SlideShare uma empresa Scribd logo

SEGUNDO REINADO TRABALHO.pptx

O documento descreve a economia e a sociedade brasileira no período do Segundo Reinado sob Dom Pedro II. O café tornou-se o principal produto de exportação, impulsionando a prosperidade econômica. O Barão de Mauá foi pioneiro na industrialização do Brasil ao investir em empresas de diversos setores. A abolição do tráfico de escravos e a imigração estrangeira foram medidas para suprir a necessidade de mão de obra após a proibição do comércio de escravos.

1 de 13
Baixar para ler offline
CAPÍTULO 13
SEGUNDO REINADO:
ECONOMIA E SOCIEDADE
Dom Pedro II chegou ao poder com apenas 14
anos de idade e manteve-se como imperador
do Brasil durante quase meio século. Nesse
período, conteve os desejos separatistas do
período regencial e fortaleceu o poder
imperial.
Um dos principais fatores que contribuíram
para um reinado tão longo foi a prosperidade
econômica, com destaque para a produção
cafeeira, que logo tornou-se produto de
exportação e assumiu a liderança na
economia brasileira.
O IMPÉRIO DO CAFÉ
No século XVIII, o café era cultivado na
província do Rio de Janeiro para consumo
local, após 1820, a produção cresceu
progressivamente, destinando- se aos
mercados dos Estados Unidos e da Europa,
já na década de 1830, era o principal
produto de exportação da economia
brasileira.
SEGUNDO REINADO TRABALHO.pptx
A ERA MAUÁ: UM SURTO
INDUSTRIAL
A independência do Brasil não alterou o
predomínio da Inglaterra na economia do
país. No início do Segundo Reinado, o
crescimento das exportações de café
transformou os Estados Unidos no
principal comprador do produto,
superando a Inglaterra, além disso,
Alemanha e França passaram a nos
fornecer seus produtos, o que garantia
alguma autonomia em relação à
tradicional dominação inglesa.
Para aumentar a arrecadação
pública, o governo decretou, em
1844, a Tarifa Alves Branco
(nome do ministro que assinou o
decreto). Essa medida elevou
para até 60% a taxa sobre os
artigos importados, o que
estimulou o desenvolvimento da
produção interna.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a SEGUNDO REINADO TRABALHO.pptx

Brasil minerio e indep avaliação de historia 3 ano em 2010
Brasil minerio e indep avaliação de historia 3 ano em 2010Brasil minerio e indep avaliação de historia 3 ano em 2010
Brasil minerio e indep avaliação de historia 3 ano em 2010Keila Caetano
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasilIsabel Aguiar
 
Segundo Império - Economia.pptx
Segundo Império - Economia.pptxSegundo Império - Economia.pptx
Segundo Império - Economia.pptxvaleria908734
 
COMO E PORQUE O PROGRESSO POLÍTICO, ECONÔMICO E SOCIAL FOI ABORTADO NO BRASIL...
COMO E PORQUE O PROGRESSO POLÍTICO, ECONÔMICO E SOCIAL FOI ABORTADO NO BRASIL...COMO E PORQUE O PROGRESSO POLÍTICO, ECONÔMICO E SOCIAL FOI ABORTADO NO BRASIL...
COMO E PORQUE O PROGRESSO POLÍTICO, ECONÔMICO E SOCIAL FOI ABORTADO NO BRASIL...Fernando Alcoforado
 
Segundo Reinado (1840-1889)
Segundo Reinado (1840-1889)Segundo Reinado (1840-1889)
Segundo Reinado (1840-1889)Edenilson Morais
 
Resumo sobre a vinda da família real
Resumo sobre a vinda da família realResumo sobre a vinda da família real
Resumo sobre a vinda da família realJanine Schwartz
 
Segundoreinadomestresdahistoria 110501080754-phpapp02 (1)
Segundoreinadomestresdahistoria 110501080754-phpapp02 (1)Segundoreinadomestresdahistoria 110501080754-phpapp02 (1)
Segundoreinadomestresdahistoria 110501080754-phpapp02 (1)Gretiane Pinheiro
 
