SlideShare uma empresa Scribd logo
1 Portal de Educação Musical do Colégio Pedro II – www.portaledumusicalcp2.mus.br
O SOM E SEUS PARÂMETROS 
Você já percebeu como o mundo está cheio de sons?  
Mas você já parou para pensar o que é o SOM? 
Pois  bem,  som  é  tudo  o  que  nossos  ouvidos  podem  ouvir,  sejam 
barulhos, pessoas falando ou mesmo música! Os sons que nos cercam são 
expressões da vida, da energia e do universo em vibração e movimento.  
Experimente fechar os olhos e ficar atento aos sons que nos cercam. 
 
E então, percebeu como o silêncio é algo quase impossível? 
Os cientistas nos ensinam que o som é o resultado das vibrações das 
coisas.  Tudo  o  que  existe  na  natureza  pode  vibrar.  Essas  vibrações  se 
propagam pelo ar ou por qualquer outro meio de condução, chegam aos 
nossos  ouvidos  e  são  transmitidas  ao  cérebro  para  que  possam  ser 
identificadas.  
A vibração regular desses objetos produz sons com altura definida, 
em que você percebe como uma “nota musical”. Esses sons são chamados 
de  sons  musicais.  Por  exemplo,  os  sons  produzidos  pela  flauta  doce  ou 
outros instrumentos musicais. 
 
                
 
Já a vibração irregular produz sons sem altura definida, em que você 
não  consegue  distinguir  a  “nota  musical”.  Alguns  desses  sons  são 
popularmente chamados de “barulhos” ou “ruídos”. Por exemplo: o som 
de um avião ou de um liquidificador. Alguns instrumentos de percussão, 
como os tambores, também não possuem altura definida. 
 
 
2 Portal de Educação Musical do Colégio Pedro II – www.portaledumusicalcp2.mus.br
As principais características ou parâmetros dos sons 
 
INTENSIDADE – É a propriedade que nos permite distinguir sons fortes e 
sons fracos. É o grau de volume sonoro. A intensidade do som depende da 
força empregada para produzir as vibrações. 
 FORTE ou piano 
Alguém gritando em um megafone e o canto de um pequeno pássaro são exemplos de sons fortes e fracos
DURAÇÃO – É a propriedade que nos permite distinguir sons longos e sons 
curtos.  Na música o som  vai ter sua duração definida de acordo com o 
tempo de emissão das vibrações.  
LOOOOOOOOOOOOOONGO ou CURTO 
ALTURA – É a propriedade do som que nos permite distinguir sons graves 
(som mais “grossos”), médios e agudos (sons mais “finos”). A velocidade 
da vibração dos objetos é que vai definir sua altura. As vibrações lentas 
produzem sons graves e as vibrações rápidas produzem sons agudos. 
Agudo, Médio ou Grave 
Curiosidade: a altura dos sons depende também do tamanho dos corpos 
que vibram. Uma corda fina e curta produz sons mais agudos que os de 
uma corda longa e grossa. Assim como uma flauta pequenina de tubo bem 
fino também produz sons mais agudos do que um instrumento de sopro 
com um tubo longo e grosso como a TUBA! 
 
Menina ao flautim e uma Tuba 
TIMBRE  –  É  a  propriedade  do  som  que  nos  permite  reconhecer  sua 
origem.  O  timbre  diferencia,  “personaliza”  o  som.  Por  meio  do  timbre 
identificamos  “o  que”  está  produzindo  o  som.  Por  exemplo:  quando 
ouvimos  uma  pessoa  falar,  um  celular  tocando  ou  mesmo  um  gatinho 
3 Portal de Educação Musical do Colégio Pedro II – www.portaledumusicalcp2.mus.br
miando podemos saber qual fonte sonora produziu o som por causa do 
timbre. 
 
