SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
Baixar para ler offline
“Tudo aquilo em que se pode pensar pode ser
pensado claramente. Tudo que pode ser dito pode
ser dito claramente.”
(Ludwig Wittgenstein)
Quase todos os assuntos podem ser
desenvolvidos através de uma
seqüência lógica, baseada no:

Tempo
Espaço
Tópicos especiais
TEMPO

Pode-se considerar o seu
assunto de acordo com três
categorias:


PASSADO



PRESENTE



FUTURO

Começar em uma certa
data e, a partir daí,
avançar ou recuar
ESPAÇO

Iniciando de algum ponto central e
cobrir o material direcionalmente:
NORTE
SUL
LESTE
OESTE
TÓPICOS ESPECIAIS

Aeronáutica

Exército

Marinha
Um dos métodos mais simples de fazer com que uma
palestra se grave nas mentes de seus ouvintes é mencionar
claramente que, a medida que você avança, o primeiro
ponto, depois outro.
Como explicar algo muito claro para você,
porém fora da realidade dos seus ouvintes?
TRANSFORME O FATO EM UMA IMAGEM
EVITE TERMOS TÉCNICOS

Um método ainda melhor
é você centralizar sua
palestra sobre alguma
criança,
menino
ou
menina presente com os
seus pais.
(provérbio japonês)
SUGESTÕES:

1. Mantenha fora das vistas o que vai exibir, até que chegue o
momento do seu uso.
SUGESTÕES:
SUGESTÕES:

3. Nunca faça circular algo que exibe entre os seus ouvintes,
enquanto estiver falando.
SUGESTÕES:

4. Ao exibir algo, faça de forma tal que todos os seus ouvintes
possam ver.
SUGESTÕES:

5. Lembre-se de que um objeto que se move vale mais do que um
parado. Demonstre, se for possível.
SUGESTÕES:

6. Enquanto fala, não olhe para o que esta
exibindo — você está procurando comunicarse com o auditório e não com o que exibe.
SUGESTÕES:

7. Quando não for mais necessário aquilo que exibe, procure
ocultá-lo das vistas, se possível.
SUGESTÕES:

8. Se o que vai exibir é algo que merece um "tratamento
misterioso", coloque-o sobre uma mesa ao seu lado, enquanto
fala. Mantenha-o coberto. A medida que fala, faça-lhe referências
que despertem curiosidade — mas não diga o que é. Então,
quando você estiver pronto para descobri-lo, terá despertado
curiosidade, suspense e interesse verdadeiro.
Falar Bem em Publico - A palestra informativa
Falar Bem em Publico - A palestra informativa
Falar Bem em Publico - A palestra informativa

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Coaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de Pessoas
Coaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de PessoasCoaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de Pessoas
Coaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de Pessoas
IBC Coaching
 

Destaque (17)

Treinamento liderança
Treinamento liderança Treinamento liderança
Treinamento liderança
 
A BÍBLIA É A NOSSA BASE - CAMPANHA 40 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃO 2014
A BÍBLIA É A NOSSA BASE - CAMPANHA 40 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃO 2014A BÍBLIA É A NOSSA BASE - CAMPANHA 40 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃO 2014
A BÍBLIA É A NOSSA BASE - CAMPANHA 40 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃO 2014
 
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 13 e 14
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 13 e 14Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 13 e 14
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 13 e 14
 
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014 pib 05.01.14
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014   pib 05.01.14precisamos ser cheios do espírito santo em 2014   pib 05.01.14
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014 pib 05.01.14
 
Excelência no Atendimento
Excelência no AtendimentoExcelência no Atendimento
Excelência no Atendimento
 
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 7 e 8
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 7 e 8Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 7 e 8
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 7 e 8
 
INTIMIDADE COM DEUS
INTIMIDADE COM DEUSINTIMIDADE COM DEUS
INTIMIDADE COM DEUS
 
SEMELHANTES A CRISTO
SEMELHANTES A CRISTOSEMELHANTES A CRISTO
SEMELHANTES A CRISTO
 
O PODER DA ORAÇÃO- 40 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃO
O PODER DA ORAÇÃO- 40 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃOO PODER DA ORAÇÃO- 40 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃO
O PODER DA ORAÇÃO- 40 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃO
 
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 11 e 12
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 11 e 12Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 11 e 12
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 11 e 12
 
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 5 e 6
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 5 e 6Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 5 e 6
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 5 e 6
 
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 9 e 10
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 9 e 10Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 9 e 10
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 9 e 10
 
Coaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de Pessoas
Coaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de PessoasCoaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de Pessoas
Coaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de Pessoas
 
Apresentação Laila - Curso como vender serviços profissionais de marketing d...
Apresentação Laila - Curso como vender serviços profissionais de marketing d...Apresentação Laila - Curso como vender serviços profissionais de marketing d...
Apresentação Laila - Curso como vender serviços profissionais de marketing d...
 
