SlideShare uma empresa Scribd logo
Relevo - Brasil




                    Wesley Alves Vieira
                             Geografia
              wesleygeoufu@gmail.com
Relevo
    Lembrar dos Tipos de Rochas e Estruturas
 Geológicas que correspondem à composição
                          rochosa da crosta,
o relevo é a forma como elas se apresentam.
Rochas Ígneas ou Magmáticas
        • (igneus = fogo)
        • Resfriamento e solidificação
          de magma que vem do
          interior do planeta; processo
          lento;     formam      rochas
          intrusivas ou cristalinas. Ou
          na superfície, processo mais
          rápido, rocha vulcânica ou
          extrusiva.
Magmáticas – Intrusivas
     (Exemplo: Granito)
Magmáticas – Extrusivas
     (Exemplo: Basalto)
Rochas Sedimentares
• Consolidação de Sedimentos, Produto da
  Erosão, Sedimentos se acumulam nas partes
  mais baixas – compactação – fósseis.
• Erosão – Intemperismo (físico, mecânico,
  químico), culminam no desgaste, transporte e
  sedimentação.
Rochas Sedimentares
               Arenito



Arenito


               Estalagmites   Arenito

    Calcário
Rochas Metamórficas
• (meta = mudança; morphe = forma)
• Modificação de rochas pré existentes pela
alteração das condições de pressão e
temperatura; pressão das rochas já existentes.




                Quartzo
Formas de Relevo - Brasil
• Resultado da ação de forças ou agentes
  internos e externos:
                Agentes Internos
        Tectonismo, vulcanismo e sismos
                Agentes Externos
    Rios, Chuvas, Geleiras, Oceanos, Ventos,
             Temperatura, Seres Vivos
Planícies – 100 m de altitude
• Planície Litorânea – estreita e alongada;
• Planície Amazônica – acompanha o curso do
  rio Amazonas ou de alguns de seus afluentes,
  pode ser compartimentada em três níveis;
                     Várzea
                      Teso
                   Terra Firme
• Pantanal Matogrossense ou Planície Mato-
  Grossense
Planície Amazônica
Planície do Pantanal Mato-grossense
Planaltos – 300 m de altitude
• Planalto Atlântico – Mares de Morro;
  Superfície ondulada; Serra do Mar Serra da
  Mantiqueira;
• Planalto da Bacia do Paraná – Sedimentos e
  Rochas Vulcânicas, Terras Roxas;
Chapada dos Guimarães - GO
Planalto Meridional Brasileiro
Planalto Basáltico - SUL
Chapadas
Cuesta – Canadá




                  Exemplo
Cuesta




         Exemplo
Depressões – 100 e 500 m de altitude
• Sertaneja – Vale do Rio São Francisco, Serras e
  Chapadas, Sertão Nordestino;
• Periférica – Ocorrência de jazida de carvão
  mineral, terrenos a base de rochas
  sedimentares e metamórficas, Sul de Santa
  Catarina.
Depressão Sertaneja e do São
Francisco - Chapada Diamantina
Morros Isolados na Depressão do Vale
        do Rio Araguaia - TO
Cadeias de Montanhas
• Relevo acidentado, íngreme, originado dos
  dobramentos modernos, ação erosiva não
  provocou transformações significativas.




  Obs.: No Brasil não há dobramentos modernos (recentes).
Serra da Mantiqueira - MG
Pico da Bandeira - ES
O Relevo do Brasil - Classificações
• 1940 - Aroldo de Azevedo

   Brasil – Planaltos e Planícies a partir das
                     altitudes;
 Planícies: superfícies planas de até 200 m de
                      altitude.
                   Planaltos...
O Relevo do Brasil - Classificações
• 1960 – Aziz Ab’Sáber

Brasil – uma classificação mais detalhada, além
     das altitudes, considerava os processos
                    geológicos.
   Planícies: terrenos em predominavam a
                  sedimentação;
  Planaltos: terrenos em que prevaleciam os
              processos de desgastes.
O Relevo do Brasil - Classificações
• 1995 – Jurandyr Ross

   Brasil – uma classificação também detalhada,
       observação através de levantamentos
    aerofotogramétricos, considerava também a
                 estrutura geológica.

