SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
Ouricuri-Pe 
2014
Existem muitas correntes sobre a Origem da Vida. 
E ao longo de toda história, diversas teorias foram 
propostas para explicar a origem dos seres vivos. E 
neste trabalho vamos explicar algumas destas correntes 
como : 
° Criacionismo 
° Abiogênese 
° Biogênese 
E responder uma das perguntas mas questionadas : 
‘’ Como surgiu a vida pela primeira vez ?’’
A Vida na Terra terá surgido á cerca de 3400 M.a., como a 
parecem demonstrar os fósseis de procariontes encontrados na 
África do Sul. Até ao século XIX considerava-se que todos os 
seres vivos existentes se apresentavam como sempre tinham 
sido. Toda a Vida era obra de uma entidade toda poderosa, fato 
que servia para mascarar a não existência de conhecimentos 
suficientes para se criar uma explicação racional. Esta teoria, o 
Criacionismo, no entanto, já no tempo da Grécia antiga não era 
satisfatória. De modo a contornar a necessidade de intervenção 
divina na criação das espécies, surgem várias teorias 
alternativas, baseadas na observação de fenômenos naturais, 
tanto quanto os conhecimentos da época o permitiam.
Aristóteles elaborou uma dessas teorias, cuja aceitação 
se manteve durante séculos, com a ajuda da Igreja 
Católica, que a adotou. Esta teoria considerava que a 
Vida era o resultado da ação de um princípio ativo 
sobre a matéria inanimada, a qual se tornava, então, 
animada. Deste modo, não haveria intervenção 
sobrenatural no surgimento dos organismos vivos, 
apenas um fenômeno natural, a geração espontânea.
Estas idéias perduraram até á era moderna, pois Van 
Helmont (1577 – 1644) ainda considerava que os 
“cheiros dos pântanos geravam rãs e que a roupa 
suja gerava ratos, adultos e completamente 
formados”. Também era considerado correto pelos 
naturalistas que os intestinos produzissem 
espontaneamente vermes e que a carne putrefata 
gerasse moscas. Todas estas teorias consideravam 
possível o surgimento de Vida a partir de matéria 
inanimada, fosse qual fosse o agente catalisador 
dessa transformação, daí o estarem englobadas na 
designação geral de Abiogênese.
No século XVII Francisco Redi, naturalista e poeta, 
pôs-se contrário as idéias de Aristóteles, negando a 
existência do princípio ativo e defendendo que todos 
os organismos vivos surgiam a partir de 
inseminação por ovos e nunca por geração 
espontânea.Para demonstrar a veracidade de sua 
teoria, Redi realizou uma experiência que se tornou 
célebre pelo fato de ser a primeira, registrada, a 
utilizar um controle em suas experiências. Colocou 
carne em 8 frascos. Selou 4 deles e deixou os 
restantes 4 abertos, em contato com o ar.
Em poucos dias 
verificou que os 
frascos abertos 
estavam cheios de 
moscas e de outros 
vermes, enquanto 
que os frascos 
selados se 
encontravam livres 
de 
contaminação.Esta 
experiência 
parecia negar, 
inequivocamente a 
abiogênese de 
organismos 
macroscópicos, 
tendo sido aceito 
pelos naturalistas 
da época.
Outro que defendeu esta corrente foi o francês Louis 
Pasteur, que pôs definitivamente termo à idéia de 
geração espontânea com uma série de experiências 
conservadas para a posteridade pelos museus 
franceses. Pasteur colocou diversas infusões em 
balões de vidro, em contato com o ar. Alongou os 
pescoços dos balões á chama, de modo a que 
fizessem várias curvas. Ferveu os líquidos até que o 
vapor saísse livremente das extremidades estreitas 
dos balões. Verificou que, após o arrefecimento dos 
líquidos, estes permaneciam inalterados, tanto em 
odor como em sabor. No entanto, não se 
apresentavam contaminados por microrganismos.
Para eliminar o argumento de Needham, quebrou 
alguns pescoços de balões, verificando que 
imediatamente os líquidos ficavam infestados de 
