SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Baixar para ler offline
[AUBR-83] BIM na Prática: Implementação de Revit em
Escritórios de Arquitetura e Engenharia
Paulo Henrique Giungi Galvão – Revenda TECGRAF
Consultor técnico Revit da Revenda TECGRAF

AUBR-83
Dicas e Truques
Essa demonstração foi desenvolvida para oferecer soluções profissionais, eficientes e inteligentes para dia-a-dia nas
áreas de Arquitetura e Engenharia com base em casos reais de clientes. O principal objetivo é ter uma visão geral
das soluções REVIT para as disciplinas AEC e entender quais os desafios existentes na implementação desse
produto Autodesk, permitindo um melhor aproveitamento na melhoria da coordenação e concepção do cenário BIM,
minimizando erros e aumentando a produtividade da equipe técnica com foco no Design 3D e documentação. Os
produtos utilizados serão o Revit Architecture, Revit MEP e Revit Structure.
Na palestra será demonstrado a Implementação do Revit em caso reais das seguintes áreas:
- Engenharia de Pré-Fabricados.
- Engenharia Hidráulica.
- Engenharia Elétrica.
- Engenharia Civil.

Objetivos:
- Visão geral de como Implementar o Revit.
- Quais os desafios e como enfrentá-los.
- Visão geral da necessidade de customizar o Revit.

About the Speaker:
Professor Universitário de Comunicação Digital e um dos especialistas certificados da Autodesk na área
de Arquitetura, Engenharia e Construção. Paulo Galvão é profissional na área desde 1995 e coordena
um centro de treinamentos da revenda autorizada Tecgraf, certificada para ministrar cursos dos
softwares da Autodesk e comercializar seus produtos no interior do estado de São Paulo. Nesses 15
anos de experiência, já atendeu grandes empresas de multimídia e construtoras e, atualmente trabalha
no foco de Implementação do Revit em escritórios de engenharia. É criador do site
www.paulogalvao.com, cujo objetivo é auxiliar usuários de computação gráfica permitindo que eles
exponham seus trabalhos e troquem experiências profissionais.

Contato:
Email Revenda Tecgraf: paulo@tecgraf.com.br
Website TECGRAF: http://www.tecgraf.com.br
Email pessoal: contato@paulogalvao.com
Linkedin: http://br.linkedin.com/pub/paulo-galvão
Website: www.paulogalvao.com
BIM na Prática: Implementação de Revit em Escritórios de Arquitetura e Engenharia

Esse documento tem como principal objetivo auxiliar escritórios de arquitetura e engenharia em como
superar os principais desafios que enfrentarão na implementação do REVIT durante o fluxo de trabalho e
a necessidade de adaptar os produtos Autodesk REVIT ARCHITECTURE, STRUCTURE e MEP para a
realidade da empresa no dia a dia.

Mudança do fluxo de trabalho de CAD para BIM
Nesse tópico discutiremos rapidamente a mudança do fluxo de trabalho de CAD para BIM, como está se
comportando o mercado de Arquitetura e Engenharia e qual o principal desafio que teremos que
enfrentar para nos adaptar a essa nova realidade.

BIM
O tema BIM já vem sendo discutido a alguns anos de como esse conceito pode nos propor benefícios e
vantagens. Para nossa proposta de implementação, precisaremos entender e resgatar alguns pontos
importantes:
1. BIM é um modelo 3D inteligente baseado no processo da informação.
2. De acordo com o site da Autodesk quando se diz respeito sobre o BIM é: “...a modelagem de
informações da construção está derrubando as barreiras e estabelecendo a comunicação entre
as equipes ampliadas de projeto e construção, oferecendo informações coerentes e confiáveis
para todo o escopo do empreendimento.”
3. Bim é um processo integrado que amplia consideravelmente a compreensão do empreendimento
e viabiliza a visibilidade dos resultados.
Ainda podemos concluir que todo esse processo pode-se dividir da seguinte maneira:

2
BIM na Prática: Implementação de Revit em Escritórios de Arquitetura e Engenharia

Imagem cedida pela própria Autodesk

DESIGN: Liberdade para criar e desenvolver qualquer projeto arquitetônico e não limitado a comandos
de softwares. O mais importante que cada item composto nessa forma geométrica tanto tridimensional
ou bidimensional, possui um identificador de informações e composições, por exemplo, uma parede que
é composta de tijolos, argamassa, revestimento, posição ou qualquer item que desejar cadastrar nesse
elemento arquitetônico.

DOCUMENTAÇÃO: É a geração automática das vistas em duas dimensões, obtendo a quantificação do
projeto por visualizações de tabelas, gerenciamento e atualizações das vistas e por fim, a impressão das
folhas/documentações para construção/Fabricação de uma edificação.

GERENCIAMENTO: A principal função do gerenciamento é a compatibilização da obra envolvendo
todas as disciplinas que compõem a edificação, principalmente a arquitetura, estruturas e sistemas. Além
disso, temos o resultando final da quantificação e do orçamento do projeto, em outras palavras, o
controle do empreendimento virtualmente com todas as propriedades das informações da obra.

