SlideShare uma empresa Scribd logo
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
http://desnivel.pt/media/photos/escalada.jpg
http://perlbal.hi-pi.com/blog-images/597269/gd/1270905487/o-garoto-minhoca.jpg
http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/7/72/
Mikrofoto.de-Blepharisma_japonicum_21.jpg
Qual é o ser vivo com maior
necessidade de oxigénio?
Porquê?
Qual deles terá necessidade
de uma superfície
respiratória específica?
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Área superficial – 180 dm2
Volume – 68 dm3
Área superficial/Volume
=180/68
=2,65
Área superficial – 0,36 dm2
Volume – 0,0048 dm3
Área superficial/Volume
=0,36/0,0048
=75
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Área superficial – 180 dm2
Volume – 68 dm3
Área superficial/Volume
=180/68
=2,65
Área superficial – 0,36 dm2
Volume – 0,0048 dm3
Área superficial/Volume
=0,36/0,0048
=75
Nos seres vivos de
maiores dimensões a
razão entre a área e o
volume é menor. A
superfície corporal não é
suficiente para obter
oxigénio para as células.
Necessita de superfícies
respiratórias
especializadas.
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
• Menor quantidade de oxigénio dissolvido
• Temperaturas elevadas tornam o oxigénio menos solúvel
• Num lago com muitos animais a quantidade de O2 é menor
• Águas profundas têm menos oxigénio
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Nereis virens
Anelídeo
marinho com
superfícies
respiratórias
externas
http://i1339.photobucket.com/albums/o705/ppp325/popopopo/alitta-nereis-virens_zps5b3d9ff8.jpg
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Axolote
Superfícies
respiratórias
externas
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Trocas gasosas nas plantas
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Abertura/fecho dos estomas
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Manual pág. 139
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Hidra
Difusão Direta
Tegumento
Hematose cutânea
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Minhoca
Difusão Indireta
Tegumento
Hematose cutânea
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Peixe
Difusão Indireta
Brânquias
Hematose Branqueal
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Peixe
Difusão Indireta
Brânquias
Hematose Branqueal
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Manual pág. 141
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Brânquias são muito eficientes na realização da hematose:
•Grande superfície
•Bastante finas e irrigadas
•Sentido de circulação da água é contrário ao sentido de circulação
do sangue – mecanismo de contracorrente
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Inseto
Difusão Direta
Traqueias
Hematose traqueal
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Mamífero
Difusão indireta
Pulmões
Hematose pulmonar
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Pulmões como superfície respiratória
Os vertebrados terrestres realizam as trocas gasosas através de
pulmões:
•Estes têm estruturas semelhantes (conjuntos de tubos e sacos) mas
diferente grau de complexidade.
•A subdivisão pulmonar vai aumentando dos anfíbios para os répteis
e destes para os mamíferos, aumentando a área de superfície e
favorecendo as trocas gasosas
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Manual pág. 143
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
• As fêmeas adultas dos elefantes-marinhos podem mergulhar
até 1255 metros de profundidade em busca de alimento
• A duração dos mergulhos varia de 20 a 27 minutos
• O tempo de permanência na superfície entre mergulhos é de
apenas 2 a 3 minutos.
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
• As fêmeas adultas dos elefantes-marinhos podem mergulhar
até 1255 metros de profundidade em busca de alimento
• A duração dos mergulhos varia de 20 a 27 minutos
• O tempo de permanência na superfície entre mergulhos é de
apenas 2 a 3 minutos.
Como conseguem?
Trocas gasosas
Biologia e Geologia – 10º ano
Maria João Drumond / maio 2015
• Utilizam O2 armazenado no sangue e não nos pulmões.
• Têm duas vezes e meia mais sangue do que um homem do
mesmo tamanho
• O coração baixa a frequência e o sangue circula apenas nos
órgãos vitais e músculos necessários
• Os músculos têm elevada % de mioglobina, proteína com
função de armazenamento de oxigénio.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

6 ciclos vida
6 ciclos vida6 ciclos vida
6 ciclos vida
Maria João Drumond
 
3 crescimento renovação_celular
3 crescimento renovação_celular3 crescimento renovação_celular
3 crescimento renovação_celular
Maria João Drumond
 
2 base celular_vida
2 base celular_vida2 base celular_vida
2 base celular_vida
Maria João Drumond
 
5 reprodução sexuada
5 reprodução sexuada5 reprodução sexuada
5 reprodução sexuada
Maria João Drumond
 
7 transporte animais
7 transporte animais7 transporte animais
7 transporte animais
Maria João Drumond
 
3 biomoléculas
3 biomoléculas3 biomoléculas
3 biomoléculas
Maria João Drumond
 
2 mitose
2 mitose2 mitose
4 rochas magmáticas
4 rochas magmáticas4 rochas magmáticas
4 rochas magmáticas
Maria João Drumond
 
1 diversidade biosfera
1 diversidade biosfera1 diversidade biosfera
1 diversidade biosfera
Maria João Drumond
 
