação” 6
OS SETE DIAS DA CRIAÇÃO SÃO
LITERAIS?
 8
 Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o
Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia (2pedro3:8)
 Gn 1:5,8, 13, 19, etc. O verbo utilizado para a palavra dia é
“yom”
 Dia 2 - "E chamou Deus ao firmamento Céus. Houve TARDE e MANHÃ,
o SEGUNDO DIA [yom]" (Gênesis 1:8). 
Dia 3 - "Houve TARDE e MANHÃ, o TERCEIRO DIA [yom]" (Gênesis
1:13). 
Dia 4 - "Houve TARDE e MANHÃ, o QUARTO DIA [yom]" (Gênesis 1:19).
Dia 5 - "Houve TARDE e MANHÃ, o QUINTO DIA [yom]" (Gênesis 1:23).7
DepartamentodeTeologiadaAssembléia
deDeusdeCaçapava-SP-CursoBásico
CETADEB
“YOM” EM GÊNESIS 7:4,12
 Dia “yom”
 Dia; tempo; oposto de noite; período de 24 hs.;
tempo de vida; ontem; hoje; amanhã.
8
DepartamentodeTeologiadaAssembléia
deDeusdeCaçapava-SP-CursoBásico
CETADEB
...E FOI TARDE E MANHÃ...
 Dia para nós, calendário gregoriano, começa as 00:00 meia
noite
 Calendário judaico: começa as 18:00 crespúsculo da tarde.
 Para Deus: começa as 12:00 tarde e manhã.
 Convém que eu faça as obras daquele que me enviou,
enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode
trabalhar."(Jo.9:4)
Deus que nos mostrar que Ele não faz nada nas trevas.
Toda Sua obra é às claras, na visibilidade, sem
acobertamento.E é também digno de nota a declaração
paulina: "Porque, todos vós sois filhos da luz e filhos do dia;
nós não somos da noite nem das trevas."(ITs.5:5)
9
DepartamentodeTeologiadaAssembléia
deDeusdeCaçapava-SP-CursoBásico
CETADEB
10
DepartamentodeTeologiadaAssembléia
deDeusdeCaçapava-SP-CursoBásico
CETADEB
PRIMEIRO DIA
No “primeiro dia”, Deus criou a luz cósmica, fez
separação entre a luz e as trevas, e criou o dia,
e a noite; Ele disse “Haja luz”. E houve Luz.
Haja “fiat” trazer a existência a partir do nada.
Esta ideia é apoiada em toda bíblia.
5
 E ali não haverá mais noite, e não
necessitarão de lâmpada nem de luz do sol,
porque o Senhor Deus os ilumina; e reinarão
para todo o sempre. Ap 22:5.
O sol e a lua foram criados apenas no 4º dia.
Porém aqui, Deus é a luz que dissipa as trevas.
11
Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
12
DepartamentodeTeologiadaAssembléia
deDeusdeCaçapava-SP-CursoBásico
CETADEB
SEGUNDO DIA
 Sabemos portanto
que no segundo
dia Deus criou a
atmosfera
terrestre
(Firmamento) que,
não só permite que
respiremos, mas
também é um
escudo protetor da
vida terrestre.
13
Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
14
DepartamentodeTeologiadaAssembléia
deDeusdeCaçapava-SP-CursoBásico
CETADEB
TERCEIRO DIA
 De forma natural e simples O Senhor revela como
ordena os limites das águas definindo a porção seca
como habitat arborizado para o ser humano.
 No terceiro dia ele chama a existência toda a flora que
cobre a terra, parte da qual será para alimento do
homem.
 É importante lembrar que O Senhor revela na medida
e capacidade do povo compreender.
15
Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
16
DepartamentodeTeologiadaAssembléia
deDeusdeCaçapava-SP-CursoBásico
CETADEB
QUARTO DIA
 Neste dia O Senhor profere novamente a palavra
“Haja”, “fiat” significando também “passe a
existir” o Sol, a Lua e as estrelas.
 O Sol, durante o dia, mantendo e dando suporte
com seu calor à toda vida vegetal criada no
terceiro dia, fazendo-a produzir, alimentado-a com
seus raios.
 E à noite a Lua com sua ação gravitacional
regulando as marés, e clareando a noite.
 Ao declarar que estes luminares são
para ...”sinais, tempos determinados e para dias e
anos”. Deus esta, de forma implícita anunciando o
heliocentrismo (a Terra girando em torno do Sol.
1:14).
17
Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
A POSIÇÃO EXATA DA TERRA NO
SISTEMA SOLAR:
 1.a) Distância da Terra em relação ao Sol: A distância
da Terra para o Sol é de 150.000.000 de quilômetros.
Se a Terra estivesse 1% mais perto do nosso Sol,
morreríamos queimados, se ela estivesse 1% mais
longe, a Terra seria fria demais e congelaríamos.
1.b) Distância da Terra em relação à Lua: A Terra
está distante da Lua aproximadamente  384.000
quilômetros. Se a Lua estivesse mais próxima da
Terra, seu efeito sobre a regularidade das marés faria