CONSTRUÇÃO: Monitora o andamento das metas para cumprir ou superar os requisitos prédeterminados pelo Design, Documentação e Gerenciamento da obra, por exemplo, a execução da

3
BIM na Prática: Implementação de Revit em Escritórios de Arquitetura e Engenharia

construção controlada pelo cronograma pré-estabelecido pelo gerenciamento e a coordenação da
fabricação de peças projetadas pela documentação.

Na prática, todos nós que estamos trabalhando a alguns anos com a tecnologia Autodesk, já sabemos
que o BIM é uma realidade ao nosso alcance, por isso é importante questionar:

Essa é a principal pergunta que deveremos responder: COMO IMPLEMENTAR O BIM (ou REVIT)?
Podemos concluir que o mercado já sabe o que é o BIM, sabe que necessita dele, mas ainda não sabe
como implementá-lo. Para nosso estudo trabalharemos com o plano de implementação, focado somente
no DESIGN 3D e DOCUMENTAÇÃO, utilizando produtos da Autodesk: REVIT Architecture, REVIT
Structure e o REVIT MEP.

4
BIM na Prática: Implementação de Revit em Escritórios de Arquitetura e Engenharia

Usar o REVIT Corretamente
É muito comum utilizar o Revit como modelador Arquitetônico ou como Maquete Eletrônica, mas isso é
um erro, pois o produto oferece muito mais do que geração de sólidos tridimensionais. Abaixo temos
algumas descrições e vantagens sobre o produto REVIT.


O Revit, ao contrário de outros programas para arquitetura, armazena toda a informação de um
projeto num único arquivo.



Trata-se de um banco de dados relacional paramétrico 3D totalmente integrado, que representa
o edifício em todos os seus aspectos.



No Revit as plantas, cortes, elevações, perspectivas, tabelas de quantificação, são simplesmente
fáceis de serem desenhadas e inseridas no projeto sendo tudo absolutamente bi-direcional.



Quando se tem um projeto modelado no Revit, você terá todo o memorial de construção, com as
especificações de materiais e as quantificações.

Objetivos da Implementação do REVIT
A grande finalidade de utilizar o Revit é atender a dois pontos que fazem parte do ciclo BIM, que são: o
Design 3D e a Documentação, em outras palavras, fazer projetos rápidos e inteligentes com a
documentação pronta para obra.

5
BIM na Prática: Implementação de Revit em Escritórios de Arquitetura e Engenharia

Para atingir tal finalidade proposta acima, precisamos que o REVIT atenda aos seguintes requisitos:


Amoldar o Software para a realidade do Cliente.



Adequar às Normas Brasileiras.



Adaptar a Documentação.



Estabelecer transferência de Dados/Informações com outras disciplinas de engenharia, clientes
ou parceiros.



Preparar a equipe técnica para a mudança no fluxo de trabalho.

Implementar o REVIT utilizando um Plano de Implementação
Esse plano foi criado com o objetivo de auxiliar os escritórios de Arquitetura, Engenharia Estrutural,
Engenharia de Pré-moldados e Engenharia de Sistemas na implementação do conceito BIM (Building
Information Modeling) em sua atividade profissional, com a utilização dos produtos Autodesk, sendo
dividido da seguinte maneira:

1. Análise das necessidades
Nesta fase é feito um Briefing dos objetivos da empresa com relação ao uso da tecnologia BIM e
a criação de um plano de ação com as etapas a serem desenvolvidas.

2. Planejamentos das Atividades
O planejamento é feito com a participação dos usuários, de forma a assimilarem o processo e
que tenham autonomia para dar continuidade na implementação. Dentre os principais objetivos
estão: projetos em 3D, criação de templates, criação de famílias para adequar o projeto,
padronização de folhas, vistas e levantamento de quantitativos.

3. Treinamento Personalizado
O treinamento é muito importante, pois é o momento em que os profissionais vão conhecer a
tecnologia que será aplicada no fluxo de trabalho em sua empresa. Este é um treinamento

6
BIM na Prática: Implementação de Revit em Escritórios de Arquitetura e Engenharia

direcionado às atividades práticas do cliente, ministrados por professores qualificados e
experientes.

4. Customização
Precisa ser uma equipe especializada e certificada pela Autodesk, que possuem a capacidade
de desenvolver uma completa metodologia, execução e customização das tarefas do dia a dia
nos escritórios de engenharia, personalizando atividades e comandos a serem executados
através dos softwares REVIT ARCHITECTURE/ STRUCTURE/ MEP.

5. Projeto Piloto
É a execução do processo completo pela primeira vez em uma atividade prática do cliente.

7
BIM na Prática: Implementação de Revit em Escritórios de Arquitetura e Engenharia

Conclusão
O plano de ação de Implementação do Revit nos escritórios de Arquitetura e Engenharia ajuda a
entrarmos nessa nova “ERA BIM”, nos auxiliando a dar os primeiros passos e adaptando os nossos
projetos para que sejam compatíveis a esse processo, tanto no design quanto na documentação. É
sempre importante ressaltar a necessidade de usar e moldar o software corretamente para o dia a dia
das empresas de Arquitetura e Engenharia.