organismos. Concluiu, assim, que todos os 
microrganismos se formavam a partir de qualquer 
tipo de partícula sólida, transportada pelo ar. Nos 
balões intactos, a entrada lenta do ar pelos pescoços 
estreitos e encurvados provocava a deposição dessas 
partículas, impedindo a contaminação das 
infusões.Ficou definitivamente provado que, nas 
condições atuais, a Vida surge sempre de outra Vida, 
preexistente.
Os cientistas acreditam que o planeta surgiu há 
aproximadamente 4,6 bilhões de anos, após o 
acúmulo de várias substâncias como rochas, poeira e 
gases. Inicialmente, a terra era um local que não 
proporcionava condições para a existência e 
sobrevivência de um ser vivo. As substâncias 
existentes se aglomeraram causando a geração de 
uma grande quantidade de calor que foi expelida por 
meio de fortes erupções vulcânicas. O planeta Terra 
foi tomado por lava e constantemente era atacada 
por corpos provenientes do espaço.
No entanto, um avanço fundamental ocorreu com o as teorias de Pasteur e de Darwin, permitindo 
abordar o problema sob uma perspectiva diferente. Dados obtidos a partir de diversos campos da 
ciência permitiram em 1936 que o russo Alexander Oparin formula-se uma teoria revolucionária, 
que tentava explicar a origem da Vida na Terra, sem recorrer a fenômenos sobrenaturais ou 
extraterrestres. Sua hipótese se resume nos seguintes fatos:
° Na atmosfera primitiva do nosso planeta, existiriam metano, amônia, hidrogênio e vapor de 
água. Sob altas temperaturas, em presença de centelhas elétricas e raios ultravioletas, tais 
gases teriam se combinado, originando aminoácidos, que ficavam flutuando na atmosfera. 
Com a saturação de umidade da atmosfera, começaram a ocorrer as chuvas. Os aminoácidos 
eram arrastados para o solo.Submetidos a aquecimento prolongado, os aminoácidos 
combinavam-se uns com os outros, formando proteínas.
° As chuvas lavavam as rochas e conduziam as 
proteínas para os mares. Surgia uma "sopa de 
proteínas" nas águas mornas dos mares primitivos. 
As proteínas dissolvidas em água formavam 
colóides. Os colóides se interpenetravam e 
originavam os coacervados. Os coacervados 
englobavam moléculas de nucleoproteínas. Depois, 
organizavam-se em gotículas delimitadas por 
membrana lipoprotéica. Surgiam as primeiras 
células. Essas células pioneiras eram muito simples 
e ainda não dispunham de um equipamento 
enzimático capaz de realizar a fotossíntese. Eram, 
portanto, heterótrofas. Só mais tarde, surgiram as 
células autótrofas, mais evoluídas. E isso permitiu o 
aparecimento dos seres de respiração aeróbia.
° Atualmente, se discute a composição química da 
atmosfera primitiva do nosso planeta, preferindo alguns 
admitir que, em vez de metano, amônia, hidrogênio e 
vapor de água, existissem monóxido de carbono, 
dióxido de carbono, nitrogênio molecular e vapor de 
água.Oparin não teve condições de provar sua hipótese. 
Mas, em 1953, Stanley Miller, na Universidade de 
Chicago, realizou em laboratório uma experiência. 
Colocou num balão de vidro: metano, amônia, 
hidrogênio e vapor de água. Submeteu-os a aquecimento 
prolongado. Uma centelha elétrica de alta tensão cortava 
continuamente o ambiente onde estavam contidos os 
gases. Ao fim de certo tempo, Miller comprovou o 
aparecimento de moléculas de aminoácido no interior do 
balão, que se acumulavam no tubo em U.
Pouco tempo depois, em 1957, Sidney Fox submeteu 
uma mistura de aminoácidos secos a aquecimento 
prolongado e demonstrou que eles reagiam entre si, 
formando cadeias peptídicas, com o aparecimento 
de moléculas protéicas pequenas. 
As experiências de Miller e Fox comprovaram a 
veracidade da hipótese de Oparin. 
Ouricuri-Pe 
2014
Sites : 
° Sobiologia.com 
° http://bit.ly/ZQarcx 
Imagens: 
° Google.com/imagens

