SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 45
Baixar para ler offline
• Dois irmãos se unem para
a maravilhosa invenção:
Louis e Auguste Lumière.
• O embrião: Projeções de
sombras na China.
• Nomes (esquisitos) da
evolução do cinema:
– Fenacistoscópio
– Praxinoscópio
– Cinetoscópio
Fenacistoscópio
Praxinoscópio
Cinetoscópio
• Black Maria (1890) : o
primeiro filme da história
do cinema.
• Enfim, o Cinematógrafo.
• Popularização dos
primeiros filmes: Os
Nickelodeons
• A influência do Cinema
sobre as massas
• Irmãos Lafitte: Filmes para
a elite
• Itália e França: as “donas”
do cinema
• A Primeira Guerra destrói
essa realidade.
• Hollywoodland:
Condições ideais para o
cinema ideal.
• Os primeiros estúdios: Fox,
Universal, Paramount.
• Destaques da época:
Buster Keaton, Charles
Chaplin, David Griffith.
• No início o cinema não tinha nada
a ver com o que conhecemos hoje
em dia. Sendo uma arte recente,
foi se inspirar em outra, que era a
mais semelhante: o teatro. Assim
sendo, os primeiros filmes não
eram mais que peças de teatro
filmadas.
• Passariam cerca de 30 anos
desde a invenção do cinema
até o aparecimento dos filmes
sonoros e, assim sendo, até ao
final da década de 20 os
filmes eram praticamente
silenciosos, sendo
acompanhado muitas vezes de
música ao vivo, outras vezes de
efeitos especiais, narração e
diálogos escritos presentes
entre cenas.
• Infelizmente, cerca de
90% dos filmes mudos
se perderam. De fato, a
maioria dos filmes mudos
foi derretida a fim de
recuperarem o nitrato de
prata, um componente
caro.
• Os pioneiros: Warner
Brothers lançam “The Jazz
Singer”, em 1926, o primeiro
filme musical da história.
• O sucesso do
Vitaphone
• Em 1929, praticamente
todos os filmes eram
falados. Neste ano, por
acaso, foi criado o Oscar.
• Surgem os clássicos:
– Drácula (1931)
– Frankstein (1931)
– O mágico de Oz (1939)
– E o vento levou (1939)
• O cinema, ainda que
mudo, tem sua própria
linguagem.
• David Griffith, um ícone.
• Orson Welles, o pai do
“Cidadão Kanne”
• Angulações de câmera
(Plongée e Contra Plongée)
• Exploração do campo
(campo e contracampo)
• Narrativa (não linear)
• Edição/Montagem (muito
sofisticada para a época)
• Orson, sobre sua carreira:
“Esse é o maior trem
elétrico que um menino já
teve.”
• De novo, a Guerra
influencia a história do
Cinema. Desta vez, a
Segunda Guerra Mundial
impulsiona o que hoje é
comum: a propaganda no
cinema.
• Patriotismo e propaganda
de guerra.
• A primeira lista negra de
Hollywood: 10 acusações
contra possíveis
propagandas comunistas.
Song of Russia,um dos filmes
acusados de propaganda
pró-soviética
A Atlântida
Comédia, paródias e chanchadas
• José Carlos Burle e Moacir Fenelon
• Do cine-jornal à chanchada
• De 1941 a 1962, a Atlântida produziu
66 filmes, dentre eles:
– Moleque Tião, o primeiro sucesso
da empresa
– Este mundo é um pandeiro
– Nem Sansão nem Dalila
– Matar ou correr
– De vento em popa
– E assim era a Atlântida,
documentário que reúne o que foi
salvo da produtora, após um
incêndio e uma inundação.
A Vera Cruz
“Produção brasileira de padrão internacional”
• Um verdadeiro meteoro: vida curta,
porém brilhante, no cinema nacional.
• Mazzaropi, o Charles Chaplin
brasileiro.
• Falência do sistema de distribuição
• Durante seus 4 anos de vida, a Vera
Cruz produziu 18 ou 22 (existem
controvérsias no número) filmes.
Exemplos:
– Veneno (1952)
– Tico-tico no fubá (1952)
– Sinhá Moça (1953)
– O cangaceiro (1953)
– São Paulo em festa (1954)
• O golpe dos anos 90.
Todos os órgãos que
faziam o cinema acontecer
foram extintos no governo
de Collor.
• 1992: A retomada. Itamar
Franco incentiva a
produção do cinema
nacional.
• A Globo filmes
• A indicação de uma atriz
brasileira ao Oscar:
Fernanda Montenegro.
• Alguns sucessos de
bilheteria:
– Central do Brasil
– Carandiru
– Cidade de Deus
– Tropa de elite...
...E “Se eu fosse você 2”,
que, dentro do Brasil,
perdeu apenas para
Titanic em bilheteria.
Com vocês, cenas
que marcaram a
história da sétima
arte.
E.T.
PSICOSE
Dançando
na Chuva
Ghost
O iluminado
Titanic
O Gordo e
O Magro
Os Pássaros
A dama e o
vagabundo
Harry
Potter
Tempos
Modernos
Carandiru
Hitchcok
King Kong
Pânico
Sexta Feira 13
Hasta la vista Baby