A industrialização brasileira II
A industrialização brasileira IIA industrialização brasileira II
A industrialização brasileira IIAnnellyezyAparecida1
 
História da crise de 29
História da crise de 29História da crise de 29
História da crise de 29marcilio000
 
Vinda família real para o Brasil
Vinda família real para o BrasilVinda família real para o Brasil
Vinda família real para o BrasilNúcia História
 
Book oficial carnaval 2011 coloninha
Book oficial carnaval 2011  coloninhaBook oficial carnaval 2011  coloninha
Book oficial carnaval 2011 coloninhaMari Barboza
 
A República Oligárquica
A República OligárquicaA República Oligárquica
A República OligárquicaAnncr Nncr
 
Formação do território brasileiro
Formação do território brasileiroFormação do território brasileiro
Formação do território brasileiroRafael Marques
 

Semelhante a SEGUNDO REINADO TRABALHO.pptx (20)

Capítulo 3 - Primeira República - dominação e resistência
Capítulo 3 - Primeira República - dominação e resistênciaCapítulo 3 - Primeira República - dominação e resistência
Capítulo 3 - Primeira República - dominação e resistência
 
Brasil minerio e indep avaliação de historia 3 ano em 2010
Brasil minerio e indep avaliação de historia 3 ano em 2010Brasil minerio e indep avaliação de historia 3 ano em 2010
Brasil minerio e indep avaliação de historia 3 ano em 2010
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
 
Segundo Império - Economia.pptx
Segundo Império - Economia.pptxSegundo Império - Economia.pptx
Segundo Império - Economia.pptx
 
COMO E PORQUE O PROGRESSO POLÍTICO, ECONÔMICO E SOCIAL FOI ABORTADO NO BRASIL...
COMO E PORQUE O PROGRESSO POLÍTICO, ECONÔMICO E SOCIAL FOI ABORTADO NO BRASIL...COMO E PORQUE O PROGRESSO POLÍTICO, ECONÔMICO E SOCIAL FOI ABORTADO NO BRASIL...
COMO E PORQUE O PROGRESSO POLÍTICO, ECONÔMICO E SOCIAL FOI ABORTADO NO BRASIL...
 
Segundo Reinado (1840-1889)
Segundo Reinado (1840-1889)Segundo Reinado (1840-1889)
Segundo Reinado (1840-1889)
 
Resumo sobre a vinda da família real
Resumo sobre a vinda da família realResumo sobre a vinda da família real
Resumo sobre a vinda da família real
 
Aula 2 ano g
Aula 2 ano gAula 2 ano g
Aula 2 ano g
 
Segundoreinadomestresdahistoria 110501080754-phpapp02 (1)
Segundoreinadomestresdahistoria 110501080754-phpapp02 (1)Segundoreinadomestresdahistoria 110501080754-phpapp02 (1)
Segundoreinadomestresdahistoria 110501080754-phpapp02 (1)
 
A industrialização brasileira II
A industrialização brasileira IIA industrialização brasileira II
A industrialização brasileira II
 
História da crise de 29
História da crise de 29História da crise de 29
História da crise de 29
 
Independência do Brasil
Independência do BrasilIndependência do Brasil
Independência do Brasil
 
Vinda família real para o Brasil
Vinda família real para o BrasilVinda família real para o Brasil
Vinda família real para o Brasil
 
segundo reinado
segundo reinadosegundo reinado
segundo reinado
 
2º SEGUNDO REINADO.ppt
2º SEGUNDO REINADO.ppt2º SEGUNDO REINADO.ppt
2º SEGUNDO REINADO.ppt
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
 
Book oficial carnaval 2011 coloninha
Book oficial carnaval 2011  coloninhaBook oficial carnaval 2011  coloninha
Book oficial carnaval 2011 coloninha
 
A República Oligárquica
A República OligárquicaA República Oligárquica
A República Oligárquica
 
Segundo reinado 8ºano
Segundo reinado 8ºanoSegundo reinado 8ºano
Segundo reinado 8ºano
 
Formação do território brasileiro
Formação do território brasileiroFormação do território brasileiro
Formação do território brasileiro
 

