Pesquisa Ambiental
RIO DAS ANTAS

Pedro Henrique de Jesus Freitas
Prof. Ms. Fernando Pires
Características Geográficas
• Bacia hidrográfica do sistema
Taquari-Antas
• Está situada na região nordeste
do estado do R...
• Limites: ao norte, com a bacia
do rio Pelotas; a oeste e ao
sul, com a bacia do rio Jacuí;
e a leste com as bacias dos
r...
• Principais afluentes: pela margem esquerda rios Camisas, Tainhas e Lajeado Grande e São
Marcos; pela margem direita - ri...
• O rio das Antas percorre 390 Km
e
o
rio
Taquari,
140
Km,
totalizando uma extensão de 530
Km.
• Devido
à
magnitude,
esta
bacia
possui
características
físicas
diferenciadas, como áreas de alto
índice de industrializaç...
• O trecho mais significativo em
termos de uso e ocupação do
solo está compreendido entre os
municípios de Antônio Prado e...
• A
área
ocupada
por
uma
ampla
variedade de cultivos agrícolas é
maior do que um milhão de hectares,
gerando
problemas
rel...
• A
bacia
hidrográfica
possui
climas
subtropical e temperado, e quatro tipos de
vegetação:
Savana,
Floresta
Ombrófila
Mist...
• O rio Taquari, em épocas de chuvas
contínuas,
pode
sofrer
grandes
flutuações de vazão, encher e causar
enchentes nas áre...
Em relação aos usos da água, destacam-se
• Abastecimento público e industrial,
• Irrigação;
• Dessedentação de animais - a...
• Pesca comercial;
• Geração de energia elétrica - o Rio
Grande do Sul é um dos estados
brasileiros com maior carência de
...
Diluição de Efluentes
• Os rios e arroios da bacia servem
como corpo receptor e via de
transporte
de
efluentes
de
variadas...
PATRAM
FAUNA
• Peixes: 70 espécies
• Mamíferos terrestres: 32
• Aves: 44
Pesquisa Ambiental [Rio das Antas] | Fotografia Ambiental-ULBRA 2013/2, Prof. Ms. Fernando Pires
Pesquisa Ambiental [Rio das Antas] | Fotografia Ambiental-ULBRA 2013/2, Prof. Ms. Fernando Pires
Pesquisa Ambiental [Rio das Antas] | Fotografia Ambiental-ULBRA 2013/2, Prof. Ms. Fernando Pires
Pesquisa Ambiental [Rio das Antas] | Fotografia Ambiental-ULBRA 2013/2, Prof. Ms. Fernando Pires
Pesquisa Ambiental [Rio das Antas] | Fotografia Ambiental-ULBRA 2013/2, Prof. Ms. Fernando Pires
Pesquisa Ambiental [Rio das Antas] | Fotografia Ambiental-ULBRA 2013/2, Prof. Ms. Fernando Pires
Pesquisa Ambiental [Rio das Antas] | Fotografia Ambiental-ULBRA 2013/2, Prof. Ms. Fernando Pires
Pesquisa Ambiental [Rio das Antas] | Fotografia Ambiental-ULBRA 2013/2, Prof. Ms. Fernando Pires
Pesquisa Ambiental [Rio das Antas] | Fotografia Ambiental-ULBRA 2013/2, Prof. Ms. Fernando Pires
Pesquisa Ambiental [Rio das Antas] | Fotografia Ambiental-ULBRA 2013/2, Prof. Ms. Fernando Pires
Pesquisa Ambiental [Rio das Antas] | Fotografia Ambiental-ULBRA 2013/2, Prof. Ms. Fernando Pires
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pesquisa Ambiental [Rio das Antas] | Fotografia Ambiental-ULBRA 2013/2, Prof. Ms. Fernando Pires

333 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
333
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pesquisa Ambiental [Rio das Antas] | Fotografia Ambiental-ULBRA 2013/2, Prof. Ms. Fernando Pires