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia – Origem da Vida
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia – Origem da Vidawww.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia – Origem da Vida
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia – Origem da VidaVideoaulas De Biologia Apoio
 
Aula 01-origem-da-vida
Aula 01-origem-da-vidaAula 01-origem-da-vida
Aula 01-origem-da-vidaDiana Costa
 
Origens da vida documentário IFCE campus Jaguaribe Zoologia
Origens da vida documentário IFCE campus Jaguaribe ZoologiaOrigens da vida documentário IFCE campus Jaguaribe Zoologia
Origens da vida documentário IFCE campus Jaguaribe ZoologiaAlison Regis
 
(Power shrink) Origem Vida
(Power shrink)   Origem Vida(Power shrink)   Origem Vida
(Power shrink) Origem VidaGiovaniBeijaFlor
 
9 ano origem da vida
9  ano origem da vida9  ano origem da vida
9 ano origem da vidaJane Jeiza
 
Biogênese e abiogênese
Biogênese e abiogêneseBiogênese e abiogênese
Biogênese e abiogêneseAndreza Viegas
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Origem da Vida
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Origem da VidaSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Origem da Vida
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Origem da VidaTurma Olímpica
 
Origem da vida 1º ano
Origem da vida   1º anoOrigem da vida   1º ano
Origem da vida 1º anoLuciana Mendes
 
Origem dos primeiros seres vivos
Origem dos primeiros seres vivosOrigem dos primeiros seres vivos
Origem dos primeiros seres vivosseeinseeya
 
Origem da vida evolução histórica
Origem da vida   evolução históricaOrigem da vida   evolução histórica
Origem da vida evolução históricaEvandro Sanguinetto
 
Origem da vida 9 ano ppt
Origem da vida 9 ano pptOrigem da vida 9 ano ppt
Origem da vida 9 ano pptKatia Nunes
 
Teorias sobre a origem da vida
Teorias sobre a origem da vidaTeorias sobre a origem da vida
Teorias sobre a origem da vidaPiedade Alves
 

Mais procurados (20)

www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia – Origem da Vida
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia – Origem da Vidawww.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia – Origem da Vida
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia – Origem da Vida
 
Hipoteses origem vida
Hipoteses origem vidaHipoteses origem vida
Hipoteses origem vida
 
Aula 01-origem-da-vida
Aula 01-origem-da-vidaAula 01-origem-da-vida
Aula 01-origem-da-vida
 
Origens da vida documentário IFCE campus Jaguaribe Zoologia
Origens da vida documentário IFCE campus Jaguaribe ZoologiaOrigens da vida documentário IFCE campus Jaguaribe Zoologia
Origens da vida documentário IFCE campus Jaguaribe Zoologia
 
(Power shrink) Origem Vida
(Power shrink)   Origem Vida(Power shrink)   Origem Vida
(Power shrink) Origem Vida
 
9 ano origem da vida
9  ano origem da vida9  ano origem da vida
9 ano origem da vida
 
Biogênese e abiogênese
Biogênese e abiogêneseBiogênese e abiogênese
Biogênese e abiogênese
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Origem da Vida
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Origem da VidaSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Origem da Vida
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Origem da Vida
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
 
Origem da vida 1º ano
Origem da vida   1º anoOrigem da vida   1º ano
Origem da vida 1º ano
 
Origem dos primeiros seres vivos
Origem dos primeiros seres vivosOrigem dos primeiros seres vivos
Origem dos primeiros seres vivos
 
Miller e Fox
Miller e FoxMiller e Fox
Miller e Fox
 
Origem da vida evolução histórica
Origem da vida   evolução históricaOrigem da vida   evolução histórica
Origem da vida evolução histórica
 
Origem da vida 9 ano ppt
Origem da vida 9 ano pptOrigem da vida 9 ano ppt
Origem da vida 9 ano ppt
 
Teorias sobre a origem da vida
Teorias sobre a origem da vidaTeorias sobre a origem da vida
Teorias sobre a origem da vida
 
Aula origem da vida
Aula origem da vidaAula origem da vida
Aula origem da vida
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
 
A geração espontãnea
A geração espontãneaA geração espontãnea
A geração espontãnea
 
Biologia modulo i
Biologia modulo iBiologia modulo i
Biologia modulo i
 
Origem da vida (1)
Origem da vida (1)Origem da vida (1)
Origem da vida (1)
 

