SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
As Tecnologias de Informação na Prática da Engenharia
Civil
Rodrigo Falcão Moreira
SOPSEC, SA
Palestra realizada no âmbito da sessão de apresentação do NTIEC – Núcleo de Tecnologias de
Informação na Engenharia Civil da FEUP
09 de Outubro de 2013
Enquadramento
 O que mudou em 10 anos na prática da Engenharia Civil?
 Tecnologias de Informação na Engenharia Civil: Friend or Foe?
 Obrigatório ou opcional?
 Podemos / devemos estar 100% dependentes do software comercial?
 Ou temos todos de passar a ser applications developers…
 …
 Scared yet?
10 anos de evolução (2003 – 2013)
 Considerável evolução da capacidade de processamento do hardware;
 Novo hardware (smartphones, tablets…) e novos softwares;
 Informação circula cerca de 10x mais depressa (web, e-mail, cloud…);
 Organização da informação na Construção mudou / continua a mudar:
 Passagem do 2D para o 3D;
 Passagem do CAD para o BIM;
 Passagem do projecto individual para o projecto colaborativo;
 Comunicação eficaz entre todos os intervenientes tem de ser assegurada;
 Conceitos de Arquitectura mais arrojados → Novos desafios para a Engenharia.
Processo de Projecto em 2003
 Representação essencialmente 2D;
 Troca de informação via ficheiros de Texto e CAD;
 Cada especialidade trabalha “independente” sobre uma base de Arquitectura;
 Sobreposição de plantas e cortes como forma de coordenação entre especialidades;
 Modelos 3D de cálculo estrutural são criados a partir de elementos 2D de Arquitectura;
 Comunicação de dados entre intervenientes não levanta grandes dificuldades;
 Qualquer modelo 3D de Arquitectura exige várias horas de trabalho e de renderização.
Processo de Projecto em 2013 - O que mudou?
 Informação 3D paramétrica – BIM começa a querer generalizar-se;
 Todos os intervenientes podem trabalhar coordenados sobre um modelo único da obra;
 Este modelo BIM pode acompanhar a obra desde a concepção à exploração;
 Existência de vários softwares BIM de diferentes fabricantes Europeus, Americanos…
 Comunicação de dados directa por vezes não é possível…
 Torna-se necessário conhecer outras “linguagens” (pml, stp, sat…);
 Pode ser necessário desenvolver rotinas de programação para gerar estes ficheiros…
TI’s na Engenharia Civil - O que são actualmente?
 Software de desenho 2D / 3D (CAD);
 Software de modelação paramétrica (BIM);
 Software comercial de cálculo estrutural (FEM p. ex.);
 Outros softwares comerciais de cálculo (Hidráulica, Térmica, AVAC…);
 Rotinas de programação para tratamento dos resultados obtidos;
 Folhas de cálculo XL;
 Add-ons para software comercial;
 Aplicativos desenvolvidos em meio académico e disponibilizados ao público;
 Qualquer código informático escrito por um utilizador para o ajudar!
Quais as vantagens da evolução?
 Permite uma visão global tridimensional da obra desde as fases iniciais;
 Liberta tempo para as importantes tarefas de concepção e verificação do projecto;
 Reduz o tempo despendido no desenho e cálculos dos projectos;
 Reduz o tempo necessário para a implementação de alterações ao projecto;
 Melhora a coordenação entre todos os intervenientes e a qualidade da informação;
 Permite comunicar em qualquer contexto.
É possível não fazer este investimento?
 Depende de quanto tempo se quiser sobreviver…
Software comercial Vs. Aplicações próprias
 O software comercial pode ser mais ou menos versátil, depende do fabricante;
 A compatibilidade entre diferentes plataformas nem sempre funciona…
 Portanto:
 pode haver necessidade de criar aplicações para resolver um problema muito
específico;
 podem surgir dificuldades de comunicação que obriguem a transmitir a
informação num formato não nativo ao software utilizado.
 Ou seja, há várias situações em que o software comercial não resolve tudo;
 E quando o Engenheiro não tem, o Engenheiro cria…
ASCII-Input
Resultado obtido
Alguns exemplos do que é possível fazer…
Projecto de Pontes
Projecto de Estruturas Metálicas
Allianz Arena – Munich
Sailer Stepan & Partner
Zaragoza Bridge Pavilion – EXPO 2008
FHECOR
Obrigado.
Palestra realizada no âmbito da sessão de apresentação do NTIEC – Núcleo de Tecnologias de
Informação na Engenharia Civil da FEUP
09 de Outubro de 2013