Associa informações altimétricas com os processos
    de erosão, sedimentação e gênese do relevo
                     terrestre.
Jurandyr Ross - 3 Formações
• Depressões – entre 100 e 500 metros,
  formado pro estruturas cristalinas ou
  sedimentares;
• Planaltos – acima dos 300 metros, superfícies
  planas ou acidentadas associadas aos
  processos erosivos;
• Planícies – entre 0 e 100 metros, predominam
  os processos de sedimentação, associadas as
  inundações, margens de grandes rios;
• Agentes de Construção e Modificação que
  atuam de forma simultânea

                Agentes Endógenos
  Interior da Crosta – Desdobramentos das placas
                 tectônicas, choques.

                Agentes Exógenos
 A partir da superfície do planeta, ventos, chuvas,
                      seres vivos.
Observações
Assim o relevo brasileiro foi dividido em 28
unidades, sendo 11 planaltos, 11 depressões
        e 6 planícies (Jurandyr Ross).
fim? começo...




                 Estudem!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estrutura geológica do brasil
Estrutura geológica do brasilEstrutura geológica do brasil
Estrutura geológica do brasil
Alexandre Sampaio
 
Aspectos naturais europa
Aspectos naturais europaAspectos naturais europa
Aspectos naturais europa
Prof.Paulo/geografia
 
Relevo brasileiro
Relevo brasileiroRelevo brasileiro
Relevo brasileiro
João José Ferreira Tojal
 
O relevo e as suas formas
O relevo e as suas formasO relevo e as suas formas
O relevo e as suas formas
profacacio
 
Localização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasilLocalização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasil
guiodrumond
 
Continente asiático
Continente asiáticoContinente asiático
Continente asiático
André Luiz Marques
 
Relevo
RelevoRelevo
Relevo
lidia76
 
7º ano unidade 5 - Região Norte
7º ano   unidade 5 - Região Norte7º ano   unidade 5 - Região Norte
7º ano unidade 5 - Região Norte
Christie Freitas
 
Aula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economia
Aula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economiaAula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economia
Aula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economia
Michele Wilbert
 
Dinâmica interna e externa do relevo
Dinâmica interna e externa do relevoDinâmica interna e externa do relevo
Dinâmica interna e externa do relevo
João José Ferreira Tojal
 
Relevo terrestre
Relevo terrestreRelevo terrestre
TERRA - Estrutura Geologica
TERRA - Estrutura GeologicaTERRA - Estrutura Geologica
TERRA - Estrutura Geologica
João José Ferreira Tojal
 
Relevo agentes formadores e erosivos
Relevo agentes formadores e erosivosRelevo agentes formadores e erosivos
Relevo agentes formadores e erosivos
Professor
 
Cap. 5 os agentes modeladores do relevo
Cap. 5   os agentes modeladores do relevoCap. 5   os agentes modeladores do relevo
Cap. 5 os agentes modeladores do relevo
profacacio
 
Localização do território brasileiro
Localização do território brasileiroLocalização do território brasileiro
Localização do território brasileiro
Gabrielly Peixoto
 
Climas do brasil
Climas do brasilClimas do brasil
Climas do brasil
Suely Takahashi
 
Geografia as principais bacias hidrograficas do brasil
Geografia   as principais bacias hidrograficas do brasilGeografia   as principais bacias hidrograficas do brasil
Geografia as principais bacias hidrograficas do brasil
Gustavo Soares
 
As formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundoAs formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundo
Professor
 
Sub região do nordeste
Sub região do nordesteSub região do nordeste
Sub região do nordeste
ISJ
 
Geografia relevo-final
Geografia relevo-finalGeografia relevo-final
Geografia relevo-final
danielcpacheco2
 

Mais procurados (20)

Estrutura geológica do brasil
Estrutura geológica do brasilEstrutura geológica do brasil
Estrutura geológica do brasil
 
Aspectos naturais europa
Aspectos naturais europaAspectos naturais europa
Aspectos naturais europa
 
Relevo brasileiro
Relevo brasileiroRelevo brasileiro
Relevo brasileiro
 
O relevo e as suas formas
O relevo e as suas formasO relevo e as suas formas
O relevo e as suas formas
 
Localização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasilLocalização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasil
 