8

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Coordenacao de Projetos com BIM - Palestra PINI Abril 2014
Coordenacao de Projetos com BIM - Palestra PINI Abril 2014Coordenacao de Projetos com BIM - Palestra PINI Abril 2014
Coordenacao de Projetos com BIM - Palestra PINI Abril 2014Wilton Catelani
 
Palestra BIM_UNIGRANRIO 2013
Palestra BIM_UNIGRANRIO 2013Palestra BIM_UNIGRANRIO 2013
Palestra BIM_UNIGRANRIO 2013Julio Bastos
 
Normalização BIM Especificação do Nível de Desenvolvimento e Modelação por Ob...
Normalização BIM Especificação do Nível de Desenvolvimento e Modelação por Ob...Normalização BIM Especificação do Nível de Desenvolvimento e Modelação por Ob...
Normalização BIM Especificação do Nível de Desenvolvimento e Modelação por Ob...João Poças Martins
 
Princípios para o Desenvolvimento de Projetos com Recurso a Ferramentas BIM. ...
Princípios para o Desenvolvimento de Projetos com Recurso a Ferramentas BIM. ...Princípios para o Desenvolvimento de Projetos com Recurso a Ferramentas BIM. ...
Princípios para o Desenvolvimento de Projetos com Recurso a Ferramentas BIM. ...João Poças Martins
 
Desenvolvimento de processos de interação entre tecnologia BIM e equipamentos...
Desenvolvimento de processos de interação entre tecnologia BIM e equipamentos...Desenvolvimento de processos de interação entre tecnologia BIM e equipamentos...
Desenvolvimento de processos de interação entre tecnologia BIM e equipamentos...João Poças Martins
 
Desenvolvimento de Interfaces Tridimensionais para Aplicações Móveis a Partir...
Desenvolvimento de Interfaces Tridimensionais para Aplicações Móveis a Partir...Desenvolvimento de Interfaces Tridimensionais para Aplicações Móveis a Partir...
Desenvolvimento de Interfaces Tridimensionais para Aplicações Móveis a Partir...miguelmatosmonteiro
 
João Calheiros. Tese de Mestrado. FEUP 2014. BIM, Modelação Paramétrica, Rhin...
João Calheiros. Tese de Mestrado. FEUP 2014. BIM, Modelação Paramétrica, Rhin...João Calheiros. Tese de Mestrado. FEUP 2014. BIM, Modelação Paramétrica, Rhin...
João Calheiros. Tese de Mestrado. FEUP 2014. BIM, Modelação Paramétrica, Rhin...João Poças Martins
 
Tarefa 4 exercicios
Tarefa 4 exerciciosTarefa 4 exercicios
Tarefa 4 exerciciosIsaac Vieira
 

Mais procurados (18)

Sessão Introdução ao BIM: Eng. José Carlos Lino
Sessão Introdução ao BIM: Eng. José Carlos LinoSessão Introdução ao BIM: Eng. José Carlos Lino
Sessão Introdução ao BIM: Eng. José Carlos Lino
 
Coordenacao de Projetos com BIM - Palestra PINI Abril 2014
Coordenacao de Projetos com BIM - Palestra PINI Abril 2014Coordenacao de Projetos com BIM - Palestra PINI Abril 2014
Coordenacao de Projetos com BIM - Palestra PINI Abril 2014
 
Palestra BIM_UNIGRANRIO 2013
Palestra BIM_UNIGRANRIO 2013Palestra BIM_UNIGRANRIO 2013
Palestra BIM_UNIGRANRIO 2013
 
Planejamento 4D
Planejamento 4DPlanejamento 4D
Planejamento 4D
 
2 edd mariana_moro_o_que_e_bim
2 edd mariana_moro_o_que_e_bim2 edd mariana_moro_o_que_e_bim
2 edd mariana_moro_o_que_e_bim
 
Caderno de Apresentacao de Projetos BIM
Caderno de Apresentacao de Projetos BIMCaderno de Apresentacao de Projetos BIM
Caderno de Apresentacao de Projetos BIM
 
TECNOLOGIA BIM
TECNOLOGIA BIMTECNOLOGIA BIM
TECNOLOGIA BIM
 
Normalização BIM Especificação do Nível de Desenvolvimento e Modelação por Ob...
Normalização BIM Especificação do Nível de Desenvolvimento e Modelação por Ob...Normalização BIM Especificação do Nível de Desenvolvimento e Modelação por Ob...
Normalização BIM Especificação do Nível de Desenvolvimento e Modelação por Ob...
 
Sessão Introdução ao BIM: Eng. Sergio Pinho
Sessão Introdução ao BIM: Eng. Sergio PinhoSessão Introdução ao BIM: Eng. Sergio Pinho
Sessão Introdução ao BIM: Eng. Sergio Pinho
 
Princípios para o Desenvolvimento de Projetos com Recurso a Ferramentas BIM. ...
Princípios para o Desenvolvimento de Projetos com Recurso a Ferramentas BIM. ...Princípios para o Desenvolvimento de Projetos com Recurso a Ferramentas BIM. ...
Princípios para o Desenvolvimento de Projetos com Recurso a Ferramentas BIM. ...
 