Destaque

PHPTriad: Cara Gampang Belajar PHP di WINDOWS
PHPTriad: Cara Gampang Belajar PHP di WINDOWSPHPTriad: Cara Gampang Belajar PHP di WINDOWS
PHPTriad: Cara Gampang Belajar PHP di WINDOWSAbdi Januar Putra
 
Aula origem da_vida
Aula origem da_vidaAula origem da_vida
Aula origem da_vidaedu.biologia
 
Origem da vida na terra (1ª aula)
Origem da vida na terra   (1ª aula)Origem da vida na terra   (1ª aula)
Origem da vida na terra (1ª aula)Blogzarife
 
Aulão a origem da vida
Aulão a origem da vidaAulão a origem da vida
Aulão a origem da vidaCésar Milani
 
9 ano método ciêntífico
9 ano método ciêntífico9 ano método ciêntífico
9 ano método ciêntíficoJane Jeiza
 

Destaque (7)

PHPTriad: Cara Gampang Belajar PHP di WINDOWS
PHPTriad: Cara Gampang Belajar PHP di WINDOWSPHPTriad: Cara Gampang Belajar PHP di WINDOWS
PHPTriad: Cara Gampang Belajar PHP di WINDOWS
 
A Origem da Vida
A Origem da VidaA Origem da Vida
A Origem da Vida
 
Aula origem da_vida
Aula origem da_vidaAula origem da_vida
Aula origem da_vida
 
Origem da vida na terra (1ª aula)
Origem da vida na terra   (1ª aula)Origem da vida na terra   (1ª aula)
Origem da vida na terra (1ª aula)
 
Origem Da Vida
Origem Da VidaOrigem Da Vida
Origem Da Vida
 
Aulão a origem da vida
Aulão a origem da vidaAulão a origem da vida
Aulão a origem da vida
 
9 ano método ciêntífico
9 ano método ciêntífico9 ano método ciêntífico
9 ano método ciêntífico
 

Semelhante a A origem da vida Por Maiane Viana

Biogênese e abiogênese123
Biogênese e abiogênese123Biogênese e abiogênese123
Biogênese e abiogênese123Andreza Viegas
 
Origem da vida e teoria evolutiva
Origem da vida e teoria evolutivaOrigem da vida e teoria evolutiva
Origem da vida e teoria evolutivaIsabella Neres
 
Em busca das origens ~ a origem da vida
Em busca das origens ~ a origem da vidaEm busca das origens ~ a origem da vida
Em busca das origens ~ a origem da vidaNinho Cristo
 
Durval origem da vida - versão definitiva
Durval   origem da vida - versão definitivaDurval   origem da vida - versão definitiva
Durval origem da vida - versão definitivatenraquel
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vidaletyap
 
3-Das-Origens-aos-Dias-de-Hoje-Ok.ppt
3-Das-Origens-aos-Dias-de-Hoje-Ok.ppt3-Das-Origens-aos-Dias-de-Hoje-Ok.ppt
3-Das-Origens-aos-Dias-de-Hoje-Ok.pptSandraMeirelles4
 
Texto de apoio de biologia evolutica 2019
Texto de apoio de biologia evolutica 2019Texto de apoio de biologia evolutica 2019
Texto de apoio de biologia evolutica 2019IsmaelRafael
 
Teorias da origem da vida
Teorias da origem da vidaTeorias da origem da vida
Teorias da origem da vidaTimoteo2017
 
Aula 01-origem-da-vida
Aula 01-origem-da-vidaAula 01-origem-da-vida
Aula 01-origem-da-vidaEva Jane
 
Trabalho de biologia
Trabalho de biologiaTrabalho de biologia
Trabalho de biologiaadrielguitar
 
Teorias da Origem da vida e Evolução das espécies
Teorias da Origem da vida e Evolução das espéciesTeorias da Origem da vida e Evolução das espécies
Teorias da Origem da vida e Evolução das espéciesCarlos Priante
 
www.AulaParticularApoio.Com.Br - Biologia – Origem da Vida
www.AulaParticularApoio.Com.Br - Biologia – Origem da Vidawww.AulaParticularApoio.Com.Br - Biologia – Origem da Vida
www.AulaParticularApoio.Com.Br - Biologia – Origem da VidaApoioAulaParticular
 
www.aulaparticularonline.net.br - Biologia – Origem da Vida
www.aulaparticularonline.net.br - Biologia – Origem da Vidawww.aulaparticularonline.net.br - Biologia – Origem da Vida
www.aulaparticularonline.net.br - Biologia – Origem da VidaLucia Silveira
 