Continente asiático
Continente asiáticoContinente asiático
Continente asiático
 
Relevo
RelevoRelevo
Relevo
 
7º ano unidade 5 - Região Norte
7º ano   unidade 5 - Região Norte7º ano   unidade 5 - Região Norte
7º ano unidade 5 - Região Norte
 
Aula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economia
Aula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economiaAula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economia
Aula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economia
 
Dinâmica interna e externa do relevo
Dinâmica interna e externa do relevoDinâmica interna e externa do relevo
Dinâmica interna e externa do relevo
 
Relevo terrestre
Relevo terrestreRelevo terrestre
Relevo terrestre
 
TERRA - Estrutura Geologica
TERRA - Estrutura GeologicaTERRA - Estrutura Geologica
TERRA - Estrutura Geologica
 
Relevo agentes formadores e erosivos
Relevo agentes formadores e erosivosRelevo agentes formadores e erosivos
Relevo agentes formadores e erosivos
 
Cap. 5 os agentes modeladores do relevo
Cap. 5   os agentes modeladores do relevoCap. 5   os agentes modeladores do relevo
Cap. 5 os agentes modeladores do relevo
 
Localização do território brasileiro
Localização do território brasileiroLocalização do território brasileiro
Localização do território brasileiro
 
Climas do brasil
Climas do brasilClimas do brasil
Climas do brasil
 
Geografia as principais bacias hidrograficas do brasil
Geografia   as principais bacias hidrograficas do brasilGeografia   as principais bacias hidrograficas do brasil
Geografia as principais bacias hidrograficas do brasil
 
As formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundoAs formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundo
 
Sub região do nordeste
Sub região do nordesteSub região do nordeste
Sub região do nordeste
 
Geografia relevo-final
Geografia relevo-finalGeografia relevo-final
Geografia relevo-final
 

Destaque

Hidrografia do brasil
Hidrografia do brasilHidrografia do brasil
Hidrografia do brasil
Colégio Nova Geração COC
 
Regiões brasileiras silmara
Regiões brasileiras silmaraRegiões brasileiras silmara
Regiões brasileiras silmara
Silmara Robles
 
Geografia vegetação brasileira
Geografia  vegetação brasileiraGeografia  vegetação brasileira
Geografia vegetação brasileira
Jaicinha
 
Divisão regional brasileira
Divisão regional brasileiraDivisão regional brasileira
Divisão regional brasileira
Rodrigo Baglini
 
Geo regiões brasileiras 7º
Geo regiões brasileiras 7ºGeo regiões brasileiras 7º
Geo regiões brasileiras 7º
profgilvano
 
Regionalização do Brasil (IBGE)
Regionalização do Brasil (IBGE)Regionalização do Brasil (IBGE)
Regionalização do Brasil (IBGE)
paulotmo
 
Clima e vegetação
Clima e vegetaçãoClima e vegetação
Clima e vegetação
Salageo Cristina
 
As regiões
As regiõesAs regiões
As regiões
ZONIVALDO
 
GEOGRAFIA as principais formas de regionalizar o Brasil
GEOGRAFIA as principais formas de regionalizar o BrasilGEOGRAFIA as principais formas de regionalizar o Brasil
GEOGRAFIA as principais formas de regionalizar o Brasil
Dayane Cristine Leite
 
Vegetação Brasileira
Vegetação BrasileiraVegetação Brasileira
Vegetação Brasileira
Cleber Reis
 
Apresentação amazônia
Apresentação   amazôniaApresentação   amazônia
Apresentação amazônia
Victor Ygor
 
Clima e vegetação do Brasil
Clima e vegetação do BrasilClima e vegetação do Brasil
Clima e vegetação do Brasil
Portal do Vestibulando
 
Slide nordeste
Slide nordesteSlide nordeste
Slide nordeste
Gustavo Dos S. Nogueira
 
Regiao Nordeste
Regiao NordesteRegiao Nordeste
Regiao Nordeste
Walquiria Dutra
 
Os tipos de Clima e Vegetação do Brasil
Os tipos de Clima e Vegetação  do BrasilOs tipos de Clima e Vegetação  do Brasil
Os tipos de Clima e Vegetação do Brasil
Lana Delly Nascimento
 
