SlideShare uma empresa Scribd logo
CORREIO POPULAR
Publicada em 10/6/2010
Cidades
Ministério Público investiga poda irregular de árvores
Relatório apresentado por engenheiros e endossada pela OAB e pela Proesp condena
prática realizada pela Prefeitura
Priscila Medina
ESPECIAL PARA A AGÊNCIA ANHANGUERA
cidades@rac.com.br
O Ministério Público vai investigar os critérios adotados pela Administração para a poda de
árvores em Campinas. A ação tem como base um relatório assinado pelo engenheiro
agrônomo Carlos Alberto Gomes Henriques e pelo engenheiro florestal José Hamilton de
Aguirre Junior, que condena as práticas de poda realizadas pela Prefeitura desde 2009.
A denúncia foi endossada pelo representante da Comissão do Meio Ambiente da OAB
Campinas, Marcos Roberto Boni, e pela diretora da Sociedade Protetora da Diversidade
das Espécies (Proesp), Márcia Corrêa.
Para os ambientalistas, a limpeza de terrenos e a poda das árvores, apesar de necessária
em espaços urbanos, é realizada de forma abusiva pela Prefeitura e pode prejudicar a
floração, frutificação e até a sobrevivência de algumas espécies.
“Desde 2009, o governo municipal tem efetuado a poda e a limpeza das áreas verdes de
maneira agressiva ao meio ambiente. As árvores têm perdido, em média, um terço de suas
copas, o que configura poda drástica. Isso prejudica a capacidade de absorção de carbono
e até a sobrevivência da árvore”, afirma Henriques. “Os critérios técnicos da poda precisam
ser revistos. A Prefeitura, ou não está ouvindo seus especialistas, ou eles estão
equivocados”, disse.
O promotor de Justiça do meio ambiente, José Roberto Albejante, afirmou que os
documentos apresentados pelos especialistas já estão sendo analisados no Ministério
Público. “Constando um comportamento danoso, vamos agir para prevenir a recorrência
desse comportamento”, afirmou.
A Câmara Municipal também está investigando o assunto e já emitiu um requerimento de
convocação para o Secretário de Serviços Públicos, Flávio Augusto Ferrari, e para o diretor
do Departamento de Parques e Jardins, Ronaldo de Souza, que deverão esclarecer os
critérios de poda e extração de árvores em Campinas.
Prefeitura
O engenheiro agrônomo da Prefeitura responsável pelas podas, Luiz Cláudio Nogueira
Mello, afirmou que o corte foi planejado e está ocorrendo na época correta, o que evita que
as plantas sofram. Além disso, é aplicado um fungicida nas partes expostas dos troncos
para evitar doenças. “Essa poda é uma abertura para a população. Com a vegetação alta
ninguém tem coragem de passar por estas áreas durante a noite. Mas a vegetação volta,
daqui quatro anos vai estar tudo fechado mais uma vez”, disse.
De acordo com o diretor do Departamento de Parques e Jardins de Campinas, Ronaldo de
Souza, a poda está sendo feita de maneira correta, visando a segurança da população e
sem prejudicar o meio ambiente. “É uma poda de condução que está dentro da lei de
urbanização.” Para ele, a explicação para o impasse é política. “O período em que estamos
é complicado. Como é ano eleitoral querem apagar o brilho do projeto de revitalização.”
Praça limpa
Nas últimas terça e quarta-feiras, os trabalhadores da Prefeitura estiveram nos canteiros
centrais na avenida Aquidabã onde realizaram um Projeto de Revitalização e Urbanização,
inclusive na ilha verde que fica em frente ao colégio Pio XII.
As copas das árvores foram levantadas, muitos galhos podados e três touceiras de bambus
eliminadas. “Estes bambus estavam aqui há 30 anos, isso é uma riqueza, não tem razão
para tirar daqui. As árvores que eles estão podando faziam sombra, sem elas as plantas
rasteiras vão morrer. Vão tirar tudo para plantar grama e falam que é para melhorar a
iluminação. Iluminação se resolve com poste, não com cortes”, afirmou Henriques, que
estudou no colégio Pio XII e diz lembrar das touceiras daquela época.
“Aqui, nas touceiras de bambu, moravam alguns moradores de rua. Fora isso, o bambu tira
muita água do solo. Por isso é importante elas serem retiradas”, afirmou o engenheiro
agrônomo da Prefeitura. Segundo Mello, além da grama outras árvores nativas serão
plantadas no local em até 20 dias.
Pesquisadora considera a ação abusiva
Segundo a professora Dionete Santin, pesquisadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas
Ambientais (Nepam) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a poda de árvores
em perímetro urbano é necessária, mas não da forma que é feita pela Prefeitura. “A poda é
um mal que deve ser feito só quando necessário. Para evitar conflito entre galhos e a fiação
elétrica, ou liberar a passagem de pessoas e veículo”, afirma.
Para a pesquisadora, a poda organizada em Campinas é abusiva e prejudica não apenas a
planta, como também a população. “Antes, uma árvore dava uma sombra que gerava
conforto ambiental, agora essa mesma árvore não gera quase sombra e não protege a
população. A sombra é importante inclusive se você for pensar nos números de câncer de
pele que só aumentam”. (PM/AAN)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Conservação da biodiversidade urbana
Conservação da biodiversidade urbanaConservação da biodiversidade urbana
Conservação da biodiversidade urbana
Maria Nunes
 
