Nós da Rede V2

844 visualizações

Publicada em

Palestra de abertura no Amazonas Design, realizado na cidade de Manaus

Publicada em: Tecnologia, Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
844
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Nós da Rede V2

  1. 1. NÓS DA REDE Redes digitais, laços sociais
  2. 2. Artefatos digitais e mídias sociais ajudam a definir o cenário social contemporâneo. Independentemente de nível socioeconômico, as pessoas estão cada vez mais conectadas e interessadas em criar novos laços sociais.
  3. 3. Qual o limite da privacidade? Como usar a tecnologia social para o bem comum? Como a tecnologia digital impacta no comportamento?
  4. 4. PÚBLICO X PRIVADO
  5. 5. A esfera da privacidade só ganhou consistência na Europa dos séculos XVIII e XIX, ecoando o desenvolvimento das sociedades industriais modernas e do modo de vida urbano. Paula
Sibila,
O
show
do
eu:
a
in3midade
como
espetáculo

  6. 6. Assim, em contraposição ao protocolo hostil da vida pública, o lar foi se transformando no território da autenticidade e da verdade: um refúgio onde o eu se sentia resguardado, um abrigo onde era permitido ser si mesmo. Paula
Sibila,
O
show
do
eu:
a
in3midade
como
espetáculo

  7. 7. O QUE SÃO REDES SOCIAIS
  8. 8. Stanley
Milgram
 conduziu
a
experiência
dos
pequenos
mundos

 (a
fonte
do
conceito
dos
seis
graus
de
separação)

  9. 9. REDES ESPECIALIZADAS
  10. 10. USO POR EMPRESAS
  11. 11. CRIE SUA REDE
  12. 12. IMPACTOS SOCIAIS
  13. 13. #iranelec3on

  14. 14. #forasarney

  15. 15. DIZ‐ME
QUEM
 SEGUES
E
DIREI
 QUEM
TU
ÉS.

  16. 16. ALGUNS DADOS…
  17. 17. 10,5%
dos
jovens
e
7,3%
da
 população
adulta
do
País
já
 conheceram
um
parceiro
 sexual
pela
internet.

  18. 18. hQp://s1mone.net/off/2009/06/19/censo‐sexual‐do‐twiQer/

  19. 19. REFLEXÕES NECESSÁRIAS
  20. 20. INSTANTÂNEO
 =
 ANSIEDADE

  21. 21. “A
solidão
emocional
é
o
 sen3mento
de
vazio
e
inquietação
 causado
pela
falta
de
 relacionamentos
profundos.”
 Robert
Weiss

  22. 22. “A
solidão
social
é
o
sen3mento
 de
tédio
e
marginalidade
causado
 pela
falta
de
amizades
ou
de
um
 sen3mento
de
pertencer
a
uma
 comunidade.”
 Robert
Weiss

  23. 23. “Se
o
obje3vo
é
 um
vínculo
 afe3vo
maior,

 é
preciso
se
 encontrar
 pessoalmente.”
 Danah
Boyd,
pesquisadora
do
Microso`
Research

  24. 24. A privacidade virou performance. Acesso não tem nada a ver com democracia. É o grito de guerra do consumidor A internet está acelerando a “comoditização” da vida privada, tornando a vida das pessoas um objeto de consumo. Lee Siegel
  25. 25. Se os relacionamentos virtualizados que proliferam na internet costumam prescindir do contato imediato com os corpos materiais dos interlocutores, isso não impede que nessas trocas sejam criados fortes laços afetivos. Paula
Sibila,
O
show
do
eu:
a
in3midade
como
espetáculo

  26. 26. ...a intimidade se evadiu do espaço privado e passou a invadir aquela esfera que outrora se considerava pública. Paula
Sibila,
O
show
do
eu:
a
in3midade
como
espetáculo

  27. 27. “Eles
precisam
de
tempo
e
 de
in3midade;
como
diz
o
 ditado,
não
podem
se
 conhecer
sem
que
tenham
 comido
juntos
a
 quanGdade
necessária
de
 sal.”

  28. 28. Nós somos a rede.
  29. 29. Muitos nós tornam a rede mais forte!
  30. 30. Referências •  http://pontomidia.com.br/wiki/doku.php?id=artigos •  http://www.oshowdoeu.com.br/ •  http://veja.abril.com.br/080709/nos-lacos-fracos-internet-p-94.shtml •  http://oglobo.globo.com/vivermelhor/mat/2009/06/17/pesquisa-do-ministerio-da-saude- mostra-como-o-comportamento-sexual-do-brasileiro-756382416.asp

×