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (6)

PIF2019 - A05 - Letícia Rodrigues - SENAI
PIF2019 - A05 - Letícia Rodrigues - SENAIPIF2019 - A05 - Letícia Rodrigues - SENAI
PIF2019 - A05 - Letícia Rodrigues - SENAI
 
Impactos do uso do BIM em escritórios
Impactos do uso do BIM em escritóriosImpactos do uso do BIM em escritórios
Impactos do uso do BIM em escritórios
 
PIF2019 - A13 - Silvio Prado - PARS
PIF2019 - A13 - Silvio Prado - PARSPIF2019 - A13 - Silvio Prado - PARS
PIF2019 - A13 - Silvio Prado - PARS
 
Bim
BimBim
Bim
 
2 edd mariana_moro_o_que_e_bim
2 edd mariana_moro_o_que_e_bim2 edd mariana_moro_o_que_e_bim
2 edd mariana_moro_o_que_e_bim
 
Projeto estrutural no_ambiente_bim_tqsabece
Projeto estrutural no_ambiente_bim_tqsabeceProjeto estrutural no_ambiente_bim_tqsabece
Projeto estrutural no_ambiente_bim_tqsabece
 

Semelhante a As Tecnologias de Informação na Prática da Engenharia Civil

O uso de softwares na engenharia civil
O uso de softwares na engenharia civilO uso de softwares na engenharia civil
O uso de softwares na engenharia civildebvieir
 
Teoria de Sistemas de Informação - Atividade: Tecnologia e SI
Teoria de Sistemas de Informação - Atividade: Tecnologia e SITeoria de Sistemas de Informação - Atividade: Tecnologia e SI
Teoria de Sistemas de Informação - Atividade: Tecnologia e SIAlessandro Almeida
 
Pesquisas em usabilidade de interfaces e interação - 2 bim
Pesquisas em usabilidade de interfaces e interação -  2 bimPesquisas em usabilidade de interfaces e interação -  2 bim
Pesquisas em usabilidade de interfaces e interação - 2 bimReuel Lopes
 
Cloud Computing como ferramenta para Tecnologias da Informação e Comunicação ...
Cloud Computing como ferramenta para Tecnologias da Informação e Comunicação ...Cloud Computing como ferramenta para Tecnologias da Informação e Comunicação ...
Cloud Computing como ferramenta para Tecnologias da Informação e Comunicação ...Fernando de Assis Rodrigues
 
Informatica softwares para Eng. Civil
Informatica softwares para Eng. CivilInformatica softwares para Eng. Civil
Informatica softwares para Eng. Civiljcarlosfb
 
Cronicas Apresentação
Cronicas ApresentaçãoCronicas Apresentação
Cronicas Apresentaçãokonpax
 
Tema 10 Automação Da Engenharia
Tema 10   Automação Da EngenhariaTema 10   Automação Da Engenharia
Tema 10 Automação Da Engenhariabruno2003sp
 
Palestra BIM_UNIGRANRIO 2013
Palestra BIM_UNIGRANRIO 2013Palestra BIM_UNIGRANRIO 2013
Palestra BIM_UNIGRANRIO 2013Julio Bastos
 
Desenvolvimento multiplataforma em ambientes de programação nativos e abstr...
Desenvolvimento multiplataforma em ambientes de programação nativos e abstr...Desenvolvimento multiplataforma em ambientes de programação nativos e abstr...
Desenvolvimento multiplataforma em ambientes de programação nativos e abstr...Ráfagan Abreu
 
Internet das coisas - Uma Abordagem Prática
Internet das coisas - Uma Abordagem PráticaInternet das coisas - Uma Abordagem Prática
Internet das coisas - Uma Abordagem PráticaGustavo Ferreira Palma
 

Semelhante a As Tecnologias de Informação na Prática da Engenharia Civil (20)

