SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
RELEVO DO BRASIL Classificação Profa. Raquel P. R. de Avila
Base Geológica O Brasil é formado predominantemente por terrenos antigos, datados do Pré-Cambriano, recobertos em grandes extensões por espessos mantos sedimentares antigos e recentes
Relevo  O planeta formou sua crosta através da solidificação de materiais ígneos que sofreram rugosidades nos primeiros momentos de existência Ocorrências como soerguimentos, dobramentos, fraturas, vulcanismos, rebaixamentos, intensa erosão e sedimentação + alterações climáticas deformaram a casca O relevo se constrói por agentes internos da Terra e se destrói pelos agentes externos
Relevo do Brasil   As baixas altitudes que caracterizam o relevo brasileiro devem-se ao fato de seu território: Ser formado, em grande parte, por terrenos muito antigos; Ter sofrido intenso desgaste por processos erosivos; Não apresentar dobramentos modernos (Cenozóico) É um país de planaltos e planícies baixas, hoje, dividas em planícies verdadeiras e depressões relativas.
Relevo do Brasil Temos 41% do território abaixo de 200 metros, 56% entre 200 e 900 metros e, apenas 2,5% de 900 até 1.200 metros de altitude. Somente 0,5% do nosso território ultrapassa a cota de 1.200 metros acima do nível do mar. As regiões mais acidentadas, principalmente no sudeste, demonstram um antigo local de grande atuação interna da terra mas já trabalhado pela erosão a ponto de serem definidos como mar de morros (relevo de formas arredondadas)
As diversas classificações do relevo no Brasil   Com a tecnologia, muitas definições foram se alternando em virtude de novas descobertas. Vejamos:
Classificação de AROLDO DE AZEVEDO   	A primeira grande aceitação de classificação do relevo, foi feita pelo professor Aroldo de Azevedo, no século XX. Na sua versão, a altitude de 200 metros separaria as formas aplainadas dos planaltos e planícies. Assim, o Brasil teria dois grandes planaltos (Guianas e Brasileiro) que abrangeriam 60% do território nacional. As planícies, seriam 4: a Amazônica, a do Pantanal, a Costeira e a Gaúcha (ou Pampeana); ocupando os 40% restantes do território.
Classificação deAZIZ AB’SABER 	Após a metade do século XX, surgiu a classificação do professor AzizAb’Saberque aproveitou a anterior mas acrescentou conceitos sobre o material predominante na superfície da forma do relevo.  	Nos planaltos, deveria predominar o material desgastado em detrimento do acumulativo, e nas planícies, o inverso – o predomínio do material sedimentar acumulativo ao trabalho do desgaste.  	Segundo esta classificação, seriam 7 planaltos e 3 planícies.
Classificação de JURANDYR ROSS Mais recentemente, após o trabalho de levantamento aerofotogramétrico da região amazônica (1970), num projeto chamado Radam – expandido para todo o país/ Radambrasil, o professor Jurandyr Ross identificou uma novidade em relação às antigas classificações; surgiram as depressões, além dos já conhecidos planaltos e planícies. Nessa classificação surgiram 28 unidades distintas do relevo (11 planaltos, 11 depressões e 6 planícies). Os critérios utilizados pelo professor nesta classificação foram a altitude, as formas aplainadas, o material de formação e a sua origem geológica.
Complementação Para que você possa acompanhar os conceitos e definições das últimas aulas não esqueça de realizar a leitura da apostila (até a página 4) + a apresentação de slides e vídeos que já estão no email terceiro2011a@gmail.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Geomorfologia Do Brasil
Geomorfologia Do BrasilGeomorfologia Do Brasil
Geomorfologia Do Brasil
bianca
 
Classificação do relevo brasileiro geomorfologia
Classificação do relevo brasileiro   geomorfologiaClassificação do relevo brasileiro   geomorfologia
Classificação do relevo brasileiro geomorfologia
Rodrigo Sousa
 
Slide: Relevo brasileiro, Geografia.
Slide: Relevo brasileiro, Geografia.Slide: Relevo brasileiro, Geografia.
Slide: Relevo brasileiro, Geografia.
agendab
 
Relevo Brasileiro e Litorâneo
Relevo Brasileiro e LitorâneoRelevo Brasileiro e Litorâneo
Relevo Brasileiro e Litorâneo
Ivanilson Lima
 
