SlideShare uma empresa Scribd logo
BIOSSEGURANÇA
BIOSSEGURANÇA.pptx
BIOSSEGURANÇA
• Conforme a definição da ANVISA (agência nacional de
vigilância sanitária) :
• Por meio de uma série de procedimentos
que buscam prevenir, controlar, eliminar ou reduzir
os potenciais perigos em atividades que venham a
comprometer à saúde humana, animal e ao meio
ambiente”.
• Biossegurança: uma abordagem multidisciplinar", diz que
a biossegurança é um conjunto de medidas voltadas para
para a prevenção, eliminação ou minimização dos
riscos inerentes às atividades de pesquisa, produção,
prestação de serviço, desenvolvimento tecnológico e
ensino, que estão ligados a saúde do ser humano, animais
e também do meio ambiente.
• Desta forma, o principal objetivo da biossegurança
é garantir que qualquer tipo de atividade na
área da ciência esteja sendo realizada de
segura, tanto para os profissionais que estão
realizando, quanto para os pacientes e clientes e
também para o meio ambiente.
COMO FUNCIONA A BIOSSEGURANÇA?
• A biossegurança funciona baseada em alguns princípios.
• Por ser algo complexo e não estar 100% livre dos
perigosos, existe uma série de regras que buscam prevenir
os riscos biológicos, sendo extremamente importante
segui-las quando há exposição a agentes químicos e
biológicos infecciosos.
VAMOS CONHECER ALGUNS DOS
PRINCÍPIOS DA BIOSSEGURANÇA?
REGRAS
• Aqueles trabalhadores que entram diretamente em contato com
agentes biológicos e os manipulam devem estar ciente dos riscos
que eles podem causar, e dominar 100% as práticas e técnicas que
são requeridas para utilizá-los e manejá-los de maneira segura.
ELIMINAÇÃO
• Todos os resíduos que são gerados ao longo do exercício
das atividades devem ser descartados.
• Para cada tipologia, deve seguir procedimentos
específicos para seu descarte.
UNIVERSALIDADE
• Todas as medidas relacionadas à biossegurança devem ser
cumpridas por todos, aliás, qualquer pessoa pode estar
exposta aos microorganismos patogênicos.
BARREIRAS
• Existem alguns elementos que são utilizados para conter a
contaminação biológico e são divididos em:
• Imunização - um exemplo clássico seria a vacina;
• Barreiras primárias - equipamentos de segurança, como por
exemplo, luvas, jaleco, máscaras, etc.;
• Barreiras secundárias - área isolada de trabalho, sistemas de
ventilação e lavatórios.
QUAL A IMPORTÂNCIA DA BIOSSEGURANÇA?
• Diminui os riscos à saúde dos trabalhadores
• Uma das principais importância em seguir as normas de
biossegurança está relacionada a minimização ou até mesmo
eliminação dos riscos inerentes à saúde dos trabalhadores que
estão expostos aos agentes patogênicos de maneira direta.
• Pequenas ações já são capazes de diminuir drasticamente esses
riscos, como por exemplo: a utilização e o fornecimento dos EPIs
adequados para a atividade, a identificação dos agentes nocivos e
também procedimentos padrões a serem adotados e seguidos.
GARANTE A SAÚDE DA POPULAÇÃO
• Através da biossegurança dentro do ambiente de trabalho, é
possível assegurar que os agentes nocivos não saiam para fora da
empresa e chegue até a população.
• Sendo esta, uma das principais funções da sua aplicação, buscando
principalmente a manutenção e garantia da saúde pública.
• Um caso icônico que podemos vivenciar nos últimos tempos foi a
pandemia da COVID-19 disseminada pelo mundo todo.
PRESERVAR O MEIO AMBIENTE
• A preservação do meio ambiente vem se tornando cada vez mais
um assunto importante, discutido pela mídia, fóruns internacionais,
universidades, etc.
• A biossegurança ajuda também na preservação do meio ambiente,
através de ações de manuseio, armazenamento e descarte
adequado das substâncias que venham prejudicar de alguma forma
nosso globo terrestre.
QUALIFICA OS PROFISSIONAIS ENVOLVIDOS
• Cumprir todas as normas relacionadas a biossegurança exige que os
profissionais expostos aos riscos passem por treinamentos
frequentemente.
• Sendo assim, eles se qualificam cada vez mais, garantindo maior
qualidade nas atividades e como consequência, melhores resultados
para a empresa.
COMO E ONDE A BIOSSEGURANÇA PODE SER
APLICADA?
• A biossegurança deve estar presente em todas as atividades de pesquisa,
desenvolvimento .
• Ela pode ser aplicada desde um laboratório de engenharia química que trata de
organismos geneticamente modificados até em uma panificadora. outras
atividades profissionais relacionadas ao assunto.
• Por isso, a biossegurança é uma poderosa aliada na prevenção de acidentes, no
uso consciente dos recursos da terra e na melhoria da qualidade dos produtos no
mercado. Indo diretamente de encontro com as preocupações relacionadas à
sustentabilidade e responsabilidade ambiental.
VAMOS CONFERIR ALGUMAS MEDIDAS
• Uso de álcool gel para a limpeza e esterilização das mãos dos
colaboradores, distribuídos em pontos estratégicos e com avisos;
• Descarte adequado para equipamentos, materiais e resíduos
gerados nos processos produtivos;
• Proteção contra as radiações que são gerados por alguns
equipamentos;
• Criar um ambiente de trabalho seguro e ergonômico para os
colaboradores;
• Eliminação de vetores biológicos;
VAMOS CONFERIR ALGUMAS MEDIDAS
• Possuir mapa de risco e uma sinalização adequada;
• Documentação com instruções de uso correto dos ferramentas
juntamente com o treinamento dos colaboradores;
• Conscientização de todo o time a respeito da importância e
