Formação do território brasileiro

1.303 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.303
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
981
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Formação do território brasileiro

  1. 1.  No séc. XVI a população colonial se espalhava de forma descontínua pela imensa costa brasileira.  Esse modelo de povoamento tem relação com o modelo de ocupação inicial, na qual se destaca a divisão do território colonial em Capitanias Hereditárias (1º Divisão Administrativa do território).
  2. 2.  No início da colonização (1530), com a implantação da atividade açucareira, os portugueses estabeleceram a divisão do território brasileiro em 15 imensos lotes de limites retilíneos, desde o litoral até a linha que determinava o Tratado de Tordesilhas.  Ao longo dos séculos XVI e XVII, o desenvolvimento da atividade açucareira no Nordeste propiciou a ocupação populacional na extensa faixa litorânea.
  3. 3.  No Séc. XVIII, a penetração dos colonizadores portugueses no interior do território só foi possível com a descoberta e exploração de jazidas de metais preciosos na região de Minas Gerais, gerando um eixo de ocupação em direção ao interior. Fez surgir vilas e cidades.  A atividade pecuária também se desenvolveu, com objetivo de abastecer as regiões mineradoras. Surgiram outros núcleos nos atuais estados de Goiás e Mato Grosso.
  4. 4. Ciclo da mineração – Séc. XVIII; Expansão da atividade pecuária; Drogas do Sertão; Ação dos Bandeirantes (apresador e prospector); Os conflitos de posses de terras com os espanhois (esses ocupavam a imensa área a oeste do Tratado de Tordesilhas); O Tratado de Madri (assinado em 1750, anula o Tratado de Tordesilhas e garantiu praticamente o território que o país tem hoje).
  5. 5.  Produtos extrativos da região amazônica, explorados durante o Período Colonial, exportados para a Europa, contribuindo para o início do povoamento amazônico no Séc. XVII e XVIII. Utilizando a mão-de-obra indígena. Destacando-se: → Castanha do Pará; → Guaraná; → Urucum; → Cravo.
  6. 6.  Modelo agrícola que foi bastante desenvolvido no Brasil colonial e em grande parte da América Latina.  Baseava-se principalmente nas seguintes características:  ► Produção voltada para o mercado externo (agroexportação);  ►Mão-de-obra escrava;  ►Utilizando grandes Latifúndios;  ► Monocultura agrícola (cana-de- açúcar, café).
  7. 7.  Fim do Período Colonial – o Brasil se torna independente de Portugal (1822);  Houve o declínio da mineração e da exploração da cana-de-açúcar;  Fato que possibilitou uma mudança no eixo de desenvolvimento territorial, surge então o ciclo do café;  A princípio concentrado no Vale do Paraíba (eixo RJ –SP), avançando rumo ao interior paulista com a abertura de grandes fazendas, permitiu o surgimento de importantes cidades.
  8. 8.  Durante o Século XIX e início do XX, o café se tornou o principal produto da base de exportação brasileira.  Com os lucros obtidos com a exportação do café, foram em parte investidos no desenvolvimento da atividade industrial no país, concentrando-se basicamente em São Paulo.  Começa então a mudança de um país agroexportador para um país urbano-industrial.
  9. 9.  Paralelamente ao desenvolvimento do café (eixo SP e RJ), o norte do país vivia o ciclo de expansão da borracha (extração do látex na Amazônia).  Promoveu também o aumento dos focos de tensão entre o Brasil e a Bolívia.  Essa tensão provocou a anexação do Acre ao Brasil(1903), através de acordos diplomáticos, alargando a fronteira amazônica.
  10. 10. A formação territorial brasileira, deu-se da ocupação decorrente da prática de diversas atividades econômicas em diferentes partes do território. OBS: PORÉM ESSAS ÁREAS ECONÔMICAS NÃO ERAM INTEGRADAS. FATO QUE GEROU O TERMO: “ARQUIPÉLAGO ECONÔMICO” (AS ILHAS REGIONAIS). Veja:  ►Nordeste: Cana-de-açúcar e pecuária;  ►Norte: Drogas do Sertão e borracha;  ►Sudeste: Mineração, pecuária e café;  ► Centro Oeste e Sul: Pecuária 

×