SlideShare uma empresa Scribd logo
Curso de violão simples e completo, com varios solinho
^ ^ r u  A a A ^ f V & f (j . . . . „
Ca Í o Jj / jr r X ? -* £ j^ Á f r % jO ^O èfCí* /J ^-V ^>ijú r-^ ^ ^ ffAJUXJ
,' . ÍJZ*>r"J<rj-
>>J(> (_J />s~+xys*+JO-
O- r_AT*
&
3*yJ jySY M A<V. j ^ iW > ao
fw-o^y r^J " Oü^nA a t
Mini-Cur«;QJtÁSÍ£fiLils, V iolão
Guia tíe introdução ao estudo da música para violão
Capitulo 2: Conhecendo o instrum ento
Neste capitulo vamos conhecer de um modo geral, o violão.; _ .
O violão se encaixa na categona "Instrumento de cordas", possui 6 cordas, cada
uma possui um diâmetro diferente e e capaz de produzir notas musicais a partir dei
suas vibrações. O violão pede possuir dois tipos de encordamento, Náilon ou Aço, é
exremamente recomendado que o iniciante possua encordamento de náilon. —
Começamos a contar as cordas, da mais fina para a mais grossa, ou seja
chamamos a mais fina de l 3 corda. As seis cordas, soltas, (quando tocadas sem as .
pressionar com nenhum dedo da mão esquerda) produzem as seguintes notas.
I a corda: Mi
23 corda Si
3a corda Sol
4a corda: Ré
5a coroa: Lá
6o corda: Mí 1 j—
O braço do violão está dividido em casas (pequenos retângulos delimitados por
uma fina peça de meta!). Ao pressionarmos uma das cordas com um dedo da mão
esquerda, estaremos alterando sua tensão e consequentemente o som emitido por
suõ vibração, resumindo, estaremos tocando urna outra nota musical. As casas são
contadas, no sentido ds cabeça do violão para a caixa do violão.
Capítulo 3: Afinação do Instrum ento
Uma das coisas mais irritantes para um iniciante, é afinar o violão, primeiro porque
ele ainda não desenvolveu habilidade auditiva, ele sabe que está desafinado, mas
nàc sabe quando está ahnado, e segunde, porque realmente é uma coisa difícil. ,
A rensão nas cordas é regulada apartir das tarraxas (pinos que ficam na cabeça do
violão, na extremidade do traço). Se o som produzido pela corda for mais baixo do ;
que o desejado, é preciso girar a tarraxa correspondente para esquerda, isso irá |
aumentar a tensão na coraa e fará com que o som fique mais agudo.
Para afinar um violão, é preciso um som de referência, no caso pode ser a nota Lá, I
gerada através de um instrumento acústico chamado de diapasão, que pode; ser í
oe dois tipos: de percussão e de sopro, o primeiro é feito de metal e possui duas
pontas, )á o segundo é parecido com uma gaita. Este instrumento produz um som
estabeiecido internacionalmente pelo Congresso de Londres, em 1939. Numa
temperatura de 20c C, o .d'apasão possui uma frequência de vibração de 440Hz, o
que corresponde a nota Lá, que deve ser o som da 5a corda solta.
Depois de tomar uma verdadeira surra para igualar o som do diapasão com o da 5a
corda oooemos começar a afinar as outras. Procederemos da seguinte forma.
O som da 5a corda pressionada na 5a casa corresponde ao som da
4 “ corda soita (corda de baixo)
O som da 4 a corda pressionada na 5a casa corresponde ao som da
3 a corda solta (corda de baixo)
O som. aa 3a corda pressionada na 4 a casa corresponde ao som da
2 a corda solta (corda de baixo)
O som da 2° corda pressionada na 5a casa corresponde ao som da
I a corda solta (corda de baixo)
O som da 5a corda pressionada na 5a casa corresponde ao som da
4 a corda solta (corda de baixo)
O soro da 6a corda pressionada na 5a casa corresponde ao som da
5 a corda solta (corda de cima)
Depois de int oduzirmos os conceitos fundamentais para iniciarmos o nosso estudo,
iremos verificar o que acontece quando modificamos a tensão de uma corda, e -
entender porque podemos afinar o violão da forma proposta acima!
Ja dissemos acima que as casas são cont3das no sentido da extremidade do braço
até a caixa, ou seja a casa mais próxima da cabeça do violão (onde estão as
tarraxas) é a primeira casa. j
A diferença de som, de uma corda solta para a mesma corda, pressionada na I a
casa é de 1/2 tom acima, isso significa que o som está 1/2 tom mais agudo. Uma
nota com meio tom a mais, é representada pelo símbolo # . Por exemplo: a 5a
corda solta produz um Lá, já a mesma corda pressionada na primeira casa, produz
um Lá#. Quando aumentamos o tom, criamos uma escala ascendente (# ) e
quando diminuímos, criamos uma escala descendente (óm oí), por exemplo, Si
1/2 tom abaixo é um Sibmol, que na verdade é igual ao La#, falamos Sibmol
porque a nota original era o Si.
Se tivermos um Lá# e aumentarmos 1/2 tom (pressionando a 5a corda na segunda
casa) obteremos um Si.
Todos sabemos a ordem das notas musicais:
Capitulo 4: Escala de Notas (Tonsl
Dó - Ré • Mi -Fá - Sol - Lá - Si - Dó
Do Dó para o Ré, aumentamos 1 tom inteiro, do Ré para o Mi e do Sol para o Lá
cambciTi. Já do Mi para o Fá aumetjtamos 1/2 tom e do Si para o Dó tam bém !
Por que o Mi e o Fá são diferentes?
Na verdade o que acontece com essas notas é o seguinte, tomaremos o Mi como
exemplo, porem, acontece a mesma coisa para o Si. A frequência de vibração da
nota, que supostamente seria, Mi# é praticamente idêntica a frequência do Fá. Para
não termos duas notas com o mesmo som, (o Mi# e o Fá), decidiu-se que o Mi#
seria automáticamente o Fá, sendo então abolido, portanto, não "existe" Mi# nem
S i# !
Mi# não existe, seu valor é Fá
Si# não existe, seu valor é Dó
Pratique isso como exercício sempre que puder!
Aumentando cada nota de 1/2 em 1/2 tom , Temos uma escala conhecidd por
C rom ática "
Veia as escalas cromáticas de cada nota natural (entende-se por nota natural, Do,
Re' Mi, Fa, Sol, La, Si)
Solta I a 2a 3» A* 5* 7» 8" 9a 10a 11a 12a j
casa casa casa casa casa casa casa ■casa casa casa casa casa r - —
Nota + 1/2 + 1 + 1
+ 2
+ 2 + +3
+ 4
:+ 4 +5 |
1/2 1/2 3 1/2 1/2 + 5 1/2 '+6 1
Dó DP# Ré Ré# Mi Fá Fá# Sol Sol# La ;La# Si Dó í
Y
Ré Ré# Mi Fá Fá# Sol Sol# Lá Lá# Si •Dó Dó# •Ré 1
:
---------------
M i Fá Fá# Sol Sol# Lá |Lá# Si Dó Dó# Ré :Ré# Mi
|
Fá Fá# Sol Sol# Lá Lá# •Si Dó ;d ó # Ré Ré# Ml Fá
Sol Sol# Lá Lá# Si Dó Dó# Ré Ré# Mi Fá Fá# ;soi
Lá Lá# Si
r .
Do Dó# Ré Ré# Mi Fá ÍFá#
1
Sol
**
o
ÍLá
i
S i Dó Dó# Ré Ré# Mi Fá Fá# Sol Sol# Lá jLá# Si -
t
t ’ ...... .......
- Apartir desta tabela podemos entender por que afinamos o violão pela método ;
proposto acima, tomaremos um exemplo, para que isso fique claro: 1—
- (Consulte o capítulo 2 se tiver dúvidas). .
Capítulo 5: Formação dos Acordes ( Maiores)
Acorde é um conjunto de notas tocadas ao mesmo tempo, formando uma
composição perfeita. Os acordes são usados para tocarmos a música propriamente
dita, e apartir de agora começaremos o nosso estudo! Nós estudaremos acordes no i
padrão universal, pelo que chamamos de C IFR A S.
- Por exemplo o acorde Dó é uma composição perfeita pois é formado pelas notas: J__
Dó, Mi, Sol. • |
- A maioria dos acordes são formados basicamente por 3 notas, o que chamamos de I
Tríade. Quer saber como os acordes são formados? Fazendo uma escala Diatônica
-- (Entende-se por Escala Diatônica, o que seria uma escala variando de 1 em 1 tom, j_
porém isso não acontece pois do Mi para o Fá temos 1/2 tom e do Si para o Dó
também, por isso a escala Diatônica possui a seguinte variação: 1, 1, 1/2, 1, 1, 1,
1/ 2) i
- I I I U I I V V V I V II V I I I .....
- Dó Ré Ml Fá Sol Lá Si Dó

