SlideShare uma empresa Scribd logo
Afetividade e sexualidade
“A missão da Igreja
      é ajudar as
     pessoas a se
    tornarem mais
      humanas,
  orientando-as ou
  admoestando-as
     para que seu
  convívio de amor
 seja vivenciado à
  luz do Evangelho
   e da prática do
     bom senso.”
Dom Aldo Di Cillo Pagotto - CNBB
 Deixar amar-se
 Somos criaturas feitas de
  amor, com amor e para
  amar
   Gn 1, 27

 Deus   criou o ser humano à sua
    imagem, à imagem de Deus o criou.
    E Deus viu que tudo era bom.
Afetividade e sexualidade
   Dicionário:
    Relação com
    contato

   Genitalidade
Afetividade e sexualidade
   1 Cor 13,1

   Se eu falasse as línguas dos homens e
    as dos anjos, mas não tivesse amor, eu
    seria como um bronze que soa ou um
    címbalo que retine
Afetividade e sexualidade
   De onde vem tanta “maldade”?
Afetividade e sexualidade
Afetividade e sexualidade
1 Tessalonicenses 4, 7
Deus não nos chamou para a impureza,
  mas para a santidade.
Afetividade e sexualidade
Afetividade e sexualidade
Afetividade e sexualidade
   Ex 20,14

   Não
    cometerás
    adultério
   2335 Cada um dos dois sexos é, com
    igual dignidade, embora de maneira
    diferente, imagem do poder e da ternura
    de Deus. A união do homem e da mulher
    no casamento é uma maneira de imitar
    na carne a generosidade e a
    fecundidade do Criador: "O homem
    deixa seu pai e sua mãe, se une à sua
    mulher, e eles se tomam uma só carne"
    (Gn 2,24). Dessa união procedem todas
    as gerações humanas. (CIC)
   2337 A castidade significa a integração
    correta da sexualidade na pessoa e,
    com isso, a unidade interior do homem
    em seu ser corporal e espiritual. (CIC)

   Aprendizagem do domínio de si

   Castidade tem a ver com o olhar.
    O modo de olhar o outro.
 Trabalho   a longo prazo

 Esforço   cultural

 Doação     de si mesmo
   A banalização da castidade e a perda dos
    valores familiares.
   Inversão do que seja público e privado.
   LUXÚRIA

   2351 A luxúria é um desejo desordenado
    ou um gozo desregrado do prazer
    venéreo. O prazer sexual é moralmente
    desordenado quando é buscado por si
    mesmo, isolado das finalidades de
    procriação e de união. (CIC)
   MASTURBAÇÃO

   2352 Por masturbação se deve entender
    a excitação voluntária dos órgãos
    genitais, a fim de conseguir um prazer
    venéreo. (CIC)
   FORNICAÇÃO

   2353 A fornicação é a união carnal fora
    do casamento entre um homem e uma
    mulher livres. É um escândalo grave
    quando há corrupção de jovens.
   PORNOGRAFIA

   2354 A pornografia consiste em retirar os
    atos sexuais, reais ou simulados, da
    intimidade dos parceiros para exibi-los a
    terceiros de maneira deliberada. Ela
    ofende a castidade porque desnatura o
    ato conjugal, doação íntima dos
    esposos entre si.
   PROSTITUIÇÃO

   2355 A prostituição vai contra a
    dignidade da pessoa que se prostitui,
    reduzida, assim,ao prazer venéreo que
    dela se obtém. Aquele que paga peca
    gravemente contra si mesmo;
   ESTUPRO