 
 
O Silêncio 
 
Entendemos por silêncio a ausência de som, mas, na verdade, a ele 
correspondem os sons que já não somos capazes de ouvir. Tudo vibra, em 
permanente movimento, mas nem toda vibração transforma‐se em som 
para os nossos ouvidos! 
Existem  sons  que  são  tão  graves  ou  tão  agudos  que  o  ouvido 
humano não consegue perceber. Alguns animais possuem a capacidade de 
emitir e até mesmo escutar esses sons! O elefante, por exemplo, emite 
infra‐sons (sons muito graves), que podem ser detectados a uma distância 
de 2 quilômetros! Já o cachorro e o gato conseguem ouvir ultra‐sons (sons 
muito agudos).  
O  silêncio  é  algo  complexo  de  experimentar:  se  ficarmos  em 
silêncio, em sala de aula, ainda assim ouviremos algum som.  
Psiu! Vamos experimentar? 
 
 
O elefante emite e ouve sons muito graves que nós não conseguimos ouvir! 
 
Curiosidade: um compositor norte‐americano chamado John Cage (1912‐
1992) realizou uma experiência muito interessante: ele queria vivenciar a 
sensação de plenitude silenciosa e, em busca do “silêncio total”, entrou 
4 Portal de Educação Musical do Colégio Pedro II – www.portaledumusicalcp2.mus.br
uma câmara anecóica, ou seja, uma cabine totalmente à prova de sons. 
Após alguns segundos, Cage concluiu que o silêncio absoluto não existe, 
pois  mesmo  no  interior  da  câmara  anecóica  ele  ouvia  dois  sons:  um 
agudo,  produzido  por  seu  sistema  nervoso,  e  outro  grave,  gerado  pela 
circulação do sangue nas veias! Incrível! 
 
Homem dentro de uma câmara anecóica 
 
O que é Música? 
A música (palavra derivada do idioma grego e cujo significado é “a 
arte das musas”) pode ser definida como uma sucessão de sons e silêncios 
organizados com equilíbrio e proporção ao longo do tempo.  
A  música  é  uma  criação  essencialmente  humana.  É  uma  prática 
cultural  presente  em  todo  e  qualquer  grupo  humano.  Não  se  conhece 
nenhuma civilização ou grupo social que não tenha produzido ou possua 
manifestações musicais próprias. Embora nem sempre seja feita com esse 
objetivo, a música pode ser considerada uma forma de arte: A ARTE DOS 
SONS! 
Cada grupo humano define música de uma maneira muito própria: 
Um grupo de músicos tradicionais chineses 
5 Portal de Educação Musical do Colégio Pedro II – www.portaledumusicalcp2.mus.br
A música é uma linguagem que pode ser definida e interpretada de 
várias maneiras, em sintonia com o modo de pensar e com os valores de 
cada  época  ou  cultura  em  que  foi  produzida.  Muitos  instrumentos 
musicais utilizados hoje, por exemplo, sequer existiam há tempos atrás. 
Na música contemporânea, por exemplo, é comum utilizarmos “ruídos”, 
sons considerados “não musicais”, fato inadmissível na Idade Média! 
Instrumento de épocas diferentes: o antigo alaúde e as guitarras elétricas modernas 
 
 
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apostila de educação musical 8º ano ensino fundamental
Apostila de educação musical   8º ano ensino fundamentalApostila de educação musical   8º ano ensino fundamental
Apostila de educação musical 8º ano ensino fundamental
Partitura de Banda
 
Avaliação bimestral de artes 1º bimestre 2015
Avaliação bimestral de artes 1º bimestre 2015Avaliação bimestral de artes 1º bimestre 2015
Avaliação bimestral de artes 1º bimestre 2015
Denilson Parreira Dos Reis
 
Linguagens da artes (atividades )
Linguagens da artes (atividades )Linguagens da artes (atividades )
Linguagens da artes (atividades )
graduartes
 
Apostila ensino médio danca
Apostila ensino médio dancaApostila ensino médio danca
Apostila ensino médio danca
Reginaldo Pazinatto
 
Atividade de Arte - Música
Atividade de Arte  - MúsicaAtividade de Arte  - Música
Atividade de Arte - Música
Mary Alvarenga
 
Avaliações artes-primeiro-bimestre-.
Avaliações artes-primeiro-bimestre-.Avaliações artes-primeiro-bimestre-.
Avaliações artes-primeiro-bimestre-.
Andreza Andrade
 
P rovas 6°ao 9º Ano- Artes Professora Leoneide Carvalho
P rovas 6°ao 9º Ano- Artes  Professora Leoneide CarvalhoP rovas 6°ao 9º Ano- Artes  Professora Leoneide Carvalho
P rovas 6°ao 9º Ano- Artes Professora Leoneide Carvalho
Leoneide Carvalho
 