com que elas inundassem a Terra sete vezes ao dia! Se
a Lua estivesse a uma distância mais elevada,
afetaria a rotação do nosso planeta
18
DepartamentodeTeologiadaAssembléia
deDeusdeCaçapava-SP-CursoBásico
CETADEB
19
DepartamentodeTeologiadaAssembléia
deDeusdeCaçapava-SP-CursoBásico
CETADEB
QUINTO DIA
 Neste dia Deus cria toda a fauna marinha, e
cria sobre a terra os pássaros.
 A partir deste ponto necessário se faz explicar o
termo “produza” usado em relação aos
versículos 11, 12, 20, 21, 24.
 Aqui aprenderemos dois termos; “mediato” e
“imediato”, que na teologia da criação pode ser
entendido como:
20
Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
QUINTO DIA
Mediato: A criação de Deus a partir de
substâncias já criadas por Ele, e assim
através da ordem ‘produza” media a sua
formação.
Imediata: Ao contrario da anterior, é a
criação “ex nihilo” isto é, a partir do nada.
Com exceção da criação do homem onde
apesar de criá-lo de material pré-existente o
próprio Deus pessoalmente decide fazê-lo.
21
Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
22
DepartamentodeTeologiadaAssembléia
deDeusdeCaçapava-SP-CursoBásico
CETADEB
SEXTO DIA
 O clímax da criação de Deus; “...façamos o
homem à nossa imagem...”. A Trindade divina
se envolve pessoalmente na criação do homem
utilizando dos elemento da terra transforma-o;
23
Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
“
 Pois ele conhece a 
nossa  estrutura; 
lembra-se  de  que 
somos  pó.”(Sl 
103:14) 
SEXTO DIA
 Dando-lhe forma, e ao soprar-lhe
o fôlego de vida comunica-lhe
valores que até agora somente o
próprio Deus possuía:
A capacidade da razão, o
pensamento.
A capacidade da emoção,
sentimento.
A capacidade da vontade, o querer.
  Gênesis 2.7 está escrito que Deus formou
o homem do pó da terra soprou em suas
narinas o fôlego [Rûah] de vida. Todos os
seres humanos dependem deste fôlego de
vida para viver. 24
Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
SEXTO DIA
 No instante em que a
matéria inanimada
recebe o espírito
concedido por Deus;
milagrosamente, por um
ato criativo, a alma
humana surge – como
que do nada. Concede
Deus ao homem sua
identidade única.
“Semelhante a Deus”
25
Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
SEXTO DIA
 A segunda narrativa da criação a partir do capítulo 2
versículo 4 é fruto da forma e maneira do oriental raciocinar
e descrever fatos ou episódios.
 Enquanto o raciocínio ocidental se desenvolve de forma
linear, o pensamento oriental desenvolve-se na forma de
espiral, cíclica. “Sem começo nem fim, o tempo cíclico é
um eterno retorno. Uma vez que nenhum evento é absoluto, o
tempo cíclico repousa na permanente sequência de ciclos
repetitivos.”
 No pensamento oriental (cap 1), após a primeira narrativa
onde há a preocupação com a ordem das coisas, volta-se ao
assunto; agora (cap 2) de forma indireta sem se preocupar
com o ordem dos acontecimentos, mas é um recurso onde se
acrescenta os detalhes que na primeira narrativa não
constaram.
26
Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
SEXTO DIA
Este segundo relato é feito de forma mais
familiar pressupondo o conhecimento da
informação anterior.
Eles são indissociáveis, o primeiro e o segundo
relato, seriam incompletos sozinhos.
Quanto aos detalhes da criação do homem, da
árvore da vida e do conhecimento do bem e do
mal, discutiremos nas próximas lições.
27
Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
SÉTIMO DIA:
 2 E havendo Deus acabado no dia
sétimo a obra que fizera, descansou
no sétimo dia de toda a sua obra,
que tinha feito (Gn 2:2)
 Deus se cansa?
 28
 Não sabes, não ouviste que o
eterno Deus, o Senhor, o Criador
dos fins da terra, nem se cansa nem
se fatiga? É inescrutável o seu
entendimento” (Is 40:28).
 Deus descansou porque não havia
mais nada que precisasse ser feito. 28
DepartamentodeTeologiadaAssembléia
deDeusdeCaçapava-SP-CursoBásico
CETADEB
I O
29
1) 2) 3) 4) 5) 6)
c C C C C c
PAGUEM EM DIAPAGUEM EM DIA
A SUAA SUA
MENSALIDADEMENSALIDADE
FIMFIM30
Departam
ento
de
Teologia
da
Assem
bléia
de
Deus
de
Caçapava-SP
-
Curso
Básico
CETADEB
CETADEB
CETADEBCETADEB
CETADEBCETADEB