   2356 O estupro designa a penetração à
    força, com violência, na intimidade
    sexual de uma pessoa. Fere a justiça e a
    caridade. O estupro lesa profundamente
    o direito de cada um ao respeito, à
    liberdade, à integridade física e moral.
Ofender a castidade é o
de menos, o problema é
ofender a pessoa.
   2357 A homossexualidade designa as
    relações entre homens e mulheres que
    sentem atração sexual, exclusiva ou
    predominante, por pessoas do mesmo
    sexo.
“Não sejamos
  ridículos, quem
  escolheria a
  homossexualidade
  se pudesse ser
  como a maioria
  dominante? Se a
  vida já é dura para
  os heterossexuais,
  imagine para os
  outros.”
(Dr. Dráuzio Varella)
Afetividade e sexualidade
   O Papa leva à reflexão sobre o significado
    do relacionamento afetivo e sexual. A
    resposta religiosa não pode ser imediatista
    como se a camisinha evitasse ou resolvesse
    qualquer problema. A resposta merece
    reflexão sobre o sentido da afetividade e
    da sexualidade. Ambas são dimensões
    constitutivas e inseparáveis. Admita-se:
    nem toda relação sexual expressa
    verdadeiro amor e, sim, um instinto
    passional da natureza.
    (Dom Aldo Di Cillo Pagotto – CNBB)
Afetividade e sexualidade
   “E se nós aceitamos que uma mãe
    pode matar até mesmo seu próprio filho,
    como é que nós podemos dizer às
    outras pessoas para não se matarem?”
    (Madre Teresa de Calcutá)


   Por vezes, a pressão da família é tanta
    que não resta outro jeito pra mãe!
Afetividade e sexualidade
Afetividade e sexualidade
Afetividade e sexualidade
Antes é necessário entender e
aceitar o diferente!
Afetividade e sexualidade
Afetividade e sexualidade
Afetividade e sexualidade
Mas nada impede de lutar pelos
       direitos iguais!
Afetividade e sexualidade
Afetividade e sexualidade
Afetividade e sexualidade
Afetividade e sexualidade
Afetividade e sexualidade
Afetividade e sexualidade
Afetividade e sexualidade
Afetividade e sexualidade
Afetividade e sexualidade
Afetividade e sexualidade
Afetividade e sexualidade
 Diálogo


 Perseverança


 Respeito
Afetividade e sexualidade
Afetividade e sexualidade

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O sacramento do matrimônio
O sacramento do matrimônioO sacramento do matrimônio
O sacramento do matrimônio
Presentepravoce SOS
 
Sexualidade e afetividade 2
Sexualidade e afetividade   2Sexualidade e afetividade   2
Sexualidade e afetividade 2
familiaregsul4
 
Ano Vocacional 2023.pptx
Ano Vocacional 2023.pptxAno Vocacional 2023.pptx
Ano Vocacional 2023.pptx
DELSOCORREIA
 
Material de apoio à iniciação cristã
Material de apoio à iniciação cristãMaterial de apoio à iniciação cristã
Material de apoio à iniciação cristã
Catequese Anjos dos Céus
 
O que é catequese
O que é catequeseO que é catequese
O que é catequese
Francisco Rodrigues
 
Relacionamento sexual para casais cristãos
Relacionamento sexual para casais cristãosRelacionamento sexual para casais cristãos
Relacionamento sexual para casais cristãos
Arsky
 
Estudo do documento 100
Estudo do documento 100Estudo do documento 100
Estudo do documento 100
IRINEU FILHO
 
Formação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro pps
Formação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro ppsFormação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro pps
Formação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro pps
José Luiz Silva Pinto
 
DIRETRIZES%20(1).pptx
DIRETRIZES%20(1).pptxDIRETRIZES%20(1).pptx
DIRETRIZES%20(1).pptx
Allen Santos
 
Namoro cristao
Namoro cristaoNamoro cristao
Namoro cristao
Bruno Ferreira
 
Pre matrimonial e preparacao ao sacramento do matrimonio 2
Pre matrimonial e preparacao ao sacramento do matrimonio 2 Pre matrimonial e preparacao ao sacramento do matrimonio 2
Pre matrimonial e preparacao ao sacramento do matrimonio 2
familiaregsul4
 
Diretório da Pastoral Familiar
Diretório da Pastoral FamiliarDiretório da Pastoral Familiar
Diretório da Pastoral Familiar
Geraldo Gomes
 
Sexualidade e castidade
Sexualidade e castidadeSexualidade e castidade
Sexualidade e castidade
RCCPBJovem
 
Ecc a família na construção do mundo
Ecc   a família na construção do mundoEcc   a família na construção do mundo
Ecc a família na construção do mundo
Presentepravoce SOS
 