Lay artigo 2
Lay artigo 2Lay artigo 2
Lay artigo 2
morgannaprata
 
Biodiversidade urbana 1
Biodiversidade urbana 1 Biodiversidade urbana 1
Biodiversidade urbana 1
Idalina Neves
 
Cons. da biodiversidade em espaço urbano
Cons. da biodiversidade em espaço urbanoCons. da biodiversidade em espaço urbano
Cons. da biodiversidade em espaço urbano
Mário Miranda
 
Programa Municipal de Conservação, Uso Racional e Reaproveitamento das Águas
Programa Municipal de Conservação, Uso Racional e Reaproveitamento das ÁguasPrograma Municipal de Conservação, Uso Racional e Reaproveitamento das Águas
Programa Municipal de Conservação, Uso Racional e Reaproveitamento das Águas
vermtutty
 
Seminário Desafios Ambientais Contemporâneos - Mesa 1 Laura Bueno - Escassez ...
Seminário Desafios Ambientais Contemporâneos - Mesa 1 Laura Bueno - Escassez ...Seminário Desafios Ambientais Contemporâneos - Mesa 1 Laura Bueno - Escassez ...
Seminário Desafios Ambientais Contemporâneos - Mesa 1 Laura Bueno - Escassez ...
Semasa - Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André
 
As cidades sustentáveis do brasil.pptx ana laura joão vitor - mariana e natalia
As cidades sustentáveis do brasil.pptx ana laura  joão vitor - mariana e nataliaAs cidades sustentáveis do brasil.pptx ana laura  joão vitor - mariana e natalia
As cidades sustentáveis do brasil.pptx ana laura joão vitor - mariana e natalia
norivalfp
 
Conservação da biodiversidade em espaço urbano
Conservação da biodiversidade em espaço urbanoConservação da biodiversidade em espaço urbano
Conservação da biodiversidade em espaço urbano
Sara Lima
 
SISTEMA MODULAR DE USINAS DE COMPOSTAGEM
SISTEMA MODULAR DE USINAS DE COMPOSTAGEMSISTEMA MODULAR DE USINAS DE COMPOSTAGEM
SISTEMA MODULAR DE USINAS DE COMPOSTAGEM
Hiram Sartori
 
Conservação da biodiversidade em espaço urbano 2
Conservação da biodiversidade em espaço urbano 2Conservação da biodiversidade em espaço urbano 2
Conservação da biodiversidade em espaço urbano 2
Mário Miranda
 
Projeto tratamento de lixo piloto sairé
Projeto  tratamento de lixo  piloto sairéProjeto  tratamento de lixo  piloto sairé
Projeto tratamento de lixo piloto sairé
Ice Brasil
 