Ifes aula 7-brasil-relevo_e_estrutura_geológica
Ifes aula 7-brasil-relevo_e_estrutura_geológicaIfes aula 7-brasil-relevo_e_estrutura_geológica
Ifes aula 7-brasil-relevo_e_estrutura_geológica
Kéliton Ferreira
 
Relevo brasileiro
Relevo brasileiroRelevo brasileiro
Relevo brasileiro
karolpoa
 
Aula 1b a formação relevo do brasileiro
Aula 1b a formação relevo do brasileiroAula 1b a formação relevo do brasileiro
Aula 1b a formação relevo do brasileiro
geopedrote
 
Relevo brasileiro
Relevo brasileiroRelevo brasileiro
Relevo brasileiro
dela28
 
Relevo brasileiro e solos
Relevo brasileiro e solosRelevo brasileiro e solos
Relevo brasileiro e solos
edsonluz
 

Mais procurados (20)

Relevo Brasileiro
Relevo BrasileiroRelevo Brasileiro
Relevo Brasileiro
 
Relevo Brasileiro- Geografia
Relevo Brasileiro- GeografiaRelevo Brasileiro- Geografia
Relevo Brasileiro- Geografia
 
Geomorfologia Do Brasil
Geomorfologia Do BrasilGeomorfologia Do Brasil
Geomorfologia Do Brasil
 
Relevo Brasileiro 2
Relevo Brasileiro 2Relevo Brasileiro 2
Relevo Brasileiro 2
 
Classificação do relevo brasileiro geomorfologia
Classificação do relevo brasileiro   geomorfologiaClassificação do relevo brasileiro   geomorfologia
Classificação do relevo brasileiro geomorfologia
 
Relevo brasileiro
Relevo brasileiroRelevo brasileiro
Relevo brasileiro
 
Relevo brasileiro
Relevo brasileiroRelevo brasileiro
Relevo brasileiro
 
Slide: Relevo brasileiro, Geografia.
Slide: Relevo brasileiro, Geografia.Slide: Relevo brasileiro, Geografia.
Slide: Relevo brasileiro, Geografia.
 
Relevo Brasileiro e Litorâneo
Relevo Brasileiro e LitorâneoRelevo Brasileiro e Litorâneo
Relevo Brasileiro e Litorâneo
 
Relevo brasileiro-e-sua-classificacao
Relevo brasileiro-e-sua-classificacaoRelevo brasileiro-e-sua-classificacao
Relevo brasileiro-e-sua-classificacao
 
1 aula
1 aula1 aula
1 aula
 
Ifes aula 7-brasil-relevo_e_estrutura_geológica
Ifes aula 7-brasil-relevo_e_estrutura_geológicaIfes aula 7-brasil-relevo_e_estrutura_geológica
Ifes aula 7-brasil-relevo_e_estrutura_geológica
 
Relevo de Pernambuco
Relevo de PernambucoRelevo de Pernambuco
Relevo de Pernambuco
 
Relevoestruturageologica 100417095104-phpapp02
Relevoestruturageologica 100417095104-phpapp02Relevoestruturageologica 100417095104-phpapp02
Relevoestruturageologica 100417095104-phpapp02
 
Trabalho De Geografia
Trabalho De GeografiaTrabalho De Geografia
Trabalho De Geografia
 
As paisagens e o relevo
As paisagens e o relevoAs paisagens e o relevo
As paisagens e o relevo
 
Relevo brasileiro
Relevo brasileiroRelevo brasileiro
Relevo brasileiro
 
Aula 1b a formação relevo do brasileiro
Aula 1b a formação relevo do brasileiroAula 1b a formação relevo do brasileiro
Aula 1b a formação relevo do brasileiro
 
Relevo brasileiro
Relevo brasileiroRelevo brasileiro
Relevo brasileiro
 
Relevo brasileiro e solos
Relevo brasileiro e solosRelevo brasileiro e solos
Relevo brasileiro e solos
 

Destaque

O relevo e as suas formas
O relevo e as suas formasO relevo e as suas formas
O relevo e as suas formas
profacacio
 
Trabalho de Geografia - Relevo Brasileiro
Trabalho de Geografia - Relevo BrasileiroTrabalho de Geografia - Relevo Brasileiro
Trabalho de Geografia - Relevo Brasileiro
Pedro Klein Garcia
 