Lição 6 - A Sexualidade Humana
Lição 6 - A Sexualidade HumanaLição 6 - A Sexualidade Humana
Lição 6 - A Sexualidade Humana
Éder Tomé
 
Ecc historia
Ecc historiaEcc historia
Ecc historia
Presentepravoce SOS
 
A pessoa do catequista
A pessoa do catequistaA pessoa do catequista
A pessoa do catequista
Bruno Costa
 
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento EspiritualLição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Éder Tomé
 
Metodologia na Catequese ~ VER-ILUMINAR-AGIR-CELEBRAR-REVER
Metodologia na Catequese ~ VER-ILUMINAR-AGIR-CELEBRAR-REVERMetodologia na Catequese ~ VER-ILUMINAR-AGIR-CELEBRAR-REVER
Metodologia na Catequese ~ VER-ILUMINAR-AGIR-CELEBRAR-REVER
Jorge Felliphe
 
A Verdadeira Adoração
A Verdadeira AdoraçãoA Verdadeira Adoração
A Verdadeira Adoração
guest3e2535
 

Mais procurados (20)

O sacramento do matrimônio
O sacramento do matrimônioO sacramento do matrimônio
O sacramento do matrimônio
 
Sexualidade e afetividade 2
Sexualidade e afetividade   2Sexualidade e afetividade   2
Sexualidade e afetividade 2
 
Ano Vocacional 2023.pptx
Ano Vocacional 2023.pptxAno Vocacional 2023.pptx
Ano Vocacional 2023.pptx
 
Material de apoio à iniciação cristã
Material de apoio à iniciação cristãMaterial de apoio à iniciação cristã
Material de apoio à iniciação cristã
 
O que é catequese
O que é catequeseO que é catequese
O que é catequese
 
Relacionamento sexual para casais cristãos
Relacionamento sexual para casais cristãosRelacionamento sexual para casais cristãos
Relacionamento sexual para casais cristãos
 
Estudo do documento 100
Estudo do documento 100Estudo do documento 100
Estudo do documento 100
 
Formação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro pps
Formação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro ppsFormação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro pps
Formação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro pps
 
DIRETRIZES%20(1).pptx
DIRETRIZES%20(1).pptxDIRETRIZES%20(1).pptx
DIRETRIZES%20(1).pptx
 
Namoro cristao
Namoro cristaoNamoro cristao
Namoro cristao
 
Pre matrimonial e preparacao ao sacramento do matrimonio 2
Pre matrimonial e preparacao ao sacramento do matrimonio 2 Pre matrimonial e preparacao ao sacramento do matrimonio 2
Pre matrimonial e preparacao ao sacramento do matrimonio 2
 
Diretório da Pastoral Familiar
Diretório da Pastoral FamiliarDiretório da Pastoral Familiar
Diretório da Pastoral Familiar
 
Sexualidade e castidade
Sexualidade e castidadeSexualidade e castidade
Sexualidade e castidade
 
Ecc a família na construção do mundo
Ecc   a família na construção do mundoEcc   a família na construção do mundo
Ecc a família na construção do mundo
 
Lição 6 - A Sexualidade Humana
Lição 6 - A Sexualidade HumanaLição 6 - A Sexualidade Humana
Lição 6 - A Sexualidade Humana
 
Ecc historia
Ecc historiaEcc historia
Ecc historia
 
A pessoa do catequista
A pessoa do catequistaA pessoa do catequista
A pessoa do catequista
 
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento EspiritualLição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
 
Metodologia na Catequese ~ VER-ILUMINAR-AGIR-CELEBRAR-REVER
Metodologia na Catequese ~ VER-ILUMINAR-AGIR-CELEBRAR-REVERMetodologia na Catequese ~ VER-ILUMINAR-AGIR-CELEBRAR-REVER
Metodologia na Catequese ~ VER-ILUMINAR-AGIR-CELEBRAR-REVER
 
A Verdadeira Adoração
A Verdadeira AdoraçãoA Verdadeira Adoração
A Verdadeira Adoração
 

Destaque

Sexualidade e afetividade
Sexualidade e afetividadeSexualidade e afetividade
Sexualidade e afetividade
ThiagoDilascio
 
