SlideShare uma empresa Scribd logo
Serginho
Professor de Química
Renovar-se
Faz parte
do mundo
Marista
Serginho
Professor de Química
PRIMEIROS MODELOS ATÔMICOS
NÚMEROS DE IDENTIFICAÇÃO
SEMELHANÇAS ATÔMICAS
Serginho
Professor de Química
Modelo atômico é a
imagem elaborada
mentalmente para
representar o átomo.
Essa imagem é feita
a partir de dados
experimentais.
MODELO ATÔMICO...
Serginho
Professor de Química
Leucipo de
Mileto
e Demócrito
(450 a.C.)
A IDEIA DO ÁTOMO...
Serginho
Professor de Química
1803, o químico inglês John Dalton desenvolveu uma
teoria sobre a estrutura da matéria, retomando a ideia dos
filósofos Leucipo e Demócrito. “Teoria atômica de Dalton”
1. Toda matéria é formada de minúsculas
partículas esféricas e maciças denominadas
átomos, que não podem ser criados nem
destruídos. Cada substância é constituída
de um único tipo de átomo;
2. Os elementos são formados por átomos
isolados iguais, com mesma massa e
tamanho, sendo eles indivisíveis;
TEORIA ATÔMICA
DE DALTON
Serginho
Professor de Química
3. A combinação de diferentes átomos origina
substâncias diferentes.
TEORIA ATÔMICA DE
DALTON
Os postulados de Dalton puderam, então, explicar as leis
ponderais de Antoine Lavoisier e Joseph Louis Proust.
Água (H2O), líquido incolor.
Serginho
Professor de Química
LEIS PONDERAIS
“Lei de Lavoisier” 🡪 Lei de Conservação das Massas
“Na natureza, nada se perde, nada se cria, tudo se transforma.”
Serginho
Professor de Química
LEIS PONDERAIS
“Lei de Proust” 🡪 Lei das Proporções Constantes
“Toda substância apresenta uma proporção em massa constante na sua composição.”
Qualquer que seja a experiência para a obtenção do gás carbônico, a
proporção entre os átomos de carbono e oxigênio se mantém constante.
Serginho
Professor de Química
A EVOLUÇÃO DO MODELO
ATÔMICO
A NATUREZA ELÉTRICA DA
MATÉRIA
Serginho
Professor de Química
TUBOS DE RAIOS CATÓDICOS (AMPOLAS DE CROOKES)
ESTUDO DA CONDUÇÃO DE CORRENTE ELÉTRICA POR GASES À BAIXA PRESSÃO E ALTA VOLTAGEM
RAIOS CATÓDICOS = ELÉTRONS
PARTÍCULAS NEGATIVAS SUBATÔMICAS
A EVOLUÇÃO DO MODELO
ATÔMICO
Serginho
Professor de Química
1897: “Pudim de Passas”
MODELO DE THOMSON
Serginho
Professor de Química
A RADIOATIVIDADE?
- Em 1897, o físico francês, Antoine Henry Becquerel descobriu que o elemento
urânio emitia raios que tinham a capacidade de atravessar objetos opacos e revelar
filmes.
- Pierre e Marie Curie isolaram outros novos elementos como o rádio e o polônio,
com a mesma propriedade, que foi denominada de radioatividade, em 1898.
Serginho
Professor de Química
• Rutherford demonstra que uma parte da radiação de certos
elementos radioativos eram partículas carregadas
positivamente movendo-se em grande velocidade e que