Mais de profesfrancleite

REVISÃO PARA O PROVÃO DE HISTÓRIA.pptx
REVISÃO PARA O PROVÃO DE HISTÓRIA.pptxREVISÃO PARA O PROVÃO DE HISTÓRIA.pptx
REVISÃO PARA O PROVÃO DE HISTÓRIA.pptxprofesfrancleite
 
Brasil Monárquico/Brasil Império
Brasil Monárquico/Brasil ImpérioBrasil Monárquico/Brasil Império
Brasil Monárquico/Brasil Impérioprofesfrancleite
 
PRIMEIRO REINADO E PERIODO REGENCIAL.pptx
PRIMEIRO REINADO E PERIODO REGENCIAL.pptxPRIMEIRO REINADO E PERIODO REGENCIAL.pptx
PRIMEIRO REINADO E PERIODO REGENCIAL.pptxprofesfrancleite
 
BRASIL MONÁRQUICO OU BRASIL IMPÉRIO.pptx
BRASIL MONÁRQUICO OU BRASIL IMPÉRIO.pptxBRASIL MONÁRQUICO OU BRASIL IMPÉRIO.pptx
BRASIL MONÁRQUICO OU BRASIL IMPÉRIO.pptxprofesfrancleite
 
SLIDES SOBRE CAPITULOS 8 - 10.pptx
SLIDES SOBRE CAPITULOS 8 - 10.pptxSLIDES SOBRE CAPITULOS 8 - 10.pptx
SLIDES SOBRE CAPITULOS 8 - 10.pptxprofesfrancleite
 
Breve Histórico Do Assaré - CE
Breve Histórico Do Assaré - CEBreve Histórico Do Assaré - CE
Breve Histórico Do Assaré - CEprofesfrancleite
 
A ERA NAPOLEÔNICA (Professor Francisco Leite)
A ERA NAPOLEÔNICA (Professor Francisco Leite)A ERA NAPOLEÔNICA (Professor Francisco Leite)
A ERA NAPOLEÔNICA (Professor Francisco Leite)profesfrancleite
 
Cordel História e Lazer da Barragem Canoas IX AMA Amigos do Meio Ambiente
Cordel História e Lazer da Barragem Canoas IX AMA Amigos do Meio AmbienteCordel História e Lazer da Barragem Canoas IX AMA Amigos do Meio Ambiente
Cordel História e Lazer da Barragem Canoas IX AMA Amigos do Meio Ambienteprofesfrancleite
 
Contos produzidos pelos alunos do 7º ano A e B 2014 - Escola Batistina Braga
Contos produzidos pelos alunos do 7º ano A e B 2014 - Escola Batistina BragaContos produzidos pelos alunos do 7º ano A e B 2014 - Escola Batistina Braga
Contos produzidos pelos alunos do 7º ano A e B 2014 - Escola Batistina Bragaprofesfrancleite
 
Recuperando arquivos ocultos do pen drive
Recuperando arquivos ocultos do pen driveRecuperando arquivos ocultos do pen drive
Recuperando arquivos ocultos do pen driveprofesfrancleite
 
Trabalho de inglês 7º ano mês de novembro 2012
Trabalho de inglês 7º ano mês de novembro 2012Trabalho de inglês 7º ano mês de novembro 2012
Trabalho de inglês 7º ano mês de novembro 2012profesfrancleite
 

Mais de profesfrancleite (12)

REVISÃO PARA O PROVÃO DE HISTÓRIA.pptx
REVISÃO PARA O PROVÃO DE HISTÓRIA.pptxREVISÃO PARA O PROVÃO DE HISTÓRIA.pptx
REVISÃO PARA O PROVÃO DE HISTÓRIA.pptx
 
Brasil Monárquico/Brasil Império
Brasil Monárquico/Brasil ImpérioBrasil Monárquico/Brasil Império
Brasil Monárquico/Brasil Império
 
PRIMEIRO REINADO E PERIODO REGENCIAL.pptx
PRIMEIRO REINADO E PERIODO REGENCIAL.pptxPRIMEIRO REINADO E PERIODO REGENCIAL.pptx
PRIMEIRO REINADO E PERIODO REGENCIAL.pptx
 