Estrutura Geológica do Brasil
Estrutura Geológica do BrasilEstrutura Geológica do Brasil
Estrutura Geológica do Brasil
Marco Santos
 

Destaque (17)

O relevo e as suas formas
O relevo e as suas formasO relevo e as suas formas
O relevo e as suas formas
 
Formas De Relevo
Formas De RelevoFormas De Relevo
Formas De Relevo
 
Trabalho sobre relevo - Rafaelle
Trabalho sobre relevo - RafaelleTrabalho sobre relevo - Rafaelle
Trabalho sobre relevo - Rafaelle
 
Trabalho de Geografia - Relevo Brasileiro
Trabalho de Geografia - Relevo BrasileiroTrabalho de Geografia - Relevo Brasileiro
Trabalho de Geografia - Relevo Brasileiro
 
www.TutoresEscolares.Com.Br - Geografia - Relevo
www.TutoresEscolares.Com.Br - Geografia -  Relevowww.TutoresEscolares.Com.Br - Geografia -  Relevo
www.TutoresEscolares.Com.Br - Geografia - Relevo
 
Tipos de relevo
Tipos de relevoTipos de relevo
Tipos de relevo
 
Escola estadual tipos de relevo
Escola estadual   tipos de relevoEscola estadual   tipos de relevo
Escola estadual tipos de relevo
 
Formas de relevo
Formas de relevoFormas de relevo
Formas de relevo
 
Estrutura Geológica do Brasil
Estrutura Geológica do BrasilEstrutura Geológica do Brasil
Estrutura Geológica do Brasil
 
Tipos de Relevo- 4º ano
Tipos de Relevo- 4º anoTipos de Relevo- 4º ano
Tipos de Relevo- 4º ano
 
Relevo
RelevoRelevo
Relevo
 
Atividades dde geografia relevo, clima
Atividades dde geografia relevo, climaAtividades dde geografia relevo, clima
Atividades dde geografia relevo, clima
 
Geografia brasil relevo vvv
Geografia brasil relevo vvvGeografia brasil relevo vvv
Geografia brasil relevo vvv
 
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Geografia - Bases Físicas do Brasil
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Geografia -  Bases Físicas do Brasilwww.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Geografia -  Bases Físicas do Brasil
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Geografia - Bases Físicas do Brasil
 
Terezinha pamela silvia2
Terezinha pamela silvia2Terezinha pamela silvia2
Terezinha pamela silvia2
 
Formas de Relevo
Formas de RelevoFormas de Relevo
Formas de Relevo
 
Relevo brasileiro
Relevo brasileiroRelevo brasileiro
Relevo brasileiro
 

Semelhante a Classificação do relevo

Geologia geomorfologia e mineraçao no brasil
Geologia geomorfologia e mineraçao no brasilGeologia geomorfologia e mineraçao no brasil
Geologia geomorfologia e mineraçao no brasil
Prof.Paulo/geografia
 
MODELO DE SLIDE - CBMMG M100D 2022 - GEOGRAFIA.pptx
MODELO DE SLIDE - CBMMG M100D 2022 - GEOGRAFIA.pptxMODELO DE SLIDE - CBMMG M100D 2022 - GEOGRAFIA.pptx
MODELO DE SLIDE - CBMMG M100D 2022 - GEOGRAFIA.pptx
ANDRE LIMA
 
Estrutura geologica e relevo do brasil
Estrutura geologica e relevo do brasilEstrutura geologica e relevo do brasil
Estrutura geologica e relevo do brasil
Atalibas Aragão
 
Pdf geografia
Pdf geografiaPdf geografia
Pdf geografia
EMSNEWS
 
Relevo continental e submarino
Relevo continental e submarinoRelevo continental e submarino
Relevo continental e submarino
profleofonseca
 
Relevo estrutura geologica
Relevo estrutura geologicaRelevo estrutura geologica
Relevo estrutura geologica
estelakolinski
 
Geografia - Relevo - Os Domínios Morfológicos
Geografia - Relevo - Os Domínios MorfológicosGeografia - Relevo - Os Domínios Morfológicos
Geografia - Relevo - Os Domínios Morfológicos
cursinhofea
 

Semelhante a Classificação do relevo (20)