foram denominadas de partículas alfa (α). Posteriormente
comprovou-se que estas partículas correspondiam a núcleos
de Hélio duplamente ionizados.
A RADIOATIVIDADE?
Serginho
Professor de Química
Fatos
• A maioria dos raios passa direto pelas placas
de metal;
• Algumas partículas sofrem desvio em uma das
placas de ouro;
• Pouquíssimas partículas são rebatidas.
EXPERIMENTO DE RUTHERFORD
Serginho
Professor de Química
1911 – “Modelo Planetário”
MODELO DE RUTHERFORD
Conclusões:
1. Há um grande espaço vazio entre os átomos.
2. Há uma região muito pequena e muito densa: NÚCLEO.
3. O núcleo é positivo.
Obs.: O nêutron foi
descoberto em 1932
por James Chadwick
Serginho
Professor de Química
Partícula Carga Relativa Massa Relativa
Próton +1 1
Nêutron 0 1
Elétron -1 1/~1840
OBSERVAÇÕES :
1. No estado fundamental o átomo é eletricamente neutro, então o número
de cargas positivas (prótons) é igual ao número de cargas
negativas(elétrons).
2. A massa do átomo está concentrada no núcleo, pois é nele que se
localizam os prótons e nêutrons (partículas subatômicas que apresentam
massa).
3. O núcleo é cerca de 10.000 a 100.000 vezes menor que o átomo como um
todo.
AS PARTÍCULAS SUBATÔMICAS
Serginho
Professor de Química
NÚMERO ATÔMICO (Z) É o número de prótons de um
átomo.
Elemento químico: Conjunto de átomos com mesmo número atômico.
NÚMERO DE MASSA (A) É a soma do número de prótons mais o
número de nêutrons de um átomo.
A=Z+N
SIMBOLOG
IA
Exemplo:
Átomo do elemento Sódio
Número de Massa = 23
Número Atômico: Z=11
11 Prótons e 11 elétrons (estado
fundamental)
A=Z+N 🡪 N=A-Z 🡪 N=23-11 🡪 12 Nêutrons
NÚMEROS DE IDENTIFICAÇÃO
Serginho
Professor de Química
ÍON Espécie em desequilíbrio elétrico.
Nº de Prótons ≠ Nº de Elétrons
Obs.: Ocorre pela perda ou ganho de elétrons.
♦ CÁTION Íon positivo Perda de elétron
REPRESENTAÇÃO 🡪 X+ ; X2+ ; X3+
♦ ÂNION Íon negativo ganho de elétron
REPRESENTAÇÃO 🡪 X- ; X2- ; X3-
Exemplo:
Número Atômico: Z=11 11 Prótons
Carga 1+ 🡪 perdeu 1 elétron 10 elétrons
Número Atômico: Z=16 16 Prótons
Carga 2- 🡪 ganhou 2 elétrons 18 elétrons
ÍONS
Serginho
Professor de Química
ISOTOPOS
São átomos que apresentam mesmo número atômico
e diferente número de massa atômica.
Ex.: 1H1
1H2
1H3
(Hidrogênio) (Deutério) (Trítio)
Obs.: Os isótopos são sempre átomos de um mesmo elemento químico.
ISOBAROS
São átomos que apresentam mesmo número de
massa e diferente número atômico.
Ex.: 18Ar40 e 20Ca40
ISOTONOS
São átomos de mesmo número de nêutrons e
diferentes números atômicos e números de massa.
Ex.: 15P31 e 16S32 Ambos possuem 16
nêutrons
SEMELHANÇAS ATÔMICAS
Serginho
Professor de Química
OBSERVAÇÃO
Isoeletrônicos são ESPÉCIES DIFERENTES que
possuem o mesmo número de elétrons.
Ex.: 16S2- e 20Ca2+
18 ELÉTRONS 18 ELÉTRONS