~ Ré Mi Fa# Sol La Si Do# Ré “
I
“ Mi Fa# Sol# La Si Do# Re# Mi
Fá Sol La La# Do Re Mi Fa
h
Sol La Si DO Re Mi Fa# Sol . .
/
j
La Si Do# Re Mi Fa# Sol# La
Sí Do# Re# Ml Fa# Sol# La# Si
Resumindo:
Mi + * tom = Fa#, porque Mi + 1/2tom = Fa.
S, + x tom = Do#, porque Si + 1/2tom = d o .
A primeira coisa quepodemos notar é que você não entendeu nada do que nós >
fizemosna tabela acima! O que é normal, pois você ainda não sabeumas •
coismhas:
Os números em romano significam o grau da escala, cada grau corresponde a um :
tom, menos do II para o IV, que tèmos 1/2 tom e do V II para o V III que l
também temos 1/2 tom. i
Um acorde é formado pela PRIMEIRA, TERCA e a QU IN TA notas do quadro
acima! j*"
|
Ou seja, Lá é formado por: La, Do# e Mi.
O Sol é formado por: Sol, Si e Re.
è
"Essa é a fórmula dos acordes maiores"
Outro ponto importante que podemos notar é que a I e a VIII são sempre iguais, _
isso é super importante, pois é um modo de você saber se está fazendo a tabela
certo ôu nã°- L_
Treine bastante a tabela acima, tente faze-la numa folha de papel sem
olhar, depois confira, essa tabela é o ponto chave para entendermos o que i_
vem pela frente!
Acordes para iniciantes para tocar violão
Passo 1: Como ler diagrama de acordes
Como ler diagrama de acordes
Abafada
ou x
não tocada
Solta (tocada)
Kü.. C
l h T ¥ ]
i m i
- -2 3 : -
* Indicador 1
Meio 2
Anular 3
Mínimo 4
Qual dedo usar (sua preferência)
r _
Diagramas de acordes são bastante fáceis de entender. Vamos começar com os números na parte
inferior do diagrama. Estes são os dedos sugeridos para o acorde. Você pode ver na foto que eu estou
usando diferentes dedos Isso deve-se ao posicionamente natural dos dedos, a posição que faz a minha
mão se sentir confortável. A maioria dos acordes seguem um certo padrão de posicionamento dos dedos,
mas sempre vai ter aqueles determinados acordes que ficam melhor para você, dependendo da posição
natural de seus dedos
O ‘x’ na parte de cima - significa que as cordas não devem ser dedilhadas ou palhetadas. Então você
não deve bater nessas cordas, o máximo que pode ser feito é serem abafadas com a sua mão de
palhetada.
O ‘o’ na parte de cima - significa que essas cordas devem ser tocadas, mas que o seu dedo não precisa
pressioná-las Por isso são chamadas de cordas soltas.
Lembramos também que sempre que um acorde não vier acompanhado de nenhum número ou letra, ele
SEMPRE sera um acorde MAIOR Embora um acorde maior possa ser representado pela letra 'M'
(maiusculo), e um acorde menor pelo ‘m’ (minúsculo).
As letras em cima mostram o nome do acorde.
Passo 2: Aprendendo a tocar os acordes
Então vou mostrar para vocês alguns acordes para iniciantes oara tocar no violão, com explicação das
melhores formas de fazer estes acordes.
. Acorde de Lá (A) - Comecei com o acorde A porque é um dos meus favoritos, pois é fácil de tocar e é
usado em uma montanha de canções mais simples. Comece posicionando o seu dedo indicador sobre as
4 primeiras cordas, enquanto usa o seu polegar como uma alavanca na parte de trás do braço. Então
puxe para trás para poder soar claramente.
A primeira corda deve ser abafada, isso é efeito ao aliviar um pouco a pressão na corda com o próprio ,
. dedo (inidicador). E é só isso!
í
E
XX QX
I I # I
- - 2 1 - -
Acorde de Mi menor (Em) - Um dos acordes mais utilizados pelos iniciantes. Também não temos
mistério alaum aaui. mas neste caso tocamos todas as rnrrioe
Acorde de Mi com sétima (E7) - Aqui é melhor você nem tentar abafar as outras 2 cordas, pois isso vai
estragar toda a sonoridade deste acorde.____________
Acorde de Fá (F) - Neste acorde nós usamos apenas os 3 primeiros dedos e tocaremos apenas estas
rresmas 3 cordas A primeiro corda dá para facilmente abafar de eve com o seu dedo indicador
■
Acorde de Sol (G) - £st<i e uma versão super <3CjI do acorde do Sol1No caso usei o dedo indicador e o
dedo med»o nus sinta-se livio para experimentar com outros Fssa è a hora de aprender.
Acorde de Sol com sétima (G7) - Entre os acordes para iniciantes, este é um dos que mais oferecem um
desafio também Vocè preasa trabalhar com os ângulos em sua mão para que você não abafe as cordas
pue não devem ser abafadas É uma estranha combinação de inclinações verticais e vai exigir treino.
Esses são os principais acordes para iniciantes para tocar violão ou mesmo guitarra, é importante
aprendè-los pois são um bom ponto de partida No começo as coisas são dificultosas e lentas, mas com
uma pratica diária e persistência você verá resultados! Caso você já seja um músico intermediário ou
experiente, não deixe de indicar a nossa lição para os seus amigos iniciantes ou mesmo alunos!
Links interessantes:
http://www.portalmusica.com.br/basicas-progressoes-de-acordes-para-violao/
http //guitar.about.com/
http //www violaobrasil.com.br/
jj tu
a>-
i>4 hi—
.. -ur, /kI ^ ^  M
M i v » ' £ h n ^ W OWx
s
c é
V V
a _
de
.A batida que aprenderemos a seguir possui variações rítmicas e de intensidade Trata H
e uma 'valsa' que usaremos apenas para realização oos everceicios dos acordes a seguir.86
I
§
A batida do primeiro tempo é um pouco mais forte que os outros _
não temos *m etrôm etro o nosso ritmo vai auauua*
Ser ° Ponteiro ce segundos do relógio. Cada
que o ponteiro mudar sera.- y Qa vez
Ponteiro de
segundos do
r e l ú y l u
(imaginário)
2 3
▲ <4
/ •
'V
u ,
u .
*4
0
n
1 n
n
r
*metrômetro: é um aparelho que serve para marcar o ritmo.
compasso
ternario simples
barra divisória
palheta ov. ce?: n z :
da mão direu. z-í t í zjbí
4
tempo
forte
/
palheta ou polegar da mão
direita para baixo
B A T I D A D E V A L S A : Treinar toda sequência 6:*
batida.
c_ ~A~-zT:: i secuir com essa
Exemplo:
G7 CT
* *
etc...
1 2 3
1 2 3 etc
5
DICIONÁRIO DE ACORDES SIMPLES
(Modo menor)
TONALIDADE Cm
TONALIDADE Dm
«
d
TO N A LID A D E Em
D E D 05. DA (A AD A
i> -----
VvjC*^*# — i Mü
vuArvJ _^
pApíH
4 j
■
Star Wars - Tablatura
]—1
— 1 ------------------- 6------- 1 ■----------------------- 6— 1—------------------------------ .[
J— -----4- 3-1------------- ------ 4- 3-1______ __ ------ 4—3—4—1------- [
)— -
--------------------------------[
- - - . . .
]—
--------------------------------- (
--------------------------------- [
Boi da cara preta
1EJ-
V-
1-----0-
2B]---------------- 1----- 1------1-
40]-
5A]-
6E]-
-3----- 1-------3-------3-0-------0-------0-------1-------3-------3-------3
 — - -----------------------------------
^ __ ___ __
3 0 ] , _ 0 _ £ > ------------------------------- - Q O _ £ 5 _ I ----------------- - 2 5 ----------------
H j>] _ _ â ______ 3 - ____________â 0 2 - 3 3 J - ° ------------- ------------------ - C L
5A ] _ _ - — -------------------------------------------------------------------
3
J ____ _______________ -O — ----------------------------------- -------------------------------------------------------------Q “
.!l?j33j Q5.5_L.o3- 3i.o_oj--Q-L _oi.3- 3
^ r r
4ÉJ---------- — “ "
- ----------------------------- -------------------------- r " r
4ü]
_ " _ t 5 5 ^ 5 3 - 5 3 3- 5.5-------------------------------------------------------------------------
3>3i3i _1L3Ü>---------------
b E J -------------------------------- ^ -------------------- ----------------------------------------
----------------------
tiiibia .
a 7 0 
' ^ a i „ h á í i
• r- - /!
1o ^  :
> i
Parabéns pra vc
b —
E |-0—0—2—0—5—4—0—0—2—0—7*-5—99—12—9—5—3—2—1010—9—5— 7-5
B I--------------- -------------------------------------
G I-----------------------------------------------------
D I---------------------------------------------
A | ------------------------------------------------------------------
E |-------------------■---------------------------
morte:
E 1 -3 -3 -3 3 -6 -5 5 -3 3 -2 -3 3 ------------------------
B I.....................................................
G | ---------------------------------------------------------------------------------
D |----------------------------------------------------------
A |.................................................................................................................-
E 1—3—3—33—6—55—33—2—33-------------------------
noite feliz
T*. B
b ------------------------------------i -------
g --------------------------------------------------
d-5-7-5------5-7-5—
a---------- 7------------ 7
e------------— ---------
h
3- 3- 0- 1-1 1 -0 - --------1 -0 - 3- 3--------3- 0-1------1
0- 2 -2 -----------------------2- 0- 2 -0 --------------2-2---------------------- 2- 0- 2-0
2"
0 -
a
e ----------------
b---------------------
g --------0 -------------------
d-2----3-0—
a-------------------3-
Mortal Kombat
-------------------V
— T e|
- E |
e|.................- . - -e ................e - - - 3 - - - e —
B |........1— 3.............3--1-1— 1—
G| -2-2 — 2— 2 ...............................................
Dl...................................................................
A|.........................................................
E I ......................................................................................................
r -
e | .............................................................................................- ...................................................
B|..............................................................................................
G|.....................................................................................................~
D|.................................................................................................
________ a |-fi-0-0-0— 3-B-6-0-0............0-e-e-0---3-0-e e-e0e6e- ‘
tilib fc E l.................3..................... 3-0................. 3.............................
L - i
I »
1 ' « *
B|......... 0 - - 1 - - 3 - 1 .................... 1 1-0- - 1
&
G| - 0 - 0 — 0— 0................... 2......................... I V
D|-...............................3-3- - - 3— 3.............| - /
A|..........................................................................
.............................................................S r * - !
------------------------ _
: 4
t
Católicas - Ave Maria / )
Asa Branca no violão
TABLATURA
1E]------ --------
2B]----1-3-
3G]----------
4D]----------
5A]----------
6E]---------------
-0— 3— 3— 0— 1— 1- -0—3—3—1—0-
-1—3-
-[
-[ - —
1E]-------------------------
2B]------ 1-1-3-
3G]----------------
4D]----------------
5A]----------------
6E]----------------
-0—3-
----------------------------I------
7“
1E]---------0— 0--------------------0------------------------------------------------
2B]---------------- 3----3--------3-----3----1----1-------[
4D]-----------------------------------------------------------
5A]-----------------------------------------------------------
6E]-----------------------------------------------------------
2B]
]---- o-— 0-------------0—--------------------------- 1
—3----3— 1----1----- [j—-------------O'—"“O-"
J- .......i----------------------------------------------------------i
5A]-----
6E]------
----- [
----- [
1E]-------------------- ---0----3------ --- 3— 1— 0-------- 1-------
1-
----[
r2B]-------1—1- 3 l r
r
r
6E]--------------------- -------[
<->'vA-os
* í] A . _ 0 _ S v . ______ G l £ ______ ^
a « 3 - i _ i . 3 — í i . r
} > 0 -------------------------- --------------------------------------------------- - _ _ _________ “
K, 
t l ^ - N k X.V
l £ ] ________
~~ T 0 P _ G J 1 W
D -228— 63 5>_ _______ j,_ __^ü_____S________
h ------------------- ----------- 1 1 3 1 - — 2 _ _ 2 _ i L
Jt>]----21 --- &i.t.S,___________5._____5 £S........ ,3t__
U ] - S ---------------------- _ J ? 1 3 1 _________1 _ ___________ . 1 _________
____________________ _________________________________________________-__________________________ i _ H _________________ 1J L _ _ 3= <2____________
5 * ] í s L ? i 6 S : l Í 3 ê 2 _______ _____________________ I S __________ ______ _____
fcEl---------
i O --------------------------------
a d — — — -5
5 d ----------- ---------------------
^ --------------------------
G t i - - ------------------- — -
_________________________ _ _ 1 ...ÍG .S- _ _
± 2 ^ ______P 1 3 3 A _ 2 - o . _______ _________
*»jÍííJÍ>-»
>"U
I
I
i
i
>
A — — ^ »» — — ~^» , ; |
& — - o *— — - — Q> — — S - _  •
: 1 T
4 4 Í 3C ; H ^ ; h
4 -
J
6
t? __ ___________ ____ _ ____ _
* - - - y - - * - - - — - a . - -i - a .- - 4 . r , . . .
V ^  a m s^ À ^ ov- N r ^ vx V m v 
1 ----------------------------~ _ - 4 _ £ 7 ^ . . s . ^ 4 í ~ - T 4 n _ 4 i
y - O - 7» - 3 - 5 - 3 ----------------------------------------------------------3 - 5 - 5 » _
l - ~ ~ ~ -1 1 I ~ 1 3 1 7 - g - — c h - Z i l c - - ' - - ~ -
o- - ~- ^- ^2 'ni--■_"i 5■ i - v i ^ 2 : i :
4 1  .! * _:
k_o5^í»^»AJB' SvwA1^''^ ^Sv>j«r^s
A — O - O - ^ — 0 — T - ~ -------
f _____J ---------- v t~ °—
___ __ ._. ____ - - r - - 2~
^ V x y w ^ j v ^ v ^ . . ;
tí~ ------  r j— i t ~ - _ - Vi5ls.Cs
^ 5 -------------- ! o V N * _
A ». •; ^ __ _ _ _ ^ — q — - — ; - - ----------------------* j
£ ________________________________, 3 - 1 - ^ - - 1 - 1 - ^ -----------
_ _ ... - • ; - ... -•->—
- • ^ Y
f -
1*► □
. . . .
—
_ j
L _ j LJ
* xr ~
5 ^ v
i
V MUMÇ- >#v
l ------------------------J T --------------------------o - T L - _ i i . r o
o - ------------------------------ - 3 l -----------------> 3 - - - -
- i - - - 2 - ------------------------------------------- - * 3 _______________________________
JvjJJX _ Vs)sj^. fêTA. "^k^vx ^Òvjc^ k/ .. _ . _.
^ ~ Q>-3 _ 3___ o -> _G - 3 _____< f-V l 5 ^ - 3 0
e -
tf—
Lf —
L> -
A -
É - p -
- - i r - 3 1 - ^ 3 . r j,-3 — d — -
---------v*s>
stratovarius
Greensleeves
VIolSo: Principal
Tom: G
In tro d u ç ã o - Violão Clássico
H..............e -i-e...................*...............................
2j... 1---3........3--0......0--1............. 6....
3| *2............................. 6 -2.......... 2—2-----1-2——1—
«I..........................................-p-...........................2-
5|... ©.... 3......2........... e........3....................
6|...................... 3.................... .....
i|..............0--1-0..........................................................
2|... 1— 3........3-0......0- 1 e
3I--2................... 0- 2....... 2-1- -1- 2........
4|....................................... .........2-
5|....0.... 3......2........... 0............. 0-3 -0-
6|...................... 3............. 0
l|-3-3--2-0..............................................
21.......... 3- 0 .....9-1......... 0.....
3|............... 9-2......2-2--1-2- 1
41— 2................................. 2
51— 3............ 2..... 0— -3...........
6|.......... 3.............0...
1|--3-3--2-0.............................. 0-S
21.......... 3- 0 .....0 - 1 - 0 ........... 1--- 5-
3|.......................0-2............2-1-----1-2......... 5
4I----2........................... 4...........
51--3............ 2......0........... 9......#.
6j.......... 3................. 0..............
rittpi/www afradub.com br/stra*£*ariimfflreen6lee'rt,6;
R O f 1
7 9 - 7799 f0^ 0997 7 9-7 55 55> ?99 55 S
77 55
77- 7799101099779/55 55/799775595» 375577*337^5
-77 ------------------- *,5 33
Tema da Vitória
www.aulaviolaodetoa.com
Moderate J=110
C G Bb F
12~ 12~10----------------------------- 1— 10— 10— 8-
1
C G
~ 12— 12— 10—
Bb F
-|O -t0 -8
Em Dm
- 0 1—3 1— 0-
U . u u u L I L
F G#*
fí- 1 — 3— 5----1 - - 0—1-----o- -0----3— 12— 10-
Am D7
-5 7—B 7 -5
L I L I I L I
G7M C7M F7M Dm G7 Gm C7
9 D - 5
6 8 8 6 ~5 6 5 C 8
____________ _________________________ 7
1____________ 1_________________________
L I L I L I L i i u
f#•
5 7- 8-10— 8-10-
A7
-12 -13-15— 13—12-
Dm
-10-
G7
- 8-
Bb
- 8-
C7
U L L I L I i i
fr c
a 5 - 7 - 8 —10— 8—10---- — 12-
A7 Dm G7 C G Bb F
-12— 13—15— 13-12-----— 10--------- 5------— 8---------7-------- — 12-12-10----------- — 1 H H -
L I L I L I L i i U „
C G
-12-12-10-
Bb F
—10—10—8-
u
Rí6«8Sft¥6sfémffiS6«8mjjjçgjj
Super Mário Bros
Tablatura
VktxMoa
Transcrição: Alexandre Bloisi
* — e— e— 0------- e— a-
*— --------------- 1--------------
-0-------------
-3--------4— 8- 2x
— --------------------------------------0 3- 5— 1 3 0-----------------
-4— -------------9--------------------------------------------------------1 3 0
-0-------2------- 3- 2 - 0- 2x
3 1 0------- 9- 3 1 0-------- 0 0 8 8
-3-----------6-H------- 1 -3 -
-2-----------------------2-
2x
3 i- e — 0-
3----------- 0— 1---------1— 3— 4— 3— f-
-1— 1— 1— 1— 3--------1-------------1— 1— 1— 1—
—— --------- 2— 6-----------------------------
« 1 1 1-H— 3--------1-
o o -e--------;— 3---------
------------- — 1— e---------r ~
- 2— 0-
rrcrtvnfffíiF[tí
Repete parte 1 (2x)
 6E
— e —
-------------- 4-
--------- 1 - H ------------------------ 5—5— 6 — 3— 1— 0 --------------------------
—A — __
— -------------------------------------------------------------- - 4 — 4-----------
V z z Z -------------------------------------------------------------------------------- KJ—
1------------------- ------ -------------------------------------------------------
— f í --------- 4 4 A A A r A A
i ------------- 4-
1 1 ------------1— 1— 1— 0 --------------------------0 — 0 ------------
y~, a 41
—A n o
-----------------------------------------------------3—1---------------------1—
o
í------------------
U t / ■^ZÍ-------- ----------Z — — 2 ---------------------------------------------------------------------------------------
2x
/
Repete parte 3 (1x)
Repete parte 4 (1x)
4 3 2 4 4 3
-3— 4-
- 4 3 2
-6 -5 4
4 -6 -
3 2-4-
V
2x
Brasileinnho
Waldir Azevedo
T o »: 0
Prirteira Parte.
(Pa^te 1)
Pj.9-9.9.9.0-5-9-e-5-9-9-5-9-9-5-9-8-5.......
BI................................................................................
G|....................................................................................
D|...............................................................................
A|....................................................................................
El........................................................
D| 8 - - 0-5- 8- 9- 5-8- 0- 5- 8- 0- 5- 8- 9-5...............
B I...............................................................................
G|...................................................................................
01.....................................................................
A|........................................................................
E l................................................
D|-8 9 -0 - 4 -5 -0 -8 -9 - 0 -4 - 5 - 0 - 9 - 9 - 9 - 9 - 8 - 7 - 6 - 5 -
B|.............................................................................................
G|..................................................................................................
0|.............................................................................................
A|..................................................................................................
..........................................................................
(Parte 2)
D| - 0 - 2 - 3 - 4 - 3 -2 -0 -2 - 3 -4 -3 -2 -O -2 -3 - 4 -3 -2 -0 .................
B|..................................................................................................
G|...................................................................................................
D|.................................................................................................f
A' f
E|...................................................................................................... r
D|-5-4-2- 0-5 -4- 2- Q-5-4 -2- 0-
J -
D| 9 - - - 0 5-9-0 -5- 9-0 -0 -9 -9 -9 -9 -8 -7 -6 -5 — -•
G|................................................................................. J
0| ............................................................................
A I................................................................................
E I ....................................................................................
(Parte 1 - Variação)
D|- 9-9 -9 - 9 -0 -4 -5 - G-8 -9 - 0 -4 -5 -0 -8 - 9 -0 ...........
B I................................................................................
G|....................................................................................
D|.................................................................................
AI — - .........................................................................
E I.................................................................................
—
.1
B|
G|
D|
A|i PIfcl
0,
. j
1 B|
— G|
01
A|
E1
|
t
<
i
C
...............................O -2- 4-2 -0— 0 -2 -0 ....................... -í
...............................1........................... 2.................2......................*
-2 -0 ..............2................................................. 5 - 4 -
.........4 - 0 - 4 ..............................................................
D|■7 -8 -0 -4 -5 - 0 -7 -8 -0 -4 - 5 0 -7 -8 -0 -
B|..............................................................
G|.................................................................
Dl...............................................
A|.................................................................
E|..................................................................
I
-
I
I
i ~
-4-
<
<
(Parte 3) ^
D|- 0-2-3-4 — 0 -2 -3 - 4 — 0 -2 -3 -4 -3 -2 -O -5 — 8 - 2 -4-5--Í
BI................................................................ir--
G|...... Z.ii
A|...............................................................................................
E1.......................................................................................... íl
' ' I*D| - 0 - 2 - 4 - 5 - 4 2 - 0 4- - - 0 - 2 - 3 4 -------2-4-2-0- - .........
B|................................................................................. 1-0-------
6I ........................................................... ..........................2 ®* <
D|................................................................ ......................... - v
A|
El
•* i
TurrrrffTA.
lH.
Segunda Parte:
(Parte 1)
(Parte 1*
P |.................
BI
0 í
A;
1
V/
0 7 1 2 0 -e
0..
3 2-8- 0-2 3-0—
.....0.........
Final ;
l i
' ' * ....................................... 0 - 0 - ..0 .. -0 -2 -4 ..........
., B| ........... G-0- - 0 -0-1 2....2--...........
4 G| 8 8- - -0-2-3........ 3- - -3....................................................
D| ..............................................
A| ............................ ................................ .
E|................................................................................................
Oj 1 8 0 1 8 G 1-9 .................
BI - - - 1............1............. 1......................
G ................................................2................
P|............... ................................... 4- -9-4-
A |............................................................................
M ......................... ...................................
D| G 1
B|
GI
01
A|
E|
8 1-G 1-0-1-0-3-2-1---0-
(Parle ?)
P | b 4 3 -2 -1 -0-
G|
01
A|
E|
1
0! -1 1
B|
GI -
D | - -
A|
E|
1 lpO -e-i-e i-e-3-2-1- o-
- 4- 0-4
Sequência da música:
Primeira Parte:
(Parte 1)
(Parte 1 - variação)
(Parte 2)
(Parte 3)
(Parte 1)
(Parte 1 - variação)
(Parte 2)
(Parte 3)
Segunda Parte:
(Parte 1)
(Parte 2)
(Parte 1)
(Parte 3)
(Parte 1)
(Parte 3)
P- ^......... 5.........5......... S - - - 0-
B i.....................................................
Gl 5 • V - S.............
PI ................ ............................
A.......................................................
El ................................
01
BI
1- 0 -
0, ; ° b b 2 á 2 0..........0-2 3-2-0--- 2.........fl
A, J ° 32 .............. 4.................. "
N
i
(Parte 2)
(Parte 1)
(Parte 3)
Primeira Parte - Final:
(Parte 1)
(Parte 1 variação)
www.dfradubcon.tx/WBlclr-aze*«lo4>ra»iIí<rir^rr|XJrrir-Fírrt
Hino do Brasil
M «ôm tr
i
C
7 8
7 6 - 7
G m
C7
8 - 8 - 7 — 8
6 6 5 6 ~ i— 1Q~
8 - 6 6 - 5 5---------------------------------------------
— 7 — 7 — 5 - 5
-----------------------------------------8
F
6 7
7 ^ - 5
e
C
12
5 5 4 5 8
I I
Page 1/2
n n n i n 9 I
U - - — 1---------------'------------------------------------ !----------- r ^
—t— ----------------------------------- ----------♦------------------------------------------------------------" ~ ■■ -■ *■_________ .
------------------ L------------------------------ - H /
o 9 „ - T - ----- -— - — 8--------------9-------8— |------9------------------------- 9— S-------- --------- <— 9— 9— S--------------9--------9— 1
qa qa
1
i
8 ------------------- 8— 1— 9------ 8 -
- 9— 9 ------------1------------------
qa
8 -9 S - 9 S -9 8 9 z t = t
f
d
9-------8— S--------8—
- 8-
I I T
« T2ST' 9 m r * » Z ■