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristãLição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Joanilson França Garcia
 

Mais procurados (20)

Angeologia Aula Unica
Angeologia Aula UnicaAngeologia Aula Unica
Angeologia Aula Unica
 
Lição 1 - A Doutrina da Trindade
Lição 1 - A Doutrina da TrindadeLição 1 - A Doutrina da Trindade
Lição 1 - A Doutrina da Trindade
 
estudo do evangelho de Mateus
estudo do evangelho de Mateusestudo do evangelho de Mateus
estudo do evangelho de Mateus
 
Profetas maiores e menores
Profetas maiores e menoresProfetas maiores e menores
Profetas maiores e menores
 
Tipologia aula 1
Tipologia aula 1Tipologia aula 1
Tipologia aula 1
 
A TRINDADE (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)
 A TRINDADE (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP) A TRINDADE (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)
A TRINDADE (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)
 
2. O Livro de Gênesis: o Pacto das Obras
2. O Livro de Gênesis: o Pacto das Obras2. O Livro de Gênesis: o Pacto das Obras
2. O Livro de Gênesis: o Pacto das Obras
 
ATOS DOS APÓSTOLOS (AULAS).pptx
ATOS DOS APÓSTOLOS (AULAS).pptxATOS DOS APÓSTOLOS (AULAS).pptx
ATOS DOS APÓSTOLOS (AULAS).pptx
 
Estudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de JoãoEstudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de João
 
Apostila doutrina dos anjos
Apostila  doutrina dos anjosApostila  doutrina dos anjos
Apostila doutrina dos anjos
 
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águasLição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
 
Estudo sobre o evangelho de Marcos
Estudo sobre o evangelho de MarcosEstudo sobre o evangelho de Marcos
Estudo sobre o evangelho de Marcos
 
Cristologia aula01
Cristologia aula01Cristologia aula01
Cristologia aula01
 
Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.
Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.
Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.
 
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristãLição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
 
Teontologia - AULA 01
Teontologia - AULA 01Teontologia - AULA 01
Teontologia - AULA 01
 
Visão do Trono de Deus: Apocalipse 4
Visão do Trono de Deus: Apocalipse 4Visão do Trono de Deus: Apocalipse 4
Visão do Trono de Deus: Apocalipse 4
 
HERESIOLOGIA (AULA 01-1 - BÁSICO - IBADEP)
HERESIOLOGIA (AULA 01-1 - BÁSICO - IBADEP)HERESIOLOGIA (AULA 01-1 - BÁSICO - IBADEP)
HERESIOLOGIA (AULA 01-1 - BÁSICO - IBADEP)
 
Estudo sobre evangelismo
Estudo sobre evangelismoEstudo sobre evangelismo
Estudo sobre evangelismo
 
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras SagradasBibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
 

