8

Amor Unificador
"Eu lhes fiz conhecer o teu nome, e
ainda o farei conhecer, afim de que o
amor com que me amaste esteja...
O terceiro grau de amor vai
além do velho e do novo
mandamentos.
É o amor da Trindade.
Que tipo de batalha nós lutamos
pela igreja?
O amor do tipo da Trindade
é o que faz com que três
sejam um. Dois mais amor
eterno, igual a um. Três mais
amor eterno, ig...
Lampejos sobra a TRINDADE
— A Trindade não é a crença de que há três naturezas numa natureza
ou três essências em uma essê...
— Dentro da Trindade cada membro se relaciona
com os outros de certas maneiras. Essas são de certa
forma análogas às relaç...
— Um triângulo tem três arestas, que são inseparáveis umas
das outras e simultâneas entre si.
(O Apóstolo dos pés Sangrentos - pág.109):

"Houve um tempo que a doutrina da Trindade me deixava confuso.
Pensava em três...
O velho afeto voltou; senti que
fora dele anteriormente. Quando
pela primeira vez entrei no céu
olhei em torno e perguntei...
Jesus orou a Deus pedindo
QUE ESTE MESMO GRAU DE
AMOR "esteja neles" —
referindo-se
A NÓS.
3 Façam tudo para conservar, por meio da paz que une
vocês, a união que o Espírito dá. 4 Há um só corpo, e um só
Espírito,...
PURE DE BATATAS
- Lavadas e
descascadas....

Amassadas ainda quentes
É por meio da doutrina da Trindade que
entendemos a natureza do novo ser em Cristo.
Nossa identidade, a partir da revelaçã...
O preço da UNIDADE
Por meio do sacrifício do seu corpo, ele derrubou o muro de
inimizade que separava os judeus dos não ju...
A Essência do Discipulado - Cap. 8 - Manoel - AbrigoR15 - Trindade
A Essência do Discipulado - Cap. 8 - Manoel - AbrigoR15 - Trindade
A Essência do Discipulado - Cap. 8 - Manoel - AbrigoR15 - Trindade
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A Essência do Discipulado - Cap. 8 - Manoel - AbrigoR15 - Trindade

277 visualizações

Publicada em

Oitava mensagem da série de mensagens no Abrigo R15 "A Essência do Discipulado", baseado no livro "O Discípulo" do autor Juan Carlos Ortiz. 12/01/2014

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
277
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Essência do Discipulado - Cap. 8 - Manoel - AbrigoR15 - Trindade

  1. 1. 8 Amor Unificador "Eu lhes fiz conhecer o teu nome, e ainda o farei conhecer, afim de que o amor com que me amaste esteja neles e eu neles esteja. (Jo 17.26.)
  2. 2. O terceiro grau de amor vai além do velho e do novo mandamentos. É o amor da Trindade.
  3. 3. Que tipo de batalha nós lutamos pela igreja?
  4. 4. O amor do tipo da Trindade é o que faz com que três sejam um. Dois mais amor eterno, igual a um. Três mais amor eterno, igual a um. Quatro mais amor eterno, igual a um. E cem cristãos mais amor eterno, igual a um. Com qualquer número dá o mesmo resultado: um.
  5. 5. Lampejos sobra a TRINDADE — A Trindade não é a crença de que há três naturezas numa natureza ou três essências em uma essência. Isso seria uma contradição. Pelo contrário, os cristãos afirmam que há três pessoas em uma essência. Isso não é contraditório, porque faz uma distinção entre pessoa e essência. — A unidade está na sua essência (o que Deus é), e a pluralidade está nas pessoas de Deus (como se relaciona consigo mesmo).
  6. 6. — Dentro da Trindade cada membro se relaciona com os outros de certas maneiras. Essas são de certa forma análogas às relações humanas. As descrições da Bíblia sobre Iavé como Pai e Jesus como Filho dizem algo sobre como o Filho se relaciona com o Pai. O Pai envia o Espírito como Mensageiro, e o Espírito é uma Testemunha do Filho (Jo 14.26). — Essas descrições ajudam a entender as funções na unidade da Trindade. Cada um é totalmente Deus, e cada um tem seu trabalho inter-relacional com os outros dois. Mas é vital lembrar que os três compartilham a mesma essência, de forma que se unificam em um Ser.
  7. 7. — Um triângulo tem três arestas, que são inseparáveis umas das outras e simultâneas entre si.
  8. 8. (O Apóstolo dos pés Sangrentos - pág.109): "Houve um tempo que a doutrina da Trindade me deixava confuso. Pensava em três pessoas assentadas em três tronos. Mas tudo se esclareceu numa visão... Ali vi Cristo com seu glorioso corpo espiritual, assentado no trono. Onde quer que fosse, sempre O via. Cristo estava sempre no centro - figura que palavras não descrevem. Rosto brilhante como o sol, mas não ofuscante e amigo que com facilidade eu O contemplava. Sorria sempre com sorriso de afeto glorioso. Quando O vi pela primeira vez, tive a impressão que entre nós existia uma antiga união; era como se Ele dissesse sem palavras: "Fui eu quem te criou." Senti com maior intensidade o que me sobreveio quando contemplei meu pai, após vários anos de separação.
  9. 9. O velho afeto voltou; senti que fora dele anteriormente. Quando pela primeira vez entrei no céu olhei em torno e perguntei: mas onde está Deus? E alguém respondeu: como na terra aqui também Deus não é visto, porque é infinito. Mas aqui está Cristo, e Cristo é Deus; é a imagem do Deus invisível e somente n'Ele podemos ver Deus, tanto no céu como na terra".
  10. 10. Jesus orou a Deus pedindo QUE ESTE MESMO GRAU DE AMOR "esteja neles" — referindo-se A NÓS.
  11. 11. 3 Façam tudo para conservar, por meio da paz que une vocês, a união que o Espírito dá. 4 Há um só corpo, e um só Espírito, e uma só esperança, para a qual Deus chamou vocês. 5 Há um só Senhor, uma só fé e um só batismo. 6 E há somente um Deus e Pai de todos, que é o Senhor de todos, que age por meio de todos e está em todos. 7 Porém cada um de nós recebeu um dom especial, de acordo com o que Cristo deu. (Ef4),
  12. 12. PURE DE BATATAS - Lavadas e descascadas.... Amassadas ainda quentes
  13. 13. É por meio da doutrina da Trindade que entendemos a natureza do novo ser em Cristo. Nossa identidade, a partir da revelação da Trindade, é relacional, e não funcional. Não é o que fazemos que define nossa pessoa, mas o que somos a partir de nossos relacionamentos com Deus e com o próximo. Somos aquilo que amamos. A Trindade cria em nós o ser eclesial e nos faz compreender que a conversão é a transformação do "eu" num glorioso "nós". — Ricardo Barbosa
  14. 14. O preço da UNIDADE Por meio do sacrifício do seu corpo, ele derrubou o muro de inimizade que separava os judeus dos não judeus. 15 Ele acabou com a lei, juntamente com os seus mandamentos e regulamentos; e dos dois povos formou um só povo, novo e unido com ele. Foi assim que ele trouxe a paz. 16 Pela sua morte na cruz, Cristo destruiu a inimizade que havia entre os dois povos. Por meio da cruz, ele os uniu em um só corpo e os levou de volta para Deus. (Ef2).

×