Aula de hidrografia do brasil
Aula de hidrografia do brasilAula de hidrografia do brasil
Aula de hidrografia do brasil
Professor
 
Climas do Brasil
Climas do BrasilClimas do Brasil
Climas do Brasil
moajr2
 
Climas do brasil
Climas do brasilClimas do brasil
Climas do brasil
Alexia 14
 
Hidrografia
HidrografiaHidrografia
Hidrografia
frankfranklyn
 
Slide 1 - Regionalização do Brasil
Slide 1 - Regionalização do BrasilSlide 1 - Regionalização do Brasil
Slide 1 - Regionalização do Brasil
Laisa Cabral Caetano
 

Destaque (20)

Hidrografia do brasil
Hidrografia do brasilHidrografia do brasil
Hidrografia do brasil
 
Regiões brasileiras silmara
Regiões brasileiras silmaraRegiões brasileiras silmara
Regiões brasileiras silmara
 
Geografia vegetação brasileira
Geografia  vegetação brasileiraGeografia  vegetação brasileira
Geografia vegetação brasileira
 
Divisão regional brasileira
Divisão regional brasileiraDivisão regional brasileira
Divisão regional brasileira
 
Geo regiões brasileiras 7º
Geo regiões brasileiras 7ºGeo regiões brasileiras 7º
Geo regiões brasileiras 7º
 
Regionalização do Brasil (IBGE)
Regionalização do Brasil (IBGE)Regionalização do Brasil (IBGE)
Regionalização do Brasil (IBGE)
 
Clima e vegetação
Clima e vegetaçãoClima e vegetação
Clima e vegetação
 
As regiões
As regiõesAs regiões
As regiões
 
GEOGRAFIA as principais formas de regionalizar o Brasil
GEOGRAFIA as principais formas de regionalizar o BrasilGEOGRAFIA as principais formas de regionalizar o Brasil
GEOGRAFIA as principais formas de regionalizar o Brasil
 
Vegetação Brasileira
Vegetação BrasileiraVegetação Brasileira
Vegetação Brasileira
 
Apresentação amazônia
Apresentação   amazôniaApresentação   amazônia
Apresentação amazônia
 
Clima e vegetação do Brasil
Clima e vegetação do BrasilClima e vegetação do Brasil
Clima e vegetação do Brasil
 
Slide nordeste
Slide nordesteSlide nordeste
Slide nordeste
 
Regiao Nordeste
Regiao NordesteRegiao Nordeste
Regiao Nordeste
 
Os tipos de Clima e Vegetação do Brasil
Os tipos de Clima e Vegetação  do BrasilOs tipos de Clima e Vegetação  do Brasil
Os tipos de Clima e Vegetação do Brasil
 
Aula de hidrografia do brasil
Aula de hidrografia do brasilAula de hidrografia do brasil
Aula de hidrografia do brasil
 
Climas do Brasil
Climas do BrasilClimas do Brasil
Climas do Brasil
 
Climas do brasil
Climas do brasilClimas do brasil
Climas do brasil
 
Hidrografia
HidrografiaHidrografia
Hidrografia
 
Slide 1 - Regionalização do Brasil
Slide 1 - Regionalização do BrasilSlide 1 - Regionalização do Brasil
Slide 1 - Regionalização do Brasil
 

Semelhante a Aula - Relevo Brasil

Aularelevobrasil 110622201155-phpapp02
Aularelevobrasil 110622201155-phpapp02Aularelevobrasil 110622201155-phpapp02
Aularelevobrasil 110622201155-phpapp02
Italo Alan
 
As paisagens e o relevo
As paisagens e o relevoAs paisagens e o relevo
As paisagens e o relevo
Salageo Cristina
 
Formação das rochas
Formação das rochasFormação das rochas
Formação das rochas
guest8f5984
 
G E O M O R F O L O G I A
G E O M O R F O L O G I AG E O M O R F O L O G I A
G E O M O R F O L O G I A
Amanda Oliveira
 
Relevo e Solos.pptx
Relevo e Solos.pptxRelevo e Solos.pptx
Relevo e Solos.pptx
Salvioli1
 
Aula 03 relevo do brasil
Aula 03   relevo do brasilAula 03   relevo do brasil
Aula 03 relevo do brasil
Jonatas Carlos
 