vantagens da manipulação correta das ferramentas e agentes
nocivos, principalmente as de uso coletivo, maçanetas, corrimão,
telefone, etc.;
• Utilização de equipamentos de proteção individual.
HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS
• Lavar as mãos frequentemente é, isoladamente, a ação mais
importante para a prevenção do risco de transmissão de
microrganismos para clientes, pacientes e profissionais de saúde.
BIOSSEGURANÇA.pptx
• É válido ressaltar que a biossegurança não está atrelada apenas aos
procedimentos de saúde.
• Ela também está presente nas farmácias e deve ter suas orientações
seguidas no acondicionamento de medicamentos e insumos, em sua
dispensa para o paciente e no descarte dos produtos.
• Em relação aos profissionais e colaboradores que trabalham diariamente
no setor de farmácias, a biossegurança está ligada às condições em que o
profissional está inserido.
• A biossegurança em farmácias é um elemento crucial assim como
em diversos ambientes denominados como setores da saúde, isso
inclui os hospitais, clínicas e laboratórios.
• Contudo, é importante lembrar que há riscos significativos no mau
gerenciamento de medicamentos não só para o profissional
farmacêutico como também para os clientes.
• A biossegurança deve estar presente em todos os processos
instituídos nas farmácias, desde a adequação de instalações, aos
cuidados no manejo de medicamentos, a organização deles,
armazenamento e exposição das substâncias e até mesmo no
treinamento dos colaboradores.
• As farmácias são ambientes que recebem indivíduos contaminados
diariamente, seja por algum vírus, bactéria e demais contaminantes
microbianos que podem estar presentes em diversos espaços de um mesmo
ambiente, até mesmo em embalagens.
• Além da exposição a esses agentes patogênicos, há também o risco de
exposição e contaminação com a circulação de produtos químicos.
• Esses resíduos podem ser inflamáveis, tóxicos e colocar em risco a saúde
pública, a saúde dos profissionais e clientes que estão presentes, além de
causar impactos ao meio ambiente.
• As boas práticas de biossegurança seguem alguns tópicos, como
veremos a seguir:
• Adequação de instalações e infraestrutura;
• Atenção a cuidados em ambientes de atendimento médico e em
laboratórios;
• Cuidado com a exposição dos profissionais a agentes biológicos;
• Treinamento e qualificação das equipes.
• Os cuidados recomendados têm o objetivo de evitar a
contaminação do ar e da água, a proliferação de agentes
patológicos, além da circulação de produtos químicos.
• A pandemia da Covid-19, enfrentada atualmente, exige que
medidas sanitárias sejam adotadas com mais intensidade, além de
demandar que os profissionais de saúde e/ou que estejam na linha
de frente no combate ao vírus estejam devidamente paramentados
com Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).
BIOSSEGURANÇA.pptx
O QUE É EPI?
• A sigla EPI significa Equipamento de Proteção Individual e remete ao
preparo de profissionais para evitar ameaças à sua segurança e saúde no
ambiente de trabalho.
• Aventais, botas e máscaras específicas e escudo de proteção facial são
alguns exemplos de EPIs.
• Há ainda o Equipamento de Proteção Coletiva (EPC). Nesta modalidade,
estão inclusas as medidas para evitar a contaminação coletiva.
• Um exemplo é a construção de alas específicas para o tratamento de
pacientes com sintomas ou confirmação de Covid-19, a fim de conter o
avanço da doença.
• A gestão de farmácia nas unidades de atendimento médico é
fundamental para a biossegurança ambiental, dos profissionais e
pacientes.
• O descarte correto de materiais hospitalares, medicamentos e
insumos deve atender às boas práticas citadas anteriormente.
• Desta forma, os gestores públicos proporcionam um ambiente de
trabalho e atendimento, seguro, além de promover uma economia
de recursos com uma gestão inteligente.
LUVAS
BIOSSEGURANÇA.pptx
BIOSSEGURANÇA.pptx
BIOSSEGURANÇA.pptx
BIOSSEGURANÇA.pptx
BIOSSEGURANÇA.pptx
CUIDADOS COM AS LUVAS
• Sempre verificar a integridade física das luvas antes de calçá-las;
Não lavar ou desinfetar luvas de procedimento ou cirúrgicas para
reutilização.
O processo de lavagem pode ocasionar dilatação dos poros e aumentar a
permeabilidade da luva, além disso, agentes desinfetantes podem causar
deterioração;
As luvas não devem ser utilizadas fora do local de trabalho (clínicas,
consultórios, laboratórios e blocos cirúrgicos) a não ser para o transporte de
materiais biológicos, químicos, estéreis ou de resíduos;
• Retire as luvas imediatamente após o término do procedimento;
2. Não toque na parte externa das luvas ao removê-las;
3. As luvas não protegem de perfurações de agulhas, mas está
comprovado
que elas podem diminuir a penetração de sangue em até 50% de seu
volume;
4. Atenção especial deve ser dada à possibilidade de desenvolvimento
reação de hipersensibilidade às luvas de látex. Neste caso,devem ser
utilizadas as luvas de vinil.
BIOSSEGURANÇA.pptx
• Nunca deixar a máscara pendurada no pescoço ou ouvido;
2. Descartar em recipiente apropriado, após o uso e sempre que
estiver visivelmente contaminada ou úmida;
3. Não guardar em bolsos ou gavetas;
4. Evitar tocá-la após a sua colocação.
CUIDADOS COM AS MÁSCARAS
ÓCULOS
BIOSSEGURANÇA.pptx
BIOSSEGURANÇA.pptx
BIOSSEGURANÇA.pptx
BIOSSEGURANÇA.pptx
BIOSSEGURANÇA.pptx