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 3 e 4
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 3 e 4Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 3 e 4
Gestão e Liderança de Pessoas - Aulas 3 e 4
 
Palestra Ituporanga Motivação, Liderança e Trabalho em Equipe
Palestra Ituporanga Motivação, Liderança e Trabalho em EquipePalestra Ituporanga Motivação, Liderança e Trabalho em Equipe
Palestra Ituporanga Motivação, Liderança e Trabalho em Equipe
 
Regiões brasileiras 2013
Regiões brasileiras 2013Regiões brasileiras 2013
Regiões brasileiras 2013
 

Mais de Fabricio Pangoni

Mais de Fabricio Pangoni (20)

Teologias no livro do Apocalipse
Teologias no livro do ApocalipseTeologias no livro do Apocalipse
Teologias no livro do Apocalipse
 
O evangelho e a diversidade das culturas
O evangelho e a diversidade das culturasO evangelho e a diversidade das culturas
O evangelho e a diversidade das culturas
 
10 A lei da Conexão
10   A lei da Conexão10   A lei da Conexão
10 A lei da Conexão
 
19 A Lei do Momento
19   A Lei do Momento19   A Lei do Momento
19 A Lei do Momento
 
18 A lei do Sacrifício
18   A lei do Sacrifício18   A lei do Sacrifício
18 A lei do Sacrifício
 
17 A lei das Prioridades
17   A lei das Prioridades17   A lei das Prioridades
17 A lei das Prioridades
 
16 A lei do Grande Impulso
16   A lei do Grande Impulso16   A lei do Grande Impulso
16 A lei do Grande Impulso
 
15 A lei da Vitória
15   A lei da Vitória15   A lei da Vitória
15 A lei da Vitória
 
14 A lei da Aquisição
14   A lei da Aquisição14   A lei da Aquisição
14 A lei da Aquisição
 
Ferramentas da qualidade
Ferramentas da qualidadeFerramentas da qualidade
Ferramentas da qualidade
 
01 a lei do limite
01  a lei do limite01  a lei do limite
01 a lei do limite
 
As 21 irrefutáveis leis da liderança
As 21 irrefutáveis leis da liderançaAs 21 irrefutáveis leis da liderança
As 21 irrefutáveis leis da liderança
 
Liderança: A lei da imagem
Liderança: A lei da imagemLiderança: A lei da imagem
Liderança: A lei da imagem
 
Liderança: A lei do Legado
Liderança: A lei do LegadoLiderança: A lei do Legado
Liderança: A lei do Legado
 
A estratégia missionária
A estratégia missionáriaA estratégia missionária
A estratégia missionária
 
Intodução a teologia evangélica - karl barth
Intodução a teologia evangélica - karl barthIntodução a teologia evangélica - karl barth
Intodução a teologia evangélica - karl barth
 
O corpo na idade média
O corpo na idade médiaO corpo na idade média
O corpo na idade média
 
Hebreus 6:4-8
Hebreus 6:4-8Hebreus 6:4-8
Hebreus 6:4-8
 
Construtivismo piagetiano
Construtivismo piagetianoConstrutivismo piagetiano
Construtivismo piagetiano
 
Faces e interfaces da sacralidade em um mundo secularizado
Faces e interfaces da sacralidade em um mundo secularizadoFaces e interfaces da sacralidade em um mundo secularizado
Faces e interfaces da sacralidade em um mundo secularizado
 

Último

b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdfb2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
Renandantas16
 

Último (7)

Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptxCavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
 
Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...
Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...
Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...
 
Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...
Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...
Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...
 
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdfb2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
 
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
 
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos AcontecerPesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
 
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
 

Falar Bem em Publico - A palestra informativa

  • 1.
  • 2. “Tudo aquilo em que se pode pensar pode ser pensado claramente. Tudo que pode ser dito pode ser dito claramente.” (Ludwig Wittgenstein)
  • 3.
  • 4. Quase todos os assuntos podem ser desenvolvidos através de uma seqüência lógica, baseada no: Tempo Espaço Tópicos especiais
  • 5. TEMPO Pode-se considerar o seu assunto de acordo com três categorias:  PASSADO  PRESENTE  FUTURO Começar em uma certa data e, a partir daí, avançar ou recuar
  • 6. ESPAÇO Iniciando de algum ponto central e cobrir o material direcionalmente: NORTE SUL LESTE OESTE
  • 8. Um dos métodos mais simples de fazer com que uma palestra se grave nas mentes de seus ouvintes é mencionar claramente que, a medida que você avança, o primeiro ponto, depois outro.
  • 9. Como explicar algo muito claro para você, porém fora da realidade dos seus ouvintes?
  • 10. TRANSFORME O FATO EM UMA IMAGEM
  • 11. EVITE TERMOS TÉCNICOS Um método ainda melhor é você centralizar sua palestra sobre alguma criança, menino ou menina presente com os seus pais.
  • 13. SUGESTÕES: 1. Mantenha fora das vistas o que vai exibir, até que chegue o momento do seu uso.
  • 15. SUGESTÕES: 3. Nunca faça circular algo que exibe entre os seus ouvintes, enquanto estiver falando.
  • 16. SUGESTÕES: 4. Ao exibir algo, faça de forma tal que todos os seus ouvintes possam ver.
  • 17. SUGESTÕES: 5. Lembre-se de que um objeto que se move vale mais do que um parado. Demonstre, se for possível.
  • 18. SUGESTÕES: 6. Enquanto fala, não olhe para o que esta exibindo — você está procurando comunicarse com o auditório e não com o que exibe.
  • 19. SUGESTÕES: 7. Quando não for mais necessário aquilo que exibe, procure ocultá-lo das vistas, se possível.
  • 20. SUGESTÕES: 8. Se o que vai exibir é algo que merece um "tratamento misterioso", coloque-o sobre uma mesa ao seu lado, enquanto fala. Mantenha-o coberto. A medida que fala, faça-lhe referências que despertem curiosidade — mas não diga o que é. Então, quando você estiver pronto para descobri-lo, terá despertado curiosidade, suspense e interesse verdadeiro.