Geologia geomorfologia e mineraçao no brasil
Geologia geomorfologia e mineraçao no brasilGeologia geomorfologia e mineraçao no brasil
Geologia geomorfologia e mineraçao no brasil
 
Relevo brasileiro
Relevo brasileiroRelevo brasileiro
Relevo brasileiro
 
Relevo brasileiro
Relevo brasileiroRelevo brasileiro
Relevo brasileiro
 
Relevo brasileiro-e-sua-classificacao
Relevo brasileiro-e-sua-classificacaoRelevo brasileiro-e-sua-classificacao
Relevo brasileiro-e-sua-classificacao
 
MODELO DE SLIDE - CBMMG M100D 2022 - GEOGRAFIA.pptx
MODELO DE SLIDE - CBMMG M100D 2022 - GEOGRAFIA.pptxMODELO DE SLIDE - CBMMG M100D 2022 - GEOGRAFIA.pptx
MODELO DE SLIDE - CBMMG M100D 2022 - GEOGRAFIA.pptx
 
Relevo do Brasil - Formações Geomorfológicas do Brasil.
Relevo do Brasil - Formações Geomorfológicas do Brasil.Relevo do Brasil - Formações Geomorfológicas do Brasil.
Relevo do Brasil - Formações Geomorfológicas do Brasil.
 
Estrutura geologica e relevo do brasil
Estrutura geologica e relevo do brasilEstrutura geologica e relevo do brasil
Estrutura geologica e relevo do brasil
 
RELEVO CONTINENTAL
RELEVO CONTINENTALRELEVO CONTINENTAL
RELEVO CONTINENTAL
 
Prof demetrio melo brasil estrutura geológica e relevo
Prof demetrio melo   brasil estrutura geológica e relevoProf demetrio melo   brasil estrutura geológica e relevo
Prof demetrio melo brasil estrutura geológica e relevo
 
Estrutura geológica
Estrutura geológicaEstrutura geológica
Estrutura geológica
 
Pdf geografia
Pdf geografiaPdf geografia
Pdf geografia
 
Apostila Geografia
Apostila GeografiaApostila Geografia
Apostila Geografia
 
Relevo continental e submarino
Relevo continental e submarinoRelevo continental e submarino
Relevo continental e submarino
 
Relevo estrutura geologica
Relevo estrutura geologicaRelevo estrutura geologica
Relevo estrutura geologica
 
Relevo estrutura geologica
Relevo estrutura geologicaRelevo estrutura geologica
Relevo estrutura geologica
 
Relevo, rochas e solo brasileiro
Relevo, rochas e solo brasileiroRelevo, rochas e solo brasileiro
Relevo, rochas e solo brasileiro
 
Geografia - Relevo - Os Domínios Morfológicos
Geografia - Relevo - Os Domínios MorfológicosGeografia - Relevo - Os Domínios Morfológicos
Geografia - Relevo - Os Domínios Morfológicos
 
Estrutura geológica e Formação do relevo Brasileiro.
Estrutura geológica e Formação do relevo Brasileiro.Estrutura geológica e Formação do relevo Brasileiro.
Estrutura geológica e Formação do relevo Brasileiro.
 
Domínios Morfoclimáticos do Brasil
Domínios Morfoclimáticos do BrasilDomínios Morfoclimáticos do Brasil
Domínios Morfoclimáticos do Brasil
 
geografia
geografiageografia
geografia
 

Mais de Raquel Avila

Cidade pequena media grande
Cidade pequena media grandeCidade pequena media grande
Cidade pequena media grande
Raquel Avila
 
Urbanização e a situação do espaço urbano
Urbanização e a situação do espaço urbanoUrbanização e a situação do espaço urbano
Urbanização e a situação do espaço urbano
Raquel Avila
 
Livro 2 final 1o. ano
Livro 2   final 1o. anoLivro 2   final 1o. ano
Livro 2 final 1o. ano
Raquel Avila
 
Continuação unidade 3 3o. ano
Continuação unidade 3 3o. anoContinuação unidade 3 3o. ano
Continuação unidade 3 3o. ano
Raquel Avila
 
Tectônica de placas aula 25.06
Tectônica de placas aula 25.06Tectônica de placas aula 25.06
Tectônica de placas aula 25.06
Raquel Avila
 