Desenvolvimento de processos de interação entre tecnologia BIM e equipamentos...
Desenvolvimento de processos de interação entre tecnologia BIM e equipamentos...Desenvolvimento de processos de interação entre tecnologia BIM e equipamentos...
Desenvolvimento de processos de interação entre tecnologia BIM e equipamentos...
 
Desenvolvimento de Interfaces Tridimensionais para Aplicações Móveis a Partir...
Desenvolvimento de Interfaces Tridimensionais para Aplicações Móveis a Partir...Desenvolvimento de Interfaces Tridimensionais para Aplicações Móveis a Partir...
Desenvolvimento de Interfaces Tridimensionais para Aplicações Móveis a Partir...
 
João Calheiros. Tese de Mestrado. FEUP 2014. BIM, Modelação Paramétrica, Rhin...
João Calheiros. Tese de Mestrado. FEUP 2014. BIM, Modelação Paramétrica, Rhin...João Calheiros. Tese de Mestrado. FEUP 2014. BIM, Modelação Paramétrica, Rhin...
João Calheiros. Tese de Mestrado. FEUP 2014. BIM, Modelação Paramétrica, Rhin...
 
Apresentacao mjoao
Apresentacao mjoaoApresentacao mjoao
Apresentacao mjoao
 
Tarefa 4 exercicios
Tarefa 4 exerciciosTarefa 4 exercicios
Tarefa 4 exercicios
 
Manual arquitetura
Manual arquiteturaManual arquitetura
Manual arquitetura
 
Guia BIM AsBEA
Guia BIM AsBEAGuia BIM AsBEA
Guia BIM AsBEA
 
BIMnet - Apresentação 08 Termosul
BIMnet - Apresentação 08 TermosulBIMnet - Apresentação 08 Termosul
BIMnet - Apresentação 08 Termosul
 

Semelhante a Aubr 83 apostila

Baixe Projetos em Revit Projetos Prontos
Baixe Projetos em Revit Projetos ProntosBaixe Projetos em Revit Projetos Prontos
Baixe Projetos em Revit Projetos Prontospackeditordevideo
 
Apresentação 11-12-2013 - NTIEC/FEUP - Apresentação bimTEC
Apresentação 11-12-2013 - NTIEC/FEUP - Apresentação bimTECApresentação 11-12-2013 - NTIEC/FEUP - Apresentação bimTEC
Apresentação 11-12-2013 - NTIEC/FEUP - Apresentação bimTECagcm45
 
Revit architecture 2012_pt_introdução_ao_revit
Revit architecture 2012_pt_introdução_ao_revitRevit architecture 2012_pt_introdução_ao_revit
Revit architecture 2012_pt_introdução_ao_revitVivaldo Chagas
 
O uso de softwares na engenharia civil
O uso de softwares na engenharia civilO uso de softwares na engenharia civil
O uso de softwares na engenharia civildebvieir
 
Apresentação - USOS do BIM - parte Eder.pptx
Apresentação - USOS do BIM - parte Eder.pptxApresentação - USOS do BIM - parte Eder.pptx
Apresentação - USOS do BIM - parte Eder.pptxEderLima38
 
Portfólio PLM Raihsa Siemens
Portfólio PLM Raihsa SiemensPortfólio PLM Raihsa Siemens
Portfólio PLM Raihsa SiemensRaihsa
 
PARAGRAM - Design Computacional aplicado ao BIM
PARAGRAM - Design Computacional aplicado ao BIMPARAGRAM - Design Computacional aplicado ao BIM
PARAGRAM - Design Computacional aplicado ao BIMJose Vargas
 
Apostila revit2016-artur-feitosa (2)
Apostila revit2016-artur-feitosa (2)Apostila revit2016-artur-feitosa (2)
Apostila revit2016-artur-feitosa (2)Professor Meire
 
Apresentação do Eng. Rodrigo Falcão
Apresentação do Eng. Rodrigo FalcãoApresentação do Eng. Rodrigo Falcão
Apresentação do Eng. Rodrigo FalcãoJoão Nogueira
 
Aubr 24 autodesk-revit-architecture-para-arquitetura-de-interiores
Aubr 24 autodesk-revit-architecture-para-arquitetura-de-interioresAubr 24 autodesk-revit-architecture-para-arquitetura-de-interiores
Aubr 24 autodesk-revit-architecture-para-arquitetura-de-interioresVivaldo Chagas
 
Aula 14 cad - conceitos básicos
Aula 14   cad - conceitos básicosAula 14   cad - conceitos básicos
Aula 14 cad - conceitos básicosRenaldo Adriano
 

Semelhante a Aubr 83 apostila (20)