Semelhante a Doutrina da Criação

260648032 o-que-a-biblia-ensina-sobre-o-espirito-santo-licoes-biblicas-da-ipb
260648032 o-que-a-biblia-ensina-sobre-o-espirito-santo-licoes-biblicas-da-ipb260648032 o-que-a-biblia-ensina-sobre-o-espirito-santo-licoes-biblicas-da-ipb
260648032 o-que-a-biblia-ensina-sobre-o-espirito-santo-licoes-biblicas-da-ipb
antonio ferreira
 
A formação do mundo_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos
A formação do mundo_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos A formação do mundo_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos
A formação do mundo_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos
Gerson G. Ramos
 

Semelhante a Doutrina da Criação (20)

A criação dos céus, e da terr
A criação dos céus, e da terrA criação dos céus, e da terr
A criação dos céus, e da terr
 
02-acriaodoscusedaterra-151008025003-lva1-app6892 (1).pdf
02-acriaodoscusedaterra-151008025003-lva1-app6892 (1).pdf02-acriaodoscusedaterra-151008025003-lva1-app6892 (1).pdf
02-acriaodoscusedaterra-151008025003-lva1-app6892 (1).pdf
 
02 a criação dos céus e da terra
02  a criação dos céus e da terra02  a criação dos céus e da terra
02 a criação dos céus e da terra
 
ESTUDO BÍBLICO (EB - 3) GÊNESIS 2.2-4 | O SÉTIMO DIA
ESTUDO BÍBLICO (EB - 3) GÊNESIS 2.2-4 | O SÉTIMO DIAESTUDO BÍBLICO (EB - 3) GÊNESIS 2.2-4 | O SÉTIMO DIA
ESTUDO BÍBLICO (EB - 3) GÊNESIS 2.2-4 | O SÉTIMO DIA
 
260648032 o-que-a-biblia-ensina-sobre-o-espirito-santo-licoes-biblicas-da-ipb
260648032 o-que-a-biblia-ensina-sobre-o-espirito-santo-licoes-biblicas-da-ipb260648032 o-que-a-biblia-ensina-sobre-o-espirito-santo-licoes-biblicas-da-ipb
260648032 o-que-a-biblia-ensina-sobre-o-espirito-santo-licoes-biblicas-da-ipb
 
Curso básico em Teologia - Historia Bíblica Veterotestamentária I
Curso básico em Teologia - Historia Bíblica Veterotestamentária ICurso básico em Teologia - Historia Bíblica Veterotestamentária I
Curso básico em Teologia - Historia Bíblica Veterotestamentária I
 
O criacionismo - UM RELATO BÍBLICO
O criacionismo - UM RELATO BÍBLICOO criacionismo - UM RELATO BÍBLICO
O criacionismo - UM RELATO BÍBLICO
 
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 2 A criação dos céus e da te...
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 2 A criação dos céus e da te...EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 2 A criação dos céus e da te...
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 2 A criação dos céus e da te...
 
Lição 2 a criação dos céus e da terra
Lição 2   a criação dos céus e da terraLição 2   a criação dos céus e da terra
Lição 2 a criação dos céus e da terra
 
2 panorama do at - genesis criacao ate adao
2   panorama do at - genesis criacao ate adao2   panorama do at - genesis criacao ate adao
2 panorama do at - genesis criacao ate adao
 
1 genesis
1 genesis1 genesis
1 genesis
 
HISTÓRIAS BÍBLICAS PARA CRIANÇAS - O LIVRO DE GÊNESISDisponível em: www.porta...
HISTÓRIAS BÍBLICAS PARA CRIANÇAS - O LIVRO DE GÊNESISDisponível em: www.porta...HISTÓRIAS BÍBLICAS PARA CRIANÇAS - O LIVRO DE GÊNESISDisponível em: www.porta...
HISTÓRIAS BÍBLICAS PARA CRIANÇAS - O LIVRO DE GÊNESISDisponível em: www.porta...
 