Planejamento 4D
Planejamento 4DPlanejamento 4D
Planejamento 4D
 
Webinar "FME e BIM"
Webinar "FME e BIM"Webinar "FME e BIM"
Webinar "FME e BIM"
 
O uso de softwares na engenharia civil
O uso de softwares na engenharia civilO uso de softwares na engenharia civil
O uso de softwares na engenharia civil
 
Estudo de Caso Comil - Siemens PLM
Estudo de Caso Comil - Siemens PLMEstudo de Caso Comil - Siemens PLM
Estudo de Caso Comil - Siemens PLM
 
Teoria de Sistemas de Informação - Atividade: Tecnologia e SI
Teoria de Sistemas de Informação - Atividade: Tecnologia e SITeoria de Sistemas de Informação - Atividade: Tecnologia e SI
Teoria de Sistemas de Informação - Atividade: Tecnologia e SI
 
Bim - Revit
Bim - RevitBim - Revit
Bim - Revit
 
Assuntos de Interesse - Maio 2019
Assuntos de Interesse - Maio 2019Assuntos de Interesse - Maio 2019
Assuntos de Interesse - Maio 2019
 
Aubr 83 apostila
Aubr 83 apostilaAubr 83 apostila
Aubr 83 apostila
 
Pesquisas em usabilidade de interfaces e interação - 2 bim
Pesquisas em usabilidade de interfaces e interação -  2 bimPesquisas em usabilidade de interfaces e interação -  2 bim
Pesquisas em usabilidade de interfaces e interação - 2 bim
 
Cloud Computing como ferramenta para Tecnologias da Informação e Comunicação ...
Cloud Computing como ferramenta para Tecnologias da Informação e Comunicação ...Cloud Computing como ferramenta para Tecnologias da Informação e Comunicação ...
Cloud Computing como ferramenta para Tecnologias da Informação e Comunicação ...
 
Informatica softwares para Eng. Civil
Informatica softwares para Eng. CivilInformatica softwares para Eng. Civil
Informatica softwares para Eng. Civil
 
Cronicas Apresentação
Cronicas ApresentaçãoCronicas Apresentação
Cronicas Apresentação
 
Autocad
AutocadAutocad
Autocad
 
Tema 10 Automação Da Engenharia
Tema 10   Automação Da EngenhariaTema 10   Automação Da Engenharia
Tema 10 Automação Da Engenharia
 
Palestra BIM_UNIGRANRIO 2013
Palestra BIM_UNIGRANRIO 2013Palestra BIM_UNIGRANRIO 2013
Palestra BIM_UNIGRANRIO 2013
 
Pré agenda para o CMG Impact 2019
Pré agenda para o CMG Impact 2019Pré agenda para o CMG Impact 2019
Pré agenda para o CMG Impact 2019
 
Desenvolvimento multiplataforma em ambientes de programação nativos e abstr...
Desenvolvimento multiplataforma em ambientes de programação nativos e abstr...Desenvolvimento multiplataforma em ambientes de programação nativos e abstr...
Desenvolvimento multiplataforma em ambientes de programação nativos e abstr...
 
embratel-ebook
embratel-ebookembratel-ebook
embratel-ebook
 
Apresentação Emilia Cabral
Apresentação Emilia CabralApresentação Emilia Cabral
Apresentação Emilia Cabral
 
Internet das coisas - Uma Abordagem Prática
Internet das coisas - Uma Abordagem PráticaInternet das coisas - Uma Abordagem Prática
Internet das coisas - Uma Abordagem Prática
 

Mais de NTIEC - Núcleo de Tecnologias de Informação na Engenharia Civil

Mais de NTIEC - Núcleo de Tecnologias de Informação na Engenharia Civil (20)

Sessão de Apresentação do NTIEC - Perspectiva do Docente e do Investigador
Sessão de Apresentação do NTIEC - Perspectiva do Docente e do InvestigadorSessão de Apresentação do NTIEC - Perspectiva do Docente e do Investigador
Sessão de Apresentação do NTIEC - Perspectiva do Docente e do Investigador
 
Novas Tecnologias 17: Painéis Fotovoltaicos
Novas Tecnologias 17: Painéis FotovoltaicosNovas Tecnologias 17: Painéis Fotovoltaicos
Novas Tecnologias 17: Painéis Fotovoltaicos
 