Baixe Projetos em Revit Projetos Prontos
Baixe Projetos em Revit Projetos ProntosBaixe Projetos em Revit Projetos Prontos
Baixe Projetos em Revit Projetos Prontos
 
palestra BIM.pptx
palestra BIM.pptxpalestra BIM.pptx
palestra BIM.pptx
 
Bim
BimBim
Bim
 
Apresentação BIM.pdf
Apresentação BIM.pdfApresentação BIM.pdf
Apresentação BIM.pdf
 
Apresentação 11-12-2013 - NTIEC/FEUP - Apresentação bimTEC
Apresentação 11-12-2013 - NTIEC/FEUP - Apresentação bimTECApresentação 11-12-2013 - NTIEC/FEUP - Apresentação bimTEC
Apresentação 11-12-2013 - NTIEC/FEUP - Apresentação bimTEC
 
Revit architecture 2012_pt_introdução_ao_revit
Revit architecture 2012_pt_introdução_ao_revitRevit architecture 2012_pt_introdução_ao_revit
Revit architecture 2012_pt_introdução_ao_revit
 
Apresentação 11-12-2013 - NTIEC/FEUP - Apresentação bimTEC
Apresentação 11-12-2013 - NTIEC/FEUP - Apresentação bimTECApresentação 11-12-2013 - NTIEC/FEUP - Apresentação bimTEC
Apresentação 11-12-2013 - NTIEC/FEUP - Apresentação bimTEC
 
O uso de softwares na engenharia civil
O uso de softwares na engenharia civilO uso de softwares na engenharia civil
O uso de softwares na engenharia civil
 
BIM_processos - guia 01.pdf
BIM_processos - guia 01.pdfBIM_processos - guia 01.pdf
BIM_processos - guia 01.pdf
 
Apresentação - USOS do BIM - parte Eder.pptx
Apresentação - USOS do BIM - parte Eder.pptxApresentação - USOS do BIM - parte Eder.pptx
Apresentação - USOS do BIM - parte Eder.pptx
 
Portfólio PLM Raihsa Siemens
Portfólio PLM Raihsa SiemensPortfólio PLM Raihsa Siemens
Portfólio PLM Raihsa Siemens
 
PARAGRAM - Design Computacional aplicado ao BIM
PARAGRAM - Design Computacional aplicado ao BIMPARAGRAM - Design Computacional aplicado ao BIM
PARAGRAM - Design Computacional aplicado ao BIM
 
Apostila revit2016-artur-feitosa (2)
Apostila revit2016-artur-feitosa (2)Apostila revit2016-artur-feitosa (2)
Apostila revit2016-artur-feitosa (2)
 
Apresentação do Eng. Rodrigo Falcão
Apresentação do Eng. Rodrigo FalcãoApresentação do Eng. Rodrigo Falcão
Apresentação do Eng. Rodrigo Falcão
 
Aubr 24 autodesk-revit-architecture-para-arquitetura-de-interiores
Aubr 24 autodesk-revit-architecture-para-arquitetura-de-interioresAubr 24 autodesk-revit-architecture-para-arquitetura-de-interiores
Aubr 24 autodesk-revit-architecture-para-arquitetura-de-interiores
 
C poli c definitivo
C poli c definitivoC poli c definitivo
C poli c definitivo
 
Gestão de Projetos
Gestão de ProjetosGestão de Projetos
Gestão de Projetos
 
Aula 14 cad - conceitos básicos
Aula 14   cad - conceitos básicosAula 14   cad - conceitos básicos
Aula 14 cad - conceitos básicos
 
As Tecnologias de Informação na Prática da Engenharia Civil
As Tecnologias de Informação na Prática da Engenharia CivilAs Tecnologias de Informação na Prática da Engenharia Civil
As Tecnologias de Informação na Prática da Engenharia Civil
 
Project Time
Project TimeProject Time
Project Time
 

Mais de Vivaldo Chagas

Projeto de lei Plano diretor - Maceió
Projeto de lei Plano diretor - MaceióProjeto de lei Plano diretor - Maceió
Projeto de lei Plano diretor - MaceióVivaldo Chagas
 
Revit architecture 2012_pt_projeto_preliminar
Revit architecture 2012_pt_projeto_preliminarRevit architecture 2012_pt_projeto_preliminar
Revit architecture 2012_pt_projeto_preliminarVivaldo Chagas
 
Revit architecture 2012_pt_iniciar_um_projeto
Revit architecture 2012_pt_iniciar_um_projetoRevit architecture 2012_pt_iniciar_um_projeto
Revit architecture 2012_pt_iniciar_um_projetoVivaldo Chagas
 
Revit architecture 2012_pt_guia_do_iniciante
Revit architecture 2012_pt_guia_do_inicianteRevit architecture 2012_pt_guia_do_iniciante
Revit architecture 2012_pt_guia_do_inicianteVivaldo Chagas
 
Revit architecture 2013 novidades
Revit architecture 2013 novidadesRevit architecture 2013 novidades
Revit architecture 2013 novidadesVivaldo Chagas
 