Sexualidade powerpoint
Sexualidade  powerpointSexualidade  powerpoint
Sexualidade powerpoint
escola 2/3 Bernardino Machado
 
Sexualidade no matrimônio
Sexualidade no matrimônioSexualidade no matrimônio
Sexualidade no matrimônio
WebExecutivo1
 
Sexualidade e afetividade 1
Sexualidade e afetividade 1Sexualidade e afetividade 1
Sexualidade e afetividade 1
Patrícia Alvarenga Sá
 
Sexualidade e afetividade
Sexualidade e afetividade Sexualidade e afetividade
Sexualidade e afetividade
Léia Adriane
 
Sexualidade Humana - palestra
Sexualidade Humana - palestraSexualidade Humana - palestra
Sexualidade Humana - palestra
Josy Farias
 
Sexualidade e adolescência
Sexualidade e adolescênciaSexualidade e adolescência
Sexualidade e adolescência
Dalila Melo
 
Adolescência
AdolescênciaAdolescência
Adolescência
Moderadora
 
Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?
Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?
Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?
Thiago de Almeida
 
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Alinebrauna Brauna
 

Destaque (10)

Sexualidade e afetividade
Sexualidade e afetividadeSexualidade e afetividade
Sexualidade e afetividade
 
Sexualidade powerpoint
Sexualidade  powerpointSexualidade  powerpoint
Sexualidade powerpoint
 
Sexualidade no matrimônio
Sexualidade no matrimônioSexualidade no matrimônio
Sexualidade no matrimônio
 
Sexualidade e afetividade 1
Sexualidade e afetividade 1Sexualidade e afetividade 1
Sexualidade e afetividade 1
 
Sexualidade e afetividade
Sexualidade e afetividade Sexualidade e afetividade
Sexualidade e afetividade
 
Sexualidade Humana - palestra
Sexualidade Humana - palestraSexualidade Humana - palestra
Sexualidade Humana - palestra
 
Sexualidade e adolescência
Sexualidade e adolescênciaSexualidade e adolescência
Sexualidade e adolescência
 
Adolescência
AdolescênciaAdolescência
Adolescência
 
Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?
Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?
Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?
 
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
 

Semelhante a Afetividade e sexualidade

Curso de férias: Namoro
Curso de férias: NamoroCurso de férias: Namoro
Curso de férias: Namoro
MAE, DONA DE CASA
 
Sexualidade e a forma como o jovem catOlico a deve encarar
Sexualidade e a forma como o jovem catOlico a deve encararSexualidade e a forma como o jovem catOlico a deve encarar
Sexualidade e a forma como o jovem catOlico a deve encarar
JMVSobreiro
 
O jovem e a sexualidade
O jovem e a sexualidadeO jovem e a sexualidade
O jovem e a sexualidade
Marcos Patricio Patricio
 
Nufesp sexualidade
Nufesp   sexualidadeNufesp   sexualidade
Nufesp sexualidade
Marcos Roberto Rodrigues
 
Casamento familia
Casamento familiaCasamento familia
Casamento familia
Davi Montenegro
 
Família cristã saudável
Família cristã saudávelFamília cristã saudável
Família cristã saudável
Antonio Rodrigues
 
A família - seminário
A família - seminárioA família - seminário
A família - seminário
home
 
Congresso Pastoral Familiar - Belo Horizonte(MG) Agosto 2011sto 11
Congresso Pastoral Familiar - Belo Horizonte(MG) Agosto 2011sto 11Congresso Pastoral Familiar - Belo Horizonte(MG) Agosto 2011sto 11
Congresso Pastoral Familiar - Belo Horizonte(MG) Agosto 2011sto 11
familiaregsul4
 
Apresentação sobre Os sentimentos verdadeiros.pptx
Apresentação sobre Os sentimentos verdadeiros.pptxApresentação sobre Os sentimentos verdadeiros.pptx
Apresentação sobre Os sentimentos verdadeiros.pptx
FRANalmeida13
 
2. Matrimônio e Família na sociedade contemporânea (Heraldo) - 06.04.2014
2. Matrimônio e Família na sociedade contemporânea (Heraldo) - 06.04.20142. Matrimônio e Família na sociedade contemporânea (Heraldo) - 06.04.2014
2. Matrimônio e Família na sociedade contemporânea (Heraldo) - 06.04.2014
Comunidade Sagrada Família
 