Visita de estudo em diapositivos
Visita de estudo em diapositivosVisita de estudo em diapositivos
Visita de estudo em diapositivos
TINASILVARIBEIRO
 
11º SINDUSCON - Marcelo Vassalo
11º SINDUSCON - Marcelo Vassalo11º SINDUSCON - Marcelo Vassalo
11º SINDUSCON - Marcelo Vassalo
MarceloVassalo
 
Modelo apresentação ciclo MAUI 2016
Modelo apresentação ciclo MAUI 2016Modelo apresentação ciclo MAUI 2016
Modelo apresentação ciclo MAUI 2016
malanger
 
A economia do lixo
A economia do lixoA economia do lixo
A economia do lixo
AlanLoures1
 
Destino final do lixo em campo Grande ms
Destino final do lixo em campo Grande  msDestino final do lixo em campo Grande  ms
Destino final do lixo em campo Grande ms
joao paulo
 
Construcao civil cartilha de gerenciamento de residuos solidos
Construcao civil   cartilha de gerenciamento de residuos solidosConstrucao civil   cartilha de gerenciamento de residuos solidos
Construcao civil cartilha de gerenciamento de residuos solidos
Cosmo Palasio
 
1b
1b1b
Geoprocessamento
GeoprocessamentoGeoprocessamento
Geoprocessamento
Flávio Bigossi
 
A apresent belo-monte
A apresent belo-monteA apresent belo-monte
A apresent belo-monte
Patricia Cornils
 

Mais procurados (20)

Conservação da biodiversidade urbana
Conservação da biodiversidade urbanaConservação da biodiversidade urbana
Conservação da biodiversidade urbana
 
Lay artigo 2
Lay artigo 2Lay artigo 2
Lay artigo 2
 
Biodiversidade urbana 1
Biodiversidade urbana 1 Biodiversidade urbana 1
Biodiversidade urbana 1
 
Cons. da biodiversidade em espaço urbano
Cons. da biodiversidade em espaço urbanoCons. da biodiversidade em espaço urbano
Cons. da biodiversidade em espaço urbano
 
Programa Municipal de Conservação, Uso Racional e Reaproveitamento das Águas
Programa Municipal de Conservação, Uso Racional e Reaproveitamento das ÁguasPrograma Municipal de Conservação, Uso Racional e Reaproveitamento das Águas
Programa Municipal de Conservação, Uso Racional e Reaproveitamento das Águas
 
Seminário Desafios Ambientais Contemporâneos - Mesa 1 Laura Bueno - Escassez ...
Seminário Desafios Ambientais Contemporâneos - Mesa 1 Laura Bueno - Escassez ...Seminário Desafios Ambientais Contemporâneos - Mesa 1 Laura Bueno - Escassez ...
Seminário Desafios Ambientais Contemporâneos - Mesa 1 Laura Bueno - Escassez ...
 
As cidades sustentáveis do brasil.pptx ana laura joão vitor - mariana e natalia
As cidades sustentáveis do brasil.pptx ana laura  joão vitor - mariana e nataliaAs cidades sustentáveis do brasil.pptx ana laura  joão vitor - mariana e natalia
As cidades sustentáveis do brasil.pptx ana laura joão vitor - mariana e natalia
 
Conservação da biodiversidade em espaço urbano
Conservação da biodiversidade em espaço urbanoConservação da biodiversidade em espaço urbano
Conservação da biodiversidade em espaço urbano
 
SISTEMA MODULAR DE USINAS DE COMPOSTAGEM
SISTEMA MODULAR DE USINAS DE COMPOSTAGEMSISTEMA MODULAR DE USINAS DE COMPOSTAGEM
SISTEMA MODULAR DE USINAS DE COMPOSTAGEM
 
Conservação da biodiversidade em espaço urbano 2
Conservação da biodiversidade em espaço urbano 2Conservação da biodiversidade em espaço urbano 2
Conservação da biodiversidade em espaço urbano 2
 
Projeto tratamento de lixo piloto sairé
Projeto  tratamento de lixo  piloto sairéProjeto  tratamento de lixo  piloto sairé
Projeto tratamento de lixo piloto sairé
 