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Metodo preparatorio para organistas - Ana Mary de Cervantes
Metodo preparatorio para organistas - Ana Mary de CervantesMetodo preparatorio para organistas - Ana Mary de Cervantes
Metodo preparatorio para organistas - Ana Mary de Cervantes
Natalie Moreno
 
Aulas guitarra
Aulas guitarraAulas guitarra
Aulas guitarra
L R
 
Metodo para violino schmoll - (brasil)
Metodo para violino   schmoll - (brasil)Metodo para violino   schmoll - (brasil)
Metodo para violino schmoll - (brasil)
Joelliton Oliveira
 
Harmonia
HarmoniaHarmonia
Da Capo - Sax Tenor
Da Capo - Sax TenorDa Capo - Sax Tenor
Da Capo - Sax Tenor
Partitura de Banda
 
Digitacao do saxofone___pd_foitavas_do_sax
Digitacao do saxofone___pd_foitavas_do_saxDigitacao do saxofone___pd_foitavas_do_sax
Digitacao do saxofone___pd_foitavas_do_sax
b.costa
 
Curso completo de violão. prrsoares
Curso completo de violão. prrsoaresCurso completo de violão. prrsoares
Curso completo de violão. prrsoares
Seduc MT
 
Teclado curso básico
Teclado   curso básico Teclado   curso básico
Teclado curso básico
Antonio Marcos Costa Baratieri
 
240976089 dicionario-de-acordes-para-piano-e-teclado-luciano-alves
240976089 dicionario-de-acordes-para-piano-e-teclado-luciano-alves240976089 dicionario-de-acordes-para-piano-e-teclado-luciano-alves
240976089 dicionario-de-acordes-para-piano-e-teclado-luciano-alves
Nando Costa
 
Estudo de sonoridade em saxofone: mapeamento e aprimoramento de técnicas
 Estudo de sonoridade em saxofone: mapeamento e aprimoramento de técnicas Estudo de sonoridade em saxofone: mapeamento e aprimoramento de técnicas
Estudo de sonoridade em saxofone: mapeamento e aprimoramento de técnicas
Pimenta Cultural
 
Minha doce flauta doce vol 01
Minha doce flauta doce vol 01Minha doce flauta doce vol 01
Minha doce flauta doce vol 01
Arnaldo Alves
 
Método de harmonia, formação de acordes e escalas para improvisação. por gil...
Método de harmonia, formação de acordes e escalas para improvisação.  por gil...Método de harmonia, formação de acordes e escalas para improvisação.  por gil...
Método de harmonia, formação de acordes e escalas para improvisação. por gil...
Gilmar Damião
 
352297053 aprenda-a-tocar-orgao-e-teclado-cristine-prado-parte-i
352297053 aprenda-a-tocar-orgao-e-teclado-cristine-prado-parte-i352297053 aprenda-a-tocar-orgao-e-teclado-cristine-prado-parte-i
352297053 aprenda-a-tocar-orgao-e-teclado-cristine-prado-parte-i
Nando Costa
 
Campo harmonico-da_escala_maior_natural
 Campo harmonico-da_escala_maior_natural Campo harmonico-da_escala_maior_natural
Campo harmonico-da_escala_maior_natural
noisy_doctor
 
Chord-progressions-by-walter-stuart
Chord-progressions-by-walter-stuartChord-progressions-by-walter-stuart
Chord-progressions-by-walter-stuart
Nando Costa
 