Aubr 23 revit-familias-parametricas
Aubr 23 revit-familias-parametricasAubr 23 revit-familias-parametricas
Aubr 23 revit-familias-parametricasVivaldo Chagas
 
2008 thomaz passosferrazmoreira
2008 thomaz passosferrazmoreira2008 thomaz passosferrazmoreira
2008 thomaz passosferrazmoreiraVivaldo Chagas
 
Revit architecture 2012_pt_construir_o_modelo
Revit architecture 2012_pt_construir_o_modeloRevit architecture 2012_pt_construir_o_modelo
Revit architecture 2012_pt_construir_o_modeloVivaldo Chagas
 
Apostila completa de_desenho_tecnico
Apostila completa de_desenho_tecnicoApostila completa de_desenho_tecnico
Apostila completa de_desenho_tecnicoVivaldo Chagas
 
Código de obras e edificações - Palmeira dos Indios
Código de obras e edificações - Palmeira dos IndiosCódigo de obras e edificações - Palmeira dos Indios
Código de obras e edificações - Palmeira dos IndiosVivaldo Chagas
 
Codigodeobraseedificacoes
CodigodeobraseedificacoesCodigodeobraseedificacoes
CodigodeobraseedificacoesVivaldo Chagas
 
Mapa 04 declividade_a3_1_100000
Mapa 04 declividade_a3_1_100000Mapa 04 declividade_a3_1_100000
Mapa 04 declividade_a3_1_100000Vivaldo Chagas
 
Mapa 03 sist_esg_san_a3_rev
Mapa 03 sist_esg_san_a3_revMapa 03 sist_esg_san_a3_rev
Mapa 03 sist_esg_san_a3_revVivaldo Chagas
 

Mais de Vivaldo Chagas (20)

Projeto de lei Plano diretor - Maceió
Projeto de lei Plano diretor - MaceióProjeto de lei Plano diretor - Maceió
Projeto de lei Plano diretor - Maceió
 
Revit architecture 2012_pt_projeto_preliminar
Revit architecture 2012_pt_projeto_preliminarRevit architecture 2012_pt_projeto_preliminar
Revit architecture 2012_pt_projeto_preliminar
 
Revit architecture 2012_pt_iniciar_um_projeto
Revit architecture 2012_pt_iniciar_um_projetoRevit architecture 2012_pt_iniciar_um_projeto
Revit architecture 2012_pt_iniciar_um_projeto
 
Revit architecture 2012_pt_guia_do_iniciante
Revit architecture 2012_pt_guia_do_inicianteRevit architecture 2012_pt_guia_do_iniciante
Revit architecture 2012_pt_guia_do_iniciante
 
Revit architecture 2013 novidades
Revit architecture 2013 novidadesRevit architecture 2013 novidades
Revit architecture 2013 novidades
 
Aubr 23 revit-familias-parametricas
Aubr 23 revit-familias-parametricasAubr 23 revit-familias-parametricas
Aubr 23 revit-familias-parametricas
 
Au12 autocad469l
Au12 autocad469lAu12 autocad469l
Au12 autocad469l
 
Au12 autocad331l
Au12 autocad331lAu12 autocad331l
Au12 autocad331l
 
2008 thomaz passosferrazmoreira
2008 thomaz passosferrazmoreira2008 thomaz passosferrazmoreira
2008 thomaz passosferrazmoreira
 
Revit architecture 2012_pt_construir_o_modelo
Revit architecture 2012_pt_construir_o_modeloRevit architecture 2012_pt_construir_o_modelo
Revit architecture 2012_pt_construir_o_modelo
 
Apostila completa de_desenho_tecnico
Apostila completa de_desenho_tecnicoApostila completa de_desenho_tecnico
Apostila completa de_desenho_tecnico
 
Código de obras e edificações - Palmeira dos Indios
Código de obras e edificações - Palmeira dos IndiosCódigo de obras e edificações - Palmeira dos Indios
Código de obras e edificações - Palmeira dos Indios
 
Codigodeobrasmaceio
CodigodeobrasmaceioCodigodeobrasmaceio
Codigodeobrasmaceio
 
Fichatecnica
FichatecnicaFichatecnica
Fichatecnica
 
Codpostura
CodposturaCodpostura
Codpostura
 
Codigodeobraseedificacoes
CodigodeobraseedificacoesCodigodeobraseedificacoes
Codigodeobraseedificacoes
 
Codtributario
CodtributarioCodtributario
Codtributario
 
3 pdpma lei-2424_06..
3 pdpma lei-2424_06..3 pdpma lei-2424_06..
3 pdpma lei-2424_06..
 