  1. 1. Pesquisa Ambiental RIO DAS ANTAS Pedro Henrique de Jesus Freitas Prof. Ms. Fernando Pires
  2. 2. Características Geográficas • Bacia hidrográfica do sistema Taquari-Antas • Está situada na região nordeste do estado do Rio Grande do Sul • Tem uma área de 26.428 km2, equivalente a 9% do território estadual, • Abrange 119 municípios, total ou parcialmente.
  3. 3. • Limites: ao norte, com a bacia do rio Pelotas; a oeste e ao sul, com a bacia do rio Jacuí; e a leste com as bacias dos rios Caí e Sinos.
  4. 4. • Principais afluentes: pela margem esquerda rios Camisas, Tainhas e Lajeado Grande e São Marcos; pela margem direita - rios QuebraDentes, da Prata, Carreiro, Guaporé, Forqueta e Taquari-Mirim. • O rio Taquari nasce no extremo leste do Planalto dos Campos Gerais, com a denominação de rio das Antas, até a confluência com o rio Carreiro, nas imediações do município de São Valentim do Sul. • A partir daí, passa a denominar-se Taquari, desembocando no rio Jacuí (maior formador do Guaíba), junto à cidade de Triunfo.
  5. 5. • O rio das Antas percorre 390 Km e o rio Taquari, 140 Km, totalizando uma extensão de 530 Km.
  6. 6. • Devido à magnitude, esta bacia possui características físicas diferenciadas, como áreas de alto índice de industrialização, áreas com predomínio de produção primária, zonas intensamente urbanizadas e riscos de ocorrência de enchentes, entre outras. • Os municípios integrantes desta bacia concentram 20% do PIB estadual, caracterizando-se por possuírem a base econômica voltada para um setor industrial em crescimento.
  7. 7. • O trecho mais significativo em termos de uso e ocupação do solo está compreendido entre os municípios de Antônio Prado e Veranópolis, concentrando 50% da população e 57% das indústrias da bacia.
  8. 8. • A área ocupada por uma ampla variedade de cultivos agrícolas é maior do que um milhão de hectares, gerando problemas relativos à utilização de agrotóxicos e adubos químicos, aos processos erosivos, com consequente aumento da turbidez, e ao assoreamento. • Em 1993, havia 8.123 indústrias na bacia do Taquari-Antas, de variados ramos de produção.
  9. 9. • A bacia hidrográfica possui climas subtropical e temperado, e quatro tipos de vegetação: Savana, Floresta Ombrófila Mista, Floresta Estacional Decidual e Áreas de Tensão Ecológica. • Ainda podem ser observados diversos ambientes onde a vegetação natural encontra-se em satisfatório nível de preservação, nas encostas íngremes dos vales, onde o acesso é difícil e o local impróprio a práticas agrícolas. • Os locais mais preservados são representados por dez unidades de conservação correspondentes a 16.000 h, sendo a mais importante a do Parque Nacional dos Aparados da Serra, em Cambará do Sul.
  10. 10. • O rio Taquari, em épocas de chuvas contínuas, pode sofrer grandes flutuações de vazão, encher e causar enchentes nas áreas mais baixas, causando prejuízos consideráveis à agricultura e ao sistema viário. • A zona urbana dos municípios do baixo Taquari, especialmente Lajeado e Estrela, foi inundada em cinco ocasiões nos últimos dez anos, acarretando enormes prejuízos à economia e à infraestrutura urbana dessas cidades.
  11. 11. Em relação aos usos da água, destacam-se • Abastecimento público e industrial, • Irrigação; • Dessedentação de animais - a população calculada em equivalentes bovinos é de 958.749 animais; • Navegação comercial –é desenvolvida com intensidade desde Muçum até a foz do Taquari, em uma extensão de 148 km, havendo três portos públicos neste trecho: Taquari, Mariante e Estrela. Entre estes terminais portuários destaca-se o de Estrela, pelo volume de carga movimentado e área de influência; • Recreação - vários pontos dos rios são usados como balneários, para a prática de canoagem e áreas de camping. Os rios mais utilizados são os da Prata, Santa Rita, das Antas e Taquari;
  12. 12. • Pesca comercial; • Geração de energia elétrica - o Rio Grande do Sul é um dos estados brasileiros com maior carência de energia elétrica, apesar de possuir um grande potencial ainda não utilizado, principalmente nas bacias do Uruguai e Taquari-Antas. A CEEE desenvolveu estudos para inventariar os potenciais hídricos passíveis de aproveitamento para geração de energia elétrica na bacia do TaquariAntas, identificando 57 aproveitamentos de pequeno porte, mais adequados as suas características geomorfológicas, pedológicas e hidrológicas
  13. 13. Diluição de Efluentes • Os rios e arroios da bacia servem como corpo receptor e via de transporte de efluentes de variadas origens, como os despejos domésticos – na grande maioria sem tratamento, os despejos industriais, as águas pluviais de drenagem urbana, as lixívias de depósitos de resíduos sólidos e as águas de drenagem rural, incluindo lavouras, plantios diversos e criação de animais.
  14. 14. PATRAM
  15. 15. FAUNA • Peixes: 70 espécies • Mamíferos terrestres: 32 • Aves: 44

×