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a BIOSSEGURANÇA.pptx

Manual biosseguranca
Manual biossegurancaManual biosseguranca
Manual biosseguranca
ojcn
 
Biosegurança nas ações de enfermagem
Biosegurança nas ações de enfermagemBiosegurança nas ações de enfermagem
Biosegurança nas ações de enfermagem
Gabriela Montargil
 
Norma regulamentadora 32
Norma regulamentadora 32Norma regulamentadora 32
Norma regulamentadora 32
SonynhaRegis
 
Aula de Vigilância Sanitária de Medicamentos.pdf
Aula de Vigilância Sanitária de Medicamentos.pdfAula de Vigilância Sanitária de Medicamentos.pdf
Aula de Vigilância Sanitária de Medicamentos.pdf
DouglasReis84
 
Biossegurança de OGMs_2015.pptx099978765
Biossegurança de OGMs_2015.pptx099978765Biossegurança de OGMs_2015.pptx099978765
Biossegurança de OGMs_2015.pptx099978765
EvertonMonteiro19
 
Biossegurança nas clínicas de estética e salão de beleza.pdf
Biossegurança nas clínicas de estética e salão de beleza.pdfBiossegurança nas clínicas de estética e salão de beleza.pdf
Biossegurança nas clínicas de estética e salão de beleza.pdf
Adriana Ferreira Alves
 