Escalas sax
Escalas saxEscalas sax
Escalas sax
Jefferson Teixeira
 
Songbook choro vol 2
Songbook choro vol 2Songbook choro vol 2
Songbook choro vol 2
jairo oliveira
 
Henrique pinto iniciação ao violão vol. 2
Henrique pinto   iniciação ao violão vol. 2Henrique pinto   iniciação ao violão vol. 2
Henrique pinto iniciação ao violão vol. 2
michelasb
 
Método de estudo para flauta transversal
Método de estudo para flauta transversalMétodo de estudo para flauta transversal
Método de estudo para flauta transversal
Partitura de Banda
 

Mais procurados (20)

98731023 amadeu-russo-metodo-sax
98731023 amadeu-russo-metodo-sax98731023 amadeu-russo-metodo-sax
98731023 amadeu-russo-metodo-sax
 
Metodo preparatorio para organistas - Ana Mary de Cervantes
Metodo preparatorio para organistas - Ana Mary de CervantesMetodo preparatorio para organistas - Ana Mary de Cervantes
Metodo preparatorio para organistas - Ana Mary de Cervantes
 
Aulas guitarra
Aulas guitarraAulas guitarra
Aulas guitarra
 
Metodo para violino schmoll - (brasil)
Metodo para violino   schmoll - (brasil)Metodo para violino   schmoll - (brasil)
Metodo para violino schmoll - (brasil)
 
Harmonia
HarmoniaHarmonia
Harmonia
 
Da Capo - Sax Tenor
Da Capo - Sax TenorDa Capo - Sax Tenor
Da Capo - Sax Tenor
 
Digitacao do saxofone___pd_foitavas_do_sax
Digitacao do saxofone___pd_foitavas_do_saxDigitacao do saxofone___pd_foitavas_do_sax
Digitacao do saxofone___pd_foitavas_do_sax
 
Curso completo de violão. prrsoares
Curso completo de violão. prrsoaresCurso completo de violão. prrsoares
Curso completo de violão. prrsoares
 
Teclado curso básico
Teclado   curso básico Teclado   curso básico
Teclado curso básico
 
240976089 dicionario-de-acordes-para-piano-e-teclado-luciano-alves
240976089 dicionario-de-acordes-para-piano-e-teclado-luciano-alves240976089 dicionario-de-acordes-para-piano-e-teclado-luciano-alves
240976089 dicionario-de-acordes-para-piano-e-teclado-luciano-alves
 
Estudo de sonoridade em saxofone: mapeamento e aprimoramento de técnicas
 Estudo de sonoridade em saxofone: mapeamento e aprimoramento de técnicas Estudo de sonoridade em saxofone: mapeamento e aprimoramento de técnicas
Estudo de sonoridade em saxofone: mapeamento e aprimoramento de técnicas
 
Minha doce flauta doce vol 01
Minha doce flauta doce vol 01Minha doce flauta doce vol 01
Minha doce flauta doce vol 01
 
Método de harmonia, formação de acordes e escalas para improvisação. por gil...
Método de harmonia, formação de acordes e escalas para improvisação.  por gil...Método de harmonia, formação de acordes e escalas para improvisação.  por gil...
Método de harmonia, formação de acordes e escalas para improvisação. por gil...
 
352297053 aprenda-a-tocar-orgao-e-teclado-cristine-prado-parte-i
352297053 aprenda-a-tocar-orgao-e-teclado-cristine-prado-parte-i352297053 aprenda-a-tocar-orgao-e-teclado-cristine-prado-parte-i
352297053 aprenda-a-tocar-orgao-e-teclado-cristine-prado-parte-i
 
Campo harmonico-da_escala_maior_natural
 Campo harmonico-da_escala_maior_natural Campo harmonico-da_escala_maior_natural
Campo harmonico-da_escala_maior_natural
 
Chord-progressions-by-walter-stuart
Chord-progressions-by-walter-stuartChord-progressions-by-walter-stuart
Chord-progressions-by-walter-stuart
 
Escalas sax
Escalas saxEscalas sax
Escalas sax
 
Songbook choro vol 2
Songbook choro vol 2Songbook choro vol 2
Songbook choro vol 2
 
Henrique pinto iniciação ao violão vol. 2
Henrique pinto   iniciação ao violão vol. 2Henrique pinto   iniciação ao violão vol. 2
Henrique pinto iniciação ao violão vol. 2
 
Método de estudo para flauta transversal
Método de estudo para flauta transversalMétodo de estudo para flauta transversal
Método de estudo para flauta transversal
 

Destaque

Regular ponto de ignição do Fusca, com platinado ou ignição eletrônica usando...
Regular ponto de ignição do Fusca, com platinado ou ignição eletrônica usando...Regular ponto de ignição do Fusca, com platinado ou ignição eletrônica usando...
Regular ponto de ignição do Fusca, com platinado ou ignição eletrônica usando...
Luiz Avelar
 
Manutenção preventiva do fusca 1, feita por Luiz Avelar
Manutenção preventiva do fusca 1, feita por Luiz AvelarManutenção preventiva do fusca 1, feita por Luiz Avelar
Manutenção preventiva do fusca 1, feita por Luiz Avelar
Luiz Avelar
 
Curso defesa pessoal básico
Curso defesa pessoal básico Curso defesa pessoal básico
Curso defesa pessoal básico
Luiz Avelar
 
Como fazer um projeto técnico
Como fazer um projeto técnico Como fazer um projeto técnico
Como fazer um projeto técnico
Luiz Avelar
 
Remédio para combater pragas como pulgas e carrapatos dos seus CACHORROS e GATOS
Remédio para combater pragas como pulgas e carrapatos dos seus CACHORROS e GATOSRemédio para combater pragas como pulgas e carrapatos dos seus CACHORROS e GATOS
Remédio para combater pragas como pulgas e carrapatos dos seus CACHORROS e GATOS
Luiz Avelar
 
Apostila de AutoCAD Básico, feito pelo Prof. Alexandre Panizza
Apostila de AutoCAD Básico, feito pelo Prof. Alexandre PanizzaApostila de AutoCAD Básico, feito pelo Prof. Alexandre Panizza
Apostila de AutoCAD Básico, feito pelo Prof. Alexandre Panizza
Luiz Avelar
 
O que é Cartório de Registro de imoveis? Pra que serve? "Distrito Federal"
O que é Cartório de Registro de imoveis? Pra que serve? "Distrito Federal"O que é Cartório de Registro de imoveis? Pra que serve? "Distrito Federal"
O que é Cartório de Registro de imoveis? Pra que serve? "Distrito Federal"
Luiz Avelar
 
Manual do Roteador Wireless N Intelbras WRN 240
Manual do Roteador Wireless N Intelbras WRN 240Manual do Roteador Wireless N Intelbras WRN 240
Manual do Roteador Wireless N Intelbras WRN 240
Luiz Avelar
 
Cartórios de Sete Lagoas MG
Cartórios de Sete Lagoas MGCartórios de Sete Lagoas MG
Cartórios de Sete Lagoas MG
Luiz Avelar
 
Curso de osciloscópio
Curso de osciloscópioCurso de osciloscópio
Curso de osciloscópio
Luiz Avelar
 
Guia de Injeção Eletrônica de combustível de motos, digitalizado e cursado po...
Guia de Injeção Eletrônica de combustível de motos, digitalizado e cursado po...Guia de Injeção Eletrônica de combustível de motos, digitalizado e cursado po...
Guia de Injeção Eletrônica de combustível de motos, digitalizado e cursado po...
Luiz Avelar
 
Roteiro de videos do Tonella; Como consertar você mesmo o motor de seu fusca.
Roteiro de videos do Tonella; Como consertar você mesmo o motor de seu fusca.Roteiro de videos do Tonella; Como consertar você mesmo o motor de seu fusca.
Roteiro de videos do Tonella; Como consertar você mesmo o motor de seu fusca.
Luiz Avelar
 
Livro seu futuro em administração
Livro seu futuro em administração Livro seu futuro em administração
Livro seu futuro em administração
Luiz Avelar
 
Plano diretor de Sete Lagoas "TUDO SOBRE SETE LAGOAS"
Plano diretor de Sete Lagoas "TUDO SOBRE SETE LAGOAS"Plano diretor de Sete Lagoas "TUDO SOBRE SETE LAGOAS"
Plano diretor de Sete Lagoas "TUDO SOBRE SETE LAGOAS"
Luiz Avelar
 
Apostila Auto Cad de Comandos Básicos 1
Apostila Auto Cad de Comandos Básicos 1Apostila Auto Cad de Comandos Básicos 1
Apostila Auto Cad de Comandos Básicos 1
Luiz Avelar
 
Como resolver o "Cubo magico"
Como resolver o "Cubo magico" Como resolver o "Cubo magico"
Como resolver o "Cubo magico"
Luiz Avelar
 
PORTUGUÊS, apostila-68pag pré vestibular gratuita material para estudar em pdf
PORTUGUÊS, apostila-68pag pré vestibular gratuita material para estudar em pdfPORTUGUÊS, apostila-68pag pré vestibular gratuita material para estudar em pdf
PORTUGUÊS, apostila-68pag pré vestibular gratuita material para estudar em pdf
Luiz Avelar
 
Guia completo de Mecânica de Motos, digitalizado e cursado por Luiz Avelar
Guia completo de Mecânica de Motos, digitalizado e cursado por Luiz AvelarGuia completo de Mecânica de Motos, digitalizado e cursado por Luiz Avelar
Guia completo de Mecânica de Motos, digitalizado e cursado por Luiz Avelar
Luiz Avelar
 
Curso de Construção de Web Sites.
Curso de Construção de Web Sites. Curso de Construção de Web Sites.
Curso de Construção de Web Sites.
Luiz Avelar
 
Que é bulk ink
Que é bulk inkQue é bulk ink
Que é bulk ink
Luiz Avelar
 

Destaque (20)

Regular ponto de ignição do Fusca, com platinado ou ignição eletrônica usando...
Regular ponto de ignição do Fusca, com platinado ou ignição eletrônica usando...Regular ponto de ignição do Fusca, com platinado ou ignição eletrônica usando...
Regular ponto de ignição do Fusca, com platinado ou ignição eletrônica usando...
 
Manutenção preventiva do fusca 1, feita por Luiz Avelar
Manutenção preventiva do fusca 1, feita por Luiz AvelarManutenção preventiva do fusca 1, feita por Luiz Avelar
Manutenção preventiva do fusca 1, feita por Luiz Avelar
 
Curso defesa pessoal básico
Curso defesa pessoal básico Curso defesa pessoal básico
Curso defesa pessoal básico
 
Como fazer um projeto técnico
Como fazer um projeto técnico Como fazer um projeto técnico
Como fazer um projeto técnico
 
Remédio para combater pragas como pulgas e carrapatos dos seus CACHORROS e GATOS
Remédio para combater pragas como pulgas e carrapatos dos seus CACHORROS e GATOSRemédio para combater pragas como pulgas e carrapatos dos seus CACHORROS e GATOS
Remédio para combater pragas como pulgas e carrapatos dos seus CACHORROS e GATOS
 
Apostila de AutoCAD Básico, feito pelo Prof. Alexandre Panizza
Apostila de AutoCAD Básico, feito pelo Prof. Alexandre PanizzaApostila de AutoCAD Básico, feito pelo Prof. Alexandre Panizza
Apostila de AutoCAD Básico, feito pelo Prof. Alexandre Panizza
 
O que é Cartório de Registro de imoveis? Pra que serve? "Distrito Federal"
O que é Cartório de Registro de imoveis? Pra que serve? "Distrito Federal"O que é Cartório de Registro de imoveis? Pra que serve? "Distrito Federal"
O que é Cartório de Registro de imoveis? Pra que serve? "Distrito Federal"
 
Manual do Roteador Wireless N Intelbras WRN 240
Manual do Roteador Wireless N Intelbras WRN 240Manual do Roteador Wireless N Intelbras WRN 240
Manual do Roteador Wireless N Intelbras WRN 240
 
Cartórios de Sete Lagoas MG
Cartórios de Sete Lagoas MGCartórios de Sete Lagoas MG
Cartórios de Sete Lagoas MG
 
Curso de osciloscópio
Curso de osciloscópioCurso de osciloscópio
Curso de osciloscópio
 
Guia de Injeção Eletrônica de combustível de motos, digitalizado e cursado po...
Guia de Injeção Eletrônica de combustível de motos, digitalizado e cursado po...Guia de Injeção Eletrônica de combustível de motos, digitalizado e cursado po...
Guia de Injeção Eletrônica de combustível de motos, digitalizado e cursado po...
 