Casamento, Duas Perspectivas: Mundo x Bíblica
Casamento, Duas Perspectivas: Mundo x BíblicaCasamento, Duas Perspectivas: Mundo x Bíblica
Casamento, Duas Perspectivas: Mundo x Bíblica
Respirando Deus
 
Indissolubilidade do casamento
Indissolubilidade do casamento Indissolubilidade do casamento
Indissolubilidade do casamento
Henrique Vieira
 
Casamento e Família - ebook Ultimato
Casamento e Família - ebook UltimatoCasamento e Família - ebook Ultimato
Casamento e Família - ebook Ultimato
Arlisson Bruno Coutinho de Sousa
 
Lição 09-Nova vida
Lição 09-Nova vidaLição 09-Nova vida
Lição 09-Nova vida
Márcio Pereira
 
Licao 2 Ética Cristã e Ideologia de Genero
Licao 2   Ética Cristã e Ideologia de GeneroLicao 2   Ética Cristã e Ideologia de Genero
Licao 2 Ética Cristã e Ideologia de Genero
Hamilton Souza
 
Mediunidade no relacionamento
Mediunidade no relacionamentoMediunidade no relacionamento
Mediunidade no relacionamento
Victor Passos
 
EBD 2022.pptx
EBD 2022.pptxEBD 2022.pptx
EBD 2022.pptx
Ronald Teixeira
 
CARTA às MULHERES - João Paulo II.pptx
CARTA às MULHERES - João Paulo II.pptxCARTA às MULHERES - João Paulo II.pptx
CARTA às MULHERES - João Paulo II.pptx
Martin M Flynn
 
O Casamento é para Sempre.pptx
O Casamento é para Sempre.pptxO Casamento é para Sempre.pptx
O Casamento é para Sempre.pptx
NovaAlianaChurch
 
Licao 2 - 2T - 2018 - CPAD 16x9.pptx
Licao 2 - 2T - 2018 - CPAD 16x9.pptxLicao 2 - 2T - 2018 - CPAD 16x9.pptx
Licao 2 - 2T - 2018 - CPAD 16x9.pptx
DjacydaSilvaBrando
 

Semelhante a Afetividade e sexualidade (20)

Curso de férias: Namoro
Curso de férias: NamoroCurso de férias: Namoro
Curso de férias: Namoro
 
Sexualidade e a forma como o jovem catOlico a deve encarar
Sexualidade e a forma como o jovem catOlico a deve encararSexualidade e a forma como o jovem catOlico a deve encarar
Sexualidade e a forma como o jovem catOlico a deve encarar
 
O jovem e a sexualidade
O jovem e a sexualidadeO jovem e a sexualidade
O jovem e a sexualidade
 
Nufesp sexualidade
Nufesp   sexualidadeNufesp   sexualidade
Nufesp sexualidade
 
Casamento familia
Casamento familiaCasamento familia
Casamento familia
 
Família cristã saudável
Família cristã saudávelFamília cristã saudável
Família cristã saudável
 
A família - seminário
A família - seminárioA família - seminário
A família - seminário
 
Congresso Pastoral Familiar - Belo Horizonte(MG) Agosto 2011sto 11
Congresso Pastoral Familiar - Belo Horizonte(MG) Agosto 2011sto 11Congresso Pastoral Familiar - Belo Horizonte(MG) Agosto 2011sto 11
Congresso Pastoral Familiar - Belo Horizonte(MG) Agosto 2011sto 11
 
Apresentação sobre Os sentimentos verdadeiros.pptx
Apresentação sobre Os sentimentos verdadeiros.pptxApresentação sobre Os sentimentos verdadeiros.pptx
Apresentação sobre Os sentimentos verdadeiros.pptx
 
2. Matrimônio e Família na sociedade contemporânea (Heraldo) - 06.04.2014
2. Matrimônio e Família na sociedade contemporânea (Heraldo) - 06.04.20142. Matrimônio e Família na sociedade contemporânea (Heraldo) - 06.04.2014
2. Matrimônio e Família na sociedade contemporânea (Heraldo) - 06.04.2014
 