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 02a Modelos Atômicos de Dalton a Rutherford.pptx

Atomistica conteúdo e exercicios
Atomistica   conteúdo e exerciciosAtomistica   conteúdo e exercicios
Atomistica conteúdo e exercicios
Arnowdhy Hudson
 
1 evolucao modelos-atomicos
1   evolucao modelos-atomicos1   evolucao modelos-atomicos
1 evolucao modelos-atomicos
Luis Pedro
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
Profª Alda Ernestina
 
Estrutura Atomica Coc 2010
Estrutura Atomica Coc 2010Estrutura Atomica Coc 2010
Estrutura Atomica Coc 2010
Coc2010
 
Estrutura atomica(1)
Estrutura atomica(1)Estrutura atomica(1)
Estrutura atomica(1)
shirley de oliveira Cardoso
 
Aula elementos químicos
Aula elementos químicosAula elementos químicos
Aula elementos químicos
kaliandra Lisboa
 
STC - O àtomo
 STC - O àtomo STC - O àtomo
STC - O àtomo
Ricardo_Roque
 
Apresentação1.pptx fisica das radiaçõesss
Apresentação1.pptx fisica das radiaçõesssApresentação1.pptx fisica das radiaçõesss
Apresentação1.pptx fisica das radiaçõesss
marioaraujorosas1
 
3 - Modelos Atômicos - de Dalton a Bohr
3 - Modelos Atômicos - de Dalton a Bohr3 - Modelos Atômicos - de Dalton a Bohr
3 - Modelos Atômicos - de Dalton a Bohr
Charles Biral
 
A Evolução do Átomo
A Evolução do ÁtomoA Evolução do Átomo
A Evolução do Átomo
V
 
Histatomo
HistatomoHistatomo
Estrutura atómica_074815.pptx
Estrutura atómica_074815.pptxEstrutura atómica_074815.pptx
Estrutura atómica_074815.pptx
MussageVirgilioSaide
 
Estrutura atómica_074815.pptx
Estrutura atómica_074815.pptxEstrutura atómica_074815.pptx
Estrutura atómica_074815.pptx
MussageVirgilioSaide
 
Estrutura atomica 2012
Estrutura atomica 2012Estrutura atomica 2012
Estrutura atomica 2012
Matheus Oliveira Santana
 
Modelos atômicos thomson e rutherford
Modelos atômicos thomson e rutherfordModelos atômicos thomson e rutherford
Modelos atômicos thomson e rutherford
profaugustosergio
 
Aula 4 modelos atômicos
Aula 4 modelos atômicosAula 4 modelos atômicos
Aula 4 modelos atômicos
Colegio CMC
 
Aula 4 modelos atômicos
Aula 4 modelos atômicosAula 4 modelos atômicos
Aula 4 modelos atômicos
Colegio CMC
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
LuHenrique
 
Modelos atômicos ( 2 ano)
Modelos atômicos ( 2 ano)Modelos atômicos ( 2 ano)
Modelos atômicos ( 2 ano)
Karol Maia
 
Modelos atômicos 2013 coc
Modelos  atômicos 2013   cocModelos  atômicos 2013   coc
Modelos atômicos 2013 coc
José Marcelo Cangemi
 

Semelhante a 02a Modelos Atômicos de Dalton a Rutherford.pptx (20)

Atomistica conteúdo e exercicios
Atomistica   conteúdo e exerciciosAtomistica   conteúdo e exercicios
Atomistica conteúdo e exercicios
 
1 evolucao modelos-atomicos
1   evolucao modelos-atomicos1   evolucao modelos-atomicos
1 evolucao modelos-atomicos
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
 
Estrutura Atomica Coc 2010
Estrutura Atomica Coc 2010Estrutura Atomica Coc 2010
Estrutura Atomica Coc 2010
 
Estrutura atomica(1)
Estrutura atomica(1)Estrutura atomica(1)
Estrutura atomica(1)
 
Aula elementos químicos
Aula elementos químicosAula elementos químicos
Aula elementos químicos
 
STC - O àtomo
 STC - O àtomo STC - O àtomo
STC - O àtomo
 
Apresentação1.pptx fisica das radiaçõesss
Apresentação1.pptx fisica das radiaçõesssApresentação1.pptx fisica das radiaçõesss
Apresentação1.pptx fisica das radiaçõesss
 
3 - Modelos Atômicos - de Dalton a Bohr
3 - Modelos Atômicos - de Dalton a Bohr3 - Modelos Atômicos - de Dalton a Bohr
3 - Modelos Atômicos - de Dalton a Bohr
 
A Evolução do Átomo
A Evolução do ÁtomoA Evolução do Átomo
A Evolução do Átomo
 
Histatomo
HistatomoHistatomo
Histatomo
 
Estrutura atómica_074815.pptx
Estrutura atómica_074815.pptxEstrutura atómica_074815.pptx
Estrutura atómica_074815.pptx
 
