SlideShare uma empresa Scribd logo
Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                  Maria João Drumond / janeiro 2012
Poluição atmosférica




                http://2.bp.blogspot.com/_Hgwej0nkn9A/SaywG-O84UI/AAAAAAAAAYw/u-21PzMYv5Q/s400/chamine.jpg




Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                  Maria João Drumond / janeiro 2012
A atmosfera pode ser alterada por causas naturais:




                   http://i2.cdn.turner.com/cnn/2011/images/07/06/stacks.az.dust.storm.irpt.jpg




Tempestades de areia                                                                                Produtos orgânicos -             Gases e cinzas
                                                                                                           pólen                 libertados por vulcões


Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                                                                                                  Maria João Drumond / janeiro 2012
http://eoimages.gsfc.nasa.gov/images/imagerecords/0/519/seawifs_canary_duststorm.jpg


Tempestade de areia

Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                      Maria João Drumond / janeiro 2012
A atmosfera pode ser alterada devido a atividades humanas:




     Fábricas        Veículos com motores                  Centrais
                         de combustão                   termoeléctricas


Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                    Maria João Drumond / janeiro 2012
A atmosfera pode ser alterada devido a atividades humanas:




             Poluição
           atmosférica
     Fábricas        Veículos com motores                  Centrais
                         de combustão                   termoeléctricas


Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                    Maria João Drumond / janeiro 2012
Aumento do
                   efeito de estufa




Com o desenvolvimento das sociedades criaram-se
máquinas e indústrias que emitem grandes quantidades de
dióxido de carbono (CO2) para a atmosfera.


Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                  Maria João Drumond / janeiro 2012
O sol envia energia que atinge
                                        a superfície da Terra.




                                        Parte dessa energia é reenviada
                                        para a atmosfera, sob a forma
                  CO                    de calor.
                           H2
                    2
                           O

                                         Parte dessa energia é absorvida
                                         por alguns gases: água (H2O) e
                                         dióxido de carbono (CO2).



                                          E é novamente reenviada para
                                          a Terra, ficando retida na
                                          atmosfera.


Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                  Maria João Drumond / janeiro 2012
O aumento do efeito de estufa pode provocar aquecimento global




  Degelo nas zonas      Subida do nível médio              Desequilíbrios
 polares e glaciares      das águas do mar                  biológicos


Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                       Maria João Drumond / janeiro 2012
Protocolo de Quioto - 1997




        http://www.wired.com/images_blogs/thisdayintech/2009/12/kyoto_protocol.jpg



Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                                  Maria João Drumond / janeiro 2012
Protocolo de Quioto       Outra conferência mundial realizada
       1997               pela ONU, tratou novamente das
                          emissões de CO2, o efeito de estufa e
                          consequente aquecimento global. Para
                          fazer frente a este problema, foi
                          redigido e assinado por 175 países o
                          Protocolo de Quioto, que determinava
                          a redução de GEE’s em 5% (valor
                          médio) a nível global, até 2012.
                          Relativamente a Portugal, a nossa
                          nação só aderiu ao Protocolo em 2002,
                          ficando     comprometido     a    não
                          ultrapassar   27%    das     emissões
                          efetuadas na década de 90, até 2012.
                          Infelizmente, os resultados não têm
                          sido alcançados. Por exemplo, em
                          2002, o valor da emissão de GEE foi
                          de cerca de 41% (14 pontos
                          percentuais acima do valor acordado).

Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                      Maria João Drumond / janeiro 2012
H2O
                                               HNO3                          H2O
        HNO3      H2SO4
                                              (ácido nítrico)    H2SO4
                                                                (ácido sulfúrico)

    H2O                   H2O

            NO3    SO3
   O2                                            Chuvas ácidas
                                O2

            NO2           SO2




Indústria          Veículos com motores
                   de combustão

 Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                   Ciências Naturais – 8º ano
                   Maria João Drumond / janeiro 2012
Chuvas ácidas…




Efeitos na vegetação      Alteração do pH da          Corrosão dos edifícios
  de uma floresta           água dos lagos


Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                       Maria João Drumond / janeiro 2012
Estratosférico Ozono bom — situa-se entre os 10 e os 50
                      km de altitude e forma uma camada
                      (camada de ozono) que protege o planeta
                      das radiações UV.
      Ozono
      Gás incolor com cheiro
      muito intenso e cuja
      molécula é constituída
      por três átomos de
      oxigénio (O3).


       Troposférico    Ozono mau — acumula-se na
                       camada mais baixa da atmosfera,
                       resulta da poluição atmosférica e é
                       tóxico para os seres vivos.




Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                    Maria João Drumond / janeiro 2012
Acumulação de CFC na estratosfera


                             Destruição da camada de ozono


                                    Buraco do ozono



    CFC
Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                  Maria João Drumond / janeiro 2012
Buraco na camada de ozono…




    Escaldões          Cancro de pele                 Cataratas




Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                  Maria João Drumond / janeiro 2012
Perturbação dos ecossistemas

                          pode ser por



Causas humanas                                                        Causas naturais


                           Poluição

                                                           da         Atmosfera



                                                                              pode ser
                                              Vários                        causada por
                                               gases
                                             poluentes
                                                                CFC         Dióxido de
                                             formam
                                                                               enxofre
                                                                           óxido de azoto
                                      Efeito de estufa     destroem


                                           provoca           Ozono
                                                         estratosférico

                                         Aquecimento
                                            global                     Chuvas ácidas



Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                          Maria João Drumond / janeiro 2012
Poluição aquática




                        http://cdn.coastalcare.org/wp-content/uploads/2011/09/china-water-pollution-jiangsu-plant.jpg



Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                  Maria João Drumond / janeiro 2012
Eutrofização

Enriquecimento artificial de lagos com nutrientes ou com a
adição de matéria orgânica.



Maior produtividade biológica dos lagos, traduzida num
aumento da concentração de nutrientes e numa maior
produção de algas -> aumento da matéria orgânica no
fundo do lago.




 Diminuição do volume de água. A água fica turva,
 impedindo a passagem de luz. Esgotamento do oxigénio.


Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                  Maria João Drumond / janeiro 2012
http://drgeorgepc.com/OceanGovEutroficationProc.jpg




Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                  Maria João Drumond / janeiro 2012
http://3.bp.blogspot.com/-cguLaad1p48/T9V0puYMjsI/AAAAAAAAABs/panXyYzcXQM/s1600/eutrofizacao_000fx6domrk02wyiv80u5vcsvtfruw7y.png




Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                                       Maria João Drumond / janeiro 2012
Lagoa das Furnas – Miguel Jardim


Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                  Maria João Drumond / janeiro 2012
Marés negras




Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                  Maria João Drumond / janeiro 2012
Alguns efluentes industriais e da actividade mineira libertam na água
substâncias químicas: mercúrio, chumbo, etc. — metais pesados.




                                                              Ao serem
                                                            ingeridos, os
                                                           metais pesados
                                                              entram na
                                                               cadeia
                  Bioacumulação                             alimentar, ao
                                                          longo da qual se
                                                                 vão
                                                            acumulando.




 Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                   Ciências Naturais – 8º ano
                      Maria João Drumond / janeiro 2012
Perturbação dos ecossistemas

                                  pode ser por


Causas humanas                                                      Causas naturais




                                    Poluição

                                                               da       Atmosfera
                                      da


                                     Água


                                    pode ser
                                  causada por


                        Metais        Matéria
                       pesados                      Crude
                                      orgânica

                       Podem                        origina
                                       origina
                       originar
                                     Eutrofização
                 Bioacumulação                      Marés negras



Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                           Maria João Drumond / janeiro 2012
Poluição dos solos




                                          http://pics.livejournal.com/gorshkov_sergey/pic/000gh71d



Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                  Maria João Drumond / janeiro 2012
Fontes de perturbação dos solos




                                      Pesticidas, entulhos, lixos domésticos e industriais.
                                                                                              Entrada de produtos
                                                                                              tóxicos nas cadeias
                                                                                              alimentares.


                                                                                               Desertificação


                                                                                              Destruição de
                                                                                              habitats.




Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                    Maria João Drumond / janeiro 2012
Desflorestação




              http://www.inquire-magazine.com/wp-content/gallery/issue2_burningissue/mclaughlin_ridge_clearcut_tj_watt.jpg



Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                        Maria João Drumond / janeiro 2012
Causas da desflorestação




Desbaste comercial

•Realizado através de maquinaria pesada que
para além de destruir a flora provoca a
compactação do solo.




Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                    Maria João Drumond / janeiro 2012
Causas da desflorestação


Agricultura intensiva

A agricultura nos terrenos desflorestados é
incompensadora pois ao fim de 6/7 anos os
solos encontram-se inférteis; isto porque não
houve descanso destes e as plantações
efectuadas eram monoculturas que na maioria
dos casos eram financiadas pelo estado.
· são mais susceptíveis de apanharem doenças;
· desgastam mais o solo;
· destroem o habitat natural dos animais.


Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                    Maria João Drumond / janeiro 2012
Causas da desflorestação




Conversão dos solos em pastagens para
manadas de gado

Conversão da floresta em pastagens e em
ranchos para manadas de gado (ocupando
áreas queimadas que foram recuperadas
naturalmente por vegetação rasteira), e criação
de vastas explorações agrícolas.




Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                    Maria João Drumond / janeiro 2012
Causas da desflorestação




 Exploração de minas, de pedreiras e de
 petróleo

 Para além de destruirem a zona onde estão
 implantadas contaminam os solos e a água
 com produtos tóxicos.




Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                    Maria João Drumond / janeiro 2012
Causas da desflorestação




Incêndios

(principal causa em Portugal)

Construção de barragens, túneis e estradas

Vai encorajar a exploração de madeira e a
colonização da "floresta" (deslocação da
população)



Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                    Maria João Drumond / janeiro 2012
Causas da desflorestação


Economia / política dos países
Para as nações tropicais a madeira é uma
importante fonte de capital estrangeiro. São os
países desenvolvidos que em parte obrigam ao
abate das florestas uma vez que são eles que
mais precisam de matéria prima.

Poluição

As chuvas ácidas vão "queimar" as árvores e
destruir os solos.

Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                    Maria João Drumond / janeiro 2012
Consequências da desflorestação




  •Redução da biodiversidade
  •Aquecimento global do planeta;
  •Perda excessiva de plantas e animais;
  •Emissão de dióxido de carbono para a
  atmosfera;
  •Destruição de habitats
  •Aumento dos desertos (desertificação)
  •Expansão de zonas urbanas com
  modificação da superfície terrestre e do clima.



Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                   Maria João Drumond / janeiro 2012
Espécies invasoras




                                                       Maria João Drumond


Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                  Maria João Drumond / janeiro 2012
http://2.bp.blogspot.com/_Pg4laVHT1Eo/TNwMS55-sBI/AAAAAAAAABk/cfUPkniCadA/s1600/impacto_de_pragas.png




                                                                                                        Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                                                                                                                          Ciências Naturais – 8º ano
                                                                                                                          Maria João Drumond / janeiro 2012
http://www.ci.uc.pt/invasoras/images/impactos.jpg




Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana
                  Ciências Naturais – 8º ano
                  Maria João Drumond / janeiro 2012

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Riscos naturais - conceitos básicos
Riscos naturais -  conceitos básicosRiscos naturais -  conceitos básicos
Riscos naturais - conceitos básicos
Célia Pereira
 
Desastres Naturais
Desastres NaturaisDesastres Naturais
Desastres Naturais
UFSM
 
Riscos naturais 9ºano
Riscos naturais 9ºanoRiscos naturais 9ºano
Riscos naturais 9ºano
Gabriela Vasconcelos
 
Catastrofes Naturais
Catastrofes NaturaisCatastrofes Naturais
Riscos e catástrofes
Riscos e catástrofesRiscos e catástrofes
Riscos e catástrofes
Pocarolas
 
Desastres naturais
Desastres naturaisDesastres naturais
Desastres naturais
Ingrid Bispo
 
Geografia vol1
Geografia vol1Geografia vol1
Geografia vol1
Blaunier Matheus
 
Catastrofes naturais
Catastrofes naturaisCatastrofes naturais
Catastrofes naturais
Francisco Rasteiro
 
Riscos e Catástrofes
Riscos e CatástrofesRiscos e Catástrofes
Riscos e Catástrofes
Iolanda Machado
 
Ferasdoenem ecologia-desastre-mariana
Ferasdoenem ecologia-desastre-marianaFerasdoenem ecologia-desastre-mariana
Ferasdoenem ecologia-desastre-mariana
Vívian Nascimento
 
Catastrofes naturais leandro 8º e
Catastrofes naturais   leandro 8º eCatastrofes naturais   leandro 8º e
Catastrofes naturais leandro 8º e
protecaocivil
 
Trabalho4 c blogueavert_seguranca
Trabalho4 c blogueavert_segurancaTrabalho4 c blogueavert_seguranca
Trabalho4 c blogueavert_seguranca
belitacarlo
 
Cheias e inundações
Cheias e inundaçõesCheias e inundações
Cheias e inundações
JMCDINIS
 
Apontamentos Riscos e Catástrofes
Apontamentos Riscos e CatástrofesApontamentos Riscos e Catástrofes
Apontamentos Riscos e Catástrofes
asgeoprofessoras
 
1 perturbacao no-equilibrio_dos_ecossistemas
1   perturbacao no-equilibrio_dos_ecossistemas1   perturbacao no-equilibrio_dos_ecossistemas
1 perturbacao no-equilibrio_dos_ecossistemas
Pelo Siro
 
Cheias e inundações (GUIÃO DE APRESENTAÇÃO ORAL)
Cheias e inundações (GUIÃO DE APRESENTAÇÃO ORAL)Cheias e inundações (GUIÃO DE APRESENTAÇÃO ORAL)
Cheias e inundações (GUIÃO DE APRESENTAÇÃO ORAL)
JMCDINIS
 
Slide poluição, desmatamento, desenvolvimento sustentável, aquecimento global
Slide poluição, desmatamento, desenvolvimento sustentável, aquecimento globalSlide poluição, desmatamento, desenvolvimento sustentável, aquecimento global
Slide poluição, desmatamento, desenvolvimento sustentável, aquecimento global
Paulo Alves de Araujo
 
Cuidados com Deslizamentos
Cuidados com DeslizamentosCuidados com Deslizamentos
Cuidados com Deslizamentos
IZAIAS DE SOUZA AGUIAR
 
Catástrofes Naturais - Grupo 1
Catástrofes Naturais - Grupo 1Catástrofes Naturais - Grupo 1
Catástrofes Naturais - Grupo 1
Ana Abegão
 
Efeitos da-catastrofes-naturais[1]
Efeitos da-catastrofes-naturais[1]Efeitos da-catastrofes-naturais[1]
Efeitos da-catastrofes-naturais[1]
adelinacgomes
 

Mais procurados (20)

Riscos naturais - conceitos básicos
Riscos naturais -  conceitos básicosRiscos naturais -  conceitos básicos
Riscos naturais - conceitos básicos
 
Desastres Naturais
Desastres NaturaisDesastres Naturais
Desastres Naturais
 
Riscos naturais 9ºano
Riscos naturais 9ºanoRiscos naturais 9ºano
Riscos naturais 9ºano
 