Manual TI-84
Manual TI-84Manual TI-84
Manual TI-84
 
Exercícios TI-84
Exercícios TI-84Exercícios TI-84
Exercícios TI-84
 
Guia Rápido TI-84
Guia Rápido TI-84Guia Rápido TI-84
Guia Rápido TI-84
 
Exercícios Voyage 200
Exercícios Voyage 200Exercícios Voyage 200
Exercícios Voyage 200
 
Guia Rápido Voyage 200
Guia Rápido Voyage 200Guia Rápido Voyage 200
Guia Rápido Voyage 200
 
Manual Voyage 200
Manual Voyage 200Manual Voyage 200
Manual Voyage 200
 
Manual TI N-Spire
Manual TI N-SpireManual TI N-Spire
Manual TI N-Spire
 
Guia Rápido TI N-Spire
Guia Rápido TI N-SpireGuia Rápido TI N-Spire
Guia Rápido TI N-Spire
 
Apresentação Workshop Máquinas de Calcular
Apresentação Workshop Máquinas de CalcularApresentação Workshop Máquinas de Calcular
Apresentação Workshop Máquinas de Calcular
 
Apresentação 11-12-2013 - NTIEC/FEUP - Apresentação bimTEC
Apresentação 11-12-2013 - NTIEC/FEUP - Apresentação bimTECApresentação 11-12-2013 - NTIEC/FEUP - Apresentação bimTEC
Apresentação 11-12-2013 - NTIEC/FEUP - Apresentação bimTEC
 
Apresentação Formação LaTeX
Apresentação Formação LaTeXApresentação Formação LaTeX
Apresentação Formação LaTeX
 
Novas Tecnologias 38: Sensores de Tensão
Novas Tecnologias 38: Sensores de TensãoNovas Tecnologias 38: Sensores de Tensão
Novas Tecnologias 38: Sensores de Tensão
 
Novas Tecnologias 13: Flavours Orchard
Novas Tecnologias 13: Flavours OrchardNovas Tecnologias 13: Flavours Orchard
Novas Tecnologias 13: Flavours Orchard
 
Novas Tecnologias 37: Túnel do Estreito de Bohai
Novas Tecnologias 37: Túnel do Estreito de BohaiNovas Tecnologias 37: Túnel do Estreito de Bohai
Novas Tecnologias 37: Túnel do Estreito de Bohai
 
Novas Tecnologias 7: Barragem das Três Gargantas
Novas Tecnologias 7: Barragem das Três GargantasNovas Tecnologias 7: Barragem das Três Gargantas
Novas Tecnologias 7: Barragem das Três Gargantas
 
Sessão Introdução ao BIM: Eng. João Poças Martins
Sessão Introdução ao BIM: Eng. João Poças MartinsSessão Introdução ao BIM: Eng. João Poças Martins
Sessão Introdução ao BIM: Eng. João Poças Martins
 
Sessão Introdução ao BIM: Eng. José Carlos Lino
Sessão Introdução ao BIM: Eng. José Carlos LinoSessão Introdução ao BIM: Eng. José Carlos Lino
Sessão Introdução ao BIM: Eng. José Carlos Lino
 
Sessão Introdução ao BIM: Eng. Sergio Pinho
Sessão Introdução ao BIM: Eng. Sergio PinhoSessão Introdução ao BIM: Eng. Sergio Pinho
Sessão Introdução ao BIM: Eng. Sergio Pinho
 

Último

ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx2m Assessoria
 
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAMarcio Venturelli
 
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor SucroenergéticoConvergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor SucroenergéticoMarcio Venturelli
 
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPaulo Pagliusi, PhD, CISM
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx2m Assessoria
 
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASMarcio Venturelli
 
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiPaulo Pagliusi, PhD, CISM
 
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx2m Assessoria
 
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfAula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfInocencioHoracio3
 

Último (9)

ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
 
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
 
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor SucroenergéticoConvergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
 
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
 
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
 
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
 
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
 
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfAula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
 