www.professoraparticularapoio.com.br - Biologia – Origem da Vida
www.professoraparticularapoio.com.br - Biologia – Origem da Vidawww.professoraparticularapoio.com.br - Biologia – Origem da Vida
www.professoraparticularapoio.com.br - Biologia – Origem da VidaPatrícia Morais
 
www.TutoresDePlantao.Com.Br - Biologia – Origem da Vida
 www.TutoresDePlantao.Com.Br -  Biologia – Origem da Vida www.TutoresDePlantao.Com.Br -  Biologia – Origem da Vida
www.TutoresDePlantao.Com.Br - Biologia – Origem da VidaAntônia Sampaio
 

Semelhante a A origem da vida Por Maiane Viana (20)

Biogênese e abiogênese123
Biogênese e abiogênese123Biogênese e abiogênese123
Biogênese e abiogênese123
 
Origem da vida e teoria evolutiva
Origem da vida e teoria evolutivaOrigem da vida e teoria evolutiva
Origem da vida e teoria evolutiva
 
Em busca das origens ~ a origem da vida
Em busca das origens ~ a origem da vidaEm busca das origens ~ a origem da vida
Em busca das origens ~ a origem da vida
 
Durval origem da vida - versão definitiva
Durval   origem da vida - versão definitivaDurval   origem da vida - versão definitiva
Durval origem da vida - versão definitiva
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
 
Origemda vida
Origemda vidaOrigemda vida
Origemda vida
 
B.molecular unidade #1
B.molecular unidade #1B.molecular unidade #1
B.molecular unidade #1
 
Nathalia rodrigues pereira
Nathalia rodrigues pereiraNathalia rodrigues pereira
Nathalia rodrigues pereira
 
Atm primit
Atm primitAtm primit
Atm primit
 
3-Das-Origens-aos-Dias-de-Hoje-Ok.ppt
3-Das-Origens-aos-Dias-de-Hoje-Ok.ppt3-Das-Origens-aos-Dias-de-Hoje-Ok.ppt
3-Das-Origens-aos-Dias-de-Hoje-Ok.ppt
 
Texto de apoio de biologia evolutica 2019
Texto de apoio de biologia evolutica 2019Texto de apoio de biologia evolutica 2019
Texto de apoio de biologia evolutica 2019
 
7ª SéRie Origem Vida
7ª SéRie   Origem Vida7ª SéRie   Origem Vida
7ª SéRie Origem Vida
 
Teorias da origem da vida
Teorias da origem da vidaTeorias da origem da vida
Teorias da origem da vida
 
Aula 01-origem-da-vida
Aula 01-origem-da-vidaAula 01-origem-da-vida
Aula 01-origem-da-vida
 
Trabalho de biologia
Trabalho de biologiaTrabalho de biologia
Trabalho de biologia
 
Teorias da Origem da vida e Evolução das espécies
Teorias da Origem da vida e Evolução das espéciesTeorias da Origem da vida e Evolução das espécies
Teorias da Origem da vida e Evolução das espécies
 
www.AulaParticularApoio.Com.Br - Biologia – Origem da Vida
www.AulaParticularApoio.Com.Br - Biologia – Origem da Vidawww.AulaParticularApoio.Com.Br - Biologia – Origem da Vida
www.AulaParticularApoio.Com.Br - Biologia – Origem da Vida
 
www.aulaparticularonline.net.br - Biologia – Origem da Vida
www.aulaparticularonline.net.br - Biologia – Origem da Vidawww.aulaparticularonline.net.br - Biologia – Origem da Vida
www.aulaparticularonline.net.br - Biologia – Origem da Vida
 
www.professoraparticularapoio.com.br - Biologia – Origem da Vida
www.professoraparticularapoio.com.br - Biologia – Origem da Vidawww.professoraparticularapoio.com.br - Biologia – Origem da Vida
www.professoraparticularapoio.com.br - Biologia – Origem da Vida
 
www.TutoresDePlantao.Com.Br - Biologia – Origem da Vida
 www.TutoresDePlantao.Com.Br -  Biologia – Origem da Vida www.TutoresDePlantao.Com.Br -  Biologia – Origem da Vida
www.TutoresDePlantao.Com.Br - Biologia – Origem da Vida
 