Catastrofes Naturais
Catastrofes NaturaisCatastrofes Naturais
Catastrofes Naturais
 
Riscos e catástrofes
Riscos e catástrofesRiscos e catástrofes
Riscos e catástrofes
 
Desastres naturais
Desastres naturaisDesastres naturais
Desastres naturais
 
Geografia vol1
Geografia vol1Geografia vol1
Geografia vol1
 
Catastrofes naturais
Catastrofes naturaisCatastrofes naturais
Catastrofes naturais
 
Riscos e Catástrofes
Riscos e CatástrofesRiscos e Catástrofes
Riscos e Catástrofes
 
Ferasdoenem ecologia-desastre-mariana
Ferasdoenem ecologia-desastre-marianaFerasdoenem ecologia-desastre-mariana
Ferasdoenem ecologia-desastre-mariana
 
Catastrofes naturais leandro 8º e
Catastrofes naturais   leandro 8º eCatastrofes naturais   leandro 8º e
Catastrofes naturais leandro 8º e
 
Trabalho4 c blogueavert_seguranca
Trabalho4 c blogueavert_segurancaTrabalho4 c blogueavert_seguranca
Trabalho4 c blogueavert_seguranca
 
Cheias e inundações
Cheias e inundaçõesCheias e inundações
Cheias e inundações
 
Apontamentos Riscos e Catástrofes
Apontamentos Riscos e CatástrofesApontamentos Riscos e Catástrofes
Apontamentos Riscos e Catástrofes
 
1 perturbacao no-equilibrio_dos_ecossistemas
1   perturbacao no-equilibrio_dos_ecossistemas1   perturbacao no-equilibrio_dos_ecossistemas
1 perturbacao no-equilibrio_dos_ecossistemas
 
Cheias e inundações (GUIÃO DE APRESENTAÇÃO ORAL)
Cheias e inundações (GUIÃO DE APRESENTAÇÃO ORAL)Cheias e inundações (GUIÃO DE APRESENTAÇÃO ORAL)
Cheias e inundações (GUIÃO DE APRESENTAÇÃO ORAL)
 
Slide poluição, desmatamento, desenvolvimento sustentável, aquecimento global
Slide poluição, desmatamento, desenvolvimento sustentável, aquecimento globalSlide poluição, desmatamento, desenvolvimento sustentável, aquecimento global
Slide poluição, desmatamento, desenvolvimento sustentável, aquecimento global
 
Cuidados com Deslizamentos
Cuidados com DeslizamentosCuidados com Deslizamentos
Cuidados com Deslizamentos
 
Catástrofes Naturais - Grupo 1
Catástrofes Naturais - Grupo 1Catástrofes Naturais - Grupo 1
Catástrofes Naturais - Grupo 1
 
Efeitos da-catastrofes-naturais[1]
Efeitos da-catastrofes-naturais[1]Efeitos da-catastrofes-naturais[1]
Efeitos da-catastrofes-naturais[1]
 

Destaque

9 métodos interior_geosfera
9 métodos interior_geosfera9 métodos interior_geosfera
9 métodos interior_geosfera
Maria João Drumond
 
9 sistemas classificação
9 sistemas classificação9 sistemas classificação
9 sistemas classificação
Maria João Drumond
 
10 vulcanologia
10 vulcanologia10 vulcanologia
10 vulcanologia
Maria João Drumond
 
6 ciclos vida
6 ciclos vida6 ciclos vida
6 ciclos vida
Maria João Drumond
 
1 diversidade biosfera
1 diversidade biosfera1 diversidade biosfera
1 diversidade biosfera
Maria João Drumond
 
6 transporte plantas
6 transporte plantas6 transporte plantas
6 transporte plantas
Maria João Drumond
 
7 transporte animais
7 transporte animais7 transporte animais
7 transporte animais
Maria João Drumond
 
11 sismologia
11 sismologia11 sismologia
11 sismologia
Maria João Drumond
 
10 regulação animais
10 regulação animais10 regulação animais
10 regulação animais
Maria João Drumond
 
7 unicelularidade multicelularidade
7 unicelularidade multicelularidade7 unicelularidade multicelularidade
7 unicelularidade multicelularidade
Maria João Drumond
 
4 rochas magmáticas
4 rochas magmáticas4 rochas magmáticas
4 rochas magmáticas
Maria João Drumond
 
9 trocas gasosas
9 trocas gasosas9 trocas gasosas
9 trocas gasosas
Maria João Drumond
 
8 fermentação respiração
8 fermentação respiração8 fermentação respiração
8 fermentação respiração
Maria João Drumond
 
7 neuro hormonal2
7 neuro hormonal27 neuro hormonal2
7 neuro hormonal2
Maria João Drumond
 
8 mecanisnos evolução
8 mecanisnos evolução8 mecanisnos evolução
8 mecanisnos evolução
Maria João Drumond
 
1 ocupação antrópica
1 ocupação antrópica1 ocupação antrópica
1 ocupação antrópica
Maria João Drumond
 