Visita de estudo em diapositivos
Visita de estudo em diapositivosVisita de estudo em diapositivos
Visita de estudo em diapositivos
 
11º SINDUSCON - Marcelo Vassalo
11º SINDUSCON - Marcelo Vassalo11º SINDUSCON - Marcelo Vassalo
11º SINDUSCON - Marcelo Vassalo
 
Modelo apresentação ciclo MAUI 2016
Modelo apresentação ciclo MAUI 2016Modelo apresentação ciclo MAUI 2016
Modelo apresentação ciclo MAUI 2016
 
A economia do lixo
A economia do lixoA economia do lixo
A economia do lixo
 
Destino final do lixo em campo Grande ms
Destino final do lixo em campo Grande  msDestino final do lixo em campo Grande  ms
Destino final do lixo em campo Grande ms
 
Construcao civil cartilha de gerenciamento de residuos solidos
Construcao civil   cartilha de gerenciamento de residuos solidosConstrucao civil   cartilha de gerenciamento de residuos solidos
Construcao civil cartilha de gerenciamento de residuos solidos
 
1b
1b1b
1b
 
Geoprocessamento
GeoprocessamentoGeoprocessamento
Geoprocessamento
 
A apresent belo-monte
A apresent belo-monteA apresent belo-monte
A apresent belo-monte
 

Semelhante a 10a

Anexo1a
Anexo1aAnexo1a
On gs querem o bairro cambuí mais verde
On gs querem o bairro cambuí mais verdeOn gs querem o bairro cambuí mais verde
On gs querem o bairro cambuí mais verde
Resgate Cambuí
 
A1
A1A1
Matéria do Correio Popular de hoje
Matéria do Correio Popular de hojeMatéria do Correio Popular de hoje
Matéria do Correio Popular de hoje
Resgate Cambuí
 
Campinas: grupos questionam plantio de 1 milhão de árvores
Campinas: grupos questionam plantio de 1 milhão de árvoresCampinas: grupos questionam plantio de 1 milhão de árvores
Campinas: grupos questionam plantio de 1 milhão de árvores
resgate cambui ong
 
jornal c
jornal cjornal c
5a
5a5a
Gau decreto 15986 set_2007
Gau decreto 15986 set_2007Gau decreto 15986 set_2007
Gau decreto 15986 set_2007
Resgate Cambuí
 
Tese revela prejuízos das podas radicais à cidade
Tese revela prejuízos das podas radicais à cidadeTese revela prejuízos das podas radicais à cidade
Tese revela prejuízos das podas radicais à cidade
resgate cambui ong
 
4 a
4 a4 a
Piloto arborização
Piloto arborizaçãoPiloto arborização
A cidade como parte de um ecossistema e a diminuição da arborização decorrent...
A cidade como parte de um ecossistema e a diminuição da arborização decorrent...A cidade como parte de um ecossistema e a diminuição da arborização decorrent...
A cidade como parte de um ecossistema e a diminuição da arborização decorrent...
Gabriela Cristina Sganzerla
 
Rio Info 2010 - Negócios em Fórum - Responsabilidade Socioambiental - Abner f...
Rio Info 2010 - Negócios em Fórum - Responsabilidade Socioambiental - Abner f...Rio Info 2010 - Negócios em Fórum - Responsabilidade Socioambiental - Abner f...
Rio Info 2010 - Negócios em Fórum - Responsabilidade Socioambiental - Abner f...
Rio Info
 
Aula 05 agentes poluidores do solo
Aula 05   agentes poluidores do soloAula 05   agentes poluidores do solo
Aula 05 agentes poluidores do solo
Proftatiane
 
Aula 05 agentes poluidores do solo
Aula 05   agentes poluidores do soloAula 05   agentes poluidores do solo
Aula 05 agentes poluidores do solo
Proftatiane
 
Embrapa arvores urbanas
Embrapa arvores urbanasEmbrapa arvores urbanas
Embrapa arvores urbanas
Alexandre Panerai
 
Diagnostico arborização campinas joaquim
Diagnostico arborização campinas joaquimDiagnostico arborização campinas joaquim
Diagnostico arborização campinas joaquim
Resgate Cambuí
 