Roteiro de videos do Tonella; Como consertar você mesmo o motor de seu fusca.
Roteiro de videos do Tonella; Como consertar você mesmo o motor de seu fusca.Roteiro de videos do Tonella; Como consertar você mesmo o motor de seu fusca.
Roteiro de videos do Tonella; Como consertar você mesmo o motor de seu fusca.
 
Livro seu futuro em administração
Livro seu futuro em administração Livro seu futuro em administração
Livro seu futuro em administração
 
Plano diretor de Sete Lagoas "TUDO SOBRE SETE LAGOAS"
Plano diretor de Sete Lagoas "TUDO SOBRE SETE LAGOAS"Plano diretor de Sete Lagoas "TUDO SOBRE SETE LAGOAS"
Plano diretor de Sete Lagoas "TUDO SOBRE SETE LAGOAS"
 
Apostila Auto Cad de Comandos Básicos 1
Apostila Auto Cad de Comandos Básicos 1Apostila Auto Cad de Comandos Básicos 1
Apostila Auto Cad de Comandos Básicos 1
 
Como resolver o "Cubo magico"
Como resolver o "Cubo magico" Como resolver o "Cubo magico"
Como resolver o "Cubo magico"
 
PORTUGUÊS, apostila-68pag pré vestibular gratuita material para estudar em pdf
PORTUGUÊS, apostila-68pag pré vestibular gratuita material para estudar em pdfPORTUGUÊS, apostila-68pag pré vestibular gratuita material para estudar em pdf
PORTUGUÊS, apostila-68pag pré vestibular gratuita material para estudar em pdf
 
Guia completo de Mecânica de Motos, digitalizado e cursado por Luiz Avelar
Guia completo de Mecânica de Motos, digitalizado e cursado por Luiz AvelarGuia completo de Mecânica de Motos, digitalizado e cursado por Luiz Avelar
Guia completo de Mecânica de Motos, digitalizado e cursado por Luiz Avelar
 
Curso de Construção de Web Sites.
Curso de Construção de Web Sites. Curso de Construção de Web Sites.
Curso de Construção de Web Sites.
 
Que é bulk ink
Que é bulk inkQue é bulk ink
Que é bulk ink
 

Semelhante a Curso de violão simples e completo, com varios solinho

Aprender como tocar um violão
Aprender como tocar um violãoAprender como tocar um violão
Aprender como tocar um violão
Carlos Eugênio
 
Curso de violão
Curso de violãoCurso de violão
Curso de violão
Nando Costa
 
Curso de violao
Curso de violao Curso de violao
Curso de violao
Saulo Gomes
 
Aula de violão guitarra
Aula de violão guitarraAula de violão guitarra
Aula de violão guitarra
Iron Filho
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Apostila de violão
Apostila de violãoApostila de violão
Apostila de violão
Marlon Ferreira
 
Apostila violao-completa
Apostila violao-completaApostila violao-completa
Apostila violao-completa
Angelo Martins Pinheiro
 
3metodoviolaootaniel ricardo-
3metodoviolaootaniel ricardo-3metodoviolaootaniel ricardo-
3metodoviolaootaniel ricardo-
Saulo Gomes
 
Metodo violao otaniel ricardo
Metodo violao otaniel ricardoMetodo violao otaniel ricardo
Metodo violao otaniel ricardo
Saulo Gomes
 
Metodo de violao-otaniel ricardo
Metodo de violao-otaniel ricardoMetodo de violao-otaniel ricardo
Metodo de violao-otaniel ricardo
Yago Farias
 
Violo1b
Violo1bViolo1b
Violo1b
Lionel Guerra
 
Curso básico de teclado - academia das teclas
Curso básico de teclado  - academia das teclasCurso básico de teclado  - academia das teclas
Curso básico de teclado - academia das teclas
Cleber Lucas
 
Curso básico de teclado
Curso básico de tecladoCurso básico de teclado
Curso básico de teclado
vestaisdvenus
 
Viola iniciante
Viola inicianteViola iniciante
Viola iniciante
Marcos Duprá
 
curso-basico-de-cavaquinho
 curso-basico-de-cavaquinho curso-basico-de-cavaquinho
curso-basico-de-cavaquinho
Saulo Gomes
 
Curso de violao
Curso de violaoCurso de violao
Curso de violao
Fernando Santos
 
Apostila violão basico
Apostila violão basicoApostila violão basico
Apostila violão basico
Saulo Gomes
 
Apostila de violao
Apostila de violaoApostila de violao
Apostila de violao
Júlio Rocha
 
Livro Teoria Musical 2.0 Passo a Passo.pdf
Livro Teoria Musical 2.0 Passo a Passo.pdfLivro Teoria Musical 2.0 Passo a Passo.pdf
Livro Teoria Musical 2.0 Passo a Passo.pdf
Magnum Oliveira
 
Curso de teoria musical
Curso de teoria musicalCurso de teoria musical
Curso de teoria musical
Saulo Gomes
 

Semelhante a Curso de violão simples e completo, com varios solinho (20)

Aprender como tocar um violão
Aprender como tocar um violãoAprender como tocar um violão
Aprender como tocar um violão
 
Curso de violão
Curso de violãoCurso de violão
Curso de violão
 
Curso de violao
Curso de violao Curso de violao
Curso de violao
 
Aula de violão guitarra
Aula de violão guitarraAula de violão guitarra
Aula de violão guitarra
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 
Apostila de violão
Apostila de violãoApostila de violão
Apostila de violão
 
Apostila violao-completa
Apostila violao-completaApostila violao-completa
Apostila violao-completa
 
3metodoviolaootaniel ricardo-
3metodoviolaootaniel ricardo-3metodoviolaootaniel ricardo-
3metodoviolaootaniel ricardo-
 
Metodo violao otaniel ricardo
Metodo violao otaniel ricardoMetodo violao otaniel ricardo
Metodo violao otaniel ricardo
 
Metodo de violao-otaniel ricardo
Metodo de violao-otaniel ricardoMetodo de violao-otaniel ricardo
Metodo de violao-otaniel ricardo
 
Violo1b
Violo1bViolo1b
Violo1b
 
Curso básico de teclado - academia das teclas
Curso básico de teclado  - academia das teclasCurso básico de teclado  - academia das teclas
Curso básico de teclado - academia das teclas
 
Curso básico de teclado
Curso básico de tecladoCurso básico de teclado
Curso básico de teclado
 
Viola iniciante
Viola inicianteViola iniciante
Viola iniciante
 
curso-basico-de-cavaquinho
 curso-basico-de-cavaquinho curso-basico-de-cavaquinho
curso-basico-de-cavaquinho
 
Curso de violao
Curso de violaoCurso de violao
Curso de violao
 
Apostila violão basico
Apostila violão basicoApostila violão basico
Apostila violão basico
 
Apostila de violao
Apostila de violaoApostila de violao
Apostila de violao
 
Livro Teoria Musical 2.0 Passo a Passo.pdf
Livro Teoria Musical 2.0 Passo a Passo.pdfLivro Teoria Musical 2.0 Passo a Passo.pdf
Livro Teoria Musical 2.0 Passo a Passo.pdf
 
Curso de teoria musical
Curso de teoria musicalCurso de teoria musical
Curso de teoria musical
 

Mais de Luiz Avelar

14 - Sistema de amortização de financiamento.pdf
14 - Sistema de amortização de financiamento.pdf14 - Sistema de amortização de financiamento.pdf
14 - Sistema de amortização de financiamento.pdf
Luiz Avelar
 
13 - DRE.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
13 - DRE.pdf  FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.13 - DRE.pdf  FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
13 - DRE.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
Luiz Avelar
 
12 - Perpetuidade.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
12 - Perpetuidade.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.12 - Perpetuidade.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
12 - Perpetuidade.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
Luiz Avelar
 
11 - Séries uniformes.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
11 - Séries uniformes.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.11 - Séries uniformes.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
11 - Séries uniformes.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
Luiz Avelar
 
7 - Indexador + Spread.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
7 - Indexador + Spread.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.7 - Indexador + Spread.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
7 - Indexador + Spread.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
Luiz Avelar
 
8 - TJLP.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
8 - TJLP.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.8 - TJLP.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
8 - TJLP.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
Luiz Avelar
 
6 - Taxa de mercado + DI.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
6 - Taxa de mercado + DI.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.6 - Taxa de mercado + DI.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
6 - Taxa de mercado + DI.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
Luiz Avelar
 
5 - Comparação entre juros simples e composto.pdf FONTE TRILLIO lá vc compra...
5 - Comparação entre juros simples e composto.pdf  FONTE TRILLIO lá vc compra...5 - Comparação entre juros simples e composto.pdf  FONTE TRILLIO lá vc compra...
5 - Comparação entre juros simples e composto.pdf FONTE TRILLIO lá vc compra...
Luiz Avelar
 
4 - Juros compostos.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
4 - Juros compostos.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.4 - Juros compostos.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
4 - Juros compostos.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
Luiz Avelar
 
3 - Juros simples.pdf. FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
3 - Juros simples.pdf. FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.3 - Juros simples.pdf. FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
3 - Juros simples.pdf. FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
Luiz Avelar
 
Matemática Financeira.pdf. Dinheiro no tempo.
Matemática Financeira.pdf. Dinheiro no tempo.Matemática Financeira.pdf. Dinheiro no tempo.
Matemática Financeira.pdf. Dinheiro no tempo.
Luiz Avelar
 
Sistema de Amortização Misto (SAM)-MFN_un7Edit(2).pdf
Sistema de Amortização Misto (SAM)-MFN_un7Edit(2).pdfSistema de Amortização Misto (SAM)-MFN_un7Edit(2).pdf
Sistema de Amortização Misto (SAM)-MFN_un7Edit(2).pdf
Luiz Avelar
 
Elementos básicos de matemática financeira e respostas dos exercicios. Profes...
Elementos básicos de matemática financeira e respostas dos exercicios. Profes...Elementos básicos de matemática financeira e respostas dos exercicios. Profes...
Elementos básicos de matemática financeira e respostas dos exercicios. Profes...
Luiz Avelar
 
Método de Avaliação de Fluxo de Caixa, Matemática financeira . Professor John...
Método de Avaliação de Fluxo de Caixa, Matemática financeira . Professor John...Método de Avaliação de Fluxo de Caixa, Matemática financeira . Professor John...
Método de Avaliação de Fluxo de Caixa, Matemática financeira . Professor John...
Luiz Avelar
 
Sistema de amortização constante e exercicios Matemática financeira . Profess...
Sistema de amortização constante e exercicios Matemática financeira . Profess...Sistema de amortização constante e exercicios Matemática financeira . Profess...
Sistema de amortização constante e exercicios Matemática financeira . Profess...
Luiz Avelar
 
Revisão Matemática financeira, sistema de amortização constante, razão, porc...
Revisão Matemática financeira,  sistema de amortização constante, razão, porc...Revisão Matemática financeira,  sistema de amortização constante, razão, porc...
Revisão Matemática financeira, sistema de amortização constante, razão, porc...
Luiz Avelar
 
Introdução à Matemática Financeira_un1.pdf
Introdução à Matemática  Financeira_un1.pdfIntrodução à Matemática  Financeira_un1.pdf
Introdução à Matemática Financeira_un1.pdf
Luiz Avelar
 
Descontos simples e compostos--Matemática Financeira_un2.pdf
Descontos simples e compostos--Matemática Financeira_un2.pdfDescontos simples e compostos--Matemática Financeira_un2.pdf
Descontos simples e compostos--Matemática Financeira_un2.pdf
Luiz Avelar
 
Série de Pagamentos==MFN_un3.pdf
Série de Pagamentos==MFN_un3.pdfSérie de Pagamentos==MFN_un3.pdf
Série de Pagamentos==MFN_un3.pdf
Luiz Avelar
 
Equivalência de Capitais e Planos de Pagamento==MFN_un4.pdf
Equivalência de Capitais e  Planos de Pagamento==MFN_un4.pdfEquivalência de Capitais e  Planos de Pagamento==MFN_un4.pdf
Equivalência de Capitais e Planos de Pagamento==MFN_un4.pdf
Luiz Avelar
 

Mais de Luiz Avelar (20)

14 - Sistema de amortização de financiamento.pdf
14 - Sistema de amortização de financiamento.pdf14 - Sistema de amortização de financiamento.pdf
14 - Sistema de amortização de financiamento.pdf
 
13 - DRE.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
13 - DRE.pdf  FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.13 - DRE.pdf  FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
13 - DRE.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
 
12 - Perpetuidade.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
12 - Perpetuidade.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.12 - Perpetuidade.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
12 - Perpetuidade.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
 
11 - Séries uniformes.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
11 - Séries uniformes.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.11 - Séries uniformes.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
11 - Séries uniformes.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
 
7 - Indexador + Spread.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
7 - Indexador + Spread.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.7 - Indexador + Spread.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
7 - Indexador + Spread.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
 
8 - TJLP.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
8 - TJLP.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.8 - TJLP.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
8 - TJLP.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
 
6 - Taxa de mercado + DI.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
6 - Taxa de mercado + DI.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.6 - Taxa de mercado + DI.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
6 - Taxa de mercado + DI.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
 
5 - Comparação entre juros simples e composto.pdf FONTE TRILLIO lá vc compra...
5 - Comparação entre juros simples e composto.pdf  FONTE TRILLIO lá vc compra...5 - Comparação entre juros simples e composto.pdf  FONTE TRILLIO lá vc compra...
5 - Comparação entre juros simples e composto.pdf FONTE TRILLIO lá vc compra...
 