Danças regionais
Danças regionaisDanças regionais
Danças regionais
Atividades Diversas Cláudia
 
Atividade extra função da arte
Atividade extra função da arteAtividade extra função da arte
Atividade extra função da arte
Gabriela Lemos
 
Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
Fabiola Oliveira
 
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rieApostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
ana cristina xavier
 
Provadeartemusicadançaeteatro
ProvadeartemusicadançaeteatroProvadeartemusicadançaeteatro
Provadeartemusicadançaeteatro
Atividades Diversas Cláudia
 
6º ano avaliação de arte 1º bimestre
6º ano avaliação de arte 1º bimestre6º ano avaliação de arte 1º bimestre
6º ano avaliação de arte 1º bimestre
Fabiola Oliveira
 
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e AtividadesArtes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Geo Honório
 
Simulado 6º ano arte
Simulado 6º ano arteSimulado 6º ano arte
Simulado 6º ano arte
Josycrissantos
 
Avaliação de Artes
Avaliação de ArtesAvaliação de Artes
Avaliação de Artes
Professora Hesione
 
EJA: AVALIAÇÃO DE ARTES - 6º E 7º ANO - O PONTO,PONTILHISMO E A SEMANA DA AR...
EJA: AVALIAÇÃO DE ARTES - 6º  E 7º ANO - O PONTO,PONTILHISMO E A SEMANA DA AR...EJA: AVALIAÇÃO DE ARTES - 6º  E 7º ANO - O PONTO,PONTILHISMO E A SEMANA DA AR...
EJA: AVALIAÇÃO DE ARTES - 6º E 7º ANO - O PONTO,PONTILHISMO E A SEMANA DA AR...
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Elementos visuais I
Elementos visuais IElementos visuais I
Elementos visuais I
Helena Romero
 
Parâmetros do som
Parâmetros do somParâmetros do som
Parâmetros do som
Aline Raposo
 
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Secretaria de Educação do Maranhão e Imagética Consultoria e Design
 

Mais procurados (20)

Apostila de educação musical 8º ano ensino fundamental
Apostila de educação musical   8º ano ensino fundamentalApostila de educação musical   8º ano ensino fundamental
Apostila de educação musical 8º ano ensino fundamental
 
Avaliação bimestral de artes 1º bimestre 2015
Avaliação bimestral de artes 1º bimestre 2015Avaliação bimestral de artes 1º bimestre 2015
Avaliação bimestral de artes 1º bimestre 2015
 
Linguagens da artes (atividades )
Linguagens da artes (atividades )Linguagens da artes (atividades )
Linguagens da artes (atividades )
 
Apostila ensino médio danca
Apostila ensino médio dancaApostila ensino médio danca
Apostila ensino médio danca
 
Atividade de Arte - Música
Atividade de Arte  - MúsicaAtividade de Arte  - Música
Atividade de Arte - Música
 
Avaliações artes-primeiro-bimestre-.
Avaliações artes-primeiro-bimestre-.Avaliações artes-primeiro-bimestre-.
Avaliações artes-primeiro-bimestre-.
 
P rovas 6°ao 9º Ano- Artes Professora Leoneide Carvalho
P rovas 6°ao 9º Ano- Artes  Professora Leoneide CarvalhoP rovas 6°ao 9º Ano- Artes  Professora Leoneide Carvalho
P rovas 6°ao 9º Ano- Artes Professora Leoneide Carvalho
 
Danças regionais
Danças regionaisDanças regionais
Danças regionais
 
Atividade extra função da arte
Atividade extra função da arteAtividade extra função da arte
Atividade extra função da arte
 
Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
 
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rieApostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
 
Provadeartemusicadançaeteatro
ProvadeartemusicadançaeteatroProvadeartemusicadançaeteatro
Provadeartemusicadançaeteatro
 
6º ano avaliação de arte 1º bimestre
6º ano avaliação de arte 1º bimestre6º ano avaliação de arte 1º bimestre
6º ano avaliação de arte 1º bimestre
 
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e AtividadesArtes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
 
Simulado 6º ano arte
Simulado 6º ano arteSimulado 6º ano arte
Simulado 6º ano arte
 