Geologia geomorfologia e mineraçao no brasil
Geologia geomorfologia e mineraçao no brasilGeologia geomorfologia e mineraçao no brasil
Geologia geomorfologia e mineraçao no brasil
Prof.Paulo/geografia
 
Paisagens geológicas
Paisagens geológicasPaisagens geológicas
Paisagens geológicas
Francisco Vasconcelos
 
Aula Geografia
Aula Geografia Aula Geografia
Aula Geografia
Cris Crepaldi
 
A dinâmica da terra a formação do relevo e suas formas
A dinâmica da terra   a formação do relevo e suas formasA dinâmica da terra   a formação do relevo e suas formas
A dinâmica da terra a formação do relevo e suas formas
Wesley Torres
 
Geografia 1 ano
Geografia 1 anoGeografia 1 ano
Geografia 1 ano
Junior Oliveira
 
Estruturasgeolgicas formasdorelevoplancieplanaltoedepresso-120604155217-phpapp02
Estruturasgeolgicas formasdorelevoplancieplanaltoedepresso-120604155217-phpapp02Estruturasgeolgicas formasdorelevoplancieplanaltoedepresso-120604155217-phpapp02
Estruturasgeolgicas formasdorelevoplancieplanaltoedepresso-120604155217-phpapp02
Emerson Ricardo
 
Estrutura e rochas
Estrutura e rochasEstrutura e rochas
Estrutura e rochas
Professor
 
Estruturaerochas
EstruturaerochasEstruturaerochas
Estruturaerochas
Professor
 
Geomorfologia
GeomorfologiaGeomorfologia
Geomorfologia
profleofonseca
 
Relevos do planeta.pdf
Relevos do planeta.pdfRelevos do planeta.pdf
Relevos do planeta.pdf
Ricardo Diniz campos
 
Estrutura e relevo
Estrutura e relevoEstrutura e relevo
Estrutura e relevo
robertobraz
 
Minerais E Rochas
Minerais E RochasMinerais E Rochas
Minerais E Rochas
ceama
 
Aula 2 geo
Aula 2 geoAula 2 geo
Relevo brasileiro
Relevo brasileiroRelevo brasileiro
Relevo brasileiro
Eponina Alencar
 

Semelhante a Aula - Relevo Brasil (20)

Aularelevobrasil 110622201155-phpapp02
Aularelevobrasil 110622201155-phpapp02Aularelevobrasil 110622201155-phpapp02
Aularelevobrasil 110622201155-phpapp02
 
As paisagens e o relevo
As paisagens e o relevoAs paisagens e o relevo
As paisagens e o relevo
 
Formação das rochas
Formação das rochasFormação das rochas
Formação das rochas
 
G E O M O R F O L O G I A
G E O M O R F O L O G I AG E O M O R F O L O G I A
G E O M O R F O L O G I A
 
Relevo e Solos.pptx
Relevo e Solos.pptxRelevo e Solos.pptx
Relevo e Solos.pptx
 
Aula 03 relevo do brasil
Aula 03   relevo do brasilAula 03   relevo do brasil
Aula 03 relevo do brasil
 
Geologia geomorfologia e mineraçao no brasil
Geologia geomorfologia e mineraçao no brasilGeologia geomorfologia e mineraçao no brasil
Geologia geomorfologia e mineraçao no brasil
 
Paisagens geológicas
Paisagens geológicasPaisagens geológicas
Paisagens geológicas
 
Aula Geografia
Aula Geografia Aula Geografia
Aula Geografia
 
A dinâmica da terra a formação do relevo e suas formas
A dinâmica da terra   a formação do relevo e suas formasA dinâmica da terra   a formação do relevo e suas formas
A dinâmica da terra a formação do relevo e suas formas
 
Geografia 1 ano
Geografia 1 anoGeografia 1 ano
Geografia 1 ano
 
Estruturasgeolgicas formasdorelevoplancieplanaltoedepresso-120604155217-phpapp02
Estruturasgeolgicas formasdorelevoplancieplanaltoedepresso-120604155217-phpapp02Estruturasgeolgicas formasdorelevoplancieplanaltoedepresso-120604155217-phpapp02
Estruturasgeolgicas formasdorelevoplancieplanaltoedepresso-120604155217-phpapp02
 