Casamento, Duas Perspectivas: Mundo x Bíblica
Casamento, Duas Perspectivas: Mundo x BíblicaCasamento, Duas Perspectivas: Mundo x Bíblica
Casamento, Duas Perspectivas: Mundo x Bíblica
 
Indissolubilidade do casamento
Indissolubilidade do casamento Indissolubilidade do casamento
Indissolubilidade do casamento
 
Casamento e Família - ebook Ultimato
Casamento e Família - ebook UltimatoCasamento e Família - ebook Ultimato
Casamento e Família - ebook Ultimato
 
Lição 09-Nova vida
Lição 09-Nova vidaLição 09-Nova vida
Lição 09-Nova vida
 
Licao 2 Ética Cristã e Ideologia de Genero
Licao 2   Ética Cristã e Ideologia de GeneroLicao 2   Ética Cristã e Ideologia de Genero
Licao 2 Ética Cristã e Ideologia de Genero
 
Mediunidade no relacionamento
Mediunidade no relacionamentoMediunidade no relacionamento
Mediunidade no relacionamento
 
EBD 2022.pptx
EBD 2022.pptxEBD 2022.pptx
EBD 2022.pptx
 
CARTA às MULHERES - João Paulo II.pptx
CARTA às MULHERES - João Paulo II.pptxCARTA às MULHERES - João Paulo II.pptx
CARTA às MULHERES - João Paulo II.pptx
 
O Casamento é para Sempre.pptx
O Casamento é para Sempre.pptxO Casamento é para Sempre.pptx
O Casamento é para Sempre.pptx
 
Licao 2 - 2T - 2018 - CPAD 16x9.pptx
Licao 2 - 2T - 2018 - CPAD 16x9.pptxLicao 2 - 2T - 2018 - CPAD 16x9.pptx
Licao 2 - 2T - 2018 - CPAD 16x9.pptx
 

Mais de Zé Vitor Rabelo

Apostila completa atos
Apostila completa atosApostila completa atos
Apostila completa atos
Zé Vitor Rabelo
 
O filho
O filhoO filho
Uma lenda chinesa
Uma lenda chinesaUma lenda chinesa
Uma lenda chinesa
Zé Vitor Rabelo
 
Eu pedi a deus
Eu pedi a deusEu pedi a deus
Eu pedi a deus
Zé Vitor Rabelo
 
Loucuras não desista
Loucuras não desistaLoucuras não desista
Loucuras não desista
Zé Vitor Rabelo
 
A historia da ra que vai fervendo
A historia da ra que vai fervendoA historia da ra que vai fervendo
A historia da ra que vai fervendo
Zé Vitor Rabelo
 
Excelente mensagem para reflexão
Excelente mensagem para reflexãoExcelente mensagem para reflexão
Excelente mensagem para reflexão
Zé Vitor Rabelo
 
Ficha de cadastro por campos
Ficha de cadastro por camposFicha de cadastro por campos
Ficha de cadastro por campos
Zé Vitor Rabelo
 
Calendario crisma 2011 2012 paroquia jesus operario
Calendario crisma 2011 2012 paroquia jesus operarioCalendario crisma 2011 2012 paroquia jesus operario
Calendario crisma 2011 2012 paroquia jesus operario
Zé Vitor Rabelo
 
Tese 10 eclesiologia
Tese 10 eclesiologiaTese 10 eclesiologia
Tese 10 eclesiologia
Zé Vitor Rabelo
 
Modelos eclesiológicos (libanio)
Modelos eclesiológicos (libanio)Modelos eclesiológicos (libanio)
Modelos eclesiológicos (libanio)
Zé Vitor Rabelo
 
Eclesiologias nt
Eclesiologias ntEclesiologias nt
Eclesiologias nt
Zé Vitor Rabelo
 
Eclesiologia igreja
Eclesiologia   igrejaEclesiologia   igreja
Eclesiologia igreja
Zé Vitor Rabelo
 
A vinganca de joazinho
A vinganca de joazinhoA vinganca de joazinho
A vinganca de joazinho
Zé Vitor Rabelo
 