Último

Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxsfwsoficial
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxpatriciapedroso82
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 

Último (20)

Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 

A origem da vida Por Maiane Viana

  • 2. Existem muitas correntes sobre a Origem da Vida. E ao longo de toda história, diversas teorias foram propostas para explicar a origem dos seres vivos. E neste trabalho vamos explicar algumas destas correntes como : ° Criacionismo ° Abiogênese ° Biogênese E responder uma das perguntas mas questionadas : ‘’ Como surgiu a vida pela primeira vez ?’’
  • 3. A Vida na Terra terá surgido á cerca de 3400 M.a., como a parecem demonstrar os fósseis de procariontes encontrados na África do Sul. Até ao século XIX considerava-se que todos os seres vivos existentes se apresentavam como sempre tinham sido. Toda a Vida era obra de uma entidade toda poderosa, fato que servia para mascarar a não existência de conhecimentos suficientes para se criar uma explicação racional. Esta teoria, o Criacionismo, no entanto, já no tempo da Grécia antiga não era satisfatória. De modo a contornar a necessidade de intervenção divina na criação das espécies, surgem várias teorias alternativas, baseadas na observação de fenômenos naturais, tanto quanto os conhecimentos da época o permitiam.
  • 4. Aristóteles elaborou uma dessas teorias, cuja aceitação se manteve durante séculos, com a ajuda da Igreja Católica, que a adotou. Esta teoria considerava que a Vida era o resultado da ação de um princípio ativo sobre a matéria inanimada, a qual se tornava, então, animada. Deste modo, não haveria intervenção sobrenatural no surgimento dos organismos vivos, apenas um fenômeno natural, a geração espontânea.
  • 5. Estas idéias perduraram até á era moderna, pois Van Helmont (1577 – 1644) ainda considerava que os “cheiros dos pântanos geravam rãs e que a roupa suja gerava ratos, adultos e completamente formados”. Também era considerado correto pelos naturalistas que os intestinos produzissem espontaneamente vermes e que a carne putrefata gerasse moscas. Todas estas teorias consideravam possível o surgimento de Vida a partir de matéria inanimada, fosse qual fosse o agente catalisador dessa transformação, daí o estarem englobadas na designação geral de Abiogênese.
  • 6.
  • 7. No século XVII Francisco Redi, naturalista e poeta, pôs-se contrário as idéias de Aristóteles, negando a existência do princípio ativo e defendendo que todos os organismos vivos surgiam a partir de inseminação por ovos e nunca por geração espontânea.Para demonstrar a veracidade de sua teoria, Redi realizou uma experiência que se tornou célebre pelo fato de ser a primeira, registrada, a utilizar um controle em suas experiências. Colocou carne em 8 frascos. Selou 4 deles e deixou os restantes 4 abertos, em contato com o ar.
  • 8. Em poucos dias verificou que os frascos abertos estavam cheios de moscas e de outros vermes, enquanto que os frascos selados se encontravam livres de contaminação.Esta experiência parecia negar, inequivocamente a abiogênese de organismos macroscópicos, tendo sido aceito pelos naturalistas da época.
  • 9. Outro que defendeu esta corrente foi o francês Louis Pasteur, que pôs definitivamente termo à idéia de geração espontânea com uma série de experiências conservadas para a posteridade pelos museus franceses. Pasteur colocou diversas infusões em balões de vidro, em contato com o ar. Alongou os pescoços dos balões á chama, de modo a que fizessem várias curvas. Ferveu os líquidos até que o vapor saísse livremente das extremidades estreitas dos balões. Verificou que, após o arrefecimento dos líquidos, estes permaneciam inalterados, tanto em odor como em sabor. No entanto, não se apresentavam contaminados por microrganismos.
  • 10.
  • 11. Para eliminar o argumento de Needham, quebrou alguns pescoços de balões, verificando que imediatamente os líquidos ficavam infestados de organismos. Concluiu, assim, que todos os microrganismos se formavam a partir de qualquer tipo de partícula sólida, transportada pelo ar. Nos balões intactos, a entrada lenta do ar pelos pescoços estreitos e encurvados provocava a deposição dessas partículas, impedindo a contaminação das infusões.Ficou definitivamente provado que, nas condições atuais, a Vida surge sempre de outra Vida, preexistente.