Disque denúncia contra cortes de árvores tem 15 denúncias em 1 semana
Disque denúncia contra cortes de árvores tem 15 denúncias em 1 semanaDisque denúncia contra cortes de árvores tem 15 denúncias em 1 semana
Disque denúncia contra cortes de árvores tem 15 denúncias em 1 semana
Florespi
 
Pdf danos causados_ao_patrimonio_publico
Pdf danos causados_ao_patrimonio_publicoPdf danos causados_ao_patrimonio_publico
Pdf danos causados_ao_patrimonio_publico
Lidiane Medeiros
 
11a
11a11a

Semelhante a 10a (20)

Anexo1a
Anexo1aAnexo1a
Anexo1a
 
On gs querem o bairro cambuí mais verde
On gs querem o bairro cambuí mais verdeOn gs querem o bairro cambuí mais verde
On gs querem o bairro cambuí mais verde
 
A1
A1A1
A1
 
Matéria do Correio Popular de hoje
Matéria do Correio Popular de hojeMatéria do Correio Popular de hoje
Matéria do Correio Popular de hoje
 
Campinas: grupos questionam plantio de 1 milhão de árvores
Campinas: grupos questionam plantio de 1 milhão de árvoresCampinas: grupos questionam plantio de 1 milhão de árvores
Campinas: grupos questionam plantio de 1 milhão de árvores
 
jornal c
jornal cjornal c
jornal c
 
5a
5a5a
5a
 
Gau decreto 15986 set_2007
Gau decreto 15986 set_2007Gau decreto 15986 set_2007
Gau decreto 15986 set_2007
 
Tese revela prejuízos das podas radicais à cidade
Tese revela prejuízos das podas radicais à cidadeTese revela prejuízos das podas radicais à cidade
Tese revela prejuízos das podas radicais à cidade
 
4 a
4 a4 a
4 a
 
Piloto arborização
Piloto arborizaçãoPiloto arborização
Piloto arborização
 
A cidade como parte de um ecossistema e a diminuição da arborização decorrent...
A cidade como parte de um ecossistema e a diminuição da arborização decorrent...A cidade como parte de um ecossistema e a diminuição da arborização decorrent...
A cidade como parte de um ecossistema e a diminuição da arborização decorrent...
 
Rio Info 2010 - Negócios em Fórum - Responsabilidade Socioambiental - Abner f...
Rio Info 2010 - Negócios em Fórum - Responsabilidade Socioambiental - Abner f...Rio Info 2010 - Negócios em Fórum - Responsabilidade Socioambiental - Abner f...
Rio Info 2010 - Negócios em Fórum - Responsabilidade Socioambiental - Abner f...
 
Aula 05 agentes poluidores do solo
Aula 05   agentes poluidores do soloAula 05   agentes poluidores do solo
Aula 05 agentes poluidores do solo
 
Aula 05 agentes poluidores do solo
Aula 05   agentes poluidores do soloAula 05   agentes poluidores do solo
Aula 05 agentes poluidores do solo
 
Embrapa arvores urbanas
Embrapa arvores urbanasEmbrapa arvores urbanas
Embrapa arvores urbanas
 
Diagnostico arborização campinas joaquim
Diagnostico arborização campinas joaquimDiagnostico arborização campinas joaquim
Diagnostico arborização campinas joaquim
 
Disque denúncia contra cortes de árvores tem 15 denúncias em 1 semana
Disque denúncia contra cortes de árvores tem 15 denúncias em 1 semanaDisque denúncia contra cortes de árvores tem 15 denúncias em 1 semana
Disque denúncia contra cortes de árvores tem 15 denúncias em 1 semana
 
Pdf danos causados_ao_patrimonio_publico
Pdf danos causados_ao_patrimonio_publicoPdf danos causados_ao_patrimonio_publico
Pdf danos causados_ao_patrimonio_publico
 
11a
11a11a
11a
 

Mais de Resgate Cambuí

MP regularização fundiária
MP regularização fundiáriaMP regularização fundiária
MP regularização fundiária
Resgate Cambuí
 