Estrutura e rochas
Estrutura e rochasEstrutura e rochas
Estrutura e rochas
 
Estruturaerochas
EstruturaerochasEstruturaerochas
Estruturaerochas
 
Geomorfologia
GeomorfologiaGeomorfologia
Geomorfologia
 
Relevos do planeta.pdf
Relevos do planeta.pdfRelevos do planeta.pdf
Relevos do planeta.pdf
 
Estrutura e relevo
Estrutura e relevoEstrutura e relevo
Estrutura e relevo
 
Minerais E Rochas
Minerais E RochasMinerais E Rochas
Minerais E Rochas
 
Aula 2 geo
Aula 2 geoAula 2 geo
Aula 2 geo
 
Relevo brasileiro
Relevo brasileiroRelevo brasileiro
Relevo brasileiro
 

Mais de gustavocnm

Quando o Sol encoberto vai Mostrando - Sonetos de Camões
Quando o Sol encoberto vai Mostrando - Sonetos de CamõesQuando o Sol encoberto vai Mostrando - Sonetos de Camões
Quando o Sol encoberto vai Mostrando - Sonetos de Camões
gustavocnm
 
Menina a Caminho - Raduan Nassar
Menina a Caminho - Raduan NassarMenina a Caminho - Raduan Nassar
Menina a Caminho - Raduan Nassar
gustavocnm
 
Paraísos Artificiais - Paulo Henriques Britto
Paraísos Artificiais - Paulo Henriques BrittoParaísos Artificiais - Paulo Henriques Britto
Paraísos Artificiais - Paulo Henriques Britto
gustavocnm
 
A Morte de Ivan Ilitch - Leon Tolstoi
A Morte de Ivan Ilitch - Leon TolstoiA Morte de Ivan Ilitch - Leon Tolstoi
A Morte de Ivan Ilitch - Leon Tolstoi
gustavocnm
 
Quincas Borba - Machado de Assis
Quincas Borba - Machado de AssisQuincas Borba - Machado de Assis
Quincas Borba - Machado de Assis
gustavocnm
 
O Demônio Familiar - José de Alencar
O Demônio Familiar - José de AlencarO Demônio Familiar - José de Alencar
O Demônio Familiar - José de Alencar
gustavocnm
 

Mais de gustavocnm (6)

Quando o Sol encoberto vai Mostrando - Sonetos de Camões
Quando o Sol encoberto vai Mostrando - Sonetos de CamõesQuando o Sol encoberto vai Mostrando - Sonetos de Camões
Quando o Sol encoberto vai Mostrando - Sonetos de Camões
 
Menina a Caminho - Raduan Nassar
Menina a Caminho - Raduan NassarMenina a Caminho - Raduan Nassar
Menina a Caminho - Raduan Nassar
 
Paraísos Artificiais - Paulo Henriques Britto
Paraísos Artificiais - Paulo Henriques BrittoParaísos Artificiais - Paulo Henriques Britto
Paraísos Artificiais - Paulo Henriques Britto
 
A Morte de Ivan Ilitch - Leon Tolstoi
A Morte de Ivan Ilitch - Leon TolstoiA Morte de Ivan Ilitch - Leon Tolstoi
A Morte de Ivan Ilitch - Leon Tolstoi
 
Quincas Borba - Machado de Assis
Quincas Borba - Machado de AssisQuincas Borba - Machado de Assis
Quincas Borba - Machado de Assis
 
O Demônio Familiar - José de Alencar
O Demônio Familiar - José de AlencarO Demônio Familiar - José de Alencar
O Demônio Familiar - José de Alencar
 