009-Jornal Cesesul 25-05-14
009-Jornal Cesesul 25-05-14009-Jornal Cesesul 25-05-14
009-Jornal Cesesul 25-05-14
 
A criação concluída_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos
A criação concluída_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos A criação concluída_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos
A criação concluída_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos
 
ESTUDO BÍBLICO (EB - 3) GÊNESIS 2.2-4 | O SHABAT
ESTUDO BÍBLICO (EB - 3) GÊNESIS 2.2-4 | O SHABATESTUDO BÍBLICO (EB - 3) GÊNESIS 2.2-4 | O SHABAT
ESTUDO BÍBLICO (EB - 3) GÊNESIS 2.2-4 | O SHABAT
 
A formação do mundo_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos
A formação do mundo_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos A formação do mundo_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos
A formação do mundo_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos
 
ESCATOLOGIA AULA 9 (1).pptx
ESCATOLOGIA AULA 9 (1).pptxESCATOLOGIA AULA 9 (1).pptx
ESCATOLOGIA AULA 9 (1).pptx
 
LIÇÃO 1 (ADULTOS) - GÊNESIS, O LIVRO DA CRIAÇÃO DIVINA
LIÇÃO 1 (ADULTOS) - GÊNESIS, O LIVRO DA CRIAÇÃO DIVINALIÇÃO 1 (ADULTOS) - GÊNESIS, O LIVRO DA CRIAÇÃO DIVINA
LIÇÃO 1 (ADULTOS) - GÊNESIS, O LIVRO DA CRIAÇÃO DIVINA
 
Gênesis
GênesisGênesis
Gênesis
 
Seminário de apresentação para o estudo do livro Nisto Cremos
Seminário de apresentação para o estudo do livro Nisto CremosSeminário de apresentação para o estudo do livro Nisto Cremos
Seminário de apresentação para o estudo do livro Nisto Cremos
 

Mais de RODRIGO FERREIRA

Mais de RODRIGO FERREIRA (20)

AP 4 - O TRONO NO CÉU.pptx
AP 4 - O TRONO NO CÉU.pptxAP 4 - O TRONO NO CÉU.pptx
AP 4 - O TRONO NO CÉU.pptx
 
APOCALIPSE 2.pptx
APOCALIPSE 2.pptxAPOCALIPSE 2.pptx
APOCALIPSE 2.pptx
 
APOCALIPSE 1.pptx
APOCALIPSE 1.pptxAPOCALIPSE 1.pptx
APOCALIPSE 1.pptx
 
BÍBLIA PALAVRA VIVA E EFICAZ(1).pptx
BÍBLIA PALAVRA VIVA E EFICAZ(1).pptxBÍBLIA PALAVRA VIVA E EFICAZ(1).pptx
BÍBLIA PALAVRA VIVA E EFICAZ(1).pptx
 
21º AUA - A PREPARAÇÃO PARA O MILÊNIO
21º AUA - A PREPARAÇÃO PARA O MILÊNIO21º AUA - A PREPARAÇÃO PARA O MILÊNIO
21º AUA - A PREPARAÇÃO PARA O MILÊNIO
 
20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM
20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM
20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM
 
19º AULA - AS SETE TAÇAS DO APOCALIPSE
19º AULA - AS SETE TAÇAS DO APOCALIPSE19º AULA - AS SETE TAÇAS DO APOCALIPSE
19º AULA - AS SETE TAÇAS DO APOCALIPSE
 
As Sete Trombetas
As Sete TrombetasAs Sete Trombetas
As Sete Trombetas
 
Apocalipse 12 - A Mulher e o Dragão
Apocalipse 12 - A Mulher e o DragãoApocalipse 12 - A Mulher e o Dragão
Apocalipse 12 - A Mulher e o Dragão
 
A Quebra da Aliança de Israel com o Anticristo
A Quebra da Aliança de Israel com o AnticristoA Quebra da Aliança de Israel com o Anticristo
A Quebra da Aliança de Israel com o Anticristo
 
14ª AULA - QUEM É A GRANDE MERETRIZ MONTADA NA BESTA?
14ª AULA - QUEM É A GRANDE MERETRIZ MONTADA NA BESTA?14ª AULA - QUEM É A GRANDE MERETRIZ MONTADA NA BESTA?
14ª AULA - QUEM É A GRANDE MERETRIZ MONTADA NA BESTA?
 