Avaliação de Artes
Avaliação de ArtesAvaliação de Artes
Avaliação de Artes
 
EJA: AVALIAÇÃO DE ARTES - 6º E 7º ANO - O PONTO,PONTILHISMO E A SEMANA DA AR...
EJA: AVALIAÇÃO DE ARTES - 6º  E 7º ANO - O PONTO,PONTILHISMO E A SEMANA DA AR...EJA: AVALIAÇÃO DE ARTES - 6º  E 7º ANO - O PONTO,PONTILHISMO E A SEMANA DA AR...
EJA: AVALIAÇÃO DE ARTES - 6º E 7º ANO - O PONTO,PONTILHISMO E A SEMANA DA AR...
 
Elementos visuais I
Elementos visuais IElementos visuais I
Elementos visuais I
 
Parâmetros do som
Parâmetros do somParâmetros do som
Parâmetros do som
 
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
 

Semelhante a 6ano 01 elementos da musica

Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Apostila completa musica
Apostila completa musicaApostila completa musica
Apostila completa musica
Luis Silva
 
Apostila de educação musical - 6º ano ensino fundamentl
Apostila de educação musical - 6º ano ensino fundamentlApostila de educação musical - 6º ano ensino fundamentl
Apostila de educação musical - 6º ano ensino fundamentl
Partitura de Banda
 
Musicalização apostila de teoria musical
Musicalização apostila de teoria musicalMusicalização apostila de teoria musical
Musicalização apostila de teoria musical
Fernando Santos
 
9ano 00 QQ completa
9ano 00 QQ completa9ano 00 QQ completa
9ano 00 QQ completa
MAILSON2010
 
Apostila musica ef 09
Apostila musica ef 09Apostila musica ef 09
Apostila musica ef 09
Elvis Live
 
Teoria musical
Teoria musicalTeoria musical
Teoria musical
Fátima Simões
 
9ano 00 apostila completa
9ano 00 apostila completa9ano 00 apostila completa
9ano 00 apostila completa
Munique Silva
 
O SOM
O SOMO SOM
Som trab of multimedia 2ºperiodo 2013
Som  trab of multimedia 2ºperiodo 2013Som  trab of multimedia 2ºperiodo 2013
Som trab of multimedia 2ºperiodo 2013
carlotasouto95
 
Desafio musical 1 aula 2 ano...primeiro bimestre
Desafio musical 1 aula 2 ano...primeiro bimestreDesafio musical 1 aula 2 ano...primeiro bimestre
Desafio musical 1 aula 2 ano...primeiro bimestre
Renata Duarte
 
Alunos 7A
Alunos 7AAlunos 7A
Alunos 7A
lucia ferreira
 
Jorge Adoum - A Magia do Verbo
Jorge Adoum - A Magia do Verbo  Jorge Adoum - A Magia do Verbo
Jorge Adoum - A Magia do Verbo
universalismo-7
 
Acústica prof Ivanise Meyer
Acústica prof Ivanise MeyerAcústica prof Ivanise Meyer
Acústica prof Ivanise Meyer
Ivanise Meyer
 
Música e Emoção
Música e Emoção Música e Emoção
Música e Emoção
Projeto Crisálida
 
Apostila musica ef 06
Apostila musica ef 06Apostila musica ef 06
Apostila musica ef 06
Elvis Live
 
Audiencia 30 06
Audiencia 30 06Audiencia 30 06
Audiencia 30 06
Gui Cardoso
 
O somesuas qualidades
O somesuas qualidadesO somesuas qualidades
O somesuas qualidades
Jane Duquia
 
Sintaxe musical
Sintaxe musicalSintaxe musical
Sintaxe musical
Andrea Dressler
 
Curso BáSico De Psicoacustica
Curso BáSico De PsicoacusticaCurso BáSico De Psicoacustica
Curso BáSico De Psicoacustica
HOME
 

Semelhante a 6ano 01 elementos da musica (20)

Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Apostila completa musica
Apostila completa musicaApostila completa musica
Apostila completa musica
 
Apostila de educação musical - 6º ano ensino fundamentl
Apostila de educação musical - 6º ano ensino fundamentlApostila de educação musical - 6º ano ensino fundamentl
Apostila de educação musical - 6º ano ensino fundamentl
 