Apostila de biossegurança nas ações de enfermagem
Apostila de biossegurança nas ações de enfermagemApostila de biossegurança nas ações de enfermagem
Apostila de biossegurança nas ações de enfermagem
Douglas Oliveira
 
BIOSSEGURANÇA AULA 01 (2).pptx
BIOSSEGURANÇA AULA 01 (2).pptxBIOSSEGURANÇA AULA 01 (2).pptx
BIOSSEGURANÇA AULA 01 (2).pptx
FabianoDoVale
 
Biorrisco avaliação de risco em biossegurança
Biorrisco  avaliação de risco em biossegurançaBiorrisco  avaliação de risco em biossegurança
Biorrisco avaliação de risco em biossegurança
ElezerLemes
 
Biossegurança EPI.........................
Biossegurança EPI.........................Biossegurança EPI.........................
Biossegurança EPI.........................
ClaudileneAndrade3
 
Trasbalho mestre de obras
Trasbalho mestre de obrasTrasbalho mestre de obras
Trasbalho mestre de obras
Janayna0924
 
Cartilha laboratorio55 atualizada 28 11 2016 (1)
Cartilha laboratorio55  atualizada 28 11 2016 (1)Cartilha laboratorio55  atualizada 28 11 2016 (1)
Cartilha laboratorio55 atualizada 28 11 2016 (1)
Rbtconseg Tst
 
ATIVIDADEBIO.docx
ATIVIDADEBIO.docxATIVIDADEBIO.docx
ATIVIDADEBIO.docx
AnaKarolina50033
 
Promoção da biossegurança nas ações de saúde
Promoção da biossegurança nas ações de saúde Promoção da biossegurança nas ações de saúde
Promoção da biossegurança nas ações de saúde
Wilker Santana
 
CURSO_COLETA-CRF-Biossegurança.pdf
CURSO_COLETA-CRF-Biossegurança.pdfCURSO_COLETA-CRF-Biossegurança.pdf
CURSO_COLETA-CRF-Biossegurança.pdf
ssuserf1aeac2
 
Biosseguranca_ambiente_cirurgico.pptx
Biosseguranca_ambiente_cirurgico.pptxBiosseguranca_ambiente_cirurgico.pptx
Biosseguranca_ambiente_cirurgico.pptx
ssuser87b501
 
NR32---Treinamento-Perfurocortantes.pptx
NR32---Treinamento-Perfurocortantes.pptxNR32---Treinamento-Perfurocortantes.pptx
NR32---Treinamento-Perfurocortantes.pptx
RayaneArruda2
 
Precauções Básicas de Controlo de Infeção.pdf
Precauções Básicas de Controlo de Infeção.pdfPrecauções Básicas de Controlo de Infeção.pdf
Precauções Básicas de Controlo de Infeção.pdf
MiguelAlmeida502577
 
AULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM E FARMÁCIA
AULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM  E FARMÁCIAAULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM  E FARMÁCIA
AULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM E FARMÁCIA
KarineRibeiro57
 
Ep is rss
Ep is rssEp is rss
Ep is rss
Paula Souza
 

Semelhante a BIOSSEGURANÇA.pptx (20)

Manual biosseguranca
Manual biossegurancaManual biosseguranca
Manual biosseguranca
 
Biosegurança nas ações de enfermagem
Biosegurança nas ações de enfermagemBiosegurança nas ações de enfermagem
Biosegurança nas ações de enfermagem
 
Norma regulamentadora 32
Norma regulamentadora 32Norma regulamentadora 32
Norma regulamentadora 32
 
Aula de Vigilância Sanitária de Medicamentos.pdf
Aula de Vigilância Sanitária de Medicamentos.pdfAula de Vigilância Sanitária de Medicamentos.pdf
Aula de Vigilância Sanitária de Medicamentos.pdf
 
Biossegurança de OGMs_2015.pptx099978765
Biossegurança de OGMs_2015.pptx099978765Biossegurança de OGMs_2015.pptx099978765
Biossegurança de OGMs_2015.pptx099978765
 
Biossegurança nas clínicas de estética e salão de beleza.pdf
Biossegurança nas clínicas de estética e salão de beleza.pdfBiossegurança nas clínicas de estética e salão de beleza.pdf
Biossegurança nas clínicas de estética e salão de beleza.pdf
 
