SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
Baixar para ler offline
ARTE PRA QUÊ?
Profª Carla Kohl Camargo
Afinal, para que serve a arte?
“a arte é um antidestino”
Compreende-se com essa frase, que a Arte
pode alterar a percepção humana em relação
a seu mundo, à sua realidade. Por meio da
arte, o ser humano pode perceber e
compreender, mais profundamente, o mundo
que em se vive e ser motivado a
transformá-lo.
A arte muitas vezes altera a relação do ser
humano com o mundo, permitindo-lhe
expandir seus horizontes.
Foi o que o artista Klister-Pete, em uma de
suas intervenções urbanas.
Pintura urbana de Klister, em Estocolmo, Suécia.
Em sua obra Peter, expõe crítica às pessoa
sem geral, uma vez em que a personagem da
pintura vê humanos, mas não aquilo que o
tornam “seres humanos”, não pelo viés
biológico e sim sociológico. Essa é, portanto, a
percepção de um artista do meio em que ele
vive e a forma como ele expressa isso para
todos que veem suas obras.
O que é Arte? Como ela toca?
Não há uma resposta clara.
O escritor Jorge Coli coloca que “se não
conseguimos saber o que é arte, pelo menos
sabemos quais coisas correspondem a essa
ideia e como devemos nos comportar diante
delas”.
Joseph KOSUTH. Uma e três cadeiras, 1965
• Uma e três cadeiras é composta por uma
cadeira, uma foto e um cartaz com a definição
do dicionário com a palavra “cadeira”. Com
esses três elementos, o artista quis trazer um
novo significado a um objeto utilitário,
despertar questionamentos a cerca da
utilização da fotografia e evocar experiências
pessoais com outras cadeiras.
• Arte é conhecimento;
• Marcar presença no mundo;
• Por meio de suas obras o artista comunica e
expressa suas crenças, ideias, sentimentos e
suas sensações para o outro.
• Arte – ideia
Arte e cultura
Como experimentar arte no dia-a-dia
Com a arte não se aprendem regras fixas de
apreciação ou experimentação. A percepção
artística não se dá apenas espontaneamente;
ela acontece como consequência de
referenciais.
A arte acontece se existirem três
elementos:
O ARTISTA: cria a obra a partir do seu
conhecimento concreto e abstrato,
transmitindo ideias, seus sentimentos e
emoções em um objeto artístico que simbolize
esses conceitos.
EXPERIMENTA OS MATERIAIS E TÉCNICAS QUE
SE ENCAIXAM EM SEU PROJETO.
OBSERVADOR: aquele que dá sentido a obra
no seu individual.
Lygia CLARK. Bichos, 1960-1964
OBRA DE ARTE: Ela é o produto que transmite
uma ideia ou uma expressão sensível.
Mário de Andrade:
“arte não é um elemento vital, mas um elemento
da vida. Não nos é imediatamente necessária
como a comida, as roupas, o transporte e
descobrimos nela a constante do supérfluo, do
inútil. Uma lâmina num cabo é uma faca, mas é
preciso que o cabo seja esculpido, que a lâmina
seja gravada, para que a faca, objeto de trabalho
supérfluo, exprima o amor e a atenção que o
homem consagrou a ela. Se a arte é associada a
um objeto útil, ela é, nele, supérfluo”.
AS FUNÇÕES DA ARTE
Recai sob três categorias: pessoais, sociais ou físicas.
Obras da arquitetura e diversos objetos do artesanato
e do design industrial são tipos de arte que tem
funções físicas.
FUNÇÃO FÍSICA
Meret OPPENHEIM. Xícara, pires e colheres cobertos de pele, 1936.
FUNÇÃO SOCIAL
• Arte-propaganda utilizada
no Nazismo, na Alemanha,
a partir de 1930.
Ao espalhar trouxas ensanguentadas
que continham ossos e restos de carne
de boi, com outros resíduos, em um rio
de Belo Horizonte, o artista
luso-brasileiro Artur Barrio aludia aos
assassinos cometidos pelo Regime
Civil-Militar e aos grupos de extermínio
que atuavam no país, na época da
ditadura.
Artur BARRIO. Trouxa ensanguentada.
FUNÇÃO PESSOAL
O artista expõe ao
mundo suas angústias,
felicidades, conquistas
e derrotas. Trata-se de
uma externação de
seus pensamentos.
Nazareth Pacheco. Balanço.
Acrílico, Cristal e Agulhas.
POEMÓBILES
• Um tipo de linguagem que utiliza palavra e
montagem;
• Interliga elementos visuais com verbais;
• Rompe a lineariedade sequencial da
leitura-manuseio;
• Livro-poema;
• Julio Plaza e Augusto de Campos;
• Apreciação de imagens e discussão;
ATIVIDADE 1
• Produzir um poemóbile.
• Criar toda a arte e ainda o poema!
• O poema ou texto deverá ter caráter
biográfico;
• ALGO SIMPLES, BEM FEITO.
• VAMOS APRENDER JUNTOS.
ATIVIDADE 1
• Produzir uma obra estilo Livro de Artista
utilizando a função pessoal.
• Mínimo 5 páginas com criação
• As páginas devem conter: cores, texturas,
poesia, escritos, fotografias, desenhos,
pinturas, objetos.
• A avaliação será a partir da criatividade e
empenho. Peso 10,0.
• Realizar o projeto.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Apresentação sobre a arte, os conceitos, funções, experimentações, análise de imagem.