BRASIL MONÁRQUICO OU BRASIL IMPÉRIO.pptx
BRASIL MONÁRQUICO OU BRASIL IMPÉRIO.pptxBRASIL MONÁRQUICO OU BRASIL IMPÉRIO.pptx
BRASIL MONÁRQUICO OU BRASIL IMPÉRIO.pptx
 
SLIDES SOBRE CAPITULOS 8 - 10.pptx
SLIDES SOBRE CAPITULOS 8 - 10.pptxSLIDES SOBRE CAPITULOS 8 - 10.pptx
SLIDES SOBRE CAPITULOS 8 - 10.pptx
 
Breve Histórico Do Assaré - CE
Breve Histórico Do Assaré - CEBreve Histórico Do Assaré - CE
Breve Histórico Do Assaré - CE
 
A ERA NAPOLEÔNICA (Professor Francisco Leite)
A ERA NAPOLEÔNICA (Professor Francisco Leite)A ERA NAPOLEÔNICA (Professor Francisco Leite)
A ERA NAPOLEÔNICA (Professor Francisco Leite)
 
Cordel História e Lazer da Barragem Canoas IX AMA Amigos do Meio Ambiente
Cordel História e Lazer da Barragem Canoas IX AMA Amigos do Meio AmbienteCordel História e Lazer da Barragem Canoas IX AMA Amigos do Meio Ambiente
Cordel História e Lazer da Barragem Canoas IX AMA Amigos do Meio Ambiente
 
Contos produzidos pelos alunos do 7º ano A e B 2014 - Escola Batistina Braga
Contos produzidos pelos alunos do 7º ano A e B 2014 - Escola Batistina BragaContos produzidos pelos alunos do 7º ano A e B 2014 - Escola Batistina Braga
Contos produzidos pelos alunos do 7º ano A e B 2014 - Escola Batistina Braga
 
Recuperando arquivos ocultos do pen drive
Recuperando arquivos ocultos do pen driveRecuperando arquivos ocultos do pen drive
Recuperando arquivos ocultos do pen drive
 
Trabalho de inglês 8º
Trabalho  de inglês 8ºTrabalho  de inglês 8º
Trabalho de inglês 8º
 
Trabalho de inglês 7º ano mês de novembro 2012
Trabalho de inglês 7º ano mês de novembro 2012Trabalho de inglês 7º ano mês de novembro 2012
Trabalho de inglês 7º ano mês de novembro 2012
 

Último

Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoReprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoMariaJoão Agualuza
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Mary Alvarenga
 
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...GraceDavino
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...excellenceeducaciona
 
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...excellenceeducaciona
 
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...Prime Assessoria
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...azulassessoriaacadem3
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...excellenceeducaciona
 
Agora observe a imagem a seguir, onde foi realizada uma lâmina histológica co...
Agora observe a imagem a seguir, onde foi realizada uma lâmina histológica co...Agora observe a imagem a seguir, onde foi realizada uma lâmina histológica co...
Agora observe a imagem a seguir, onde foi realizada uma lâmina histológica co...Prime Assessoria
 
1. Qual é a principal política pública que está sendo negada às Marias no víd...
1. Qual é a principal política pública que está sendo negada às Marias no víd...1. Qual é a principal política pública que está sendo negada às Marias no víd...
1. Qual é a principal política pública que está sendo negada às Marias no víd...azulassessoriaacadem3
 
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Prime Assessoria
 
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...azulassessoriaacadem3
 
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...Prime Assessoria
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...azulassessoriaacadem3
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;azulassessoriaacadem3
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...apoioacademicoead
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...azulassessoriaacadem3
 
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...Prime Assessoria
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoReprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
 
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO _
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO         _SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO         _
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO _
 
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
 
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...
B) RELACIONE os picos (1, 2 e 3) no cromatograma com cada uma das substâncias...
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
 
Agora observe a imagem a seguir, onde foi realizada uma lâmina histológica co...
Agora observe a imagem a seguir, onde foi realizada uma lâmina histológica co...Agora observe a imagem a seguir, onde foi realizada uma lâmina histológica co...
Agora observe a imagem a seguir, onde foi realizada uma lâmina histológica co...
 