15ª AULA - O CONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS
15ª AULA - O CONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS15ª AULA - O CONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS
15ª AULA - O CONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS
 
13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL
13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL
13ª AULA - OS 144 MIL SELADOS DE ISRAEL
 
6ª Aula - Os Sinais da Volta de Jesus
6ª Aula - Os Sinais da Volta de Jesus6ª Aula - Os Sinais da Volta de Jesus
6ª Aula - Os Sinais da Volta de Jesus
 
8ª Aula - A Estátua e os Animais de Daniel e Apocalipse
8ª Aula - A Estátua e os Animais de Daniel e Apocalipse8ª Aula - A Estátua e os Animais de Daniel e Apocalipse
8ª Aula - A Estátua e os Animais de Daniel e Apocalipse
 
3ª Aula - A Transformação do nosso Corpo em corpo Glorificado
3ª Aula - A Transformação do nosso Corpo em corpo Glorificado3ª Aula - A Transformação do nosso Corpo em corpo Glorificado
3ª Aula - A Transformação do nosso Corpo em corpo Glorificado
 
4ª Aula - O Tribunal de Cristo
4ª Aula - O Tribunal de Cristo4ª Aula - O Tribunal de Cristo
4ª Aula - O Tribunal de Cristo
 
5ª Aula - As Bodas do Cordeiro - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, As Bodas ...
5ª Aula - As Bodas do Cordeiro - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, As Bodas ...5ª Aula - As Bodas do Cordeiro - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, As Bodas ...
5ª Aula - As Bodas do Cordeiro - Arrebatamento, Tribunal de Cristo, As Bodas ...
 
9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar
9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar
9ª Aula - O Surgimento do Anticristo - A Besta que emerge do Mar
 
7ª Aula - Os Sete Selos do Apocalipse
7ª Aula - Os Sete Selos do Apocalipse7ª Aula - Os Sete Selos do Apocalipse
7ª Aula - Os Sete Selos do Apocalipse
 

Último

Último (10)

Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfEVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
 