Psicologia e arte nos processos de criação
Psicologia e arte nos processos de criaçãoPsicologia e arte nos processos de criação
Psicologia e arte nos processos de criação
Luciano Souza
 
1 o que é arte- Texto-
1 o que é arte- Texto-1 o que é arte- Texto-
1 o que é arte- Texto-
ArtesElisa
 
Conhecimento pela arte.
Conhecimento pela arte.Conhecimento pela arte.
Conhecimento pela arte.
Italo Colares
 
Vamos falar de arte(1)
Vamos falar de arte(1)Vamos falar de arte(1)
Vamos falar de arte(1)
Luis Silva
 
Apostila de arte_artes_visuais_2014
Apostila de arte_artes_visuais_2014Apostila de arte_artes_visuais_2014
Apostila de arte_artes_visuais_2014
Sheila Rodrigues
 

Semelhante a Apresentação sobre a arte, os conceitos, funções, experimentações, análise de imagem. (20)

A Arte da Literatura.pdf
A Arte da Literatura.pdfA Arte da Literatura.pdf
A Arte da Literatura.pdf
 
A arte na história
A arte na históriaA arte na história
A arte na história
 
Entendendo a Arte. Prof. Garcia Junior
Entendendo a Arte. Prof. Garcia JuniorEntendendo a Arte. Prof. Garcia Junior
Entendendo a Arte. Prof. Garcia Junior
 
Psicologia e arte nos processos de criação
Psicologia e arte nos processos de criaçãoPsicologia e arte nos processos de criação
Psicologia e arte nos processos de criação
 
O que é a arte
O que é a arteO que é a arte
O que é a arte
 
Conceito de arte
Conceito de arteConceito de arte
Conceito de arte
 
A arte no dia a dia
A arte no dia a diaA arte no dia a dia
A arte no dia a dia
 
1 o que é arte- Texto-
1 o que é arte- Texto-1 o que é arte- Texto-
1 o que é arte- Texto-
 
Funções da arte
Funções da arteFunções da arte
Funções da arte
 
Arte
ArteArte
Arte
 
Apostila de-artes-visuais (1)
Apostila de-artes-visuais (1)Apostila de-artes-visuais (1)
Apostila de-artes-visuais (1)
 
Conhecimento pela arte.
Conhecimento pela arte.Conhecimento pela arte.
Conhecimento pela arte.
 
ARTES e LINGUAGENS NAS CIÊNCIAS HUMANAS
ARTES e LINGUAGENS  NAS CIÊNCIAS HUMANASARTES e LINGUAGENS  NAS CIÊNCIAS HUMANAS
ARTES e LINGUAGENS NAS CIÊNCIAS HUMANAS
 
Body arte, instalação e performance.
Body arte, instalação e performance. Body arte, instalação e performance.
Body arte, instalação e performance.
 
Expressionismo - Uma Linguagem Modernista
Expressionismo - Uma Linguagem ModernistaExpressionismo - Uma Linguagem Modernista
Expressionismo - Uma Linguagem Modernista
 
PPT_O_que_e_arte.pdf
PPT_O_que_e_arte.pdfPPT_O_que_e_arte.pdf
PPT_O_que_e_arte.pdf
 
Vamos falar de arte(1)
Vamos falar de arte(1)Vamos falar de arte(1)
Vamos falar de arte(1)
 
Apostila de arte_artes_visuais_2014
Apostila de arte_artes_visuais_2014Apostila de arte_artes_visuais_2014
Apostila de arte_artes_visuais_2014
 
Abstracionismo
AbstracionismoAbstracionismo
Abstracionismo
 
Arte o que é
Arte   o que éArte   o que é
Arte o que é
 

Apresentação sobre a arte, os conceitos, funções, experimentações, análise de imagem.