5 reprodução sexuada
5 reprodução sexuada5 reprodução sexuada
5 reprodução sexuada
Maria João Drumond
 
Rochas e minerais
Rochas e mineraisRochas e minerais
Rochas e minerais
Maria João Drumond
 
Secas e cheias
Secas e cheiasSecas e cheias
Secas e cheias
Carolina Sobrenome
 
Dádiva de Sangue - cartazes
Dádiva de Sangue - cartazesDádiva de Sangue - cartazes
Dádiva de Sangue - cartazes
Maria João Drumond
 

Destaque (20)

9 métodos interior_geosfera
9 métodos interior_geosfera9 métodos interior_geosfera
9 métodos interior_geosfera
 
9 sistemas classificação
9 sistemas classificação9 sistemas classificação
9 sistemas classificação
 
10 vulcanologia
10 vulcanologia10 vulcanologia
10 vulcanologia
 
6 ciclos vida
6 ciclos vida6 ciclos vida
6 ciclos vida
 
1 diversidade biosfera
1 diversidade biosfera1 diversidade biosfera
1 diversidade biosfera
 
6 transporte plantas
6 transporte plantas6 transporte plantas
6 transporte plantas
 
7 transporte animais
7 transporte animais7 transporte animais
7 transporte animais
 
11 sismologia
11 sismologia11 sismologia
11 sismologia
 
10 regulação animais
10 regulação animais10 regulação animais
10 regulação animais
 
7 unicelularidade multicelularidade
7 unicelularidade multicelularidade7 unicelularidade multicelularidade
7 unicelularidade multicelularidade
 
4 rochas magmáticas
4 rochas magmáticas4 rochas magmáticas
4 rochas magmáticas
 
9 trocas gasosas
9 trocas gasosas9 trocas gasosas
9 trocas gasosas
 
8 fermentação respiração
8 fermentação respiração8 fermentação respiração
8 fermentação respiração
 
7 neuro hormonal2
7 neuro hormonal27 neuro hormonal2
7 neuro hormonal2
 
8 mecanisnos evolução
8 mecanisnos evolução8 mecanisnos evolução
8 mecanisnos evolução
 
1 ocupação antrópica
1 ocupação antrópica1 ocupação antrópica
1 ocupação antrópica
 
5 reprodução sexuada
5 reprodução sexuada5 reprodução sexuada
5 reprodução sexuada
 
Rochas e minerais
Rochas e mineraisRochas e minerais
Rochas e minerais
 
Secas e cheias
Secas e cheiasSecas e cheias
Secas e cheias
 
Dádiva de Sangue - cartazes
Dádiva de Sangue - cartazesDádiva de Sangue - cartazes
Dádiva de Sangue - cartazes
 

Semelhante a 11 catástrofes homem

Perturbação do Equílibrio dos Ecossistemas
Perturbação do Equílibrio dos EcossistemasPerturbação do Equílibrio dos Ecossistemas
Perturbação do Equílibrio dos Ecossistemas
Fernando Delgado
 
Alterações climáticas #1
Alterações climáticas #1Alterações climáticas #1
Alterações climáticas #1
pasf4ever
 
Power Point Pinto
Power  Point  PintoPower  Point  Pinto
Power Point Pinto
elvira.sequeira
 
Problemas ambientais
Problemas  ambientais Problemas  ambientais
Problemas ambientais
Adriana Gomes Messias
 
Poluição atmosférica apresentação
Poluição atmosférica apresentaçãoPoluição atmosférica apresentação
Poluição atmosférica apresentação
Maria Paredes
 
Influência da atividade humana na temperatura e no clima
Influência da atividade humana na temperatura e no climaInfluência da atividade humana na temperatura e no clima
Influência da atividade humana na temperatura e no clima
henriquemsg
 
Biologia: Humanidade e Ambiente
Biologia: Humanidade e AmbienteBiologia: Humanidade e Ambiente
Biologia: Humanidade e Ambiente
Victor Ramos de Almeida
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
Helena Marques
 
Poluicao_atmosferica.ppt
Poluicao_atmosferica.pptPoluicao_atmosferica.ppt
Poluicao_atmosferica.ppt
IsabelMaria77
 
Poluicao_atmosferica.ppt
Poluicao_atmosferica.pptPoluicao_atmosferica.ppt
Poluicao_atmosferica.ppt
IsabelMaria77
 
A PoluiçãO AtmosféRica é Provocada Na Atmosfera Por Diferentes Elementos SóLidos
A PoluiçãO AtmosféRica é Provocada Na Atmosfera Por Diferentes Elementos SóLidosA PoluiçãO AtmosféRica é Provocada Na Atmosfera Por Diferentes Elementos SóLidos
A PoluiçãO AtmosféRica é Provocada Na Atmosfera Por Diferentes Elementos SóLidos
netoroberto
 
Atmosfera - Biologia
Atmosfera - BiologiaAtmosfera - Biologia
Atmosfera - Biologia
12anogolega
 
Unidade5 bio12 ano20_21
Unidade5 bio12 ano20_21Unidade5 bio12 ano20_21
Unidade5 bio12 ano20_21
Cláudia Barros Moreira
 