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
 
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
 

Doutrina da Criação

  • 1. TEOLOGIA SISTEMÁTICA III Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB 1
  • 2. A DOUTRINA DA CRIAÇÃO PRIMEIRA AULA 2 Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
  • 3. INTRODUÇÃO  A Bíblia relata a criação de maneira clara, simples e histórica como relata quaisquer outros eventos.  Gn 1:1 - No princípio criou Deus os céus e a terra. A palavra ( “criar”) em paleo-hebraico. Deus criou o universo do nada, ex nihilo. É o que afirma este versículo através do verbo “bara”, criar do nada. Usado somente em relação a Deus 3
  • 4. INTRODUÇÃO  Como também toda a escritura sagrada relata:  Sl 33:9 - Porque falou, e foi feito; mandou, e logo apareceu.  Hb 11:3 - Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente.  Ap 4:11 - Digno és, Senhor, de receber glória, e honra, e poder; porque tu criaste todas as coisas, e por tua vontade são e foram criadas.  João 1:1 -No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus "Pela fé, entendemos que os mundos, pela palavra de Deus, foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente."  (Hb 11.3) 4
  • 5. O QUE HOUVE ENTRE GEN 1:1 E 2?  A teoria do “hiato” ou do intervalo:  Esta teoria afirma que Gn 1:1 descreve uma criação original que foi seguida pela queda de satanás e pelo grande juízo.  E viu-se outro sinal no céu; e eis que era um grande dragão vermelho, que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre as suas cabeças sete diademas. E a sua cauda levou após si a terça parte das estrelas do céu, e lançou-as sobre a terra; e o dragão parou diante da mulher que havia de dar à luz, para que, dando ela à luz, lhe tragasse o filho. Apocalipse 12:3,4 5
  • 6. O QUE HOUVE ENTRE GEN 1:1 E 2? 12  Como caíste desde o céu, ó Lúcifer, filho da alva! Como foste cortado por terra, tu que debilitavas as nações. (Is 14:12)  E disse-lhes: Eu via Satanás, como raio, cair do céu.Lucas 10:18  Ela supõe portanto que Gn 1:2, então, seja uma descrição do estado caótico em que veio a se tornar a terra. Seguido daquilo que veio a ser chamado por eles de “semana da recriação” 6
  • 7. OS SETE DIAS DA CRIAÇÃO SÃO LITERAIS?  8  Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia (2pedro3:8)  Gn 1:5,8, 13, 19, etc. O verbo utilizado para a palavra dia é “yom”  Dia 2 - "E chamou Deus ao firmamento Céus. Houve TARDE e MANHÃ, o SEGUNDO DIA [yom]" (Gênesis 1:8).  Dia 3 - "Houve TARDE e MANHÃ, o TERCEIRO DIA [yom]" (Gênesis 1:13).  Dia 4 - "Houve TARDE e MANHÃ, o QUARTO DIA [yom]" (Gênesis 1:19). Dia 5 - "Houve TARDE e MANHÃ, o QUINTO DIA [yom]" (Gênesis 1:23).7 DepartamentodeTeologiadaAssembléia deDeusdeCaçapava-SP-CursoBásico CETADEB
  • 8. “YOM” EM GÊNESIS 7:4,12  Dia “yom”  Dia; tempo; oposto de noite; período de 24 hs.; tempo de vida; ontem; hoje; amanhã. 8 DepartamentodeTeologiadaAssembléia deDeusdeCaçapava-SP-CursoBásico CETADEB
  • 9. ...E FOI TARDE E MANHÃ...  Dia para nós, calendário gregoriano, começa as 00:00 meia noite  Calendário judaico: começa as 18:00 crespúsculo da tarde.  Para Deus: começa as 12:00 tarde e manhã.  Convém que eu faça as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar."(Jo.9:4) Deus que nos mostrar que Ele não faz nada nas trevas. Toda Sua obra é às claras, na visibilidade, sem acobertamento.E é também digno de nota a declaração paulina: "Porque, todos vós sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite nem das trevas."(ITs.5:5) 9 DepartamentodeTeologiadaAssembléia deDeusdeCaçapava-SP-CursoBásico CETADEB
  • 11. PRIMEIRO DIA No “primeiro dia”, Deus criou a luz cósmica, fez separação entre a luz e as trevas, e criou o dia, e a noite; Ele disse “Haja luz”. E houve Luz. Haja “fiat” trazer a existência a partir do nada. Esta ideia é apoiada em toda bíblia. 5  E ali não haverá mais noite, e não necessitarão de lâmpada nem de luz do sol, porque o Senhor Deus os ilumina; e reinarão para todo o sempre. Ap 22:5. O sol e a lua foram criados apenas no 4º dia. Porém aqui, Deus é a luz que dissipa as trevas. 11 Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
  • 13. SEGUNDO DIA  Sabemos portanto que no segundo dia Deus criou a atmosfera terrestre (Firmamento) que, não só permite que respiremos, mas também é um escudo protetor da vida terrestre. 13 Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
  • 15. TERCEIRO DIA  De forma natural e simples O Senhor revela como ordena os limites das águas definindo a porção seca como habitat arborizado para o ser humano.  No terceiro dia ele chama a existência toda a flora que cobre a terra, parte da qual será para alimento do homem.  É importante lembrar que O Senhor revela na medida e capacidade do povo compreender. 15 Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