Mapa 04 declividade_a3_1_100000
Mapa 04 declividade_a3_1_100000Mapa 04 declividade_a3_1_100000
Mapa 04 declividade_a3_1_100000
 
Mapa 03 sist_esg_san_a3_rev
Mapa 03 sist_esg_san_a3_revMapa 03 sist_esg_san_a3_rev
Mapa 03 sist_esg_san_a3_rev
 

Último

"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfandreaLisboa7
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteIpdaWellington
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024azulassessoria9
 

Último (20)

Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
 

Aubr 83 apostila

  • 1. [AUBR-83] BIM na Prática: Implementação de Revit em Escritórios de Arquitetura e Engenharia Paulo Henrique Giungi Galvão – Revenda TECGRAF Consultor técnico Revit da Revenda TECGRAF AUBR-83 Dicas e Truques Essa demonstração foi desenvolvida para oferecer soluções profissionais, eficientes e inteligentes para dia-a-dia nas áreas de Arquitetura e Engenharia com base em casos reais de clientes. O principal objetivo é ter uma visão geral das soluções REVIT para as disciplinas AEC e entender quais os desafios existentes na implementação desse produto Autodesk, permitindo um melhor aproveitamento na melhoria da coordenação e concepção do cenário BIM, minimizando erros e aumentando a produtividade da equipe técnica com foco no Design 3D e documentação. Os produtos utilizados serão o Revit Architecture, Revit MEP e Revit Structure. Na palestra será demonstrado a Implementação do Revit em caso reais das seguintes áreas: - Engenharia de Pré-Fabricados. - Engenharia Hidráulica. - Engenharia Elétrica. - Engenharia Civil. Objetivos: - Visão geral de como Implementar o Revit. - Quais os desafios e como enfrentá-los. - Visão geral da necessidade de customizar o Revit. About the Speaker: Professor Universitário de Comunicação Digital e um dos especialistas certificados da Autodesk na área de Arquitetura, Engenharia e Construção. Paulo Galvão é profissional na área desde 1995 e coordena um centro de treinamentos da revenda autorizada Tecgraf, certificada para ministrar cursos dos softwares da Autodesk e comercializar seus produtos no interior do estado de São Paulo. Nesses 15 anos de experiência, já atendeu grandes empresas de multimídia e construtoras e, atualmente trabalha no foco de Implementação do Revit em escritórios de engenharia. É criador do site www.paulogalvao.com, cujo objetivo é auxiliar usuários de computação gráfica permitindo que eles exponham seus trabalhos e troquem experiências profissionais. Contato: Email Revenda Tecgraf: paulo@tecgraf.com.br Website TECGRAF: http://www.tecgraf.com.br Email pessoal: contato@paulogalvao.com Linkedin: http://br.linkedin.com/pub/paulo-galvão Website: www.paulogalvao.com
  • 2. BIM na Prática: Implementação de Revit em Escritórios de Arquitetura e Engenharia Esse documento tem como principal objetivo auxiliar escritórios de arquitetura e engenharia em como superar os principais desafios que enfrentarão na implementação do REVIT durante o fluxo de trabalho e a necessidade de adaptar os produtos Autodesk REVIT ARCHITECTURE, STRUCTURE e MEP para a realidade da empresa no dia a dia. Mudança do fluxo de trabalho de CAD para BIM Nesse tópico discutiremos rapidamente a mudança do fluxo de trabalho de CAD para BIM, como está se comportando o mercado de Arquitetura e Engenharia e qual o principal desafio que teremos que enfrentar para nos adaptar a essa nova realidade. BIM O tema BIM já vem sendo discutido a alguns anos de como esse conceito pode nos propor benefícios e vantagens. Para nossa proposta de implementação, precisaremos entender e resgatar alguns pontos importantes: 1. BIM é um modelo 3D inteligente baseado no processo da informação. 2. De acordo com o site da Autodesk quando se diz respeito sobre o BIM é: “...a modelagem de informações da construção está derrubando as barreiras e estabelecendo a comunicação entre as equipes ampliadas de projeto e construção, oferecendo informações coerentes e confiáveis para todo o escopo do empreendimento.” 3. Bim é um processo integrado que amplia consideravelmente a compreensão do empreendimento e viabiliza a visibilidade dos resultados. Ainda podemos concluir que todo esse processo pode-se dividir da seguinte maneira: 2
  • 3. BIM na Prática: Implementação de Revit em Escritórios de Arquitetura e Engenharia Imagem cedida pela própria Autodesk DESIGN: Liberdade para criar e desenvolver qualquer projeto arquitetônico e não limitado a comandos de softwares. O mais importante que cada item composto nessa forma geométrica tanto tridimensional ou bidimensional, possui um identificador de informações e composições, por exemplo, uma parede que é composta de tijolos, argamassa, revestimento, posição ou qualquer item que desejar cadastrar nesse elemento arquitetônico. DOCUMENTAÇÃO: É a geração automática das vistas em duas dimensões, obtendo a quantificação do projeto por visualizações de tabelas, gerenciamento e atualizações das vistas e por fim, a impressão das folhas/documentações para construção/Fabricação de uma edificação. GERENCIAMENTO: A principal função do gerenciamento é a compatibilização da obra envolvendo todas as disciplinas que compõem a edificação, principalmente a arquitetura, estruturas e sistemas. Além disso, temos o resultando final da quantificação e do orçamento do projeto, em outras palavras, o controle do empreendimento virtualmente com todas as propriedades das informações da obra. CONSTRUÇÃO: Monitora o andamento das metas para cumprir ou superar os requisitos prédeterminados pelo Design, Documentação e Gerenciamento da obra, por exemplo, a execução da 3