Estrutura atómica_074815.pptx
Estrutura atómica_074815.pptxEstrutura atómica_074815.pptx
Estrutura atómica_074815.pptx
 
Estrutura atomica 2012
Estrutura atomica 2012Estrutura atomica 2012
Estrutura atomica 2012
 
Modelos atômicos thomson e rutherford
Modelos atômicos thomson e rutherfordModelos atômicos thomson e rutherford
Modelos atômicos thomson e rutherford
 
Aula 4 modelos atômicos
Aula 4 modelos atômicosAula 4 modelos atômicos
Aula 4 modelos atômicos
 
Aula 4 modelos atômicos
Aula 4 modelos atômicosAula 4 modelos atômicos
Aula 4 modelos atômicos
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
 
Modelos atômicos ( 2 ano)
Modelos atômicos ( 2 ano)Modelos atômicos ( 2 ano)
Modelos atômicos ( 2 ano)
 
Modelos atômicos 2013 coc
Modelos  atômicos 2013   cocModelos  atômicos 2013   coc
Modelos atômicos 2013 coc
 

Mais de Marcela de Jesus

_slides sobre conteudo REAÇÕES INORGÂNCICAS.pdf
_slides sobre conteudo REAÇÕES INORGÂNCICAS.pdf_slides sobre conteudo REAÇÕES INORGÂNCICAS.pdf
_slides sobre conteudo REAÇÕES INORGÂNCICAS.pdf
Marcela de Jesus
 
slides sobre o conteudo _REAÇÃO ORGÂNICA.pdf
slides sobre o conteudo _REAÇÃO ORGÂNICA.pdfslides sobre o conteudo _REAÇÃO ORGÂNICA.pdf
slides sobre o conteudo _REAÇÃO ORGÂNICA.pdf
Marcela de Jesus
 
aula sobre com slidesREAÇÃO ORGÂNICA.pdf
aula sobre com slidesREAÇÃO ORGÂNICA.pdfaula sobre com slidesREAÇÃO ORGÂNICA.pdf
aula sobre com slidesREAÇÃO ORGÂNICA.pdf
Marcela de Jesus
 
Ciencias quero saber corpo humano
Ciencias quero saber corpo humanoCiencias quero saber corpo humano
Ciencias quero saber corpo humano
Marcela de Jesus
 
Ciencias quero saber corpo humano
Ciencias quero saber corpo humanoCiencias quero saber corpo humano
Ciencias quero saber corpo humano
Marcela de Jesus
 
Cartilha coronavirus unimed
Cartilha coronavirus unimedCartilha coronavirus unimed
Cartilha coronavirus unimed
Marcela de Jesus
 
Sistema digestorio
Sistema digestorioSistema digestorio
Sistema digestorio
Marcela de Jesus
 
Seqencia didatica 2 e 3 (1)
Seqencia didatica 2 e 3 (1)Seqencia didatica 2 e 3 (1)
Seqencia didatica 2 e 3 (1)
Marcela de Jesus
 
Prova vertebrados
Prova vertebradosProva vertebrados
Prova vertebrados
Marcela de Jesus
 

Mais de Marcela de Jesus (9)

_slides sobre conteudo REAÇÕES INORGÂNCICAS.pdf
_slides sobre conteudo REAÇÕES INORGÂNCICAS.pdf_slides sobre conteudo REAÇÕES INORGÂNCICAS.pdf
_slides sobre conteudo REAÇÕES INORGÂNCICAS.pdf
 
slides sobre o conteudo _REAÇÃO ORGÂNICA.pdf
slides sobre o conteudo _REAÇÃO ORGÂNICA.pdfslides sobre o conteudo _REAÇÃO ORGÂNICA.pdf
slides sobre o conteudo _REAÇÃO ORGÂNICA.pdf
 
aula sobre com slidesREAÇÃO ORGÂNICA.pdf
aula sobre com slidesREAÇÃO ORGÂNICA.pdfaula sobre com slidesREAÇÃO ORGÂNICA.pdf
aula sobre com slidesREAÇÃO ORGÂNICA.pdf
 