Aula - Relevo Brasil

  • 1. Relevo - Brasil Wesley Alves Vieira Geografia wesleygeoufu@gmail.com
  • 2. Relevo Lembrar dos Tipos de Rochas e Estruturas Geológicas que correspondem à composição rochosa da crosta, o relevo é a forma como elas se apresentam.
  • 3. Rochas Ígneas ou Magmáticas • (igneus = fogo) • Resfriamento e solidificação de magma que vem do interior do planeta; processo lento; formam rochas intrusivas ou cristalinas. Ou na superfície, processo mais rápido, rocha vulcânica ou extrusiva.
  • 4. Magmáticas – Intrusivas (Exemplo: Granito)
  • 5. Magmáticas – Extrusivas (Exemplo: Basalto)
  • 6. Rochas Sedimentares • Consolidação de Sedimentos, Produto da Erosão, Sedimentos se acumulam nas partes mais baixas – compactação – fósseis. • Erosão – Intemperismo (físico, mecânico, químico), culminam no desgaste, transporte e sedimentação.
  • 7. Rochas Sedimentares Arenito Arenito Estalagmites Arenito Calcário
  • 8. Rochas Metamórficas • (meta = mudança; morphe = forma) • Modificação de rochas pré existentes pela alteração das condições de pressão e temperatura; pressão das rochas já existentes. Quartzo
  • 9. Formas de Relevo - Brasil
  • 10. • Resultado da ação de forças ou agentes internos e externos: Agentes Internos Tectonismo, vulcanismo e sismos Agentes Externos Rios, Chuvas, Geleiras, Oceanos, Ventos, Temperatura, Seres Vivos
  • 11. Planícies – 100 m de altitude • Planície Litorânea – estreita e alongada; • Planície Amazônica – acompanha o curso do rio Amazonas ou de alguns de seus afluentes, pode ser compartimentada em três níveis; Várzea Teso Terra Firme • Pantanal Matogrossense ou Planície Mato- Grossense
  • 13. Planície do Pantanal Mato-grossense
  • 14. Planaltos – 300 m de altitude • Planalto Atlântico – Mares de Morro; Superfície ondulada; Serra do Mar Serra da Mantiqueira; • Planalto da Bacia do Paraná – Sedimentos e Rochas Vulcânicas, Terras Roxas;
  • 20. Cuesta Exemplo
  • 21. Depressões – 100 e 500 m de altitude • Sertaneja – Vale do Rio São Francisco, Serras e Chapadas, Sertão Nordestino; • Periférica – Ocorrência de jazida de carvão mineral, terrenos a base de rochas sedimentares e metamórficas, Sul de Santa Catarina.
  • 22. Depressão Sertaneja e do São Francisco - Chapada Diamantina
  • 23. Morros Isolados na Depressão do Vale do Rio Araguaia - TO
  • 24. Cadeias de Montanhas • Relevo acidentado, íngreme, originado dos dobramentos modernos, ação erosiva não provocou transformações significativas. Obs.: No Brasil não há dobramentos modernos (recentes).
  • 27. O Relevo do Brasil - Classificações • 1940 - Aroldo de Azevedo Brasil – Planaltos e Planícies a partir das altitudes; Planícies: superfícies planas de até 200 m de altitude. Planaltos...
  • 28.
  • 29. O Relevo do Brasil - Classificações • 1960 – Aziz Ab’Sáber Brasil – uma classificação mais detalhada, além das altitudes, considerava os processos geológicos. Planícies: terrenos em predominavam a sedimentação; Planaltos: terrenos em que prevaleciam os processos de desgastes.
  • 30.
  • 31. O Relevo do Brasil - Classificações • 1995 – Jurandyr Ross Brasil – uma classificação também detalhada, observação através de levantamentos aerofotogramétricos, considerava também a estrutura geológica. Associa informações altimétricas com os processos de erosão, sedimentação e gênese do relevo terrestre.
  • 32.
  • 33.
  • 34. Jurandyr Ross - 3 Formações • Depressões – entre 100 e 500 metros, formado pro estruturas cristalinas ou sedimentares; • Planaltos – acima dos 300 metros, superfícies planas ou acidentadas associadas aos processos erosivos; • Planícies – entre 0 e 100 metros, predominam os processos de sedimentação, associadas as inundações, margens de grandes rios;
  • 35. • Agentes de Construção e Modificação que atuam de forma simultânea Agentes Endógenos Interior da Crosta – Desdobramentos das placas tectônicas, choques. Agentes Exógenos A partir da superfície do planeta, ventos, chuvas, seres vivos.
  • 36. Observações Assim o relevo brasileiro foi dividido em 28 unidades, sendo 11 planaltos, 11 depressões e 6 planícies (Jurandyr Ross).
  • 37. fim? começo... Estudem!