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a apresentao1-ppt-121016100934-phpapp01.pdf

História do Cinema
História do CinemaHistória do Cinema
História do CinemaFilipe Leal
 
Media e hábitos socioculturais
Media e hábitos socioculturaisMedia e hábitos socioculturais
Media e hábitos socioculturaisRaQuel Oliveira
 
Aula 11 - Cinema
Aula 11 - CinemaAula 11 - Cinema
Aula 11 - Cinemaguest051d8a
 
Evolução do Cinema
Evolução do CinemaEvolução do Cinema
Evolução do CinemaMichele Pó
 
Grandes mestres do cinema
Grandes mestres do cinemaGrandes mestres do cinema
Grandes mestres do cinemasergioborgato
 
Cinema, filosofia e sociedade.pptx
Cinema, filosofia e sociedade.pptx   Cinema, filosofia e sociedade.pptx
Cinema, filosofia e sociedade.pptx gabiimedeiros
 
Cinema transform(ação) ppt1 introdução.pptx
Cinema transform(ação) ppt1 introdução.pptxCinema transform(ação) ppt1 introdução.pptx
Cinema transform(ação) ppt1 introdução.pptxCarolinaMagalhes54
 
cinema br - slides da aula.pdf
cinema br - slides da aula.pdfcinema br - slides da aula.pdf
cinema br - slides da aula.pdfAnchieta Miranda
 
Mcs o cinema, c daniel e vero
Mcs   o cinema, c daniel e veroMcs   o cinema, c daniel e vero
Mcs o cinema, c daniel e veroJosé Palma
 
cinema-130929154716-phpapp01.pdf
cinema-130929154716-phpapp01.pdfcinema-130929154716-phpapp01.pdf
cinema-130929154716-phpapp01.pdfWeslleyDias8
 
Cinema.atualizado agora
Cinema.atualizado agoraCinema.atualizado agora
Cinema.atualizado agoraAbner Amiel
 
Cap 1 o cinema de Chris Rodrigues sob o olhar de Mérice Netto.
Cap 1 o cinema de Chris Rodrigues sob o olhar de Mérice Netto.Cap 1 o cinema de Chris Rodrigues sob o olhar de Mérice Netto.
Cap 1 o cinema de Chris Rodrigues sob o olhar de Mérice Netto.Merice Netto
 
Trabalho meios e linguagens 2 - cinema
Trabalho meios e linguagens 2 - cinemaTrabalho meios e linguagens 2 - cinema
Trabalho meios e linguagens 2 - cinemaPaulo R Corrêa
 

Semelhante a apresentao1-ppt-121016100934-phpapp01.pdf (20)