  • 4. BIM na Prática: Implementação de Revit em Escritórios de Arquitetura e Engenharia construção controlada pelo cronograma pré-estabelecido pelo gerenciamento e a coordenação da fabricação de peças projetadas pela documentação. Na prática, todos nós que estamos trabalhando a alguns anos com a tecnologia Autodesk, já sabemos que o BIM é uma realidade ao nosso alcance, por isso é importante questionar: Essa é a principal pergunta que deveremos responder: COMO IMPLEMENTAR O BIM (ou REVIT)? Podemos concluir que o mercado já sabe o que é o BIM, sabe que necessita dele, mas ainda não sabe como implementá-lo. Para nosso estudo trabalharemos com o plano de implementação, focado somente no DESIGN 3D e DOCUMENTAÇÃO, utilizando produtos da Autodesk: REVIT Architecture, REVIT Structure e o REVIT MEP. 4
  • 5. BIM na Prática: Implementação de Revit em Escritórios de Arquitetura e Engenharia Usar o REVIT Corretamente É muito comum utilizar o Revit como modelador Arquitetônico ou como Maquete Eletrônica, mas isso é um erro, pois o produto oferece muito mais do que geração de sólidos tridimensionais. Abaixo temos algumas descrições e vantagens sobre o produto REVIT.  O Revit, ao contrário de outros programas para arquitetura, armazena toda a informação de um projeto num único arquivo.  Trata-se de um banco de dados relacional paramétrico 3D totalmente integrado, que representa o edifício em todos os seus aspectos.  No Revit as plantas, cortes, elevações, perspectivas, tabelas de quantificação, são simplesmente fáceis de serem desenhadas e inseridas no projeto sendo tudo absolutamente bi-direcional.  Quando se tem um projeto modelado no Revit, você terá todo o memorial de construção, com as especificações de materiais e as quantificações. Objetivos da Implementação do REVIT A grande finalidade de utilizar o Revit é atender a dois pontos que fazem parte do ciclo BIM, que são: o Design 3D e a Documentação, em outras palavras, fazer projetos rápidos e inteligentes com a documentação pronta para obra. 5
  • 6. BIM na Prática: Implementação de Revit em Escritórios de Arquitetura e Engenharia Para atingir tal finalidade proposta acima, precisamos que o REVIT atenda aos seguintes requisitos:  Amoldar o Software para a realidade do Cliente.  Adequar às Normas Brasileiras.  Adaptar a Documentação.  Estabelecer transferência de Dados/Informações com outras disciplinas de engenharia, clientes ou parceiros.  Preparar a equipe técnica para a mudança no fluxo de trabalho. Implementar o REVIT utilizando um Plano de Implementação Esse plano foi criado com o objetivo de auxiliar os escritórios de Arquitetura, Engenharia Estrutural, Engenharia de Pré-moldados e Engenharia de Sistemas na implementação do conceito BIM (Building Information Modeling) em sua atividade profissional, com a utilização dos produtos Autodesk, sendo dividido da seguinte maneira: 1. Análise das necessidades Nesta fase é feito um Briefing dos objetivos da empresa com relação ao uso da tecnologia BIM e a criação de um plano de ação com as etapas a serem desenvolvidas. 2. Planejamentos das Atividades O planejamento é feito com a participação dos usuários, de forma a assimilarem o processo e que tenham autonomia para dar continuidade na implementação. Dentre os principais objetivos estão: projetos em 3D, criação de templates, criação de famílias para adequar o projeto, padronização de folhas, vistas e levantamento de quantitativos. 3. Treinamento Personalizado O treinamento é muito importante, pois é o momento em que os profissionais vão conhecer a tecnologia que será aplicada no fluxo de trabalho em sua empresa. Este é um treinamento 6
  • 7. BIM na Prática: Implementação de Revit em Escritórios de Arquitetura e Engenharia direcionado às atividades práticas do cliente, ministrados por professores qualificados e experientes. 4. Customização Precisa ser uma equipe especializada e certificada pela Autodesk, que possuem a capacidade de desenvolver uma completa metodologia, execução e customização das tarefas do dia a dia nos escritórios de engenharia, personalizando atividades e comandos a serem executados através dos softwares REVIT ARCHITECTURE/ STRUCTURE/ MEP. 5. Projeto Piloto É a execução do processo completo pela primeira vez em uma atividade prática do cliente. 7
  • 8. BIM na Prática: Implementação de Revit em Escritórios de Arquitetura e Engenharia Conclusão O plano de ação de Implementação do Revit nos escritórios de Arquitetura e Engenharia ajuda a entrarmos nessa nova “ERA BIM”, nos auxiliando a dar os primeiros passos e adaptando os nossos projetos para que sejam compatíveis a esse processo, tanto no design quanto na documentação. É sempre importante ressaltar a necessidade de usar e moldar o software corretamente para o dia a dia das empresas de Arquitetura e Engenharia. 8