4 - Juros compostos.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
4 - Juros compostos.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.4 - Juros compostos.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
4 - Juros compostos.pdf FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
 
3 - Juros simples.pdf. FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
3 - Juros simples.pdf. FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.3 - Juros simples.pdf. FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
3 - Juros simples.pdf. FONTE TRILLIO la vc compra esse curso top e outros.
 
Matemática Financeira.pdf. Dinheiro no tempo.
Matemática Financeira.pdf. Dinheiro no tempo.Matemática Financeira.pdf. Dinheiro no tempo.
Matemática Financeira.pdf. Dinheiro no tempo.
 
Sistema de Amortização Misto (SAM)-MFN_un7Edit(2).pdf
Sistema de Amortização Misto (SAM)-MFN_un7Edit(2).pdfSistema de Amortização Misto (SAM)-MFN_un7Edit(2).pdf
Sistema de Amortização Misto (SAM)-MFN_un7Edit(2).pdf
 
Elementos básicos de matemática financeira e respostas dos exercicios. Profes...
Elementos básicos de matemática financeira e respostas dos exercicios. Profes...Elementos básicos de matemática financeira e respostas dos exercicios. Profes...
Elementos básicos de matemática financeira e respostas dos exercicios. Profes...
 
Método de Avaliação de Fluxo de Caixa, Matemática financeira . Professor John...
Método de Avaliação de Fluxo de Caixa, Matemática financeira . Professor John...Método de Avaliação de Fluxo de Caixa, Matemática financeira . Professor John...
Método de Avaliação de Fluxo de Caixa, Matemática financeira . Professor John...
 
Sistema de amortização constante e exercicios Matemática financeira . Profess...
Sistema de amortização constante e exercicios Matemática financeira . Profess...Sistema de amortização constante e exercicios Matemática financeira . Profess...
Sistema de amortização constante e exercicios Matemática financeira . Profess...
 
Revisão Matemática financeira, sistema de amortização constante, razão, porc...
Revisão Matemática financeira,  sistema de amortização constante, razão, porc...Revisão Matemática financeira,  sistema de amortização constante, razão, porc...
Revisão Matemática financeira, sistema de amortização constante, razão, porc...
 
Introdução à Matemática Financeira_un1.pdf
Introdução à Matemática  Financeira_un1.pdfIntrodução à Matemática  Financeira_un1.pdf
Introdução à Matemática Financeira_un1.pdf
 
Descontos simples e compostos--Matemática Financeira_un2.pdf
Descontos simples e compostos--Matemática Financeira_un2.pdfDescontos simples e compostos--Matemática Financeira_un2.pdf
Descontos simples e compostos--Matemática Financeira_un2.pdf
 
Série de Pagamentos==MFN_un3.pdf
Série de Pagamentos==MFN_un3.pdfSérie de Pagamentos==MFN_un3.pdf
Série de Pagamentos==MFN_un3.pdf
 
Equivalência de Capitais e Planos de Pagamento==MFN_un4.pdf
Equivalência de Capitais e  Planos de Pagamento==MFN_un4.pdfEquivalência de Capitais e  Planos de Pagamento==MFN_un4.pdf
Equivalência de Capitais e Planos de Pagamento==MFN_un4.pdf
 