Ciencias quero saber corpo humano
Ciencias quero saber corpo humanoCiencias quero saber corpo humano
Ciencias quero saber corpo humano
 
Ciencias quero saber corpo humano
Ciencias quero saber corpo humanoCiencias quero saber corpo humano
Ciencias quero saber corpo humano
 
Cartilha coronavirus unimed
Cartilha coronavirus unimedCartilha coronavirus unimed
Cartilha coronavirus unimed
 
Sistema digestorio
Sistema digestorioSistema digestorio
Sistema digestorio
 
Seqencia didatica 2 e 3 (1)
Seqencia didatica 2 e 3 (1)Seqencia didatica 2 e 3 (1)
Seqencia didatica 2 e 3 (1)
 
Prova vertebrados
Prova vertebradosProva vertebrados
Prova vertebrados
 

Último

OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 

Último (20)

OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 

02a Modelos Atômicos de Dalton a Rutherford.pptx

  • 2. Serginho Professor de Química PRIMEIROS MODELOS ATÔMICOS NÚMEROS DE IDENTIFICAÇÃO SEMELHANÇAS ATÔMICAS
  • 3. Serginho Professor de Química Modelo atômico é a imagem elaborada mentalmente para representar o átomo. Essa imagem é feita a partir de dados experimentais. MODELO ATÔMICO...
  • 4. Serginho Professor de Química Leucipo de Mileto e Demócrito (450 a.C.) A IDEIA DO ÁTOMO...
  • 5. Serginho Professor de Química 1803, o químico inglês John Dalton desenvolveu uma teoria sobre a estrutura da matéria, retomando a ideia dos filósofos Leucipo e Demócrito. “Teoria atômica de Dalton” 1. Toda matéria é formada de minúsculas partículas esféricas e maciças denominadas átomos, que não podem ser criados nem destruídos. Cada substância é constituída de um único tipo de átomo; 2. Os elementos são formados por átomos isolados iguais, com mesma massa e tamanho, sendo eles indivisíveis; TEORIA ATÔMICA DE DALTON
  • 6. Serginho Professor de Química 3. A combinação de diferentes átomos origina substâncias diferentes. TEORIA ATÔMICA DE DALTON Os postulados de Dalton puderam, então, explicar as leis ponderais de Antoine Lavoisier e Joseph Louis Proust. Água (H2O), líquido incolor.
  • 7. Serginho Professor de Química LEIS PONDERAIS “Lei de Lavoisier” 🡪 Lei de Conservação das Massas “Na natureza, nada se perde, nada se cria, tudo se transforma.”
  • 8. Serginho Professor de Química LEIS PONDERAIS “Lei de Proust” 🡪 Lei das Proporções Constantes “Toda substância apresenta uma proporção em massa constante na sua composição.” Qualquer que seja a experiência para a obtenção do gás carbônico, a proporção entre os átomos de carbono e oxigênio se mantém constante.
  • 9. Serginho Professor de Química A EVOLUÇÃO DO MODELO ATÔMICO A NATUREZA ELÉTRICA DA MATÉRIA
  • 10. Serginho Professor de Química TUBOS DE RAIOS CATÓDICOS (AMPOLAS DE CROOKES) ESTUDO DA CONDUÇÃO DE CORRENTE ELÉTRICA POR GASES À BAIXA PRESSÃO E ALTA VOLTAGEM RAIOS CATÓDICOS = ELÉTRONS PARTÍCULAS NEGATIVAS SUBATÔMICAS A EVOLUÇÃO DO MODELO ATÔMICO
  • 11. Serginho Professor de Química 1897: “Pudim de Passas” MODELO DE THOMSON
  • 12. Serginho Professor de Química A RADIOATIVIDADE? - Em 1897, o físico francês, Antoine Henry Becquerel descobriu que o elemento urânio emitia raios que tinham a capacidade de atravessar objetos opacos e revelar filmes. - Pierre e Marie Curie isolaram outros novos elementos como o rádio e o polônio, com a mesma propriedade, que foi denominada de radioatividade, em 1898.