Apostila de biossegurança nas ações de enfermagem
Apostila de biossegurança nas ações de enfermagemApostila de biossegurança nas ações de enfermagem
Apostila de biossegurança nas ações de enfermagem
 
BIOSSEGURANÇA AULA 01 (2).pptx
BIOSSEGURANÇA AULA 01 (2).pptxBIOSSEGURANÇA AULA 01 (2).pptx
BIOSSEGURANÇA AULA 01 (2).pptx
 
Biorrisco avaliação de risco em biossegurança
Biorrisco  avaliação de risco em biossegurançaBiorrisco  avaliação de risco em biossegurança
Biorrisco avaliação de risco em biossegurança
 
Biossegurança EPI.........................
Biossegurança EPI.........................Biossegurança EPI.........................
Biossegurança EPI.........................
 
Trasbalho mestre de obras
Trasbalho mestre de obrasTrasbalho mestre de obras
Trasbalho mestre de obras
 
Cartilha laboratorio55 atualizada 28 11 2016 (1)
Cartilha laboratorio55  atualizada 28 11 2016 (1)Cartilha laboratorio55  atualizada 28 11 2016 (1)
Cartilha laboratorio55 atualizada 28 11 2016 (1)
 
ATIVIDADEBIO.docx
ATIVIDADEBIO.docxATIVIDADEBIO.docx
ATIVIDADEBIO.docx
 
Promoção da biossegurança nas ações de saúde
Promoção da biossegurança nas ações de saúde Promoção da biossegurança nas ações de saúde
Promoção da biossegurança nas ações de saúde
 
CURSO_COLETA-CRF-Biossegurança.pdf
CURSO_COLETA-CRF-Biossegurança.pdfCURSO_COLETA-CRF-Biossegurança.pdf
CURSO_COLETA-CRF-Biossegurança.pdf
 
Biosseguranca_ambiente_cirurgico.pptx
Biosseguranca_ambiente_cirurgico.pptxBiosseguranca_ambiente_cirurgico.pptx
Biosseguranca_ambiente_cirurgico.pptx
 
NR32---Treinamento-Perfurocortantes.pptx
NR32---Treinamento-Perfurocortantes.pptxNR32---Treinamento-Perfurocortantes.pptx
NR32---Treinamento-Perfurocortantes.pptx
 
Precauções Básicas de Controlo de Infeção.pdf
Precauções Básicas de Controlo de Infeção.pdfPrecauções Básicas de Controlo de Infeção.pdf
Precauções Básicas de Controlo de Infeção.pdf
 
AULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM E FARMÁCIA
AULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM  E FARMÁCIAAULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM  E FARMÁCIA
AULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM E FARMÁCIA
 
Ep is rss
Ep is rssEp is rss
Ep is rss
 

Último

Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...
Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...
Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...
balmeida871
 
Conferência de saúde - Fpolis.pptx01fabi
Conferência de saúde - Fpolis.pptx01fabiConferência de saúde - Fpolis.pptx01fabi
Conferência de saúde - Fpolis.pptx01fabi
FabianeOlegario2
 
Tuberculose manual modulo 1 micobacterias
Tuberculose manual modulo 1 micobacteriasTuberculose manual modulo 1 micobacterias
Tuberculose manual modulo 1 micobacterias
CarolLopes74
 
tccemmodelodeslideparaparesentacaotcc2.pptx
tccemmodelodeslideparaparesentacaotcc2.pptxtccemmodelodeslideparaparesentacaotcc2.pptx
tccemmodelodeslideparaparesentacaotcc2.pptx
DvilaSoares1
 
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA (1).pptx
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA (1).pptx01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA (1).pptx
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA (1).pptx
danielecarvalho75
 
02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf
02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf
02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf
NanandorMacosso
 
Seminário Aleitamento Materno em PDF disponivel gratuitamente
Seminário Aleitamento Materno em PDF disponivel gratuitamenteSeminário Aleitamento Materno em PDF disponivel gratuitamente
Seminário Aleitamento Materno em PDF disponivel gratuitamente
LasAraujo12
 
Seminário para saúde: Sistema Tegumentar
Seminário para saúde: Sistema TegumentarSeminário para saúde: Sistema Tegumentar
Seminário para saúde: Sistema Tegumentar
PatrciaOliveiraPat
 
Aula PNAB.... curso técnico de enfermagem
Aula PNAB.... curso técnico de enfermagemAula PNAB.... curso técnico de enfermagem
Aula PNAB.... curso técnico de enfermagem
Jssica597589
 

Último (9)

Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...
Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...
Vitamina K2 e a Pele Saudável: Descubra os Segredos para uma Aparência Jovem ...
 