Inquérito civil Sanasa/aumento abusivo
Inquérito civil Sanasa/aumento abusivoInquérito civil Sanasa/aumento abusivo
Inquérito civil Sanasa/aumento abusivo
Resgate Cambuí
 
EMDEC/ilegalidades transp. publico
EMDEC/ilegalidades transp. publicoEMDEC/ilegalidades transp. publico
EMDEC/ilegalidades transp. publico
Resgate Cambuí
 
8a
8a8a
6a
6a6a
4a
4a4a
1a
1a1a
Concorrência 006 2017
Concorrência 006 2017Concorrência 006 2017
Concorrência 006 2017
Resgate Cambuí
 
Esclarecimento de questionamento_3_2017-12-04_14_51_42
Esclarecimento de questionamento_3_2017-12-04_14_51_42Esclarecimento de questionamento_3_2017-12-04_14_51_42
Esclarecimento de questionamento_3_2017-12-04_14_51_42
Resgate Cambuí
 
Esclarecimento de questionamento_2_2017-12-04_14_51_35
Esclarecimento de questionamento_2_2017-12-04_14_51_35Esclarecimento de questionamento_2_2017-12-04_14_51_35
Esclarecimento de questionamento_2_2017-12-04_14_51_35
Resgate Cambuí
 
Esclarecimento de questionamento_1_2017-12-04_14_51_31
Esclarecimento de questionamento_1_2017-12-04_14_51_31Esclarecimento de questionamento_1_2017-12-04_14_51_31
Esclarecimento de questionamento_1_2017-12-04_14_51_31
Resgate Cambuí
 
Comunicado de resposta_de_esclarecimento_da_concorrencia_n_062017_2017-12-04_...
Comunicado de resposta_de_esclarecimento_da_concorrencia_n_062017_2017-12-04_...Comunicado de resposta_de_esclarecimento_da_concorrencia_n_062017_2017-12-04_...
Comunicado de resposta_de_esclarecimento_da_concorrencia_n_062017_2017-12-04_...
Resgate Cambuí
 
Comunicado de resposta_de_esclarecimento_2017-12-04_14_51_40
Comunicado de resposta_de_esclarecimento_2017-12-04_14_51_40Comunicado de resposta_de_esclarecimento_2017-12-04_14_51_40
Comunicado de resposta_de_esclarecimento_2017-12-04_14_51_40
Resgate Cambuí
 
Anexo ii _projeto_basico_2017-12-04_14_50_29
Anexo ii _projeto_basico_2017-12-04_14_50_29Anexo ii _projeto_basico_2017-12-04_14_50_29
Anexo ii _projeto_basico_2017-12-04_14_50_29
Resgate Cambuí
 
Edital 2017 12-04-14_50_25
Edital 2017 12-04-14_50_25Edital 2017 12-04-14_50_25
Edital 2017 12-04-14_50_25
Resgate Cambuí
 
Diferença pl câmara e minuta 5
Diferença pl câmara e minuta 5Diferença pl câmara e minuta 5
Diferença pl câmara e minuta 5
Resgate Cambuí
 
Minuta 5
Minuta 5Minuta 5
Minuta 5
Resgate Cambuí
 
Pl câmara
Pl câmaraPl câmara
Pl câmara
Resgate Cambuí
 
Parecer final cmdu pdf.2
Parecer final cmdu pdf.2Parecer final cmdu pdf.2
Parecer final cmdu pdf.2
Resgate Cambuí
 
Parklet/Relatorio reunião 22/8/17
Parklet/Relatorio reunião 22/8/17Parklet/Relatorio reunião 22/8/17
Parklet/Relatorio reunião 22/8/17
Resgate Cambuí
 

Mais de Resgate Cambuí (20)

MP regularização fundiária
MP regularização fundiáriaMP regularização fundiária
MP regularização fundiária
 
Inquérito civil Sanasa/aumento abusivo
Inquérito civil Sanasa/aumento abusivoInquérito civil Sanasa/aumento abusivo
Inquérito civil Sanasa/aumento abusivo
 