Musicalização apostila de teoria musical
Musicalização apostila de teoria musicalMusicalização apostila de teoria musical
Musicalização apostila de teoria musical
 
9ano 00 QQ completa
9ano 00 QQ completa9ano 00 QQ completa
9ano 00 QQ completa
 
Apostila musica ef 09
Apostila musica ef 09Apostila musica ef 09
Apostila musica ef 09
 
Teoria musical
Teoria musicalTeoria musical
Teoria musical
 
9ano 00 apostila completa
9ano 00 apostila completa9ano 00 apostila completa
9ano 00 apostila completa
 
O SOM
O SOMO SOM
O SOM
 
Som trab of multimedia 2ºperiodo 2013
Som  trab of multimedia 2ºperiodo 2013Som  trab of multimedia 2ºperiodo 2013
Som trab of multimedia 2ºperiodo 2013
 
Desafio musical 1 aula 2 ano...primeiro bimestre
Desafio musical 1 aula 2 ano...primeiro bimestreDesafio musical 1 aula 2 ano...primeiro bimestre
Desafio musical 1 aula 2 ano...primeiro bimestre
 
Alunos 7A
Alunos 7AAlunos 7A
Alunos 7A
 
Jorge Adoum - A Magia do Verbo
Jorge Adoum - A Magia do Verbo  Jorge Adoum - A Magia do Verbo
Jorge Adoum - A Magia do Verbo
 
Acústica prof Ivanise Meyer
Acústica prof Ivanise MeyerAcústica prof Ivanise Meyer
Acústica prof Ivanise Meyer
 
Música e Emoção
Música e Emoção Música e Emoção
Música e Emoção
 
Apostila musica ef 06
Apostila musica ef 06Apostila musica ef 06
Apostila musica ef 06
 
Audiencia 30 06
Audiencia 30 06Audiencia 30 06
Audiencia 30 06
 
O somesuas qualidades
O somesuas qualidadesO somesuas qualidades
O somesuas qualidades
 
Sintaxe musical
Sintaxe musicalSintaxe musical
Sintaxe musical
 
Curso BáSico De Psicoacustica
Curso BáSico De PsicoacusticaCurso BáSico De Psicoacustica
Curso BáSico De Psicoacustica
 

Mais de Paulo Abelho

carta gastronomica vol1 Gastronomia Portuguesa
carta gastronomica vol1 Gastronomia Portuguesacarta gastronomica vol1 Gastronomia Portuguesa
carta gastronomica vol1 Gastronomia Portuguesa
Paulo Abelho
 
COMO FAZER LINGUICAS CASEIRA linguiças técnicas de cozinhaS.pdf
COMO FAZER LINGUICAS CASEIRA linguiças técnicas de cozinhaS.pdfCOMO FAZER LINGUICAS CASEIRA linguiças técnicas de cozinhaS.pdf
COMO FAZER LINGUICAS CASEIRA linguiças técnicas de cozinhaS.pdf
Paulo Abelho
 
Manual de cozinha.pdfdicas de cozinha organização
Manual de cozinha.pdfdicas de cozinha organizaçãoManual de cozinha.pdfdicas de cozinha organização
Manual de cozinha.pdfdicas de cozinha organização
Paulo Abelho
 
Deux_contributions_a_la_pedagogie_de_la.pdf
Deux_contributions_a_la_pedagogie_de_la.pdfDeux_contributions_a_la_pedagogie_de_la.pdf
Deux_contributions_a_la_pedagogie_de_la.pdf
Paulo Abelho
 
Pulse code modulation tutorialspoint
Pulse code modulation   tutorialspointPulse code modulation   tutorialspoint
Pulse code modulation tutorialspoint
Paulo Abelho
 
Audiomedia:pro tools
Audiomedia:pro toolsAudiomedia:pro tools
Audiomedia:pro tools
Paulo Abelho
 
Anti aliasing filters and their usage explained - ni
Anti aliasing filters and their usage explained - niAnti aliasing filters and their usage explained - ni
Anti aliasing filters and their usage explained - ni
Paulo Abelho
 
A history of reverb in music production
A history of reverb in music productionA history of reverb in music production
A history of reverb in music production
Paulo Abelho
 