3 reprodução humana-parte_ii
3 reprodução humana-parte_ii3 reprodução humana-parte_ii
3 reprodução humana-parte_ii
Maria João Drumond
 
7 unicelularidade multicelularidade
7 unicelularidade multicelularidade7 unicelularidade multicelularidade
7 unicelularidade multicelularidade
Maria João Drumond
 
10 regulação animais
10 regulação animais10 regulação animais
10 regulação animais
Maria João Drumond
 
2 rochas arquivos
2 rochas arquivos2 rochas arquivos
2 rochas arquivos
Maria João Drumond
 

Mais procurados (13)

6 ciclos vida
6 ciclos vida6 ciclos vida
6 ciclos vida
 
3 crescimento renovação_celular
3 crescimento renovação_celular3 crescimento renovação_celular
3 crescimento renovação_celular
 
2 base celular_vida
2 base celular_vida2 base celular_vida
2 base celular_vida
 
5 reprodução sexuada
5 reprodução sexuada5 reprodução sexuada
5 reprodução sexuada
 
7 transporte animais
7 transporte animais7 transporte animais
7 transporte animais
 
3 biomoléculas
3 biomoléculas3 biomoléculas
3 biomoléculas
 
2 mitose
2 mitose2 mitose
2 mitose
 
4 rochas magmáticas
4 rochas magmáticas4 rochas magmáticas
4 rochas magmáticas
 
1 diversidade biosfera
1 diversidade biosfera1 diversidade biosfera
1 diversidade biosfera
 
3 reprodução humana-parte_ii
3 reprodução humana-parte_ii3 reprodução humana-parte_ii
3 reprodução humana-parte_ii
 
7 unicelularidade multicelularidade
7 unicelularidade multicelularidade7 unicelularidade multicelularidade
7 unicelularidade multicelularidade
 
10 regulação animais
10 regulação animais10 regulação animais
10 regulação animais
 
2 rochas arquivos
2 rochas arquivos2 rochas arquivos
2 rochas arquivos
 

Destaque

7 neuro hormonal2
7 neuro hormonal27 neuro hormonal2
7 neuro hormonal2
Maria João Drumond
 
1 ocupação antrópica
1 ocupação antrópica1 ocupação antrópica
1 ocupação antrópica
Maria João Drumond
 
10 vulcanologia
10 vulcanologia10 vulcanologia
10 vulcanologia
Maria João Drumond
 
11 catástrofes homem
11 catástrofes homem11 catástrofes homem
11 catástrofes homem
Maria João Drumond
 
10 catástrofes naturais
10 catástrofes naturais10 catástrofes naturais
10 catástrofes naturais
Maria João Drumond
 
Rochas e minerais
Rochas e mineraisRochas e minerais
Rochas e minerais
Maria João Drumond
 
Toluene diisocyanate
Toluene diisocyanateToluene diisocyanate
Toluene diisocyanate
Rasoul Aslan
 
Dádiva de Sangue - cartazes
Dádiva de Sangue - cartazesDádiva de Sangue - cartazes
Dádiva de Sangue - cartazes
Maria João Drumond
 
5 formação sistema_solar
5 formação sistema_solar5 formação sistema_solar
5 formação sistema_solar
Maria João Drumond
 
4 terra planeta_mudança
4 terra planeta_mudança4 terra planeta_mudança
4 terra planeta_mudança
Maria João Drumond
 
3 tempo geológico
3 tempo geológico3 tempo geológico
3 tempo geológico
Maria João Drumond
 
3 fatores abioticos-intro
3 fatores abioticos-intro3 fatores abioticos-intro
3 fatores abioticos-intro
Maria João Drumond
 
6 terra planetas_telúricos
6 terra planetas_telúricos6 terra planetas_telúricos
6 terra planetas_telúricos
Maria João Drumond
 
7 face terra_continentes_oceanos
7 face terra_continentes_oceanos7 face terra_continentes_oceanos
7 face terra_continentes_oceanos
Maria João Drumond
 
11 sismologia
11 sismologia11 sismologia
11 sismologia
Maria João Drumond
 

Destaque (15)

7 neuro hormonal2
7 neuro hormonal27 neuro hormonal2
7 neuro hormonal2
 
1 ocupação antrópica
1 ocupação antrópica1 ocupação antrópica
1 ocupação antrópica
 
10 vulcanologia
10 vulcanologia10 vulcanologia
10 vulcanologia
 
11 catástrofes homem
11 catástrofes homem11 catástrofes homem
11 catástrofes homem
 
10 catástrofes naturais
10 catástrofes naturais10 catástrofes naturais
10 catástrofes naturais
 
Rochas e minerais
Rochas e mineraisRochas e minerais
Rochas e minerais
 
Toluene diisocyanate
Toluene diisocyanateToluene diisocyanate
Toluene diisocyanate
 
Dádiva de Sangue - cartazes
Dádiva de Sangue - cartazesDádiva de Sangue - cartazes
Dádiva de Sangue - cartazes
 