EMDEC/ilegalidades transp. publico
EMDEC/ilegalidades transp. publicoEMDEC/ilegalidades transp. publico
EMDEC/ilegalidades transp. publico
 
8a
8a8a
8a
 
6a
6a6a
6a
 
4a
4a4a
4a
 
1a
1a1a
1a
 
Concorrência 006 2017
Concorrência 006 2017Concorrência 006 2017
Concorrência 006 2017
 
Esclarecimento de questionamento_3_2017-12-04_14_51_42
Esclarecimento de questionamento_3_2017-12-04_14_51_42Esclarecimento de questionamento_3_2017-12-04_14_51_42
Esclarecimento de questionamento_3_2017-12-04_14_51_42
 
Esclarecimento de questionamento_2_2017-12-04_14_51_35
Esclarecimento de questionamento_2_2017-12-04_14_51_35Esclarecimento de questionamento_2_2017-12-04_14_51_35
Esclarecimento de questionamento_2_2017-12-04_14_51_35
 
Esclarecimento de questionamento_1_2017-12-04_14_51_31
Esclarecimento de questionamento_1_2017-12-04_14_51_31Esclarecimento de questionamento_1_2017-12-04_14_51_31
Esclarecimento de questionamento_1_2017-12-04_14_51_31
 
Comunicado de resposta_de_esclarecimento_da_concorrencia_n_062017_2017-12-04_...
Comunicado de resposta_de_esclarecimento_da_concorrencia_n_062017_2017-12-04_...Comunicado de resposta_de_esclarecimento_da_concorrencia_n_062017_2017-12-04_...
Comunicado de resposta_de_esclarecimento_da_concorrencia_n_062017_2017-12-04_...
 
Comunicado de resposta_de_esclarecimento_2017-12-04_14_51_40
Comunicado de resposta_de_esclarecimento_2017-12-04_14_51_40Comunicado de resposta_de_esclarecimento_2017-12-04_14_51_40
Comunicado de resposta_de_esclarecimento_2017-12-04_14_51_40
 
Anexo ii _projeto_basico_2017-12-04_14_50_29
Anexo ii _projeto_basico_2017-12-04_14_50_29Anexo ii _projeto_basico_2017-12-04_14_50_29
Anexo ii _projeto_basico_2017-12-04_14_50_29
 
Edital 2017 12-04-14_50_25
Edital 2017 12-04-14_50_25Edital 2017 12-04-14_50_25
Edital 2017 12-04-14_50_25
 
Diferença pl câmara e minuta 5
Diferença pl câmara e minuta 5Diferença pl câmara e minuta 5
Diferença pl câmara e minuta 5
 
Minuta 5
Minuta 5Minuta 5
Minuta 5
 
Pl câmara
Pl câmaraPl câmara
Pl câmara
 
Parecer final cmdu pdf.2
Parecer final cmdu pdf.2Parecer final cmdu pdf.2
Parecer final cmdu pdf.2
 
Parklet/Relatorio reunião 22/8/17
Parklet/Relatorio reunião 22/8/17Parklet/Relatorio reunião 22/8/17
Parklet/Relatorio reunião 22/8/17
 