Aula do dia 25.06.12
Aula do dia 25.06.12Aula do dia 25.06.12
Aula do dia 25.06.12
Raquel Avila
 
Uso do espaço rural
Uso do espaço ruralUso do espaço rural
Uso do espaço rural
Raquel Avila
 
Setores da economia
Setores da economiaSetores da economia
Setores da economia
Raquel Avila
 
Nova ordem mundial
Nova ordem mundialNova ordem mundial
Nova ordem mundial
Raquel Avila
 
1 sociologia como ciência
1 sociologia como ciência1 sociologia como ciência
1 sociologia como ciência
Raquel Avila
 
Questões propostas para a avaliação final de geografia
Questões propostas para a avaliação final de geografiaQuestões propostas para a avaliação final de geografia
Questões propostas para a avaliação final de geografia
Raquel Avila
 
9o. ano.revisão do capítulo 16
9o. ano.revisão do capítulo 169o. ano.revisão do capítulo 16
9o. ano.revisão do capítulo 16
Raquel Avila
 
6o. ano.revisão do capítulo 15
6o. ano.revisão do capítulo 156o. ano.revisão do capítulo 15
6o. ano.revisão do capítulo 15
Raquel Avila
 
9o. ano.revisão do capítulo 16
9o. ano.revisão do capítulo 169o. ano.revisão do capítulo 16
9o. ano.revisão do capítulo 16
Raquel Avila
 
8o. ano.revisão do capítulo 16
8o. ano.revisão do capítulo 168o. ano.revisão do capítulo 16
8o. ano.revisão do capítulo 16
Raquel Avila
 
7o. ano.revisão do capítulo 16
7o. ano.revisão do capítulo 167o. ano.revisão do capítulo 16
7o. ano.revisão do capítulo 16
Raquel Avila
 
6o. ano.revisão do capítulo 15
6o. ano.revisão do capítulo 156o. ano.revisão do capítulo 15
6o. ano.revisão do capítulo 15
Raquel Avila
 
6o. ano.revisão do capítulo 15
6o. ano.revisão do capítulo 156o. ano.revisão do capítulo 15
6o. ano.revisão do capítulo 15
Raquel Avila
 

Mais de Raquel Avila (20)

Cidade pequena media grande
Cidade pequena media grandeCidade pequena media grande
Cidade pequena media grande
 
Urbanização e a situação do espaço urbano
Urbanização e a situação do espaço urbanoUrbanização e a situação do espaço urbano
Urbanização e a situação do espaço urbano
 
Livro 2 final 1o. ano
Livro 2   final 1o. anoLivro 2   final 1o. ano
Livro 2 final 1o. ano
 
Continuação unidade 3 3o. ano
Continuação unidade 3 3o. anoContinuação unidade 3 3o. ano
Continuação unidade 3 3o. ano
 
Tectônica de placas aula 25.06
Tectônica de placas aula 25.06Tectônica de placas aula 25.06
Tectônica de placas aula 25.06
 
Aula do dia 25.06.12
Aula do dia 25.06.12Aula do dia 25.06.12
Aula do dia 25.06.12
 
Uso do espaço rural
Uso do espaço ruralUso do espaço rural
Uso do espaço rural
 
Setores da economia
Setores da economiaSetores da economia
Setores da economia
 
Nova ordem mundial
Nova ordem mundialNova ordem mundial
Nova ordem mundial
 
América
AméricaAmérica
América
 
1 sociologia como ciência
1 sociologia como ciência1 sociologia como ciência
1 sociologia como ciência
 
Questões propostas para a avaliação final de geografia
Questões propostas para a avaliação final de geografiaQuestões propostas para a avaliação final de geografia
Questões propostas para a avaliação final de geografia
 
9o. ano.revisão do capítulo 16
9o. ano.revisão do capítulo 169o. ano.revisão do capítulo 16
9o. ano.revisão do capítulo 16
 
6o. ano.revisão do capítulo 15
6o. ano.revisão do capítulo 156o. ano.revisão do capítulo 15
6o. ano.revisão do capítulo 15
 
9o. ano.revisão do capítulo 16
9o. ano.revisão do capítulo 169o. ano.revisão do capítulo 16
9o. ano.revisão do capítulo 16
 
8o. ano.revisão do capítulo 16
8o. ano.revisão do capítulo 168o. ano.revisão do capítulo 16
8o. ano.revisão do capítulo 16
 