[Ron ranson] on_skies_techniques_in_watercolor_an(book_zz.org)
[Ron ranson] on_skies_techniques_in_watercolor_an(book_zz.org)[Ron ranson] on_skies_techniques_in_watercolor_an(book_zz.org)
[Ron ranson] on_skies_techniques_in_watercolor_an(book_zz.org)
Paulo Abelho
 
120 yearsofelectronicmusic
120 yearsofelectronicmusic120 yearsofelectronicmusic
120 yearsofelectronicmusic
Paulo Abelho
 
A double synthetic index to evaluate the acoustics of churches
A double synthetic index to evaluate the acoustics of churchesA double synthetic index to evaluate the acoustics of churches
A double synthetic index to evaluate the acoustics of churches
Paulo Abelho
 
Manual do curso de museologia
Manual do curso de museologiaManual do curso de museologia
Manual do curso de museologia
Paulo Abelho
 
1. digital audio recording
1. digital audio recording1. digital audio recording
1. digital audio recording
Paulo Abelho
 
1 basic electronics
1 basic electronics1 basic electronics
1 basic electronics
Paulo Abelho
 
1987 sdr1000 plus
1987 sdr1000 plus1987 sdr1000 plus
1987 sdr1000 plus
Paulo Abelho
 
1986 sdr1000 product news
1986 sdr1000 product news1986 sdr1000 product news
1986 sdr1000 product news
Paulo Abelho
 
1986 sdr 1000 paired processor
1986 sdr 1000 paired processor1986 sdr 1000 paired processor
1986 sdr 1000 paired processor
Paulo Abelho
 
1985 dd700 dd1000-6-seiter
1985 dd700 dd1000-6-seiter1985 dd700 dd1000-6-seiter
1985 dd700 dd1000-6-seiter
Paulo Abelho
 
1984 dmd2000
1984 dmd20001984 dmd2000
1984 dmd2000
Paulo Abelho
 
2012 measuring room impulse responses - impact of the decay range on derive...
2012   measuring room impulse responses - impact of the decay range on derive...2012   measuring room impulse responses - impact of the decay range on derive...
2012 measuring room impulse responses - impact of the decay range on derive...
Paulo Abelho
 

Mais de Paulo Abelho (20)

carta gastronomica vol1 Gastronomia Portuguesa
carta gastronomica vol1 Gastronomia Portuguesacarta gastronomica vol1 Gastronomia Portuguesa
carta gastronomica vol1 Gastronomia Portuguesa
 
COMO FAZER LINGUICAS CASEIRA linguiças técnicas de cozinhaS.pdf
COMO FAZER LINGUICAS CASEIRA linguiças técnicas de cozinhaS.pdfCOMO FAZER LINGUICAS CASEIRA linguiças técnicas de cozinhaS.pdf
COMO FAZER LINGUICAS CASEIRA linguiças técnicas de cozinhaS.pdf
 
Manual de cozinha.pdfdicas de cozinha organização
Manual de cozinha.pdfdicas de cozinha organizaçãoManual de cozinha.pdfdicas de cozinha organização
Manual de cozinha.pdfdicas de cozinha organização
 
Deux_contributions_a_la_pedagogie_de_la.pdf
Deux_contributions_a_la_pedagogie_de_la.pdfDeux_contributions_a_la_pedagogie_de_la.pdf
Deux_contributions_a_la_pedagogie_de_la.pdf
 
Pulse code modulation tutorialspoint
Pulse code modulation   tutorialspointPulse code modulation   tutorialspoint
Pulse code modulation tutorialspoint
 
Audiomedia:pro tools
Audiomedia:pro toolsAudiomedia:pro tools
Audiomedia:pro tools
 
Anti aliasing filters and their usage explained - ni
Anti aliasing filters and their usage explained - niAnti aliasing filters and their usage explained - ni
Anti aliasing filters and their usage explained - ni
 
A history of reverb in music production
A history of reverb in music productionA history of reverb in music production
A history of reverb in music production
 
[Ron ranson] on_skies_techniques_in_watercolor_an(book_zz.org)
[Ron ranson] on_skies_techniques_in_watercolor_an(book_zz.org)[Ron ranson] on_skies_techniques_in_watercolor_an(book_zz.org)
[Ron ranson] on_skies_techniques_in_watercolor_an(book_zz.org)
 