10a

  • 1. CORREIO POPULAR Publicada em 10/6/2010 Cidades Ministério Público investiga poda irregular de árvores Relatório apresentado por engenheiros e endossada pela OAB e pela Proesp condena prática realizada pela Prefeitura Priscila Medina ESPECIAL PARA A AGÊNCIA ANHANGUERA cidades@rac.com.br O Ministério Público vai investigar os critérios adotados pela Administração para a poda de árvores em Campinas. A ação tem como base um relatório assinado pelo engenheiro agrônomo Carlos Alberto Gomes Henriques e pelo engenheiro florestal José Hamilton de Aguirre Junior, que condena as práticas de poda realizadas pela Prefeitura desde 2009. A denúncia foi endossada pelo representante da Comissão do Meio Ambiente da OAB Campinas, Marcos Roberto Boni, e pela diretora da Sociedade Protetora da Diversidade das Espécies (Proesp), Márcia Corrêa. Para os ambientalistas, a limpeza de terrenos e a poda das árvores, apesar de necessária em espaços urbanos, é realizada de forma abusiva pela Prefeitura e pode prejudicar a floração, frutificação e até a sobrevivência de algumas espécies. “Desde 2009, o governo municipal tem efetuado a poda e a limpeza das áreas verdes de maneira agressiva ao meio ambiente. As árvores têm perdido, em média, um terço de suas copas, o que configura poda drástica. Isso prejudica a capacidade de absorção de carbono e até a sobrevivência da árvore”, afirma Henriques. “Os critérios técnicos da poda precisam ser revistos. A Prefeitura, ou não está ouvindo seus especialistas, ou eles estão equivocados”, disse. O promotor de Justiça do meio ambiente, José Roberto Albejante, afirmou que os documentos apresentados pelos especialistas já estão sendo analisados no Ministério Público. “Constando um comportamento danoso, vamos agir para prevenir a recorrência desse comportamento”, afirmou. A Câmara Municipal também está investigando o assunto e já emitiu um requerimento de convocação para o Secretário de Serviços Públicos, Flávio Augusto Ferrari, e para o diretor do Departamento de Parques e Jardins, Ronaldo de Souza, que deverão esclarecer os critérios de poda e extração de árvores em Campinas. Prefeitura O engenheiro agrônomo da Prefeitura responsável pelas podas, Luiz Cláudio Nogueira Mello, afirmou que o corte foi planejado e está ocorrendo na época correta, o que evita que as plantas sofram. Além disso, é aplicado um fungicida nas partes expostas dos troncos para evitar doenças. “Essa poda é uma abertura para a população. Com a vegetação alta ninguém tem coragem de passar por estas áreas durante a noite. Mas a vegetação volta, daqui quatro anos vai estar tudo fechado mais uma vez”, disse. De acordo com o diretor do Departamento de Parques e Jardins de Campinas, Ronaldo de Souza, a poda está sendo feita de maneira correta, visando a segurança da população e sem prejudicar o meio ambiente. “É uma poda de condução que está dentro da lei de urbanização.” Para ele, a explicação para o impasse é política. “O período em que estamos é complicado. Como é ano eleitoral querem apagar o brilho do projeto de revitalização.”
  • 2. Praça limpa Nas últimas terça e quarta-feiras, os trabalhadores da Prefeitura estiveram nos canteiros centrais na avenida Aquidabã onde realizaram um Projeto de Revitalização e Urbanização, inclusive na ilha verde que fica em frente ao colégio Pio XII. As copas das árvores foram levantadas, muitos galhos podados e três touceiras de bambus eliminadas. “Estes bambus estavam aqui há 30 anos, isso é uma riqueza, não tem razão para tirar daqui. As árvores que eles estão podando faziam sombra, sem elas as plantas rasteiras vão morrer. Vão tirar tudo para plantar grama e falam que é para melhorar a iluminação. Iluminação se resolve com poste, não com cortes”, afirmou Henriques, que estudou no colégio Pio XII e diz lembrar das touceiras daquela época. “Aqui, nas touceiras de bambu, moravam alguns moradores de rua. Fora isso, o bambu tira muita água do solo. Por isso é importante elas serem retiradas”, afirmou o engenheiro agrônomo da Prefeitura. Segundo Mello, além da grama outras árvores nativas serão plantadas no local em até 20 dias. Pesquisadora considera a ação abusiva Segundo a professora Dionete Santin, pesquisadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais (Nepam) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a poda de árvores em perímetro urbano é necessária, mas não da forma que é feita pela Prefeitura. “A poda é um mal que deve ser feito só quando necessário. Para evitar conflito entre galhos e a fiação elétrica, ou liberar a passagem de pessoas e veículo”, afirma. Para a pesquisadora, a poda organizada em Campinas é abusiva e prejudica não apenas a planta, como também a população. “Antes, uma árvore dava uma sombra que gerava conforto ambiental, agora essa mesma árvore não gera quase sombra e não protege a população. A sombra é importante inclusive se você for pensar nos números de câncer de pele que só aumentam”. (PM/AAN)