Último

Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 

Curso de violão simples e completo, com varios solinho

  • 2. ^ ^ r u A a A ^ f V & f (j . . . . „ Ca Í o Jj / jr r X ? -* £ j^ Á f r % jO ^O èfCí* /J ^-V ^>ijú r-^ ^ ^ ffAJUXJ ,' . ÍJZ*>r"J<rj- >>J(> (_J />s~+xys*+JO- O- r_AT* & 3*yJ jySY M A<V. j ^ iW > ao fw-o^y r^J " Oü^nA a t
  • 3. Mini-Cur«;QJtÁSÍ£fiLils, V iolão Guia tíe introdução ao estudo da música para violão Capitulo 2: Conhecendo o instrum ento Neste capitulo vamos conhecer de um modo geral, o violão.; _ . O violão se encaixa na categona "Instrumento de cordas", possui 6 cordas, cada uma possui um diâmetro diferente e e capaz de produzir notas musicais a partir dei suas vibrações. O violão pede possuir dois tipos de encordamento, Náilon ou Aço, é exremamente recomendado que o iniciante possua encordamento de náilon. — Começamos a contar as cordas, da mais fina para a mais grossa, ou seja chamamos a mais fina de l 3 corda. As seis cordas, soltas, (quando tocadas sem as . pressionar com nenhum dedo da mão esquerda) produzem as seguintes notas. I a corda: Mi 23 corda Si 3a corda Sol 4a corda: Ré 5a coroa: Lá 6o corda: Mí 1 j— O braço do violão está dividido em casas (pequenos retângulos delimitados por uma fina peça de meta!). Ao pressionarmos uma das cordas com um dedo da mão esquerda, estaremos alterando sua tensão e consequentemente o som emitido por suõ vibração, resumindo, estaremos tocando urna outra nota musical. As casas são contadas, no sentido ds cabeça do violão para a caixa do violão. Capítulo 3: Afinação do Instrum ento Uma das coisas mais irritantes para um iniciante, é afinar o violão, primeiro porque ele ainda não desenvolveu habilidade auditiva, ele sabe que está desafinado, mas nàc sabe quando está ahnado, e segunde, porque realmente é uma coisa difícil. , A rensão nas cordas é regulada apartir das tarraxas (pinos que ficam na cabeça do violão, na extremidade do traço). Se o som produzido pela corda for mais baixo do ; que o desejado, é preciso girar a tarraxa correspondente para esquerda, isso irá | aumentar a tensão na coraa e fará com que o som fique mais agudo. Para afinar um violão, é preciso um som de referência, no caso pode ser a nota Lá, I gerada através de um instrumento acústico chamado de diapasão, que pode; ser í oe dois tipos: de percussão e de sopro, o primeiro é feito de metal e possui duas pontas, )á o segundo é parecido com uma gaita. Este instrumento produz um som estabeiecido internacionalmente pelo Congresso de Londres, em 1939. Numa temperatura de 20c C, o .d'apasão possui uma frequência de vibração de 440Hz, o que corresponde a nota Lá, que deve ser o som da 5a corda solta. Depois de tomar uma verdadeira surra para igualar o som do diapasão com o da 5a corda oooemos começar a afinar as outras. Procederemos da seguinte forma. O som da 5a corda pressionada na 5a casa corresponde ao som da 4 “ corda soita (corda de baixo) O som da 4 a corda pressionada na 5a casa corresponde ao som da 3 a corda solta (corda de baixo) O som. aa 3a corda pressionada na 4 a casa corresponde ao som da 2 a corda solta (corda de baixo) O som da 2° corda pressionada na 5a casa corresponde ao som da I a corda solta (corda de baixo) O som da 5a corda pressionada na 5a casa corresponde ao som da 4 a corda solta (corda de baixo) O soro da 6a corda pressionada na 5a casa corresponde ao som da 5 a corda solta (corda de cima)
  • 4. Depois de int oduzirmos os conceitos fundamentais para iniciarmos o nosso estudo, iremos verificar o que acontece quando modificamos a tensão de uma corda, e - entender porque podemos afinar o violão da forma proposta acima! Ja dissemos acima que as casas são cont3das no sentido da extremidade do braço até a caixa, ou seja a casa mais próxima da cabeça do violão (onde estão as tarraxas) é a primeira casa. j A diferença de som, de uma corda solta para a mesma corda, pressionada na I a casa é de 1/2 tom acima, isso significa que o som está 1/2 tom mais agudo. Uma nota com meio tom a mais, é representada pelo símbolo # . Por exemplo: a 5a corda solta produz um Lá, já a mesma corda pressionada na primeira casa, produz um Lá#. Quando aumentamos o tom, criamos uma escala ascendente (# ) e quando diminuímos, criamos uma escala descendente (óm oí), por exemplo, Si 1/2 tom abaixo é um Sibmol, que na verdade é igual ao La#, falamos Sibmol porque a nota original era o Si. Se tivermos um Lá# e aumentarmos 1/2 tom (pressionando a 5a corda na segunda casa) obteremos um Si. Todos sabemos a ordem das notas musicais: Capitulo 4: Escala de Notas (Tonsl Dó - Ré • Mi -Fá - Sol - Lá - Si - Dó Do Dó para o Ré, aumentamos 1 tom inteiro, do Ré para o Mi e do Sol para o Lá cambciTi. Já do Mi para o Fá aumetjtamos 1/2 tom e do Si para o Dó tam bém ! Por que o Mi e o Fá são diferentes? Na verdade o que acontece com essas notas é o seguinte, tomaremos o Mi como exemplo, porem, acontece a mesma coisa para o Si. A frequência de vibração da nota, que supostamente seria, Mi# é praticamente idêntica a frequência do Fá. Para não termos duas notas com o mesmo som, (o Mi# e o Fá), decidiu-se que o Mi# seria automáticamente o Fá, sendo então abolido, portanto, não "existe" Mi# nem S i# ! Mi# não existe, seu valor é Fá Si# não existe, seu valor é Dó Pratique isso como exercício sempre que puder! Aumentando cada nota de 1/2 em 1/2 tom , Temos uma escala conhecidd por C rom ática " Veia as escalas cromáticas de cada nota natural (entende-se por nota natural, Do, Re' Mi, Fa, Sol, La, Si)
  • 5. Solta I a 2a 3» A* 5* 7» 8" 9a 10a 11a 12a j casa casa casa casa casa casa casa ■casa casa casa casa casa r - — Nota + 1/2 + 1 + 1 + 2 + 2 + +3 + 4 :+ 4 +5 | 1/2 1/2 3 1/2 1/2 + 5 1/2 '+6 1 Dó DP# Ré Ré# Mi Fá Fá# Sol Sol# La ;La# Si Dó í Y Ré Ré# Mi Fá Fá# Sol Sol# Lá Lá# Si •Dó Dó# •Ré 1 : --------------- M i Fá Fá# Sol Sol# Lá |Lá# Si Dó Dó# Ré :Ré# Mi | Fá Fá# Sol Sol# Lá Lá# •Si Dó ;d ó # Ré Ré# Ml Fá Sol Sol# Lá Lá# Si Dó Dó# Ré Ré# Mi Fá Fá# ;soi Lá Lá# Si r . Do Dó# Ré Ré# Mi Fá ÍFá# 1 Sol ** o ÍLá i S i Dó Dó# Ré Ré# Mi Fá Fá# Sol Sol# Lá jLá# Si - t t ’ ...... ....... - Apartir desta tabela podemos entender por que afinamos o violão pela método ; proposto acima, tomaremos um exemplo, para que isso fique claro: 1— - (Consulte o capítulo 2 se tiver dúvidas). . Capítulo 5: Formação dos Acordes ( Maiores) Acorde é um conjunto de notas tocadas ao mesmo tempo, formando uma composição perfeita. Os acordes são usados para tocarmos a música propriamente dita, e apartir de agora começaremos o nosso estudo! Nós estudaremos acordes no i padrão universal, pelo que chamamos de C IFR A S. - Por exemplo o acorde Dó é uma composição perfeita pois é formado pelas notas: J__ Dó, Mi, Sol. • | - A maioria dos acordes são formados basicamente por 3 notas, o que chamamos de I Tríade. Quer saber como os acordes são formados? Fazendo uma escala Diatônica -- (Entende-se por Escala Diatônica, o que seria uma escala variando de 1 em 1 tom, j_ porém isso não acontece pois do Mi para o Fá temos 1/2 tom e do Si para o Dó também, por isso a escala Diatônica possui a seguinte variação: 1, 1, 1/2, 1, 1, 1, 1/ 2) i - I I I U I I V V V I V II V I I I ..... - Dó Ré Ml Fá Sol Lá Si Dó ~ Ré Mi Fa# Sol La Si Do# Ré “ I “ Mi Fa# Sol# La Si Do# Re# Mi Fá Sol La La# Do Re Mi Fa h Sol La Si DO Re Mi Fa# Sol . . / j La Si Do# Re Mi Fa# Sol# La Sí Do# Re# Ml Fa# Sol# La# Si
  • 6. Resumindo: Mi + * tom = Fa#, porque Mi + 1/2tom = Fa. S, + x tom = Do#, porque Si + 1/2tom = d o . A primeira coisa quepodemos notar é que você não entendeu nada do que nós > fizemosna tabela acima! O que é normal, pois você ainda não sabeumas • coismhas: Os números em romano significam o grau da escala, cada grau corresponde a um : tom, menos do II para o IV, que tèmos 1/2 tom e do V II para o V III que l também temos 1/2 tom. i Um acorde é formado pela PRIMEIRA, TERCA e a QU IN TA notas do quadro acima! j*" | Ou seja, Lá é formado por: La, Do# e Mi. O Sol é formado por: Sol, Si e Re. è "Essa é a fórmula dos acordes maiores" Outro ponto importante que podemos notar é que a I e a VIII são sempre iguais, _ isso é super importante, pois é um modo de você saber se está fazendo a tabela certo ôu nã°- L_ Treine bastante a tabela acima, tente faze-la numa folha de papel sem olhar, depois confira, essa tabela é o ponto chave para entendermos o que i_ vem pela frente!
  • 7. Acordes para iniciantes para tocar violão Passo 1: Como ler diagrama de acordes Como ler diagrama de acordes Abafada ou x não tocada Solta (tocada) Kü.. C l h T ¥ ] i m i - -2 3 : - * Indicador 1 Meio 2 Anular 3 Mínimo 4 Qual dedo usar (sua preferência) r _ Diagramas de acordes são bastante fáceis de entender. Vamos começar com os números na parte inferior do diagrama. Estes são os dedos sugeridos para o acorde. Você pode ver na foto que eu estou usando diferentes dedos Isso deve-se ao posicionamente natural dos dedos, a posição que faz a minha mão se sentir confortável. A maioria dos acordes seguem um certo padrão de posicionamento dos dedos, mas sempre vai ter aqueles determinados acordes que ficam melhor para você, dependendo da posição natural de seus dedos O ‘x’ na parte de cima - significa que as cordas não devem ser dedilhadas ou palhetadas. Então você não deve bater nessas cordas, o máximo que pode ser feito é serem abafadas com a sua mão de palhetada. O ‘o’ na parte de cima - significa que essas cordas devem ser tocadas, mas que o seu dedo não precisa pressioná-las Por isso são chamadas de cordas soltas. Lembramos também que sempre que um acorde não vier acompanhado de nenhum número ou letra, ele SEMPRE sera um acorde MAIOR Embora um acorde maior possa ser representado pela letra 'M' (maiusculo), e um acorde menor pelo ‘m’ (minúsculo). As letras em cima mostram o nome do acorde. Passo 2: Aprendendo a tocar os acordes Então vou mostrar para vocês alguns acordes para iniciantes oara tocar no violão, com explicação das melhores formas de fazer estes acordes. . Acorde de Lá (A) - Comecei com o acorde A porque é um dos meus favoritos, pois é fácil de tocar e é usado em uma montanha de canções mais simples. Comece posicionando o seu dedo indicador sobre as 4 primeiras cordas, enquanto usa o seu polegar como uma alavanca na parte de trás do braço. Então puxe para trás para poder soar claramente. A primeira corda deve ser abafada, isso é efeito ao aliviar um pouco a pressão na corda com o próprio , . dedo (inidicador). E é só isso! í
  • 8. E XX QX I I # I - - 2 1 - - Acorde de Mi menor (Em) - Um dos acordes mais utilizados pelos iniciantes. Também não temos mistério alaum aaui. mas neste caso tocamos todas as rnrrioe Acorde de Mi com sétima (E7) - Aqui é melhor você nem tentar abafar as outras 2 cordas, pois isso vai estragar toda a sonoridade deste acorde.____________ Acorde de Fá (F) - Neste acorde nós usamos apenas os 3 primeiros dedos e tocaremos apenas estas rresmas 3 cordas A primeiro corda dá para facilmente abafar de eve com o seu dedo indicador ■
  • 9. Acorde de Sol (G) - £st<i e uma versão super <3CjI do acorde do Sol1No caso usei o dedo indicador e o dedo med»o nus sinta-se livio para experimentar com outros Fssa è a hora de aprender. Acorde de Sol com sétima (G7) - Entre os acordes para iniciantes, este é um dos que mais oferecem um desafio também Vocè preasa trabalhar com os ângulos em sua mão para que você não abafe as cordas pue não devem ser abafadas É uma estranha combinação de inclinações verticais e vai exigir treino. Esses são os principais acordes para iniciantes para tocar violão ou mesmo guitarra, é importante aprendè-los pois são um bom ponto de partida No começo as coisas são dificultosas e lentas, mas com uma pratica diária e persistência você verá resultados! Caso você já seja um músico intermediário ou experiente, não deixe de indicar a nossa lição para os seus amigos iniciantes ou mesmo alunos! Links interessantes: http://www.portalmusica.com.br/basicas-progressoes-de-acordes-para-violao/ http //guitar.about.com/ http //www violaobrasil.com.br/ jj tu a>- i>4 hi— .. -ur, /kI ^ ^ M M i v » ' £ h n ^ W OWx
  • 10. s c é V V a _ de .A batida que aprenderemos a seguir possui variações rítmicas e de intensidade Trata H e uma 'valsa' que usaremos apenas para realização oos everceicios dos acordes a seguir.86 I § A batida do primeiro tempo é um pouco mais forte que os outros _ não temos *m etrôm etro o nosso ritmo vai auauua* Ser ° Ponteiro ce segundos do relógio. Cada que o ponteiro mudar sera.- y Qa vez Ponteiro de segundos do r e l ú y l u (imaginário) 2 3 ▲ <4 / • 'V u , u . *4 0 n 1 n n r *metrômetro: é um aparelho que serve para marcar o ritmo. compasso ternario simples barra divisória palheta ov. ce?: n z : da mão direu. z-í t í zjbí 4 tempo forte / palheta ou polegar da mão direita para baixo B A T I D A D E V A L S A : Treinar toda sequência 6:* batida. c_ ~A~-zT:: i secuir com essa Exemplo: G7 CT * * etc... 1 2 3 1 2 3 etc
  • 11. 5
  • 12. DICIONÁRIO DE ACORDES SIMPLES (Modo menor) TONALIDADE Cm TONALIDADE Dm « d TO N A LID A D E Em
  • 13. D E D 05. DA (A AD A i> ----- VvjC*^*# — i Mü vuArvJ _^ pApíH 4 j
  • 14. ■ Star Wars - Tablatura ]—1 — 1 ------------------- 6------- 1 ■----------------------- 6— 1—------------------------------ .[ J— -----4- 3-1------------- ------ 4- 3-1______ __ ------ 4—3—4—1------- [ )— - --------------------------------[ - - - . . . ]— --------------------------------- ( --------------------------------- [ Boi da cara preta 1EJ- V- 1-----0- 2B]---------------- 1----- 1------1- 40]- 5A]- 6E]- -3----- 1-------3-------3-0-------0-------0-------1-------3-------3-------3 — - ----------------------------------- ^ __ ___ __ 3 0 ] , _ 0 _ £ > ------------------------------- - Q O _ £ 5 _ I ----------------- - 2 5 ---------------- H j>] _ _ â ______ 3 - ____________â 0 2 - 3 3 J - ° ------------- ------------------ - C L 5A ] _ _ - — ------------------------------------------------------------------- 3 J ____ _______________ -O — ----------------------------------- -------------------------------------------------------------Q “ .!l?j33j Q5.5_L.o3- 3i.o_oj--Q-L _oi.3- 3 ^ r r 4ÉJ---------- — “ " - ----------------------------- -------------------------- r " r 4ü] _ " _ t 5 5 ^ 5 3 - 5 3 3- 5.5------------------------------------------------------------------------- 3>3i3i _1L3Ü>--------------- b E J -------------------------------- ^ -------------------- ---------------------------------------- ---------------------- tiiibia .
  • 15. a 7 0 ' ^ a i „ h á í i • r- - /! 1o ^ : > i Parabéns pra vc b — E |-0—0—2—0—5—4—0—0—2—0—7*-5—99—12—9—5—3—2—1010—9—5— 7-5 B I--------------- ------------------------------------- G I----------------------------------------------------- D I--------------------------------------------- A | ------------------------------------------------------------------ E |-------------------■--------------------------- morte: E 1 -3 -3 -3 3 -6 -5 5 -3 3 -2 -3 3 ------------------------ B I..................................................... G | --------------------------------------------------------------------------------- D |---------------------------------------------------------- A |.................................................................................................................- E 1—3—3—33—6—55—33—2—33------------------------- noite feliz T*. B b ------------------------------------i ------- g -------------------------------------------------- d-5-7-5------5-7-5— a---------- 7------------ 7 e------------— --------- h 3- 3- 0- 1-1 1 -0 - --------1 -0 - 3- 3--------3- 0-1------1 0- 2 -2 -----------------------2- 0- 2 -0 --------------2-2---------------------- 2- 0- 2-0 2" 0 - a e ---------------- b--------------------- g --------0 ------------------- d-2----3-0— a-------------------3- Mortal Kombat -------------------V — T e| - E | e|.................- . - -e ................e - - - 3 - - - e — B |........1— 3.............3--1-1— 1— G| -2-2 — 2— 2 ............................................... Dl................................................................... A|......................................................... E I ...................................................................................................... r - e | .............................................................................................- ................................................... B|.............................................................................................. G|.....................................................................................................~ D|................................................................................................. ________ a |-fi-0-0-0— 3-B-6-0-0............0-e-e-0---3-0-e e-e0e6e- ‘ tilib fc E l.................3..................... 3-0................. 3............................. L - i I » 1 ' « * B|......... 0 - - 1 - - 3 - 1 .................... 1 1-0- - 1 & G| - 0 - 0 — 0— 0................... 2......................... I V D|-...............................3-3- - - 3— 3.............| - / A|.......................................................................... .............................................................S r * - ! ------------------------ _ : 4 t