Atmosfera, o ar que respiramos(1)
Atmosfera, o ar que respiramos(1)Atmosfera, o ar que respiramos(1)
Atmosfera, o ar que respiramos(1)
12anogolega
 
Chuvas áCidas
Chuvas áCidasChuvas áCidas
Chuvas áCidas
pedroines141520
 
8 terra planeta_proteger
8 terra planeta_proteger8 terra planeta_proteger
8 terra planeta_proteger
Maria João Drumond
 
Poluição do ambiente - MANYANGA ,AMEDIUS
 Poluição do ambiente - MANYANGA ,AMEDIUS Poluição do ambiente - MANYANGA ,AMEDIUS
Poluição do ambiente - MANYANGA ,AMEDIUS
AMEDEEZ
 
Aula 3 poluição atmosférica
Aula 3   poluição atmosféricaAula 3   poluição atmosférica
Aula 3 poluição atmosférica
Marcelo Gomes
 
Ecologia
EcologiaEcologia
O Efeito Estufa
O Efeito EstufaO Efeito Estufa
O Efeito Estufa
Renato Cardoso
 

Semelhante a 11 catástrofes homem (20)

Perturbação do Equílibrio dos Ecossistemas
Perturbação do Equílibrio dos EcossistemasPerturbação do Equílibrio dos Ecossistemas
Perturbação do Equílibrio dos Ecossistemas
 
Alterações climáticas #1
Alterações climáticas #1Alterações climáticas #1
Alterações climáticas #1
 
Power Point Pinto
Power  Point  PintoPower  Point  Pinto
Power Point Pinto
 
Problemas ambientais
Problemas  ambientais Problemas  ambientais
Problemas ambientais
 
Poluição atmosférica apresentação
Poluição atmosférica apresentaçãoPoluição atmosférica apresentação
Poluição atmosférica apresentação
 
Influência da atividade humana na temperatura e no clima
Influência da atividade humana na temperatura e no climaInfluência da atividade humana na temperatura e no clima
Influência da atividade humana na temperatura e no clima
 
Biologia: Humanidade e Ambiente
Biologia: Humanidade e AmbienteBiologia: Humanidade e Ambiente
Biologia: Humanidade e Ambiente
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
 
Poluicao_atmosferica.ppt
Poluicao_atmosferica.pptPoluicao_atmosferica.ppt
Poluicao_atmosferica.ppt
 
Poluicao_atmosferica.ppt
Poluicao_atmosferica.pptPoluicao_atmosferica.ppt
Poluicao_atmosferica.ppt
 
A PoluiçãO AtmosféRica é Provocada Na Atmosfera Por Diferentes Elementos SóLidos
A PoluiçãO AtmosféRica é Provocada Na Atmosfera Por Diferentes Elementos SóLidosA PoluiçãO AtmosféRica é Provocada Na Atmosfera Por Diferentes Elementos SóLidos
A PoluiçãO AtmosféRica é Provocada Na Atmosfera Por Diferentes Elementos SóLidos
 
Atmosfera - Biologia
Atmosfera - BiologiaAtmosfera - Biologia
Atmosfera - Biologia
 
Unidade5 bio12 ano20_21
Unidade5 bio12 ano20_21Unidade5 bio12 ano20_21
Unidade5 bio12 ano20_21
 
Atmosfera, o ar que respiramos(1)
Atmosfera, o ar que respiramos(1)Atmosfera, o ar que respiramos(1)
Atmosfera, o ar que respiramos(1)
 
Chuvas áCidas
Chuvas áCidasChuvas áCidas
Chuvas áCidas
 
8 terra planeta_proteger
8 terra planeta_proteger8 terra planeta_proteger
8 terra planeta_proteger
 
Poluição do ambiente - MANYANGA ,AMEDIUS
 Poluição do ambiente - MANYANGA ,AMEDIUS Poluição do ambiente - MANYANGA ,AMEDIUS
Poluição do ambiente - MANYANGA ,AMEDIUS
 
Aula 3 poluição atmosférica
Aula 3   poluição atmosféricaAula 3   poluição atmosférica
Aula 3 poluição atmosférica
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
O Efeito Estufa
O Efeito EstufaO Efeito Estufa
O Efeito Estufa
 

Mais de Maria João Drumond

6 hereditariedade
6 hereditariedade6 hereditariedade
6 hereditariedade
Maria João Drumond
 
3 reprodução humana-parte_ii
3 reprodução humana-parte_ii3 reprodução humana-parte_ii
3 reprodução humana-parte_ii
Maria João Drumond
 
4 hiv sida
4 hiv sida4 hiv sida
5 reprodução sexuada
5 reprodução sexuada5 reprodução sexuada
5 reprodução sexuada
Maria João Drumond
 
4 reprodução assexuada
4 reprodução assexuada4 reprodução assexuada
4 reprodução assexuada
Maria João Drumond
 
3 crescimento renovação_celular
3 crescimento renovação_celular3 crescimento renovação_celular
3 crescimento renovação_celular
Maria João Drumond
 
1 dna síntese_proteica
1 dna síntese_proteica1 dna síntese_proteica
1 dna síntese_proteica
Maria João Drumond
 