  • 13. Serginho Professor de Química • Rutherford demonstra que uma parte da radiação de certos elementos radioativos eram partículas carregadas positivamente movendo-se em grande velocidade e que foram denominadas de partículas alfa (α). Posteriormente comprovou-se que estas partículas correspondiam a núcleos de Hélio duplamente ionizados. A RADIOATIVIDADE?
  • 14. Serginho Professor de Química Fatos • A maioria dos raios passa direto pelas placas de metal; • Algumas partículas sofrem desvio em uma das placas de ouro; • Pouquíssimas partículas são rebatidas. EXPERIMENTO DE RUTHERFORD
  • 15. Serginho Professor de Química 1911 – “Modelo Planetário” MODELO DE RUTHERFORD Conclusões: 1. Há um grande espaço vazio entre os átomos. 2. Há uma região muito pequena e muito densa: NÚCLEO. 3. O núcleo é positivo. Obs.: O nêutron foi descoberto em 1932 por James Chadwick
  • 16. Serginho Professor de Química Partícula Carga Relativa Massa Relativa Próton +1 1 Nêutron 0 1 Elétron -1 1/~1840 OBSERVAÇÕES : 1. No estado fundamental o átomo é eletricamente neutro, então o número de cargas positivas (prótons) é igual ao número de cargas negativas(elétrons). 2. A massa do átomo está concentrada no núcleo, pois é nele que se localizam os prótons e nêutrons (partículas subatômicas que apresentam massa). 3. O núcleo é cerca de 10.000 a 100.000 vezes menor que o átomo como um todo. AS PARTÍCULAS SUBATÔMICAS
  • 17. Serginho Professor de Química NÚMERO ATÔMICO (Z) É o número de prótons de um átomo. Elemento químico: Conjunto de átomos com mesmo número atômico. NÚMERO DE MASSA (A) É a soma do número de prótons mais o número de nêutrons de um átomo. A=Z+N SIMBOLOG IA Exemplo: Átomo do elemento Sódio Número de Massa = 23 Número Atômico: Z=11 11 Prótons e 11 elétrons (estado fundamental) A=Z+N 🡪 N=A-Z 🡪 N=23-11 🡪 12 Nêutrons NÚMEROS DE IDENTIFICAÇÃO
  • 18. Serginho Professor de Química ÍON Espécie em desequilíbrio elétrico. Nº de Prótons ≠ Nº de Elétrons Obs.: Ocorre pela perda ou ganho de elétrons. ♦ CÁTION Íon positivo Perda de elétron REPRESENTAÇÃO 🡪 X+ ; X2+ ; X3+ ♦ ÂNION Íon negativo ganho de elétron REPRESENTAÇÃO 🡪 X- ; X2- ; X3- Exemplo: Número Atômico: Z=11 11 Prótons Carga 1+ 🡪 perdeu 1 elétron 10 elétrons Número Atômico: Z=16 16 Prótons Carga 2- 🡪 ganhou 2 elétrons 18 elétrons ÍONS
  • 19. Serginho Professor de Química ISOTOPOS São átomos que apresentam mesmo número atômico e diferente número de massa atômica. Ex.: 1H1 1H2 1H3 (Hidrogênio) (Deutério) (Trítio) Obs.: Os isótopos são sempre átomos de um mesmo elemento químico. ISOBAROS São átomos que apresentam mesmo número de massa e diferente número atômico. Ex.: 18Ar40 e 20Ca40 ISOTONOS São átomos de mesmo número de nêutrons e diferentes números atômicos e números de massa. Ex.: 15P31 e 16S32 Ambos possuem 16 nêutrons SEMELHANÇAS ATÔMICAS
  • 20. Serginho Professor de Química OBSERVAÇÃO Isoeletrônicos são ESPÉCIES DIFERENTES que possuem o mesmo número de elétrons. Ex.: 16S2- e 20Ca2+ 18 ELÉTRONS 18 ELÉTRONS