  • 16. Católicas - Ave Maria / ) Asa Branca no violão TABLATURA 1E]------ -------- 2B]----1-3- 3G]---------- 4D]---------- 5A]---------- 6E]--------------- -0— 3— 3— 0— 1— 1- -0—3—3—1—0- -1—3- -[ -[ - — 1E]------------------------- 2B]------ 1-1-3- 3G]---------------- 4D]---------------- 5A]---------------- 6E]---------------- -0—3- ----------------------------I------ 7“ 1E]---------0— 0--------------------0------------------------------------------------ 2B]---------------- 3----3--------3-----3----1----1-------[ 4D]----------------------------------------------------------- 5A]----------------------------------------------------------- 6E]----------------------------------------------------------- 2B] ]---- o-— 0-------------0—--------------------------- 1 —3----3— 1----1----- [j—-------------O'—"“O-" J- .......i----------------------------------------------------------i 5A]----- 6E]------ ----- [ ----- [ 1E]-------------------- ---0----3------ --- 3— 1— 0-------- 1------- 1- ----[ r2B]-------1—1- 3 l r r r 6E]--------------------- -------[
  • 17. <->'vA-os * í] A . _ 0 _ S v . ______ G l £ ______ ^ a « 3 - i _ i . 3 — í i . r } > 0 -------------------------- --------------------------------------------------- - _ _ _________ “ K, t l ^ - N k X.V l £ ] ________ ~~ T 0 P _ G J 1 W D -228— 63 5>_ _______ j,_ __^ü_____S________ h ------------------- ----------- 1 1 3 1 - — 2 _ _ 2 _ i L Jt>]----21 --- &i.t.S,___________5._____5 £S........ ,3t__ U ] - S ---------------------- _ J ? 1 3 1 _________1 _ ___________ . 1 _________ ____________________ _________________________________________________-__________________________ i _ H _________________ 1J L _ _ 3= <2____________ 5 * ] í s L ? i 6 S : l Í 3 ê 2 _______ _____________________ I S __________ ______ _____ fcEl--------- i O -------------------------------- a d — — — -5 5 d ----------- --------------------- ^ -------------------------- G t i - - ------------------- — - _________________________ _ _ 1 ...ÍG .S- _ _ ± 2 ^ ______P 1 3 3 A _ 2 - o . _______ _________ *»jÍííJÍ>-» >"U
  • 18. I I i i > A — — ^ »» — — ~^» , ; | & — - o *— — - — Q> — — S - _ • : 1 T 4 4 Í 3C ; H ^ ; h 4 - J 6 t? __ ___________ ____ _ ____ _ * - - - y - - * - - - — - a . - -i - a .- - 4 . r , . . . V ^ a m s^ À ^ ov- N r ^ vx V m v 1 ----------------------------~ _ - 4 _ £ 7 ^ . . s . ^ 4 í ~ - T 4 n _ 4 i y - O - 7» - 3 - 5 - 3 ----------------------------------------------------------3 - 5 - 5 » _ l - ~ ~ ~ -1 1 I ~ 1 3 1 7 - g - — c h - Z i l c - - ' - - ~ - o- - ~- ^- ^2 'ni--■_"i 5■ i - v i ^ 2 : i : 4 1 .! * _: k_o5^í»^»AJB' SvwA1^''^ ^Sv>j«r^s A — O - O - ^ — 0 — T - ~ ------- f _____J ---------- v t~ °— ___ __ ._. ____ - - r - - 2~ ^ V x y w ^ j v ^ v ^ . . ; tí~ ------ r j— i t ~ - _ - Vi5ls.Cs ^ 5 -------------- ! o V N * _ A ». •; ^ __ _ _ _ ^ — q — - — ; - - ----------------------* j £ ________________________________, 3 - 1 - ^ - - 1 - 1 - ^ ----------- _ _ ... - • ; - ... -•->— - • ^ Y f - 1*► □ . . . . — _ j L _ j LJ * xr ~ 5 ^ v i
  • 19. V MUMÇ- >#v l ------------------------J T --------------------------o - T L - _ i i . r o o - ------------------------------ - 3 l -----------------> 3 - - - - - i - - - 2 - ------------------------------------------- - * 3 _______________________________ JvjJJX _ Vs)sj^. fêTA. "^k^vx ^Òvjc^ k/ .. _ . _. ^ ~ Q>-3 _ 3___ o -> _G - 3 _____< f-V l 5 ^ - 3 0 e - tf— Lf — L> - A - É - p - - - i r - 3 1 - ^ 3 . r j,-3 — d — -
  • 20. ---------v*s> stratovarius Greensleeves VIolSo: Principal Tom: G In tro d u ç ã o - Violão Clássico H..............e -i-e...................*............................... 2j... 1---3........3--0......0--1............. 6.... 3| *2............................. 6 -2.......... 2—2-----1-2——1— «I..........................................-p-...........................2- 5|... ©.... 3......2........... e........3.................... 6|...................... 3.................... ..... i|..............0--1-0.......................................................... 2|... 1— 3........3-0......0- 1 e 3I--2................... 0- 2....... 2-1- -1- 2........ 4|....................................... .........2- 5|....0.... 3......2........... 0............. 0-3 -0- 6|...................... 3............. 0 l|-3-3--2-0.............................................. 21.......... 3- 0 .....9-1......... 0..... 3|............... 9-2......2-2--1-2- 1 41— 2................................. 2 51— 3............ 2..... 0— -3........... 6|.......... 3.............0... 1|--3-3--2-0.............................. 0-S 21.......... 3- 0 .....0 - 1 - 0 ........... 1--- 5- 3|.......................0-2............2-1-----1-2......... 5 4I----2........................... 4........... 51--3............ 2......0........... 9......#. 6j.......... 3................. 0.............. rittpi/www afradub.com br/stra*£*ariimfflreen6lee'rt,6; R O f 1 7 9 - 7799 f0^ 0997 7 9-7 55 55> ?99 55 S 77 55 77- 7799101099779/55 55/799775595» 375577*337^5 -77 ------------------- *,5 33
  • 21. Tema da Vitória www.aulaviolaodetoa.com Moderate J=110 C G Bb F 12~ 12~10----------------------------- 1— 10— 10— 8- 1 C G ~ 12— 12— 10— Bb F -|O -t0 -8 Em Dm - 0 1—3 1— 0- U . u u u L I L F G#* fí- 1 — 3— 5----1 - - 0—1-----o- -0----3— 12— 10- Am D7 -5 7—B 7 -5 L I L I I L I G7M C7M F7M Dm G7 Gm C7 9 D - 5 6 8 8 6 ~5 6 5 C 8 ____________ _________________________ 7 1____________ 1_________________________ L I L I L I L i i u f#• 5 7- 8-10— 8-10- A7 -12 -13-15— 13—12- Dm -10- G7 - 8- Bb - 8- C7 U L L I L I i i fr c a 5 - 7 - 8 —10— 8—10---- — 12- A7 Dm G7 C G Bb F -12— 13—15— 13-12-----— 10--------- 5------— 8---------7-------- — 12-12-10----------- — 1 H H - L I L I L I L i i U „ C G -12-12-10- Bb F —10—10—8- u
  • 22. Rí6«8Sft¥6sfémffiS6«8mjjjçgjj Super Mário Bros Tablatura VktxMoa Transcrição: Alexandre Bloisi * — e— e— 0------- e— a- *— --------------- 1-------------- -0------------- -3--------4— 8- 2x — --------------------------------------0 3- 5— 1 3 0----------------- -4— -------------9--------------------------------------------------------1 3 0 -0-------2------- 3- 2 - 0- 2x 3 1 0------- 9- 3 1 0-------- 0 0 8 8 -3-----------6-H------- 1 -3 - -2-----------------------2- 2x 3 i- e — 0- 3----------- 0— 1---------1— 3— 4— 3— f- -1— 1— 1— 1— 3--------1-------------1— 1— 1— 1— —— --------- 2— 6----------------------------- « 1 1 1-H— 3--------1- o o -e--------;— 3--------- ------------- — 1— e---------r ~ - 2— 0- rrcrtvnfffíiF[tí
  • 23. Repete parte 1 (2x) 6E — e — -------------- 4- --------- 1 - H ------------------------ 5—5— 6 — 3— 1— 0 -------------------------- —A — __ — -------------------------------------------------------------- - 4 — 4----------- V z z Z -------------------------------------------------------------------------------- KJ— 1------------------- ------ ------------------------------------------------------- — f í --------- 4 4 A A A r A A i ------------- 4- 1 1 ------------1— 1— 1— 0 --------------------------0 — 0 ------------ y~, a 41 —A n o -----------------------------------------------------3—1---------------------1— o í------------------ U t / ■^ZÍ-------- ----------Z — — 2 --------------------------------------------------------------------------------------- 2x / Repete parte 3 (1x) Repete parte 4 (1x) 4 3 2 4 4 3 -3— 4- - 4 3 2 -6 -5 4 4 -6 - 3 2-4- V 2x
  • 24. Brasileinnho Waldir Azevedo T o »: 0 Prirteira Parte. (Pa^te 1) Pj.9-9.9.9.0-5-9-e-5-9-9-5-9-9-5-9-8-5....... BI................................................................................ G|.................................................................................... D|............................................................................... A|.................................................................................... El........................................................ D| 8 - - 0-5- 8- 9- 5-8- 0- 5- 8- 0- 5- 8- 9-5............... B I............................................................................... G|................................................................................... 01..................................................................... A|........................................................................ E l................................................ D|-8 9 -0 - 4 -5 -0 -8 -9 - 0 -4 - 5 - 0 - 9 - 9 - 9 - 9 - 8 - 7 - 6 - 5 - B|............................................................................................. G|.................................................................................................. 0|............................................................................................. A|.................................................................................................. .......................................................................... (Parte 2) D| - 0 - 2 - 3 - 4 - 3 -2 -0 -2 - 3 -4 -3 -2 -O -2 -3 - 4 -3 -2 -0 ................. B|.................................................................................................. G|................................................................................................... D|.................................................................................................f A' f E|...................................................................................................... r D|-5-4-2- 0-5 -4- 2- Q-5-4 -2- 0- J - D| 9 - - - 0 5-9-0 -5- 9-0 -0 -9 -9 -9 -9 -8 -7 -6 -5 — -• G|................................................................................. J 0| ............................................................................ A I................................................................................ E I .................................................................................... (Parte 1 - Variação) D|- 9-9 -9 - 9 -0 -4 -5 - G-8 -9 - 0 -4 -5 -0 -8 - 9 -0 ........... B I................................................................................ G|.................................................................................... D|................................................................................. AI — - ......................................................................... E I................................................................................. — .1 B| G| D| A|i PIfcl 0, . j 1 B| — G| 01 A| E1 | t < i C ...............................O -2- 4-2 -0— 0 -2 -0 ....................... -í ...............................1........................... 2.................2......................* -2 -0 ..............2................................................. 5 - 4 - .........4 - 0 - 4 .............................................................. D|■7 -8 -0 -4 -5 - 0 -7 -8 -0 -4 - 5 0 -7 -8 -0 - B|.............................................................. G|................................................................. Dl............................................... A|................................................................. E|.................................................................. I - I I i ~ -4- < < (Parte 3) ^ D|- 0-2-3-4 — 0 -2 -3 - 4 — 0 -2 -3 -4 -3 -2 -O -5 — 8 - 2 -4-5--Í BI................................................................ir-- G|...... Z.ii A|............................................................................................... E1.......................................................................................... íl ' ' I*D| - 0 - 2 - 4 - 5 - 4 2 - 0 4- - - 0 - 2 - 3 4 -------2-4-2-0- - ......... B|................................................................................. 1-0------- 6I ........................................................... ..........................2 ®* < D|................................................................ ......................... - v A| El •* i TurrrrffTA.
  • 25. lH. Segunda Parte: (Parte 1) (Parte 1* P |................. BI 0 í A; 1 V/ 0 7 1 2 0 -e 0.. 3 2-8- 0-2 3-0— .....0......... Final ; l i ' ' * ....................................... 0 - 0 - ..0 .. -0 -2 -4 .......... ., B| ........... G-0- - 0 -0-1 2....2--........... 4 G| 8 8- - -0-2-3........ 3- - -3.................................................... D| .............................................. A| ............................ ................................ . E|................................................................................................ Oj 1 8 0 1 8 G 1-9 ................. BI - - - 1............1............. 1...................... G ................................................2................ P|............... ................................... 4- -9-4- A |............................................................................ M ......................... ................................... D| G 1 B| GI 01 A| E| 8 1-G 1-0-1-0-3-2-1---0- (Parle ?) P | b 4 3 -2 -1 -0- G| 01 A| E| 1 0! -1 1 B| GI - D | - - A| E| 1 lpO -e-i-e i-e-3-2-1- o- - 4- 0-4 Sequência da música: Primeira Parte: (Parte 1) (Parte 1 - variação) (Parte 2) (Parte 3) (Parte 1) (Parte 1 - variação) (Parte 2) (Parte 3) Segunda Parte: (Parte 1) (Parte 2) (Parte 1) (Parte 3) (Parte 1) (Parte 3) P- ^......... 5.........5......... S - - - 0- B i..................................................... Gl 5 • V - S............. PI ................ ............................ A....................................................... El ................................ 01 BI 1- 0 - 0, ; ° b b 2 á 2 0..........0-2 3-2-0--- 2.........fl A, J ° 32 .............. 4.................. " N i (Parte 2) (Parte 1) (Parte 3) Primeira Parte - Final: (Parte 1) (Parte 1 variação) www.dfradubcon.tx/WBlclr-aze*«lo4>ra»iIí<rir^rr|XJrrir-Fírrt
  • 26. Hino do Brasil M «ôm tr i C 7 8 7 6 - 7 G m C7 8 - 8 - 7 — 8 6 6 5 6 ~ i— 1Q~ 8 - 6 6 - 5 5--------------------------------------------- — 7 — 7 — 5 - 5 -----------------------------------------8 F 6 7 7 ^ - 5 e C 12 5 5 4 5 8 I I Page 1/2
  • 27. n n n i n 9 I U - - — 1---------------'------------------------------------ !----------- r ^ —t— ----------------------------------- ----------♦------------------------------------------------------------" ~ ■■ -■ *■_________ . ------------------ L------------------------------ - H / o 9 „ - T - ----- -— - — 8--------------9-------8— |------9------------------------- 9— S-------- --------- <— 9— 9— S--------------9--------9— 1 qa qa 1 i 8 ------------------- 8— 1— 9------ 8 - - 9— 9 ------------1------------------ qa 8 -9 S - 9 S -9 8 9 z t = t f d 9-------8— S--------8— - 8- I I T « T2ST' 9 m r * » Z ■