2 mitose
2 mitose2 mitose
2 reprodução humana-parte_i
2 reprodução humana-parte_i2 reprodução humana-parte_i
2 reprodução humana-parte_i
Maria João Drumond
 
1 saúde individual_comunitária
1 saúde individual_comunitária1 saúde individual_comunitária
1 saúde individual_comunitária
Maria João Drumond
 
5 fotossíntese
5 fotossíntese5 fotossíntese
5 fotossíntese
Maria João Drumond
 
2 base celular_vida
2 base celular_vida2 base celular_vida
2 base celular_vida
Maria João Drumond
 
4 heterotrofia
4 heterotrofia4 heterotrofia
4 heterotrofia
Maria João Drumond
 
3 biomoléculas
3 biomoléculas3 biomoléculas
3 biomoléculas
Maria João Drumond
 

Mais de Maria João Drumond (14)

6 hereditariedade
6 hereditariedade6 hereditariedade
6 hereditariedade
 
3 reprodução humana-parte_ii
3 reprodução humana-parte_ii3 reprodução humana-parte_ii
3 reprodução humana-parte_ii
 
4 hiv sida
4 hiv sida4 hiv sida
4 hiv sida
 
5 reprodução sexuada
5 reprodução sexuada5 reprodução sexuada
5 reprodução sexuada
 
4 reprodução assexuada
4 reprodução assexuada4 reprodução assexuada
4 reprodução assexuada
 
3 crescimento renovação_celular
3 crescimento renovação_celular3 crescimento renovação_celular
3 crescimento renovação_celular
 
1 dna síntese_proteica
1 dna síntese_proteica1 dna síntese_proteica
1 dna síntese_proteica
 
2 mitose
2 mitose2 mitose
2 mitose
 
2 reprodução humana-parte_i
2 reprodução humana-parte_i2 reprodução humana-parte_i
2 reprodução humana-parte_i
 
1 saúde individual_comunitária
1 saúde individual_comunitária1 saúde individual_comunitária
1 saúde individual_comunitária
 