História do Cinema
História do CinemaHistória do Cinema
História do Cinema
 
Media e hábitos socioculturais
Media e hábitos socioculturaisMedia e hábitos socioculturais
Media e hábitos socioculturais
 
Aula 11 - Cinema
Aula 11 - CinemaAula 11 - Cinema
Aula 11 - Cinema
 
Evolução do Cinema
Evolução do CinemaEvolução do Cinema
Evolução do Cinema
 
Grandes mestres do cinema
Grandes mestres do cinemaGrandes mestres do cinema
Grandes mestres do cinema
 
Cinema, filosofia e sociedade.pptx
Cinema, filosofia e sociedade.pptx   Cinema, filosofia e sociedade.pptx
Cinema, filosofia e sociedade.pptx
 
Cinema transform(ação) ppt1 introdução.pptx
Cinema transform(ação) ppt1 introdução.pptxCinema transform(ação) ppt1 introdução.pptx
Cinema transform(ação) ppt1 introdução.pptx
 
Breve história do cinema
Breve história do cinemaBreve história do cinema
Breve história do cinema
 
Origem cinema
Origem cinemaOrigem cinema
Origem cinema
 
Eav 5 terror e suspense 2
Eav 5   terror e suspense 2Eav 5   terror e suspense 2
Eav 5 terror e suspense 2
 
cinema br - slides da aula.pdf
cinema br - slides da aula.pdfcinema br - slides da aula.pdf
cinema br - slides da aula.pdf
 
Mcs o cinema, c daniel e vero
Mcs   o cinema, c daniel e veroMcs   o cinema, c daniel e vero
Mcs o cinema, c daniel e vero
 
Tempos modernos
Tempos modernosTempos modernos
Tempos modernos
 
Cinema
CinemaCinema
Cinema
 
cinema-130929154716-phpapp01.pdf
cinema-130929154716-phpapp01.pdfcinema-130929154716-phpapp01.pdf
cinema-130929154716-phpapp01.pdf
 
Cinema.atualizado agora
Cinema.atualizado agoraCinema.atualizado agora
Cinema.atualizado agora
 
Cap 1 o cinema de Chris Rodrigues sob o olhar de Mérice Netto.
Cap 1 o cinema de Chris Rodrigues sob o olhar de Mérice Netto.Cap 1 o cinema de Chris Rodrigues sob o olhar de Mérice Netto.
Cap 1 o cinema de Chris Rodrigues sob o olhar de Mérice Netto.
 
power-point1.pptx
power-point1.pptxpower-point1.pptx
power-point1.pptx
 
Cinema brasileiro
Cinema brasileiroCinema brasileiro
Cinema brasileiro
 
Trabalho meios e linguagens 2 - cinema
Trabalho meios e linguagens 2 - cinemaTrabalho meios e linguagens 2 - cinema
Trabalho meios e linguagens 2 - cinema
 