120 yearsofelectronicmusic
120 yearsofelectronicmusic120 yearsofelectronicmusic
120 yearsofelectronicmusic
 
A double synthetic index to evaluate the acoustics of churches
A double synthetic index to evaluate the acoustics of churchesA double synthetic index to evaluate the acoustics of churches
A double synthetic index to evaluate the acoustics of churches
 
Manual do curso de museologia
Manual do curso de museologiaManual do curso de museologia
Manual do curso de museologia
 
1. digital audio recording
1. digital audio recording1. digital audio recording
1. digital audio recording
 
1 basic electronics
1 basic electronics1 basic electronics
1 basic electronics
 
1987 sdr1000 plus
1987 sdr1000 plus1987 sdr1000 plus
1987 sdr1000 plus
 
1986 sdr1000 product news
1986 sdr1000 product news1986 sdr1000 product news
1986 sdr1000 product news
 
1986 sdr 1000 paired processor
1986 sdr 1000 paired processor1986 sdr 1000 paired processor
1986 sdr 1000 paired processor
 
1985 dd700 dd1000-6-seiter
1985 dd700 dd1000-6-seiter1985 dd700 dd1000-6-seiter
1985 dd700 dd1000-6-seiter
 
1984 dmd2000
1984 dmd20001984 dmd2000
1984 dmd2000
 
2012 measuring room impulse responses - impact of the decay range on derive...
2012   measuring room impulse responses - impact of the decay range on derive...2012   measuring room impulse responses - impact of the decay range on derive...
2012 measuring room impulse responses - impact of the decay range on derive...
 