Conferência de saúde - Fpolis.pptx01fabi
Conferência de saúde - Fpolis.pptx01fabiConferência de saúde - Fpolis.pptx01fabi
Conferência de saúde - Fpolis.pptx01fabi
 
Tuberculose manual modulo 1 micobacterias
Tuberculose manual modulo 1 micobacteriasTuberculose manual modulo 1 micobacterias
Tuberculose manual modulo 1 micobacterias
 
tccemmodelodeslideparaparesentacaotcc2.pptx
tccemmodelodeslideparaparesentacaotcc2.pptxtccemmodelodeslideparaparesentacaotcc2.pptx
tccemmodelodeslideparaparesentacaotcc2.pptx
 
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA (1).pptx
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA (1).pptx01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA (1).pptx
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA (1).pptx
 
02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf
02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf
02. Alimentação saudável Autor Biblioteca Virtual em Saúde MS.pdf
 
Seminário Aleitamento Materno em PDF disponivel gratuitamente
Seminário Aleitamento Materno em PDF disponivel gratuitamenteSeminário Aleitamento Materno em PDF disponivel gratuitamente
Seminário Aleitamento Materno em PDF disponivel gratuitamente
 
Seminário para saúde: Sistema Tegumentar
Seminário para saúde: Sistema TegumentarSeminário para saúde: Sistema Tegumentar
Seminário para saúde: Sistema Tegumentar
 
Aula PNAB.... curso técnico de enfermagem
Aula PNAB.... curso técnico de enfermagemAula PNAB.... curso técnico de enfermagem
Aula PNAB.... curso técnico de enfermagem
 