apresentao1-ppt-121016100934-phpapp01.pdf

  • 1.
  • 2.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8. • Dois irmãos se unem para a maravilhosa invenção: Louis e Auguste Lumière. • O embrião: Projeções de sombras na China. • Nomes (esquisitos) da evolução do cinema: – Fenacistoscópio – Praxinoscópio – Cinetoscópio
  • 11. • Black Maria (1890) : o primeiro filme da história do cinema. • Enfim, o Cinematógrafo.
  • 12.
  • 13. • Popularização dos primeiros filmes: Os Nickelodeons • A influência do Cinema sobre as massas • Irmãos Lafitte: Filmes para a elite
  • 14.
  • 15.
  • 16. • Itália e França: as “donas” do cinema • A Primeira Guerra destrói essa realidade. • Hollywoodland: Condições ideais para o cinema ideal. • Os primeiros estúdios: Fox, Universal, Paramount. • Destaques da época: Buster Keaton, Charles Chaplin, David Griffith.
  • 17.
  • 18. • No início o cinema não tinha nada a ver com o que conhecemos hoje em dia. Sendo uma arte recente, foi se inspirar em outra, que era a mais semelhante: o teatro. Assim sendo, os primeiros filmes não eram mais que peças de teatro filmadas.
  • 19. • Passariam cerca de 30 anos desde a invenção do cinema até o aparecimento dos filmes sonoros e, assim sendo, até ao final da década de 20 os filmes eram praticamente silenciosos, sendo acompanhado muitas vezes de música ao vivo, outras vezes de efeitos especiais, narração e diálogos escritos presentes entre cenas.
  • 20. • Infelizmente, cerca de 90% dos filmes mudos se perderam. De fato, a maioria dos filmes mudos foi derretida a fim de recuperarem o nitrato de prata, um componente caro.
  • 21.
  • 22. • Os pioneiros: Warner Brothers lançam “The Jazz Singer”, em 1926, o primeiro filme musical da história. • O sucesso do Vitaphone
  • 23. • Em 1929, praticamente todos os filmes eram falados. Neste ano, por acaso, foi criado o Oscar. • Surgem os clássicos: – Drácula (1931) – Frankstein (1931) – O mágico de Oz (1939) – E o vento levou (1939)
  • 24.
  • 25. • O cinema, ainda que mudo, tem sua própria linguagem. • David Griffith, um ícone. • Orson Welles, o pai do “Cidadão Kanne”
  • 26. • Angulações de câmera (Plongée e Contra Plongée) • Exploração do campo (campo e contracampo) • Narrativa (não linear) • Edição/Montagem (muito sofisticada para a época) • Orson, sobre sua carreira: “Esse é o maior trem elétrico que um menino já teve.”
  • 27.
  • 28. • De novo, a Guerra influencia a história do Cinema. Desta vez, a Segunda Guerra Mundial impulsiona o que hoje é comum: a propaganda no cinema. • Patriotismo e propaganda de guerra. • A primeira lista negra de Hollywood: 10 acusações contra possíveis propagandas comunistas.
  • 29. Song of Russia,um dos filmes acusados de propaganda pró-soviética
  • 30.
  • 31. A Atlântida Comédia, paródias e chanchadas • José Carlos Burle e Moacir Fenelon • Do cine-jornal à chanchada • De 1941 a 1962, a Atlântida produziu 66 filmes, dentre eles: – Moleque Tião, o primeiro sucesso da empresa – Este mundo é um pandeiro – Nem Sansão nem Dalila – Matar ou correr – De vento em popa – E assim era a Atlântida, documentário que reúne o que foi salvo da produtora, após um incêndio e uma inundação.
  • 32. A Vera Cruz “Produção brasileira de padrão internacional” • Um verdadeiro meteoro: vida curta, porém brilhante, no cinema nacional. • Mazzaropi, o Charles Chaplin brasileiro. • Falência do sistema de distribuição • Durante seus 4 anos de vida, a Vera Cruz produziu 18 ou 22 (existem controvérsias no número) filmes. Exemplos: – Veneno (1952) – Tico-tico no fubá (1952) – Sinhá Moça (1953) – O cangaceiro (1953) – São Paulo em festa (1954)
  • 33.
  • 34. • O golpe dos anos 90. Todos os órgãos que faziam o cinema acontecer foram extintos no governo de Collor. • 1992: A retomada. Itamar Franco incentiva a produção do cinema nacional. • A Globo filmes • A indicação de uma atriz brasileira ao Oscar: Fernanda Montenegro.
  • 35. • Alguns sucessos de bilheteria: – Central do Brasil – Carandiru – Cidade de Deus – Tropa de elite... ...E “Se eu fosse você 2”, que, dentro do Brasil, perdeu apenas para Titanic em bilheteria.
  • 36. Com vocês, cenas que marcaram a história da sétima arte.
  • 40. O Gordo e O Magro Os Pássaros
  • 41. A dama e o vagabundo Harry Potter