6ano 01 elementos da musica

  • 1. 1 Portal de Educação Musical do Colégio Pedro II – www.portaledumusicalcp2.mus.br O SOM E SEUS PARÂMETROS  Você já percebeu como o mundo está cheio de sons?   Mas você já parou para pensar o que é o SOM?  Pois  bem,  som  é  tudo  o  que  nossos  ouvidos  podem  ouvir,  sejam  barulhos, pessoas falando ou mesmo música! Os sons que nos cercam são  expressões da vida, da energia e do universo em vibração e movimento.   Experimente fechar os olhos e ficar atento aos sons que nos cercam.    E então, percebeu como o silêncio é algo quase impossível?  Os cientistas nos ensinam que o som é o resultado das vibrações das  coisas.  Tudo  o  que  existe  na  natureza  pode  vibrar.  Essas  vibrações  se  propagam pelo ar ou por qualquer outro meio de condução, chegam aos  nossos  ouvidos  e  são  transmitidas  ao  cérebro  para  que  possam  ser  identificadas.   A vibração regular desses objetos produz sons com altura definida,  em que você percebe como uma “nota musical”. Esses sons são chamados  de  sons  musicais.  Por  exemplo,  os  sons  produzidos  pela  flauta  doce  ou  outros instrumentos musicais.                       Já a vibração irregular produz sons sem altura definida, em que você  não  consegue  distinguir  a  “nota  musical”.  Alguns  desses  sons  são  popularmente chamados de “barulhos” ou “ruídos”. Por exemplo: o som  de um avião ou de um liquidificador. Alguns instrumentos de percussão,  como os tambores, também não possuem altura definida.     
  • 2. 2 Portal de Educação Musical do Colégio Pedro II – www.portaledumusicalcp2.mus.br As principais características ou parâmetros dos sons    INTENSIDADE – É a propriedade que nos permite distinguir sons fortes e  sons fracos. É o grau de volume sonoro. A intensidade do som depende da  força empregada para produzir as vibrações.   FORTE ou piano  Alguém gritando em um megafone e o canto de um pequeno pássaro são exemplos de sons fortes e fracos DURAÇÃO – É a propriedade que nos permite distinguir sons longos e sons  curtos.  Na música o som  vai ter sua duração definida de acordo com o  tempo de emissão das vibrações.   LOOOOOOOOOOOOOONGO ou CURTO  ALTURA – É a propriedade do som que nos permite distinguir sons graves  (som mais “grossos”), médios e agudos (sons mais “finos”). A velocidade  da vibração dos objetos é que vai definir sua altura. As vibrações lentas  produzem sons graves e as vibrações rápidas produzem sons agudos.  Agudo, Médio ou Grave  Curiosidade: a altura dos sons depende também do tamanho dos corpos  que vibram. Uma corda fina e curta produz sons mais agudos que os de  uma corda longa e grossa. Assim como uma flauta pequenina de tubo bem  fino também produz sons mais agudos do que um instrumento de sopro  com um tubo longo e grosso como a TUBA!    Menina ao flautim e uma Tuba  TIMBRE  –  É  a  propriedade  do  som  que  nos  permite  reconhecer  sua  origem.  O  timbre  diferencia,  “personaliza”  o  som.  Por  meio  do  timbre  identificamos  “o  que”  está  produzindo  o  som.  Por  exemplo:  quando  ouvimos  uma  pessoa  falar,  um  celular  tocando  ou  mesmo  um  gatinho 
  • 3. 3 Portal de Educação Musical do Colégio Pedro II – www.portaledumusicalcp2.mus.br miando podemos saber qual fonte sonora produziu o som por causa do  timbre.        O Silêncio    Entendemos por silêncio a ausência de som, mas, na verdade, a ele  correspondem os sons que já não somos capazes de ouvir. Tudo vibra, em  permanente movimento, mas nem toda vibração transforma‐se em som  para os nossos ouvidos!  Existem  sons  que  são  tão  graves  ou  tão  agudos  que  o  ouvido  humano não consegue perceber. Alguns animais possuem a capacidade de  emitir e até mesmo escutar esses sons! O elefante, por exemplo, emite  infra‐sons (sons muito graves), que podem ser detectados a uma distância  de 2 quilômetros! Já o cachorro e o gato conseguem ouvir ultra‐sons (sons  muito agudos).   O  silêncio  é  algo  complexo  de  experimentar:  se  ficarmos  em  silêncio, em sala de aula, ainda assim ouviremos algum som.   Psiu! Vamos experimentar?      O elefante emite e ouve sons muito graves que nós não conseguimos ouvir!    Curiosidade: um compositor norte‐americano chamado John Cage (1912‐ 1992) realizou uma experiência muito interessante: ele queria vivenciar a  sensação de plenitude silenciosa e, em busca do “silêncio total”, entrou 
  • 4. 4 Portal de Educação Musical do Colégio Pedro II – www.portaledumusicalcp2.mus.br uma câmara anecóica, ou seja, uma cabine totalmente à prova de sons.  Após alguns segundos, Cage concluiu que o silêncio absoluto não existe,  pois  mesmo  no  interior  da  câmara  anecóica  ele  ouvia  dois  sons:  um  agudo,  produzido  por  seu  sistema  nervoso,  e  outro  grave,  gerado  pela  circulação do sangue nas veias! Incrível!    Homem dentro de uma câmara anecóica    O que é Música?  A música (palavra derivada do idioma grego e cujo significado é “a  arte das musas”) pode ser definida como uma sucessão de sons e silêncios  organizados com equilíbrio e proporção ao longo do tempo.   A  música  é  uma  criação  essencialmente  humana.  É  uma  prática  cultural  presente  em  todo  e  qualquer  grupo  humano.  Não  se  conhece  nenhuma civilização ou grupo social que não tenha produzido ou possua  manifestações musicais próprias. Embora nem sempre seja feita com esse  objetivo, a música pode ser considerada uma forma de arte: A ARTE DOS  SONS!  Cada grupo humano define música de uma maneira muito própria:  Um grupo de músicos tradicionais chineses 
  • 5. 5 Portal de Educação Musical do Colégio Pedro II – www.portaledumusicalcp2.mus.br A música é uma linguagem que pode ser definida e interpretada de  várias maneiras, em sintonia com o modo de pensar e com os valores de  cada  época  ou  cultura  em  que  foi  produzida.  Muitos  instrumentos  musicais utilizados hoje, por exemplo, sequer existiam há tempos atrás.  Na música contemporânea, por exemplo, é comum utilizarmos “ruídos”,  sons considerados “não musicais”, fato inadmissível na Idade Média!  Instrumento de épocas diferentes: o antigo alaúde e as guitarras elétricas modernas