7o. ano.revisão do capítulo 16
7o. ano.revisão do capítulo 167o. ano.revisão do capítulo 16
7o. ano.revisão do capítulo 16
 
6o. ano.revisão do capítulo 15
6o. ano.revisão do capítulo 156o. ano.revisão do capítulo 15
6o. ano.revisão do capítulo 15
 
6o. ano.revisão do capítulo 15
6o. ano.revisão do capítulo 156o. ano.revisão do capítulo 15
6o. ano.revisão do capítulo 15
 
Relevo europeu
Relevo europeuRelevo europeu
Relevo europeu
 

Classificação do relevo

  • 1. RELEVO DO BRASIL Classificação Profa. Raquel P. R. de Avila
  • 2. Base Geológica O Brasil é formado predominantemente por terrenos antigos, datados do Pré-Cambriano, recobertos em grandes extensões por espessos mantos sedimentares antigos e recentes
  • 3. Relevo O planeta formou sua crosta através da solidificação de materiais ígneos que sofreram rugosidades nos primeiros momentos de existência Ocorrências como soerguimentos, dobramentos, fraturas, vulcanismos, rebaixamentos, intensa erosão e sedimentação + alterações climáticas deformaram a casca O relevo se constrói por agentes internos da Terra e se destrói pelos agentes externos
  • 4. Relevo do Brasil As baixas altitudes que caracterizam o relevo brasileiro devem-se ao fato de seu território: Ser formado, em grande parte, por terrenos muito antigos; Ter sofrido intenso desgaste por processos erosivos; Não apresentar dobramentos modernos (Cenozóico) É um país de planaltos e planícies baixas, hoje, dividas em planícies verdadeiras e depressões relativas.
  • 5. Relevo do Brasil Temos 41% do território abaixo de 200 metros, 56% entre 200 e 900 metros e, apenas 2,5% de 900 até 1.200 metros de altitude. Somente 0,5% do nosso território ultrapassa a cota de 1.200 metros acima do nível do mar. As regiões mais acidentadas, principalmente no sudeste, demonstram um antigo local de grande atuação interna da terra mas já trabalhado pela erosão a ponto de serem definidos como mar de morros (relevo de formas arredondadas)
  • 6. As diversas classificações do relevo no Brasil Com a tecnologia, muitas definições foram se alternando em virtude de novas descobertas. Vejamos:
  • 7. Classificação de AROLDO DE AZEVEDO A primeira grande aceitação de classificação do relevo, foi feita pelo professor Aroldo de Azevedo, no século XX. Na sua versão, a altitude de 200 metros separaria as formas aplainadas dos planaltos e planícies. Assim, o Brasil teria dois grandes planaltos (Guianas e Brasileiro) que abrangeriam 60% do território nacional. As planícies, seriam 4: a Amazônica, a do Pantanal, a Costeira e a Gaúcha (ou Pampeana); ocupando os 40% restantes do território.
  • 8.
  • 9. Classificação deAZIZ AB’SABER Após a metade do século XX, surgiu a classificação do professor AzizAb’Saberque aproveitou a anterior mas acrescentou conceitos sobre o material predominante na superfície da forma do relevo. Nos planaltos, deveria predominar o material desgastado em detrimento do acumulativo, e nas planícies, o inverso – o predomínio do material sedimentar acumulativo ao trabalho do desgaste. Segundo esta classificação, seriam 7 planaltos e 3 planícies.
  • 10.
  • 11. Classificação de JURANDYR ROSS Mais recentemente, após o trabalho de levantamento aerofotogramétrico da região amazônica (1970), num projeto chamado Radam – expandido para todo o país/ Radambrasil, o professor Jurandyr Ross identificou uma novidade em relação às antigas classificações; surgiram as depressões, além dos já conhecidos planaltos e planícies. Nessa classificação surgiram 28 unidades distintas do relevo (11 planaltos, 11 depressões e 6 planícies). Os critérios utilizados pelo professor nesta classificação foram a altitude, as formas aplainadas, o material de formação e a sua origem geológica.
  • 12.
  • 13. Complementação Para que você possa acompanhar os conceitos e definições das últimas aulas não esqueça de realizar a leitura da apostila (até a página 4) + a apresentação de slides e vídeos que já estão no email terceiro2011a@gmail.com