1. Qual é a principal política pública que está sendo negada às Marias no víd...
1. Qual é a principal política pública que está sendo negada às Marias no víd...1. Qual é a principal política pública que está sendo negada às Marias no víd...
1. Qual é a principal política pública que está sendo negada às Marias no víd...
 
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
 
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
 
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
 
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...
a) Tendo como base as competências de um conselho de saúde, a afirmação "... ...
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 

SEGUNDO REINADO TRABALHO.pptx

  • 2. Dom Pedro II chegou ao poder com apenas 14 anos de idade e manteve-se como imperador do Brasil durante quase meio século. Nesse período, conteve os desejos separatistas do período regencial e fortaleceu o poder imperial. Um dos principais fatores que contribuíram para um reinado tão longo foi a prosperidade econômica, com destaque para a produção cafeeira, que logo tornou-se produto de exportação e assumiu a liderança na economia brasileira.
  • 3. O IMPÉRIO DO CAFÉ No século XVIII, o café era cultivado na província do Rio de Janeiro para consumo local, após 1820, a produção cresceu progressivamente, destinando- se aos mercados dos Estados Unidos e da Europa, já na década de 1830, era o principal produto de exportação da economia brasileira.
  • 5. A ERA MAUÁ: UM SURTO INDUSTRIAL A independência do Brasil não alterou o predomínio da Inglaterra na economia do país. No início do Segundo Reinado, o crescimento das exportações de café transformou os Estados Unidos no principal comprador do produto, superando a Inglaterra, além disso, Alemanha e França passaram a nos fornecer seus produtos, o que garantia alguma autonomia em relação à tradicional dominação inglesa.
  • 6. Para aumentar a arrecadação pública, o governo decretou, em 1844, a Tarifa Alves Branco (nome do ministro que assinou o decreto). Essa medida elevou para até 60% a taxa sobre os artigos importados, o que estimulou o desenvolvimento da produção interna.
  • 7. QUEM FOI O BARÃO DE MAUÁ Irineu Evangelista de Sousa, conhecido por seu título de Barão de Mauá, foi um importante banqueiro, industrial e político brasileiro, foi o pioneiro da industrialização no Brasil do século XIX, sendo responsável pela construção de grandes empreendimentos.
  • 8. PRINCIPAIS INVESTIMENTOS DO BARÃO DE MAUÁ Ele investiu em casas de comércio (Mac Gregor e Cia. e Casa Mauá e Cia.), em financeiras (Banco Mauá) e em empresas de energia (Companhia de Gás do Rio de Janeiro) e transportes (Companhia de Bondes do Jardim Botânico, Companhia de Navegação a Vapor do Rio Amazonas; Estrada de Ferro Mauá; Companhia de Rebocadores a Vapor do Rio Grande do Sul).
  • 9. MOTIVOS QUE LEVARAM O BARÃO DE MAUÁ FALIR: - A falta de apoio governamental, em parte por causa de suas posições liberais e abolicionistas, da contínua concorrência estrangeira e de pressões financeiras nacionais e internacionais
  • 10. No início do século XIX, os ingleses, que haviam liderado o comércio de africanos escravizados no século anterior, extinguiram o tráfico negreiro e começaram a pressionar os países escravistas a seguir seu exemplo.
  • 11. Em troca do reconhecimento da independência pelo governo inglês, dom Pedro I comprometeu-se a abolir o tráfico.
  • 12. AS NOVAS FORMAS DE TRABALHO Uma das soluções encontradas pelos fazendeiros e governantes para atender a necessidade de mão de obra na lavoura foi estimular a vinda de trabalhadores estrangeiros para o Brasil.
  • 13. AS MULHERES NO PERÍODO IMPERIAL Para as mulheres livres, brancas e ricas, a mobilidade no espaço público era limitada, elas só saíam às ruas acompanhadas e em poucas ocasiões: para visitar parentes, assistir a missas e, ocasionalmente, frequentar óperas e outros espetáculos.