5 formação sistema_solar
5 formação sistema_solar5 formação sistema_solar
5 formação sistema_solar
 
4 terra planeta_mudança
4 terra planeta_mudança4 terra planeta_mudança
4 terra planeta_mudança
 
3 tempo geológico
3 tempo geológico3 tempo geológico
3 tempo geológico
 
3 fatores abioticos-intro
3 fatores abioticos-intro3 fatores abioticos-intro
3 fatores abioticos-intro
 
6 terra planetas_telúricos
6 terra planetas_telúricos6 terra planetas_telúricos
6 terra planetas_telúricos
 
7 face terra_continentes_oceanos
7 face terra_continentes_oceanos7 face terra_continentes_oceanos
7 face terra_continentes_oceanos
 
11 sismologia
11 sismologia11 sismologia
11 sismologia
 

Último

Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 

Último (20)

Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 

9 trocas gasosas

  • 1. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015
  • 2. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015 http://desnivel.pt/media/photos/escalada.jpg http://perlbal.hi-pi.com/blog-images/597269/gd/1270905487/o-garoto-minhoca.jpg http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/7/72/ Mikrofoto.de-Blepharisma_japonicum_21.jpg Qual é o ser vivo com maior necessidade de oxigénio? Porquê? Qual deles terá necessidade de uma superfície respiratória específica?
  • 3. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015 Área superficial – 180 dm2 Volume – 68 dm3 Área superficial/Volume =180/68 =2,65 Área superficial – 0,36 dm2 Volume – 0,0048 dm3 Área superficial/Volume =0,36/0,0048 =75
  • 4. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015 Área superficial – 180 dm2 Volume – 68 dm3 Área superficial/Volume =180/68 =2,65 Área superficial – 0,36 dm2 Volume – 0,0048 dm3 Área superficial/Volume =0,36/0,0048 =75 Nos seres vivos de maiores dimensões a razão entre a área e o volume é menor. A superfície corporal não é suficiente para obter oxigénio para as células. Necessita de superfícies respiratórias especializadas.
  • 5. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015 • Menor quantidade de oxigénio dissolvido • Temperaturas elevadas tornam o oxigénio menos solúvel • Num lago com muitos animais a quantidade de O2 é menor • Águas profundas têm menos oxigénio
  • 6. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015 Nereis virens Anelídeo marinho com superfícies respiratórias externas http://i1339.photobucket.com/albums/o705/ppp325/popopopo/alitta-nereis-virens_zps5b3d9ff8.jpg
  • 7. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015 Axolote Superfícies respiratórias externas
  • 8. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015 Trocas gasosas nas plantas
  • 9. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015 Abertura/fecho dos estomas
  • 10. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015
  • 11. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015 Manual pág. 139
  • 12. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015 Hidra Difusão Direta Tegumento Hematose cutânea
  • 13. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015 Minhoca Difusão Indireta Tegumento Hematose cutânea
  • 14. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015 Peixe Difusão Indireta Brânquias Hematose Branqueal
  • 15. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015 Peixe Difusão Indireta Brânquias Hematose Branqueal
  • 16. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015 Manual pág. 141
  • 17. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015 Brânquias são muito eficientes na realização da hematose: •Grande superfície •Bastante finas e irrigadas •Sentido de circulação da água é contrário ao sentido de circulação do sangue – mecanismo de contracorrente
  • 18. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015 Inseto Difusão Direta Traqueias Hematose traqueal
  • 19. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015 Mamífero Difusão indireta Pulmões Hematose pulmonar
  • 20. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015 Pulmões como superfície respiratória Os vertebrados terrestres realizam as trocas gasosas através de pulmões: •Estes têm estruturas semelhantes (conjuntos de tubos e sacos) mas diferente grau de complexidade. •A subdivisão pulmonar vai aumentando dos anfíbios para os répteis e destes para os mamíferos, aumentando a área de superfície e favorecendo as trocas gasosas
  • 21. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015
  • 22. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015
  • 23. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015 Manual pág. 143
  • 24. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015
  • 25. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015
  • 26. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015 • As fêmeas adultas dos elefantes-marinhos podem mergulhar até 1255 metros de profundidade em busca de alimento • A duração dos mergulhos varia de 20 a 27 minutos • O tempo de permanência na superfície entre mergulhos é de apenas 2 a 3 minutos.
  • 27. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015 • As fêmeas adultas dos elefantes-marinhos podem mergulhar até 1255 metros de profundidade em busca de alimento • A duração dos mergulhos varia de 20 a 27 minutos • O tempo de permanência na superfície entre mergulhos é de apenas 2 a 3 minutos. Como conseguem?
  • 28. Trocas gasosas Biologia e Geologia – 10º ano Maria João Drumond / maio 2015 • Utilizam O2 armazenado no sangue e não nos pulmões. • Têm duas vezes e meia mais sangue do que um homem do mesmo tamanho • O coração baixa a frequência e o sangue circula apenas nos órgãos vitais e músculos necessários • Os músculos têm elevada % de mioglobina, proteína com função de armazenamento de oxigénio.