Pensamentos sabios e ou divertidos
Pensamentos sabios e ou divertidosPensamentos sabios e ou divertidos
Pensamentos sabios e ou divertidos
Zé Vitor Rabelo
 
Stma trindade gluch
Stma  trindade gluchStma  trindade gluch
Stma trindade gluch
Zé Vitor Rabelo
 
Os pais envelhecem
Os pais envelhecemOs pais envelhecem
Os pais envelhecem
Zé Vitor Rabelo
 
Pra onde vai a igreja professor heber
Pra onde vai a igreja   professor heberPra onde vai a igreja   professor heber
Pra onde vai a igreja professor heber
Zé Vitor Rabelo
 
Sera que o mal existe
Sera que o mal existeSera que o mal existe
Sera que o mal existe
Zé Vitor Rabelo
 
Ser catequista antonio n s piedade
Ser catequista antonio n s piedadeSer catequista antonio n s piedade
Ser catequista antonio n s piedade
Zé Vitor Rabelo
 

Mais de Zé Vitor Rabelo (20)

Apostila completa atos
Apostila completa atosApostila completa atos
Apostila completa atos
 
O filho
O filhoO filho
O filho
 
Uma lenda chinesa
Uma lenda chinesaUma lenda chinesa
Uma lenda chinesa
 
Eu pedi a deus
Eu pedi a deusEu pedi a deus
Eu pedi a deus
 
Loucuras não desista
Loucuras não desistaLoucuras não desista
Loucuras não desista
 
A historia da ra que vai fervendo
A historia da ra que vai fervendoA historia da ra que vai fervendo
A historia da ra que vai fervendo
 
Excelente mensagem para reflexão
Excelente mensagem para reflexãoExcelente mensagem para reflexão
Excelente mensagem para reflexão
 
Ficha de cadastro por campos
Ficha de cadastro por camposFicha de cadastro por campos
Ficha de cadastro por campos
 
Calendario crisma 2011 2012 paroquia jesus operario
Calendario crisma 2011 2012 paroquia jesus operarioCalendario crisma 2011 2012 paroquia jesus operario
Calendario crisma 2011 2012 paroquia jesus operario
 
Tese 10 eclesiologia
Tese 10 eclesiologiaTese 10 eclesiologia
Tese 10 eclesiologia
 
Modelos eclesiológicos (libanio)
Modelos eclesiológicos (libanio)Modelos eclesiológicos (libanio)
Modelos eclesiológicos (libanio)
 
Eclesiologias nt
Eclesiologias ntEclesiologias nt
Eclesiologias nt
 
Eclesiologia igreja
Eclesiologia   igrejaEclesiologia   igreja
Eclesiologia igreja
 
A vinganca de joazinho
A vinganca de joazinhoA vinganca de joazinho
A vinganca de joazinho
 
Pensamentos sabios e ou divertidos
Pensamentos sabios e ou divertidosPensamentos sabios e ou divertidos
Pensamentos sabios e ou divertidos
 
Stma trindade gluch
Stma  trindade gluchStma  trindade gluch
Stma trindade gluch
 
Os pais envelhecem
Os pais envelhecemOs pais envelhecem
Os pais envelhecem
 
Pra onde vai a igreja professor heber
Pra onde vai a igreja   professor heberPra onde vai a igreja   professor heber
Pra onde vai a igreja professor heber
 
Sera que o mal existe
Sera que o mal existeSera que o mal existe
Sera que o mal existe
 
Ser catequista antonio n s piedade
Ser catequista antonio n s piedadeSer catequista antonio n s piedade
Ser catequista antonio n s piedade
 