  • 1. ARTE PRA QUÊ? Profª Carla Kohl Camargo
  • 2. Afinal, para que serve a arte? “a arte é um antidestino” Compreende-se com essa frase, que a Arte pode alterar a percepção humana em relação a seu mundo, à sua realidade. Por meio da arte, o ser humano pode perceber e compreender, mais profundamente, o mundo que em se vive e ser motivado a transformá-lo.
  • 3. A arte muitas vezes altera a relação do ser humano com o mundo, permitindo-lhe expandir seus horizontes. Foi o que o artista Klister-Pete, em uma de suas intervenções urbanas.
  • 4. Pintura urbana de Klister, em Estocolmo, Suécia.
  • 5. Em sua obra Peter, expõe crítica às pessoa sem geral, uma vez em que a personagem da pintura vê humanos, mas não aquilo que o tornam “seres humanos”, não pelo viés biológico e sim sociológico. Essa é, portanto, a percepção de um artista do meio em que ele vive e a forma como ele expressa isso para todos que veem suas obras.
  • 6. O que é Arte? Como ela toca? Não há uma resposta clara. O escritor Jorge Coli coloca que “se não conseguimos saber o que é arte, pelo menos sabemos quais coisas correspondem a essa ideia e como devemos nos comportar diante delas”.
  • 7. Joseph KOSUTH. Uma e três cadeiras, 1965
  • 8. • Uma e três cadeiras é composta por uma cadeira, uma foto e um cartaz com a definição do dicionário com a palavra “cadeira”. Com esses três elementos, o artista quis trazer um novo significado a um objeto utilitário, despertar questionamentos a cerca da utilização da fotografia e evocar experiências pessoais com outras cadeiras.
  • 9. • Arte é conhecimento; • Marcar presença no mundo; • Por meio de suas obras o artista comunica e expressa suas crenças, ideias, sentimentos e suas sensações para o outro. • Arte – ideia
  • 11. Como experimentar arte no dia-a-dia Com a arte não se aprendem regras fixas de apreciação ou experimentação. A percepção artística não se dá apenas espontaneamente; ela acontece como consequência de referenciais.
  • 12. A arte acontece se existirem três elementos: O ARTISTA: cria a obra a partir do seu conhecimento concreto e abstrato, transmitindo ideias, seus sentimentos e emoções em um objeto artístico que simbolize esses conceitos. EXPERIMENTA OS MATERIAIS E TÉCNICAS QUE SE ENCAIXAM EM SEU PROJETO.
  • 13. OBSERVADOR: aquele que dá sentido a obra no seu individual. Lygia CLARK. Bichos, 1960-1964
  • 14. OBRA DE ARTE: Ela é o produto que transmite uma ideia ou uma expressão sensível.
  • 15. Mário de Andrade: “arte não é um elemento vital, mas um elemento da vida. Não nos é imediatamente necessária como a comida, as roupas, o transporte e descobrimos nela a constante do supérfluo, do inútil. Uma lâmina num cabo é uma faca, mas é preciso que o cabo seja esculpido, que a lâmina seja gravada, para que a faca, objeto de trabalho supérfluo, exprima o amor e a atenção que o homem consagrou a ela. Se a arte é associada a um objeto útil, ela é, nele, supérfluo”.
  • 16. AS FUNÇÕES DA ARTE Recai sob três categorias: pessoais, sociais ou físicas. Obras da arquitetura e diversos objetos do artesanato e do design industrial são tipos de arte que tem funções físicas.
  • 17. FUNÇÃO FÍSICA Meret OPPENHEIM. Xícara, pires e colheres cobertos de pele, 1936.
  • 18. FUNÇÃO SOCIAL • Arte-propaganda utilizada no Nazismo, na Alemanha, a partir de 1930.
  • 19. Ao espalhar trouxas ensanguentadas que continham ossos e restos de carne de boi, com outros resíduos, em um rio de Belo Horizonte, o artista luso-brasileiro Artur Barrio aludia aos assassinos cometidos pelo Regime Civil-Militar e aos grupos de extermínio que atuavam no país, na época da ditadura. Artur BARRIO. Trouxa ensanguentada.
  • 20. FUNÇÃO PESSOAL O artista expõe ao mundo suas angústias, felicidades, conquistas e derrotas. Trata-se de uma externação de seus pensamentos. Nazareth Pacheco. Balanço. Acrílico, Cristal e Agulhas.
  • 21. POEMÓBILES • Um tipo de linguagem que utiliza palavra e montagem; • Interliga elementos visuais com verbais; • Rompe a lineariedade sequencial da leitura-manuseio; • Livro-poema; • Julio Plaza e Augusto de Campos; • Apreciação de imagens e discussão;
  • 22. ATIVIDADE 1 • Produzir um poemóbile. • Criar toda a arte e ainda o poema! • O poema ou texto deverá ter caráter biográfico; • ALGO SIMPLES, BEM FEITO. • VAMOS APRENDER JUNTOS.
  • 23. ATIVIDADE 1 • Produzir uma obra estilo Livro de Artista utilizando a função pessoal. • Mínimo 5 páginas com criação • As páginas devem conter: cores, texturas, poesia, escritos, fotografias, desenhos, pinturas, objetos. • A avaliação será a partir da criatividade e empenho. Peso 10,0. • Realizar o projeto.