  • 12. Os cientistas acreditam que o planeta surgiu há aproximadamente 4,6 bilhões de anos, após o acúmulo de várias substâncias como rochas, poeira e gases. Inicialmente, a terra era um local que não proporcionava condições para a existência e sobrevivência de um ser vivo. As substâncias existentes se aglomeraram causando a geração de uma grande quantidade de calor que foi expelida por meio de fortes erupções vulcânicas. O planeta Terra foi tomado por lava e constantemente era atacada por corpos provenientes do espaço.
  • 13. No entanto, um avanço fundamental ocorreu com o as teorias de Pasteur e de Darwin, permitindo abordar o problema sob uma perspectiva diferente. Dados obtidos a partir de diversos campos da ciência permitiram em 1936 que o russo Alexander Oparin formula-se uma teoria revolucionária, que tentava explicar a origem da Vida na Terra, sem recorrer a fenômenos sobrenaturais ou extraterrestres. Sua hipótese se resume nos seguintes fatos:
  • 14. ° Na atmosfera primitiva do nosso planeta, existiriam metano, amônia, hidrogênio e vapor de água. Sob altas temperaturas, em presença de centelhas elétricas e raios ultravioletas, tais gases teriam se combinado, originando aminoácidos, que ficavam flutuando na atmosfera. Com a saturação de umidade da atmosfera, começaram a ocorrer as chuvas. Os aminoácidos eram arrastados para o solo.Submetidos a aquecimento prolongado, os aminoácidos combinavam-se uns com os outros, formando proteínas.
  • 15. ° As chuvas lavavam as rochas e conduziam as proteínas para os mares. Surgia uma "sopa de proteínas" nas águas mornas dos mares primitivos. As proteínas dissolvidas em água formavam colóides. Os colóides se interpenetravam e originavam os coacervados. Os coacervados englobavam moléculas de nucleoproteínas. Depois, organizavam-se em gotículas delimitadas por membrana lipoprotéica. Surgiam as primeiras células. Essas células pioneiras eram muito simples e ainda não dispunham de um equipamento enzimático capaz de realizar a fotossíntese. Eram, portanto, heterótrofas. Só mais tarde, surgiram as células autótrofas, mais evoluídas. E isso permitiu o aparecimento dos seres de respiração aeróbia.
  • 16. ° Atualmente, se discute a composição química da atmosfera primitiva do nosso planeta, preferindo alguns admitir que, em vez de metano, amônia, hidrogênio e vapor de água, existissem monóxido de carbono, dióxido de carbono, nitrogênio molecular e vapor de água.Oparin não teve condições de provar sua hipótese. Mas, em 1953, Stanley Miller, na Universidade de Chicago, realizou em laboratório uma experiência. Colocou num balão de vidro: metano, amônia, hidrogênio e vapor de água. Submeteu-os a aquecimento prolongado. Uma centelha elétrica de alta tensão cortava continuamente o ambiente onde estavam contidos os gases. Ao fim de certo tempo, Miller comprovou o aparecimento de moléculas de aminoácido no interior do balão, que se acumulavam no tubo em U.
  • 17. Pouco tempo depois, em 1957, Sidney Fox submeteu uma mistura de aminoácidos secos a aquecimento prolongado e demonstrou que eles reagiam entre si, formando cadeias peptídicas, com o aparecimento de moléculas protéicas pequenas. As experiências de Miller e Fox comprovaram a veracidade da hipótese de Oparin. Ouricuri-Pe 2014
  • 18. Sites : ° Sobiologia.com ° http://bit.ly/ZQarcx Imagens: ° Google.com/imagens

Notas do Editor

  1. Estas idéias perduraram até á era moderna, pois Van Helmont (1577 – 1644) ainda considerava que os “cheiros dos pântanos geravam rãs e que a roupa suja gerava ratos, adultos e completamente formados”. Também era considerado correto pelos naturalistas que os intestinos produzissem espontaneamente vermes e que a carne putrefata gerasse moscas. Todas estas teorias consideravam possível o surgimento de Vida a partir de matéria inanimada, fosse qual fosse o agente catalisador dessa transformação, daí o estarem englobadas na designação geral de Abiogênese.