Afetividade e sexualidade

  • 2. “A missão da Igreja é ajudar as pessoas a se tornarem mais humanas, orientando-as ou admoestando-as para que seu convívio de amor seja vivenciado à luz do Evangelho e da prática do bom senso.” Dom Aldo Di Cillo Pagotto - CNBB
  • 3.  Deixar amar-se  Somos criaturas feitas de amor, com amor e para amar
  • 4. Gn 1, 27  Deus criou o ser humano à sua imagem, à imagem de Deus o criou. E Deus viu que tudo era bom.
  • 6. Dicionário: Relação com contato  Genitalidade
  • 8. 1 Cor 13,1  Se eu falasse as línguas dos homens e as dos anjos, mas não tivesse amor, eu seria como um bronze que soa ou um címbalo que retine
  • 10. De onde vem tanta “maldade”?
  • 13. 1 Tessalonicenses 4, 7 Deus não nos chamou para a impureza, mas para a santidade.
  • 17. Ex 20,14  Não cometerás adultério
  • 18. 2335 Cada um dos dois sexos é, com igual dignidade, embora de maneira diferente, imagem do poder e da ternura de Deus. A união do homem e da mulher no casamento é uma maneira de imitar na carne a generosidade e a fecundidade do Criador: "O homem deixa seu pai e sua mãe, se une à sua mulher, e eles se tomam uma só carne" (Gn 2,24). Dessa união procedem todas as gerações humanas. (CIC)
  • 19. 2337 A castidade significa a integração correta da sexualidade na pessoa e, com isso, a unidade interior do homem em seu ser corporal e espiritual. (CIC)  Aprendizagem do domínio de si  Castidade tem a ver com o olhar. O modo de olhar o outro.
  • 20.  Trabalho a longo prazo  Esforço cultural  Doação de si mesmo
  • 21. A banalização da castidade e a perda dos valores familiares.  Inversão do que seja público e privado.
  • 22. LUXÚRIA  2351 A luxúria é um desejo desordenado ou um gozo desregrado do prazer venéreo. O prazer sexual é moralmente desordenado quando é buscado por si mesmo, isolado das finalidades de procriação e de união. (CIC)
  • 23. MASTURBAÇÃO  2352 Por masturbação se deve entender a excitação voluntária dos órgãos genitais, a fim de conseguir um prazer venéreo. (CIC)
  • 24. FORNICAÇÃO  2353 A fornicação é a união carnal fora do casamento entre um homem e uma mulher livres. É um escândalo grave quando há corrupção de jovens.
  • 25. PORNOGRAFIA  2354 A pornografia consiste em retirar os atos sexuais, reais ou simulados, da intimidade dos parceiros para exibi-los a terceiros de maneira deliberada. Ela ofende a castidade porque desnatura o ato conjugal, doação íntima dos esposos entre si.
  • 26. PROSTITUIÇÃO  2355 A prostituição vai contra a dignidade da pessoa que se prostitui, reduzida, assim,ao prazer venéreo que dela se obtém. Aquele que paga peca gravemente contra si mesmo;
  • 27. ESTUPRO  2356 O estupro designa a penetração à força, com violência, na intimidade sexual de uma pessoa. Fere a justiça e a caridade. O estupro lesa profundamente o direito de cada um ao respeito, à liberdade, à integridade física e moral.
  • 28. Ofender a castidade é o de menos, o problema é ofender a pessoa.
  • 29. 2357 A homossexualidade designa as relações entre homens e mulheres que sentem atração sexual, exclusiva ou predominante, por pessoas do mesmo sexo.
  • 30. “Não sejamos ridículos, quem escolheria a homossexualidade se pudesse ser como a maioria dominante? Se a vida já é dura para os heterossexuais, imagine para os outros.” (Dr. Dráuzio Varella)
  • 32. O Papa leva à reflexão sobre o significado do relacionamento afetivo e sexual. A resposta religiosa não pode ser imediatista como se a camisinha evitasse ou resolvesse qualquer problema. A resposta merece reflexão sobre o sentido da afetividade e da sexualidade. Ambas são dimensões constitutivas e inseparáveis. Admita-se: nem toda relação sexual expressa verdadeiro amor e, sim, um instinto passional da natureza. (Dom Aldo Di Cillo Pagotto – CNBB)
  • 34. “E se nós aceitamos que uma mãe pode matar até mesmo seu próprio filho, como é que nós podemos dizer às outras pessoas para não se matarem?” (Madre Teresa de Calcutá)  Por vezes, a pressão da família é tanta que não resta outro jeito pra mãe!
  • 38. Antes é necessário entender e aceitar o diferente!
  • 42. Mas nada impede de lutar pelos direitos iguais!