5 fotossíntese
5 fotossíntese5 fotossíntese
5 fotossíntese
 
2 base celular_vida
2 base celular_vida2 base celular_vida
2 base celular_vida
 
4 heterotrofia
4 heterotrofia4 heterotrofia
4 heterotrofia
 
3 biomoléculas
3 biomoléculas3 biomoléculas
3 biomoléculas
 

11 catástrofes homem

  • 1. Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 2. Poluição atmosférica http://2.bp.blogspot.com/_Hgwej0nkn9A/SaywG-O84UI/AAAAAAAAAYw/u-21PzMYv5Q/s400/chamine.jpg Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 3. A atmosfera pode ser alterada por causas naturais: http://i2.cdn.turner.com/cnn/2011/images/07/06/stacks.az.dust.storm.irpt.jpg Tempestades de areia Produtos orgânicos - Gases e cinzas pólen libertados por vulcões Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 4. http://eoimages.gsfc.nasa.gov/images/imagerecords/0/519/seawifs_canary_duststorm.jpg Tempestade de areia Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 5. A atmosfera pode ser alterada devido a atividades humanas: Fábricas Veículos com motores Centrais de combustão termoeléctricas Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 6. A atmosfera pode ser alterada devido a atividades humanas: Poluição atmosférica Fábricas Veículos com motores Centrais de combustão termoeléctricas Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 7. Aumento do efeito de estufa Com o desenvolvimento das sociedades criaram-se máquinas e indústrias que emitem grandes quantidades de dióxido de carbono (CO2) para a atmosfera. Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 8. O sol envia energia que atinge a superfície da Terra. Parte dessa energia é reenviada para a atmosfera, sob a forma CO de calor. H2 2 O Parte dessa energia é absorvida por alguns gases: água (H2O) e dióxido de carbono (CO2). E é novamente reenviada para a Terra, ficando retida na atmosfera. Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 9. O aumento do efeito de estufa pode provocar aquecimento global Degelo nas zonas Subida do nível médio Desequilíbrios polares e glaciares das águas do mar biológicos Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 10. Protocolo de Quioto - 1997 http://www.wired.com/images_blogs/thisdayintech/2009/12/kyoto_protocol.jpg Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 11. Protocolo de Quioto Outra conferência mundial realizada 1997 pela ONU, tratou novamente das emissões de CO2, o efeito de estufa e consequente aquecimento global. Para fazer frente a este problema, foi redigido e assinado por 175 países o Protocolo de Quioto, que determinava a redução de GEE’s em 5% (valor médio) a nível global, até 2012. Relativamente a Portugal, a nossa nação só aderiu ao Protocolo em 2002, ficando comprometido a não ultrapassar 27% das emissões efetuadas na década de 90, até 2012. Infelizmente, os resultados não têm sido alcançados. Por exemplo, em 2002, o valor da emissão de GEE foi de cerca de 41% (14 pontos percentuais acima do valor acordado). Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 12. H2O HNO3 H2O HNO3 H2SO4 (ácido nítrico) H2SO4 (ácido sulfúrico) H2O H2O NO3 SO3 O2 Chuvas ácidas O2 NO2 SO2 Indústria Veículos com motores de combustão Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 13. Chuvas ácidas… Efeitos na vegetação Alteração do pH da Corrosão dos edifícios de uma floresta água dos lagos Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 14. Estratosférico Ozono bom — situa-se entre os 10 e os 50 km de altitude e forma uma camada (camada de ozono) que protege o planeta das radiações UV. Ozono Gás incolor com cheiro muito intenso e cuja molécula é constituída por três átomos de oxigénio (O3). Troposférico Ozono mau — acumula-se na camada mais baixa da atmosfera, resulta da poluição atmosférica e é tóxico para os seres vivos. Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 15. Acumulação de CFC na estratosfera Destruição da camada de ozono Buraco do ozono CFC Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 16. Buraco na camada de ozono… Escaldões Cancro de pele Cataratas Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 17. Perturbação dos ecossistemas pode ser por Causas humanas Causas naturais Poluição da Atmosfera pode ser Vários causada por gases poluentes CFC Dióxido de formam enxofre óxido de azoto Efeito de estufa destroem provoca Ozono estratosférico Aquecimento global Chuvas ácidas Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 18. Poluição aquática http://cdn.coastalcare.org/wp-content/uploads/2011/09/china-water-pollution-jiangsu-plant.jpg Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 19. Eutrofização Enriquecimento artificial de lagos com nutrientes ou com a adição de matéria orgânica. Maior produtividade biológica dos lagos, traduzida num aumento da concentração de nutrientes e numa maior produção de algas -> aumento da matéria orgânica no fundo do lago. Diminuição do volume de água. A água fica turva, impedindo a passagem de luz. Esgotamento do oxigénio. Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 20. http://drgeorgepc.com/OceanGovEutroficationProc.jpg Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 22. Lagoa das Furnas – Miguel Jardim Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 23. Marés negras Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 24. Alguns efluentes industriais e da actividade mineira libertam na água substâncias químicas: mercúrio, chumbo, etc. — metais pesados. Ao serem ingeridos, os metais pesados entram na cadeia Bioacumulação alimentar, ao longo da qual se vão acumulando. Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 25. Perturbação dos ecossistemas pode ser por Causas humanas Causas naturais Poluição da Atmosfera da Água pode ser causada por Metais Matéria pesados Crude orgânica Podem origina origina originar Eutrofização Bioacumulação Marés negras Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 26. Poluição dos solos http://pics.livejournal.com/gorshkov_sergey/pic/000gh71d Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 27. Fontes de perturbação dos solos Pesticidas, entulhos, lixos domésticos e industriais. Entrada de produtos tóxicos nas cadeias alimentares. Desertificação Destruição de habitats. Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 28. Desflorestação http://www.inquire-magazine.com/wp-content/gallery/issue2_burningissue/mclaughlin_ridge_clearcut_tj_watt.jpg Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 29. Causas da desflorestação Desbaste comercial •Realizado através de maquinaria pesada que para além de destruir a flora provoca a compactação do solo. Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 30. Causas da desflorestação Agricultura intensiva A agricultura nos terrenos desflorestados é incompensadora pois ao fim de 6/7 anos os solos encontram-se inférteis; isto porque não houve descanso destes e as plantações efectuadas eram monoculturas que na maioria dos casos eram financiadas pelo estado. · são mais susceptíveis de apanharem doenças; · desgastam mais o solo; · destroem o habitat natural dos animais. Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 31. Causas da desflorestação Conversão dos solos em pastagens para manadas de gado Conversão da floresta em pastagens e em ranchos para manadas de gado (ocupando áreas queimadas que foram recuperadas naturalmente por vegetação rasteira), e criação de vastas explorações agrícolas. Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 32. Causas da desflorestação Exploração de minas, de pedreiras e de petróleo Para além de destruirem a zona onde estão implantadas contaminam os solos e a água com produtos tóxicos. Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 33. Causas da desflorestação Incêndios (principal causa em Portugal) Construção de barragens, túneis e estradas Vai encorajar a exploração de madeira e a colonização da "floresta" (deslocação da população) Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 34. Causas da desflorestação Economia / política dos países Para as nações tropicais a madeira é uma importante fonte de capital estrangeiro. São os países desenvolvidos que em parte obrigam ao abate das florestas uma vez que são eles que mais precisam de matéria prima. Poluição As chuvas ácidas vão "queimar" as árvores e destruir os solos. Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 35. Consequências da desflorestação •Redução da biodiversidade •Aquecimento global do planeta; •Perda excessiva de plantas e animais; •Emissão de dióxido de carbono para a atmosfera; •Destruição de habitats •Aumento dos desertos (desertificação) •Expansão de zonas urbanas com modificação da superfície terrestre e do clima. Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 36. Espécies invasoras Maria João Drumond Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 37. http://2.bp.blogspot.com/_Pg4laVHT1Eo/TNwMS55-sBI/AAAAAAAAABk/cfUPkniCadA/s1600/impacto_de_pragas.png Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012
  • 38. http://www.ci.uc.pt/invasoras/images/impactos.jpg Catástrofes diretamente provocadas pela intervenção humana Ciências Naturais – 8º ano Maria João Drumond / janeiro 2012