BIOSSEGURANÇA.pptx

  • 3. BIOSSEGURANÇA • Conforme a definição da ANVISA (agência nacional de vigilância sanitária) : • Por meio de uma série de procedimentos que buscam prevenir, controlar, eliminar ou reduzir os potenciais perigos em atividades que venham a comprometer à saúde humana, animal e ao meio ambiente”.
  • 4. • Biossegurança: uma abordagem multidisciplinar", diz que a biossegurança é um conjunto de medidas voltadas para para a prevenção, eliminação ou minimização dos riscos inerentes às atividades de pesquisa, produção, prestação de serviço, desenvolvimento tecnológico e ensino, que estão ligados a saúde do ser humano, animais e também do meio ambiente.
  • 5. • Desta forma, o principal objetivo da biossegurança é garantir que qualquer tipo de atividade na área da ciência esteja sendo realizada de segura, tanto para os profissionais que estão realizando, quanto para os pacientes e clientes e também para o meio ambiente.
  • 6. COMO FUNCIONA A BIOSSEGURANÇA? • A biossegurança funciona baseada em alguns princípios. • Por ser algo complexo e não estar 100% livre dos perigosos, existe uma série de regras que buscam prevenir os riscos biológicos, sendo extremamente importante segui-las quando há exposição a agentes químicos e biológicos infecciosos.
  • 7. VAMOS CONHECER ALGUNS DOS PRINCÍPIOS DA BIOSSEGURANÇA?
  • 8. REGRAS • Aqueles trabalhadores que entram diretamente em contato com agentes biológicos e os manipulam devem estar ciente dos riscos que eles podem causar, e dominar 100% as práticas e técnicas que são requeridas para utilizá-los e manejá-los de maneira segura.
  • 9. ELIMINAÇÃO • Todos os resíduos que são gerados ao longo do exercício das atividades devem ser descartados. • Para cada tipologia, deve seguir procedimentos específicos para seu descarte.
  • 10. UNIVERSALIDADE • Todas as medidas relacionadas à biossegurança devem ser cumpridas por todos, aliás, qualquer pessoa pode estar exposta aos microorganismos patogênicos.
  • 11. BARREIRAS • Existem alguns elementos que são utilizados para conter a contaminação biológico e são divididos em: • Imunização - um exemplo clássico seria a vacina; • Barreiras primárias - equipamentos de segurança, como por exemplo, luvas, jaleco, máscaras, etc.; • Barreiras secundárias - área isolada de trabalho, sistemas de ventilação e lavatórios.
  • 12. QUAL A IMPORTÂNCIA DA BIOSSEGURANÇA? • Diminui os riscos à saúde dos trabalhadores • Uma das principais importância em seguir as normas de biossegurança está relacionada a minimização ou até mesmo eliminação dos riscos inerentes à saúde dos trabalhadores que estão expostos aos agentes patogênicos de maneira direta. • Pequenas ações já são capazes de diminuir drasticamente esses riscos, como por exemplo: a utilização e o fornecimento dos EPIs adequados para a atividade, a identificação dos agentes nocivos e também procedimentos padrões a serem adotados e seguidos.
  • 13. GARANTE A SAÚDE DA POPULAÇÃO • Através da biossegurança dentro do ambiente de trabalho, é possível assegurar que os agentes nocivos não saiam para fora da empresa e chegue até a população. • Sendo esta, uma das principais funções da sua aplicação, buscando principalmente a manutenção e garantia da saúde pública. • Um caso icônico que podemos vivenciar nos últimos tempos foi a pandemia da COVID-19 disseminada pelo mundo todo.
  • 14. PRESERVAR O MEIO AMBIENTE • A preservação do meio ambiente vem se tornando cada vez mais um assunto importante, discutido pela mídia, fóruns internacionais, universidades, etc. • A biossegurança ajuda também na preservação do meio ambiente, através de ações de manuseio, armazenamento e descarte adequado das substâncias que venham prejudicar de alguma forma nosso globo terrestre.
  • 15. QUALIFICA OS PROFISSIONAIS ENVOLVIDOS • Cumprir todas as normas relacionadas a biossegurança exige que os profissionais expostos aos riscos passem por treinamentos frequentemente. • Sendo assim, eles se qualificam cada vez mais, garantindo maior qualidade nas atividades e como consequência, melhores resultados para a empresa.
  • 16. COMO E ONDE A BIOSSEGURANÇA PODE SER APLICADA? • A biossegurança deve estar presente em todas as atividades de pesquisa, desenvolvimento . • Ela pode ser aplicada desde um laboratório de engenharia química que trata de organismos geneticamente modificados até em uma panificadora. outras atividades profissionais relacionadas ao assunto. • Por isso, a biossegurança é uma poderosa aliada na prevenção de acidentes, no uso consciente dos recursos da terra e na melhoria da qualidade dos produtos no mercado. Indo diretamente de encontro com as preocupações relacionadas à sustentabilidade e responsabilidade ambiental.
  • 17. VAMOS CONFERIR ALGUMAS MEDIDAS • Uso de álcool gel para a limpeza e esterilização das mãos dos colaboradores, distribuídos em pontos estratégicos e com avisos; • Descarte adequado para equipamentos, materiais e resíduos gerados nos processos produtivos; • Proteção contra as radiações que são gerados por alguns equipamentos; • Criar um ambiente de trabalho seguro e ergonômico para os colaboradores; • Eliminação de vetores biológicos;