As Tecnologias de Informação na Prática da Engenharia Civil

  • 1. As Tecnologias de Informação na Prática da Engenharia Civil Rodrigo Falcão Moreira SOPSEC, SA Palestra realizada no âmbito da sessão de apresentação do NTIEC – Núcleo de Tecnologias de Informação na Engenharia Civil da FEUP 09 de Outubro de 2013
  • 2. Enquadramento  O que mudou em 10 anos na prática da Engenharia Civil?  Tecnologias de Informação na Engenharia Civil: Friend or Foe?  Obrigatório ou opcional?  Podemos / devemos estar 100% dependentes do software comercial?  Ou temos todos de passar a ser applications developers…  …  Scared yet?
  • 3. 10 anos de evolução (2003 – 2013)  Considerável evolução da capacidade de processamento do hardware;  Novo hardware (smartphones, tablets…) e novos softwares;  Informação circula cerca de 10x mais depressa (web, e-mail, cloud…);  Organização da informação na Construção mudou / continua a mudar:  Passagem do 2D para o 3D;  Passagem do CAD para o BIM;  Passagem do projecto individual para o projecto colaborativo;  Comunicação eficaz entre todos os intervenientes tem de ser assegurada;  Conceitos de Arquitectura mais arrojados → Novos desafios para a Engenharia.
  • 4. Processo de Projecto em 2003  Representação essencialmente 2D;  Troca de informação via ficheiros de Texto e CAD;  Cada especialidade trabalha “independente” sobre uma base de Arquitectura;  Sobreposição de plantas e cortes como forma de coordenação entre especialidades;  Modelos 3D de cálculo estrutural são criados a partir de elementos 2D de Arquitectura;  Comunicação de dados entre intervenientes não levanta grandes dificuldades;  Qualquer modelo 3D de Arquitectura exige várias horas de trabalho e de renderização.
  • 5. Processo de Projecto em 2013 - O que mudou?  Informação 3D paramétrica – BIM começa a querer generalizar-se;  Todos os intervenientes podem trabalhar coordenados sobre um modelo único da obra;  Este modelo BIM pode acompanhar a obra desde a concepção à exploração;  Existência de vários softwares BIM de diferentes fabricantes Europeus, Americanos…  Comunicação de dados directa por vezes não é possível…  Torna-se necessário conhecer outras “linguagens” (pml, stp, sat…);  Pode ser necessário desenvolver rotinas de programação para gerar estes ficheiros…
  • 6. TI’s na Engenharia Civil - O que são actualmente?  Software de desenho 2D / 3D (CAD);  Software de modelação paramétrica (BIM);  Software comercial de cálculo estrutural (FEM p. ex.);  Outros softwares comerciais de cálculo (Hidráulica, Térmica, AVAC…);  Rotinas de programação para tratamento dos resultados obtidos;  Folhas de cálculo XL;  Add-ons para software comercial;  Aplicativos desenvolvidos em meio académico e disponibilizados ao público;  Qualquer código informático escrito por um utilizador para o ajudar!
  • 7. Quais as vantagens da evolução?  Permite uma visão global tridimensional da obra desde as fases iniciais;  Liberta tempo para as importantes tarefas de concepção e verificação do projecto;  Reduz o tempo despendido no desenho e cálculos dos projectos;  Reduz o tempo necessário para a implementação de alterações ao projecto;  Melhora a coordenação entre todos os intervenientes e a qualidade da informação;  Permite comunicar em qualquer contexto. É possível não fazer este investimento?  Depende de quanto tempo se quiser sobreviver…
  • 8. Software comercial Vs. Aplicações próprias  O software comercial pode ser mais ou menos versátil, depende do fabricante;  A compatibilidade entre diferentes plataformas nem sempre funciona…  Portanto:  pode haver necessidade de criar aplicações para resolver um problema muito específico;  podem surgir dificuldades de comunicação que obriguem a transmitir a informação num formato não nativo ao software utilizado.  Ou seja, há várias situações em que o software comercial não resolve tudo;  E quando o Engenheiro não tem, o Engenheiro cria…
  • 11. Alguns exemplos do que é possível fazer…
  • 14. Allianz Arena – Munich Sailer Stepan & Partner
  • 15. Zaragoza Bridge Pavilion – EXPO 2008 FHECOR
  • 16. Obrigado. Palestra realizada no âmbito da sessão de apresentação do NTIEC – Núcleo de Tecnologias de Informação na Engenharia Civil da FEUP 09 de Outubro de 2013