  • 17. QUARTO DIA  Neste dia O Senhor profere novamente a palavra “Haja”, “fiat” significando também “passe a existir” o Sol, a Lua e as estrelas.  O Sol, durante o dia, mantendo e dando suporte com seu calor à toda vida vegetal criada no terceiro dia, fazendo-a produzir, alimentado-a com seus raios.  E à noite a Lua com sua ação gravitacional regulando as marés, e clareando a noite.  Ao declarar que estes luminares são para ...”sinais, tempos determinados e para dias e anos”. Deus esta, de forma implícita anunciando o heliocentrismo (a Terra girando em torno do Sol. 1:14). 17 Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
  • 18. A POSIÇÃO EXATA DA TERRA NO SISTEMA SOLAR:  1.a) Distância da Terra em relação ao Sol: A distância da Terra para o Sol é de 150.000.000 de quilômetros. Se a Terra estivesse 1% mais perto do nosso Sol, morreríamos queimados, se ela estivesse 1% mais longe, a Terra seria fria demais e congelaríamos. 1.b) Distância da Terra em relação à Lua: A Terra está distante da Lua aproximadamente  384.000 quilômetros. Se a Lua estivesse mais próxima da Terra, seu efeito sobre a regularidade das marés faria com que elas inundassem a Terra sete vezes ao dia! Se a Lua estivesse a uma distância mais elevada, afetaria a rotação do nosso planeta 18 DepartamentodeTeologiadaAssembléia deDeusdeCaçapava-SP-CursoBásico CETADEB
  • 20. QUINTO DIA  Neste dia Deus cria toda a fauna marinha, e cria sobre a terra os pássaros.  A partir deste ponto necessário se faz explicar o termo “produza” usado em relação aos versículos 11, 12, 20, 21, 24.  Aqui aprenderemos dois termos; “mediato” e “imediato”, que na teologia da criação pode ser entendido como: 20 Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
  • 21. QUINTO DIA Mediato: A criação de Deus a partir de substâncias já criadas por Ele, e assim através da ordem ‘produza” media a sua formação. Imediata: Ao contrario da anterior, é a criação “ex nihilo” isto é, a partir do nada. Com exceção da criação do homem onde apesar de criá-lo de material pré-existente o próprio Deus pessoalmente decide fazê-lo. 21 Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
  • 23. SEXTO DIA  O clímax da criação de Deus; “...façamos o homem à nossa imagem...”. A Trindade divina se envolve pessoalmente na criação do homem utilizando dos elemento da terra transforma-o; 23 Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB “  Pois ele conhece a  nossa  estrutura;  lembra-se  de  que  somos  pó.”(Sl  103:14) 
  • 24. SEXTO DIA  Dando-lhe forma, e ao soprar-lhe o fôlego de vida comunica-lhe valores que até agora somente o próprio Deus possuía: A capacidade da razão, o pensamento. A capacidade da emoção, sentimento. A capacidade da vontade, o querer.   Gênesis 2.7 está escrito que Deus formou o homem do pó da terra soprou em suas narinas o fôlego [Rûah] de vida. Todos os seres humanos dependem deste fôlego de vida para viver. 24 Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
  • 25. SEXTO DIA  No instante em que a matéria inanimada recebe o espírito concedido por Deus; milagrosamente, por um ato criativo, a alma humana surge – como que do nada. Concede Deus ao homem sua identidade única. “Semelhante a Deus” 25 Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
  • 26. SEXTO DIA  A segunda narrativa da criação a partir do capítulo 2 versículo 4 é fruto da forma e maneira do oriental raciocinar e descrever fatos ou episódios.  Enquanto o raciocínio ocidental se desenvolve de forma linear, o pensamento oriental desenvolve-se na forma de espiral, cíclica. “Sem começo nem fim, o tempo cíclico é um eterno retorno. Uma vez que nenhum evento é absoluto, o tempo cíclico repousa na permanente sequência de ciclos repetitivos.”  No pensamento oriental (cap 1), após a primeira narrativa onde há a preocupação com a ordem das coisas, volta-se ao assunto; agora (cap 2) de forma indireta sem se preocupar com o ordem dos acontecimentos, mas é um recurso onde se acrescenta os detalhes que na primeira narrativa não constaram. 26 Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
  • 27. SEXTO DIA Este segundo relato é feito de forma mais familiar pressupondo o conhecimento da informação anterior. Eles são indissociáveis, o primeiro e o segundo relato, seriam incompletos sozinhos. Quanto aos detalhes da criação do homem, da árvore da vida e do conhecimento do bem e do mal, discutiremos nas próximas lições. 27 Departamento de Teologia da Assembléia de Deus de Caçapava-SP - Curso Básico CETADEB
  • 28. SÉTIMO DIA:  2 E havendo Deus acabado no dia sétimo a obra que fizera, descansou no sétimo dia de toda a sua obra, que tinha feito (Gn 2:2)  Deus se cansa?  28  Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o Senhor, o Criador dos fins da terra, nem se cansa nem se fatiga? É inescrutável o seu entendimento” (Is 40:28).  Deus descansou porque não havia mais nada que precisasse ser feito. 28 DepartamentodeTeologiadaAssembléia deDeusdeCaçapava-SP-CursoBásico CETADEB
  • 29. I O 29 1) 2) 3) 4) 5) 6) c C C C C c PAGUEM EM DIAPAGUEM EM DIA A SUAA SUA MENSALIDADEMENSALIDADE