  • 18. VAMOS CONFERIR ALGUMAS MEDIDAS • Possuir mapa de risco e uma sinalização adequada; • Documentação com instruções de uso correto dos ferramentas juntamente com o treinamento dos colaboradores; • Conscientização de todo o time a respeito da importância e vantagens da manipulação correta das ferramentas e agentes nocivos, principalmente as de uso coletivo, maçanetas, corrimão, telefone, etc.; • Utilização de equipamentos de proteção individual.
  • 19. HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS • Lavar as mãos frequentemente é, isoladamente, a ação mais importante para a prevenção do risco de transmissão de microrganismos para clientes, pacientes e profissionais de saúde.
  • 21. • É válido ressaltar que a biossegurança não está atrelada apenas aos procedimentos de saúde. • Ela também está presente nas farmácias e deve ter suas orientações seguidas no acondicionamento de medicamentos e insumos, em sua dispensa para o paciente e no descarte dos produtos. • Em relação aos profissionais e colaboradores que trabalham diariamente no setor de farmácias, a biossegurança está ligada às condições em que o profissional está inserido.
  • 22. • A biossegurança em farmácias é um elemento crucial assim como em diversos ambientes denominados como setores da saúde, isso inclui os hospitais, clínicas e laboratórios. • Contudo, é importante lembrar que há riscos significativos no mau gerenciamento de medicamentos não só para o profissional farmacêutico como também para os clientes.
  • 23. • A biossegurança deve estar presente em todos os processos instituídos nas farmácias, desde a adequação de instalações, aos cuidados no manejo de medicamentos, a organização deles, armazenamento e exposição das substâncias e até mesmo no treinamento dos colaboradores.
  • 24. • As farmácias são ambientes que recebem indivíduos contaminados diariamente, seja por algum vírus, bactéria e demais contaminantes microbianos que podem estar presentes em diversos espaços de um mesmo ambiente, até mesmo em embalagens. • Além da exposição a esses agentes patogênicos, há também o risco de exposição e contaminação com a circulação de produtos químicos. • Esses resíduos podem ser inflamáveis, tóxicos e colocar em risco a saúde pública, a saúde dos profissionais e clientes que estão presentes, além de causar impactos ao meio ambiente.
  • 25. • As boas práticas de biossegurança seguem alguns tópicos, como veremos a seguir: • Adequação de instalações e infraestrutura; • Atenção a cuidados em ambientes de atendimento médico e em laboratórios; • Cuidado com a exposição dos profissionais a agentes biológicos; • Treinamento e qualificação das equipes.
  • 26. • Os cuidados recomendados têm o objetivo de evitar a contaminação do ar e da água, a proliferação de agentes patológicos, além da circulação de produtos químicos. • A pandemia da Covid-19, enfrentada atualmente, exige que medidas sanitárias sejam adotadas com mais intensidade, além de demandar que os profissionais de saúde e/ou que estejam na linha de frente no combate ao vírus estejam devidamente paramentados com Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).
  • 28. O QUE É EPI? • A sigla EPI significa Equipamento de Proteção Individual e remete ao preparo de profissionais para evitar ameaças à sua segurança e saúde no ambiente de trabalho. • Aventais, botas e máscaras específicas e escudo de proteção facial são alguns exemplos de EPIs. • Há ainda o Equipamento de Proteção Coletiva (EPC). Nesta modalidade, estão inclusas as medidas para evitar a contaminação coletiva. • Um exemplo é a construção de alas específicas para o tratamento de pacientes com sintomas ou confirmação de Covid-19, a fim de conter o avanço da doença.
  • 29. • A gestão de farmácia nas unidades de atendimento médico é fundamental para a biossegurança ambiental, dos profissionais e pacientes. • O descarte correto de materiais hospitalares, medicamentos e insumos deve atender às boas práticas citadas anteriormente. • Desta forma, os gestores públicos proporcionam um ambiente de trabalho e atendimento, seguro, além de promover uma economia de recursos com uma gestão inteligente.
  • 30. LUVAS
  • 36. CUIDADOS COM AS LUVAS • Sempre verificar a integridade física das luvas antes de calçá-las; Não lavar ou desinfetar luvas de procedimento ou cirúrgicas para reutilização. O processo de lavagem pode ocasionar dilatação dos poros e aumentar a permeabilidade da luva, além disso, agentes desinfetantes podem causar deterioração; As luvas não devem ser utilizadas fora do local de trabalho (clínicas, consultórios, laboratórios e blocos cirúrgicos) a não ser para o transporte de materiais biológicos, químicos, estéreis ou de resíduos;
  • 37. • Retire as luvas imediatamente após o término do procedimento; 2. Não toque na parte externa das luvas ao removê-las; 3. As luvas não protegem de perfurações de agulhas, mas está comprovado que elas podem diminuir a penetração de sangue em até 50% de seu volume; 4. Atenção especial deve ser dada à possibilidade de desenvolvimento reação de hipersensibilidade às luvas de látex. Neste caso,devem ser utilizadas as luvas de vinil.
  • 39. • Nunca deixar a máscara pendurada no pescoço ou ouvido; 2. Descartar em recipiente apropriado, após o uso e sempre que estiver visivelmente contaminada ou úmida; 3. Não guardar em bolsos ou gavetas; 4. Evitar tocá-la após a sua colocação. CUIDADOS COM AS MÁSCARAS